Pub SAPO pushdown

Blog meu, blog meu, haverá comentador mais parvo do que o meu? #29

quinta-feira, março 01, 2018


Eu sabia que o tema "bebé a caminho" era coisa para fazer despertar as almas mais, vá, exóticas, que andam por aí e que o número de comentários parvos subiria exponencialmente. Não me enganei, tem sido um fartote. É estranho, não é? Supostamente, os bebés são aqueles seres gorduchos e a atirar para o fofinho que despertam o melhor das pessoas, que fazem ecoar muitos "ahhhhhhhh" e muitos "oooohhhhhhhhh"de emoção, que fazem a malta ver unicórnios e sonhar com um mundo melhor. Pois, pois, pois. Tudo isto bate certo, excepto, EXCEPTO, se tiverem um blog, porque aí já se sabe do que é que a casa gasta. Lá vêm os hipertensos, os enervados, os profetas e, claro, aqueles que acham que me conhecem melhor do que eu mesma.

De entre o rol de vários comentários bem divertidões, escolhi este que acaba por ser uma espécie de dois-em-um:


Álaber, comecemos pelo comentário original, o que diz que eu não queria filhos e que, por este andar, ainda vou acabar com uma "família numerosa"-  como se isso fosse a maior desgraceira que me podia acontecer. Para comecinho de conversa, eu não me lembro de alguma vez ter dito, taxativamente, que não queria filhos. Lembro-me de escrever alguns textos aqui no blog em que falava de não ter nenhum instinto maternal, de sentir que não precisava de ser mãe para me sentir plenamente realizada e de achar que isso era uma opção tão válida como querer um rancho de filharada. Disso lembro-me perfeitamente. Há pessoas que sonham com bebés desde pequenas, que nunca imaginaram a vida sem filhos, que sentem que nasceram para trazer crianças ao mundo, que vêem isso como uma prioridade máxima nas suas existências. Eu nunca senti nada disso, nunca tive esse apelo a ecoar-me na cabeça, mas sempre que pensava no futuro, de alguma maneira imaginava-o com filhos. Por isso, não, eu nunca disse que o tema filhos estava completamente descartado da minha vida. Mas até podia ter dito, porque muitas vezes é isso que acontece: as pessoas mudam de opinião.

Não falta quem ande sempre à procura de incongruências aqui no blog, quem esteja sempre a ver se me apanha em falso. "Então mas em 2008 disseste que odiavas roxos e agora estás com uns sapatos roxos?". "Então mas em 2011 adoravas espargos e agora não podes nem vê-los?""Então mas em 2009 pensavas uma coisa sobre este tema e agora pensas outra?". "Então mas em 2004 não te apetecia ter filhos e agora já vais a caminho do segundo?". Pessoas mais queridas, este blog tem 14 anos. Comecei a escrevê-lo aos 23, tenho 37, ter mudado de opinião em relação a algumas coisas não faz de mim uma pessoa inconsistente ou troca-tintas. Faz de mim uma pessoa em constante evolução. Como todas vocês, espero. Porque é preciso ser um bocado burro para não se conseguir ir vendo as coisas de outras perspectivas e para se achar que se vai ter sempre a mesma opinião sobre tudo ao longo de uma vida. Posto isto, se fizerem o exercício de ir ler o blog desde os primórdios, tenho a certeza de que irão encontrar uma data de coisas que eu disse e que, muito provavelmente, já desdisse. Eu própria dou por mim a ler coisas que escrevi há dez ou doze anos e nas quais já não me revejo. É a vida, chama-se crescer. terão de ser fortes e lidar com isto.

Mas pronto, para a anónima preocupada quanto a eu poder vir a ter o estatuto de "família numerosa", assim de repente acho que me vou ficar por aqui, até porque já não vou para nova, e se uma gravidez aos 37 já me está a pesar no lombo como se tivesse 85, imagine-se uma gravidez lá para os 40, já com dois filhos. Não me estou a ver metida nesses cambalachos. Mas, lá está, posso mudar de opinião. Pode dar-me para aqui uma epifania e eu achar que, afinal, nasci para coordenar uma prole de sete. Lembro-me de que assim que o Mateus nasceu eu pensei "isto é tão lindo, quero ter já outro". Percebi rapidamente que não era o amor a falar, eram mesmo as drogas. Assim que passou o efeito, passou-me logo a vontade. Como se viu, aliás. Precisei de cinco anos para ir ao segundo. Portantosssss, eu afirmo, desde já, que não quero mais filhos, mas afirmo também que posso acordar um dia e lembrar-me que afinal quero. Só para depois não virem de dedinho em riste pedir cá justificações sobre a vossa vida. Desculpem, sobre a minha vida. É que há gente que leva estas coisas tão a peito que uma pessoa até pensa que se trata da vida delas.

O primeiro comentário foi bom, mas o segundo foi mais fofinho, o que diz que é óbvio que é o meu homem que quer filhos, não eu, mas que tive de alinhar porque sou "psicologicamente dependente". As pessoas são de uma criatividade inesgotável, mas esta anónima soube ler-me na perfeição. Finalmente, alguém que percebe que eu vivo manietada, que vivo uma relação tóxica, que sou praticamente refém. Ando há anos a enviar sinais, pedidos de socorro, e ninguém tinha dado por nada. Que inúteis. Mas agora chegou a minha salvação, esta visionária que foi capaz de ver para além do óbvio e que percebeu que eu só engravidei porque sou "psicologicamente dependente". A contar os minutos para a polícia me bater à porta e me resgatar deste calvário.

