Pub SAPO pushdown

Ao cuidado dos senhores do Vitaminas

quarta-feira, julho 05, 2017


Para começo de conversa, fica já aqui a ressalva: não, o que se segue não é um texto publicitário, não é uma parceria, ninguém me está a pagar nada, nem sequer é um piscar de olhos a ver se saco aqui um patrocínio qualquer. Podia ser, mas não é. O que sucede é que eu gosto do Vitaminas e sou cliente habitual. Dentro do género "quero comer qualquer coisinha rápida e sem enfiar quatro mil calorias no rabo ou investir um ordenado mínimo", ainda é das melhores soluções que temos à mão. Gosto que seja uma opção saudável (bem, quer dizer, tudo depende daquilo que escolhermos), que haja diversidade, etc e tal. O problema é que não consigo ir ao Vitaminas sem apanhar um camadão de nervos. Porquê? Então, eu vou sempre para a opção "à escolha", em que sou eu a escolher os cinco ingredientes que compõem a minha massa ou salada. E há muita coisa, muita mesma, um mar sem fim de opções. E então acontece sempre o mesmo: eu pago na caixa, prossigo para o balcão e lá vem a pergunta "quais vão ser os ingredientes?". E ainda eu não acabei de dizer o primeiro e já a senhora me está a pressionar para dizer o seguinte. O diálogo, regra geral, é mais ou menos isto:

- Pode dizer os ingredientes.
- Então, vai ser toma...
- Próximo.
- Então, era tomate, pode ser atum.
- Próximo.
- Abaca...
- PRÓXIMO!
-Ai, é muita pressão, não estou a conseguir!!
- PRÓXIMOOOOO!

Eu sei que não há tempo a perder, que há muito cliente para despachar, mas eu também não quero estar sujeita a estes níveis de stress, nem o almoço me cai bem. É porque eu sinto sempre que podia fazer melhores escolhas, combinações mais incríveis, mas não posso, porque não me deixam. E então lá venho eu com o de sempre (ovo-atum-camarão-tomate-abacate), porque sei que resulta, porque não me obriga a ter de pensar muito, porque sei que não vou empatar a funcionária. Mas acabou-se, meus meninos, acabou-se. Estou a pagar e quero ter direito a poder pensar melhor no que vou comer. Posto isto, na próxima visita ao Vitaminas podem contar com um conjunto de perguntas do género "acha que o queijo de cabra vai melhor com tomate seco ou com rebentos de soja?", ou "acha que vou engordar mais com o molho de mostarda e mel ou com o de iogurte?", ou "queria mesmo muito os cogumelos salteados, mas só os vossos estão demasiado salteados, dá para ser menos?" ou "como é que eu sei que essas almôndegas vegetarianas são mesmo vegetarianas e vocês não enfiaram para aí uns lombinhos de gato?". E, se me começarem a enervar muito, ainda sou menina para dizer "quero brócolos. Não, afinal cenoura. Esqueça, a cenoura tem IMEEEEEENSO açúcar, voltamos para os brócolos. Ah, não vai dar, esqueci-me que estou naquela semana em que não como verdes, pode ser cenoura, mas faça isso de maneira a que a cenoura não se misture com o milho, porque adoro cenoura, adoro milho, mas detesto que toquem um no outro". 

Posto isto, deslarguem-me e deixem-me escolher à vontade!

210 comentários:

  1. Acontece o mesmo comigo, e não só no Vitaminas!

    ResponderEliminar
  2. É tããão verdade! Aquilo enerva realmente uma pessoa. Eu peço sempre o mesmo por isso chego lá e digo: "Quero com atum, ovo, cenoura, camarão e mozzarela. O molho é cocktail, obrigada." Nem dou tempo para o "próóóximo".

    ResponderEliminar
  3. "Adoro cenoura, adoro milho, mas detesto que toquem um no outro" e depois ainda há quem pergunto porque és a maior!!!
    Sandra

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. ah ah ah ah também me fartei de rir com essa frase :D

      Eliminar
  4. Eu escolho sempre o mesmo, e digo de uma enfiada. Não há cá tempos para pressão. Adoro o vitaminas, e não raras as vezes o meu marido pergunta-me ao domingo de manhã "onde queres almoçar querida?", hmmmm "gostava de ir às Amoreiras". Começa logo a revirar os olhos.

    ResponderEliminar
  5. Ahahahah tão verdade!
    Vou imensas vezes aqui em Braga e acontece exactamente o mesmo!
    Deve ser um mal geral da cadeia Vitaminas :)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Os funcionários são "formatados" para esse tipo de atendimento:-)

      Eliminar
    2. Eu fui funcionária no Vitaminas e ninguém me "formatou" para nao dar tempo ás pessoas para escolher.

      Eliminar
  6. https://www.youtube.com/watch?v=Un4r52t-cuk

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Isso, ía comentar com este link da Porta dos Fundos.
      É assim tal e qual.

      Eliminar
    2. Eu sou mais do estilo do funcionário da porta dos fundos! Detesto as pessoas que estão ali eternidades na fila e só quando chega a vez delas de ser atendidas é que vão ver o que há. É desesperante!!! Não há pachorra! A depois é o "a alface foi lavada com água de rosas?", "o tomate provém de agricultura biológica?" Poupem-me tempo e despachem-se por favor!

      Eliminar
    3. Ia colocar este link também!! ;)

      Eliminar
    4. Porta dos Fundos!
      O melhor de todos, qndo tudo começou!
      Vc não está sozinha Pipoca!

      Eliminar
  7. Pipoca e que tal escolheres os ingredientes todos, fazeres todas as combinações na tua cabeça e depois ires ao balcão e fazeres o teu pedido e pagares?
    Fica a sugestão :)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Mas fazer isso no dia anterior!??!?! Ou andar com uma lista na carteira, nunca sabendo quando é a próxima ida ao Vitaminas, e assim já vamos prevenidas?
      É que entre pagar e escolher não há tempo.... :)

      Eliminar
    2. Pensei exatamente o mesmo. Porque não escolher antes de ir pagar?

      Eliminar
    3. Exactamente,nada como perder 2 minutos antes de ir para a fila e levar a salada pensada. Se a despachar as filas são enormes, imagino se cada cliente demorasse o dobro do tempo...

      Eliminar
  8. Já eu, acho que sou sempre estupidamente roubada. O pior é que lhes dou frequentemente essa permissão, mesmo correndo o risco de ser fuzilada pela má-disposição-constante das meninas que vão pondo as parcas quantidades dos ingredientes que vamos escolhendo. Mas, ploamordedeus, nunca cair no risco de pedir um pouco de alface extra. Antes estragar, do que satisfazer um cliente. Deve ser este o lema dos vitaminas.

    Mas como sou mulher (incoerente nata) já preenchi duas vezes o cartão virtual dos meninos.

    ResponderEliminar
  9. Experimentem o vitaminas do tivoli fórum. Um horror de atendimento, má higiene e ficar smp mal da barriga depois de comer lá.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Pensei que só eu notava as diferenças entre Vitaminas. Durante um certo tempo, algumas em Lisboa eram fantásticas e a do Oeirasparque parecia ter ingredientes de qualidade inferior.

      Eliminar
    2. Há uns anos atrás no Vitaminas do Oeirasparque fui a infeliz contemplada com uma lagartinha verde VIVA na alface! Resultado, fui reclamar! Ainda me perguntaram se queria trocar por outra... "Não minha senhora, quero o meu dinheiro e o livro de reclamações!"
      Entretanto já fui a outras lojas e nunca tive problemas, mas aquela nunca mais!

      Eliminar
    3. Por exemplo, no Vitaminas da rua Garrett, os ingredientes são mesmo apetitosos...na do Oeirasparque, o salmão está mortiço,o frango salgado, etc. As frutas do buffet estão baças e por aí vai. E não foi sempre assim.

