Pub SAPO pushdown

Blog meu, blog meu, haverá comentador mais parvo do que o meu? #27

quinta-feira, setembro 15, 2016
A propósito do meu post sobre os "resortianos", geraram-se, como sempre, várias discussões paralelas na caixa de comentários. Uma delas era sobre se eu tinha ou não levado o Mateus para a República Dominicana. No meu texto eu dizia que nas férias o Mateus tinha feito um amiguinho. Ora isto, só por si, devia ser motivo suficiente para se perceber que o puto estava connosco. Somando dois mais dois, se ele fez um amigo nas férias foi porque, txanaaaaaan, também estava de férias. Não consigo perceber como é que isto dá lugar a desconfianças. Mas, a verdade, é que há sempre almas descrentes, sempre prontas a lançar o caos, e com muito, muito tempo para dedicar a estas questões. 

A desconfiança surgiu, em primeiro lugar, por eu ter dito que era uma "resortiana-lontra", coisa, dizem, totalmente incompatível com férias com um miúdo de três anos (sobre isso falarei num outro post).
Em segundo, porque só tinha posto uma foto do Mateus no Instagram durante a estadia. Ora toda a gente sabe que blogger que é blogger tem de espetar com 389 fotos das crianças, nos mais variadíssimos planos, que é para depois se poder vir dizer que não temos pingo de vergonha na cara, que passamos a vida a explorar a imagem dos putos, que só queremos é ganhar dinheiro à conta deles, etc e tal. Enfim, se não os levamos somos uns pais horríveis e egoístas, se os levamos e não pomos muitas fotos então é porque há ali marosca e eles ficaram foi fechados em casa, com uma grade de cerveja e dez euros para pedirem uma pizza. E se os levamos e enchemos o mural do Instagram com fotos deles, aí somos uma espécie do pior, já se sabe. Preso por ter cão...

Entre os vários comentários sobre este tema, houve um particularmente enternecedor:

"Então, mas... mas... mas é impressão minha ou o Mateus não apareceu em foto alguma no Insta lá em Samaná e só ontem, depois desta discussão toda, é que ele aparece numa, que tanto pode ser em Samaná como noutro sítio qualquer, mau grado a localização que foi aposta na foto? Ou sou eu que já não vejo bem? Já não percebo nada disto..."


Para já, deixem-me mostrar-vos de que foto se trata:


Ora portanto, este anónimo lança a suspeita de que eu só publiquei esta foto no Instagram depois de terem sugerido que o Mateus tinha ficado em casa, como que para me justificar. Por acaso já tinha publicado também um vídeo dele, dias antes, mas tudo bem. Mas não se fica por aqui, calma lá. É que ainda vem dizer que, pela posição da foto, ninguém lhe garante que a mesma tenha sido tirada em Samaná, pode ter sido noutro sítio qualquer. Fonte da Telha? Quarteira? Carcavelos? Nazaré? Esmoriz? Benidorm? Austrália? Nunca saberemos, mas na República Dominicana é que não pode ter sido, não se deixem enganar que a gaja está a tentar endrominar-nos e nós a vermos. 

Gosto, sobretudo, dos toques de falsa inocência que vai largando no comentário. O "é impressão minha", o "sou eu que já não vejo bem", o "já não percebo nada disto". Eu ajudo. Sim, é só impressão sua. O Mateus aparece quando eu quero, quando me apetece, não há calendário definido nem nenhuma obrigatoriedade. Este não é um baby-blog, não vive das publicações sobre o Mateus (apesar de ter algumas, poucas, parcerias que o envolvem), mas é óbvio que toda a gente sabe que tenho um filho e não tenho qualquer problema em mostrá-lo. Mas, lá está, quando me apetece. E, porque, como já disse, se eu estivesse constantemente a espetar com ele aqui, depois lá viriam os desocupados de sempre dizer que eu esmifro o puto para ganhar dinheiro, como vos vejo fazer em relação a tantas outras mummy-bloggers e como se isso fosse um problema vosso (quem não vos conhecer que vos compre).

 Depois, caro anónimo, também se confirma a parte do já não estar a ver bem. Porque se estivesse (e olhe que no Instagram até já dá para aumentar as fotos), veria que tanto eu como o Mateus estamos a usar a pulseira do resort (que, aposto, já está para aí a magicar que foi acrescentada em Photoshop). E que eu tenho o mesmo fato-de-banho que publiquei na foto antes e depois desta. Sim, podia ter ido aos meus arquivos repescar uma foto em que, coincidência das coincidências,  estava a usar este fato-de-banho e tinha o Mateus ao meu lado, mas... eh pá, para quê tanto trabalho? Para fingir que o puto tinha ido de férias connosco? Really? Depois ainda me há-de dizer que praias portuguesas conhece com esta água porque, decididamente, ando a frequentar as praias erradas. Querem ver que há para aí um qualquer paraíso escondido entre Leça da Palmeira e Matosinhos e vocês, seus sacanas, não me dizem nada?

Termina o querido anónimo com um "já não percebo nada disto". Ok, é uma pessoa com capacidades cognitivas limitadas, é preciso respeitar. E ajudar. E eu ajudo: então o que sucedeu foi que fui de férias para Samaná com o meu marido (que também só aparece numa foto, e ainda por cima é a jogar basket, por isso a dita pode perfeitamente ter sido tirada no gimnodesportivo do Cacém), com o meu enteado (que, loucura, não aparece nem vai aparecer em nenhuma foto aqui no blog) e com o meu filho (que, grande pecado, também só apareceu numa foto de Instagram). E foi isto. Fomos, voltámos,  tirei centenas de fotos, foi do caraças e por mim ia já outra vez a correr. Com ou sem putos. Porque ele vai connosco quando achamos que faz sentido ir, e fica por cá quando achamos que não faz ou quando, tragédia, nos apetece ir sem ele. Sim, somos esse tipo de pais-monstros, às vezes sabe-nos bem ir de férias sem ele. 

Espero que esta explicação lhe traga algum conforto e tranquilidade, porque custa-me saber que há pessoas agitadas e com noites mal dormidas à conta de questões tão prementes para o desenvolvimento do país como "a Pipoca foi de férias: o filho foi ou ficou?". Se eu vos puder tirar alguns problemas de cima, contem comigo, que já bem nos bastam as agruras do dia-a-dia.

195 comentários:

  1. Toma e embrulha! MUahahahahaha
    Pipoca és a maior!

    ResponderEliminar
  2. Para quem teve vários momentos de férias tão relaxantes e em locais tão mas tão diferentes e todos eles tão bonitos, parece-me que ainda não conseguiu relaxar. Se assim fosse e tivesse de facto relaxado não teria dado tanta importância a este tipo de comentários. Oh Senhora deixe lááááá o Anonimo curtir as suas duvidas existenciais e deixe-nos a nós apreciar o seu outro lado mais divertido e de boa escrita, okokok?

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Desculpe Cláudia, mas eu considero a rubrica "Blog meu, blog meu, haverá comentador mais parvo do que o meu?" bastante divertida e conseguimos sempre ficar surpreendidos com a pequenez de algumas pessoas que aqui aparecem;)

      Eliminar
    2. Oh Senhora é de uma educação...
      E o lado mais divertido e de boa escrita, para mim, são exatamente estes posts.

      Eliminar
    3. Claudia tambem venho discordar. Acho que a Pipoca tem liberdade para escrever o que lhe apetece no seu espaco e hoje em dia sao poucos os posts em que conseguimos ver o lado mais divertido e creativo com que a Pipoca defende as suas ideias :) fazme me lembrar as origens deste blog :)

      Eliminar
    4. E esta no seu direito Rita. Para mim é pura perca de tempo responder a esta mesquinhez. Anónimo das 11:43 para si deveria ser com um desenho mas como para já não vai dar, eu explico de-va-ga-ri-nho o Oh Senhora não foi desrespeitoso para a PMD nem falta de educação foi mais uma expressão no seguimento do "ar" sarcástico do post.

