Pub SAPO pushdown

Sim, a higiene íntima também faz parte das rotinas dos mais pequenos

sexta-feira, outubro 18, 2019


Desde que a miúda se lembrou de que era fixe começar a gatinhar à velocidade da luz e a querer pôr-se de pé, qual suricata, que as rotinas aqui de casa têm mudado. O “não mexas nisso”, “tira as mãos daí” ou “não, a televisão não é para dar pancada” passaram a ser daquelas frases que digo 457 vezes ao dia, sem que surtam grande efeito. A sacana da miúda continua a tirar as coisas do sítio, a meter as mãos babadas em tudo o que apanha e a televisão já esteve mais longe de ver o chão de perto. Ah, já para não falar nas vezes em que estive para ligar à PSP a pensar a miúda tinha sido raptada quando, afinal, estava só escondida debaixo/atrás/ao lado de qualquer coisa, a ver se nos enganava. 

Claro que ela começar a gatinhar e, mais cedo ou mais tarde, a andar, também tem coisas boas. Está mais independente, começa a ir para certos sítios sozinha e já damos por nós simplesmente a deixá-la no chão a brincar e é vê-la a largar a gatinhar pela casa como se não houvesse amanhã. Acontece o mesmo quando vamos a algum lado, seja ao parque, a casa dos avós, a um restaurante, A miúda só está bem no chão, a passarinhar de um lado para o outro. E agora, como acha que toda a gente é sua súbdita, é vê-la parar de gatinhar, começar a dizer “olá” às pessoas e a acenar, qual rainha Isabel II para o seu povo. 

Isto parece tudo muito lindo e fofinho, ver os miúdos a crescer e a serem mais independentes, mas que vos digo que isto não é pêra doce, porque a miúda está constantemente a sujar-se toda e a precisar de banhos constantes, quase de hora a hora. É só vê-la chegar ao parque e ir para o chão para começar a ficar toda suja ou dar-lhe qualquer coisa para ela comer que em menos de 25 segundos vai parar ao cabelo, à testa ou aos braços, sem percebermos muito bem como. 

Posto isto, a hora do banho transformou-se em todo um ritual em que vamos falando — no caso dela numa língua que anda ali entre o russo e o islandês — e brincando, enquanto a lavo de alto a baixo. E é aqui que o Lactacyd Girl deve entrar em acção, que nisto da higiene íntima não se pode vacilar – já vão perceber porquê. 



Já aqui falei várias vezes sobre o quanto é importante mantermos uma rotina de higiene íntima e usarmos produtos apropriados para o efeito. Isto porque essa história de usar o gel de banho e a esponja para lavarmos o pipi é a pior coisa que podem fazer. O gel de banho e os sabonetes que usamos habitualmente não têm o pH apropriado para esta zona, o que a longo prazo pode resultar em coisas demoníacas como infecções, irritações, corrimentos e outras coisas dos infernos. 

Como não quero que a miúda passe por essas coisas, assim que ela for mais crescidinha e tiver idade para isso (só é aconselhado que comecem a usar estes produtos a partir dos três anos), vou ter sempre o cuidado de usar o Lactacyd Girl durante o banho para ela se ir habituando à diferença entre usar um sabonete vulgar ou um gel íntimo. Escusam de me vir dizer que ela só tem um ano e que aquilo tem tanta relevância para ela como a sopa que me atirou à cara ao almoço, mas não custa nada começar a introduzir estes bons hábitos aos miúdos desde pequeninos. 

O Lactacyd Girl tem uma fórmula extra suave sem sabão, sem álcool e sem  parabenos. Em vez disso, há Aloé Vera e extrato de pêssego para ajudar a acalmar e hidratar e ácido láctico biológico. O pH foi testado para se adequar ao pH natural da zona íntima, por isso não vai dar cabo da tal barreira protetora, escusam de começar já a bradar aos céus e a dizer que estou a dar cabo do pipi da miúda. 
Podem encontrar o Lactacyd Girl em embalagens de 200 mililitros — que são assim quase que infinitas — nas farmácias, parafarmácias e espaços de saúde. O preço de venda recomendado é de 11,99€. 

2 comentários:

  1. Eu também só uso Lactacyd. Há certas coisas com que não se brinca e tenho muito cuidado com o que como e produtos que ponho na pele. A saúde não é um bem adquirido hoje em dia...

    ResponderEliminar
  2. Acho ótimo o produto, fantástico texto, sou adepta do produto em versão adulta.... mas mae de dois rapazes, gostava mesmo que se fizesse produtos com o mesmo objetivo para Boys... Pois a higiene íntima dos homens é tão importante como as das mulheres... Eu uso produtos farmacêuticos para eles sem ph.... Pois desconheço outros... Se souberem aceito sugestões, obrigada.

    ResponderEliminar

Teorias absolutamente espectaculares

AddThis