Pub SAPO pushdown

O país está a arder

quarta-feira, agosto 10, 2016

É uma tristeza ver tanta área consumida, ver pessoas a perderem tudo, ver os bombeiros a multiplicarem-se num esforço desumano. Nestas alturas queremos ajudar, mas sentimo-nos sempre um bocadinho impotentes ou sem saber qual a melhor forma de o fazer. Do que fui lendo por aí, penso que o mais fácil talvez seja contactar os bombeiros da área de residência e perguntar o que lhes faz falta. Há pouco li que os bombeiros de Cascais, por exemplo, estavam a pedir água engarrafada, barras de cereais e fruta fresca. Há também algumas instituições que já se estão a organizar para recolher fundos. A Cáritas Portuguesa é uma delas e criou a conta solidária "Cáritas ajuda a Madeira". A conta está disponível na Caixa Geral de Depósitos com o número 0035 0697 0059 724 013 028. Se puderem fazer um donativo, por menor que seja, fará seguramente a diferença.

Se souberem outras formas de ajudar os bombeiros e as populações atingidas, por favor partilhem na caixa de comentários.

*foto agência LUSA

32 comentários:

  1. Olá Pipoca. Tal como os Bombeiros de Cascais estão a pedir isso os de Alcabideche também. Podemos entregar isso em qualquer quartel para poder ajudar os nossos Heróis :)

    ResponderEliminar
  2. Os bombeiros necessitam de garrafas de agua pequenas. Quem puder contribuir e fazer o donativo, é só deixar a agua em qualquer quartel dos bombeiros.

    ResponderEliminar
  3. Estou com o coração tão apertado :( Acho que a ajuda que podemos dar mesmo é ir ao quartel de Bombeiros mais próximo, qualquer um precisa de ajuda, e deixar água e mantimentos que não se estraguem com facilidade.

    O que estão a pedir:
    - Água potável
    - Barras energéticas
    - Fruta
    - Bolachas
    - Leite
    - Alimentos leves

    Obrigada por divulgares Pipoca! Vamos todos ajudar.

    http://entreosmeusdias.blogspot.pt/

    ResponderEliminar
  4. Nao é so a Madeira que está a arder, o Alto Minho tambem esta a arder e tem ardido estes dias todos, Viana do Castelo, Arcos de Valdevez, Ponte de Lima, Paredes de Coura,tudo em estado de emergência, com mais de 100 fogos ativos mas só falam na Madeira. Era bom que tambem falassem e pedisse ajuda para as pessoas do Norte.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. O título do meu post é "o país está a arder" e não "a Madeira está a arder". E sugeri no meu texto que cada um contactasse os bombeiros da sua área de residência, para apurar as necessidades mais prementes. E pedi a quem soubesse de outras formas de ajudar os bombeiros e populações afectadas para deixar aqui um comentário a partilhar. Se pus o NIB da conta da Cáritas para a Madeira foi por ter sido o único que encontrei.

      Eliminar
    2. E o Minho, também, infelizmente. Barcelos foi muito afetado. Se o Governo tivesse accionado os meios mais cedo,tinham-se extinguido mais cedo e ainda davam um pezinho na Madeira mas não .Chegam tarde a tudo.

      Eliminar
    3. Os fogos não começaram no Minho. Com isto quero dizer que acionar os meios que já estão a ser utilizados noutro local é um bocadinho difícil.Na verdade, em caso de fogo, todos queremos ser imediatamente ajudados e que os meios cheguem logo. Mas, com tanta desgraça ao mesmo tempo é impossível. Os bombeiros não são incontáveis. Infelizmente é assim. Devem ser exemplarmente punidos os culpados. Exemplarmente. E a culpa é também de quem não limpa os seus terrenos e os deixam com mato da altura de homens, prontinhos para arder, ou por combustão espontânea ou por obra de criminosos (e não quero saber se estavam bêbados ou drogados. Antes de se embebedarem ou consumirem drogas estavam lúcido e tomaram a decisão de ficarem num estado de estupidez. São, por isso, responsáveis. Por mim a pena que deveriam cumprir seria 5 anos de trabalho em matas e florestas, das 8 da manhã às 8 da noite, 365 dias por ano. Sem penas. Uma palavra de incentivo e de solidariedade a todas as vítimas deste "desastre" nacional e aos Homens E Mulheres que abnegadamente o combatem:os soldados da paz.

