Pub SAPO pushdown

Preferia ser cega? Hmmm, not really

sexta-feira, janeiro 20, 2017


Estão a ver aquelas músicas que ouvimos de quando em vez na rádio, que até cantarolamos, que até nos fazem abanar a cabecita, até ao dia em que reparamos na letra com atenção e pensamos "espera láaaaaaa, o que é que se passa aqui"? Pronto, aconteceu-me com a música nova da Aurea, de seu nome "Blind Woman".
A música é bonita, é daquelas que entram depressa no ouvido, a Aurea canta bem e estava tudo a correr pelo melhor até eu atentar no refrão. A música começa por dizer qualquer coisa como "eu amo-te, sentia que não conseguia viver, mas depois tu voltaste, e eu voltei a mim. Eu cometi erros, não me sinto orgulhosa de muitos deles, se estiveres a planear deixar-me, vai ser a maior tragédia". Está dado o mote. Portanto, a música fala de uma mulher apaixonada, que aparentemente já foi deixada por um traste qualquer (partimos sempre do princípio que a culpa é deles, só para facilitar a coisa), mas admite que também fez asneiras e deixa no ar que se ele estiver a pensar pôr-se ao fresco vamos ter o caldo entornado. Notamos, logo aqui, algumas fragilidades, mas tudo bem. Até que entramos no refrão e ouvimos um:

Tenho a certeza
Preferia ser uma mulher cega
Do que ver-te a sair da minha vida
Preferia ser uma mulher cega
Do que ver-te a deixar-me pela segunda vez
Ohhh, preferia ser cega
Ohhh, preferia ser cega
Mulher cega

Uooooh-oh-oh, vamos lá ter muita calma nesta hora. Acompanhem-me: o que a letra diz é que esta mulher prefere fechar os olhinhos  e fingir que nada se passa, do que ver o gajo a pôr-se ao fresco novamente. É isso, certo? Se ela prefere fechar os olhos, quer dizer que prefere ignorar certo tipo de comportamento, olhos que não vêem, coração que não sente. Por isso ele que continue para aí a pular a cerca, desde que eu não veja está tudo na paz do Senhor. É isso?

Assim de repente, lembrei-me daquela cartomante da SIC que aconselhou uma vítima de violência doméstica a tratar o marido com carinho, porque pancada combate-se com amor. Esta letra é do mesmo género. Ai, ele faz-me a vidinha negra? Ai, anda enrolado com a Soraia da contabilidade? Ai, é mau marido, mau pai, mau amigo, mau tudo? Ai, não mexe a ponta de um corno cá em casa? Tudo bem, eu fecho os olhinhos e é como se nada fosse, porque tudo é melhor do que vê-lo  sair porta fora. Novamente. Isso é que não, valha-me Deus. 

Sou só eu que acho isto assim um bocadinho a atirar para o redutor da condição feminina? Onde é que anda o Maria Capaz quando é preciso, hmmmmm? Passamos a vida a dizer que temos de ser emocionalmente emancipadas, que não podemos permitir que nos tratem abaixo de cão, mas depois também não vem mal ao mundo se fecharmos um olhinho e nos fizermos de tontas. 

A outra leitura que se pode fazer é que a moça da letra está tão, tão, mas tão apaixonada que prefere mesmo ficar cega do que ficar sem o homem. O que, assim de repente, me parece um bocado parvo. Pessoalmente, se me dissessem "então, entre um homem e ter os doijolhos a funcionar devidamente, o que é que preferes?", eu escolhia os olhos. Mas isso sou eu, reconheço que todos temos prioridades diferentes. Para mim, olhos ficam. E o mesmo se aplica aos pulmões, fígado, baço, rins e coração. O resto, bem negociadinho, podia ser que chegássemos a acordo.

À medida que avançamos na letra percebemos que a moça, em calhando, não joga com o baralho todo. Lá vai dizendo que não é fácil gostar-se dela (que estranho, porque será?), que jura que se ele se for embora vai ficar na merda, que só consegue ver de forma clara quando ele está por perto, e que precisa muito dele, e que precisa muito dele, e que precisa muito dele. Credo, mulher, deslarga! Eu, que até comecei por estar do lado dela, no fim da música já estou a balançar e a achar que, se calhar, ele faz muito bem em considerar pôr-se a andar novamente. Ninguém aguenta tanta pedinchice e tanta falta de amor próprio. Mas pronto, conselho de amiga: deixa-te ficar com os olhinhos em segurança porque, parecendo que não, dão jeito. 

