Pub SAPO pushdown

Grávida-queixinhas #2

segunda-feira, março 19, 2018

A natureza, de facto, é uma coisa muito bem engendrada. Entre outros feitos incríveis, é ela que nos apaga da memória o que passámos numa primeira gravidez e nos faz achar que partir para uma segunda é uma ideia do caraças. E este fenómeno vai aumentando à medida que temos mais filhos: quantos mais temos, mais nos esquecemos. É a lei da sobrevivência da espécie, caso contrário já estávamos extintos. 

Eu culpo a natureza mas, na verdade, não me lembro mesmo de a gravidez do Mateus ter sido um martírio de enjoos e mal estar generalizado. Acho mesmo que não foi, mas se calhar sim e eu eliminei isso estrategicamente da minha memória. Enjoei um bocado ali nos primeiros três meses, mas era uma coisa pontual, não era todos os dias, a toda a hora. Desta vez
parece que já estou há quatro meses e meio a bordo do Titanic, tamanha a indisposição que me assola.

Vou poupar-vos à descrição do que têm sido as minhas sessões de vomitanço, daquelas que só acalmam um bocadinho quando já não há nada do estômago (e mesmo assim...). Para terem uma ideia, hoje tive consulta, fiz a pesagem habitual e, em três semanas, perdi 2,5 quilos. Não tarda nada estou mais magra do que antes de engravidar. O que até seria fixe, se não fosse à conta de estar sempre mal disposta e se isso não fizesse com que esteja sempre ralada com o bebé. Imagino-o sempre de boca aberta à espera de comida, comida essa que nunca lá chega porque, entretanto, EU JÁ A VOMITEI, CARALHO! 

Mas pronto, segundo a ecografia e segundo a médica, está tudo óptimo com a criança, lá estava na sua vida, aos saltos e... mais uma confirmação de que é mesmo menina. Continuo altamente desconfiada, mas se calhar tenho mesmo de começar a acreditar (e continua sem nome). No meio disto tudo, sinto-me como aquelas baterias portáteis para os telemóveis, que já só têm um tracinho. Como estou sempre enjoada tomo comprimidos para os enjoos, comprimidos esses que me dão uma soneira desgraçada e me sugam a pouca energia que tenho. Portanto, oscilo entre a cama e o sofá, muitas vezes só a olhar para o tecto, porque até a televisão, um livro ou o computador me enjoam mais. Só saio de casa se não tiver mesmo outro remédio ou perante a ameaça de tsunami. Até tenho algum receio em me comprometer e marcar coisas (reuniões, convites para cenas), porque há uma alta probabilidade de nesse dia me sentir a falecer. Também queria voltar ao ginásio, mas só a ideia já me deixa estafada.

E tudo isto explica a fraca assiduidade aqui no blog, desculpem lá, mas não tem dado para mais. Toda a gente diz "ah, tem calma, isso vai passar", mas quando. QUANDO? Quero data, dia, horas! Porque ainda tenho muito disto pela frente, porque tenho uma data de coisas para fazer e esta letargia forçada deixa-me um bocado louca. Eu sei que muita gente acha que a gravidez é uma benção, uma dádiva, a coisa mais fofi-cutxi de sempre e que devemos levá-la sem abrir a boca (a menos que seja para agradecer), mas eu avisei que desta vez ia ser uma grávida-queixinhas. E tenho tido razões. Por mim era saltar já para as 40 semanas e não se falava mais no assunto.

128 comentários:

  1. Ohhh... Mas confesse la, no norte correu tudo bem certo? :)
    Beijinhos

    Tenha paciência. Porque de facto, passa....
    É uma sortuda. Eu queria ter um segundo e esta difícil. É a vida. Natureza...

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Isso de chamar norte a tudo o que é para lá de Coimbra é irritante e denota um certo preconceito latente. Se sabe do evento sabe certamente que foi no Porto e não num qualquer lugarejo perdido (aka tudo o que não é Lisboa). Há vários autores que abordam a importância de um nome, de se chamar alguém pelo seu nome. Chamar uma cidade pelo nome também é um sinal de respeito e de consideração. Não tenha medo de ser tomada por saloia ou provinciana por dizer Porto, Braga, Viana do Castelo, Vila Real em vez do genérico e (ligeiramente preconceituoso) Norte.

      Eliminar
    2. O meu Deus!!! Sra Anónimo 21:29h!!! Tenha dó.

      Eliminar
    3. Geograficamente é uma denominação que existe, se não consegue lidar com isso já é um problema seu.

      Eliminar
    4. E na zona centro sul, como vai a vida?

      Eliminar
    5. Bem na zona centro sul... Só o trânsito é que é mau

      Eliminar
    6. Preconceito é exatamente o que o anónimo das 21:29 escreveu. Para mim tudo o que fica para cima é norte e o Porto fica situado na zona norte. E sim está a norte de Lisboa. Eu tb estou a norte, mais prós lados da Serra da Estrela, algumas vezes denominado Centro-norte. Mas precisamente da Guarda para cima é considerado norte.

      Eliminar
    7. A responder uma questão acima. Zona Centro? Falida... morta, enterrada, desemprego, fome, miseria, e "tias" a achar que vivem em Cascais, coitadas vivem se calhar em outro planeta, so o corpo se encontra cá, o espirito em Jupiter, e a usar o casaco de pêlo nas ruas das montras a desfilarem para mostrar que falidas estão, mas o look continua pimba :D lol

      Eliminar
    8. Saloio e provinciano é quem define algum lugar por lugarejo perdido, seja ele a norte, centro ou sul.

      Eliminar
    9. Anónimo das 14:56
      Tanto preconceito que por aí vai...
      Deixe lá as pessoas viverem como querem e podem.
      Falidas, desempregadas, umas tias outras sobrinhas, com casaco de pêlo ou de lã, se não lhe pediram dinheiro ou não lhe estão relacionadas, porquê essa comichão?