Eu não sei bem que raio é isto de se ser psicologicamente dependente, mas imagino que sejam pessoas-tipo-anémonas, sem vontade própria, que deixam que os outros decidam todos os passos que dão na vida: o que vestem, o que comem, o que pensam, onde vão, com quem se dão, quantos filhos podem ter. Na mouche, é que é a minha cara, eu mesma não conseguiria descrever-me melhor. Eu sou efectivamente, esse tipo de pessoa. Não era, mas depois conheci o homem e fiquei assim, já lá vão quase dez anos que perdi a personalidade, a vontade própria e, basicamente, toda a alegria de viver. É ele que me deixa a roupinha pronta pela manhã (estão explicados muitos dos looks). É ele que me faz um plano alimentar, do qual não me posso desviar nem uma ervilha. É ele que me escolhe os livros, filmes e séries. É ele que define os temas sobre os quais escrevo aqui no blog (quando não é ele mesmo a escrevê-los!). E, admito, foi ele que me disse "chega de pílula, agora vais engravidar e acabou-se a conversa". Eu não queria, juro, mas depois ele fez lá aqueles bruxedos dele, tipo Pomba Gira, e quando dei por mim... tau, grávida!

Não sei se algum dia me conseguirei libertar das garras deste manipulador porque, entretanto, já desenvolvi aqui uma espécie de Síndrome de Estocolmo. Afeiçoei-me, pronto, ganhei-lhe estima. Mas pode ser que um dia, sobretudo agora que tenho a ajuda desta anónima, consiga reunir a coragem que me falta para conseguir virar costas a isto. Nos próximos tempos vai ser difícil, até porque me dá jeito tê-lo por perto. Para acartar as compras. Para quando me apetecer comer sabonete com ameixas às quatro da manhã. Essas merdas de grávida psicologicamente dependente. Mas assim que der à luz, é certinho que vou pedir refúgio aí num sítio qualquer, não vá ele lembrar-se de me obrigar a engravidar do terceiro e depois é ver-me com o estatuto de família numerosa. Deusmalivre.

132 comentários:

  1. ahahahahahhahahahah

    Muito bom, Pipoca. Boas gargalhadas logo pela manhã.
    Vá agora queremos é saber se é menino ou menina eheheh

    ResponderEliminar
  2. Li um comentário ainda pior que esse, até comentei cá em casa a sua resiliência. Não vou desenvolvê-lo, até porque não o fez. E applauds-a por isso. Não sou um dos seus póneis, não a considero minha amiga porque a sigo há 1500 anos como eles. Acho que é uma rapariga que escreve bem, trabalha muito e tem uma paciência (leia-se força) incrível para lidar com estes anónimos do demo. Claro que tem retorno, mas eu pessoalmente não conseguia permanecer, no matter what, confesso. Não precisa de publicar isto.

    ResponderEliminar
  3. OMD!!! A pipoca tem muita paciência! Haja paciência.

    ResponderEliminar
  4. Tb gostei do "é para separar-vos, coisa que o Mateus começou". O próprio pai da criança já escreveu ao mundo a dizer que tu ficavas de trela na cozinha presa. Só que um dia roeste e fugiste de mini saia.
    Eu acho LINDO o vosso amor. Houve coisas que vocês partilharam que fizeram um pelo outro absolutamente maravilhosas. Quem me dera encontrar alguém assim. Não estou a falar do homem, estou a falar dos dois, como pessoas.
    Não te podes enervar. Já tens dito que és muito stressada e cuidado com isso, especialmente agora. Podemos encontrar-nos ao almoço para o teste da agulha? :D Beijinhos Pipoca

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Também li esse comentário e fiquei chocada. E até achava que era esse mesmo que a Pipoca iria partilhar. É de uma crueldade horripilante.
      É triste que existam pessoas que se sentem bem a fazer este tipo de comentários. Como se as suas vidas fosse melhorar por causa disso! O que importa é que estejam felizes e que o próximo baby venha cheio de saúde!

      Eliminar
  5. Credo, que gente. Deve haver por aí malta tão infeliz e miserável ao ponto de lhes doer fisicamente ver uma mulher bonita, de bem com a vida, com um miúdo giro que se farta e outr@ a caminho. É ignorar, ou rir, que é o melhor remédio :)

    Kill Your Barbies | Instagram

    ResponderEliminar
  6. Eu não consigo acreditar que existe pessoas tão deficientes da cabeça para tecer comentários destes.bolha pipoca estou como tu uma desgraçada aos 20, dizia não quero casar/ter filhos então nem pensar. Agora 12 anos depois 8 de relação com alguém de quem sou muito dependente lol só penso em casar e ter um rebento. Oh pa a bipolaridade é lixada... Ah é parabéns pela gravidez que tudo corra excelente aqui estaremos para ver tudo o que queiras partilhar. Beijinhos

    ResponderEliminar
  7. Há cá cada aberração.
    Isto é mesmo para não ligar Pipoca.

    ResponderEliminar
  8. ahahahahahah o que me ri. OMG afinal as pessoas estão cada vez pior, eu ingénua, achei que as pessoas com o passar dos anos iam ficando menos estúpidas. Puxa afinal não, ao contrário, cada vez mais estúpidas. Mas por um lado é bom, porque num dia de chuva como hoje está, essas pessoas fazem com que nós soltemos uma belas gargalhadas e ficamos logo com um humor melhor. Pipoca tu vê lá se precisares de ajuda para sair desse castigo, eu ajudo. Coitada de ti, psicologicamente dependente, ó mulher tu vê lá isso, porque deve ser um inferno. Credo!! ehehehehe Olha sabes que mais, gabo-te a paciência e o teu sentido de humor. E venha de lá mais um ou uma pipoquiano/a yupiiiiiiiiii!! :) Beijinhos para todos( hummm pensando melhor o arrumadinho, não sei se merece, ahahahahah)

    ResponderEliminar
  9. Ana, estou disponível para ir com a Policia salva-la desse malvado d'o arrumadinho!(um sinal de fumo ou o Grândola Vila Morena serve perfeitamente)
    O que eu já me ri que nem uma maluquinha!(não que seja como estes comentadores #amorosos-que-sabem-tudo-da-vida-dos-outros)
    BTW: Muitos Parabéns!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Hahaha adorei a imagem da Pipoca a tocar o Grândola Vila Morena em repeat com a janela aberta para ver se a polícia a ia salvar:D

      Eliminar
    2. Ahahahaha O melhor comentário! A Grândola Vila Morena foi uma excelente referência! Não consigo parar de rir!

