Pub SAPO pushdown

Blog meu, blog meu, haverá comentador mais parvo do que o meu? #26

quinta-feira, junho 23, 2016

Sempre que publico alguma coisa aqui no blog e refiro que foi uma oferta da marca X ou um convite da marca Y, não falta gente indignada. É que caem aqui que nem tordos, é certinho. O pensamento anda sempre à volta disto: "estes piiiiiiii destes bloggers, que passam a vida a receber borlas, grandes piiiiiii. Têm um trabalhinho de piiiiii (trabalho... pffff) e eu que me mato num emprego das 9:00 às 19:00 tenho de pagar tudo do meu bolso. Onde é que está a justiça deste mundo, onde? Deviam era ir todos pró piiiiiii ou prá piiiiiii da vossa mãe, seus piiiiii". E pronto, eu que os ature. Ainda ontem me apareceu aqui um/a com um comentário que era mais ou menos assim:

"Com tudo à borla também eu. A sério, tu gastas dinheiro? Há alguma coisa na tua vida que não seja de graça?"

E hoje, que até estou aqui com um tempinho livre e a transbordar de boa vontade, vou responder a esta dúvida que assola a humanidade em geral e alguns dos meus leitores em particular.

Então é assim, querido leitor, quando diz "com tudo à borla também eu", há aí uma parte que sim, senhor, é verdade, e outra que não. A parte verídica é que
, efectivamente, com tudo de borla toda a gente vive muito bem e sem grandes chatices. Mas depois há aí a parte que lhe está a escapar, e que é a resposta à pergunta "mas porque é que eu não tenho tudo à borla?". Então é assim, se trabalha numa repartição de finanças, se é dentista, cozinheiro ou fiscal de linha, diria que, à partida, não é muito provável que haja marcas interessadas em oferecer-lhe coisas só porque sim, apenas por existir. Não é que sejam profissões menos nobres, atenção, nada disso, são até bastante importantes. Mas, assim de repente, que retorno é que poderia dar a uma marca? Pouco ou nenhum, certo? Imagine, um hotel oferece-lhe umas férias muito jeitosas na Póvoa de Lanhoso. Na loucura, irá falar disso a sete familiares, quatro colegas de trabalho e à vizinha do quarto esquerdo (mas apenas porque é impossível esconder-lhe o que quer que seja, passa a vida a meter-se na sua vida). Como deve calcular, é uma audiência fraquinha. Não em qualidade, calma, mas em quantidade. Posto isto, não estou a ver porque é que alguma marca haverá de querer dar-lhe o que quer que seja. Sabe, é que não há almoços grátis. As bloggers não recebem coisas pelos seus lindos olhos (ou grandes mamas, ou belo rabo, ou o que for), mas sim porque têm uma plataforma (um blog), com alguma audiência, o que lhes permite fazer uma divulgação mais ampla de um hotel, de um restaurante, de um champô ou de uma coleira anti-pulgas. É uma contrapartida. Um negócio. Uma win-win situation. Aquilo que lhe quiser chamar. Da mesma forma que as marcas investem em publicidade em revistas, na rádio, ou na televisão. É a mesmíssima coisa. E se um jornalista não paga para ir a um hotel e escrever sobre ele, ou se não compra um perfume para escrever sobre ele, porque é que com os bloggers haveria de ser diferente? As marcas pagam um tempo de antena num espaço que é nosso - o blog.  Não percebo exactamente onde é que reside a confusão ou, pior, a indignação. É só aquela coisinha chata de serem os outros a receber coisas, confesse lá. É aquele ardorzinho no estômago, aquele nervosismo que se instala, aquele sentimento tão bonito conhecido por inveja. E não faz mal senti-la, hã? Eu também olho para algumas bloggers, sobretudo internacionais, e morro de inveja da quantidade de oportunidades que lhes dão. Só não vou massacrá-las para os blogs, percebo que é trabalho, é a (pequeníssima) diferença entre nós.