      Pedia sempre massa - metade, porque me recusava a que enchessem o prato só com massa - pelo que me salvei das lagartas, mas também deixei de ir lá, já que a comida deixou de ter sabor.

      Não é só o Vitaminas, contudo. Quando começou a servir sushi, o Go Natural contratou sushimen verdadeiramente profissionais, alguns dos quais trabalharam no Aya, etc. O sushi era sempre de qualidade. Depois, aqueles fartaram-se de ser explorados e vieram os estagiários. Sushi de merda, seco, frio. E é preciso ter sorte. Se formas à hora certa, o estagiário pode fazer na altura. Se já tiver feito muita coisa, faz caretas se pedirmos para fazer na altura.

      Com excepção do El Corte, claro. Aí, o sushi é o que sempre foi. Os clientes do El Corte devem valer mais.

      Eliminar
    4. Também tive direito a uma lagarta viva na salada (Dolce Vita)... Devolvi o prato e a "justificação" foi que não lavam a alface porque é embalada. Nunca mais lá voltei.

      Eliminar
    5. Lagartas vivas também no CC Colombo... Pelo menos a alface não deve ter químicos.

      Eliminar
  10. E o buffet de frutas?! Ainda ontem lá fui lanchar... Frutinha, iogurte e granola enquanto o marido comia um cachorro, e não me chateei nadinha.Adoro! A minha combinação para a salada é seeeempre a mesma. Camarão,cenoura,atum,ovo e delícias, sem molho. Rápido e sem chatices. ;)

    ResponderEliminar
  11. típico do tuga, "quero hummmmmm, hummmmm, hummmm" Jesus
    já quando atendo os pedidos ao telefone é o mesmo, "quero humm, hannn, hummm" decidam-se, não são os únicos clientes !

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Há gente que realmente é um empata fodas do pior mas caaaalma...se o cliente paga, tem direito a escolher com calma

      Eliminar
    2. Ora aí está. Nem tanto ao mar, nem tanto à terra.
      Há funcionários despachados demais e há também clientes indecisos e chatos demais.

      Eliminar
    3. #truestory.
      Como alguém disse acima, porque não escolhem antes de ir para a fila? Há quem lá vá TODOS os dias, e mesmo assim leve HORAS a fazer o pedido, porque não sabe o que quer ou quer saber a proveniencia da alface. Temos que ser razoáveis, não?

      Eliminar
    4. Mas e se chego com tempo contado para comer,entendo que há gente atada e gente sem noção, mas se pago quero ser bem atendida e se faz falta contratem mais pessoal ajuda ao emprego

      Eliminar
  12. A mim o que mais me irrita no vitaminas nem é isso. Eu também escolho sempre os ingredientes e consigo lidar bem com a pressão que quem me atende faz para que escolha o próximo, pago muito dinheiro para me sentir pressionada (era o que faltava!). O que me mexe com o sistema nervoso é a quantidade que colocam. Digo: camarões. E ela mete 3 camarões? Mas estamos a brincar? Por uma mera salada cobram-nos 8 euros (isto sem contar com a bebida!!!) e uma pessoa ainda tem de "pedinchar" os ingredientes? Tantas vezes me irritei que deixei de lá ir. Não tem lógica nenhuma cobrarem tanto dinheiro e depois chega a hora de pedir ovo e eu tenho que lhe dizer que quero o ovo todo porque ela cortou-o e só me meteu metade no prato -.-

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Exactamente! 3 camarões?! C'mon! :-/

      Eliminar
    2. Sempre achei que o Vitaminas é demasiado caro para o que oferece... Mas às vezes uma salada de lá sabe bem :/
      Essa do ovo acho que nunca vi, isso é um abuso

      Eliminar
    3. Por isso prefiro as saladas da Companhia; são mais em conta, a variedade e quantidade de ingredientes é bem mais simpática :)

      Eliminar
    4. A salada de fruta também até dava gosto só de olhar, tanto pela qualidade como pela quantidade... entretanto, ambas diminuíram (demasiado).

      Eliminar
    5. Agora ja põem 4 Camarões 😂😂😂😂

      Eliminar
    6. Também só me metem sempre metade do ovo! Nunca pensei que o pudesse ter todo!

      Eliminar
    7. Exacto! As saladas são demasiado caras para a qualidade e quantidade dos ingredientes. Também passei a ir ao companhia. :)

      Eliminar
    8. Ao Ir ao vitaminas temos que levar truques na manga ! Quando pedirem ovo peçam para não o cortar , assim poe o ovo inteiro , em relação ao molho peçam num copo a parte , vem sempre mais quantidade ! 😊

      Eliminar
    9. Ainda se queixam?! Cambada de ingratas... pobres e mal agradecidas, por quem está Tao só a zelar pela vossa FORMA/LINHA, não vos querendo ver em modo PIOLA de Vinhais... 😁

      Eliminar
    10. Fui recentemente ao Vitaminas do CC Vasco da Gama e a dose dá para duas refeições. Fazem a mistura numa taça de inox e realmente a quantidade é maior.

      Eliminar
  13. Ahaha pipoca! Tão verdade!
    Acontece-me o mesmo.
    Experimente escolher os ingredientes antes, aponte num papel

    ResponderEliminar
  14. Salmão fumado, camarão, almôndegas soja, delícias do mar, tomate seco ou queijo feta.. equipa q ganha não mexe 😝

    ResponderEliminar
  15. Eu opto sempre pela combinação segura da saladinha de camarão e brie. Vou muitas vezes ao Vitaminas só para comer isto. Já agora, as saladas da Companhia das Sandes também são uma maravilha e começam a dar luta ao Vitaminas.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. E o tempero? Nem se compara, as do Vitaminas parecem anémicas.

      Eliminar
  16. Alguém que me compreende!!!! Também saio de lá sempre com o mesmo, devido à pressão ( já cheguei a repetir indredientes! )

    ResponderEliminar
  17. E a expressão facial das funcionárias? Olham para nós do género "ooooh foda-se, esta é esquisita....escolhe pá" muita pressão mesmo!!!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Eu uma vez perguntei a uma " há algum problrma"??, tal era a expressão facial da dita!! Resultado, ficou pior!!!

      Eliminar
  18. O Vitaminas onde costumo ir é o do El Corte Ingles.
    Sempre bem atendida e sem pressas a cortar o discurso.
    Não gosto de empatar as outras pessoas que também estão na fila e têm tempo limitado para comer. Assim, porque não sou de menus, enquanto estou na fila, vou vendo as opções, para depois também não perder muito tempo a pedir. Mas se me dessem pressa na escolha com interrupções pelo meio, acho que abriria um sorriso e diria algo do tipo: "Hoje estou com a cabeça a mil e a pensar em várias coisas ao mesmo tempo. Se continuar a interromper-me, vai certamente distrair-me e teremos de voltar ao inicio. Não quer isso pois não:)?" Um sorriso, um bom dia e um obrigada! Acho que é retórica eficaz e de fácil entendimento.

    ResponderEliminar
  19. Calma pipoca! É um não assunto:
    Podes escolher antes de pagar.

    Depois aposto que reviras os olhos e bufas ( como eu) quando a sra de idade à tua frente na fila do multibanco, demora uma eternidade a fazer o que quer que seja...