      Eliminar
    10. Experimente viver nas ilhas! Aí ia ver o que é preconceito de Norte a Sul do País.... Oiço tantas vezes: Aqui em Portugal.... sim, porque a Ilha da Madeira é aqui em África, talvez.

      Eliminar
    11. Vocês são muito sensíveis...
      Norte é lá para cima, então chama-se Norte pq a pessoa provavelmente nem se lembra dos distritos que tem perto de si, quanto mais os q estão longe.

      Quanto às ilhas, não leve a mal que as pessoas (geralmente) não pensam q às ilhas não pertencem a Portugal. Elas só estão habituadas a visualizar o rectângulo quando pensam em Portugal.

      Eliminar
  2. Conheço o filme, infelizmente. Na minha segunda gravidez foi assim até às 28/30 semanas e po volta das 18 semanas o meu médico acabou por receitar uma medicação fortíssima e caríssima para situações SOS (quando já só faltava vomitar as tripas) e a verdade é que acalmou bastante.

    ResponderEliminar
  3. Olá pipoca,
    Estou de 15 semanas..felizmente já passaram os malditos enjoos!!! Foi horrível mesmo! Não cheguei a vomitar mas não sei o que é pior porque estava sempre “quase” a vomitar !!!
    Agora tem sido dores de cabeça todos os dias!

    ResponderEliminar
  4. I feel you, 'sis!
    EU enjoei tudo. T-U-D-O!!! Vomitei o corpo, a alma, este mundo e o outro.. jurava a pés juntos que ia laquear as trompas no parto...
    E pudesse eu, e engravidava já outra vez.
    Esta cena de ser mãe e muito irracional :)

    ResponderEliminar
  5. Na minha primeira gravidez vomitei até ao parto, minutos antes da minha filha nascer lá estava eu a vomitar as tripas! Nasceu com 35 semanas. Desta vez estou a 10 semanas de ter a minha segunda filha e felizmente e depois de ter pensado milhares de vezes no que me tinha metido devo ter enjoado apenas um par de vezes mas nada de especial... :-)

    ResponderEliminar
  6. Olá Pipoca,
    Hoje fiz ecografia final do primeiro trimestre e estou mais magra porque também não paro de vomitar, e sim os comprimidos dão imenso sono. Não vejo a hora destes enjoos e má disposição passarem.
    Beijinhos

    ResponderEliminar
  7. As melhoras pipoquinha, beijinhos. Ju

    ResponderEliminar
  8. Enjoos agressivos aqui também... já vou nas 39 semanas e ainda tomo a medicação para os enjoos. Mas melhoraram lá para os 5/6 meses... melhorou a ponto de já só vomitar 2/3x ao mês. (Continuo enjoada mas não a pensar que vou morrer) ;)
    E a mim, como é a primeira gravidez, não sei se me apanham noutra

    ResponderEliminar
  9. 2 gravidezes, 2 dias de enjoo, 1 em cada gravidez e nada de especial. Passei as gravidezes lindamente até ao fim. Agora o primeiro mês do bebé isso é que não. Ninguém me convence que aquilo é bom. Graças a Deus que eles crescem!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Só tive 1, mas sinto exatamente o mesmo!

      Eliminar
    2. Ahhh como a entendo!!

      Eliminar
    3. Mesmoooooo! 🤣🤣🤣🤣🤣

      Eliminar
  10. 26 semanas e vomitava 4 a 5 vezes ao dia até às 16 semanas (achei que ia morrer que não era possível alguém vomitar tanto)
    Depois disso já “só “ enjoo de manhã e com cheiros mais fortes
    Portanto já só vomito uma vez por dia ��������
    Ah, tb é uma menina ❤️

    ResponderEliminar
  11. Nisto da gravidez há muitas teorias mas dizem que nas meninas se tendem a ter mais enjoos.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Eu venho contrariar mais essa teoria: duas gravidezes, duas meninas, nem único enjoo nas duas vezes!

      Eliminar
    2. Tive uma rapariga há nove meses e ZERO enjoos. Gravidez santa nesse aspeto

      Eliminar
    3. A minha mãe teve duas meninas, numa enjoou imenso e vomitou todos os dias até ao parto...Na outra andou óptima 🤷

      Eliminar
    4. Lá está... teorias. Enjoei muito, mas muito mais do meu filho.

      Eliminar
    5. 3 gravidezes, 2 meninas e 1 menino, 0 enjoos!

      Eliminar
    6. Primeira menina a caminho nem enjoo, nem vômitos, nem náuseas se não visse a barriguinha a crescer não diria que estava grávida.

      Eliminar
  12. Se nas duas gravidezes tivesses tido a infelicidade que eu tive de perder os meus dois bebés talvez não te queixasses tanto :(

    Não estou a criticar, acho que deves claro queixar-te o quando quiseres, mas dói-me sempre um bocadinho, porque quem me dera sentir isso.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Lamento q isso lhe tenha acontecido mas por favor tenha do... essa observação faz tanto sentido como alguém se queixar de dores de cabeça e vir alguém dizer que não se devia queixar porque há quem tenha cancro! Ou dizer-se que tem fome quando há quem não tenha comida...

      Eliminar
    2. A senhora só queria dizer ,como a própria afirmou, que a Pipoca está uma queixinhas :) :)

      Eliminar
    3. Anónimo, eu também perdi.
      É muito mau, o céu cai-nos em cima. Mas não é o fim do mundo, a não ser que deixemos que seja.
      Parece ser o seu caso.
      Não deixe que seja. Todas continuamos cá :)

      Quanto à Anónima das 23:47, tenha dó, porque escreveu demais e foi simplesmente idiota no seu comentário e comparações. Parece não ter passado por semelhante situação. Se assim o é, dê graças por isso.

      Eliminar
    4. Cavalheiro do Aeroporto20 março, 2018 15:01

      A Pipoca só quer mimo e não ser demasiado queixinhas. O mimo é normal nas grávidas e até é muito sensual aos olhos de muitos homens, nos quais eu me incluo. Quem não gosta de sentir uma mulher carente de mimo?