Depois entramos na outra parte da questão, também bastante pertinente: "a sério, tu gastas dinheiro? Há alguma coisa na tua vida que não seja de graça?". Ora ainda bem que me fez esta pergunta, porque já há algum tempo que ando para trazer este assunto à baila. Então é assim: eu gasto dinheiro, há coisas na minha vida que não são de graça. Um choque, certo? Quer dizer, sou blogger, ando nisto vai para 13 anos, acho incrível (para não dizer indecente) que continue a ter de pagar por algumas coisas. E, assim sendo, vou aqui aproveitar o tempo de antena para divulgar algumas das coisas que me custam dinheiro, na esperança que as marcas caiam em si e ponham um fim a esta pouca vergonha. Então cá vai disto:

- Renda da casa: inconcebível. Uma bela fatia do orçamento familiar vai para a casa. Dinheiro que podíamos estar a estourar em férias ou em carros, mas que temos de gastar para para pagar um tecto. Nenhuma imobiliária  por aí que se chegue à frente? Somos gente honesta e limpinha, qualquer T8 está bom para acolher esta humilde família. Claro que também queremos garagem para quatro viaturas, piscinas (sim, piscinas várias), jardim, estufa, um pequeno jardim zoológico só de animais exóticos, uma roda gigante e zona de grelhados, que ter a casa a cheirar a carapaus é uma chatice, aquilo entranha-se por todo o lado. Vejam lá se tratam disso. Ah, e não se esqueçam que agora também tenho a renda de um escritório para pagar. Só despesas.

- Gasolina: Galp? Repsol? Cepsa? BP? Anyone? Detesto ter de gastar dinheiro nisso. Vá, arranjem-me lá abastecimentos vitalícios e eu digo que a vossa gasolina é a mais cheirosa e estilosa do mercado. 

- Escola do Mateus: a minha pergunta é: que escola é que não está disposta a pagar para ser frequentada por este pequeno querubim de caracóis dourados, este doce de menino, uma criança que eleva logo qualquer ambiente? É um bocado ridículo ser eu a pagar por isso, não vos parece?

- Contas várias: sim, em pleno século XXI há bloggers que têm de pagar água, gás e electricidade. Fazem petições por tudo e mais alguma coisa, mas para pôr fim a este flagelo ninguém se chega à frente. Triste mundo este onde as prioridades estão todas trocadas.

- Comida e compras para a casa: sim, é verdade que as bloggers têm muitas refeições à pala e isso é fixe, mas o que eu queria mesmo era que me pagassem as compras da casa. Tipo, Continente, se me estás a ler, um plafondzinho mensal de 500€ custa-vos pouco ou nada e a mim dá-me um jeitaço. Eu vou ao vosso site, anuncio ao mundo como é tão fácil e tão prático comprar online (e é mesmo!) e vocês dão-me este mimo em troca. Cartãozinho de 500€? Hmmmm? Temos negócio? Há meses, tipo Dezembro, em que se calhar temos de esticar a corda para os 750€, mas aí há peru para comprar, bacalhau, rabanadas, temos 40 primos enfiados cá em casa, vocês percebem. 

- Empregada doméstica: pôr a minha casa em ordem devia ser visto como um privilégio. Já expliquei a variadíssimas empregadas o quão prestigiante é poderem dobrar-me as cuecas ou limparem-me o microondas. Não sei se já vos disse, mas sou praticamente uma Deusa. Deviam ser elas a pagar-me para poderem exercer estas funções, mas não vão na cantiga, querem sempre ser pagas. Ingratas. 

- Roupa: isto então é mesmo uma pouca vergonha. A vida da maioria das bloggers é mostrar trapos e ainda têm de pagar por eles? Era o mesmo que começarem a cobrar pelas hóstias aos católicos. Há limites. Sim, verdade que há várias marcas que nos oferecem roupa, mas eu acho que o conceito se devia estender a TODAS as lojas do mundo. Imaginem, criava-se um Cartão Blogger, quase como se fosse um Cartão Jovem, mas para bloggers (e em bom). E não era com descontos, pffff, coisa de pobre, era mesmo com ofertas. E depois era ver-nos a saltitar alegremente entre a Zara, a Chanel e o que mais nos apetecesse, encher sacos, apresentar  o cartão e "ah, sim senhora, se é blogger então não paga nada, vá em paz e que o Santo das Compras Desenfreadas a acompanhe". 