      Eliminar
    3. ahaha muito bom

      Eliminar
  10. Eu achei o comentário da separação ainda mais fofinho.

    ResponderEliminar
  11. ehehehheheheehehehheh Sublime! ;)

    ResponderEliminar
  12. Gabo-te a paciência...credo... Felicidades!

    ResponderEliminar
  13. Esta crónica é sempre tão tão boa!
    Não consigo entender como há pessoas que se importam tanto com as vidas dos outros e que acham que conhecem uma pessoa simplesmente porque leem o seu blog!
    Haja paciência, a sério...

    ResponderEliminar
  14. Quase que vale a pena ler esses comentários de pessoas com QI de -10 só por causa destes textos com sentimento e inspiração

    ResponderEliminar
  15. Always a good answer - TAU!!! Na moche
    Adorei

    ResponderEliminar
  16. Eu às vezes penso que as pessoas bebem uns copitos antes de escreverem comentários destes (sim porque ninguém com um copito perde o descernimento a este ponto). 🤦🏼‍♀️
    Às vezes penso que se fosse blogger, em vez de responder a este tipo de atrocidades, fazia um passatempo por semana a ver qual o comentário mais inaceitável que ganhava 😂

    ResponderEliminar
  17. É que não há palavras para o que escreves! É tão bom!
    Normalmente leio os teus posts mas acabo por não responder, mas hoje tinha que ser! Afinal o que é triste perceber é que muitas vezes são essas "pessoas" que afinal sofrem desses seus males e os transmitem para os outros só para tentar que se sintam melhores. É triste perceber que há pessoas mais preocupadas com a tua vida do que com a deles. É triste não ter noção do ridículo, ou talvez afinal ter e por isso é que escrevem em estatuto de "anónimo".

    Mas, por outro lado, sempre servem para que uma pessoa acorde de manhã e se ria um pouco com as tuas respostas. Sempre dá para animar um dia que só por si já não seria bom. Por isso, anónimos, continuem que é a Pipoca continuar a deixar estas respostas fantásticas e eu continuar a rir-me e a orgulhar-me de a seguir e de a-d-o-r-a-r o que ela escreve ! :)

    ResponderEliminar
  18. MA-RA-VI-LHA estou em lágrimas com rir....

    ResponderEliminar
  19. AHAHAHAHAHHAHAHA!!!
    "E, admito, foi ele que me disse "chega de pílula, agora vais engravidar e acabou-se a conversa". Eu não queria, juro, mas depois ele fez lá aqueles bruxedos dele, tipo Pomba Gira, e quando dei por mim... tau, grávida!"
    AHAHAHAHAHAHAHAHAHAH!!!!
    Perfeito!

    ResponderEliminar
  20. Ahahah!
    Já tinha saudades desta rubrica!
    Só tu para responderes à altura a gente deste calibre. :)

    ResponderEliminar
  21. Qualquer dia ainda te vejo a gostar de cebola.

    ResponderEliminar
  22. ahahahahahahahahahah, muito bom!

    ResponderEliminar
  23. Kakakakaka querida!!
    Vá lá, isso de ter uma família numerosa não é assim tão mau! Para já é "chique a valer", depois terias direito a uma série de benefícios fiscais, que ter permitiriam mudar de carro e até de casa e depressa arranjavas argumento para contratares uma interna e te livrares dos tachos e outros tarecos.
    Brincadeiras à parte, até tenho imensa consideração pelas pessoas que se permitem dedicar a vida a criar uma grande família. É um acto de grande coragem e generosidade nos dias que correm. Penso sempre, então e se eu morro ou enlouqueço, quem é que iria cuidar dos sete? Alguma "gaja" manhosa, porque as outras, assim que vissem os rebentos iam fugir a sete pés do meu homem e daquele cenário, até porque ele já não teria grande atractivo e até já estaria careca, de os aturar...

    ResponderEliminar
  24. Ora tomem lá pessoinhas que já nasceram podres de espírito e que por terem vidinhas estúpidas e não saberem escrever uma frase com 2 verbos se entretêm a dizer mal dos outros. Penso, Pipoca que nem havia necessidade de dar tempo de antena a estas pessoas pequeninas.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Ora aí é que está o engano! A maior parte deste tipo de comentários " são escritos por pessoas bem inteligentes, mas que infelizmente são mesmo assim, pérfidas e mesquinhas...

      Eliminar
  25. Ahahahahahahaha

    Haja paciencia!

    ResponderEliminar
  26. Enfim, não há paciência para esta gente.
    Tudo de bom para a vossa família e parabéns!
    Há que concentrar no bom! :)

    ResponderEliminar
  27. Ainda consegues ter pachorra e brincar, grande mulher, grande mãe! Beijinho e felicidades para os quatro. Sofia

    ResponderEliminar
  28. A felicidade alheia infelizmente é um problema para muita gente. Pipoca desejo as maiores felicidades para ti e para a tua família. Que os filhos que tens continuem a ser amados e felizes como são. E se quiseres mais um ou dez isso é uma decisão do casal.

    Joana

    ResponderEliminar
  29. As pessoas têm sempre teorias sobre a nossa vida e quase sempre erram em toda a linha. Depois ficam chateadas quando percebem que efetivamente estão erradas e odeiam-nos ainda mais, porra!

    ResponderEliminar
  30. Mesmo assim até achei "soft" estes maldizentes, já não se fazem haters como antigamente.

