Pub SAPO pushdown

Os piolhos não tiram férias

quarta-feira, agosto 29, 2018

Quando, ao longo deste ano, fiz alguns posts com a Paranix e falei dos ataques de piolhame na escola do Mateus, várias pessoas me disseram que era uma exagerada, que era tudo mentira, que era só uma aldrabice que eu inventei para poder falar de produtos para os piolhos. Meus amigos, era bom que assim fosse, mas a realidade supera mesmo a ficção. Dei-me ao trabalho de contar e, só neste ano lectivo (entre Dezembro e Fevereiro, aparentemente a época alta do piolho), foram SEIS os e-mails que a escola enviou com o tradicional "Pediculose- agradecemos que vigiem, cuidadosamente, a cabeça dos vossos filhos". A pessoa não precisa de inventar nada, o piolho supera a ficção e temos de levar com ele.

Infelizmente, a coisa não se cinge ao tempo de aulas. Antes fosse. A triste realidade é que eles também atacam nas férias, quando uma pessoa quer pensar em tudo menos em piolhos. Verão é para praia, piscina, calor, jantaradas até tarde, miúdos à solta, não é para andarmos a inspeccionar-lhes cada centímetro do couro cabeludo em busca de criaturas nojentinhas. Mas é precisamente quando baixamos o flanco e pensamos "ahhhh, não, de certeza que os piolhos também foram de férias para Benidorm", que eles dão um ar da sua graça. 

Andei a ler umas coisas e parece que é mesmo verdade:
o piolho é bicho que se dá bem com o calor e humidade (e juro que escrevi isto e comecei imediatamente a coçar a cabeça, blhéeeeec), por isso adora o verão. E, mesmo sem estarem na escola, os miúdos continuam a conviver com outras crianças, a partilhar chapéus, a ir dormir a casa de primos ou amigos, a frequentar campos de férias, a juntar cabeças para espreitar para o mesmo telemóvel/tablet/consola, a dar mergulhos no mar ou em piscinas. Sim, os desgraçados são tipo o Michael Phelps, conseguem nadar de uma cabecita para a outra. Posto isto, as crianças (e os adultos) não estão livres de apanharem piolhada mesmo durante as férias. É triste, mas é verdade.

Quer isto dizer que vamos ter de passar o resto do Verão a acender velas à Nossa Senhora da Lêndea e do Piolho para que os nossos lindos rebentos não sejam contaminados? Não. Mas quer dizer que temos de estar atentos e adoptar uma atitude preventiva, tal como no resto do ano. E é aqui que, mais uma vez, o Paranix entra em acção. Já vos falei aqui no blog de alguns produtos que podem usar para prevenção, mas acho que vale a pena relembrá-los. Porque já diz o velho provérbio chinês: "mais vale perder cinco minutos a aplicar um produto do que dias de vida a caçar piolhos".

Então cá vai, para levarem na mala de viagem:

- Paranix Champô de Protecção Contra Piolhos e Lêndeas: dá para o menino, para a menina e, basicamente, para a família toda. O ideal é usar a cada dois ou três dias, intercalando com o champô normal. A parte boa é que não só previne que uma infestação de piolhos se instale, como também lava (e tem um cheirinho óptimo);

- Paranix Repel: é um spray que cria um película protectora e dificulta a entrada de piolhos em cabelo alheio. É super prático, basta aplicar de manhã e já está.

Mas e se, ainda assim, os piolhos conseguirem atacar? Calma, nada de pânico. Nesse caso, também há solução:

- Paranix Gel Detector de Lêndeas: com este produto deixa de ser preciso perceber se aquela comichão são mesmo piolhos ou outra coisa qualquer. É aqui que o gel detector da Paranix entra em acção. Depois de o aplicarem, é só esperar dois ou três minutos e se houver lêndeas elas deixam de ser transparentes e ganham um tom avermelhado. E sabiam que se existirem lêndeas também há piolhos? Ah, pois é, não vivem um sem o outro. Com este produto fica mais fácil identificar as bichezas e acabar com elas. Não é incrível?