- Quotas e bilhetes do Benfica: bom, se eu não sou a blogger portuguesa que mais fala do Benfica, então digam-me quem é. Aliás, só por ter o símbolo do Glorioso ali no header já devia ter direito a cativo vitalício na bancada central (com gravação do nome em ouro), um jantar semanal com o Rui Costa (para discutir contratações e essas coisas), bitoques grátis na Catedral da Cerveja, livre acesso aos balneários (com direito a tapinha nos rabos desnudos dos nossos meninos), um passeio mensal com a águia Vitória e um beijo na boca do mister por cada campeonato conquistado.

- Seguros de saúde: helloooo? Zelar pela minha saúde é uma coisa de interesse público, eu estou aqui para vos entreter, para alegrar os vossos dias. Agora que penso nisso, deviam ser VOCÊS a pagar-me o seguro. O NIB segue no final do texto.

- Viagens: tenho algumas à borla, é um facto, mas não todas. Pelo bem que já disse da TAP, já eram meninos para me encher o cartão com milhas para dar 78 voltas ao mundo. Mas quem diz TAP diz Emirates, diz Qatar Airways, diz qualquer uma dessas boas, hã? Não se acanhem.

- Livros: há algumas editoras que enviam um ou outro, mas eu tenho o hábito (parvo, assumo) de gostar de ser eu a escolher aquilo que leio. E então é ver-me a deixar pequenas fortunas na FNAC ou na Bertand. Há alguma necessidade disto? Claro que não. Desenvolvemos já aqui uma parceria e não se fala mais no assunto. 

- Contabilidade, advogado e burocracias várias: quanto mais aborrecida é a profissão mais nos cobram, não é? Uma coisa compensa a outra. Preciso de os ter na minha vida e dão-me muito jeitinho, mas também são caroooooooooos! E nem sequer me vou pôr a falar da brutalidade de impostos, que largo aqui numa choradeira que ninguém me cala. Finanças, hmmm, que me dizem? Pensamos numas borlas aqui para a menina?

Bom, de uma forma genérica é mais ou menos isto. Podia acrescentar que também pago gelados no Santini, que pago croissants no Careca, que pago revistas e jornais, que pago por computadores e tinteiros para a impressora, que a minha última Canon fui eu que a comprei e já ando a pôr dinheiro de lado para outra, que pago viagens na CP e outras cenas assim. Mas vou calar-me, não vão vocês perceber que isto de ser blogger, afinal, não é assim tão espectacular.

164 comentários:

  1. Já me ri Pipoca! Realmente é preciso uma certa dose de paciência...
    Mas quem é que ainda não sabe que as bloggers (portuguesas ou estrangeiras) mais conhecidas têm coisas à borla ?! Às marcas, mesmo dando borlas, fica-lhes sempre muito mais barato do que investirem na publicidade dita normal em jornais/revistas/tv. Ai mãezinha... a cabecinha também serve para pensar!!

    ResponderEliminar
  2. AAHAHAHAHAH melhor post de SEMPRE!! É sempre um prazer ler o que escreves!! =)

    ResponderEliminar
  3. Vou expressar aqui a minha opinião sobre a pipoca e sobre isto de uma maneira que nunca fiz.

    A Pipoca anda nisto há anos... Não me lembro desde quando é que a sigo, mas já lá vão uns bons anos. Acho uma parvoíce certos comentários que aqui aparecem e defino-os bem numa palavra: INVEJA. Porque se não fosse inveja não se davam ao trabalho de vir aqui cobiçar (mas ainda bem que vêm, contribuem para as visitas e mais visitas = mais parcerias etc etc) e muito menos se davam ao trabalho de vir para aqui com certos comentários. Vai-se a ver e são só meia dúzia de pessoas invejosas que fazem uns 100 comentários. TUDO INVEJA. A Pipoca recebe muitas coisas sim, mas há duas coisas que a distingue de outras bloggers que andam para aí feitas idiotas:
    1. DIZ QUANDO ESTÁ A FAZER PUBLICIDADE/ RECEBEU ALGO EM TROCA. Caso não saibam isso é de LEI e há muito boa gente que não faz isso. Estamos no século 21 toda a gente sabe que os blogs são uma excelente forma de publicidade (muitas vezes barata) portanto vamos aceitar isso está bem?
    2. Dá a opinião e faz a publicidade de uma maneira criativa e TRABALHOSA. Não se limita a receber as coisas e dizer "ah que isto é tão bom, este creme é a melhor coisa do mundo". Na semana a seguir recebe um creme concorrente "Ai não, este creme sim é o melhor do mundo. Isto é que é bom". Há muitas bloggers por aí que limitam-se a mostrar as coisas sem qualquer contexto e sim, sem qualquer trabalho.