      Eliminar
    5. Totalmente ao lado Cláudia Cunha
      A resposta foi merecida e muito bem dada
      Comentários como o que originou a resposta devem ser mesmo ridicularizados, talvez assim, é só uma esperança, quem os faz ponha a mão na consciência e ocupe a sua cabeça e vida com coisas mais interessantes

      Eliminar
    6. Eu confesso que adoro estas respostas aos anónimos! E parecendo que não esclarecem as dúvidas da pessoa, o que era mesmo o que se pretendia!

      Eliminar
    7. Pelo que tenho estado a ler não serei a única também a ter esta opinião. Não falei nunca em a PMD ter ou não ter liberdade para escrever o que muito bem entender... apenas acho que não devia dar importância a quem importância mostra não ter. Duvido que quem faz estes comentários "ponha a mão na consciência e ocupe a sua cabeça e vida com coisas mais interessantes", duvido mesmo! Agora deixem-me dizer também que não deixo de dar as minhas gargalhadas com tudo isto.

      Eliminar
    8. Anónimo das 15h15, acho que a Claudia disse exatamente o contrário, mas enfim...

      Claudia, o Oh Senhora, não tem nada de sarcástico, e sim, é desrespeitoso.

      Eliminar
    9. Perca é um peixe.

      Eliminar
    10. Perca é um peixe e é também o PRESENTE DO CONJUNTIVO DO VERBO PERDER NA TERCEIRA PESSOA DO SINGULAR "que ele/ela perca". Parece-me que a única pessoa que poderia ter achado de desrespeitoso o "Oh Senhora" seria a autora do blogue, não me pareceu!Como já disse não foi essa a minha intenção a sua é mesmo só "armar ao pingarelho" ehehehehe

      Eliminar
    11. Pois, "perca" é Presente do Conjuntivo, mas na sua frase o que faz sentido é "perda", que é o nome relativo ao verbo perder.

      Eliminar
    12. Mas no contexto em que usou, perca é de facto um peixe! Deve escrever-se "é uma perda de tempo".

      Eliminar
    13. A Cláudia sabe que o verbo se pode conjugar em "perca", só não sabe utilizá-lo. Perca de tempo é peixe que está há muito tempo fora do mar. Peixe podre ;)

      Eliminar
    14. Será perda de tempo explicar que perca é um peixe???? "perca de tempo"??? «oh senhora».... Deixe lá pipoca escrever sobre o que quiser e vá à escola!

      Eliminar
    15. Cara Inês Gouveia Silvestre conhece-me de algum lado? A falta de educação passou toda para o seu lado, com tudo o que disse. A questão perca ou perda estava já esclarecida. Erro meu assumido. Daí até ser alvo desta falta de educação toda... talvez a "senhora" devesse frequentar também a escola mas no seu caso a "escolinha" onde se aprendem as bases.

      Eliminar
    16. Acho q esta guerrinha já vem dos tempos do liceu... Calma mulherada!

      Eliminar
  3. Fantástico Picoca! Adorei!
    (É a primeira vez que comento um post seu... muito bem respondido).

    ResponderEliminar
  4. Acho que um comentário, numa das publicações das férias cá pelo país, em que alguém disse que se notava perfeitamente que as fotos em que o Mateus aparecia eram montagens, consegue ultrapassar esta discussão.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Esse comentário acabou por ser uma brincadeia, se ler as respostas. :)

      Eliminar
    2. Sim, fui procurar o tal comentário e confirma-se. :p

      Eliminar
    3. Sim, fui eu que fiz o comentário das montagens. Inocentemente pensei que detetassem logo o sarcasmo mas realmente com tanto comentário surreal este podia ser apenas mais um.

      Eliminar
  5. Entre Leça da Palmeira e Matosinhos, infelizmente (MUITO infelizmente) não há praias dessas! Mas a de Lavra não é mazinha ;)

    ResponderEliminar
  6. a única questão é: e se não o tivesse levado, quem e que tinha alguma coisa a ver com isso? O anónimo é que não era, com certeza!!!

    ResponderEliminar
  7. Há dois tipos de viagens de férias: as com filhos e as sem filhos. Eu pratico ambas! Há sítios para os quais gosto de levar os meus filhos (aliás, filha e enteado) como por exemplo a Disney de Orlando e Miami. Há sítios para os quais prefiro ir apenas com o meu Limoneiro, como a Tailândia. Viajo com eles e sem eles. Somos mães horríveis se viajarmos sem eles? Nem sempre, nem nunca.

    ResponderEliminar
  8. O instagram já dá para aumentar fotos??? 😂😂😱😱

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Fartei-me de rir com o texto, mas o que realmente reti, foi essa do instagram!

      Eliminar
    2. eu reti
      tu retiste
      ele retiu

      Eliminar
  9. Respostas
    1. 3 palavras? ou 3 silabas? c'um catano ;-)

      Eliminar
    2. Anónimo, para além de não ter percebido a piada da Susana, venho avisar que "a", "do" e "rei" são de facto palavras. Upssss

      Eliminar
  10. Eu nunca comento. Nunca. Mas a sério que há quem perca minutos de vida a pensar se alguém que não nós levou os putos de férias?

    Catano. Eu sou do grupo das mães ruins. Às vezes vou de férias e não levo a doce criatura. Arranjem uma vida, pessoas. E das boas. Porque a vossa não presta!

    Really????

    ResponderEliminar
  11. Ola
    Acho que devia criar um premio para o comentador mais idiota, besta, palhaço.... O que lhe quiser chamar. Dependento da afluência de participantes, o premio pode ser mensal, semestral... Anual
    Ainda bem que se divertiu nas férias, afinal é pra isso que elas servem :)
    As minhas estao a acabar aqui ndxte pedaço de paraiso algures no indico... ��

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Era tão lindo isso... 😂 Como normalmente eles comentam em anónimo ia dar um bocadito de trabalho a descobrir o IP e a quem pertencia o computador mas acho que ia chorar e rebolar de riso... A cara da pessoa a ser apanhada... Melhor, a cara da pessoa quando a Pipoca lhe fosse entregar o prémio a casa sem a pessoa saber tal como na Austrália quando mandaram o cocó dos cães para casa dos donos...
      Isso é que era... Fica a dica Pipoca ;)

      Eliminar
  12. Há mesmo pessoas sem nada para fazer :s e com uma clara comichão com a sua vida e inveja da vida dos outros.
    Keep going Pipocaaa :)

    ResponderEliminar
  13. Querida Pipoca, passo por aqui há mil anos, desde que havia pipocas cá em cima, a pipoca era uma anónima que ninguém sabia se era louca ou morena e o casamento ainda estava longe. Nessa altura fiquei presa a uma escrita divertida e incisiva. De lá para cá muito mudou mas eu nunca comentei nada... Anos e anos de silêncio... Até hoje... Um grande BRAVO pela paciência, pela capacidade bem humorada de estar a responder a pessoas que acham que podem opinar sobre a vida dos outros só porque os outros tem um blog. Esse grande sentido de humor faz de si a pessoa que é e é fantástica!

    ResponderEliminar
  14. hahahaha a sério que há pessoas que não têm nada para fazer?

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Como tu, por exemplo!!! Chama-se tempo livre! ;)

      Eliminar
  15. Tenho sentimentos dúbios em relação a estes posts: por um lado divertem imenseeeeee, por outro acho que não devias perder tempo com estes comentadores palermas! Anyway, entendo a necessidade de extravasar... e uma vez mais fizeste-o bem :D

    ResponderEliminar
  16. Depois de um texto tão bom, como perde tempo como este tema: Blog meu, blog meu, haverá comentador mais parvo do que o meu? Não percebo, ou melhor, ainda perde tempo a justificar-se porquê?