      Eliminar
    5. A Pipoca não tem culpa de alguém não conseguir engravidar. Não é o sítio para se vitimizarem, caramba.

      Eliminar
    6. Também passei por isso, 2 vezes e nem me passou pela cabeça fazer tal comentário.

      Eliminar
  13. 2 meninas e praticamente zero enjoos mas a segunda gravidez também me custou horrores. Não aumentei muito de peso mas a barriga era enorme, tive imensos derrames, ciática e energia em níveis negativos o tempo todo! Gostava de ter o terceiro mas não sei se me apanham outra vez grávida😂

    ResponderEliminar
  14. Tive 2 rapazes, vomitei todos os dias das duas gravidezes. Em ambas as gravidezes fiquei mais magra quando eles nasceram do que quando engravidei, uns bons quilos, que infelizmente recuperei tudo em pouco tempo. E fiquei com uma válvula "flácida" no estômago, sorry to say! Mas safaram-se os dentes, que com a acidez não costuma ser bom.
    Mas os meus filhos são lindos e adoro ser mãe. Eles há coisas. <3

    Vai passar, felicidades.

    ResponderEliminar
  15. Eu sou mãe de dois meninos e mesmo com comprimidos os enjoos não passavam. Até de madrugada vomitava... Estive internada e tudo... Na segunda foi pior,mas tudo passa :)

    ResponderEliminar
  16. Até que ponto não poderá ser psicossomático? Alguém teve ou conhece uma gravidez em que o mal estar era uma manifestação de questoes da mente, tipo necessidade de ser cuidado?

    ResponderEliminar
  17. Tenho um casal. A menina foi a segunda. Enjoei imenso. Tanto que desde o início q tive a certeza que era menina (mitos ou não...). Enjoada, tinha tonturas, tb andava da cama para o sofá e vice versa. Aos 4 meses não tinha aumentado peso nenhum. Descobri uma coisa que me ajudou muito: uma ou duas bolachas de água e sal antes de sair da cama. Quem sabe não resulta com a Ana?
    Mas aproveite cada minuto pq bem sabe como o tempo urge.

    ResponderEliminar
  18. 2 gravidezes, uma pior que a outra. Enjoada, coxa e sem dormir 🤬
    Uma gaja é masoquista e vai ao segundo. Já não me apanham no terceiro 🙄 e como ninguém me compreendia fiz isto p mostrar aos amigos. https://youtu.be/3lcgWYBs6bs
    Não tem nenhuma dica de como passar a coisa mas vá. Solidariedade feminina 🤣 as melhoras e toma nausefe como rebuçados 💪🏻

    ResponderEliminar
  19. Acho que está mesmo a precisar de outra Diana na sua vida

    ResponderEliminar
  20. Fui uma sortuda e passei uma gravidez em autêntico estado de graça. Apenas um discreto enfartamento inicial e, mais tarde, as questões relacionadas com o dormir, pela barrigona...
    Julgo que manter o exercício físico (adaptado) ajudou imenso. Acho que o pior é mesmo a ansiedade e expectativa das últimas semanas, que culmina numa fantástica sensação de que se vai para a "matança do porco "... 😛

    DM

    ResponderEliminar
  21. Na gravidez do meio enjoei bastante (sem a parte do vomitanço) e para mal dos meus pecados as férias foram...num cruzeiro. Com gondolas em Veneza e passeios numa carrinha de 9 lugares. Nesse mês perdi 4kg.
    A mini pipoca está bem...se for como a minha, acaba nascendo com uns rechonchudos 3,525kg.

    ResponderEliminar
  22. Marta p Carvalho19 março, 2018 23:44

    Também acho que a natureza, de facto, nos apaga a memoria passada, mas se não fosse assim não seguiríamos ir em frente:). Nas gravidezes e em muitas outras coisas. Devemos ter um botao automático que nos ajuda a esquecer (sem darmos conta) e continuar sempre acreditar…
    Não tenho muita experiencia em gravidezes, só tive uma, mas foi como refere, uns enjoos no inicio e depois foi apaziguando (engordei 15 quilos, estava rechonchudinha como nunca:)). Nas ultimas semanas é que tive uma azia que era mesmo dificil adormecer, só sentada na cama…(cenas de gravidas mesmo:))
    Pelo que costumo ouvir há muitas pessoas que sofrem imenso com enjoos.
    F___-se estar sempre a vomitar deve ser mesmo mau demais… Para emagrecer é que esta mesmo complicado…Quando já não dá para entreter com a televisão, está tudo perdido..
    A menina está tranquila…:) (vai ter uma velejadora:)).
    A melhoras para esses enjoos e que desaparecam logo, logo, logo …(o blogue espera…tente pedir baixa à “sua chefe”:)).

    ResponderEliminar
  23. Correndo o risco de achares que estou só a criticar por criticar (e nao sendo essa a intençao): que tal parar com o sushi? Pode não ser a causa (já sabemos que a "doença gravidez" tem esses efeitos secundários dos enjoos), mas ajudaria imenso a ter a consciência tranquila.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Não percebi a relação. Deve ser de estar grávida.

      Eliminar
    2. Por falar em sushi...Ana, que locais aconselha a uma grávida? A minha obstetra deixa-me comer sushi desde que em locais de confiança. Só ainda experimentei o Sushi d'Esquina, em Alfragide.
      Obrigada

      Eliminar
    3. Parem com essa ignorância do sushi! Andam pela internet fora a pregar que o sushi por ser cru pode ter toxoplasmose quando o PEIXE não tem toxoplasmose!!! O problema do sushi é o mesmo de qualquer alimento que possa estar estragado! Óbvio que sendo cru é mais suscetível, só isso, suscetível!!! E depois nem percebem que há imenso sushi que nem cru é... Enfim, povacho ignorante pá.