    Para além disso ter um blog é algo muito trabalhoso e enquanto algumas pessoas trabalham das 9 às 18 a pipoca trabalha das 9 às 18 e ainda é capaz de depois do banho do Mateus ir trabalhar outra vez.

    Detesto gente invejosa que só sabe criticar, mas faz ZERO para ter sucesso na vida.

    Continua pipoca, és a maior! E adoro ver as fotografias das tuas viagens porque trabalhaste para as receber. :) Beijinho

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Concordo com tudo neste comentário. clap clap clap!! Não diria melhor

      Eliminar
    2. 100% DE ACORDO

      Eliminar
  4. Beeeeem JURO que depois de ler este post (ainda estou a enxugar as lágrimas de tanto rir... serio mesmo!), vou assistir ao próximo stand up em que a PMD participe. Ainda pensei, ah e tal deve ter a sua piada mas enfim, rir às gargalhadas com uma blogger, naaaaaaah não é coisa para mim. Retiro tudo o que pensei vou, vou sim senhora! Texto ESPECTACULAAAAR e bendito seja "o comentador mais parvo que o meu" que originou este fartote de gargalhada. (PS- Estou a ter um dia horrível, que tem a ver com resultados de exames médicos do meu filho, mas agora ao rir descontroladamente aliviei, bem haja PMD bem haja).

    ResponderEliminar
  5. Só digo isto: se pagas muito de IRS é porque também recebes bastante, admite. No mais é óbvio que também tens despesas e devem ser grandes MAS ( e fui eu que comentei ) dás a ideia que tudo na tua vida é uma borla. Se calhar fui incorreta e peço desculpa se me excedi mas se escreves num blog e te expões também deves ter estofo para certas perguntas... Cumps, C.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Parece-lhe que me falta estofo? :)

      Eliminar
    2. Não fui eu que escrevi o comentário, mas passo a explicar:
      não tem resistência física ou psicológica.

      Eliminar
    3. Engraçado! os portugueses são conhecidos no estrangeiro por "tentarem" comer de graça ou melhor comer e sair sem pagar. lol

      Eliminar
    4. Permita-me discordar Anónimo :)
      Acho que a Ana tem muita resistência sim! E humor, perspicácia e jeito para o negócio!
      De outro modo não estaria aqui vai para 13 anos e não teria o espirito de escrever este texto hilariante, tão ao seu estilo, que vai ter bastantes visualizações e, possivelmente, trazer-lhe mais rendimento.
      Perguntar se ela gasta dinheiro em tom jocoso é estar a ajudar que ela ganhe ainda mais... muito complexo...

      Ana, concordo com todas as borlas que mencionou e com as que se esqueceu de mencionar!
      Só não concordo com os croissants do Careca!!! São fabulosos mas com tanta gordura, que deveriam ser mais caros, para que caíssemos menos vezes em tentação...

      Eliminar
    5. Não, a Pipoca não dá a ideia de que tudo na sua vida é de borla. O Anónimo é que só vê o que quer ver.

      Eliminar
    6. É uma perfeita falta de boas maneiras tratar alguém " que só conhecemos através de um blogue" e com quem não temos qualquer relação próxima, por "TU"!): Tremenda falta de educação! "O tratamento tu cá...tu lá" implica proximidade com o outro, cumplicidade...intimidade etc... Este princípio de trato social aplica-se ao "tratamento" de todas as pessoas que simplesmente conhecemos...Desengane-se a anónima(objeto deste post)se pensa que a estou a criticar por se tratar da AGM e por esta dever estar num "pedestal"!Nada disso,todas as pessoas com as quais não privamos devem ser tratadas na terceiro pessoa, excepto tratando-se de crianças!