Se não houver lêndeas, óptimo (bem, quer dizer...), é só continuar com o plano de prevenção. Se houver, a coisa também se resolve:

- Paranix Champô de Tratamento: aplica-se uma vez em cabelo seco, deixa-se actuar durante 15 minutos, enxagua-se e é 100% eficaz em apenas uma utilização. Ainda para mais, tem uma dupla função, porque lava o cabelo ao mesmo tempo. Assim, o tratamento torna-se tão fácil como uma simples lavagem de cabelo

- Paranix Spray de Tratamento: é mais uma ajuda no combate ao piolho. É só vaporizar o spray por todo o cabelo, deixar actuar durante dez minutos e, à semelhança do Champô de Tratamento, é 100% eficaz apenas com uma utilização. 

E pronto, agora que já estão devidamente alertados para a temática da pediculose, continuem lá de férias que eu vou ficar aqui por casa a ver todas as 5926 reportagens sobre a temperatura da água, o número de bolas de berlim que cada português já ingeriu, etc e tal. Buáaaaaaaaa!


Post em parceria com Paranix

"100% eficaz numa só aplicação"; - Ensaios clínicos demonstraram 100% de eficácia de Paranix Champô de Tratamento no tratamento contra piolhos e lêndeas, numa infestação de nível europeu. *Portugal: Dados HMR, Mercado Anti-parasitário Capilar, MAT Abril 2018, Farmácia + Mass Market, Valor e Volume; Europa: IMS Health, Data of Head Lice Europe, MAT Q4 2017, Pharmacy, Value and Volume. Os produtos de tratamento de Paranix (Champô, Spray e Loção de Tratamento) são Dispositivos Médicos para o tratamento da pediculose. Paranix Localizador de Lêndeas é um Dispositivo Médico utilizado para evidenciar lêndeas. Paranix Champô de Proteção é um dispositivo médico utilizado para prevenção da disseminação da pediculose. Apenas para uso externo. Evitar o contacto com os olhos ou as mucosas. Em caso de contacto com os olhos, lavar abundantemente com água. Não usar em caso de alergia a algum dos ingredientes. Paranix Loção de Tratamento e Paranix Spray de Tratamento estão indicados para crianças com mais de 6 meses. Paranix Champô de Tratamento, Paranix Localizador de Lêndeas e Paranix Champô de Proteção estão indicados para crianças com mais de 2 anos. Paranix Repel é um produto cosmético. Leia cuidadosamente a rotulagem e as instruções de utilização. Manter fora da vista e do alcance das crianças.

59 comentários:

  1. Verdade. O piolho é um bicho tramado. A minha filha, apanhou piolhos em Agosto, durante as férias e só me consegui livrar da bicharada no natal!!! Foi o melhor presente desse ano! 😁😁😁😁

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Desculpe a pergunta: mas a sério que a sua filha andou 4 meses com piolhos? Ou está só a exagerar?

      Hoje com 29 anos, recordo-me bem que quando tinha o azar de coçar a cabeça ao pé da minha mãe, ela só descançava quando eu tinha a cabeça limpa! Eram horas com a cabeça no colo da minha mãe até estar tudo morto.
      Queridas mães, não quero julgar ninguém, mas não estejam à espera que estes produtos tirem os piolhos das cabeças das Vossas crianças. São muito bons para prevenir, apenas. A limpeza tem de ser feita por vós.

      Eliminar

    2. Não, caro anónimo. Eram erradicados mas voltavam a aparecer! Compreende?!
      Elisabete, passei pelo mesmo. Quase um ano e os cabroes não havia maneira de largarem os meus filhos! Quando achava que me via livre num o outro aparecia com os ditos na cabeca! Não há sacoooo

      Eliminar
    3. Credo 4 meses?? Eu em adulta apanhei piolhos e não descansei enquanto não os matei a todos!! E foi uma das maiores infestacoes que a minha mãe viu na vida! Em menos de uma semana já estavam Todos k.o.

      Eliminar
  2. Pipoca desculpa que pergunte mas com piolhos porque não cortam o cabelo do Mateus?? Ele cresce... a sério faz me confusão Catarina

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Também tive piolhos quando era pequena e felizmente a minha mãe manteve-me de cabelo mais comprido. Sou rapariga mas que diferença isso faz?

      Eliminar
    2. Imagino-me a encontrar um estranho na rua ele a dirigir-se a mim e a perguntar-me. Bom dia, porque não corta o cabelo à sua filha? Deve ser o mesmo que a Pipoca sente ao ler isto, lá porque ela tem um blog e partilha fotografias do Mateus, não significa que vocês possam interferir em coisas tão "privadas" como o corte do cabelo. A sério, vocês tem filhos?