      Eliminar
    4. Ajudaria imenso ter a consciência tranquila a quem? À sua? E estando a sua consciência tranquila, os enjoos da Ana passam? Conte-me tudo que eu quero saber.

      Eliminar
    5. Esta coisa do "a minha deixa-me comer" ou "eu posso" é qualquer coisa de surreal. Percebam isto, grávidas: se não são imunes à toxoplasmose, o risco de comerem algo cru e isso vir contaminado existe. No entanto, estando em Portugal e tendo nós bons padrões de higiene e segurança alimentar (não estamos propriamente a falar de um street food stall em Bangkok), esse risco é reduzido. Por isso não vale a pena stressarem com isto. Mas percebam que a "autorização" ou "proibição" da parte de médicos é completamente indiferente, se não houver imunidade.

      Eliminar
    6. Repitam 50 vezes: O PEIXE NÃO TEM NADA A VER COM A TOXOPLASMOSE! O PEIXE NÃO TEM NADA A VER COM A TOXOPLASMOSE! Informem-se, não digam disparates! O peixe, como qualquer outro alimento que não provenha da terra, pode ser contaminado com toxoplasmose se, por exemplo, estiver em contacto com água contaminada, mas o peixe NÃO TEM TOXOPLASMOSE!

      Eliminar
    7. Anónimo das 11h21 o seu comentário era quase bom, não fosse o peixe, como já foi aqui referido não sei quantas vezes, não ter nada a ver com a toxoplasmose.

      Eliminar
    8. "Só" tem um risco acrescido de listeria...

      Eliminar
    9. Eu não disse que era peixe, disse "algo cru".

      Eliminar
    10. E PEIXE CRU não tem nada a ver com toxoplasmose. Capice? Pode apanhar uma boa caganeira (que é chato, grávida ou não...) mas não apanha toxoplasmose por peixe cru. Relativamente aos médicos apanhará de tudo desde os altamente conservadores que ainda nem ouviram a pergunta é ja estão a dizer que não just in case aos que lhe dizem faça o que lhe apetecer...

      Eliminar
    11. Mas o sushi nao tem só peixe cru, normalmente tem vegetais crus, nos quais pode apanhar toxoplasmose, capice?

      Eliminar
    12. Meninas,
      tenham lá juízo! Pior do que uma diarreia é a vossa capacidade e sentido de oportunidade em virem até aqui stressar e assustar mulheres grávidas! Há que ter cuidados de higiene, como sempre, grávidas ou não, mas podemos comer de tudo, menos aquilo a que sempre fomos alérgicas!
      Eu fartei-me de comer frutos secos e beber bejecas com tremoços que era o que me apetecia...Descontraiam, relaxem, porque a gravidez não deve ser vivida com tolices nem ansiedades!

      Eliminar
    13. O que eu queria perceber era o raciocínio por trás do primeiro comentário. Fiquei com a impressão que a Pipoca enfarda sushi todos os dias ao pequeno almoço. Caso contrário, não percebo a relação.

      Quanto à consciência, uma vez que a Pipoca é uma mulher esclarecida, acredito que saiba o que deve ou não comer durante a gravidez ou em qualquer altura.

      Eliminar
    14. Desisto... não comam sushi, não comam carne, não comam legumes, fruta nem pensar, chocolates? São o demo, não tomem banho (aquilo é só químicos). Na dúvida não f€&@“ que nunca se sabe, mas por amor da santa deixem as grávidas que não stressing por tudo e por nada na os da senhor. Amen.

      Eliminar
    15. Você é que não percebeu o meu comentário que era no sentido de não stressarem porque não há motivos para stressar, mas que essas justificações de "o meu médico deixa" ou "o meu diz que se pode" são ridículas, porque isso é algo objectivo e não que caiba a cada médico "permitir".

      Eliminar
    16. A minha obstetra "deixa-me" comer sushi, porque tal como foi aqui dito, o peixe cru não tem nada a ver com toxoplasmose. O que ela referiu foi para ter evitar as peças que têm fruta, como os morangos, por exemplo. E ervas, enfim...coisas que vêm da terra.
      Tal como já foi falado aqui, o facto de se ser imune ou não à toxoplasmose não tem nada a ver com o peixe cru!!
      Eu tenho mais medo de comer carne mal passada, do que o sushi. Contudo, tento ter cuidado com o sushi, daí a minha pergunta à Pipoca, porque tem tudo que ser manuseado com cuidado. Saladas não como fora de casa! A salada, sim, está relacionada com a toxoplasmose.

      Eliminar
    17. Não critico ninguém, toda a gente é livre de comer o que lhe apetece. Eu opto por não o comer, mas é uma escolha minha, independentemente do que a minha médica diz e cada médico diz a sua coisa.
      Segundo o que a minha obstetra explicou, o grande problema do sushi cru são as bactérias, nomeadamente a listeria, que não morrem mesmo congelando o peixe. A toxoplasmose no sushi só pode aparecer em peixes crus de águas contaminhadas e dos vegetais crus (como em qualquer salada).

      Eliminar
    18. O problema do sushi são as frutas e vegetais cruz, não o peixe. Ignorante é quem vem aqui criticar sem saber sequer qual o real problema das gravidas comerem sushi...

      Eliminar
  24. Eu enjoava fosse com que cheiro fosse, tomava banho aos vómitos com o cheiro do gel de banho, do creme, enjoava com o cheiro do amaciador da roupa, era um problema adormecer com o cheiro dos lençois. O meu marido não podia dormir comigo ate o cheiro dele me dava vómitos... Foi muito mau mesmo, pensei que ia ficar assim para sempre! O meu filho nasceu de 38 semanas e eu enjoei ate as 36... Pipoca desejo que melhore dos enjoos são realmente das piores coisas da gravidez!