125 comentários:

  1. Ahahaha muito bem visto! X)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Também eu😅fartei-me de rir! É triste qd uma mulher não se sabe valorizar,mais triste ainda é quando Uma Mulher canta sobre isso!lol

      Eliminar
  2. Ai Pipoca, gosto tanto quando escreves assim!!

    ResponderEliminar
  3. Isto parece-me uma nova versão daquela música da Ágata, "Sai, sai da minha vida! Não, não te quero ver! Morro de ciumes desse perfume da outra mulher...."

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Ao menos a Àgata manda-o dar uma curva!

      Eliminar
  4. Ainda bem que nem toda a gente fala inglês e não compreende as letrinhas de tantas musicas! Boa Pipoca!!!!

    ResponderEliminar
  5. Já tinha pensado o mesmo quando ouvi essa música!

    ResponderEliminar
  6. olha, se é para ler coisinhas destas, volto cá :)

    ResponderEliminar
  7. Tão bom e tão verdade :D Mas eu sou suspeita porque não gosto nadinha das músicas da Aurea. E de repente lembro-me de outra música dela com uma letra esquisita: Scratch my back. Acho que não preciso de dizer mais nada :P

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. "Scratch my back" é no sentido da expressão "scratch my back and I'll scratch yours", do género de "uma mão lava a outra".

      Eliminar
    2. Epa, mas mesmo assim não me parece nada bem! De qualquer forma a minha implicância é mesmo com a voz da senhora. Não consigo ouvir nada dela.

      Eliminar
    3. Tenho o mesmo sentimento, mas pela Mafalda Veiga.

      Eliminar
    4. Ah, ri me tanto com este posr...

      Eliminar
  8. Muito bom! Eheheheheheh

    ResponderEliminar
  9. Realmente, já tinha pensado o mesmo... É o "problema" das músicas em inglês, ninguém quer saber o que estão a dizer, é em inglês só pode ser bom... =)

    ResponderEliminar
  10. O que eu me ri!!! Excelente!!! Viva a Pipoca!!!

    ResponderEliminar
  11. Bom, a Áurea, que até tem boa voz, também tem uma música cujo refrão é coça-me as costas...Nada surpreendente, portanto. :/

    ResponderEliminar
  12. O que mais me incomoda é que o refrão é quase uma cópia da "I'd rather go blind" da Etta James:
    "I would rather go blind boy,
    Than to see you walk away from me, child, no
    So you see, I love you so much
    That I don't want to watch you leave me baby"

    Não é uma cópia literal, mas a ideia é a mesma, dita por algumas palavras diferentes.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. também acho!

      Eliminar
    2. Pensei exatamente o mesmo quando ouvi pela primeiira vez.
      É uma cópia descarada da Etta.

      Eliminar
  13. fantástico...já me fartei de rir!

    ResponderEliminar
  14. Realmente..., uma letra muito redutora da mulher, nada como muita prespicácia, olho vivo e pé ligeiro..., mulher prevenida vale por duas...etc...no que respeita a relacionamentos amorosos!😉
    Ignorar"?! JAMAIS!😣

    ResponderEliminar
  15. Eu não levaria a letra assim "tão à letra", mas gostei :) E adooooro a música!

    ResponderEliminar
  16. Ou quiçá a moça, sendo esperta que nem um alho, prefere ficar cega só para atazanar a vida do moço. Bem vistas as coisas, até que conseguem uma redução em sede de irs. Ah, a malícia das moças apaixonadas! Marotas, que só elas. Maria

    ResponderEliminar
  17. A mim, parece-me uma versão manhosa da música que segue o link em baixo.

    Sugiro que ouças a original e ouças também a mesma música pela voz da Beyonce no filme "Cadillac Records". Muito, muito bom.

    https://youtu.be/_YFqGQjHgpo

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Na minha opinião, a melodia é tal e qual esta da rihana https://www.youtube.com/watch?v=0RyInjfgNc4

      Eliminar
  18. Esta música recorda-me a i'd rather go blind da Etta James que talvez a aurea tenha usado como referência.

