Pub SAPO pushdown

"Dá" é o melhor remédio

quinta-feira, abril 27, 2017

Por mais que se diga que o Dia da Mãe é todos os dias, que não são precisos presentes para assinalar a data, que é só mais um dia igual a tantos outros, confesso que já estou em pulgas para saber o que é que o Mateus me vai fazer na escola. Tenho amigas com vários filhos que já não podem ver mais jarrinhas de barros, postais com colagens e várias outras preciosidades que os nossos miúdos nos fazem, mas eu ainda estou na fase do encantamento. Este é só o segundo ano do Mateus no infantário, por isso terei direito ao meu segundo "presente manual", e por mais que o esprema para que me conte o que anda a fazer, o miúdo é rijo e não se descose. Lá vai dizendo que já anda a fazer o presente, mas contar o que é nem por isso. Resta-me, portanto, aguardar.

E se, enquanto mãe, esse assunto está resolvido (o Mateus faz-me um presente e eu fico cheia de orgulho), enquanto filha a coisa é mais difícil. Porque já perdi a conta aos presentes que dei à minha mãe (todos mais do que merecidos) e vai ficando difícil ser original. Sobretudo quando, do outro lado, se ouve o mesmo discurso há décadas: "não preciso de nada, não quero que gastes dinheiro comigo". Será que também vamos ser assim daqui a uns anos? Será que isto faz parte do código genético das mães? =)

Enfim, como é óbvio sou incapaz de me apresentar no Dia da Mãe de mãozinhas a abanar. Pode ser uma coisa mais simples, pode ser uma coisa mais elaborada, pode ser uma coisa mais cara ou uma mais baratinha, mas tem de haver sempre um presente. E, este ano, estou a pensar seriamente adoptar a estratégia que a minha mãe utiliza sempre que me quer oferecer alguma coisa: um cartão presente para roupa, para livros, para acessórios, sempre acompanhado de um "como já não sei o que te oferecer...". Por mim tudo bem. Acho que os cartões presentes nos facilitam MUITO a vida. A quem dá e a quem os recebe. Não acho nada que seja um presente despersonalizado, prefiro ver a coisa como um facilitador e ter a certeza de que quem o recebe o usará em algo que, realmente, quer e lhe dá jeito.

Uma óptima sugestão para este Dia da Mãe é o Cartão Dá Presentes, da SONAE, que pode ser utilizado em mais de 1100 lojas em Portugal e em Espanha. Que lojas são essas? Continente (loja e online), Worten, Worten Mobile, Zippy, MO, Sport Zone, GeoStar, Well's, Bagga, Bom Bocado e Note!. Penso que nenhuma mãe terá dificuldade em encontrar um presente tendo em conta a variedade de lojas disponíveis. O complicado é mesmo escolher onde gastar o saldo, porque pode ser em coisas tão variadas como roupa de desporto, um telemóvel, viagens, livros, electrodomésticos ou até compras para a casa. Acho que vou oferecer um à minha mãe acompanhado de um cartãozinho a dizer "pronto, agora só tens de ir ao Continente comprar todos os ingredientes necessários para me fazeres o teu incrível cozido à portuguesa". Ah ah ah! =) 

O cartão pode ser carregado com qualquer valor entre 5 e 1000 euros, o que faz com que seja um presente bastante acessível. O saldo pode ser utilizado total ou parcialmente, tem validade de 12 meses e é possível registá-lo, para que fique protegido.  

Mãe, se me estás a ler, fica sabendo que não me importo nada que futuros presentes venham em forma de Cartão Dá Presentes. Tenho mil e uma ideias para o usar e assim escusas de dar voltas à cabeça. Ficamos as duas felizes! =)



#dáomelhorpresente "dáamoràtuamãe #cartãodáparaamelhormãe #dáomundoàtuamãe

Post em parceria com o Cartão Dá Presentes da SONAE

Hoje deu-me para isto #392: especial Sicília

quinta-feira, abril 27, 2017
Na semana passada estive pela Sicília e foi só assim uma pequena maravilha. Enquanto o post da viagem sai e não sai, vou partilhando alguns looks. Fica o primeiro.