    ResponderEliminar
  31. Sabes Pipoca, às vezes dou por mim a questionar o que mais gosto neste blog: se de ler o que publicas (gosto de quase tudo) ou ver os comentários estúpidos... Por têm piada... Custa-me muito imaginar que exista gente com tanto tempo disponível para sequer imaginar determinadas coisas e ainda arranja tempo ( e coragem para escrever o que pensa)... Poderiam dedicar-se ao cinema... ou escrever um livro... ou um blog... Mas depois não nos podíamos rir tanto e era pena...
    Aguenta-te forte e vai publicando a estupidez alheia para desanuviarmos um pouco!
    E, claro, PARABÉNS à família... que sejam muito felizes

    ResponderEliminar
  32. Olá Ana. Parabéns pelo bebé e por teres esse sentido de humor!! Sei que deve ser chato (e muito!) lidar com estes comentadores parvos, mas que eu adoro as tuas respostas lá isso adoro!! Tudo a correr pelo melhor! ;) Beijinho

    ResponderEliminar
  33. Há gente tão estúpida... Parabéns Pipoca, que seja muito feliz!

    ResponderEliminar
  34. desta vez foi meiguinhos pipoca ...

    ResponderEliminar
  35. É nestas alturas que tenho pena de ainda não sr possível ouvir e ver as reacções aqui deste lado. Estou em êxtase sensitivo/ emotivo (???). Comecei de boca aberta (que depressa fechei claro) para terminar a rir à gargalhada. Oh meu Santo Deus por favor mostrai a Luz, iluminai estes seres que polulam por aí para escreverem e pior ainda, pensarem, estas alarvidades, estas "verdades" e postulados acerca de quem não conhecem de lado de nenhum. Cara PMD que grandiosa que é a sua paciência o seu sentido de humor. Posso não concordar sempre consigo mas JURO admiro-a imenso para aturar tudo isto. Olhe ANÓNIMO (A) vá até ali roçar os cotovelos na parede okokokok vá láááááa

    ResponderEliminar
  36. Oh Pipoca, o que já me ri com os pedidos de socorro!
    A inveja é uma coisinha tão ruim, não é?

    E já agora, aqui ficam os meus parabéns, que sou pessoa que só vê a parte fofinha do assunto "Bebés"! :-) Tudo a correr bem!

    ResponderEliminar
  37. ahahahahahahahah, nossa ha gente louca. :)o HUMOR salva! MC

    ResponderEliminar
  38. Ha muita coisa a ser dita sobre isto, mas já me enervei que chegue no outro dia na caixa de comentários. Sobre isto só me interrogo: que tipo de vida é que estás pessoas levam que vão comentar gravidezes de bloggers para outros blogs ou fóruns ou algo que o valha (e onde é que se encontram estes blogs? É que eu passo muito tempo na internet e nunca me deparei com eles?)? É que eu vi a notícia, fiquei contente, escrevi um comentário a desejar felicidades à família (que me parece ser a única coisa a dizer perante anúncio de gravidez) e segui com a minha vida. Enfim, fico um bocado irritada com a maldade dos comentários, mas depois passo é a sentir pena.

    ResponderEliminar
  39. Haverá sempre pessoas estúpidas a comentar a vida dos outros, infelizmente... Pensar dessa maneira já é triste, mas escrevê-lo !! Pior. Coragem Pipoca para o que vem :) e Parabéns pela gravidez (bem que forçada!)

    ResponderEliminar
  40. Adorei este texto Pipoca fartei me de rir. Obrigado. Sonia

    ResponderEliminar
  41. Hahaha tão bom. Parabéns Pipoca venha dai mais um baby de caracóis :)

    ResponderEliminar
  42. Gosto muito da sua escrita irónica e do sentido de humor.
    Parabéns pelo bebé.

    ResponderEliminar
  43. Pipoca, não gostei que desvalorizasse as centenas de comentários positivos... Sabe perfeitamente que as pessoas que lhe querem bem excedem em muito esses parasitas...

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Quem se pica alhos come 😛

      Eliminar
  44. Eu ainda me espanto como a Pipoca se dá ao trabalho de responder a esse tipo de comentários. Sei que o faz para as pessoas verem o TROLLS que enxameiam as redes sociais e o caso "Pepa" é disso um bom exemplo...mas acho que como está grávida, (soube agora ao ler esta crónica...porque até agora isso me era totalmente desconhecido) deveria resguardar-se e empenhar-se a fundo naquilo que as grávidas mais gostam de fazer: de serem mimadas pelos seus ente queridos e afins...e tentar empurrar com a barriga para a frente(literalmente) quando querem despachar-se na fila de um qualquer hiperrmercado!Lol!
    Faça isso e não dê "bola" para essa gente. No fundo o que eles querem são os seus micro segundos de fama quanto mais não seja num mero comentário aqui colocado...enfim...é o que temos já dizia a minha falecida avô...

    ResponderEliminar
  45. tá mto fixe o post
    e se formos na conversa dos maridos, enchemos-nos de filharada..
    é q a eles não custa nada :)

    ResponderEliminar
  46. PIPOCA!!!MUITO BOM MESMO!!! Tem sorte, as suas hormonas não se tornaram um cocktail molotov pronto a explodir!!! Comigo a anónima ia ouvir das boas... e o pior é que passados quase 20 meses do meu bébecas/criatura nascer ás vezes ainda me sinto sem filtro para desaforos...hoje foi um dia assim por isso..obrigado por me fazer rir
    P.S. muitos parabéns!!!
    P.S.2 às tantas a anónima ainda vai dizer que sou dependente psicologicamente de si pq me faz rir...
    P.S.3 agora sinto-me dependente psicolo. da avaliação da anónima fui retificar ao google se cocktail e molotov estava bem escrito...
    P.S.4 #poneizinhassomostodasdependentespsicologicamentedapipoca#
    e pronto já chega ;)

    ResponderEliminar
  47. Aaahhahahahah
    ADOREI! Ri-me à gargalhada com este post! Oh Pipoca, ainda bem que agora tens a ajuda desta anónima! Nós, os outros leitores, somos uma cambada de incompetentes que nunca demos conta que eras "psicologicamente dependente" do Arrumadinho! Cambada de inúteis! (ahahah) :) Parabéns pela gravidez. Felicidades!

    http://elleonora.blogs.sapo.pt/

    ResponderEliminar
  48. Anabela coelho01 março, 2018 12:31

    Parabéns gosto de pessoas felizes

    ResponderEliminar
  49. ahahahah. Quem está psicologicamente dependente d' "A Pipoca mais Doce" sou eu! Quedeusmacuda
    Beijinhos e parabéns família Pipoca
    E.O.