      Eliminar
    7. A sua explicação pode não ser a mais adequada, o anónimo podia ter dito em substituição de "estofo":
      "falta de capacidade de encaixe"...!

      Eliminar
    8. As pessoas adoram meter o Narizinho na vida dos outros, no que ganham, no descontam, no que têm. Mas por que carga de água é que lhe diz respeito?

      Eliminar
    9. Anónimo das 14:33, mas qual é o seu problema? É que tem que haver aí um problema qualquer na cabecinha... Se por acaso fosse TUDO à borla, que mal tinha? Alguém lhe foi tirar o dinheiro para pagar as borlas da Ana? Eu confesso que tenho inveja, mas da boa, não ando por aí a mandar bitaites tristes.
      Liberte-se e seja feliz, e menos raivosinho :)

      Eliminar
    10. A inveja é sempre má, não existe inveja "da boa".

      Eliminar
    11. Existe inveja da boa. Eu tenho-a! Devo ser anormal, mas não interessa :) antes a "minha" inveja da boa, do que a inveja dos outros que vêm para aqui comentar coisas tristes.

      Ass: Anónimo das 19:01

      Eliminar
    12. Sim anónima , a Pipoca porque tem um blog e partilha coisas vocês acham que partilha tudo. E tem também de responder a todos os vossos caprichos. A sério, vocês não têm a vossa vida? Deixem de ser invejosas. Também lhe digo: que falta de estofo que anónima tem, vem aqui dizer uma coisa que ninguém sabe: quem paga muito recebe muito. A sérioooooo?

      Eliminar
  6. Muito bom pipoca! ahaha

    ResponderEliminar
  7. Por acaso não concordo com o título deste post ( embora concorde em muitas coisas do que escreveste ). Não há almoços grátis porquê? Palavra que nunca percebi este chavão. Uma pessoa pode ser generosa com outra sem estar à espera de nada! Ou na tua vida apenas te moves pelo que vais receber?? Palavra que não percebi, ou então é do calor que estou confusa.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. É uma expressão. Não fui eu que a criei.

      Eliminar
    2. Não a criou mas usa-a - logo, concorda com ela, não é? Se não concordasse, não usava; ou é só um automatismo de linguagem? Concordo consigo em tudo o que diz no post mas a sua defesa do título é muito fraca.

      Eliminar
    3. É uma expressão que se usa muito no contexto da economia. A primeira vez q a ouvi foi precisamente numa aula de economia,significa que tudo tem um preço.

      Obviamente nao se aplica a todos os contexto. É uma generalização.

      Eliminar
    4. É a primeira coisa que se aprende em Economia. Quer dizer que sim, no mundo dos negócios, não se dá nada sem receber algo em troca. E é bem verdade.

      Eliminar
    5. Professor Joao Cesar das Neves

      Eliminar
    6. Sim, é na economia que mais se usa esta expressão antiquíssima. E aplica-se a tudo. Nada nos cai no colo de graça. Até mesmo quando a avó fica com o neto, apenas um exemplo, há sempre alguma coisa que nos sai do pêlo, quer queiramos ou não.

      Eliminar
    7. A primeira vez que ouvi essa expressão foi numa aula de mecânica dos fluidos. Isto é, em todos os escoamentos se perde energia. Como a anónima disse, aplica-se a tudo.

      Eliminar
    8. Já agora, quando se diz que tudo tem um custo, não tem necessariamente de ser monetário, pode ser tempo. Ao dizer que uma pessoa dá algo sem esperar uma coisa em troca, não é necessariamente verdade, no contexto nas amizades supostamente não pagamos para as ter, mas perdemos tempo, vamos tomar aquele cafézinho (custo monetário) etc logo não há almoços grátis. Como aqui já foi dito, aprende-se logo no início das aulas de economia.