    ResponderEliminar
  20. É tão isto! Comigo é mais no Noori. Cliente assídua (viciada, vá), apetece-me sempre tudo, quero sempre provar coisas diferentes e sinto sempre taaaaanta pressão!!! Não dá! Ahahah obrigada por este post. 👏
    Teresa

    ResponderEliminar
  21. amén, não sou a única nosssssaaaaaa!! Eu agora tenho uma técnica para irritar que é pedir ovo que obriga a partir e tal e queijo fresco que também obriga a abrir o plástico, e assim fico com mais algum tempo para pensar nos ingredientes porque cada vez está mais caro e não estou sempre para comer a mesma combinação

    ResponderEliminar
  22. Eu adoro a salada de camarão, Brie e espinafres do Vitaminas, bem como os pães de queijo (muitooo light né verdade? :P) mas o que me aborrece são os preços que se pagam por lá e já começo a evitar lá ir.
    Demasiado caro para os ingredientes de que estamos a falar, tendo em conta a base que ocupa a maior parte da refeição (massa, alface ou pão) e aquilo que já várias pessoas referiram: a quantidade que colocam de certos ingredientes é ridícula! Fora que nem sempre têm ar de serem frescos.
    Por ex, na maior parte dos sítios, tudo o que leva camarão já é mais caro; no entanto, a quantidade de camarão que servem é anedótica! E convenhamos que se cobram sempre o mesmo por saladas faça-você-mesmo, uns ingredientes compensarão os outros. Mas não, é só facturar...

    As vezes fala-se que é mais barato comer "pior" e nestes casos confirma-se. Se formos comer um hambúrguer ao H3 paga-se bem menos, com bebida incluída e se pedirmos os 2 acompanhamentos padrão (juntos, batata e arroz) ninguém nos cobra mais. No entanto, se quisermos salada, aí já é paga à parte. Mas de uma forma geral, come-se tão mal em centros comerciais :( a lojinha dos pregos da Justa Nobre tem sido uma das poucas exceções para mim, mas infelizmente não está assim em tantos shoppings.

    ResponderEliminar
  23. Por mero acaso, quem se identifica com o caso acima, ainda não pensou dirigir-se ANTES à vitrine, para escolher com a devida calma os ingredientes, e fazer o pedido a seguir, não?! É só uma dica! E já agora, experimentem trabalhar um dia, apenas um chega, atrás de um desses balcões, e depois conversamos.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Mas, desculpe-me, as funcionárias recebem comissão pelas pessoas que "despaxam" por dia?? É que se não recebem, não faz sentido nenhum atenderem as pessoas assim. E mesmo que recebessem!! As funcionárias estão ali para trabalhar, e estão ali para servir o cliente. Epa, se há um cliente ou outro que demora mais, paciência! Qual é o problema da funcionária com isso? Ainda lá vai ter de ficar a atender mais outras tantas o resto do dia. Palavra de honra que não percebo este pensamento.

      Eliminar
    2. Bom dia, as funcionárias nao recebem comissões já que nem horas extras recebem! Querem despachar os clientes porque ainda há mil coisas para fazer antes de sairem e terem de voltar outravez. Se num dia de 8 horas ( quando é 8 horas e nao mais) se houver 5 clientes simpáticos e sem acharem que somos empregados deles é muito. E nunca vai perceber este pensamento enquanto não trabalhar num sitio destes e for tratada a baixo de cão e ameaçada, e tudo isto enquanto recebe o salario mínimo.

      Ass: uma ex funcionária.

      Eliminar
    3. Cara ex-funcionária do Vitaminas, fui eu, Raquel, quem escreveu o comentário das 10:15. Eu não disse que as funcionárias recebiam comissão. Parece-me óbvio que, pelo tipo de trabalho, não recebam comissões. O que disse é que não é correcto as funcionárias atenderem o cliente a despachar. Já fui a muitos restaurantes Vitaminas na zona de Lisboa, e é muuuuuito raro não ser sempre tratada desta forma que a Pipoca escreveu. Reconheço que as condições de trabalho não são as melhores, as desejáveis e as legais. Agora, vai-me desculpar, enquanto consumidora (e a senhora também é consumidora) não gosta que a recebam a despachar, pois não? É só isto. Agora, claro, tudo o que está por trás não ajuda: o salário, as condições de trabalho, etc. Mas não me parece que tenha de ser o cliente a pagar por isso. Se assim fosse, também eu destratava os meus clientes quando os mesmos "se portam mal". O raciocínio não pode ser esse. Entretanto, deixo-lhe uma sugestão: apresente uma denúncia na ACT quanto ao seu anterior patrão. Pode ser que a coisa melhore.

      Eliminar
    4. Clap clap
      Completamente de acordo.

      Eliminar
    5. Não sei quem é mas concordo a 1000% consigo, eu trabalhei no vasco da gama e é difícil.

      Eliminar
    6. Por muito mal pagas, por todos os problemas inerentes a quem trabalha atrás dum balcão, desculpem lá mas o cliente não tem culpa, e é o cliente que lhes paga o ordenado, porque se o cliente não deixar lá o dinheiro o vosso patrão tem que fechar a porta. Um sorriso, um ar simpático não custa nada, e isso revela boa educação. Tenho uma cabeleireira há uns vinte anos, adoro o trabalho dela, mas tem dias muito simpática e outros que quando entro no salão tem uma cara de fugir, nem me retribui o cumprimento. Eu como gosto imenso do trabalho dela, e já experimentei outras e não lhe chegam aos calcanhares, continuo a ir lá arranjar o cabelo, como profissional é 5 estrelas. Mas se não fosse isso nem lá ia. Portanto é a minha opinião como cliente.

      Eliminar
  24. mais ou menos isto:

    https://www.youtube.com/watch?v=Un4r52t-cuk

    :D

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Ai anónimo anónimo, o único a conhecer a Porta dos Fundos ;)
      Também me lembrei logo desse!

      Eliminar
  25. Se eu não soubesse que este blog é sarcástico e humorístico, diria que este discurso soa-a stress ou a mimo.
    Sempre pode pedia à funcionária para ter um pouco mais de calma.
    Não podemos esquecer o contexto. É um restaurante de centro comercial. Regra geral, quem lá vai comer quer despachar-se e quem lá trabalha quer despachar-se também. Não estou com isto a desculpar comportamentos inoportunos de funcionários e clientes, mas também esperar um atendimento de um restaurante gama média-alta, é ter as expectativas muito elevadas.

    Se eu estivesse numa fila de um restaurante semelhante e a pessoa à frente de mim nessa fila, fizesse essas perguntas ao funcionário, acho que lhe apertava o pescoço mentalmente, mas não perderia a oportunidade de lhe perguntar se queria uma cadeira...

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. é mimo, óbvio. birrinha. queixinhas. por aí.

      Eliminar
  26. Boa, Pipoca! A discussão que se impunha lançar e que também me desassossega! Dou por mim a fazer uso de mnemónicas para chegar à parte dos ingredientes e fazer o meu melhor tempo :D!

    Agora para dormir descansada, peço encarecidamente que nos ajude a esclarecer onde estará trancada a verdadeira Maria Vieira, pessoas engraçadota, básicazinha, mas com ar de porreiraça que fez parte da minha infância à conta dos papelitos nos programas do Herman e que, ultimamente, se tem revelado uma megera do pior. Hoje disse "Marcelo ficará na história como o pior presidente que Portugal conheceu. Uma espécie de Obama à portuguesa". Como é possível?! Ninguém lhe escapa: Diogo Morgado, dona Dolores, Ronaldo, Guterres, António Costa, Salvador Sobral...Como pode haver tanto azedume num corpo tão pequeno? Peço desculpa pelo desabafo, mas já que falamos de questões estruturantes, aqui vai o meu contributo.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Chama-se desespero para tentar chamar a atenção.

      Eliminar
    2. Chama-se senilidade...

      Eliminar
    3. Ahaha amei! "Como pode haver tanto azedume num corpo tão pequeno?" Pois olhe, de facto não entendo a Maria Vieira. É que não é apenas a crítica, é a crítica nada fundamentada, é a crítica gratuita e que incomoda por ser tão sem sentido e mesquinha.

      Eliminar
    4. A Maria Vieira nunca foi boa actriz, eu por exemplo nunca lhe achei graça nenhuma, e agora quer fazer-se notar porque caiu no esquecimento. Mas fê-lo da pior maneira. Ou então já está senil.