    ResponderEliminar
  50. Ana, nunca comentei o teu blog, que sigo com alguma frequência. Não me enquadro na lista de fãs, gosto sobretudo de vir aqui conhecer marcas novas, coisas que divulgas, e vou acabando por te conhecer naquilo que achas que deves partilhar. Umas vezes com mais ou menos piada, simpatizo contigo e gosto do que escreves aqui. Isto dos blogs tem muito que se lhe diga e recentemente fui dar com um blog de alguém desprovido de originalidade que baseia o seu blog no teu, e outros, mas na base da crítica e do gozo. Ora, serve tudo isto para dizer:
    - parabéns pelo novo bebé
    - o blog é teu, partilha o que, como e quando quiseres
    - publicita o que te apetecer (sinceramente não entendo tanta crítica a volta dessa questão)
    - geralmente é mais fácil vir escrever para criticar, mas como acho que após meia dúzia de comentários do género eu desistia de mim mesma, e para que saibas que há gente que pensa de outra forma, fica aqui o meu comentário
    Felicidades e que vos corra tudo bem

    ResponderEliminar
  51. Melhor que o comentário em si são aqueles que dizem "Mas então não vês nem respondes aos comentários fofinhos??" LOOL

    Estes comentários de gente doente têm muito mais material com efeito cómico! Pérolas senhores! SÃO PÉROLAS!

    Parabéns pelo baby!

    ResponderEliminar
  52. Tão, mas tão bom este post!
    Tu mereces o melhor da vida :)
    Felicidades

    ResponderEliminar
  53. Marta pCarvalho01 março, 2018 12:55

    tenho de ler com calma...mto bom:)

    ResponderEliminar
  54. Ainda só li os 2 primeiros parágrafos e já sai um comentário:
    Mesmo que dissesse taxativamente que não queria filhos o que isso a impede de mudar de ideia?
    Eu andei 20 e tal anos a dizer que não queria nem sentia nenhum instinto maternal e prai 1 ano antes de casar começou o relógio a dar horas e agora, com 1 ano de casamento e 31 anos, quero por tudo nesta vida.
    portantos.... as pessoas mudam e as necessidades / "instintos" / wtr também!!!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. vá 20 e tal anos tb exagerei!!!

      Eliminar
  55. Mais um post sobre as várias formas que a inveja consegue assumir? e mais 50 comentários (para já) de pessoas a falar sobre ela?
    Pipoca, chegará um dia em que, directa ou indirectamente, ainda vou ouvi-la dar-me razão... :)

    Quanto à qualidade do texto, excelente. Como sempre.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Não se cansa?

      Eliminar
    2. Dos comentários anónimos? Sim, sempre...mas a culpa é minha por ter deixado a porta da casa de banho aberta... :)

      Eliminar
    3. LOL! hahahahahaha! És o meu herói Pensador!

      Eliminar
    4. Francisco,as suas "piadas" não têm qualquer piada . Fazem-me lembrar os "avecs" da terrinha.
      ( não sou o anónimo das 17.46...mas, imagino que seja o anónimo que o elogia. É que o Francisco cansa mesmo! )

      Eliminar
    5. Já agora, o que o torna menos anónimo do que nós? Para além da sua escrita, aborrecida qb, é um tipo qualquer que ninguém conhece.
      Cale-se lá um bocadinho.

      Eliminar
    6. Francisco, parece que anda também alguém à procura de um filho teu... XD

      Eliminar
    7. Francisco, menos...muito menos.

      Eliminar
    8. Não concordo de todo! o Francisco sozinho tem mais piada do que a maior parte do people que aqui anda. Sou o anónimo das 17h46 e achei muita piada ao que ele disse. Mais Pensador muito mais! :D

      Eliminar
    9. Engraçado! E eu a pensar que o anónimo das 17:46 era eu. 🤣🤣🤣
      Ó Francisco ...

      Eliminar
    10. Mas que grande sarrabulho aqui vai...
      Um pede menos, o outro pede mais, um diz que eu não tenho piada enquanto outro diz que se farta de rir, em seguida um não era o anónimo das 17:46 mas depois mais tarde parece que já é...chiça que confusão...
      Não sei que tipo de jogo estavam a fazer aqui mas...lamento imenso dizer que não irei contribuir para esse peditório. Se essa foi a forma encontrada para descredibilizar a minha imagem, parabéns...sois todos deliciosamente geniais. Tenho de recomendar-vos para ganhar um Óscar.

      Irei apenas dizer uma coisa. Se a Pipoca teve direito aos seus "haters", era de todo espectável que eu também tivesse direito aos meus. A diferença é que, talvez por ser homem, nada disso me afecta e estou-me completamente a borrifar para eles. :)

      (Ps: Não sei se houve aqui anónimos a falar a sério ou se estavam na brincadeira mas dada as circunstâncias tive que agir assim)

      Eliminar
  56. Muito bom!
    Pipoca em grande! (e a dobrar)

    ResponderEliminar
  57. Muitas felicidades pipoca para ti e a tua família que vai agora, crescer! Que o menino ou menina venha saudável!
    Beijinhos e felicidades

    ResponderEliminar
  58. Bruxedos tipo Pomba Gira é muito bom! Hahaha

    ResponderEliminar
  59. Gabo te a paciência e aplaudo o sentido de humor para lidar com estes ressabiados!!

    ResponderEliminar
  60. Rebolei no chão de tanto rir �� ������

    ResponderEliminar
  61. Há gentinha tão mas tão triste com a própria vida que é vê-las distribuir comentários parvinhos por esses blogs fora. Se não gostam do que lêem, é eliminar dos favoritos e pronto. Remédio santo. Mas infelizmente precisam disso para se alimentarem.