    ResponderEliminar
  17. Estes pais que às vezes vão de férias sem os filhos são um flagelo... credo que horror... onde é que já se viu pessoas adultas que não são filhó-dependentes e às vezes até gostam de ter uns diazinhos só a dois.

    ResponderEliminar
  18. Aguardo ansiosa pelo post: férias com os miúdos!!!!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Eu também! E, já agora, adorei esta resposta! Quase tanto como do post sobre os resortianos...

      Eliminar
  19. 3 palavras :
    A - DO - REI !!!
    Pipoca no seu melhor.

    . margarida.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Para serem 3 palavras tem de retirar o hífen! ;)

      Eliminar
    2. A pedra pomes da The Body Shop é....do melhor queridissimo(a) anónimo!
      Taaaaaaaannnnnnta dor de cotovelo.

      Eliminar
    3. Margarida, calma, o anónimo parece estar só a brincar consigo.

      Eliminar
    4. "3 palavras" ?! "Para serem 3 palavras tem de retirar o hífen"??? uma pessoa comentar outra e ainda dizer uma asneira pior que a outra. Adorei é uma palavra dividida por 3 silabas. Pipoca aqui tens uma dica para rubrica.

      Eliminar
    5. A sério, Margarida? O anónimo tem dor de cotovelo? Menos.

      Eliminar
    6. adoro estas pessoas que se diveretm a corrigir o portugues umas das outras xD

      Eliminar
  20. Gente chata! Eu não dava para ser famosa! Credo!!!

    ResponderEliminar
  21. O que é verdadeiramente importante: esse fato banho parece o máximo. De onde é?

    ResponderEliminar
  22. Pipoca, sei que já cresceste e sei que há assuntos que deixam de te interessar. Contudo, continuam a existir pessoas (como eu) que sofrem por amor e que pensam que vão ficar sozinhas pra sempre porque hoje em dia é impossível confiar em alguém. Podes POR FAVOR fazer um textinho sobre o amor? Como se confia num amor com tanta "oferta", tanta rede social ? As vezes uma pessoa pensa que tem um namoro perfeito e vai-se a ver e ele anda a dar conversa a amiguinhas no facebook e a mandar fotos indecentes. Devemos proibir as redes sociais quando começamos a namorar? É possível confiar em alguém hoje em dia? Ajuda o meu coração a ultrapassar (mais um) desgosto.

    Muitas pessoas dirão "se ele fez isso não a merece é esquecê-lo e pô-lo a andar" mas como se esquece? Como se faz para não acordar a meio da noite a pensar que há duas semanas que ele não diz nada? o que é o amor para os homens de 33 anos hoje em dia?

    Será que algum dia paramos de sofrer?

    Beijo

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Estou exatamente no mesmo sítio...como confiar em alguém depois de tantos desgostos, como não achar que os "bons" já estão todos casados ou juntos com alguém e que os restantes não querem nada de especial e apenas nos fazem perder tempo, tempo esse tão precioso...como acreditar no cliché que todos à volta nos dizem "alguém especial vai aparecer para ti, basta seres positiva, esta não era a pessoa certa para ti e bla bla bla", como se isso fosse verdade ou suficiente..como ter motivação nisto tudo e não sucumbir aos pensamentos maus de querer o amor e tudo o que ele proporciona mas estar apenas sozinha, outra vez....eu compreendo-a Maria....beijinho!

      Eliminar
    2. Na minha opinião o importante é ser feliz...sozinha,acompanhada,tanto faz,mas principalmente aprender a ser feliz sozinha. A pessoa certa aparece mais cedo ou mais tarde,regra geral,quanto mais feliz se está sozinha,é quando aparece a pessoa certa. Deixem de se preocupar com isso...vivam a vossa vida,saiam e divirtam-se com os vossos amigos,conheçam o Mundo sozinhas ou acompanhadas,aprendam a ser felizes com a vossa companhia. O amor vem.

      Eliminar
    3. A questão é... como é que os esquecemos para seguirmos a nossa vida? Como fazemos para não acordar a meio da noite com um nó no coração? E quando eles nos prometem o Mundo e fazem coisas por nós e depois vamos a ver e só queriam dar umas cambalhotas? Temos que esperar um ano para ir para a cama com uma pessoa porque ele pode estar a dizer e a fazer mil coisas e ser tudo mentira?

      Só mesmo o tempo é que nos ajuda? E como ganhamos raiva em vez de ficarmos sem autoestima por pensarmos que somos só mais uma? :(

      Eliminar
    4. PRIMEIRO:

      Deixe de pensar que é o fim do mundo estar sozinha ou ficar sozinha para sempre e é aí que vai encontrar a felicidade.
      Não ponha a sua felicidade dependente de encontrar um homem ou um namoro perfeito.
      Sofreu uma desilusão? Não fique já desesperada para encontrar outro,aprenda a ser feliz sozinha.
      Enquanto achar que só vai ser feliz quando encontrar alguém vai viver eternamente insatisfeita e desesperada.


      SEGUNDO:

      Os homens na minha opinião são todos iguais, não existem homens fieis. Dias, Meses, anos...Mas todos acabam por trair um dia. Ou aceita isso e aproveita a relação enquanto tudo é perfeito, e aceita que ninguém é de ninguém e nenhum homem e nenhuma mulher são posse um do outro, e vai perdoando as traições (e vai dando uns saltinhos também) ou fica sozinha e não quer dizer que fique infeliz. Agora principes encantados, vai ter que acordar do conto de fadas...Não existem.

      Eliminar
    5. Pipoca quando eras tu que sofrias, fazias textos e recebias comentários... está na tua hora de ajudar :)

      Eliminar
    6. Maria,
      Questões inquietantes, complexas e difíceis de comentar ou oferecer uma receita.
      Sei a resposta a uma das questões, que me parece elementar: não pode haver uma relação de confiança que comece com "proibir" seja o que for...
      Boa sorte para todas, sem desesperar. Sei que parece um cliché e a última coisa que querem ouvir mas concordo com o anónimo das 12:23, a principal prioridade que temos que ter na vida é o amor próprio e aprender a ser felizes com o nosso "eu".

      Eliminar
    7. Maria, e se ele morresse? Também tinha de seguir a sua vida. Faça de conta.

      Eliminar
    8. Acredite que esquece!!! E acredite que depois ainda vai dizer: graças a dizer que me livrei daquele estrupicio! Estou tão mais em paz agora!! Acredite que sim!!!

      Eliminar
    9. O problema é quando as pessoas não gostam muito de estar sozinhas, e os amigos que há já estão todos casados/juntos/com filhos, o que torna o tempo sozinhas ainda maior (é muito mais difícil tirar estas pessoas de casa e das suas rotinas). É muito fácil falar do tempo, que passa e resolve, mas até lá o vazio mantém-se.

      Eliminar
    10. Não tenho medo de ficar sozinha nem pressa de encontrar alguém. Tenho amigos e saio e faço por sair. O problema é a cabeça que está sempre a mil... O aperto no coração e o olhar mil vezes para o telemóvel à espera que toque. E o estar a sair, rodeada por 500 pessoas e sentir-se sozinha na mesma.

      Eliminar
    11. Vai passar. Assuma que a criatura faleceu e viva a sua vida de cabeça erguida!

      Eliminar
    12. Aconselho a leitura do texto " como se esquece um grande amor".
      Na altura em que me foi dado a conhecer, por viver uma situação semelhante à sua, insurgi-me contra o autor, achando ridícula cada uma das palavras, contudo as mesmas martelavam na minha mente sempre que julgava estar a morrer de amor.
      Um dia, o luto fez-se.
      Hoje sei que tudo tem um sentido. Estaria bem pior se a relação tivesse prosseguido, sem falar que nunca teria conhecido o meu grande e verdadeiro amor.

      Felicidades...e nunca se esqueça de se abraçar.