Vai dar (quase) ao mesmo #65

quarta-feira, abril 26, 2017
A rubrica "Vai dar (quase) ao mesmo" é uma das minhas preferidas aqui no blog. Acho piada a descobrir peças baratas muito parecidas com peças que custam uma pequena fortuna, mostrar que há alternativas mais em conta e que cumprem o mesmo papel. É claro que não são exactamente a mesma coisa, é claro que a qualidade não é a mesma, é claro que a versão original é (quase) sempre mais gira do que a imitação, mas pronto, dão para o gasto e é a forma de podermos ter coisas que, de outra forma, dificilmente conseguiríamos. 

Regra geral são as marcas massificadas desta vida que se inspiram nas marcas de luxo. Mas, de quando em vez, acontece o contrário. Foi o que se passou agora com a Balenciaga, que lançou um saco gigantesco em pele MUIIIIIIIIITO parecido com o saco de plástico do IKEA (Frakta, de seu nome) que todos conhecemos e que temos lá por casa. 

A Pipoca está loucaaa #195

terça-feira, abril 25, 2017
Não vale a pena virem dizer-me que ainda faltam quase dois meses para o verão que eu tapo imediatamente os ouvidos e começo a cantar, muito alto "LA-LA-LA, não estou a ouvir-vos, LA LA LA". Tendo em conta o tempo que se tem feito sentir, para mim já é praticamente verão, por isso não me enervem e deixem-me ser feliz no meu mundo imaginário onde estão sempre mais de 25 graus. Ora o facto de já ser (quase) verão faz com que também me apeteçam perfumes e aromas mais frescos. Se também é o vosso caso, vão gostar do passatempo desta semana, em parceria com O Boticário.

O que temos para vos oferecer é um kit My Lily, a novíssima linha da marca, que acaba de ser lançada. O kit é composto por um Eau de Parfum, um Creme Acetinado e um Creme de Mãos , tudo com um aroma que envolve flor de narciso, lírio, violeta, bergamota, mandarina, damasco, magnólia, rosa, cedro ou sândalo, entre outras notas. Já tive a oportunidade de experimentar o perfume e é óptimo, super fresquinho, floral, conquistou logo o lugar de perfume do Verão 2017. Segundo Jean Bueno, o gerente de perfumaria de O Boticário, "a flor de Narciso não pode ser plantada, é uma flor selvagem, única, e por isso tão autêntica. My Lily foi pensado para mulheres que também têm essa autenticidade, que deixam a vida acontecer sem ensaios. É uma fragrância moderna, muito inovadora, com facetas florais e com a frescura das notas verdes combinadas com a sofisticação do lírio.

O Creme Acetinado chega também com esta nova fragrância e uma textura especial que hidrata profundamente a pele. A sua composição, rica em manteiga de Karitée, promove uma hidratação intensa e evita o ressecamento provocado pelo sol. Já o Creme de Mãos, com uma fórmula que não danifica o verniz, hidrata as cutículas e evita que a pele seque, deixando as mãos macias e super perfumadas.

Fico muito feliz por saber que um destes kits irá parar às vossas mãos, é um super presente. E é também uma óptima sugestão para o Dia da Mãe. O creme de mãos, por exemplo, custa 9,99€, parece-me um mimo bastante acessível. =)

Para se habilitarem a este kit só têm de:
1- Fazer um "gosto" na página de Facebook d'O Boticário;
2- Preencher o formulário abaixo até ao próximo domingo, dia 30 de Abril (permitida apenas uma participação por endereço de e-mail, participações repetidas não serão consideradas). Os vencedores serão escolhidos aleatoriamente através do Random.org.

Boa sorte a todos!