      Eliminar
  5. É horrível ver este tipo de coisas todos os anos.... Mas ver ontem o fogo no meio de uma cidade com o Funchal é algo que ainda me deixa completamente atónita. Com é que é possível???? Na minha área de residência, felizmente, não costuma haver incêndios. Alguém sabe se posso deixar água e outras coisas que já li ela internet de que os bombeiros precisam num quartel qualquer? Eles depois farão chegar às cooperações que necessitam? Se andar por aqui alguém que tenha essa informação, eu agradeço!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Não sei qual é a sua área mas ontem entreguei numa corporação de Lisboa que está a enviar Homens para Viseu e Arouca. Calculo que muitas estejam a fazer isso. Tente ligar para o quartel e perguntar.

      Eliminar
  6. Boa. Obrigada pela informação, Ana!

    Jiji

    ResponderEliminar
  7. Não criticar o nosso trabalho já era muito bom... Sim, apesar de andarmos exaustos e de já não termos forças para nada, ainda há seres que, do alto das bancadas, nos criticam.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. se percebi bem pelo que escreveste, és bombeiro/a. só tenho uma coisa para te dizer: OBRIGADA

      Eliminar
    2. Força, muita força, vocês são os nossos heróis! Os seres que os criticam são pessoas más, incompreensíveis, e esses deviam passar só um pouco pelo que vocês passam para saberem o que custa. Obrigada por serem quem são, que Deus lhes dê o dobro do que vocês merecem.

      Eliminar
  8. Indescritível, que sina terrível a dos madeirenses,verdadeiros mártires de condições meteorológicas extremas, quer no inverno, quer em pleno verão! No entanto, não fosse a provável "mão criminosa", alguma falta de manutenção de matas e propriedades privadas, a irrelevante fiscalização e penalização de infratores..., evitar-se-iam ou minimizar-se-iam boa parte destes fogos... e consequente perda de biodiversidade,de pessoas e seus bens.
    Há que punir severamente os incendiários, tornar a vigilância e a fiscalização efectivas e permanentes, sobretudo nos meses mais propícios...
    Desejo fortemente que os fogos se extingam, que os nossos soldados da paz, cidadãos anónimos e todos os que se alguma forma ajudem nesta calamidade, tenham forças suficientes para o combate, são VERDADEIROS HERÓIS!

    MDM

    ResponderEliminar
  9. como no caso das cheias talvez também seja necessário enviar para a Madeira, bens materiais tipo roupas, cobertores, e outras, sabem se a caritas os recebe para este fim?

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Cobertores? Duvido que tenham frio...

      Eliminar
    2. Estão a precisar sim! Na página do Governo Regional eles fizeram uma lista do que estão a precisar com mais urgência. A maneira mais fácil de tentar que elas cheguem lá é junto dos quartéis de bombeiros, tentar perceber quais estão a enviar pessoas para a Madeira (são vários, felizmente!) e entregar lá!

      Eliminar
    3. Eu vivo no Porto Santo e estão a pedir de tudo: roupas de cama, roupa interior homem/mulher/criança, produtos de higiene pessoal, roupas, brinquedos, alimentos.. tudo! Aquelas pessoas perderam tudo, qualquer ajuda será bem vinda.. As doações podem ser feitas nos quarteis de bombeiros, RG3, Juntas de Freguesia ou Centro Civico de São Martinho. Eu adorava também ajudar o continente, mas infelizmente não me é possível! Por isso, por favor ajudem como puderem, onde puderem! O que nos parece pouco, para estas pessoas é muito acreditem.