    ResponderEliminar
  19. O regresso da Pipoca em bom. Em bom? Em melhor, que a idade não traz só desvantagens.
    Já ontem tinha sorrido rasgadamente, ao ver 200 e tal comentários num post sobre... lençóis polares (horrivelmente friorenta que sou, detesto-os, nisso discordamos, eu cá gosto é dos lençóis bem esticadinhos e frescos, 100% algodão, e o belo saco de água quente nos pés).
    Não é para qualquer um!

    ResponderEliminar
  20. Avaliando pelos últimos posts, só posso dizer que a Pipoca is back! :D
    Que saudades deste tipo de posts. :)

    ResponderEliminar
  21. Bem vinda de volta Pipoca :D assim já te reconheço :P

    ResponderEliminar
  22. Elaaaaaaaaaa até que enfim PMD no seu melhor... é disto que eu gosto é isto que me faz cá vir é isto que me anima é isto que gosto de ler é esta escrita humorada e critica que me agrada é isto que é ter conteúdo é isto PMD é isto...Epa AMEI!

    ResponderEliminar
  23. Obrigada Pipoca, já te sigo desde 1930 e confesso que já andava a sentir saudades tuas.

    ResponderEliminar
  24. Com mt pena minha não pesco uma de inglês, juro que já tentei e amava saber falar e escrever mas não me entra (sou das que acabei o 12º e teve que ficar mais um ano retida no secundário pq tinha o inglês do 10º por fazer)....E pelos vistos a Áurea está como eu....

    ResponderEliminar
  25. Bem Pipoca, acho que, mesmo não querendo, vais arranjar um problemão à Aurea. Vai ser toda a gente a acusá-la de plágio...

    ResponderEliminar
  26. Ainda bem que a Pipoca sarcástica e com o humor apurado voltou ;)

    ResponderEliminar
  27. Deixei de gostar de ouvir Áurea desde que que percebi que "Strecht my back " era: coça me as costas, loll :P

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Stretch my back: estica-me as costas
      Scratch my back: coça-me as costas

      Eliminar
    2. ups, mas mesmo assim é uma desilusão.... :P

      Eliminar
    3. A música é mesmo "scratch my back" :P Coça-me as costaaaaas, oh coça-me as coooooostas :D Nada mais romântico.

      Eliminar
    4. Que música parva. Tb deixei de suportar a Aurea com esta música do coça-me as costas.

      Eliminar
    5. E gostam das músicas por exemplo do Diogo Piçarra?
      "Porque tudo que nos vem
      Vai, vai, vai, cai, cai e outras bye bye bye
      Bye bye bye
      E quem queremos mais
      Vai, vai, sai, sai e outras bye bye bye
      Bye bye bye"
      Minha nossa!

      Eliminar
    6. Não podia concordar mais Anónimo das 16:01, que música tão parva!!!
      Em relação à Aurea, gosto de duas ou três músicas dela, odeio profundamente a "Scratch My Back"!!!!

      Eliminar
  28. Muuuuuita bom!!! :D

    Mas Ana, aqui há dias estava a ouvir na comercial uma música do Bruno Mars, que ouvida com atenção realmente ainda é pior que esta, ora vê lá:

    "I'd catch a grenade for ya (yeah, yeah)
    Throw my head on a blade for ya (yeah, yeah)
    I'd jump in front of a train for ya (yeah, yeah)
    You know I'd do anything for ya (yeah, yeah)

    Oh oh, I would go through all this pain,
    Take a bullet straight through my brain,
    Yes, I would die for ya baby,
    But you won't do the same"

    Desculpem lá mas que se lixe o Homem/Mulher, quem é que alguém com mínima sanidade mental faria este tipo de coisas ?! :)

    Beijinhos

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. E a musica,Marry you, tambem dele? Toda a gente dizia oh tão fofa cutxi cutxi tao romântica (cheguei inclusive a ouvi la en casamentos)...o gajo diz qualquer coisa do genero "está uma bela noite e quero fazer algo idiota..oh querida acho que quero casar contigo"...que romantismo pegado haja amor :p

      Eliminar
    2. A música é um melodrama pegado e mexe-me com os nervos o choradinho dele. Sim Bruno, já percebemos que tu morrias por ela, mas ela não te dava um rim se precisasses.
      Mas não me incomodam os exemplos que ele dá. Primeiro porque não interpreto a coisa de forma tão literal. Depois porque, se quisermos ser literais, em situações extremas, eu gosto de pensar que não hesitaria a defender a vida de quem amo.