Relativamente aos passatempos anteriores, os vencedores foram:

SweetCare
Dulce Russo, Santa Iria da Azóia

Loua
Marisa Quaresma, Pinhal Novo
Andreia Coelho, Viseu
Flávia Peixoto, Sintra
Ana Cristina Cunha, Leiria
Sónia Batista, Amadora
Andreia Gomes, São Bartolomeu de Messines
Joana Santos, Rio de Mouro
Vânia Silva, Santarém
Ana Rita André, Guarda
Joana Carvalho, Celorico de Basto

Parabéns às vencedoras e obrigada a todos os participantes.





Na luta por um peso saudável

segunda-feira, abril 24, 2017


Já me tinha queixado algures aqui no blog que, nos últimos tempos, ganhei uns quilitos extra, muito à conta da combinação "falta de exercício" + "alimentação completamente desregrada". Não me preocupei muito com o caso, mas percebi que estava a ser mais difícil aniquilá-los. Não é nada de particularmente dramático, é sobretudo gordura acumulada naquelas zonas chatas, mas por uma questão de saúde, convém começar a controlar. Já sinto que me é mais difícil perder peso do que há uns anos e, sobretudo, fazê-lo de uma forma equilibrada e segura. Ou seja, tendo em conta a minha altura, o meu peso até está abaixo do recomendado, mas sou aquilo que se chama de "falsa magra". A maior parte do meu peso é massa gorda, tenho pouco músculo, por isso preciso de uma dieta que inverta esse processo. Mais do que perder peso, preciso de ganhar força e massa muscular. 

Já sei que muita gente poderá pensar "estás doida, mulher? Tu lá precisas de fazer dieta", mas é preciso desmistificar um bocadinho este conceito de "pessoas magras não precisam de dieta", porque não é verdade. Dieta não implica só perder peso (até há dietas para se ganhar peso). Eu não quero ser mais magra (bem, quer dizer, um quilito ou dois a menos também não faziam mal), quero ser mais saudável, ter melhores hábitos de vida e precaver potenciais situações que podem ser nocivas. Regra geral, tendemos a acumular gordura na zona abdominal e isso representa variadíssimos riscos (colesterol, diabetes, hipertensão, problemas cardiovasculares, etc, etc).

Posto isto, estou decidida a começar a inverter este processo, porque hoje são mais três ou quatro quilos mas, se a pessoa não se cuida, amanhã, são mais sete, depois mais dez, e por aí adiante, com todos os efeitos nocivos que isso aporta para a saúde. Não sou de dietas loucas, nunca fui (possivelmente porque também nunca precisei), mas acho que com estas coisas não se brinca. Quero perder algum (pouco) peso, mas não a qualquer custo, não de forma irresponsável. E quero, sobretudo, aprender a comer melhor e para a vida.

E então fui ao médico. Expliquei-lhe as minhas preocupações com o meu aumento de peso (que, sublinho, são mais de ordem de saúde do que de ordem estética), fiz análises, medições e confirmou-se o que eu já sabia: a minha percentagem de massa gorda está bastante fora dos parâmetros recomendados e saudáveis para uma mulher da minha idade. Preciso de perder dois ou três quilos mas preciso, sobretudo, de perder gordura e atingir o meu peso saudável. Um peso que se adeque à minha fisionomia, que reforce a minha massa muscular e que seja atingido de forma regrada e acompanhada. E que melhor forma de o fazer do que com a Pronokal, um programa que eu já conheço, cujos resultados são mais do que óbvios e que me dá toda a segurança? Sabem que tenho acompanhado várias pessoas aqui no blog que seguiram o tratamento, têm visto os resultados incríveis, por isso não podia estar mais motivada. Ao longo dos próximos tempos vou ser acompanhada pela equipa multidisciplinar Pronokal (médicos, nutricionistas, personal trainers) e também voltei aos treinos com o meu Pedro, por isso não podia estar em melhores mãos. Aliás, já comecei a ver resultados, por isso é fácil manter o foco e a motivação. Vamos a isto!