      Eliminar
  10. No sentido de prestar auxilio de forma mais imediata, a Secretaria Regional da Inclusão e Assuntos Sociais, através do Instituto de Segurança Social da Madeira, apela aos madeirenses que desejam apoiar a população deslocada para o RG3, que colaborem com alimentos e outros artigos de primeira necessidade. Os produtos devem ser entregues na RG3, na Nazaré.
    Quando alguns ainda estão em desespero, com a vida e os seus bens em risco, outros revelam o que de melhor nos carateriza enquanto humanos, a solidariedade. Num momento em que nos sentimos impotentes face à catástrofe que continuamos a viver, temos que nos manter unidos e solidários uma vez que nos resta pouco mais a fazer.

    ResponderEliminar
  11. Pipoca, avisa, por favor, para que as pessoas levem água engarrafada mas em garrafas de 0,50 e 0,33! Ontem fui deixar algumas coisas aos bombeiros da Amadora e eles pediram que as pessoas tentassem levar garrafas mais pequenas. São mais fáceis de transportar e distribuir por todos os que andam a tentar salvar o nosso país!

    ResponderEliminar
  12. https://www.facebook.com/377888085741879/photos/pcb.531878743676145/531878730342813/?type=3&theater

    O continente está a ajudar em todo o país, basta contactar a loja continente mais próxima.

    ResponderEliminar
  13. Qualquer ajuda é sempre benvinda...
    Não vivo próximo próximo de nenhum dos locais onde existem fogos, mas tenho família na Madeira e o coração do tamanho de uma ervilha...

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. A benvinda mora na Madeira?

      Eliminar
  14. Um grande bem haja aos nossos bombeiros :(

    ResponderEliminar
  15. Podem me chamar drástica, mas a maior parte dos incêndios seriam evitados se os incendiários fosse severamente punidos, os mesmos quanto a mim são muito poupados nas penas que lhes aplicam, e nem digo o que lhes deveriam fazer, pois caía-me tudo em cima. Coitadas das pessoas que ficam sem os seus bens, estragam o ambiente que é de todos nós e nos anos seguintes voltam a fazer o mesmo, isto irrita-me profundamente.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Concordo plenamente, já existe uma petição pública para aumentar a pena neste casos: http://peticaopublica.com/pview.aspx?pi=PT82461

      Eliminar
  16. Pipoca a situação na Madeira é bem pior do que se vê nos telejornais.. Infelizmente está a acontecer o mesmo que no 20 de fevereiro, a encobrir a realidade para não prejudicar o turismo. :(
    Cerca de 300 casas totalmente ardidas, mais de 500 sem condições de habitabilidade, alguns mortos (pelo menos 8) que nem estão a ser autopsiados, mil e tal desalojados.. uma tragédia mesmo! :( há falta de tudo.. por favor, ajudem-nos!! Eu sei que no continente também está um caos, mas eu só posso falar daquilo que vejo.. eu não concordo em dar dinheiro mas 1 cobertor, 1 saco de roupa, produtos de higiene, 1 pacote de bolachas já faz a diferença.. e OBRIGADA do fundo do coração a todos os nossos heróis, aos nossos bombeiros que colocam a sua vida em risco para salvar o seu país..

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. É bem verdade o que tem passado na TV não faz justiça à destruição que se vê ao vivo e a preto!!! :( Mas temos de "manter aparências" por causa do turismo, segundo o governo!... E para ajudar podemos sempre pesquisar:
      http://24.sapo.pt/article/sapo24-blogs-sapo-pt_2016_08_11_839044016_incendios--precisa-de-ajuda-ou-quer-ajudar--saiba-como

      Eliminar
  17. Olá, sou madeirense, fui evacuada de minha casa, mas graças a Deus, não sofri danos, apesar da grande tragédia. Quanto à Caritas, não me parece ser o melhor veículo para dar donativos, foi uma má experiência com o 20 de fevereiro, DEIXOU MUITO MÁ IMAGEM!!!É PRECISO MUITO CUIDADO QUANDO SE DIVULGA ESTAS AJUDAS!!!
    O Município do Funchal criou uma conta, assim como, o Governo Regional.