      Eliminar
    13. Entendo que existem pessoas que realmente não gostam de estar sozinhas. Já eu gosto tanto do meu tempo e do meu espaço que preciso de um momento do meu dia para "ouvir o silencio". Mas também já fui mais nova e também tive momentos de achar que não ía encontrar a pessoa certa. Só posso dizer que encontrei quando nem pensava sequer em ter uma relação com alguém. O tempo ajuda mesmo a atenuar a dor e daí a uns tempos nem percebemos como pudemos sofrer tanto. Mas faz parte,crescemos e aprendemos com os nossos erros.Por isso o meu conselho é sempre o de investir em nós próprios. Fazer coisas sozinho não é estar só e nós mulheres temos sempre a companhia da nossa mente que nunca se cala. Portanto é aproveitar o nosso tempo,fazer o que se gosta,passear,ir à praia,cinema,viajar,conhecer o Mundo,pessoas novas,experimentar a vida...mesmo que sozinhos é possível ser feliz. Uma vida rica de experiencias e vivencias é a maior riqueza. Só vivemos uma vez e não é uma frase cliché, é mesmo verdade. Quanto às pessoas...eu sinto um feeling assim que conheço alguém e acho que a maioria das pessoas o sente mas não o ouve. No fundo,a maioria das vezes sabemos perfeitamente com quem nos estamos a meter. Portanto deixe de se preocupar e seja feliz!

      Eliminar
    14. Os homens não são todos iguais (da mesma forma que as mulheres também não são todas iguais como eles gostam de apregoar) e é por haver quem defenda estas ideias que depois há quem vá na cantiga e acabe com uma besta que não respeita a mulher que tem, apenas e só porque "afinal de contas eles são todos iguais e por isso mais vale ficar já com este do que sozinha". Há homens que não sabem ser fiéis, há os que não querem ser fiéis, da mesma forma que há mulheres que não sabem nem querem. E exactamente da mesma forma que há mulheres que sabem ser fiéis, também há homens que o sabem. Nem todos pensam com a cabeça debaixo e a usam como desculpa para tudo.

      Quanto ao não gostar de estar sozinha, é uma questão de aprender. Se por acaso nunca encontrarem ninguém, vão deixar a vida passar-vos ao lado? E se encontrarem, como eu, a pessoa certa mas esta viva noutro país e passam-se anos até que finalmente as vidas se organizaram para vivermos juntos? Mesmo tendo namorado, passei anos a ir ao cinema sozinha, a estar sozinha com os amigos casados e com filhos (adaptem-se à realidade deles. Convidem-nos a ir jantar lá a casa, para lhes retirar a despesa do restaurante, o stress das crianças poderem incomodar outros clientes; combinem um cafézinho apenas com um deles se isso for possível), a fazer uma série de planos sozinha apenas porque a pessoa certa estava longe. É uma questão de aprender. :)

      Eliminar
    15. É tão fácil, quando o verdadeiro amor vier vai saber, vai até sentir-se estúpida por ter andado atrás a mendigar migalhas. Um homem quando está apaixonado MOVE MONTANHAS! Caso contrário não está interessado. Os homens são básicos nisso, nós é que complicamos ;)

      Eliminar
    16. Como já foi dito acima, o amor mais importante é o que sentimos por nós mesmas. É muito bom termos alguém ao nosso lado, mas essa pessoa não pode - nem vai - caminhar por nós. Estou, neste momento, a viver o final (repentino e inesperado) de uma relação de seis anos. Dói que se farta, as primeiras semanas foram um horror, mas a vida continua pois já havia vida antes dele. E continuará a haver. Ajuda muito valorizarmos o que temos (pais, filhos, amigos, gatos, o que for) e, acima de tudo, valorizarmo-nos a nós mesmas. Há várias formas de amor, idealizarmos o amor romântico como a melhor coisa a seguir à batata frita só traz sofrimento e desilusão. Apesar de ter sido ele a deixar-me, não me sinto rejeitada. Sei o valor que tenho e sei que fiz tudo o que podia pela nossa relação. Se encontrar alguém futuramente, óptimo; se não encontrar, óptimo na mesma: a vida é bela, sagrada e única, com ou sem companheiro.

      Eliminar
    17. Obrigada por me fazer rir, anónima das 23h43. Não da sua situação, claro, mas com a expressão "idealizarmos o amor romântico como a coisa melhor a seguir à batata frita". Muito bom!
      Mas o melhor é tudo o que disse, para além disso. Adoro pessoas que conseguem perceber que houve uma vida antes daquela pessoa chegar e continuará a haver, agora que se foi embora. Essa maturidade fascina-me e vejo-a tão poucas vezes, que foi um mimo ler o seu comentário. Obrigada!

      E, com essa atitude, a felicidade só pode querer andar consigo. Há muitas maneiras de ser feliz e, como deu a entender, uma mulher não precisa (ou não devia precisar) de um homem para ser feliz, mesmo que escolha ter um companheiro ao seu lado (devemos querer um companheiro e não precisar de um). :)

      Eliminar
    18. Anónimo das 23:43 dou lhe uma grande salva de palmas e admiro imenso a sua força de vontade. O meu problema é exatamente não conseguir pensar assim: que não fui rejeitada. Deito-me a respirar fundo e a pensar que sou boa de mais para ele, mas as vezes acordo a meio da noite e choro a pensar que se fosse assim tão boa, ele não me tinha deixado. Sei que não posso pensar assim, mas onde está o botãozinho na cabeça que me vai fazer não pensar assim? E quando depois os vemos com outras, pensamos "eu não fui suficientemente boa pra ele, mas esta foi" Já dizia a carrie "o que é que a Natacha tem que nunca quiseste casar comigo em anos, e com ela ao fim de 15 dias, estás casado?" Magoa. Fere a autoestima, o orgulho. E as noites passam e o sono também...

      Eliminar
    19. Olá Sara (aqui anónima das 23:43). Infelizmente, não há qualquer botão maravilha; há sim um trabalho diário, constante, de definir prioridades, de crescer e aprender. Leva tempo. Dói, muito, mas não é uma dor que dure para sempre (há dores bem piores, acredite). Não se trata de nos convencermos que somos boas demais para X ou y (mesmo que seja esse o caso), mas de redescobrirmos o nosso próprio valor, aos nossos olhos, de termos orgulho em quem somos e nos entusiasmarmos com quem poderemos vir a ser. Força, acredite que tudo isto há-de passar :)

      Eliminar
    20. Anónima das 15 setembro, 2016 14:20,

      Dizer que todos os homens traem é dizer que nenhum homem ter caráter. A traição é uma escolha e a pessoa pode sempre decidir não trair ou, alternativamente, terminar a relação antes de partir para outra. Agora, se me disser que 99% dos homens trai OU deixa eventualmente a namorada/mulher por outra, concordo consigo.

      E atenção, não me estou a tentar iludir (não estou numa relação), e não confio na esmagadora maioria dos homens. É apenas a minha opinião da coisa.

      Eliminar
    21. Sara, eu já terminei com um namorado quando vi que já não estava apaixonado por mim. Custou horrores, doeu muito separar-me dele (estava imensamente apaixonada), mas em nenhum momento pensei que não era boa suficiente. Temos que perceber que nestas coisas não há melhor nem pior, ninguém é melhor que ninguém, há apenas pessoas mais adequadas a nós e momentos mais propícios.

      Eliminar
    22. Que reflexões filosóficas... Meu deus! O país assim vai p a frente!!

      Eliminar
  23. Pumba!Muito bem repondido!

    ResponderEliminar
  24. infelizmente Carcavelos não tem essa água, ahahah. Muito bom Pipoca :D

    ResponderEliminar
  25. Ainda gostava de perceber esta gente que tem tempo para ver todas as publicações, relacionar tudo e ainda se dar ao trabalho de congeminar contra elas! Muita falta de vida, ou de paciência da minha parte...