      Quanto à outra, é só cómico. Há quem use a música como uma piada (casar requer alguma dose de estupidez), mas a maior parte das pessoas que a usa no casamento não faz ideia do gozo que vai na letra.

      Eliminar
  29. Gostei imenso da observação Pipoca. Foi a primeira vez que ouvi a música e tenho de facto que concordar contigo, com todo o respeito á música da Áurea...
    Estou solidária contigo Pipoca" olhinhos em segurança " e mais amor próprio:)
    Já na condição redutora da condição feminina tomo a liberdade de deixar aqui o link https://www.womensmarch.com
    Uma marcha que se irá realizar amanhã, dia 21 de Janeiro por todo o Mundo na defesa dos direitos das mulheres.

    Beijinhos

    ResponderEliminar
  30. Esta é a Pipoca que me faz voltar tantos e tantos anos depois. O que me ri :D

    ResponderEliminar
  31. Não sou nada fã das letras desta senhora. Lembro-me daquela do "coça-me as costas"...

    ResponderEliminar
  32. A Áurea já deve estar a repensar todas as suas canções neste momento!
    Mas isto uma pessoa ouve uma música em inglês na rádio e nem percebe muito bem a letra toda e depois vai a ver e não diz nada de jeito. Já me aconteceu várias vezes com músicas que até gostava :D

    ResponderEliminar
  33. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderEliminar
  34. Bom dia! Soar agradável não implica ter bom conteúdo... Mas afinal quase ninguém se importa. Muitos nem sequer percebem o que está a ser cantado.
    Bem Haja.

    ResponderEliminar
  35. Ana, certamente ainda és do tempo da Xobineski Patruska e dos seus posts de interpretação de letras de música (como grande sucesso daquela do JPP). Eu cá, que sou das que acha que o que é bom pode e deve ser copiado, ficaria contente se aproveitasses este post para uma nova rubrica do género.

    ResponderEliminar
  36. Tão, mas tão bom!!!! 👏👏👏

    ResponderEliminar
  37. Adorei maravilhosa pipoca 😂😂😂

    ResponderEliminar
  38. Quantas músicas inglesas por aí andam que traduzidas roçam o pimba e não terão pés nem cabeça nenhuma? Esta é uma delas, só fico feliz porque a rádio que eu oiço não passa as músicas dela! Yeahhhh

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Pensei o mesmo! Quando eu e a minha irmã eramos mais novas e queriamos praticar inglês, traduziamos as músicas que estavam na moda na altura (da pink, avril lavigne, robbie williams e mais do género) e era com cada letra mais estúpida!!! E a coisa só tem piorado...

      Eliminar
  39. Que bom que a Pipoca está de volta!! Claro que toda gente gosta de passatempos, mas são estes textos que fazem voltar ao blog! Porque passatempos muitos blogs podem ter, mas com este tipo de conteúdo e de escrita são poucos! É sempre um gosto ler os teus textos! Go Pipoca 👏👌

    ResponderEliminar
  40. Adoro o velho-novo registo. Clap Clap a partir de Londres

    ResponderEliminar
  41. A música de Etta James "I'd Rather Go Blind" diz praticamente o mesmo no refrão e não é por isso que deixa de ser uma grande música.

    ResponderEliminar
  42. Na minha opinião a moça quer dizer que não o deixa sair outra vez, porque desta vez sai ela. Porque cega ninguém quer ficar.