    ResponderEliminar
  25. Boa noite! Eu nunca comentei mas nesta situação sebti-me na "obrigação" de ajudar. Comigo (que enjoei e tive azia que nunca mais acabava) resultou super bem um conselho da minha medica. Gengibre cristalizado. Tem um sabor super forte e só se pode comer muito pouco.. Mas salvou-me. Experimente. Mal nao faz! Felicidades! Ana

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Ai, valha-me Deus. Eu detesto gengibre, mas estou por tudo! Obrigada. :)

      Eliminar
    2. Espero que ajude! Depois diga se ajudou! :) Eu encontrei no Pingo Doce uns pacotes com cubinhos pequeninos na parte de produtos "bio". Beijinhos. Ana

      Eliminar
    3. Olá Pipoca!
      Odeio gengibre ( inclusivamente em chá) mas sim, é verdade: o gengibre cristalizado e em infusões e’ mesmo milagroso. E’, inclusivamente, muito usado por pacientes oncológicos nos períodos pós quimioterapia (por causa dos enjoos). Uma amiga muito próxima andou de saquinhos de gengibre em todas as malas e era como uma drageia para o sucesso :) Existe à venda no Celeiro e outros locais e merece a pena todo o sacrifício só de pensar em gengibre.
      Um beijinho e um abracinho solidário.

      [a postar pela primeira vez um comentário; leio o seu blog constantemente desde 2009!!! :))))) ] Chuac!

      Eliminar
    4. Confere. Na minha 2a gravidez também foi o gengibre que ajudou (e eu também odeio gengibre, mas teve de ser). Tomei nausefe 1 vez e pensei que ia morrer!! Credo! Melhorou muito a partir das 18/19 semanas, mas volta e meia lá tinha de dar no gengibre outra vez, até ao fim, que foi depois das 41 semanas.
      As melhoras, Ana!

      Eliminar
    5. Na azia ajuda imenso chupar amêndoas com pele. Aquelas amêndoas normais que vêm inteiras e ainda trazem aquela pele castanha. Acredita que funciona às mil maravilhas. passei a andar com pacotes de amêndoas na carteira. E não vale comer as que têm açúcar, claro.

      Eliminar
    6. Não serve de grande consolo mas (infelizmente) não estás sozinha nesse barco! Há umas semanas estava quase quase a chegar a casa e, sem melhor hipótese, acabei a vomitar num canteiro.
      Comigo tem resultado ir comendo ao longo do dia, tipo hora a hora, nem que seja uma bolacha daquelas que não sabem a coisa nenhuma... ironicamente beber café (1 por dia) também tem resolvido alguns enjoos. Tudo a correr bem, que os enjoos acabem depressa!

      Eliminar
    7. Em chá é menos mau... eu bebi um com limão e fez maravilhas!

      Eliminar
    8. Os líquidos causam muito mais enjoo! Optem pelo cristalizado. Quanto à azia, o meu médico, receitou-me o omeoprazol, quase até ao fim da gravidez!

      Eliminar
    9. Anónimo das 12h30:
      Pois a mim o médico, quando lhe perguntei se podia tomar omeoprozol, disse-me que era totalmente contra-indicado, sendo que fazia mal ao bebé. Apenas Rennie, Kompensan e outro do género que não me recordo o nome (mas que sabia tãããããão mal!!) Como é que é possível?

      Eliminar
    10. Existe Gengibre em cápsulas da Solgar, totalmente sem sabor.

      Eliminar
    11. Teresa,
      Sou a anónima das 12:16. Eu também perguntei ao obstreta se isso não tinha contra-indicações e a resposta foi: "Não. Não pode é ter azia!". A verdade é que o meu filho nasceu saudável e robusto!

      Eliminar
    12. é o Mallox que "supostamente" não faz mal ao bebé. Acho que o Nausefe não faz nada. Gengibre sem sabor parece-me a oitava maravilha do mundo, mas para mim já não vai a tempo. Estou como a outra leitora, começo os enjoos logo no dia a seguir. Não falha. Emagreci imenso quando fiquei grávida. Estava enjoada não me apetecia comer, não comia. Não comia, ficava enjoada. Foi uma maravilha. E o meu filho não era cabeludo, por causa da azia.
      Já tive 3 gravidezes, 4 embriões e tenho 1 filho.
      A princesa Kate tem quem lhe faça tudo, assim também eu tinha aquele aspecto, e três filhos.

      Eliminar
    13. Ups, ando a ver mal, não sei onde vi 12:30, queria dizer 12:16 :P
      Obrigada pelo esclarecimento. De facto, não deve fazer grande bem passar o tempo todo com azia, aquele ardor é horrível. Infelizmente o meu médico não se compadeceu comigo e nem sequer punha a hipótese de o tomar.

      Eliminar
    14. Na minha gravidez também tive enjoos que infelizmente para além de durarem o dia todo, foram até ao inicio do 3.trimestre (quadro nada animador, bem sei). Na altura ainda tentei o nausefe mas a pedrada era tal que não me deixava levantar de manhã. No meu caso a única coisa que ajudou foi chupar cascas de limão. Bem sei que é um bocado estranho mas só aliviava mesmo assim, por isso andava sempre com uma caixinha. Para quem não gosta de gengibre este é um truque que não custa tentar.

      Eliminar
  26. Pêssego é como um bálsamo.
    Suco ou fruta.
    Gengibre (com moderação)cristais ou cha é um alivio!
    Alguém falou do sushi, de fato aqui no Brasil não é indicado para grávidas.
    Pense em equilíbrio do fígado, se vc se alimentar com esse objetivo vai ajudar muito!
    Bom, considere também que o fígado rege a raiva!
    Praticamente um Programa Detox estar grávida!!!!
    ( Ah, eu vivia uma dieta a base de cha preto com cream cracker...)
    De qualquer forma, voce é muito divertida Pipoca, ADORO o seu jeito escrachado de escrever!!!!
    Beijos Cariocas

    ResponderEliminar
  27. E a princesa Kate de inglaterra que até fica internada e já vai na terceira gravidez? E sempre com um aspecto fantástico? Mulher é assim mesmo.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Toma Pipoca, vai buscar!!