    ResponderEliminar
  26. GOSTEI!!! (já) não percebo nada disto!!! lol!!!
    Já me ri com este esclarecimento... e não li o comentário anónimo!!!
    Ainda bem que te divertiste à grande nesse sítio maravilhoso.
    Não resisti à tentação de escrever aqui, porque a mim já me puniram verbalmente num comentário a um post sobre umas férias num cruzeiro (num da mais de uma dúzia que já fiz...)! Que devia pensar na fome que os pobres passam e eu a esbanjar dinheiro, egoísta, na impossibilidade de nem toda a gente poder fazer o mesmo, enfim, foi um comentário que mereceu também uma resposta aberta, sem papas na língua.
    Beijinho

    ResponderEliminar
  27. Reparei nesse comentário no post anterior e pensei que era a gozar.

    ResponderEliminar
  28. Como é que se faz zoom no Instagram?

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Depois de me rir tanto também fiquei com essa na cabeça!

      Eliminar
    2. Aumentar a imagem de fora para dentro abrindo os dedos.

      Eliminar
    3. Fazer zoom no instagram é uma das novas funcionalidades, para quem ainda desconhece.

      Eliminar
  29. Penso que não havia necessidade de a Pipoca dar explicações... Por acaso as férias foram com o filho e o enteado e se não fossem, qual era o problema? Não vejo qual o problema de ir de férias e deixar os filhos. Até acho que todos os casais deveriam ter alguns dias de férias sem os filhos. Não vejo mal nenhum nisso. Além do mais cada um sabe de si e faz férias conforme entende: com os amigos, com a família ou sozinho!

    ResponderEliminar
  30. Pipoca! Bravo!
    Gosto mesmo de a ler!
    Cláudia F.

    ResponderEliminar
  31. Acredito que deves estar a chegar a um ponto que a tua vontade é mandar tudo ao ar.
    O bom desse tipo de comentários é depois termos oportunidade de ler este tipo de respostas tuas. Que é um regalo.
    Beijinhos

    ResponderEliminar
  32. Pipoca, não fui eu a comentadora que despoletou este post mas tenho que comentar o seguinte: claro que não deves satisfações a ninguém, o blog é teu, mas ganhas proveitos dele, certo? tens milhares de leitores, certo? às vezes não é por mal e não quero fazer papel de advogada do Diabo mas não achas natural as pessoas que te leem terem curiosidade disto ou daquilo? do teu filhote também? desde que não se caia no "stalking" acho que é natural e com isso demonstram o gosto em vir cá. Mas se calhar não é nada disto e sou eu que sou ingénua. Também acho que foste um pouco arrogante na tua resposta, acho que menos de todas as partes seria bem melhor... boas férias! :P

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. As pessoas até podem perguntar à vontade,mas com modos. Não foi o caso deste comentador. Quanto à resposta da pipoca,acho que está no tom certo para responder ao comentário feito.

      Eliminar
    2. as pessoas podem perguntar...sem serem parvas e chamarem subtilmente a Pipoca de mentirosa ou falsa....e este genéro de atitude dá direito a Pipoca de responder como bem lhe apetece...

      Eliminar
  33. Acredito que deves estar a ficar farta de tanto comentário parvo,há pessoas que não teem vida própria, ou teem,mas é tão insignificante. ...
    O bom destes comentários é depois termos a tua resposta.

    ResponderEliminar
  34. Pipoca, e a viagem de avião? São quantas horas, 9h? E o Mateus passou bem durante a viagem?

    Eu vou à RD em Outubro (mas não a Samaná) e ando com "pesadelos" por causa da viagem. É a viagem mais longa que faço até à data pq sempre tive receio...

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Helena Silva disse...
      Hahahaha. Maravilhoso! Nao sou fã apenas leitora casual do blogue. Mas adoro estas respostas. So por isto ja acompanhei o meu cafe com uma gargalhada. Obrigado aos dois (pipoca e anonimo)

      Eliminar
  35. Só gostava era de saber porque é que está constantemente a usar cidades nortenhas nos seus post's sarcásticos...
    Porque é que não usa cidades alentejanas, algarvias? Porque é que não diz Almada, Sesimbra...?
    Deixe Matosinhos, Leça da Palmeira, Marco de Canaveses e Gondomar sossegados!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Também falou no Cacém que é no centro. Qual é a chatice? Eu adoro o Norte e acho que os nomes são muito mais engraçados para este género de textos. Por exemplo os meus avós são da Póvoa dos Mosqueiros que fica em Santa Comba Dão. Por ali não faltam nomes engraçados e são nomes que o pessoal aqui de Lisboa não ouve tanto,portanto põe-nos sempre um sorriso no rosto. Deixem de se apoquentar com coisas parvas.

      Eliminar
    2. Porque é sinal que conhece e até acha que somos gente de bem com a vida e com arcaboiço para ouvir e fazer piadas!!!

      Eliminar
    3. como já lhe tinha dito no post das meninas de Veneza, Pipoca, para a próxima use Aveiro.....eu estou me nas tintas...cambade de ofendidinhas de meia tigela...Se a Pipoca só usasse cidades do centro/sul era porque odiava o norte e bla bla bla.....não há pachorra

      Eliminar
    4. Ó anonimo das 11.07 por acaso partilha o cérebro com o anónimo mais parvo???? Logo vi...

      Eliminar
    5. o gajo do Marco voltou, Pipoca ahahahah

      Eliminar
    6. Sou de Matosinhos e fico zero ofendida com o que a Pipoca escreve. Keep going, Pipoca!

      Eliminar
    7. O pessoal de Lisboa acha engraçado? E este blog é só lido pelo pessoal de Lisboa? O pessoal do norte também quer achar engraçados os nomes das cidades do Centro/Sul! A Pipoca devia variar, para todos se rirem um bocadinho.

      Eliminar
    8. Tão ofendidinhos! Queria ver se fossem da Brandoa, como eu...😁

      Eliminar
    9. Ha pessoas que se ofendem com tudo...
      Olha, por mim podes fazer todos os comentarios com o Norte, que eu acho piada e ate com as freguesias onde nasci e vivo. :)

      Eliminar
    10. Outra vez a mesma conversa???

      Eliminar
    11. Caro anónimo das 20:15, eu sou do Norte e já me rio quando cá venho. O problema será para os seus lados.

      Eliminar
  36. Nem sei porque isto deu direito a um post só do senhor...Eu sou incapaz de me justificar a alguém desse género. Dar importancia a este tipo de gente é quase ser igual a eles, mesquimhos. Cada pessoa mostra o que quer quando quer desde quando isso é assunto? Eu tenho um blog e viajo muito e o meu filho e o meu marido nuca aparecem pq eu não quero. Era mais o que me faltava vir alguém achar-se no direito de comentar se a foto é mentira ou o que quer que seja...

    ResponderEliminar
  37. Está de mais, Pipoca!!!

    ResponderEliminar
  38. Não sou de comentar, mas desta vez não resisti! E se fosse sem o seu filho desta vez) so what? Seria pior mãe? Definitivamente, não seria!! Atrevo-me a dizer que quiçá até pudesse ser melhor mãe!! Porque, por vezes, faz-nos falta, a nós mães presentes, sairmos sem os nossos filhos!!! Parabéns pelo post!!

    ResponderEliminar
  39. Sinceramente não consigo perceber porque razão é que há polémica em relação a um post... não percebo! Tudo serve para criticar a Pipoca, a escrita da Pipoca, as fotos... que melgas! Só lê o blogue quem quer!... Não?!

    ResponderEliminar
  40. Já tinha adorado o texto sobre os "resortianos" ( eu sou sem dúvida a anti-social!), mas este "complemento" está ainda melhor! Haja paciência, sarcasmo e humor! Muito bom!

    ResponderEliminar
  41. Deve ser difícil ler certos comentários mais "parvos". Dizem que as bloggers já sabem que vão ter SEMPRE estes comentadores infelizes com a vidinha deles a despejar veneno mas até dou graças a estes comentadores porque a sua resposta é sempre maravilhosa!!! Vá, até gosto desta rubrica, embora continue a ter pena de quem comenta assim porque deve ser mesmo infeliz...coitadinhos.