Por um peso saudável 2017

sexta-feira, abril 21, 2017

Bom dia, bom dia, bom dia! Passagem rápida só para vos relembrar que ainda se podem inscrever no passatempo Pronokal. Tal como fizemos com a Sofia (2015) e com a Carla (2016), em 2017 também queremos mudar a vida a alguém, ajudá-lo a mudar os seus hábitos alimentares com o apoio da equipa multidisciplinar Pronokal e, com isso, atingir o seu peso saudável. Só têm de preencher este formulário até 26 de Abril e habilitarem-se a ganhar um tratamento Pronokal completo. O 500º formulário a ser preenchido será o vencedor. Vamos lá, não deixem passar esta oportunidade, até porque eu estou MUITO ansiosa por começar a mudar a vida a mais uma pessoa. =)

#WinForMeningitis

quinta-feira, abril 20, 2017

Foi a rápida reacção da mãe, que reconheceu os sintomas da doença, que salvou a vida de Lenine Cunha. Tinha quatro anos quando um ataque de meningite lhe afectou a mobilidade, a visão, a fala e a memória. A mãe, que já tinha visto um sobrinho morrer com a mesma doença, levou-o de imediato para o hospital. Gradualmente, foi recuperando algumas das capacidades perdidas, mas a deficiência intelectual continua a ser uma barreira que tem de ser superada diariamente, é a sua luta. Isso não o impediu de se dedicar ao atletismo, uma das suas grandes paixões. Menos ainda o impediu de já ter conquistado 183 medalhas em competições europeias e mundiais e de ser um dos nossos maiores atletas. Em Setembro representou Portugal nos Jogos Paralímpicos do Rio de Janeiro e agora é um dos seis paralímpicos escolhidos a nível mundial para dar a cara pela campanha #WinForMeningitis, promovida através de uma exposição internacional.


A exposição, que está em exibição no espaço Wish (LX Factory) até ao dia 25 de Abril, é da autoria da suuuuper fotógrafa australiana Anne Geddes (que todos conhecem das fotografias amorosas com bebés) e é assim um pequeno murro no estômago. Nas fotos estão representados seis atletas paralímpicos que mostram, sem pudores, os efeitos devastadores que a meningite teve nas suas vidas, sobretudo por causa dos membros amputados. Ao colo, todos eles têm bebés perfeitamente saudáveis, pretendendo-se assim passar a mensagem de que é crucial lutar pela protecção das crianças contra esta doença potencialmente devastadora, ao mesmo tempo tempo que se alerta para a importância da vacinação. São imagens poderosas, que misturam muito bem a força daqueles atletas, a sua coragem e a delicadeza dos bebés. As fotografias foram exibidas num ecrã gigante, em Times Square, e serão exibidas um pouco por todo o mundo. 



A meningite é uma doença rara, uma infecção que afecta na membrana que reveste o cérebro e a coluna vertebral, mas há casos diagnosticados. Infelizmente, a vacina para a Meningite B (a estirpe mais comum) não faz parte do Plano Nacional de Vacinação, por isso não é comparticipada (as três doses rondam os 300 euros), mas o pediatra aconselhou-me a dá-la ao Mateus e foi o que fiz. Numa altura em que se debate tanto a vacinação, este é mais um tema que se deve pôr na mesa de discussão: não fará sentido que esta vacina seja comparticipada? Eu defendo que sim mas, enquanto não é, acho que todos os pais que o possam fazer, devem vacinar os seus filhos. É caro, sim, mas encaremos isto como um investimento na saúde das nossas crianças, como se fosse um qualquer seguro. Melhor isso do que um possível arrependimento.

Numa fase inicial a meningite é uma doença difícil de diagnosticar, porque os sintomas assemelham-se aos de uma gripe: sonolência, falta de apetite, febre, náuseas, vómitos, dor nas pernas. Os sintomas "clássicos" da meningite só surgem mais tarde, o que pode atrasar o tratamento: rigidez da nuca, sensibilidade à luz e erupções cutâneas. A meningite pode ser tratada com antibióticos, mas a rápida progressão da doença (e o facto de os sintomas serem confusos) pode levar à morte em 24-48 horas após o aparecimento dos primeiros sintomas. 