      Eliminar
    2. Pipoca, vai buscar as cápsulas de gengibre da SOLGAR!!

      Eliminar
  28. Enjoo sempre, mas na última gravidez (uma menina) enjoei muuuito. Perdi 3kgs no início da gravidez, o que deu ganhar até ao final só 9kg (deu para manter a linha... 😂). Mas vomitava imenso, muitas vezes e estava sempre assim. O que durou acho que até às 20 semanas, mais ou um pouco mais. Será que aqueles ditos antigos fazem sentido e é por serem meninas?!? 🙈😊

    ResponderEliminar
  29. Por aqui a experiência é a primeira, e embora não me possa queixar muito, já que nunca vomitei, também não tem sido a melhor! Tenho episódios de enjoo mas coisa de durar segundos e passar... Depois estou é sempre enfartada. Como uma peça de fruta e sinto-me como se tivesse ido enfardar todo o dia para um casamento. A par disso as minhas tensões que foram sempre ao baixo desceram ainda mais (9/5) e portanto há momentos em que se andar um bocado mais "para trás e para a frente" sinto o mesmo que quando acabo um dia de excursão a algum lado. Ainda domingo fui à Decathlon, estive lá 1 hora e no final parecia que tinha ido a Fátima a pé. E ainda só
    estou de 10 semanas... daqui a 10 dias tenho um fim de semana em Dublin e não me resta se não rezar para ter mais energia na altura... Não tem sido até aqui uma má experiência mas sei lá, sinto que não estou igual... Não estou a 100%, e só de pensar que assim será sabe-se lá até quando (porque imagino que depois do parto não seja tipo passe de mágica e volta tudo ao que era...) fico logo de pé atrás em voltar a repetir a experiência. Chego à conclusão que isto da gravidez é tudo publicidade enganosa e no fundo as que já estiveram grávidas querem é, como de costume, foder a vida às outras mulheres... Só acho.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Mas que mau feitio para quem está grávida, depois reclamam porque os bébés fazem birras!! Atenção que se sente muito cansaço, talvez não esteja a lembrar-se de tomar religiosamente o suplemento de ferro e ácido fólico. É importantíssimo!

      Eliminar
    2. Oh pá é verdade mesmo... Sinto-me muito birrenta tem toda a razão.
      E eu que não sou nada de me queixar, mas a publicidade à gravidez é sempre tão cor de rosa que confesso que não deixo de me sentir um bocado "enganada", mas pronto fui drástica quando falei das mulheres se lixarem umas às outras...
      Tomo sempre o ácido fólico, ferro a obstetra ainda não me receitou, as análises estavam boas não deve ter achado necessário... Acho que o meu cansaço é mesmo a tensão baixa... Mas proooonto também não deixo de estar feliz por ir ser mãe (embora daqui a 10 minutos esteja a colocar em causa toda a minha vida e as minhas escolhas desde a primária... lol mas diz que faz parte!)

      Eliminar
    3. A minha gravidez também foi assim, um cansaço descomunal, não era sono, era mesmo cansaço!

      Eliminar
    4. Não é para ser mazinha, mas se nao gravidez ha razoes de queixa, entao nos 2 primeiros meses de vida da criatura nem é bom lembrar... Custou me muito a gravidez que tinha muitos enjoos, mas depois de nascer foi ainda pior porque nao conseguia simplesmente descansar...

      Eliminar
  30. Estou solidária. Também vivi a saga dos enjoos até aos 4 meses. Fome, zero! O pessoal chateava-me para comer e só me apetecia dizer asneiras.A mim ajudava-me um pouco comer coisas com mentol...

    Vai passar.

    ResponderEliminar
  31. Primeira gravidez, enjoei ali entre o 3o e o 4o mes, nada de especial. Segunda, foram quatro meses HORRIVEIS em q vivi a caldo verde, puré de batata e pringles. Uma desgraça. Tb n adorei estar grávida da segunda vez, mas agora já estou com saudades da minha barriguinha 😍 a segunda gravidez parece custar mais a passar,não é? Enfim... No final vale a pena 😍

    ResponderEliminar
  32. As gravidezes são mesmo todas diferentes... Nas das minhas filhas não enjoei nada, foi uma maravilha. Tive outras coisas: diabetes gestacional da primeira, da segunda engordei mais e andava super cansada.
    Agora que estou grávida de um rapaz ia-me dando uma coisa nos primeiros 3 meses. Parecia que estava sempre com gastroenterite (cheguei a pensar que tinha mesmo gastroenterite tal era a estranheza da sensação constante de enjoo). Felizmente passou ao 4º mês.
    Uma coisa que foi comum em todas as gravidezes foi um humor de cão desgraçado. Sempre. Ainda não sabia que estava grávida e já estava a sentir-me péssima. Desta vez cheguei a tomar anti depressivos e depois descobri que estava grávida. Fico completamente louca, toda desnorteada, extremamente sensível e completamente diferente do que é o meu estado normal. Acontece sempre nos primeiros meses e depois, felizmente, passa.

    ResponderEliminar
  33. Pipoca, queixa-te à vontade. Quem acarta uma criança 9 meses e ainda leva com azia e enjoos e sei lá que mais e ainda vai ter de parir a cria pode queixar-se o que quiser. Sim, sei que há quem não possa ter filhos e custa-lhe mas também há quem tenha perdido o pai e ontem ninguém se coibiu de alardear sobre os pais da sua vida. Eu perdi o meu irmão há anos, custa-me horrores e não ando a acusar toda a gente que se atreve a dizer mal dos irmãos que tem (sobretudo quando é com um toque de brincadeira e ironia).

