Pub SAPO pushdown

LIDL e Heidi Klum? Oh, yeah!

quinta-feira, agosto 10, 2017

Nasci e cresci no meio de Lisboa, o que significa que as compras se faziam pelas mercearias e mini-mercados do bairro. Desde muito pequena que a minha mãe me mandava sozinha fazer recados, não havia cá medo de raptos nem de desgraças maiores. Idas a um hipermercado era só quando o rei fazia anos, era quase uma espécie de acontecimento que requeria planeamento detalhado. Até que, a meio da adolescência, os meus pais quiseram comprar casa, Lisboa era demasiado cara para os nossos bolsos, e tivemos de migrar para os subúrbios. Foi aí que o Lidl entrou na minha vida e se tornou o nosso supermercado. Lembro-me perfeitamente da primeira visita. Achei o conceito um bocadinho estranho, parecia-me uma espécie de armazém altamente funcional, com marcas que nunca tinha visto mas que me suscitavam curiosidade. E depois, claro, com preços imbatíveis. O meu primeiro grande amor foram as famosas lasanhas do Lidl, mas depois desse vieram outros. Os chocolates, a mozzarella, os iogurtes, alguns produtos de higiene, os produtos de limpeza (quando passei a morar sozinha) e vários outros achados. 

Quando voltei para o centro da cidade, o Lidl também já lá tinha chegado. Fui morar para
muito perto de um, o que fez com que continuasse cliente fiel. Depois mudei-me não sei quantas vezes, agora já não me fica tanto em mão, mas continuo a ir lá só para comprar alguns produtos específicos. E para aproveitar uma ou outra promoção, devidamente identificada pela minha mãe. Se o Lidl algum dia lançar um concurso para eleger a cliente mais bem informada sobre as suas promoções, a minha mãe sai disparada na pole position e é menina para arrecadar o primeiro lugar. 

Se há alguns anos havia algum tipo de preconceito em relação a supermercados como o Lidl, penso que já terão caído por terra. E se alguém ainda os tem é, provavelmente, só parvo. As lojas evoluíram muitíssimo, a oferta diversificou-se e ganhou qualidade, e os preços continuam muito competitivos. Só bons motivos, portanto. Confesso que o meu carinho pelo Lidl foi também muito reforçado pelo facto de ter sido uma das empresas que mais se entusiasmaram e contribuíram para a minha Maratona Solidária, em 2015. É uma marca que promove e que se envolve em inúmeras iniciativas de solidariedade social, e isso é sempre de aplaudir.

E o que também é de aplaudir, de pé, é a MEGA novidade que está para chegar. Nos últimos anos o Lidl tem apostado forte na sua linha têxtil, mas agora dá um novo passo e chega-se à frente com uma parceria de peso. Preparados? Então, a 18 de Setembro chega às lojas uma colecção de roupa em parceria com a gira-de-apetecer-esganar Heidi Klum. Ah, pois é. As forças alemãs juntaram-se para lançar a linha "Heidi & The City", e para provar que não estão aqui para brincar, a colecção vai "só" ser apresentada na semana da moda de Nova Iorque, em Setembro. 


Não é para meter nojo (bem, é um bocadinho), mas eu já vi a colecção tooooooooda e, minhas boas amigas, cheira-me que vão querer ser as primeiras a chegar ao Lidl quando a linha for lançada. Confesso que fiquei bastante surpreendida, pela positiva, pelos cortes, pelos detalhes, pela versatilidade das peças, pela qualidade dos materiais e, óbvio, pelo preço. As peças custarão entre seis e 25€, com excepção de uma peça 100% pele que custará 59,99€.

O objectivo da Heidi Klum, que se envolveu a 100% no desenvolvimento desta colecção, foi conseguir peças para toda a gente, acessíveis, urbanas, fáceis de combinar, um mix onde tanto se encontram peças básicas e confortáveis (jeans, tops, malhas) como outras mais elaboradas (vestidos, bomber jackets, macacões). Estive a inspeccionar tudo e tenho a certezinha absoluta de qual vai ser a peça estrela desta colecção, mas ainda não posso revelar. Muaaaaah-ahhh-aaaahh-ahhhh (gargalhada maquiavélica).

Bom, nas próximas semanas terei mais novidades e novos detalhes para desvendar sobre a linha "Heidi & The City", por isso fiquem atentos. =)

#LETSWOW
#esmarabyheidiklum
#lidlfashionweek
#lidlportugal
#lidlfashion

Post em parceria com o Lidl

27 comentários:

  1. Tb sou cliente assídua e até chegar á caixa gosto bastante. Depois é uma pilha de nervos com as filas a aumentarem e sem funcionários para darem vazão as pessoas que exasperam á espera. Isto em Massamá norte...

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. É sempre assim, é isso e Froiz, claro, têm que poupar em algum lado e, sim, mete nervos!

      Eliminar
  2. Eu quero.. Eu quero... Eu quero...
    Suse

    ResponderEliminar
  3. Bem, parecias tu na foto! Também adoro o lidl pão legumes cremes de cara fruta as pizzas, tudo baratinho e com qualidade. Até os perfumes são lowcost mas bons!

    ResponderEliminar
  4. Gosto do Lidl!! barato e bom. Até os preservativos deles valem a pena loll

    ResponderEliminar
  5. Se o casaco da foto for da colecção quero-o já :)

    ResponderEliminar
  6. Também gosto de ir ao LIDL, mas, normalmente, costuma ser só para comprar pão...
    Mas se a Heidi Klum começar a andar por lá, posso também aventurar-me um bocadinho no iogurte. Digo eu, assim com os nervos...