      Eliminar
    9. Acho que aqui a expressão assenta que nem uma luva. A Pipoca como blogger recebe muita coisa sem pagar, mas por cada uma, a marca que a dá quer ver o retorno. Como escreveu no texto, ninguém dá nada a ninguém por uma pessoa ser espectacular. Se a Pipoca não tivesse criado esta plataforma com a tremenda visibilidade que tem e não a continuasse a alimentar ninguém lhe dava nada. E penso que a Pipoca trabalha bem ciente de que se um dia perdesse toda esta visibilidade e não continuasse a alimentar a máquina criada, perderia o rendimento e regalias que esta profissão lhe dá. Agora que tem uma vida do caraças isso tem, quem me dera a mim =)

      Eliminar
    10. Concordo plenamente com a expressão "não há almoços grátis", expressão utilizada no âmbito da Economia mas aplicável à vida em geral: por norma, esperamos que os outros ajam connosco, pelo menos, da mesma maneira que nos... Ao que parece, só Jesus Cristo deu a outra face!

      Eliminar
  8. Gostava de ter metade do teu senso de humor! Não queres partilhar comigo? :D Girl, you have a gift!! ;)

    ResponderEliminar
  9. Colocas por favor o nº do NIB para pôr na declaração do IRS.

    ResponderEliminar
  10. Pipoca,

    Eu contabilista, ofereço-te um cheque prenda dos meus serviços, para usares ( e abusares ) como se de Louboutins se tratassem durante tempo ilimitado.
    Afinal, será para mim uma honra, tocar nos papéis onde tu já tiveste as mãozinhas.
    Temos parceria?

    ResponderEliminar
  11. Um dos melhores posts de sempre :D
    Mantém este estilo que é o que de melhor há por aí

    ResponderEliminar
  12. A Pipoca no geral é má pessoa, mas depois a verdade é que quando surgem daqueles passatempos BOMBÁSTICOS que a própria blogger que tem tudo à borla dá, todos estão cá batidos e não reclamam por ser "à pala de outra". Quer gostem de si ou não.

    ResponderEliminar
  13. PALMAS! :D Que grande explicação. Muito bem!

    E pelo caminho se não gostares de qualquer coisinha podes mandar cá para casa que eu não me importo ahah :p

    Jiji

    ResponderEliminar
  14. A dor de cotovelo em Portugal é uma coisa terrível e acho que não há médico ou remédio que a possa curar.
    Parabéns pelo seu texto e pelo seu blog!

    ResponderEliminar
  15. Ei, falo muito mais do SLB do que tu!!! Vê lá vê!! :)

    Realmente não percebo pq raio as marcas pagam balúrdios ao CR7 e não a este teu anónimo para fazer publicidade. Não se percebe mesmo.
    :)

    ResponderEliminar
  16. TOP :) ADOREI A RESPOSTA

    ResponderEliminar
  17. Eu nunca - NUNCA - pensei, ao criar um blog há quase um par de anos que ia ter algumas parcerias. Criei o meu mariadaspalavras.com porque (como o nome indica) estava cheia de vontade de as distribuir - às palavras.
    Desabafei, falei de coisas minhas, livros e estadias e debitei parvoíces que fizeram as pessoas rir.

    Um dia chegou-me às mãos, sem que pedisse nada a ninguém, uma parceria. Depois outra. E essas parcerias iam exatamente ao encontro daquilo que eu já falava no blog - e falo das coisas que me são oferecidas (mas não me sustentam!!) com a mesma franqueza que falava antes quando as usava do meu bolso.

    Não faz diferença. Continuo a receber comentários a dizer que agora estou a fazer publicidade, quando efetivamente a única coisa que mudou foi que antes falava das coisas sem mas darem a experimentar de forma gratuita (e são só umas pouquinhas).
    Todos os dias faço um novo post, pelo menos. Talvez menos de um por semana seja fruto de parceria (não sou nenhuma Pipoca :D). E mesmo assim há sempre uma alminha pronta a apontar o dedo.

    E se isso acontece com o meu blog pequenino, nem imagino a quantidade de dedos apontados que recebes. Olha: aproveita! Quem sabe o trabalho que isto dá, valoriza-te e quem não sabe, também nunca vai perceber porque não tem trapinhos da Prada a cairem-lhe nas mãos.