      Eliminar
    3. Calma pessoa, apenas sugeri porque de facto cortar o cabelo costuma resolver e sim ele cresce. A pipoca não me perguntou nada mas escreveu algo e eu opinei ou sugeri ok?? Bolas vêm maldade em tudo!
      Não tenho nada contra caracóis até gosto deles com uma jola... :p

      Eliminar
    4. Anônimo das 20.49, se agora apanhasse piolhos também rapava o cabelo?
      Na minha opinião isso é o cúmulo da preguicite.

      Eliminar
    5. Lá vêm as virgens ofendidas, a anonima não ofendeu ninguém nem impôs nada, perguntou apenas se o miúdo já teve piolhos porque não cortaram lhe o cabelo, por mais parvas que as perguntas possam ser, qualquer blogger fica sujeito a elas, abrem a porta da vida delas é normal as pessoas opinarem, como em tudo na vida tem o lado bom e mau, não se pode só querer que seja tudo cor de rosa. E a pipoca nem ninguém precisa desse tipo de defesa que não deixa de ser agressiva

      Eliminar
  3. ...errr.... e uma carecada?? remédio santo!

    ResponderEliminar
  4. No Verão a miúda nunca apanhou, mas basta começar a pré e sei o que me espera. Ainda por cima é só caracóis...

    ResponderEliminar
  5. Pelo 2o ano consecutivo a minha filha apanha piolhos no ATL. Se no ano passado não estava minimamente precavida, este ano tentei de tudo: virou hábito deitar perfume na escova na hora de pentear, ficou proibida de partilhar chapéu, e 15 dias antes de começarem as férias comecei a usar Paranix de proteção, mas em spray, de 3 em 3 dias. Pois bem que nem uma semana de ATL levou e... cá estão eles de novo. Ia tendo uma taquicardia quando a vi coçar a cabeça, admito... se alguém tiver truques e dicas para ajudar nesta luta, eu agradeço! Agora paranix sorry pipoca, mas não, obrigada!!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Vinagre é o melhor. Enche a cabeça de vinagre e mete uma touca e deixa estar o tempo que conseguir e lava, depois passa com o pente fininho (aquele que vem nos shampoos dos piolhos) é chato o cheiro mas so assim consegui tirar ao meu e foi dito pelo pediatra pois gastava montes de dinheiro nos produtos e andava sempre nisto, uma vez que como na escola os meninos não fazem o tratamento todos ao mesmo tempo ha sempre algum que tem e voltamos ao início.

      Eliminar
    2. Bom dia, uso na minha filha, que tem cabelo quase até ao rabiosque, essencia de rosmaninho como medida preventiva... compro na ervanaria diluo num pouco de agua e borrifo o cabelo todo e graças a deus até á data já com 7 anos nunca apanhou, apesar das varias pragas de piolhada que acontecem todos os anos na escola. Espero ter ajudado.

      Eliminar
    3. Reza a lenda que o oleo essencial de tea tree previne. Os sacanas não gostam do cheirinho. 15 gotas em 200ml d champô. Desde a infestação que comecei a fazê isso e nunca mais cá apareceram. Seca o cabelo p caraças, mas... Antes isso q bichezas.

      Eliminar
    4. Eu com o vinagre não me dei bem! O cabelo da criança (encaracolado),caí aos montes.

      Eliminar
    5. Onde conseguimos encontrar esse óleo essencial? Obrigada.

      Eliminar
    6. Nem mais, também gastei imenso dinheiro em produtos de farmácia e no fim só o tea tree oil funcionou. Agora adiciono direto no champô delas e nunca mais apanharam.

      Eliminar
  6. mas a pergunta que se impõe é, quantas vezes é que o Mateus teve mesmo piolhos? :-)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. hahahaha...adorei esta mensagem encripatada!

      Eliminar
    2. E eu adoro estes comentários... Sonsas...

      Eliminar
    3. Caro Anónimo, não é encriptada. Nâo sou assim tão esperta :-) é pura curiosidade minha

      Eliminar
    4. Olá Pipoca, o anonimato (17:15) por vezes também te fica bem...

      Eliminar
    5. Anónimo Sonso das 17.15, e ainda por cima mal criado. O meu filho nunca teve piolhos. E a Pipoca faz a prevenção e eu não faço, logo gostava mesmo de saber se o Mateus alguma vez teve mesmo piolhos. Pq é que é tão dificil de acreditar que uma pessoa esteja a dizer a verdade?