      Eliminar
    5. Ah, e além de tudo o que eu disse sobre a Maria Vieira, ainda por cima tem um timbre de voz irritante.
      Sou a anón. das 12:11h

      Eliminar
    6. Não são questões estruturantes. São questões fracturantes.

      Eliminar
    7. Ela nem tem "voto na matéria". Quem escreve aquelas "alarvidades" é o seu excelentíssimo consorte. Lá porque escreveu uns "livrecos" sobre viagens pensa que já é escritor e "opinion maker". Contudo acho que se nem se falasse disso, era o melhor. No fundo estamos a dar-lhe o que ele quer: visibilidade.

      Eliminar
  27. pois, eu por acaso já não adoro tanto... acho caro! sim, se se pedir um sumo natural acabamos sempre por pagar perto de 10 euros... gosto muito das saladas do companhia (ex companhia das sandes) e ficam bem mais em conta. já experimentaste essas? ;)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Eu também! Acho que o companhia tem muito mais qualidade!

      Eliminar
  28. Finalmente alguém que me compreende! Obrigado Ana �� É que eu além da pressão da funcionária ainda tenho que levar com a pressão da pessoa que me acompanha na refeição ! Seja amiga/ namorado/ colega é sempre igual, ninguém merece :)

    ResponderEliminar
  29. É o grande problema de ser mulher. Nunca sabem o que querem e nunca estão satisfeitas com nada.

    ResponderEliminar
  30. Eu já apanhei uma pessoa à minha frente a perguntar, com todo o tempo do mundo,
    à empregada "o que é que acha?" sobre o ingrediente a escolher. Eu tive vontade de lhe dar um calduço. O que é que acha? A empregada está-se a c*g*r para o que é que cada um quer :)
    Não é sítio para inquietações gastronómicas :)))) para todos os efeitos é um serviço de refeições rápidas.
    Quanto às almôndegas vegetarianas, pela cara delas, levam gato :)))) são menos umas para empatar na lista de opções.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Para juntar à lista de perguntas estúpidas que se fazem às empregadas, no outro dia a senhora à minha feente perguntou se a salada era bem lavada.... mesmo que não fosse, a empregada nunca poderia responder que não!

      Eliminar
    2. É como perguntar se o doce da casa foi feito no dia :)

      Eliminar
    3. Oh pá a sério??!!! É que isto podia ser a minha sogra! É tããāo a cara dela perguntar à funcionária o que acha. E depois as perguntas: "O pastel de nata é fresco? A padinha é fresca? A sopa está salgada?"
      Em centros comerciais até é naquela quando se põe com estas perguntas. O pior é mesmo nas padarias ou restaurantes. O meu marido já tem uma lista mental "sítios onde não posso voltar depois de lá ter ido com a minha mãe"....

      Eliminar
    4. Ahahahha, tão bom!
      Dada a idade da pessoa, acho que ainda não pode ser sogra de ninguém, por isso relaxe que não era a sua sogra :)))))

      Eliminar
    5. Qual é o mal dessas perguntas da sua sogra? Se calhar vivemos em meios diferentes, mas aqui para os meus lados são perguntas que não envergonham ninguém.

      Qual é o mal de querer saber se é fresco ou está salgado ou o que leva? O pior que pode acontecer é mentirem-lhe. E, surpreendentemente, às vezes há quem seja honesto.

      Eliminar
    6. Coitada da sogra deve ter uma nora muito "amiga", está aqui a dizer mal dela só porque a senhora faz estas perguntas. Como é que as mulheres podem ser amigas umas das outras, pois aproveitam tudo para dizer mal.

      Eliminar
  31. No meu caso, não é isso que me chateia no Vitaminas. Gosto de lá ir, mas acho as saladas muito grandes. Nunca como tudo e acho um desperdício de comida e de dinheiro ( embora já me tenham dito que, caso não comesse tudo, podiam colocar num recipiente plástico para levar para casa). Acho que devia haver MEIA dose.

    ResponderEliminar
  32. Desculpem-me, mas este post faz 0 sentido... Qualquer pessoa com o mínimo de empatia com os funcionários de uma cadeia deste género sabe que deve primeiro escolher o que quer e só depois dirigir-se à fila. Eu sei bem do que falo, sou hospedeira de bordo e das coisas que mais enervam a tripulação no geral é os passageiros estarem séculos a escolher o que comer, quando lhes entregámos o menu há imenso tempo e temos centenas de outros passageiros à espera de ser servidos, e tempo limitado para o fazer.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. É o quê? Hospedeira de bordo é um termo que há não se usa há anos!

      Eliminar
    2. é hospedeira?

      Eliminar
    3. Fiquei curiosa. Que termo se usa agora? Meninas que servem comida e bebida em altitude?

      Eliminar
    4. Eu cá não sou hospedeira de bordo, mas sempre as tratei por esse nome. Se calhar é por ser já antiga, tenho 35 anos... Quanto ao comentário, embora o possa compreender, infelizmente há uma coisa com o qual se tem que lidar: o cliente tem sempre razão. Só partindo deste princípio é que se pode prestar um bom serviço. Também não veria mal nenhum, se eu estivesse a demorar demasiado tempo a escolher, que a hospedeira me dissesse simpaticamente que ia adiantando outros pedidos e que já voltava ao meu lugar.

      Eliminar
  33. A primeira e única vez que comi no Vitaminas, sofri uma intoxicação alimentar com um molho de iogurte. Cila

    ResponderEliminar
  34. Já que fazem parte da comunidade de atrasados que estão duas horas na fila e apenas no momento de serem atendidos é que se põe a pensar no que vão querer. Para acabar a pressão escolhem com a maior calma do mundo as milhentas variedades possíveis e depois dirigem-se à caixa, pagam e debitam o pedido. Fácil.

    ResponderEliminar
  35. É melhor um hambúrguer do MC do que uma salada do Vitaminas! Esse lugar deixa muito a desejar no que diz respeito às higiene!

    ResponderEliminar
  36. Sempre o mesmo problema de interpretação de textos! Acho que a maioria das comentadoras não percebeu o post. A Pipoca sabia o que queria, a senhora é que nem lhe dava tempo para dizer os ingredientes. Ela não foi para lá sem saber o que queria, até porque diz que escolhe sempre os mesmos. A empregada é que era apressada demais e nem a deixava acabar as frases... Isso é diferente do que se tivesse dito que tinha chegado à fase do pedido sem saber o que queria...

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. ah! era isso??? nãooooooooooooooo...

      Eliminar
    2. Aulas de Português precisam-se tanto...

      Interpretação textual, sobretudo!!

      Eliminar
    3. Perdeu uma boa oportunidade para estar calada (ou quieta no caso)

      Eliminar
    4. Parece que também padece desse mal. A Pipoca reclama exactamente de não lhe darem tempo para ser mais inventiva nas escolhas. Para escolher novos ingredientes com mais calma. Enfim, e eu ainda estou a dar para este peditório...

      Eliminar
    5. Iliteracia no seu melhor, os portugueses sabem ler mas não compreendem. A pipoca quer escolher os ingredientes em combinações diferentes, mas com a pressão do "próximo" nem pode pensar se os sabores combinam, saem sempre os mesmos, aqueles que sabe que juntos funcionam.

      Eliminar
    6. O velhinho débito de literacia... 😔

      Eliminar
    7. Creio que a questão é o que está para além do que está escrito. A Pipoca está a brincar com a situação. Provavelmente ainda que tivesse mais tempo para escolher iria optar pela mistura segura de sempre.

      Eliminar
  37. Só não concordo com a parte em que diz que o Vitaminas é um local acessível (em termos de dinheiro).

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. E não é - está cada vez mais caro! :(

      A Marta

      Eliminar
    2. Para a Pipoca é (em conta). Para mim, por exemplo, não é.