    ResponderEliminar
  43. Muito bom! Grande Pipoca! 👏🏻

    ResponderEliminar
  44. Pipoca rules!!! :)

    Num registo completamente diferente, sugiro atenção à letra da música "Duele el corazon" do Enrique Iglesias... Também é qualquer coisinha... ;)

    ResponderEliminar
  45. She is back! <3
    A adorar ver esta nova Pipoca, já tinha saudades! Foi exatamente por este tipo de posts que te comecei a seguir há já 6 anos!

    ResponderEliminar
  46. Muito bom! Parece-me uma boa ideia fazer umas pequenas explicações de algumas musicas para aí andam! Pipoca a esclarecedora de músicas ;)

    https://jusajublog.blogspot.pt/

    ResponderEliminar
  47. Se calhar é melhor manter a bexiga também 😁

    ResponderEliminar
  48. Já diziam os Clã que "a língua inglesa fica sempre bem".
    Por acaso, tenho esta mania de traduzir as músicas e rio-me como uma perdida com as pérolas que por aí andam :)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Mas isso era para dizer 'que te amo' e não quer preferia ser cega lol

      Eliminar
    2. Bem sei que era para dizer "que te amo" :-) Mas deves concordar que existem inúmeras letras em inglês que ao traduzir são verdadeiras pérolas.

      Eliminar
  49. Nunca li coisa mais desagradável! Que falta de maturidade e de compreensão! Mais vale estar calado que abrir a boca para dizer asneira , nunca ouviu isso? A Aurea é uma excelente artista , uma excelente intérprete como daquelas que já não há neste país! A música "Blind Woman"fez sucesso! E cada música conta uma história da vida dela, cada um tem as suas histórias, e você não tem de estar ai a falar da vida das pessoas! Foi uma história da vida dela! Não tem absolutamente nada haver com isso! Os artistas também têm vida pessoal e cada um faz o que acha melhor para a sua! Quem gosta , gosta e ouve. Quem não gosta paciência, tape os ouvidos! Aproveite a sua vida e deixe a da Aurea!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Quem diria que a Aurea lê o teu blog :D

      Eliminar
    2. Ainda há quem não atinja as suas ironias, Ana! Gostava de ver esta gente em outros espaços, onde o sarcasmo é rei. Duvido que percebessem uma única palavra!

      Eliminar
    3. Aurea, és tu?

      Eliminar
    4. Esta é a parte em que temos que ensinar ao anónimo (como se ele fosse muito burro) que cada um tem a sua opinião, e que a Áurea pode escrever, cantar e viver o que lhe apetece mas que não temos todos de concordar com isso.

      Eliminar
    5. Phaahahhaha muito bom! Deve ser daqueles fãs que dormem três dias à chuva para ver um concerto. Oh pipoca tão bom como os teus textos são estes comentários! Ainda estou a rebolar no chão de tanto rir phaahahhaha

      Eliminar
    6. Até que enfim alguém decente e com a mesma opinião que eu! Pessoas sem vida

      Eliminar
    7. Parei de ler no "haver"..

      Eliminar
    8. Então quem gosta ouve e quem não gosta tapa os ouvidos... o que que dizer da sua presença aqui? Quem gosta lê, quem não gosta nem precisa de vir aqui (segundo a sua lógica). Vamos lá ser um pouco coerentes..

      Eliminar
    9. Não se diz " nada haver" nesse contexto, mas sim " nada a ver ". De nada.


      Eliminar
    10. Muito boa aquela deixa do..." parei no nada haver"😂🙌🙏
      Me too...👏👍👌

      Eliminar
    11. Já cá faltava a 👄 reacionária
      Já tinhamos tantas saudadinhas😁.Ó alminha, será que é taõ difícil entender que continua por nascer alguém que agrade toda a gente???? e que o ditado " não se pode agradar a Gregos e Troianos" é tão velhinho quanto verdadeiro e aplica-se a TUDO na vida??!!!😉
      A Áurea, ñ precisa de defensores, é uma das grandes vozes da atualidade a par de outras, para quem gosta...por mim, as vezes gosto, outras detesto😉
      Quanto às letras, foi bom ler os comentários acima, por reconhecerem que as letras das músicas dos nossos artistas não são piores nem melhores do que as de outros renomados do panorama internacional😊
      Regem-se todos pela mesma bitola😁Atrevo-me a dizer, que a maioria das boas letras de músicas portuguesas são adaptações dos nossos mais belos poemas.