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Tenho uma filha com 7 anos e chego agora à conclusão que foi o meu milagre, demorei imenso tempo para engravidar e agora que queria o segundo estou a tentar há cinco anos sem sucesso. É a vida, as coisas são como são. Dito isto, sei o que é passar 9 meses a vomitar, com uma azia terrível, a boca a saber a metal (da ligeira anemia que tinha), inchada, com tensão alta (outra novidade), de mau humor, e tantas outras coisas que já se me varreram. É perfeitamente normal queixarmo-nos, caramba, só entende quem passa por isto. As gravidezes não são todas iguais e há mulheres que nunca chegam a saber o que é um enjoo, uma azia... Para as outras, a minha solidariedade. Queixar-se é um direito. Não usem como desculpa as "coitadinhas" que querem engravidar e não podem, porque eu sou uma dessas "coitadinhas" e sou a primeira a dizer que não gostei nada de estar grávida.

      Eliminar
    2. Teresa, obrigada por me repor a fé na humanidade. É isso mesmo. Espero que consiga engravidar e quando conseguir queixa-se de tudo a que tem direito! Um beijinho.

      Eliminar
    3. Obrigada, eu! Quero acreditar que vou conseguir. Um beijinho.

      Eliminar
  34. Bom eu acho que isto é dos anos em que nasce a criançada!! O meu filhote nasceu 1 mes depois do Mateus! 👍👍Primeira gravidez,espetacular,nunca houve enjoos e foram sooo 17 kg e a comida parecia que nunca chegava 😂
    Segunda gravidez,e actual e ultima, gémeos,quase 6 meses e apenas 6kg ganhos porque parecia uma ratazana do esgoto até as 19/20 semanas. Fiquei de baixa de risco mais rapido tambem pela perda de peso 😪 Ñ me consegui chegar a cozinha durante semanas nem sentir o cheiro da comida! Bem dito homem que me salvou 👏 Para ja tudo mais controlado!
    Epaaa vão para o caneco quando dizem que tar grávida e o mais lindo que existe 😂😂 (quase a andar à elefante) 👏 Vai correr tudo bem e teras aí uma linda princesa e quiçá uma pequena lontrinha apesar desses enjoos todos.
    Um beijinho e "tamu juntas nessa luta" 👌

    ResponderEliminar
  35. Bom, como ainda me lembro demasiado bem da minha gravidez, ainda não consigo pensar no próximo! A minha gravidez teve momentos tão doces, como tomar banho a vomitar, conduzir para o trabalho a vomitar, trabalhar e.... Enfim, já percebeste a ideia! Enjoei a minha própria saliva! Aliás, durante a gravidez, produzia bem mais saliva.... Parecia uma fonte. A descrição é outra pérola, mas tinha de andar, constantemente, com um rolo de papel higiénico atrás... Não havia como engolir tanta... Era isso, ou.... VOMITAR!!!!! 😅😅😅😅😅

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Oh meu deus, pensava que só me tinha acontecido isso a mim!!! Nunca produzi tanta saliva como quando tava grávida! Sobretudo enquanto dormia o que proporcionava imagens muito pouco sexys ao meu homem

      Eliminar
  36. Pipoca as melhoras e mto nausefe
    Eu estava no bloco a vomitar e a desmaiar. Quando o retiraram nem o meteram ao meu lado porque toda eu era vomitado.

    ResponderEliminar
  37. Eu igual.. das 2 gravidezes.. sendo que a segunda foi um bocadinho melhor, porque já sabia os truques todos. Aqui vão:
    - gengibre (de várias formas..mas eu usava em chá ou um para comer -picante)
    - maçã (aliviava muitoo)
    - assim que abria os olhos, ainda na cama, comia umas bolachas de água e sal, só depois punha os pés no chão
    - nunca ter forme, ir petiscando qualquer coisa, estômago vazio não ajuda
    - evitar situações de stress (para mim era tiro e queda, até à porta da escola vomitei ao deixar o primeiro..lol..se me cansava muito era mau)
    - cheiros fortes (tive uns meses sem entrar no meu escritório, tinha um cheiro qualquer a madeira que assim que lá entrava vomitava logo!)
    - e tomei o nausef das 2 gravidezes até ao fim..ás vezes testava, do género vou parar porque esta porra não faz nada..ui, ao fim de 1 dia ou 2 era a loucura a acontecer :)

    As melhoras pipoca!! ;)
    Passa num instante!

    Ana C.

    http://ervilhinhailuminada.blogspot.pt/

    ResponderEliminar
  38. Chá ou rebuçados de gengibre ajudam e comer uma bolacha ou duas de àgua e sal ainda deitada na cama, aguardar 10minutos e só depois levantar também. Felicidades. Ana Carina.

    ResponderEliminar
  39. Vi algures que aquelas pulseiras para enjoo podem ajudar!
    Não custa tentar! Compre umas giras, sempre servem de acessório! :P

    https://www.ktb.pt/pt/produtos/dispositivo-medico/Sea-Band


    Sea-Band contra o enjoo matinal da grávida

    Muitas grávidas sofrem de enjoo durante mais ou menos tempo, mas, para algumas menos afortunados, este enjoo pode continuar até ao fim da gravidez.

    A maior parte das mulheres evita tomar medicamentos contra o enjoo matinal, por haver o perigo de afectar o filho. Os estudos clínicos comprovaram que um dos tratamentos sem químicos mais eficazes é aplicação de pressão no ponto P6 ( Nei-Kuan) situado entre os dois tendões centrais do pulso.

    John Dundee, professor da Universidade Queens de Belfast comprovou clinicamente a eficácia deste método. Outro estudo italiano igualmente demonstrou que o enjoo matinal na grávida reduziu em 70% quando se usou a Sea-Band.

    ResponderEliminar
  40. Conheco a Sea-Ban mas infelizmente na 2ª gravidez não surtiu qualquer efeito mas claro em outras situações é bastante eficaz como enjoo bastante andar de barco ou até mesmo de avião para mim resulta.