    ResponderEliminar
  62. Só pessoas sem cérebro é que se metem a ter filhos só porque sim. Eu estou casada há um século, não queria ter filhos e agora quero. Há tanta vida para além de filhos. Quando vi o anúncio da gravidez lembrei-me logo do arrumadinho dar uma entrevista, enumerar planos para o futuro e um deles era ter uma menina. Achei tão bonito! É preciso coragem pra ter um filho, quanto mais dois ou três! Enfim, aja sentido de humor e pachorra para pessoas mal amanhadas...

    ResponderEliminar
  63. Ahahahahah!!!! Adoro o teu sentido de humor e a tua escrita Pipoca! Adorei o texto! :D

    ResponderEliminar
  64. É por comentários destes que eu acredito que nunca deixámos de ser macacos.

    ResponderEliminar
  65. Vc ainda perde seu tempo com isso Pipoca?

    ResponderEliminar
  66. no fundo tenho pena dessa pessoa...é uma triste..que para poder sentir se bem com ela própria tem que mandar ou tentar mandar abaixo os outros(estilo eu estou infeliz mas se tu tiveres em baixo já tenho um pouco de felicidade) pobreza de espírito.As maiores felicidades com a gravidez que venha com saúde( se vier uma menina,,,vai ser uma pirosa) :)

    ResponderEliminar
  67. A única coisa boa que vem deste tipo de comentários é as tuas respostas hilariantes!

    ResponderEliminar
  68. top mesmo! adorei :D e parabéns pelo bebé

    ResponderEliminar
  69. Fonix!!! Está tudo louco. Quem se dá ao "trabalho" de fazer estes comentários? Agora é gratuito fazer e dizer mal, só porque sim. Enfim... Seja(m) feliz Pipoca e não valorize. Beijinho.

    ResponderEliminar
  70. Antes de mais Muitos Parabéns Pipoca... eu sou do tempo em que uma criança, era sempre "uma bênção" e uma enorme alegria!!
    Quanto aos comentários menos felizes...Serei só eu que fica feliz sempre que nasce uma criança?! afinal é mais uma pessoa que vai pagar impostos, e quiça a minha reforma!! #familiadeponeisdapipoca

    ResponderEliminar
  71. 'Chama-se crescer, força para lidar com isso' Amei 😂 Parabéns outra vez, e sim, os bebés são a coisa mais fofinha do mundo e arredores, e cutxicutxi, e tudo!

    ResponderEliminar
  72. parabéns Pipoca,texto excelente😋

    ResponderEliminar
  73. Ah Pipoca, eu se fosse a si arrumava já esse arrumadinho. OMG, há pessoas tão tristes que só sabem falar mal, destilar veneno, mas olhe, não lhes ligue. Vocês são felizes, têm um filho lindo,vão ter outro que será lindo também, têm saúde e amor, e isso irrita muita gente. Admiro o seu sentido de humor, já o disse imensas vezes, eu não seria capaz de responder assim, mas faz bem, pois levar a sério é o que essas pessoas desejam. Mil felicidades.

    ResponderEliminar
  74. Sem querer ser má, se calhar o/a comentador(a) original da “família numerosa” é alguém que tem esse sonho, mas não consegue alcança-lo e o/a comentador(a) do “psicologicamente dependente” é alguém que queria alguém como o Arrumadinho.. enfim.. menos inveja e ódio e mais amor!!!

    ResponderEliminar
  75. Dass!! Ca granda pachorra!

    ResponderEliminar
  76. A resposta da Pipoca está do melhor, eheheheh

    ResponderEliminar
  77. Pois para a próxima mande sinais de fumo, pode ser que consiga perceber os seus pedidos de socorro como essa comentadora visionária...

    ResponderEliminar
  78. Pipoca, não sou tua seguidora habitual apesar de conhecer o teu blog há alguns anos. A vinda do bebé trouxe-me aqui novamente (felicidades!) e eu nem sabia que tu e o arrumadinho estavam de volta! Bem, fiquei triste com a quantidade de negatividade que as pessoas se dão ao trabalho de vir aqui escrever. Como te disse, não me identifico particularmente com os temas que abordas normalmente, mas valorizo o teu trabalho. Não consigo imaginar perder só que seja 1 minuto do meu dia para destilar ódio em blogs cujos temas não aprecio. Por isso olha, vem aqui para te dar um abraço virtual, num mundo onde abunda a falta de empatia. É só isso :)

    ResponderEliminar
  79. Algo que caracteriza os portugueses em geral : má lingua! Um bébe é uma benção e o resto sao tostões! Parabéns Pipoca 😊

    ResponderEliminar
  80. Olá pipoca!! Tens de ver o lado positivo da coisa...aguça te o sarcasmo.... e eu adoro pois divirto me com as tuas respostas!!!!Top!!! Ahahahaha!!!

    ResponderEliminar
  81. Ora pois eu já leio o blog assim há pra cima de muito tempo, mais ou menos ali quando andavas de vestido de verão azul e verde cai cai da Zara. E bem giro que era na altura.
    Acho-te um piadão, acho que a tua escrita evoluiu positivamente ao longo dos anos, e gabo-te a capacidade de fazer 1000 coisas diferentes.
    Confesso que fiquei com uma lagrimita quando te casaste ("ai ca linda, a nossa menina de noiva"), e que quando começaram os rumores da vossa separação eu só pensava "ohhhh não, isto está tão mau "cá fora", ai filha, tu não queiras voltar a estar solteira".

    Que tenhas os filhos que quiseres, e que sejas muito feliz! Gente feliz não fode a cabeça dos outros.

    E enquanto puderes, trata de marcar uma viagem pra S. Miguel, que o que tu precisas são uns banhos férreos no Terra Nostra e umas tostas de bolo lêvedo. E bife à regional também não te fazia nada mal, tem ferro e cenas.

    Caso não seja menina, não te preocupes. Ofereço-me desde já como futura família de acolhimento das tuas malas e jóias!