    ResponderEliminar
  42. Não há pachorra para tanta perseguição!!

    ResponderEliminar
  43. "MAI NADA" Haja paciência pra pessoas que têm demasiado tempo livre!

    ResponderEliminar
  44. Já não vinha ao seu blog à bastante tempo, li este post e penso que trata os seus leitores de uma forma um pouco rude, podia ter dito que estavam a questionar se levou ou não o seu filho é que efetivamente levou, ou não, ou então até acha que não deve referir esse facto, agora descreve os seus leitores, que de despendem do seu tempo para lhe deixarem um comentário ou apenas uma visita, como "os desocupados de sempre" penso na minha humilde e opinião, que penso ter direito, de uma forma rude, quase a roçar o o egocêntrismo.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Sei que não pediu, mas quer um conselho: não venha mais ao blog. Não é para si!!!

      Eliminar
    2. Depois de ver isto, só me ocorre dizer: ainda bem!!!

      Eliminar
    3. Muito rude....devia se chamar "amaçarocamaisduraderoer"...aí tanta sensibilidade, vive na eurodisney ?

      Eliminar
    4. Anónimo das 11.59
      Este é um blog "(às vezes) humorístico e (quase sempre) sarcástico".
      Este é o registo da Ana. Não há porque ficar admirado ou chocado!
      Aproveite e ria um pouco, que a vida já é dura por si mesma.

      Eliminar
  45. Pra mim o melhor foi a suposição de que a foto não seria em Samaná!! AHAHAHAHA que medo destas pessoas!! Será que duvidam de tudo nesta vida ou é só mesmo para chatear a pipoca?
    Além disso, eu nunca foi à RD, mas sempre imaginei um destino pra se ir em modo lua-de-mel ou com amigos pra fazer atividades giras (tipo mergulho e essas coisas) e descansar muito! Imagino que uma criança condicione um pouco isso, a não ser que fique todo o dia no kids club. Mas isso sou eu, que sou uma mãe desnaturada e deixo a minha filha com os avós 2 semanas e vou passear com o maridão.

    ResponderEliminar
  46. Pois eu aguardo ansiosamente o post sobre "como ser resortiana-lontra com um miudo de 3 anos". Please??? Levo Xanax? Levo uma ama? Escravizo o pai? Desisto da ideia? Abondono a lontra???

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Sente-se escravizada quando é a Anónima que tem de cuidar do miúdo e entretê-lo e andar atrás dele as férias inteiras? Se não, porque é que o pai se sentirá?

      Eliminar
  47. Miguel do Curso de Fotografia15 setembro, 2016 12:27

    Ola!! Há uma praia com águas muito parecidas a estas em Portugal descobri há pouco tempo, Praia da Ribeira do Cavalo perto de Sesimbra! Aconselho a visitar, muito bonita :)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Miguel do Curso de Fotografia foi fácil lá chegar? Aquilo tem bons acessos?? Desculpe estar a incomodar com isto mas este ano estive para ir mas quando comecei a ler as indicações de como lá chegar na internet acabei por desistir. Falava em andar meia hora a pé no meio do mato porque não se consegue chegar de carro. Ou então fui enganada pelos sites sobre a praia para a manter assim, quase deserta e paradisíaca!:)

      Eliminar
    2. Eu também lá fui este ano e adorei. Não é tão difícil de lá chegar como pintam. Há várias setas pelo caminho a indicar a direcção, e como dificilmente se vai sozinho (não é uma praia assim tão deserta!) chega-se lá facilmente. Claro que o ideal é levar calçado confortável e não chinelo de enfiar no dedo!

      Eliminar
    3. Sim é fácil de chegar! Basta levar umas sapatilhas! Claro que não tem os acessos de uma praia normal, pelo que não aconselho levar a casa atrás, mas vale muito a pena o tempo que se demora a chegar, não é assim tanto!
      "Miguel do Curso de Fotografia" :P

      Eliminar
  48. As pessoas por vezes só falam para não estarem caladas. A foto por acaso está bem gira...

    Beijinhos Pipoca!!

    ResponderEliminar
  49. Ahahahahaha estou a rebolar a rir!!
    OMG será que as pessoas não têm mais nada para fazer???!! Ficam preocupadas se o Mateus foi, se ficou cá, se só foram os dois, credo e então o Mateus não foi, são pais desnaturados. E as fotografias, xiiiiiiii..... que estupidez.
    Ela não é obrigada a colocar fotos do Mateus, nem do Ricardo, faz quando muito bem lhe apetece. Lá por ser uma blogger e expor um pouco da vida dela, não tem que dizer nem mostrar tudo!!!
    Não têm mais nada para fazer, que tal lerem uns livros, verem uns documentários sobre temas interessantes, saírem e irem beber uns copos, ou somente para passear, dar umas caminhadas, faz bem, acalma!! lol
    Deixem cada um viver da maneira que quer!!

    E digo-te uma coisa Pipoca, fazes muito bem ireS só tu e o Ricardo numas férias a dois, pois todos os casais precisam de ter o seu momento a sós, concordo plenamente contigo. Isso é muito saudável para ambos!!
    Bjs
    Bjs

    ResponderEliminar
  50. Nesta temática só me constrange uma coisa: pobres pessoas que tiveram de levar com o Mateus no avião!! (Mas também não me admirava nada que os papás tivessem enfiado um "daqueles" pelo buxo abaixo, para não dar trabalho)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Acha que fazíamos isso? É óbvio que despachámos o puto para o porão, não me faltava mais nada do que ter de aturá-lo não sei quantas horas a berrar num avião. Deusmalivre.

      Eliminar
    2. Pobres pessoas porquê? É automático que as crianças se portam mal em voos? Eu não tenho filhos, mas voo com frequência (cerca de 20 voos por ano) e nunca uma criança num voo me incomodou mais que 5 min (tempo durante o qual às vezes choram). E faço voos de 10h ou mais.

      Eliminar
    3. Estes posts são hilariantes! Como é possível as pessoas fazerem este tipo de comentários? Aliás, passar lhes sequer pela cabeça! Este comentário então é ainda mais Irreal do que o do post! Mas ainda bem
      Que existem estes seres pois é o delirio ler a resposta da pipoca!
      Continua igual a ti própria Pipoca!
      M

      Eliminar
    4. Ah, Pipoca, este ainda é mais parvo do que o parvo inicial! ou se calhar é o mesmo ahahah óptima resposta btw <3

      Eliminar
    5. Leio este blog à muito tempo e nunca comentei.
      Mas oh anónimo das 13:34...escreveu mesmo o que eu li? Really?
      Trate-se!!!

      Eliminar
    6. Oi? Mas que raio de comentário parvo é este? De certeza que este anónimo é daquelas pessoas que não suporta ir num avião com crianças. Olhe temos pena! Enfie você qualquer coisa pelo buxo a baixo para não ter que aturar a criançada. E já agora agora enfie mais alguma coisa pelo buxo abaixo a ver se lhe dá algum tininho nessa cabeça. Gente mesquinha e triste!

      Eliminar
    7. Que sacana de comentário!

      Eliminar
    8. A pipoca acha que as crianças não deviam frequentar certos sítios, como alguns hotéis e restaurantes por exemplo, logo, o comentário do anónimo não é assim tão parvo. Por essa lógica de ideias o pior sitio para levar uma criança é um avião que não há por onde fugir. É que se abrirmos o precedente no hotel podemos proibir crianças em todo o lado...

      Eliminar
    9. Ahahahahah Pipoca agora ri-me a bom rir. É óbvio que lhe deu um Antarax e o despachou numa caixinha com uma manta onde foi toda a viagem a descansar no porão. E tenho a certeza que não se esqueceu de lá deixar água e comida. (alerta ironia e sarcasmo para os senhores comentadores de comentários)

      Eliminar
    10. Mesmo ontem na TVI, falou o grupo de pessoas que foi com o Mateus no avião a dizer que foi horrível que o miúdo para além de gritar SLB o tempo todo tinha piolhos naqueles caracóis, foi terrível...