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. hahahah o Francisco é cá um prato... :P

      Eliminar
    2. Isso mesmo anón(18.33), enalteça-lhe o EGO... já de si tão pequenino... 🐭
      Este "pensamentos",desde que encostou aqui no Blogue julga-se o maior ou talvez "a maior"!😏

      Eliminar
    3. hahahaha...muito bom! :D

      Eliminar
    4. Ó bom pensador, bem sabemos que é normal a Klumzinha provocar esse efeito nos "Homes" e não só... Mas tratando-se de nervos... Há sempre soluções para combate-los, talvez um cházinho de camomila ou mesmo um calmantezinho... 😊

      Eliminar
    5. Anónimo (10:59 e 16:58),

      Está errada, não foi desde que "encostei" aqui que me julgo o maior, já me julgo assim muito antes de vir aqui. Era isso ou julgar-me o pior de todos. Como deve compreender, não foi uma escolha muito difícil de fazer tendo em conta o meu ego. :)

      Quanto ao chá de camomila, se tivesse que tomar algum preferia atirar a caneca contra a testa da Heidi. :))

      Eliminar
  7. Só esse casaco e o que está por baixo deixam água na boca

    ResponderEliminar
  8. desde que não vendam bonecos em troca de pontos, se não fujo vou a falência ;)

    ResponderEliminar
  9. Por acaso um´" vício" que se implementou lá em casa foi, todas as semanas quando sai o folheto do Lidl ir ver o que tem para lá. tanto na parte de comida como naquele folheto que tem de tudo um pouco. E isto graças á minha sogra que adoora o Lidl....

    ResponderEliminar
  10. nos meses de verão vou para o trabalho de comboio porque poupo mais. quando começa a chover e frio, vou de carro. é aborrecido porque além de gastar mais em combustível,tb em compras no lidl :)
    páro para comprar só pão (adoro-sempre quentinho)e saio de lá c o carrinho cheio de coisas que não preciso..mas aquilo é viciante..ao nível dos fenómenos do entroncamento :))

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Exatamente, do tipo, querermos bolachas ou iogurte e sairmos de lá com luzinhas pra jardim tipo S. João!!

      Eliminar
  11. O Lidl soube adaptar-se ao mercado português.
    Há uns anos, quando o Lidl apareceu como marca low cost, essa loja era vista como aquela onde os ucranianos e os romenos (na altura em que havia muitos imigrantes desses países em Portugal) iam. Baixos preços, marcas desconhecidas, produtos mais da Europa central (salcichas e outros condimentos). Acho que era vista de forma depreciativa.


    Porém a qualidade e sabor dos alimentos e a resistência do bazar começou a conquistar os portugueses. Lidl começou a ser visto como uma loja diferenciadora porque apostou na qualidade a baixo preço e com coisas que só ele tinha. Nos últimos anos, como uma secção de padaria excecional, produtos marca branca "estrelas", reforço do bazar e campanhas de fidelização de peluches e bonecada deu um grande salto. É uma das minhas primeiras opções.

    ResponderEliminar
  12. O casaco da Heidi é girissimo! Nunca diria que é uma peça LIDL! Que evolução na qualidade e os preços sempre imbatíveis, principalmente na moda.

    ResponderEliminar
  13. Quem ainda não conhece deveria conhecer o novo Lidl da Abóboda (no concelho de Cascais, perto de S. Domingos de Rana e de Carcavelos). Foi inaugurado há alguns meses e não tem NADA a ver com as outra lojas da região. É MUITO giro e é até muito mais bonito que qualquer outro super que eu conheço. Tem uma cafézinho muito simpático no interior, logo à entrada, tem MUITA iluminação interior, os corredores são muito largos, está tudo muito bem arrumado e limpo, já não tem aquele ar de armazém só com prateleiras que os outros têm (e na zona há mais 3). No exterior também há muitas novidades: parte do estacionamento é tapada com toldos, tem um estacionamento enorme, com locais para deficientes e para grávidas, têm 3 tipos de carrinhos (só cá fora, os cestos com rodas azuis não existem aqui), uns grandes, outros pequenos e ainda outros com assento para crianças. Nunca tive que esperar mais que 10 minutos nas filas das caixas porque quando se estão a formar filas começam logo a chamar mais gente para abrir novas caixas. É um GOSTO ir lá porque para além disto tudo, todos os funcionários são muito simpáticos. Também aprecio muito a selecção de produtos biológicos, vegetarianos e gluten-free que já começaram a ter. Devo dizer que não tenho rigorosamente NADA a ver com o Lidl (não sou nem nunca fui funcionária e muito menos accionista), sou só uma consumidora atenta e agradecida. :-)

    ResponderEliminar
  14. Pipoca porque metes hashtags nos posts? Não faz muito sentido

    ResponderEliminar
  15. Bem, deu vontade de querer ver a colecção toda...

    ResponderEliminar
  16. AhahA queria ver a pipoca, com carteira de Prada, sapatos Chanel e casaco da Lidl!

    ResponderEliminar
  17. Sou hiper mega fã das ferramentas e dos apetrechos do cozinha do Lidl, sem esquecer a minha máquina de costura Silvercrest que já tem uns aninhos, mas nunca me deixou ficar mal e costura de tudo.

    ResponderEliminar
  18. Essa da Heidi ser gira de apetecer esganar fez-me rir, pois é também o que eu penso. Raios parta a mulher é sempre tão gira!

    ResponderEliminar
  19. Espero que o lidl exponha a roupa como deve ser. Deveria ter uma secção propria. Ao invés, de cada vez que la vou, a roupa está atirada para os cestos de metal, ao monte, sem qualquer tipo de apresentação e cuidado. Pelo menos, no lidl de matosinhos e arredores, é assim.

    ResponderEliminar

Teorias absolutamente espectaculares

AddThis