      Teresa

      Eliminar
    12. A ver pelos comentáros não é só a Ana Garcia Martins que acha ...

      Eliminar
  50. Eu adoro o post, não podia estar mais de acordo...mas depois há aquelas que têm mesmo e fechar os olhos (como eu, porque dependem financeiramente do pai dos seus filhos.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. WTF!!! Não tem duas mãos e dois braços? Isso soa-me sempre a desculpa.

      Eliminar
    2. Pois tenho!!!! E trabalho 8 horas por dia e crio os meus dois filhos sozinha que ele trabalha no estrangeiro...tenho o 12º ano e ganho 630 euros por mês!!!! acha que chega para dar uma vida digna aos meus filhos? Poissss é complicado não é?

      Eliminar
    3. Será complicado, com toda a certeza, mas pergunto (sem julgamentos) se o considera um marido/companheiro/pessoa que ama e confia ou é alguém que contribuiu para as contas?
      Se é alguém que anda a catrapiscar outras, pode sempre continuar a fazê-lo, assim como vai TER que continuar a contribuir para as despesas dos filhos e a Yummymummy pode viver, sem ser cega e quem sabe descobrir que poderá ter muito mais do que terá hoje! Sei que é fácil falar da vida dos outros, mas dá-me um aperto no peito quando leio histórias destas...Felicidades
      SJ

      Eliminar
    4. Olhe, eu compreendo que não seja uma decisão que se tome de ânimo leve. Mas não é impossível, e o seu marido teria de dar o sustento aos seus filhos. Acho que não se deve anular nem rebaixar por causa disso.

      Eliminar
    5. Concordo com a SJ! Ganhe coragem. O Pai também tem obrigação de continuar a sustentar os filhos. A despesa não é só sua!
      Tem de ganhar coragem e correr atrás do seu bem estar e felicidade, bem como o dos seus filhos!
      Muitas felicidades e não se acomode!

      Eliminar
    6. Penso que em alguns casos o que se quer fazer não se coaduna com o que é possível pôr em prática.
      Ser levado somente pelo coração parece ser o mais certo, muito louvável e corajoso.
      Mas na hora de cair na realidade, há contas a pagar, filhos a cuidar e milhentas outras obrigações que engolem muitas mulheres. Quando não temos quem dependa de nós, é sempre mais fácil do que quando há filhos pelo meio e pouco bom senso.
      Acho um pouco cruel que sejam as mulheres as primeiras a criticar outras mulheres, sem sequer tentarem perceber antes, sem tentarem colocar-se no lugar das mesmas.
      Os homens parecem-me um pouco mais solidários.

      Eliminar
    7. Celia Lopes eu não critiquei, de todo!! o que acho importante é que em 2017 as mulheres saibam, sintam, que não terão que carregar o mundo todo às costas! Os homens, que até podem ser muito solidários, não serviram apenas para colocar a semente e ir embora, olhar para outras enquanto as mulheres (cegas ou não) continuam a levar o barco.

      E sim, enquanto Deus me der saúde, cabecinha e amor próprio por mim e pelo meu filho eu nunca me vou contentar com uma vida de fachada!
      Esta sou eu, com o que acredito e defendo, para mim e para os que me rodeiam. No entanto respeito a opções de todos, desde que sejam conscientes e não apenas por comodismo (porque as há).
      Continuo de coração a desejar que a história que aqui nos trouxe, tenha um final feliz.
      SJ

      Eliminar
    8. yummymummy, e se um dia ele decidir deixá-la por uma dessas outras?

      Eliminar
    9. Anónima das 17:03, concordo consigo. Não foi um "ataque " a si, mais uma generalização pelo que tantas vezes ouvimos umas das outras; aqui mesmo, nesta "casa".
      Eu não tenho filhos e nunca dependi de nenhum homem, para além do meu pai, em devida altura.
      Mas infelizmente existem muitas mulheres que não têm confiança e força suficientes para tomar as rédeas da sua vida, com o que isso traz de bom e de mau. É muito fácil as pessoas serem apanhadas pela rotina e acomodarem-se, mesmo sem se aperceberem.