      Eliminar
    11. Hello? Não perceberam? Este anónimo queria fazer concorrência com o inicial a quem foi destinado o post! Olhe, faltou-lhe um pocadinho "assim" para ser tão parvo quanto o 1o, para a próxima tem de se esforçar mais! :)

      Eliminar
    12. Pobres pessoas que têm de levar consigo na vida, comentadora inicial.
      Pobres pessoa que não sabe estar e acha que os outros também não.
      Pobre pessoa que acha que é preciso tomar coisas (ou "enfiá-las no buxo", essa expressão tão elegante).
      Pobre pessoa.

      Eliminar
    13. Esta comentadora (15 de Setembro, 13:34) também quer entrar para a rúbrica da Pipoca.

      Eliminar
    14. Este anónimo é mesmo POBRE e pelos vistos até de espírito (são os piores)...

      Eliminar
  51. Está tudo muito bem, menos a parte do Gimnodesportivo do CACÉM...... oh pá, eu vivo no Cacém e cada vez que és sarcástica com o Cacém e arredores fico tão triste Pipoca, parece que somos seres inferiores, eu sei que não é por mal....

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Porra, Pipoca, porque não segues o meu conselho e usas santa cona do assobio?
      Magoei...

      Eliminar
    2. Não se sinta...não chore mais...pipoca podes dizer de Setubal que não me importo :) tudo seres sensíveis, autênticos bambis bairristas

      Eliminar
    3. Lol oh meu Deus, o drama o horror....menos senhora, menos...a Pipoca nem sequer falou mal da sua terra....

      Eliminar
  52. A inveja é uma coisa tão triste!
    A Pipoca por ter sido a primeira que ouvi a afirmar publicamente que muitos posts são pagos, automaticamente ganhou o meu respeito e não sinto qualquer tipo de "inveja" quando vejo os seus posts mesmo que patrocinados porque é tão original e acho mesmo que, ter um blog de sucesso ao fim destes anos todos, é porque ama o que faz e não porque anda à procura de prendas ao contrário da maioria das(os) bloguers da actualidade.
    Agora o que acontece é uma acaba por ser alvo de frustadas(os) que não lidam muito bem com o facto de não poderem ter uma vida melhor, mas também não são capazes de procurar o melhor para si, e claro poderem tentar ofender uma pessoa, no sossego do seu lar sem que ninguém possa saber quem são, acaba por ser espectacular. Experimente colocar os comentários moderados e com registo no facebook ou outra rede social. Vai ver que a vergonha de ver a "carinha exposta" vai dissuadir muito boa gente...
    Bárbara Vieira

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Completamente de acordo, já venho aqui menos vezes porque sinceramente não há paciência para tanto azedume. Mas por sinal há quem venha pela mesma razão...

      Patrícia

      Eliminar
  53. Não percebo por que razão a Pipoca faz posts a justificar-se - dá um bate-boca desgraçado. Também não percebo os/as leitores/as mais papistas que o papa, que tomam dores que ela não tem e a vêm defender à mínima coisa, como se ela não o soubesse fazer (e melhor). Era deixar os trolls entregues à sua trollice. A menos que as regras da comunicação em blogues aconselhem a que o/a blogger responda aos insultos e insinuações. Mas, Pipoca, francamente, não acuse tanto as bicadas que lhe dão, fica tudo mais amargo.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Coma fruta que isso passa....

      Eliminar
    2. Caiu-lhe um dentinho?

      Eliminar
  54. "Ora toda a gente sabe que blogger que é blogger tem de espetar com 389 fotos das crianças, nos mais variadíssimos planos, que é para depois se poder vir dizer que não temos pingo de vergonha na cara, que passamos a vida a explorar a imagem dos putos, que só queremos é ganhar dinheiro à conta deles, etc e tal. Enfim, se não os levamos somos uns pais horríveis e egoístas, se os levamos e não pomos muitas fotos então é porque há ali marosca e eles ficaram foi fechados em casa, com uma grade de cerveja e dez euros para pedirem uma pizza." - morri Pipoca. ahahahah muito bom e na mouche. Oh, gentinha!

    ResponderEliminar
  55. Opá, mas alguém tem alguma coisa a ver com o facto de levares o teu filho ou não??
    Aliás, alguém tem alguma coisa a ver com qualquer uma decisão que tomes???

    Isso faz-me mesmo mal à cabeça! Como podem existir pessoas assim?? Então a vidinha delas não lhe chegam para terem com que se ocupar???

    Caramba, pá!! Sem ser cá assunto meu, até eu estou irritada, mas isso se calhar é por eu ser uma pessoa que não gosto, nem dou satisfações de nadinha da minha vida a ninguém!! Nem quero saber das decisões tomadas por terceiros, desde que não me afetem!!
    Ainda vivemos num país livre, não???
    Opá, que mentalidadesinhas tão tugas!! Metam-se na própria vida, pá!!!

    ResponderEliminar
  56. Ahhh! Saudades dessa praia e de samana, um paraiso.

    ResponderEliminar
  57. Apesar de achar que tens toda a razão neste caso em particular, por vezes também acho que revelas certos pormenores em determinados posts porque sabes, à partida, que irão gerar comentários parvos e toda uma discussão....por vezes fico com impressão que é esse o teu objetivo. Até dou um exemplo para me fazer entender melhor: num daqueles posts sobre as tuas férias aqui pelo nosso país, referiste que o mateus fez xixi na rua. Quando li aquilo perguntei-me qual a necessidade de o dizeres, não acrescentou rigorosamente nada ao tema, já que o objetivo seria dar a conhecer aos leitores os locais que visitaste, restaurantes, hotel etc etc etc. Tudo isto para te dizer que por vezes parece que dizes certas coisas só para gerar este tipo de comentários e alarido o que, volto a repetir, não se trata deste caso particular.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Haja alguém a pensar o mesmo que eu!

      Eliminar
    2. ou então é mesmo o objetivo de dar um lampejo de algo mais pessoal/caricato/ humorístico para evitar ter as criticas de teclado a dizer aiii que isto é só publicidade corror!!!! Não digo que o que vocês acusam seja de todo impossivel...afinal a Pipoca vive disto e há que saber manter o estaminé concorrido e comentado....mas também não é preciso ver interesse e manipulação em tudo...

      Eliminar
    3. Exactamente. É necessário gerar visitas e é o que acontece com este tipo de publicações.

      Eliminar
  58. Ainda bem que existem comentários destes para a Pipoca poder escrever estes textos fenomenais, que, na minha modesta opinião, são os melhores ;) Adorei. Sou fã desse estilo sarcástico

    ResponderEliminar
  59. Muito bem respondido pipoca😂
    Confesso que sempre fui resortiana tipo lontra e agora com um bebé de 13 meses não estou a ver como a coisa se vai dar...já o levei de férias mas fomos até ao algarve e correu bem sem claro parar um minuto...
    Agora para o ano gostava de o levar para as Caraíbas mas tenho receio de não correr bem!
    Quando puderes conta a vossa experiência com o mateus??
    😊

    ResponderEliminar
  60. Oh...qual é o problema das praias entre Leça da Palmeira e Matosinhos?! Sim, a praia de Leça é ventosa, a água é gelada, mas tem vendedores de bolas de Berlim e batatas fritas. Aposto que Samaná não tem nada disso.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Mas alguém falou que existia algum problema com essas praias? Inventam coisas!!!! Mas porque? Não tem nada disso? Como sabe já foi lá?

      Eliminar
    2. E isso é tãooooo importante, carago!

      (Assin: ex consumidora de bolas de Berlim e das melhores batatas fritas deste mundo e arredores, disponível para umas férias em Samaná...)