      Eliminar
  38. Ahahahahah
    Sou igual, na salada à escolha acabo por pedir quase sempre o mesmo, aliás, fica aqui a minha para provares e veres se gostas:
    - mistura de alfaces
    - abacate
    - ovo cozido
    - salmão fumado
    - queijo fresco
    - camarão
    - molho de alho

    Beijoo*

    ResponderEliminar
  39. Concordo totalmente! Além disso já fui servida com alface com bichos e foi um problema para trocar!
    Além da pressão em muitos Vitaminas reside a falta de educação dos funcionários.
    Acredito que também não se encontrem muito motivados, pois continuam a ser mal pagos face ao preço cobrado por salada.
    Quem enche os bolsos? Os patrões!

    Quem fica a perder? Nós!

    ResponderEliminar
  40. E a quantidade de mosquitos e moscas que passeiam por cima dos ingredientes? Na loja do Algarve Shopping é um nojo.. para não falar que chega à hora de jantar e está tudo com pessimo aspecto

    Rita

    ResponderEliminar
  41. As saladas da companhia da sandes são mil vezes melhor, em tudo ingredientes e molho. Camponesa ou a crocante são maravilhosas. As do vitaminas são insípidas. Não sabem a nada e pouco originais.

    ResponderEliminar
  42. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Não percebi se este comentário era a gozar ou se a senhora foi traduzir isto ao Google.

      Eliminar
    2. Este comentário é anedótico.

      Eliminar
    3. Ai Teresa esse português! Leia lá o que escreveu outra vez... eu não tive paciência para ler até ao fim

      Eliminar
    4. E apetecer-lhe saber escrever?

      Eliminar
    5. Agora em português, sff.

      Eliminar
    6. A mim parece-me claro que a Teresa Diogo não está a gozar ou a ser anedótica.
      Parece-me uma pessoa que adora falar com os outros e sem maldade alguma.
      Apesar dos erros ortográficos e de todos os assuntos misturados no texto, achei a mensagem adorável.
      Precisamos de pessoas que escrevam melhor, é verdade.
      Mas precisamos ainda mais de pessoas com bons pensamentos, como parece ser o caso desta senhora.

      Eliminar
    7. Estou de boca aberta...!

      Eliminar
    8. Este comentário foi removido pelo autor.

      Eliminar
    9. Alguém consegue disponibilizar uma tradução e ordenar por assunto?

      Eliminar
    10. Que Pena já ter sido removido... tendo em conta a hora tardia... a autora devia estar já para o "adormecida"😴

      Eliminar
    11. Obrigada quem gostou do meu comentário.
      Não me ajeito com o corrector do meu telemóvel. Depois de ter enviado corrige-me as palavras. Palavra de honra. Até sou licenciada em Línguas e Literaturas Modernas (agora gozem à vontade) e se lerem com atenção vê-se que é do corrector. «Por que» é mesmo separado quando significa a razão pela qual («porque») utiliza-se em perguntas, por exemplo. Mas não quero dar lições e não é por causa de ser licenciada em línguas que escrevo melhor ou pior, apenas sei que que não escrevo nada mal. Misturei assuntos como disse porque (aqui o «porque» é pegado) não estou habituada a escrever em blogues. Apaguei os comentários, pois fiquei insegura.
      Beijinhos

      Eliminar
    12. Posso fazer um desenho, burrinhas!

      Eliminar
    13. Teresa Joana Diogo, por favor volte sempre. A malta precisa tanto de rir e consigo as gargalhadas são garantidas. Não nos falte!

      Eliminar
    14. "Licenciada em línguas"
      "Não escrevo nada mal"
      Obrigada por estes momentos tão bons.

      Eliminar
  43. Depois de um dia de merda, ler este teu post deve ter sido o melhor do meu dia e a única coisa que me conseguiu roubar um sorriso genuíno. Sou leitora assídua mas raramente comento. Hoje senti-me na obrigação de te dizer que fazes bem às pessoas com o teu trabalho. Obrigada e um beijinho

    ResponderEliminar
  44. No centro comercial onde vou algumas vezes, existe um restaurante do género.
    Os funcionários não são muito simpáticos, olham para mim de lado, quando peço essa tal salada e não escolho o ingrediente "massa" como opção. Apesar da sugestão dos mesmos. " quer massa, não quer?" "hummm, massa liga muito bem com alface" "tem mesmo a certeza que não quer massa?" Verídico.
    Julgo que pela dita massa ser um ingrediente com um custo mais reduzido, que os restantes.
    Ora se eu quisesse comer massa, pedia.

    Encontramos por todo o lado funcionários simpáticos e antipáticos.
    Por vezes, noto que o cliente também não é muito simpático e educado.
    É uma questão cultural.
    Vivo fora de Portugal e noto bastante diferenças. Certa altura, entrei na casa de banho de um centro comercial, cumprimentei com um sorriso e bom dia a empregada de limpeza, a mesma perguntou-me se precisava de alguma coisa...
    Aquela senhora está habituada a ser ignorada. Isto é vergonhoso e tão real...mete-me uma confusão enorme. Quando entro num espaço seja ele qual for, e está lá alguém, cumprimento sempre dessa forma.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Sempre que entro no elevador do hospital onde trabalho, faço questão de cumprimentar quem lá estiver dentro. É raríssimo alguém retribuir o cumprimento. Então quando são utentes, pior, olham para a frente com cara de enfado. É uma falta de civismo que me deixa triste.

      Eliminar
    2. É típico em PT os funcionários ( a grande maioria) serem antipáticos. Isto já vem de longe, em Setúbal na Baixa antigamente era horrível, agora está às moscas, pois os centros comerciais tiraram a clientela, mas já se nota mais simpatia na Baixa, agora já é tarde, pois quase ninguém lá vai. O cliente tem que ser bem tratado, a simpatia vale muito, eu se não fôr tratada com simpatia, nunca mais lá entro. Aprendam se querem ter clientes, pois são os clientes que lá deixam o dinheiro.

      Eliminar
    3. O facto de as pessoas não gostarem do seu trabalho, ou de serem mal pagas, não justifica faltas de educação.
      Há que ter brio no que se faz, acima de tudo.
      Da mesma forma que defendo igual tratamento para todo o tipo de clientes.

      Uma vez entrei na Swarovski depois de um dia de praia, a caminho de casa. Vinha tudo menos glamorosa. Vestia um vestido largo, calçava havaianas e tinha o cabelo numa lástima.
      Ora a funcionária quando me viu entrar na loja, nem sequer me cumprimentou e olhou-me de forma bastante preconceituosa.
      Pedi para ver um conjunto colar/brincos, que com má cara, ela lá me mostrou.
      A minha mãe que me acompanhava disse algo do género " tens um conjunto muito idêntico que compraste na Swarovski em X sitio". O rosto da estúpida da mulher iluminou-se e quando me viu puxar da minha carteira LV de dentro meu saco de praia, então derreteu-se toda. Prontificou-se a mostrar-me tudo o que eu quisesse e inclusivamente, ofereceu-me uma bolsinha.

      Estes comportamentos não tem qualificação.

      Eliminar
    4. Desculpe, mas está a dizer que as pessoas deixaram de ir à Baixa, onde o atendimento era personalizado e os empregados dignamente pagos, porque os centros comerciais são tão melhores?