    ResponderEliminar
  18. Isto foi um verdadeiro inferno tambem em arouca, foi porque ja passou! Parecia o fim do mundo, as pessoas impotentes, apenas lutavam pra protegerem as casas, foi muito dificil... a forca, intensidade, a velocidade com que a chamas andavam nao davam pros bombeiros fazerem nada, apenas evacuarem as pessoas e protegerem casas! Floresta toda destruida, geossitios
    destruidos, enfim um luto antentico! os proximos tempos vao ser muito dificeis principalmente
    para o comercio, arouca estava na moda, os passadicos do paiva era o ex libris da regiao e foi se td embora num ápice....os bombeiros foram incansaveis, apesar das burocracias com que
    trabalham que sao uma treta, nao podem tomar decisoes na era certa sem antes pedirem
    autorizacao a superiores que nem no terreno se encontram.... deixem nos trabalhar senhores
    comandantes! E de lamentar on seguinte: o comandante da cooperacao dos bomberos de arouca
    estar de ferias no sul e nao interromper as ferias pra se colocar ao servico, quando muito dar a cara, aparece quando td ja passou! Demita se se faz favor! O meu irmao mora em lisboa e veio
    propositadamente de lisboa a arouca com a mala do carro cheia de aguas, pra entregar aos
    bombeiros e ajudar no que fosse possivel! palmas pra quem as merece!,

    ResponderEliminar
  19. Boa Pipoca por ter sugerido uma medida de ajuda imediata!
    estou revoltada por ver tanta destruição deste país que tinha criado tanta vegetação doce, colina verdejantes, matas frondosas que eram consideradas sagradas pelos antigos, mas perdemos a magia e/ou o lado sagrado das coisas que a mãe natureza nos ofereceu e das quais depende a nossa vida, tudo está à disposição do maior lucro no menor tempo possível, é uma tragédia sem que se apurem os culpados
    coragem aos bombeiros !

    ResponderEliminar
  20. Tenho muita pena que todos os anos se verifique a mesma história. Demasiados interesses, demasiados loucos e uma legislação amiga dos proprietários que não limpam os seus terrenos. Tudo isto conjugado só pode dar asneira.
    Ao lado da minha casa estão dois terrenos vedados, são privados e, como tal, têm um dono. todos os anos as ervas crescem e os terrenos tornam-se num matagal impenetrável. Todos os anos faço queixa na polícia devido ao estado em que os terrenos se encontram e do perigo que representam para a minha casa. Em 4 anos de queixas os terrenos nunca foram limpos. Tenho contratado um jardineiro que ''fura'' a vedação de um terreno que não me pertence, entra em propriedade privada e limpa junto à minha casa. Como já estou farta desta história telefonei para a proteção civil para saber o que devo fazer, pois não tenho respostas e o terreno continua por limpar. Obtive uma resposta simples: - ''Temos as suas reclamações desde há 4 anos. O dono do terreno é notificado e multado e tem pago a multa todos os anos. Sabe, continuou, o problema é que o valor da multa é ridiculamente baixo face ao que o dono teria de pagar para limpar o terreno. E nós não podemos fazer mais nada, só e a senhora entrar com um processo em tribunal.''
    Pois é... assim eu continuo a pagar ao sr.jardineiro para limpar um terreno vedado que não me pertence e sr. proprietário vai continuar a pagar a multa. Assim não há floresta, mata, terreno e país que aguente. É triste mas foi a resposta da proteção civil de Oeiras ao meu telefonema de dia 11 de agosto de 2016.

    ResponderEliminar

Teorias absolutamente espectaculares

AddThis