    Beijinhos

    ResponderEliminar
  82. Quanto à "família numerosa", a vida muda e as pessoas também.
    Quanto ao seres dependente emocionalmente do Arrumadinho... Se há coisa que vejo ao longo dos anos que te leio é que não precisas dum homem para teres valor ou seres feliz.
    Tudo de bom!

    ResponderEliminar
  83. Quem me dera o teu dom da palavra!!!!!

    ResponderEliminar
  84. Deveríamos unir-nos e criar um movimento 'Salvem a Pipoca'. Ninguém merece viver assim!!
    Para começar uma corrida solidária e uma manifestação silenciosa (não queremos perturbar as tuas sestas) à porta de tua casa. Depois disso, o céu é o limite! #SalvemAPipoca

    ResponderEliminar
  85. Rita Goncalves01 março, 2018 18:23

    ahahahah não consigo parar de rir!!! muito bom pipoca, és a maior!! :)

    ResponderEliminar
  86. Então anónima do fantastico comentário, nao há resposta?
    A pipoca teve este trabalho todo para fazer este textão, para ignorares?!!!
    Adorava ler uma resposta tua... ahahahahah
    V.O.

    ResponderEliminar
  87. Adorei a referência à série La Casa de Papel :D

    ResponderEliminar
  88. Kudos pela paciência Pipoca. Consegues manter o teu humor impecável face a este tipo de comentários. Só para te dizer que o mundo não está perdido e que a maioria das pessoas são normais. Apenas não se manifestam tanto. Por isso é que parece que o mundo é dos estúpidos. Boa sorte para a gravidez e para a criança a caminho. Que durma a noite toda :P

    ResponderEliminar
  89. Há pessoas que vivem para dizer mal dos outros.Que pessoas amargas e mal amadas. A inveja é tramada!! Haja paciência para aguentar estas criaturas pequeninas!

    ResponderEliminar
  90. Pois eu cá acho, que o comentário que fizeram em que diziam que este bebé, ia terminar o que o Mateus começou, o vosso suposto afastamento, digno desta rúbrica. Não sei qual dos dois é mais cretino. Agora muita saudinha para a vossa família, que é isso que se quer.

    ResponderEliminar
  91. Este post é mesmo a "fazer render o peixe" mas eu não me importo nada!

    O que me ri com isto... My God!!! :)

    ResponderEliminar
  92. Hoje vai ter de ser!!!! Primeiro comentário no blog, apesar de acompanhar há anos... para dizer: best post ever!!!@

    Dito isto... convém dizer (confessar!) que durante muito tempo nem engracei muito com a Pipoca nem com o Arrumadinho (principalmente com ele). Mais recente isso mudou um pouco, e embora passe ao lado de muitos posts (puramente comerciais sobre coisas que não me despertam particular interesse), gosto muito da forma de escrever da Pipoca. Este sarcasmo... o poder de encaixe e a forma leve como aborda alguns temas tocando nos pontos que interessa... clap clap!

    Parabéns pela gravidez... também tenho um palpite, daqui a uns dias já verei se estou certa ou não!

    Ana

    ResponderEliminar
  93. Esta rubrica causa-me uma dualidade de emoções. Se
    Por um lado solto uma boa gargalhada com as tuas respostas, por outro fico furiosa com a falta de chá desta gente, é que eu acho que se resume mesmo a isto “Desculpem, sobre a minha vida. É que há gente que leva estas coisas tão a peito que uma pessoa até pensa que se trata da vida delas.” Ainda não perceberam que a vida delas é outra, provavelmente uma vida um pouco secante, mas paciência é a vida!
    Juro que gostava de ter a tua paciência e sangue frio para esta gente! Eu nem sempre gosto/concordo com o que escreves, mas é simples passo à frente ou argumento mas com educação e argumentação válida. É o mínimo!!!
    Coragem Ana, coragem. ☺️��

    ResponderEliminar
  94. Marta pCarvalho01 março, 2018 22:03

    A imbeja é tramada.
    Adorei o cartaz...está mesmo demais e alinhado com o tema.
    O pessoal não gosta mesmo de ver os outros felizes e quem tem exposição publica esta mais sujeito há estupidez alheia:).
    Deviam ter mais respeito, porque uma coisa são criticas construtivas e opiniões diferentes, outra é contrariar, so porque sim, para mandar a baixo.
    Engraçado, ironicamente essas pessoas acabam por lhe ar mais comentários no blogue e consequentemente mais sucesso (e nem percebem “o retorno” que lhe estão a dar).
    Ainda bem que muda, que cresce , tem opiniões diferentes, vê a vida de outra forma, porque o pior mesmo é estagnar, não mudar , não crescer…acho que a pior ofensa que nos podem fazer é dizer que “estamos iguais/na mesma). E se muda aos 37, a partir dos 40 é que tudo altera ainda mais (e ainda bem para melhor)
    Tambem não fui “bafejada para a maternidade”. Gostava de ter filhos, mas não era aquele sonho que ficasse a pensar no assunto. Quando o nosso filho nasceu foi um stress, até porque não tinhamos qualquer ajuda dos pais, e por isso estávamos só os dois para um bébe, que é tao fofo e inofensivo…mas que rebenta com qualquer casal inexperiente:)(sempre preocupados se respira bem, se não respira, se deve dormir com a barriga p cima ou para baixo, se adormece e nos deixa “dormir” acordamos porque qualquer coisa deve estar errada…:)) basicamente visto ao longe, era “so cansaço físico” , mas na altura foi mesmo difícil. Claro que crescemos e adorámos todos os dias cada vez mais o nosso filho, mas foi difícil. A partir dos 3 anos todos os dias eram mais fáceis e melhores.
    O seu perfil de uma dependente psicológica, o que quer que isso signifique, provavelmente até seria “um sossego para quem vive consigo:),.mas pelo que partilha, não é de todo o caso, mulher é mulher…sempre com personalidade forte:).