      Eliminar
    10. É tão fácil, tão fácil falar da vida dos outros! Dizer "no teu lugar eu fazia assim" porque estamos comodamente instalados na nossa vida que ainda bem que nos corre bem... acho terrível julgar! Vivo com o meu companheiro e a nossa bebé, e que Deus nos ajude a ser sempre felizes na companhia do outro, pois não imagino o que faria se algum dia o nosso amor se desencontrasse! Vivemos numa casa própria que é herança dele, portanto se um dia quiser sair pego na minha filha e vou viver com 600€ para onde? Alguém tem noção do preço das rendas na capital? Tenho amigas da minha geração que não conseguem sair de casa dos pais com os ordenados que temos hoje em dia, quanto mais quando já temos filhos a quem queremos, mais que qualquer coisa na vida, dar-lhes o melhor possível. Ainda que isso signifique sofrer. Os filhos não serão dependentes para sempre, e há sempre tempo para dar a volta por cima. Pelo menos não vivem em ambientes de discussões e agressões verbais como eu vivi, pois também a minha mãe não tinha possibilidade de sair de casa connosco (somos três) por não ter condições, e foram tempos difíceis. Mas crescemos, e hoje em dia admiro muito a minha mãe pois vi as lágrimas que ela deitou simplesmente por não poder largar tudo e ir embora. E fez isso por nós. Tenho 26 anos, ela tem 50, e vai bem a tempo de coleccionar memórias felizes uma vez mais.
      Cada um de nós tem uma história. Não julguem. Não apontem o dedo. Vocês não sabem como se sente a outra pessoa. Não tornem tudo fácil e simples e façam as pessoas, já de si mais fragilizadas, sentirem-de pior do que já se sentem. Mais compaixão, mais amor, mais compreensão. Menos donos da razão, da força, do "sou espectacular e se fosse comigo não papava isso de certeza". Isso não ajuda ninguém... e se não quiserem ajudar, também não escarafunchem o dedo na ferida. Caramba. Às vezes perco mesmo a fé na humanidade...

      Eliminar
    11. Célia, parabéns!
      Eu pus cobro a uma relação de fachada, porque reunia condições para isso. Já uma grande amiga continua a alimentar a sua por ser a única forma que tem de pagar as contas. O ordenado mínimo que aufere, num horário quase completo não lhe permite folias e os dois filhos, a quem já muitas vezes enchi a barriga, porque há alturas em que a mãe quer sair de casa, são gente.
      Quantas vezes em prol dos filhos nos anulamos!
      Se o fazemos muitas vezes sem estes...Imagine.se com filhos!
      Cada um sabe de si.

      Eliminar
    12. Anónimo das 20:49 admiro o espírito de sacrifício da sua mãe com tudo o que implicou, nomeadamente viver numa casa de discussões.
      Não vou dizer mais nada, porque pelos vistos sofrer desamadamente faz parte de uma vida que não conheci nem quero nunca conhecer! Lutei muito para não depender de homem nenhum, por isso, feliz ou infelizmente, eu e o meu filho nenhuma viveremos numa casa de cegueira!
      Sj

      Eliminar
    13. Obrigada a todos. Não vou contar toda a minha história, mas posso dizer que não existem terceiras pessoas. Existe sim uma exaustão por excesso de cobranças, consequência do nosso modo de vida. Ele cobre o sacrifico de trabalhar fora muito tempo para nos dar uma vida melhor, eu cobro o meu sacrifício por igualmente trabalhar e ainda cuidar dos filhos e da casa e de tudo o resto, que quem tem filhos conhece bem. Quando ele vem de férias eu estou esgotada e ele está de férias!! Não ajuda em nenhuma tarefa e vê-se no direito disso e eu ainda tenho mais trabalho quando ele vem. Não há romantismo que resista!!!Portanto se eu pudesse eu punha um fim.

      Eliminar
  51. Cada vez mais se presta menos atenção às letras. Sempre foi uma coisa que me irritou...
    _Ela.