      Eliminar
    5. 100% de acordo consigo, a saudação a desconhecidos, por mera cordialidade e educação está infelizmente a cair em desuso! 😞 Eu cumprimento todas as pessoas, nem que seja um mero "olá" Bom dia, boa tarde... são atitudes básicas e elementares da educação que devemos usar e abusar, preservar e transmitir aos nossos filhos, e insistir para que as utilizem, corrigindo-os se não o fizerem, criticar quem o não faz "gente grosseira,rude e mal educada"!😣

      Eliminar
    6. MDM,
      Como disse, é uma questão cultural.
      No país onde vivo, isso não acontece. ( regra geral )
      O povo português além de pouco educado, nesse aspeto, é também snob. Olha para as pessoas com profissões "menores" com desprezo.
      A rapariga que faz limpeza no escritório onde trabalho, trata-nos por tu, cumprimenta o pessoal com dois beijinhos e é sempre convidada para os jantares da empresa.
      Gostava de ver isso a acontecer em Portugal...

      Eliminar
    7. Adorava saber qual é esse país maravilha em que vive, já que eu, que já vivi um pouco por toda a Europa, estou longe de o reconhecer. Ainda não vi país algum onde por sistema (e não em caso de excepção) as pessoas não sejam "snob" para com profissões "menores", como diz. Enfim...

      Eliminar
    8. Anón. 08:O2: Mas que mania de desmentir as pessoas, isso é falta de educação sabia? Se a anón. diz que vive lá é porque sabe como as coisas se passam. Aqui em PT há muito essa mania de descreditar dos relatos que as pessoas que vivem no estrangeiro fazem desses países, são descrentes e fazem dos outros mentirosos. o meu filho vive num País evoluído e quando vem cá de férias e lhe perguntam como é que se vive nesse País ele relata-lhes como aquilo lá funciona e os outros desmentem-no, dizem "AH isso não deve ser assim", ele já desistiu de lhes responder, não vale a pena pois são ignorantes e maldosos, e não admitem que noutros países se viva de maneira diferente, o nosso povo é muito atrasado e é por isso que isto não evolui nunca.

      Eliminar
    9. Suíça, mais concretamente Genebra.
      Falo da realidade que conheço, da minha experiência pessoal. Vivo cá há 10 anos, não são 10 dias.

      Eliminar
    10. Anón. 13:59H: Não vale a pena dar explicações, não acreditam, tenho isso por experiência, esqueça esta mentalidade e aproveite a realidade donde vive, esta gente não acredita nem admite que haja outras realidades, só conhecem o cantinho onde vivem, e depois dizem que já viajaram muito,mas não assimilaram nada. São atrasados e hão-de ser sempre. Vou lhe contar um episódio que se passou comigo e foi cá em PT. Eu nasci e vivi 18 anos no Alentejo litoral, da minha casa via-se o mar, e quando mudei para outra cidade desmentiram-me quando eu dizia que era do Alentejo e que tinha uma vista de mar da minha varanda. Veja bem eu que nasci lá estava a mentir, com certeza devo ter confundido o mar pois era impossível o que eu dizia. Como vê isso foi passado cá, quanto mais entenderem a realidade de outro País. Não vale a pena, desista de dar explicações e detalhes de como as coisas funcionam na Suiça, é tempo perdido.

      Eliminar
    11. Anónimo das 13:38.
      Exatamente. Obrigada por compreender.
      Sei do que falo, pela minha experiência pessoal. Ninguém me contou. Vivo cá há 10 anos.
      Outro exemplo que me constrange, é o facto de em Portugal, qualquer pessoa com estudos superiores ser tratada por Dra.
      Aqui, Dr. é apelidado apenas o médico, e nem o médico se apresenta dessa forma em relações profissionais.
      Qual é a necessidade de se apelidar alguém pelo seu titulo profissional, que na maioria das vezes nem o tem, em relações que não profissionais?
      A minha experiência mostra-me que esta falta de formalidade, dá lugar a uma maior educação, e respeito de igualdade entre as diferentes pessoas.

      Eliminar
    12. Dr. é médico, doutor é doutorado em qualquer área que ofereça curso de doutoramento. Penso que a tendência de chamar doutor@ a qualquer pessoa com estudos superiores já passou... pelo menos é o que constato no meu meio profissional.

      Eliminar
    13. Pois essa de quererem ser tratados por Dr. é fruto da mania, da vaidade do nosso povo. Na Inglaterra também só os médicos são tratados por Dr., são países com outra mentalidade, mas aqui tudo quer ser Dr. Quanto mais atrasado e pequeno é o País, mais mania têm, sempre foi assim e eu costumo dizer que o nosso País é muito pequeno mas muito grande em MANIA!

      Eliminar
  45. Por acaso também gosto do vitaminas e o que me tem irritado mais é quando pergunto o que leva o molho de iogurte. Ninguém me sabe responder. E chamam outra funcionária que pergunta a outra funcionária e é um ciclo. Final da história, continuo sem saber. Dizem-me: "leva iogurte e especiarias" e eu "de certeza, parece-me que sabe a mais qualquer coisa".
    No final a conclusão: "já vem assim para nós, não sabemos o que leva". What?

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Eu conto-lhe o que leva o molho de iogurte: metade iogurte, metade natas, sal e pimenta. Provavelmente a cadeia não quer que lhe digam pq a maioria das mulheres que come salada ao almoço não ia gostar de saber que o está a fazer coberta de natas.

      Eliminar
    2. Sim, não só o Vitaminas só serve mulheres, como as clientes e só as clientes se preocupam com dieta.

      Eliminar
    3. Eu também já perguntei o que leva o molho(que adoro) e a funcionária, muito simpática, disse que é comprado no Pingo Doce.

      Eliminar
    4. Um dia perguntei o mesmo e responderam me que nao sabiam. Disse lhes que tinham queme informar pois sou alergica a alguns produtos e podia softer um choque anafilatico. Se se responsabilizavam..... Disseram me logo o que tinha como composicao ( e inventei por acaso :))

      Eliminar
    5. AHAHAHAHAHAHA anónimo das 19:28h
      Muito bom :)

      Eliminar
  46. O problema é que a maior parte das funcionárias que lá estão devem ter recebido pouquíssima formação. É um problema da restauração em Portugal. Ordenados baixos, muitas horas de trabalho, pouca vontade de sorrir para o cliente e de ser simpático. Certamente que esta não é a melhor forma de tratar um cliente. Só que os donos desta cadeia de restauração, estão-se a borrifar para isso, porque as pessoas continuam a ir lá. A coisa só mudará quando passarem a ter muitas queixas no livro de reclamações. E quem diz o "Vitaminas", aplica-se a outras cadeias de restauração do mesmo estilo de fast-food. E concordo com o que foi já dito acima: as saladas são muuuuiito mal servidas. Enchem o prato de massa e alface, para ganhar volume e depois os ingredientes são escassos. Para o serviço que oferecem, é caro. É um restaurante que passei, ao longo do tempo, a frequentar cada vez menos.

    ResponderEliminar
  47. Muito caro para a quantidade. E o pão sem glúten (motivos de saúde) servem meia baguete e paga-se quase o dobro. De início era bom, mas depois perdeu muito em quantidade e qualidade.

    ResponderEliminar
  48. Bleccccc... Adorava o Vitaminas.. mas devido ao preço, higiene e quantidade deixei de ser cliente.. Agora qdo quero saladita vou ao Companhia.. Muito melhor, mais bem servido..