    ResponderEliminar
  95. Já me questionava como era possível haver gente capaz de comentários tão maldosos e agora contigo grávida pior ainda. Ninguém merece ler esse tipo de coisas muito menos uma grávida.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Não tem a ver com estar grávida ou não, gravidez não é doença, as pessoas não devem ser mal educadas nunca, o que raio tem a ver a gravidez!

      Eliminar
  96. Eu não interpretaria o primeiro comentário como sendo malicioso, antes pelo contrário. E os dois símbolos [??] seriam provavelmente emojis sorridentes... Ou seja, o próprio comentário estaria a brincar com a forma como as pessoas mudam de ideias, não no mau sentido - quando o li até achei bem-humorado. O segundo não, já não tem interpretação 'decente' possível. Não entendo como alguém se senta ao computador e pensa 'ora bem, deixa-me ver se consigo fazer alguém sentir-semal hoje'.

    Felicidades para os quatro! :D

    ResponderEliminar
  97. Pipoca adorei o texto! Fizeste-me rir à gargalhada! Opa, pessoas pequeninas deixem a rapariga ser feliz! Chatos

    ResponderEliminar
  98. Bem, que surpresa a minha quando vi este post Ana.
    Deixa-me dizer-te que fui eu quem escreveu o primeiro comentário e que infelizmente foi extremamente mal interpretado, se há coisa que não faço é andar a ofender alguém. Quando falei em família numerosa fiz questão de colocar dois emojis com corações nos olhos visto que sou membro de uma família numerosa e vejo esse estatuto como algo super valioso e ri-me quando o escrevi porque somos exactamente isso, evolução e se aos 20 anos eu queria 6 filhos, 14 anos depois sei que daria em maluca se assim fosse. E não fui à procura de nenhuma contradição apenas generalizei (em extremismos) por me lembrar dos teus textos sobre o comportamento dos miúdos que tanto me fizeram rir ao longo dos tempos.
    Se deu origem a comentários menos agradáveis tenho pena porque jamais foi essa a minha intenção, talvez a falta dos emojis faça toda a diferença.
    Quando li este teu post julguei mesmo que te irias referir a um comentário de péssimo gosto que por lá estava, como se um filho fosse origem de separações... sou Mãe que também já se separou e voltou para quem fazia parte da sua vida e jamais os filhos foram motivo relacionado a essa situação.
    Pronto, eu raramente comento por isto, palavras escritas podem sempre ser interpretadas conforme o sentimento da pessoa que lê e acredito que com tudo que te escrevem a ofender tenhas posto aquilo que escrevi em algo menos positivo.
    Luisa

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Também não interpretei o seu comentário como sendo insultuoso. Pelo contrário achei que era uma nota de humor sem nenhum sarcasmo. Desta vez penso que foi a Pipoca que não entendeu. Acontece... Quanto ao segundo comentário e a outro já aqui referido... esses sim destilam veneno, mas a Pipoca tem o antídoto perfeito: o seu humor 👍🏻

      Eliminar
    2. Luísa, aqui venho em sua defesa, porque não achei o seu comentário nada ofensivo, até achei com humor. Na realidade até me surpreendeu vê-lo ao lado do outro comentário, esse sim, de intenções verdadeiramente duvidosas.

      Eliminar
    3. Eu acho que a Pipoca percebeu perfeitamente a sua brincadeira, e só colocou o comentário para contextualizar a maldade de quem comentou o seu comentário.

      Eliminar
    4. Também interpretei o seu comentário dessa forma, achei estranho que a Pipoca achasse que o intuito era ofender/criticar. Mas suponho que ler comentários maldosos a toda a hora altere a percepção, ou tenda a fazer ter um pouco menos de fé nas intenções das pessoas.E tem razão, sendo um comentário escrito há sempre ambiguidade, particularmente sem as tais carinhas com corações (que são bem úteis para transmitir emoções na escrita!).

      Eliminar
    5. Também não vi nada de errado no seu comentário!
      Vi, sim, naquele que acusa o filho de separar o casal. Se a Ana pegasse nesse, eu entendia o porquê, com o seu, honestamente não entendi.
      Aliás, assim que vi o título, julguei que esse comentário seria o 'foco' (como muita gente ha-de ter pensado o mesmo)

      Eliminar
  99. AHHHHHHH.....Ahhhhh!!! Obrigada pela gargalhada !! Muitas felicidades para si e a sua linda família !!!

    Maria - Viena

    ResponderEliminar
  100. Desculpa Ana, mas eu concordo com o comentário desse anónimo! Eu, que sei da tua vida mais do que tu, até te posso recordar dos pormenores:
    descobri que tu, que nunca quiseste ter filhos, dás Atarax ao Mateus todos os dias, logo que chegas a casa para ele ficar KO! Num desses serões, o Arrumadinho, decidiu ter mais um filho sem sequer te perguntar se querias, aproveitou o miúdo ter adormecido sem jantar, e alinhou-te à prateleira da despensa, a 10 com da vassoura e a 20 cm do balde da esfregona e disse-te:
    - Meu boiãozinho de xarope de agave, tenho aqui um baguinho de milho para adoçares dentro do teu micro-ondas!
    E poc poc...

    Que venha de lá uma pipoquinha linda e saudável ou um piloquinhas barbudo e cheio de saúde que o resto...é poeira que vai com o vento. Muitas felicidades!

    ResponderEliminar
  101. Pipoca, é de louvar a tua paciência, para leres e ainda dares resposta a esse género de comentários! Muitos parabéns e felicidades!

    ResponderEliminar
  102. Oh pipoca, se não houvesse essa gente anónima com comentários pavorosos como este não íamos ler estas relíquias.
    ADORO

    ResponderEliminar
  103. Olá Pipoca,

    É a primeira vez que comento, mas já sigo o blog há alguns anos! Adoro a tua forma de escrever, com os ingredientes perfeitos: acidez, sarcasmo e ironia! Só desta forma se pode responder a estes tipos de comentários...
    Muito sucesso!
    Andreia

    ResponderEliminar

Teorias absolutamente espectaculares

AddThis