      Eliminar
  7. Pelas fotografias que vejo a sua família já teve muito mais férias este ano que a maioria dos portugueses...beijinhos e felicidades!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Veja lá se contou bem os dias úteis, não se atrapalhe com fins de semana e feriados.
      Já para não falar na licença de maternidade/paternidade que é um abuso usufruir dela depois de se ter um bebê, é que mais nenhum português faz isso.

      Isto é com cada comentário. Sinceramente.

      Eliminar
    2. E a perguntinha onde está?

      Eliminar
  8. Quem não queria um habitat assim, cheio de caracóis maravilhosos?!😊

    ResponderEliminar
  9. STOP Piolhos locão dá 10 a zero ao Paranix (mais eficaz, mesmo em cabelos longos e encaracolados, e com um cheirinho muito mais agradável)

    ResponderEliminar
  10. Com i meu filho tive sorte, das vezes que teve foi fácil acabar com eles.
    Mas é sempre bom prevenir, ñ há dúvida.

    ResponderEliminar
  11. cuidado, pela foto, até as t-shirts acabam por ser contaminadas :)

    ResponderEliminar
  12. Verdade! Dá uma trabalheira. Aqui por casa, quando o puto começa a coçar a cabeça, começamos todos....Lá vamos fazer tratamento:
    pai, mãe (só que a mãe tem cabeeelllooo comprido) e putos. Lavar tudo o que são lençóis, almofadas, toalhas etc...e tudo a 60 graus.Ainda há 15 dias....Enfim
    Vontade que dá mesmo é por todos dentro da máquina de lavar.

    ResponderEliminar
  13. 1 2 3 .. ate virem aqui dizer q a culpa é dos looooooongos caracois :D

    ResponderEliminar
  14. A minha filha nunca apanhou piolhos. E também houve piolhos todo o ano na escola. A solução é simples: no champô que usa diariamente junto algumas gotas de óleo essencial de tea tree. Não é preciso mais nada!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Junta diretamente no frasco? Quanto põe?

      Eliminar
    2. Sim, 12 gotas por cada 250 ml de champô. Agitar e já está! Convém que o champô seja biológico. Por cá utiliza-se o da Urtekram para crianças.

      Eliminar
  15. Elisabete, mesmo assim ainda me ganhou... A minha filha apanhou no final de Julho e o mês quase todo de Agosto.. Foi terrível, produtos da farmácia não resolveu, dps vi na net oleo fula na cabeça durante 2 horas morreram todos, foi uma maravilha... Para prevenir elixir de menta... Nunca mais... Até agora. Ela apanhou o ano passado

    ResponderEliminar
  16. Fui professora durante 30 anos no Este de Londres e vi piolhos de todas as raças e nacionalidades, alguns do tamanho de doninhas. Não quero entrar em detalhes, para não ficarem agoniadas, mas só lhes digo que o que eu vi dava para uma série do David Attenborough. Além dos champôs, há uma coisa essencial, que é um pente fino. Os miúdos (e os adultos) tem que usar este pente todos os dias. A ideia é, simplesmente, partir as pernas aos piolhos porque é com as pernas que eles se agarram aos cabelos; e é isso mesmo que o pente faz. Os cabelos, se são compridos, devem ser atados num rabo de cavalo. Não sei onde é que ouviu essa dos piolhos nadarem. Eles agarram-se ao cabelo e não morrem na água, mas nadar…essa nunca ouvi. A verdade é que eles não sobrevivem muito tempo for a da cabeça do ‘hóspede’. E não pensem que os vossos filhos apanharam os piolhos com o miúdo mais ranhoso da escola, porque eles (os piolhos) gostam de cabelos limpinhos, para se agarrarem bem. Um dos motivos porque os piolhos levam tempo a eliminar: quando a criança é infectada, os pais só a tratam a ela, o resto da família não faz nada, e na maioria dos casos também já os têm…Há quem tenha tido bons resultados usando condicionador em vez de champô e penteando com o pente fino, mas para resultados eficazes só com um product com dimeticone ou octanediol. Pesticidas não devem ser usados porque os piolhos começam a ganhar resistência: daí os ‘super-piolhos’. E vou terminar, que já chega de piolhice.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Toda a vida a minha mãe tirou me piolhos só com amaciador e eles nunca duraram muito!