Na Europa, o tipo B é o principal responsável da infecção, correspondendo a 85% dos casos em crianças. E se é verdade que a maioria sobrevive sem grandes efeitos adversos, não é menos verdade que um em cada dez casos pode ser mortal e que um em cada cinco sobreviventes pode vir a sofrer sequelas físicas ou mentais durante toda a vida. Actualmente, registam-se cerca de 1,2 milhões de casos em todo o mundo, que vitimam mortalmente cerca de 66 mil pessoas. Um número assustador, sobretudo se tivermos em conta que existe uma vacina que pode prevenir todos estes casos. Em Portugal, em 2012, foram diagnosticados 75 casos de doença meningocócia, sendo a estirpe mais frequente a B e a maior incidência em crianças com menos de um ano de idade. 

O meio de prevenção mais eficaz é, sem dúvida, a vacinação. Não há nenhum tratamento que previna todas as formas de meningite, mas estão disponíveis vacinas para os cinco tipos: A, B, C, W-135 e Y. A vacina contra a Meningite C está incluída no Plano Nacional de Vacinação desde 2006. Já a B, está no mercado desde 2013 e está (ou estará muito brevemente) incluída no PNV para crianças e adolescentes pertencentes a grupos de risco.

Foi muito bom estar à conversa com a Anne Geddes, uma mulher absolutamente esclarecida sobre a necessidade da vacinação e que tem feito um trabalho incrível enquanto embaixadora da causa para as Nações Unidas. 


Aproveitem o fim-de-semana e o feriado para passarem pela LX Factory e verem as fotos incríveis. E se ainda não vacinaram os vossos filhos contra a Meningite B, leiam sobre o assunto, aconselhem-se com o pediatra e tomem uma atitude consciente. =)

O Mateus com o ursinho da campanha =)

#WinForMeningitis

Hoje deu-me para isto #393

quinta-feira, abril 20, 2017

Pela vacinação e pelo respeito

quarta-feira, abril 19, 2017


Uma miúda de 17 anos morreu com sarampo e as redes sociais encheram-se como sempre, de juízes, de opinadores, de moralistas, de agentes persecutórios da verdade, de instigadores de justiça, de teorias bacocas, de dedos apontados, de "eu é que sei". Instalou-se uma espécie de campeonato em que se compete para ver quem é o melhor pai/mãe, quem cuida mais dos seus filhos, quem gosta mais, ao mesmo tempo que se enche a boca para acusar os outros, "os negligentes"," os que não cuidaram", "os que não protegeram", "os irresponsáveis".

Repito: morreu uma jovem de 17 anos. E este devia ser o ponto de partida para qualquer coisa que se diga a seguir.

O Boticário está mais (h)APPy

quarta-feira, abril 19, 2017

Nos tempos que correm estamos cada vez mais ligados ao mundo, às novas tecnologias e gostamos que as marcas que fazem parte da nossa vida acompanhem essa evolução. Como é o caso de O Boticário e da sua Botiappy, que promete pôr os verdadeiros fãs da marca a par de tudo o que se passa no universo O Boticário. Depois de descarregar, passamos a ter acesso a uma data de novidades, notícias sobre os principais lançamentos, um mapa com as lojas Boticário mais próximas, acesso a promoções, curiosidades e ainda a possibilidade de consultarmos o nosso saldo. Sim, saldo, porque a Botiappy dá-nos pontos sempre que fizermos uma compra, e que poderemos descontar em compras futuras. Só têm de descarregar a Bottiappy, disponível na App Store do vosso telemóvel. Eu já tratei do assunto!

Ao descarregarem a Botiappy recebem imediatamente 5 euros que podem gastar nos próximos 30 dias. Depois, sempre que chegarem aos 30 euros em compras, ganham novamente 5 euros em saldo, e assim sucessivamente. No fundo, a Botiappy vem facilitar-nos a vida, premiar quem gosta dos produtos da marca (eu!eu!eu!) e permitir que tenham o melhor do Boticário na palma da mão. =)

Post em parceria com O Boticário

AddThis