    ResponderEliminar
  49. Sou um bocado esquisita e incoerente, parece-me. Não vou ao vitaminas porque o aspecto dos ingredientes me deixa a pensar há quanto tempo ali estão (embora na fotografia até pareçam menos maus!)… preciso de engordar e não de uma disenteria. No entanto, vou ao Quasi Pronti o que, em termos de ingredientes, não sei se não terá o mesmo risco temporal de armazenamento, mas, enfim, uma pessoa tem que comer… e apesar de tudo ali sempre é “cozinhado”.
    Não sei se no vitaminas se passa assim, mas neste das pastas temos uma lista dos ingredientes, dos tipos de massa e dos molhos… o que, teoricamente, diminui a pressão da escolha, certo? Errado! Estamos na fila, vemos as lista, imaginamos a massa perfeita com o que temos ali… pagamos, avançamos e quando estamos quase a ser atendidos… a-ah…"e se agora lhe disséssemos que ainda temos mais uns tantos outros ingredientes apetitosos, hum?, temos é pena, mas só tem 10 segundos para desfazer a massa que idealizou... Pois é… acabamos por fazer misturas que pensamos não serem possíveis nos piores pesadelos, mas querem saber, o molho que escolhemos faz toda uma diferença… :)

    ResponderEliminar
  50. Já foram à Gulbenkian almoçar ao Centro de Arte Moderna? A comida é boa, o preço acessível, mas a pressão para escolhar é tanta, mas tanta, que apetece desistir e mandar o tabuleiro à cabeça dos empregados. A senhora da caixa também não ajuda nada! Falta de profissionalismo e de educação. Se estão mal pagos o cliente não tem culpa.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. mas acha que alguém sabe onde é isso?

      Eliminar
    2. Anónimo das 14h24, porque carga d'água não deveria de saber onde é a Gulbenkian e o Centro de Arte Moderna???
      Esta não percebi...

      Eliminar
    3. Não conhece a Fundação Calouste Gulbenkian? A mais importante deste Portugal? Credo!!! Fica na Praça de Espanha!
      Frente à Embaixada de Espanha, perto do El Corte Inglês, da Universidade Nova...
      Claro que acho que há mais gente que sabe do que a que não sabe. Aproveite para conhecer, ver umas boas exposições, visitar os jardins que são óptimos e, já agora, almoce por lá. Vai ver que gosta.

      Eliminar
    4. Não saber onde é a Gulbenkian é que é estranho.

      Eliminar
    5. Um ignorante não sabe, mas ter cultura geral também não é para todos.

      Eliminar
    6. Anónimo06 julho, 2017 14:24
      Ah ah ah ah ah ah ah. Esteve bem.

      Eliminar
    7. Melhor que não saibam! Que continuem não sabendo. Há coisas que não se divulgam.

      Eliminar
    8. Respondendo/perguntando à Ana Maria: "há coisas que não se divulgam?" Por exemplo? A ignorância é um atributo?

      Eliminar
    9. Acho que poucos perceberam o verdadeiro alcance do comentário do anónimo das 14:24. Querem tanto dizer mal que nem leem com olhos de ler.

      Eliminar
    10. E você, percebeu o quê? Diga lá!

      Eliminar
    11. ...que ainda bem que há locais quase secretos, tranquilos, discretos, sem balbúrdias, nem turistas, nem emergentes a querer dar-nas-vistas, sem gente malcriada, que tudo o resto acaba por compensar a antipatia dos empregados...

      Eliminar
  51. Aqui é sempre tomate seco tomate cherry legumes grelhados salmão e queijo feta :D

    ResponderEliminar
  52. Sofro exatamente do mesmo!
    Tanto escolha para tão pouco tempo.

    A Marta

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Já tinha dito isso ali em cima.

      Eliminar
  53. Não vou quase nunca a restaurantes, e então desde que vi os programas da TVI em que entrava o chefe Ludumir (creio que é este o nome) e nos mostrava a falta de higiene que existe em muitos restaurantes, e a prova disso é que a ASAE fecha bastantes, a partir daí ainda vou menos. Prefiro ter o trabalho mas como em casa, ao menos tenho higiene. E demais agora que li tantos comentários vossos a falar de mais falta de higiene, e mau atendimento, tão cedo não entro em nenhum. Podem me dizer: "Ah e tal, mas assim não sai de casa para almoçar ou jantar fora", e é bem verdade que de vez em quando me apetece, mas ao lembrar-me destes "acidentes", fico logo sem vontade.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Olha outra a acreditar em programas de TV fabricados para conquistar audiências. Aquilo é um reality show, senhora!

      Eliminar
    2. Anón. 14:08: Não sei se são programas fabricados, então puseram a porcaria toda lá de propósito para fazer o programa? Mas se assim foi, e se é um reality show, é porque existem restaurantes com pouca higiene e quiseram retratar esses mesmos, mas o que é certo é que a tal porcaria mostrada no programa existe mesmo. Não é ficção.
      Também já tinha lido isso algures, que era tudo fabricado, mas os relatos que muitos comentadores aqui falam da falta de higiene são mesmo reais, ou também são pessoas "ingénuas" tal como você me chamou a mim?

      Eliminar
  54. Parartilho 100% do mesmo!!! E ainda acrscento a falta de Higiene. A mesma luva abre armários, corta um ovo, vai buscar milho e acaba a descascar um abacate. Enfimmmm

    ResponderEliminar
  55. O pior é quando o fazem mesmo quando não há mais ninguém na fila. Eu que até sou rápida a escolher tenho dificuldades em pensar quando ainda não acabei de dizer um ingrediente e já estão a responder "e mais?". Nem 8 nem 80 mas perco mais tempo na caixa a responder a perguntas de "sim e não" quando tentam vender sumos, sopas, sobremesas (...) do que quando estou a criar a minha salada. Como cliente é bastante incomodativo.

    ResponderEliminar
  56. Vitaminas?! Mas porque é que não levam a salada de casa? Um bocado de alface fresca e lavada com água e vinagre, uma lata de atum, um saquinho de mozarella e tomate cherry, ou uns camarões cozidos, uma lata de milho e pedacinhos de ananás/maçã...podem cozer uns ovos previamente, e fuzilli, usar salmão fumado ou carnes frias e embrulhar num wrap..Depois, é só juntar todos os ingredientes na hora com o molho preferido, que já se vende em saquetas e bom apetite...É tão melhor sabermos o que estamos a comer!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. E come-se onde, senhora? Na rua, encostada à esquina do escritório? Ou come-se na secretária, com o chefe a olhar de esguelha?

      Eliminar
    2. Ahahahah. Estou mesmo a ver a Pipoca a levar a alface de casa. Desde que chegou a Portugal a moda dos Paleo e da "comida saudável", é isto que temos...

      Eliminar
    3. Porque não nos apetece? Ou não pensou nisso?

      Eliminar
    4. Lá fora vejo pessoas a comer em qualquer lado, não há cá preconceitos, aqui em PT é que as pessoas têm vergonha(eu também) de comer sentadas na rua, ou no meio dum centro comercial, etc. Uma vez fui ao Colombo com uma amiga e comprei um bolo e pus-me a comê-lo calmamente num banco num corredor e a minha amiga muito envergonhada disse que ficava mal eu comer ali, eu disse-lhe: Mas vergonha porquê, não estou a fazer nada de mal, mas é o preconceito que está agarrado a nós, fomos criados e formatados assim, é uma tristeza, as pessoas viajam cada vez mais, mas não evoluem, não se descontraiem. Vergonha para mim é deitar papéis para o chão, não respeitar o próximo, etc.etc.

      Eliminar
    5. Anón. 12:03. Trabalhei muitos anos em escritórios, e tínhamos salinhas próprias para lanchar, não era necessário o chefe estar a ver-nos, e se não o têm reclamem, há-de haver sempre um cantinho onde possam tomar um lanchinho, eu até na hora do almoço arranjava sempre onde comer, olhe e tínhamos refeitório e eu por vezes detestava aquele ambiente e ia comer para dentro do carro, sei lá há sempre alternativas e vale mais levar a marmita de casa do que comer porcarias fora. Isto é a minha opinião, em prol de comer mais saudável. A saúde agradece.

      Eliminar
  57. Ovo, atum, tomate e abacate? Mas isso é alguma comida de gente?
    Comem porcarias e depois nem conseguem segurar-se em pé.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Eu então nem como nada de origem animal há 8 anos. Até ver, estou de pé, saudável e jeitosa.

      Eliminar
    2. Cuidado Pipoca, vais caiiiiiiiiiiiiiirrrrrr..... Olha, caiu, não se segurou em pé.