    ResponderEliminar
  41. vomitei quase td o santo dia, talvez nao no fim, nem me lembro bem.
    td o q tivesse cheiro enjoava-me (carne, peixe, molhos, etc). a partir de certa altura deixei de falar nisso, pq como nao engordei mt ja tinha imensos treinadores de bancada a fazer grande teorias sobre vinte mil problemas. das memorias q mais tenho da gravidez e' de passar a vida a ir a casa de banho vomitar, em segundo de novo idas a casa de banho desta vez para urinar . ah ah! :)

    ResponderEliminar
  42. Experimente colocar uma rodela de gengibre fresco sobre a pele ligeiramente acima da linha dos pulsos (pode colocar uma ligadura à volta manter no sítio).
    É o que se recomenda aos doentes oncológicos em tratamento para minimizar os enjoos (é uma técnica de Medicina Chinesa).
    As melhoras!

    ResponderEliminar
  43. Cavalheiro do Aeroporto20 março, 2018 13:33

    Curiosamente não me lembro de ter enjoado durante a gravidez dos meus dois filhos.

    ResponderEliminar
  44. Só tenho um filho, um baby lindo com 8 meses e detestei estar grávida. A minha gravidez foi "normal", os enjoos do começo, só vomitei uma vez e tirando uma ou outra coisa, não houve nada a apontar. Eu é que não gostei, no final sentia-me grávida até à garganta. Dizem que o segundo filho é pior logo fico-me pelo filho único.

    ResponderEliminar
  45. Acupunctura melhora/ diminui o enjoo. Existem uma pulseiras "seaband" que também ajudam.
    As melhoras bjs!

    ResponderEliminar
  46. Primeiro uma gravidez santa..um menino, depois enjoei desde o primeiro dia até ao 6ºmês disse logo isto é uma menina, já me vem fud€$ a cabeça desde o inicio com este choque de hormonas todas iguais...nasceu aos 7 meses ... tive 4 semanas de paz...só! Muita sorte nessa hora!!! ;)

    ResponderEliminar
  47. Pips, calma... Comigo foram 9 meses de azia, vomitanço e enjoo... Vomitava assim que punha o pé fora da cama (literalmente, nem tempo dava para chegar ao wc) e repetia a dose pelas 18h... Não sei o porquê e comesse o que comesse, era igual... Amêndoas com pele foram uma pequena ajuda para a azia. Estava internada na maternidade e mais do mesmo. Tudo passou no momento do parto... Assim que o puto saiu cá para fora, tudo passou. Só não esqueci... E já lá vão 10 anos!!!! Felicidades e muita saúde.

    ResponderEliminar
  48. Na minha gravidez enjoei imenso, o que me salvou foram umas pulseiras para o enjôo que se vendem nas farmácias - sea band. Boa sorte !

    ResponderEliminar
  49. Eu apesar de ter enjoado só até as 13/14 semanas, fiquei viciada em gelo...é um péssimo hábito porque deve fazer mal aos dentes, mas eu faço gelo pequeno em casa e via e vejo televisao a trincar esses gelinhos... n elimina os enjoos completamente nem a canseira, mas ajuda um bocado e da prazer.... boa sorte.

    ResponderEliminar
  50. Daqueles situações pelas quais nunca passei nem passarei, mas gostaria de passar, seria uma benção poder ter um filho. felicidades!

    ResponderEliminar
  51. Sem querer agravar a situação mas já agravando, a minha gravidez foi TE-RRI-VEL. Costumo dizer que acabei de o fazer e já estava enjoada, sei o dia exacto em que engravidei porque fiquei logo enjoada! Foi do inicio ao fim Pipoca. Ja estava no hospital e ainda estava enjoada. Tomei comprimidos que me punham também nesse misero estado de me arrastar entre cama, sofá, cama,...Todos os dias antes de me levantar, tinha na mesa de cabeceira um copo com agua e uma bolacha de agua e sal (das minúsculas) e mesmo assim era ver-me a correr para a casa de banho. Numa determinada altura fiquei sem os tais comprimidos (NAUSEX???) e foi feriado, sei que se juntaram uma seria de coincidências e eu não tomei durante 3 dias. Foi o inferno na terra, nem agua conseguia reter... o gregorio foi o meu santo apelativo nestes dias. Cheguei a ficar com as mãos sem pele porque desidratei de tanto vomitar. Emagreci numa semana cerca de 3 kg. Foi horrível PMD e não, não posso dizer-lhe (no meu caso) que acabou por passar. Espero sinceramente que consigo seja completamente diferente.

    ResponderEliminar
  52. Isso poderá ser Hiperêmese gravídica? Quando tenho algo que me custa a passar vou contando os dias que faltam, estilo contagem decrescente, pode ser que ajude :)

    ResponderEliminar
  53. por aqui uma exorcista até às 30 semanas, depois seguiu-se uma dor infernal na virilha e hemorróidas. Não me apanham noutra.

    ResponderEliminar
  54. Pipoca também estou grávida, de 26 semanas e para grande infelicidade minha, o Nausefe esteve esgotado durante todo o meu primeiro trimestre de gravidez! Enjoei até perto das 18 semanas, tal como na primeira gravidez...
    O meu obstetra receitou-me o Dosil Plus, comprimidos de gengibre e vitabina B que previne os enjoos, vendem-se nas farmácias. Foi o que me ajudou :)

    ResponderEliminar
  55. Tente ginger-ale antes de levantar e durante o dia.
    Com ou sem bolachas de agua e sal.
    Remedio para quase tudo... no Canada!

    ResponderEliminar
  56. Vou ser mais dramática... Só estive grávida uma vez e não penso em estar mais nenhuma vez, devido ao que passei... Estive os 9 meses enjoada e os vómitos em si passaram com o tempo, mas a má disposição e a vontade de vomitar, estava lá.
    Passei os 9 meses de gravidez a dormir praticamente, porque o Nausef dava-me imenso sono, mas preferia estar a dormir do que estar com aquela má disposição...
    Espero que passe Pipoca e que fique melhor, pois não desejo a ninguém o que passei e digo o mesmo que a Pipoca: "Como podem dizer que estar grávida, é fofinho" :) :)

    ResponderEliminar

Teorias absolutamente espectaculares

AddThis