      Eliminar
  17. Sim sim muito verdade ca em casa ate a mae teve direito a esses hospedes....

    ResponderEliminar
  18. X) eu li como se se referisse aos miúdos (piolhos)!
    Muito bom

    ResponderEliminar
  19. Já me estou a coçar toda! A minha filha ja tinha 9 anos quando apanhou pela primeira vez e, sim! Foi nas férias de verão, supostamente numa piscina...É por essas e por outras que eu rapei metade do meu cabelo. Só ficou a parte de cima pq dizem que os gajos (piolhos!) gostam da zona da nuca.☠️

    ResponderEliminar
  20. Fica aqui um verso para a tua atividade no blog
    Bate leve, levemente
    Como quem chama por mim
    Será o face, o Instagram?
    É o blog da pipoca, isso sim!

    Tenho acompanhado a tua vida nas redes pq sou muuuito cusca e para além disso tenho um fetiche com roupa de bebés e mães recentes todas jeitosas 😉 (ė melhor dizer que estou a brincar...)

    ResponderEliminar
  21. Muitos parabéns pela fofinha Benedita e pelo Mateus que é uma ternura de lindo. Mas, sem entender como critica, porque mostra tanto a carinha do Mateus e não a da Benedita?

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Porque a Benedita ainda não está na idade de apanhar piolhos...

      Eliminar
  22. Andei anos, anos a gastar rios de dinheiro em Paranixes e que mais. O dinheiro que deixei em farmácias em desparasitantes dava para fazer umas férias na Polinésia. A cabeça da minha filha apanha tudo, e até a minha apanhou uma vez com ela! Entretanto uma mãe falou-me num cabeleireiro em Carnaxide que trata disso, nem quis acreditar. Metem o produto, catam (piolhos e lêndeas) e ainda temos 2 "consultas" de seguimento após a matança. Para mim o pior são as lêndeas que mesmo depois de esganadas ficam agarradas ao cabelo como lapas! As "cascas" das lêndeas ficam, só as consigo tirar à unha, fio de cabelo a fio de cabelo!!
    "BugOut" em Carnaxide, a dona não me é estranha, já fez qualquer coisa de televisão mas não me lembro!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. A dona era de uma Banda. nonstop eu acho.

      Eliminar
    2. Aí que maravilha! Isso é a melhor invenção de sempre

      Eliminar
  23. E crianças com menos de 1 ano podem usar? mesmo em caso de pele atópica?

    ResponderEliminar
  24. E a minha filha numa escola de dança que frequentava todos os dias durante 6 anos? Ah pois é...foram 6 aninhos a partilhar escovas, ganchos e redes de cabelo. Que contribuição para a propagação da espécie que se espalhava pela escola como gripe num infantário! Os piolhos existem e resistem cada vez mais!

    ResponderEliminar
  25. Penso que agora não existe tanto essa praga como antigamente, ou pelo menos eu quero pensar que não.
    No meu tempo, e eu não sou assim tão antigo como possam pensar, colocávamos um produto nos cabelos que cheirava tão mal mas tão mal... tínhamos que andar com aquilo durante horas e com um lenço na cabeça para eles não saltarem e fugirem… cada vez que penso nisso, que horror!!

    ResponderEliminar
  26. Quando eu andava na primária apanhei piolhos pela primeira e última vez... a coçar a cabeça e depois os olhos, acabei por ter lêndeas que se agarraram às pestanas e cheguei a ter piolhos nos olhos... Pipoca, tenha também cuidado com os olhos do Mateus, ainda apanha um bichinho a andar por ali.

    ResponderEliminar
  27. https://www.farmaciarodriguesrocha.com/online/images/licener_champo.jpg

    Para cabelo femininos, deixar meia hora em vez dos dez minutos indicados (recomendado pelo farmaceutico)

    Resulta SEMPRE. Caro, mas vale a pena, embora não haja em todas as farmácias

    ResponderEliminar
  28. O meu filho tem o cabelo como o seu filho. Na reunião de pais disse-me logo: se fosse a si rapava-lhe já o cabelo que nesta escola há piolhos o ano inteiro. Não lhe respondi mal tipo "também diz isso às raparigas???" para não começar mal o ano lectivo numa escola nova e professora nova,mas já me ficou atravessada a senhora...

    ResponderEliminar

Teorias absolutamente espectaculares

AddThis