      Eliminar
    3. É proteína ao seu mais alto nível? De que precisa mais?

      Eliminar
    4. Peixe, fruta e legumes são porcarias. Faz todo o sentido. Eu cá diria que é mais difícil segurar-se em pé a comer hambúrgueres todos os dias, mas se calhar a banha acumulada tem um efeito contrário ao da gravidade.

      Eliminar
  58. Trabalho no grupo do vitaminas e só quem lá trabalha sabe a pressão a que estamos sujeitos todos os dias. Somos avaliados pela rapidez. Temos câmaras a vigiar-nos e supervisores a ligarem para a loja cada vez que detetam alguma coisa. É verdade que por vezes não conseguimos ser tão simpáticos como os clientes gostariam mas também há clientes tão maldosos que fazem com que a nossa simpatia morra ali. Não é uma crítica ao post nem uma defesa em nome do vitaminas. Trata-se de um esclarecimento para quem nunca trabalhou na restauração de um centro comercial. Quanto ao tempo que o cliente tem direito para escolher os ingredientes... não é pelo empregado ser rápido a colocar o ingrediente no prato que o cliente tem menos tempo para escolher... Tem o tempo que desejar, ninguém lhe vai dizer para se despachar e se isso acontecer... livro de reclamações.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Há câmaras apontas para os trabalhadores para controlar o seu serviço?? É isso que se passa? Ou a câmara está só apontada para a a caixa registadora? Lamento imenso, mas vou fazer uma denúncia na ACT. O que se passa é completamente ilegal.

      Eliminar
    2. E para as meninas mazinhas que escrevem neste blogue não tenho muito a dizer. Acho que vocês são aquele tipo de pessoa que aqui escrevem frases maldosas e no facebook são hipócritas: «Linda!» «Estás tão gira!».
      São pessoas vazias e acéfalas que tiram, a meu ver, algum interesse a este blog. O blog é interessante, pois fala de diferentes assuntos com piada e criatividade e estas raparigas tiram-lhe nível. Acredito que puxem mais leitores, mas estragam um pouco o conceito do blog.
      Não sei como faria se fosse a Ana. Não sei mesmo, mas tirava um tempo para pensar se não valia mais a pena não aceitar estes comentários. Não me refiro só aqueles que fizeram ao meu comentário, mas que fazem muitas vezes aos dela.
      Para quem é um pouco mais evoluído ou «quer ir a mais» fica com uma sensação que há aqui muita imaturidade, muita inveja, muito baixo nível e isso é de afastar. Futilidade não é gostar de roupas, futilidade é ser vazia no que se diz e faz!
      Venham as pessoas com ideias e sugestões novas, com mais alegria, com mais bem estar. Falemos do Vitaminas, de viagens, de crianças, de cinema, de literatura, de moda, de eventos, de curiosidades, de espectáculos, de tudo: sem preconceitos, sem sujidade nas cabeças e na alma, mas, principalmente, de mente aberta e com aceitação.
      teresa

      Eliminar
    3. Ahahahahahahahah. Ó Teresa, a sério, os seus comentários são tão bons. Estou mesmo a ver a Pipoca a "tirar um tempo" para meditar nisto tudo. Obrigada, obrigada por tudo.
      (isso não será do adiantado da hora em que insiste em escrever? Veja lá isso da melhor maneira:)

      Eliminar
    4. Concordo com a Teresa, Pipoca. Acho mesmo que não devias aceitar certo tipo de comentários. Ainda há tempos falavas disso num post por causa de uns comentários, salvo erro, no facebook que uma página aceitou sobre ti.

      Eliminar
    5. Anónimo das 14:57, concordo plenamente, a começar pelo comentaro da senhora Teresa Joana Diogo a chamar "burrinhas" às outras leitoras. Que falta de nível!

      Eliminar
  59. Experimentem começar a pensar nos ingredientes enquanto ainda estão na fila para pagar, por exemplo. Quando chegar a vossa vez já têm uma ideia e não comem o mesmo de sempre. É stressante para vocês? Eu trabalhei muitos anos McDonalds, por vezes o tempo de espera na fila era 10/15/20 minutos e só quando chegava a vez da pessoa é que ela começava a pensar no que queria, podendo te-lo feito quando aguardava que chegasse a sua vez. Depois queixam-se que estão muito tempo nas filas. E para os funcionários também é stressante, ver a fila a chegar à porta, as pessoas a bufar, é o cliente que está a ser atendido a pensar se deve comer a ou b...

    ResponderEliminar
  60. Pipoca se gosta muito de ir ao vitaminas, não sei se sabe, mas existe a app vitaminas pode fazer as combinações das saladas e até ver quantas calorias está a ingerir com as combinações que faz :)
    Assim quando chegar lá é mais fácil :)
    Maria M.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Maria M.,
      agradeço sinceramente o seu comentário. Curto, mas de facto muito útil, ao contrário do xinfrim destrambelhado que lhe antecede.
      Obrigada

      Eliminar
  61. Tal-e-qual
    Uma pressão absurda, não só no Vitaminas como em todas as marcas do género.

    Uma pessoa ainda pensa que vai lá e pensa "desta vez vai ser diferente"! Porque hoje levo o tempo que quiser, porque o cliente é que sabe, porque tenho direito a isso, blablabla, mas no fim deixamo-nos manipular pelas vilãs das saladas haha não vejo isto a mudar tão cedo ;)

    ResponderEliminar
  62. Adorei este post porque me identifiquei IMEEENSOO ! xD
    E se eu vivo numa cidade pequena e me queixo, quanto mais numa Lisboa.

    ResponderEliminar
  63. Em Leiria é igual!
    Não nos deixam escolher, pressionam os clientes, servem mal, muito mal mesmo, estão sempre com uma cara que mete medo e a simpatia deixa muito mas muito mesmo a desejar...
    Desisti!

    ResponderEliminar
  64. Isto sim é um verdadeiro problema! Que aflição... Fica aqui a sugestão, para os mais indecisos, vão para uma consola e escolhem os ingredientes e demoram o tempo que quiserem, entretanto começam a surgir bocas dos restantes indecisos que estão na fila...

    ResponderEliminar
  65. Vou várias vezes ao Vitaminas e acontece-me o mesmo. Como a combinação que escolho é sempre a mesma, acabo sempre por me sentir incentivado a debitar a lista de ingredientes toda no início, para depois ter a funcionária a perguntar "tinha dito tomate ou cenoura?", "era ovo, não era?".

    ResponderEliminar
  66. E que tal, antes de ir para a caixa escolher e ver os ingredientes e assim tem todo o tempo do mundo?!

    ResponderEliminar
  67. Ah Ah, same here! Estava a ver que era a única no mundo a não saber lidar com o "próximo" ou "mais":) Se ficassem em silêncio seria muito melhor! Mas lá está, eles também não sabem a pessoa que têm à frente e há gente muito engonhada para escolher os ingredientes!

    ResponderEliminar
  68. não sejas uma cliente difícil e chata, as mulheres das vitaminas ganham super mal , pois trabalhei como assistente de loja e soube de uma colega q era mto mau lá trabalhar.... coitadas se lhes perguntas isso:::elas querem saber o q comes, vai dizendo, mas nada de baralhares a dizer e fazeres essas perguntas, isso é mto irritante e chato pra quem trabalha em loja, principalmente se tem n pessoas pra atender, o q costuma ser o caso, montes de gente atrás. tb não gostavas q te parasse na rua a perguntar se esta cmisa, etc é boa e combina com calças ou ainda qe andasses a dizer o q achas da nova coleção da zara em camisolas....para de reclamar ...tomara as mulheres coitadas, terem o teu emprego e não terem á pressa e assim de estar ali a servir...

    ResponderEliminar

Teorias absolutamente espectaculares

AddThis