    ResponderEliminar
  52. Que pirosice pegada que para aqui vai!
    Até quando vai enaltecer a escrita da Pipoca?
    Até quando é preciso dar as boas vindas à nova Pipoca?
    Sou só eu a ter percebido que o tom sarcástico e humorista nunca desapareceu?!
    Só houve menos textos, minha gente, e mais publicidade, que voltará, já que também faz parte do trabalho da Ana.
    Divirtam-se, sempre que os textos aparecerem, e controlem a ansiedade quando não lhe apetecer escrever.
    Por detrás da Pipoca, há a Ana...E haverá, certamente, momentos em que lhe apetecerá ser mais séria. Vão deixar de gostar dela, nessa altura?

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. APLAUSOS! FAÇO SUAS AS MINHAS PALAVRAS!

      ANA SILVA

      Eliminar
    2. Concordância total, parece bastante óbvio!

      Eliminar
    3. Oops! Mea culpa.

      Eliminar
    4. Realmente irrita tanta bajulação por algo que sempre existiu.
      O facto de a Ana ter dito que não escrevia tanto porque é muitas vezes censurada, não significa que deixasse de ter aquela escrita mordaz que se reconhece a léguas.
      Quando alguns leitores perceberem que estão num blog e não num circo, talvez sejam mais inteligentes e vejam para lá das palavras.

      Eliminar
  53. Não querendo fazer publicidade sem me terem pedido, o blog a Casinha da Boneca (até acho que ela é tua amiga/conhecida) tem uma rubrica em que traduz letras de músicas, para comprovar quão parvas ficam em português (e vice-versa): http://acasinhadaboneca.blogspot.pt/search/label/canta%20l%C3%A1%20isso

    ResponderEliminar
  54. Ahahahah.

    Adorei. Ainda por cima não suporto a Áurea.

    Beijinhos.

    ResponderEliminar
  55. aish. odeio quando isto acontece. mais uma a juntar-se ao Oh baby it's cold outside :(

    ResponderEliminar
  56. Por um amor assim mais assolapado...dava o baço ;)

    ResponderEliminar
  57. OBRIGADA! Pensei que tinha sido a única a ter essa mesma epifania no carro. Deu-se-me uma urticária fulminante, mas, then again, não deixa de simbolizar a grande maioria das mulheres que conheço actualmente. Eles fazem o que querem e elas não os largam, ponto!

    ResponderEliminar
  58. É muita falta de auto-estima e criatividade! Nenhum "traste" merece assim tanto protagonismo. A Etta começou a cantar isto nos anos 60. Muitas mentes já deveriam ter mudado desde essa altura. Pipoca, welcome back!

    ResponderEliminar
  59. muito bom pipoca, já tinha saudades!

    ResponderEliminar
  60. E ler este post na pastelaria onde não cabe nem mais uma formiga e começar a rir como se não houvesse amanhã?Hum?Como se costuma dizer,caguei...Adorei Ana!

    ResponderEliminar
  61. Oh Pipoca, para quem se indigna quando os seus leitores interpretam os seus textos de forma literal e sem atender ao sarcasmo/humor subjacente, não compreendi o texto. Um beijinho à Áurea que é muito bonita e querida

    ResponderEliminar
  62. Fantastico... Sempre fui assim mazinha... Pessima mesmo a linguas e quanfo ouvi esta musica pensei ca para mim! Cristo isto esta mesmo mau... O meu ingles estauma vergonha! Nao devo estar a perceber bem. Espero queninguem me peça informaçoes na rua... Please... Afinal percebi bem!!!

    ResponderEliminar
  63. Se calhar há muitas mulheres que se identificam com esta música, não existe mais nada para além daquela pessoa...

    Letra Blind Woman - Aurea

    ResponderEliminar
  64. É pá, acho a Aurea uma fofinha mas há qualquer coisa naquela voz que me eriça os pêlos da nuca. Quando se põe com os ' You can téééééééééééééééé ' fica tão mas tão desagradável ! Ela que é morena façanhuda pintar o cabelo de loirão e as sobrancelhas também é tão forçado. É isso! Para mim a Aurea é ultra forçada :(

    ResponderEliminar
  65. Ouvi-a hoje pela primeira vez. Achei o mesmo. Q parvoice,,ainda por cima j+a vejo tão mal..se cegasse então. Oh filha nenhum homem merece.

    ResponderEliminar

Teorias absolutamente espectaculares

AddThis