      Eliminar
  61. Obrigada ao anónimo pelo comentário parvo, assim fiquei a saber que o instagram dá para aumentar fotos! Obrigada Pipoca. Anónimo: creme nivea no cotovelo.

    ResponderEliminar
  62. E se não levasses o Mateus, qual o problema???
    Ó gente parvinha...

    ResponderEliminar
  63. Mas tu ainda te espantas com este povo parvo?
    Adorei o post do resort e amei esta tua resposta aqui.
    O problema de algumas pessoas, é ser marga, azeda, invejosa, maldosa, capciosa, furba (velhaca, julga-se espertalhona) como diria meu avô italiano. Isso é típico...
    As pessoas podem até estar bem, mas não querem ver ninguém melhor do que elas. Isso é inveja de alguém que não pode ter o que tu tens, sim, é isso mesmo. O que interessa para as pessoas se o teu filho foi ou não junto, o povo devia era olhar no espelho e cuidar da própria vidinha insípida, incolor e inodora ;) lol

    ResponderEliminar
  64. Pipoca, compreendo que seja preciso nervos de aço para digerir certos comentários, mas sinceramente para quê dar importância a comentadores parvos? A Pipoca não tem nada de prestar contas da sua vida, se leva o Mateus, se não leva, se mostra fotos dos miudos ou não. As pessoas lêem o seu blogue diariamente porque gostam da sua escrita sarcástica e humorística. A parte dos produtos para mim é o que menos interessa, mas compreendo que se faz vida do blogue tem que assegurar publicidades e etc. Mas na verdade é só uma coisa que faz este blogue ter tanto sucesso há tantos anos: a sua escrita. Por isso Pipoca, foque-se no mais importante e não perca tempo a tentar responder a comentários parvos e sem jeito nenhum.

    ResponderEliminar
  65. Foto espectacular!!!
    A Pipoca está com um corpo daqueles e o Mateus cada vez mais giro ;)

    blogdamariafrancisca.blogspot.pt

    ResponderEliminar
  66. Boa resposta!
    Há gentinha muito otária e com muito tempo livre!

    http://allaboardcookiesride.blogspot.pt/

    ResponderEliminar
  67. A-D-O-R-E-I!
    As pessoas realmente só sabem falar mal e criar problemas onde eles não existem, não entendo tal necessidade, enfim...

    Beijinhos, Beatriz ♥
    http://beatriz-pedrosa.blogspot.pt/

    ResponderEliminar
  68. Essa água vê-se mesmo que é da praia do Samouco ...

    ResponderEliminar
  69. Pipoquita más dulce já te leio há muitos anos e não sei como continuas a aceitar comentários no blog!! Cada vez tenho mais medo destas mentes perversas , onde a cada vírgula ficam ofendidas, onde andam sempre a ver as "falhas", onde querem espremer o que não pode ser mais esprimido! Puta que os pariu! Ainda no outro dia perguntavam a uma blogger porque não dava para fazer comentários no blog, ao que ela responde que foi uma decisão para comprar a sua paz pois já não aguentava gente com tempo a mais na vida. Sim, a malta ri-se e choca-se com a caixa de comentários mas já não há pachorra para tanta gente ofendida! Até se ofendem com os sítios onde fazes as piadas!! Mas esta gente existe?! Dá vontade de os mandar para a fecundação a ver se ficam menos azedos com a vida!

    ResponderEliminar
  70. É por estas e por outras que eu a-d-o-r-o seguir este blog!
    Força Pipoca! ;)
    Ana

    ResponderEliminar
  71. Bom conseguimos perder-nos nos milhares de comentários...alguém tem efectivamente tempo para ler tudo isto?! Só passam os olhos certo?
    Uma coisa é certa, se a Pipoca escreve sobre Limões ou sobre Comentários Parvos, temos que lhe tirar o chapéu, pois tem sempre milhares de comentários, sejam eles bons ou maus...aliás há aqui um fenomeno que devia ser estudado, porque ao longo dos muitossss comentários a Pipoca responde talvez uma ou duas vezes,o resto muitas vezes são "conversas" entre comentadores que se picam entre eles...tenho pena apenas de que exista tanta gente com tanto tempo para discutir se a Pipoca levou ou não o filho de férias (questão de extrema importância para a humanidade) e outros temas que às vezes são mais relevantes as pessoas de uma maneira geral não dão importância nenhuma, nem geram uma "onda" de tanta indignação!!!!
    Posto isto, posso dizer que comecei a seguir o blog da Pipoca logo de ínicio, quando era pouco conhecido, cheguei a ler o primeiro livro e uma das razões que me trazia aqui diariamente eram os textos muito bem escritos e interessantes, e as novidades que ia mostrando. Depois como muitos blogs que se tornaram muito comerciais, com posts patrocinados pelas marcas, perdeu-se o lado genuíno da coisa...e outra coisa que tenho pena é que muitos dos textos engraçados e bem conseguidos, onde durante 5 minutos podiamos ler algo diferente praticamente desapareceram...eu sei que tudo isto é resultado da evolução do blog, do crescimento da Pipoca como blogger e afins, mas acho que se perdeu muito daquilo que a fez chegar onde chegou!
    Actualmente é um blog onde passo às vezes, dou uma vista de olhos rápida e não perco tanto tempo como perdia.
    É uma mera opinião de uma seguidora...
    E por fim apenas mais uma nota, há tanta gente por este país fora com uma grande dor de cotovelo não há?!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Tem toda a razão. Assino por baixo.

      Mas ela agora é adulta e crescida e os temas que a trouxeram até aqui, já não lhe fazem sentido :)

      Eliminar
  72. E tanta explicação para quê? Não acha que está a dar muita importância ao assunto? Daqui a pouco já precisa de ir de férias outra vez. 😄😄😄

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Penso exatamente da mesma forma, já todos estamos cansadinhos de saber que nesta janela, tanto a PMD como os comentadores são como diz o provérbio, "presos por ter cão e presos por não tê-lo!"
      Todos querem opinar, refutar e ser donos da sua verdade..., tentando a todo o custo sobrepor o seu argumento aos demais, por mais absurdo e caricato que ele seja!):
      Estou convicta de que se estão a perder por esse país..."muito bons argumentistas...de ficção..." !!!(:

      MDM

      Eliminar
  73. Achei piada ao da dúvida do Mateus mas principalmente aos comentários sobre como é impossível ser resortiana lontra só porque é mãe. Como se todas as crianças de 3 anos tivessem o mesmo feitio. Conheço um casal que tem dois meninos. O primeiro aos 3 era uma paz de alma, não chorava, brincava no sossego e no fundo era uma daquelas crianças que os pais podem cuidar sem grandes preocupações. O segundo era o terror da selva. Não só nunca parava quieto, como tinha o hábito dos gritos e das birras e outras coisas que tal. Basicamente tinham um 8 e um 80,apesar de terem exatamente a mesma educação, um era bem educado o outro bastante complicado de "domar". As crianças têm feitios específicos. Não sou pedopsiquiatra nem nada disso, mas é quase como se tivessem nascido ou calmos ou "com o toco".

    ResponderEliminar
  74. Porque é que dás tempo de antena às pessoas que manifestam não gostar de ti? E aquelas que gostam de te seguir?

    ResponderEliminar
  75. Sabe que mais Ana? Isso é mesmo inveja porque este país é uma desgraça e ninguém tem dinheiro para férias. Vejo este post e penso, tenho é de trabalhar e mudar a minha vida porque quero muito viajar e não tive essa oportunidade. Gostaria de dá-la aos meus filhos. Esta vida às vezes também é uma questão de sorte mas 90% da sorte faz-se.

    ResponderEliminar
  76. Se quiseres podes levar os meus putos que não me importo.
    Assim eu teria verdadeiras férias cá dentro!

    Paula

    Vida de Mulher aos 40

    ResponderEliminar

Teorias absolutamente espectaculares

AddThis