    Beijinhos

    Maria das Palavras
    http://www.mariadaspalavras.com

    ResponderEliminar
  18. Não tem nada a ver, mas esta raivinha às bloggers que fazem disto trabalho lembra-me a panca que um familiar meu (e muita gente, imagino) tinha a respeito da jornada de trabalho no público vs. privado. Desejava uma carga horária de 35 horas semanais para todos? Não, queria a extensão das 40h à função pública, que isto se nós estamos mal custa-nos ver os outros menos sobrecarregados. Caramba, as pessoas estão tão formatadas pelo molde normal de trabalho que não concebem que há quem também se esforce muito - ou mais -, apesar de ter uma dinâmica de trabalho diferente, com outros horários e mais privilégios.


    Kill Your Barbies

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. É a tão portuguesa expressão "a galinha da vizinha é melhor do que a minha".
      Então e que tal melhorarmos a nossa em lugar de invejar a da vizinha?
      A questão é que vemos uma galinha muito gira e bem cuidada, mas não sabemos o trabalho que a vizinha teve e tem para que a sua galinha continue bem! E por vezes dá muito trabalho, trabalho que não se vê!
      Mas é bem mais giro e rápido dizer mal do que pôr o cérebro a pensar por um bocadinho...

      Eliminar
    2. Isso das 35h semanais também me mete espécie, mas não, não desejo que todos passem a trabalhar 40h. Eu é que quero deixar de ser cidadã de 2ª. e quero passar a trabalhar 35h também!

      Eliminar
    3. Só nao incomoda que os trabalhadores públicos trabalhem 35h quem nunca trabalhou na vida como privado e sem nenhuma dessas regalias.

      Eliminar
  19. Oh, Pipoca e os meus braços com celulite? Posso usar os mesmos produtos das pernas? Vá lá que ainda te dão umas borlas dos produtos que aconselhares. Mas, como sou daquelas que acham que tu aconselhas honestamente, faz-me lá isso.

    ResponderEliminar
  20. Posso dizer que também me faz comichão tanta oferta!!! Sim, eu também queria receber nem que fossem só as estadias dos hotéis! Só há um problema,aliás dois.... Não tenho nenhum blog e não escrevo como a Pipoca. Sou é uma invejosa de primeira(guilty!!!). Mas mais comichão do que isso dão-me as pessoas que vivem amarguradas com o sucesso dos outros... Chamem-lhe urticária mesmo! Parabéns Pipoca!!! Belo texto��

    ResponderEliminar
  21. e será que todas as marcas publicadas aqui tem retorno?
    por exemplo os carros, quem vai a correr comprar porque veio no blog?

    ResponderEliminar
  22. O mais "engraçado" nisto tudo é que até podias viver com tudo à borla, sem gastar nada, e mesmo assim ninguém teria nada a ver com a tua vida.

    Gostei muito do texto, como sempre ;)

    Beijinhos

    ResponderEliminar
  23. Não querendo ser indelicada confesso que me faz alguma confusão... como é que a pipoca consegue viver apenas das receitas do blog e ainda ter uma vida (aparentemente) folgada em termos financeiros. Mas isto sou eu que, na minha ignorância, acho que as marcas pagam a publicidade em bens e não em numerário. Mas devo estar redondamente enganada.
    Por exemplo a ida ao Porto Santo, ao Pestana Colombos, pensei inicialmente que o pagamento seria mesmo a ida /estadia mas, provavelmente, além disso, o pestana deve ter ainda pago um valoe... porque se assim não fosse a pipoca não conseguiria viver e suportar todas as suas despesas.
    Depois, ainda me pergunto se o trabalho da pipoca também não será contatar as marcas e angariar "publicidades" ou se serão mesmo as marcas a entrar em conctato...
    São meramente curiosidades...

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Óbvio que as marcas pagam. Se a senhor(a) trabalhasse numa perfumaria, a loja não lhe ia pagar em perfumes, certo? O raciocínio é o mesmo. Há posts que são expontâneos caso as bloggers gostem de algo e não tenha sido paga para isso, mas quando diz em baixo "*post escrito em parceria com a marca X " significa que houve um valor combinado para o post estar no blog.
      Para além disso também se ganha dinheiro com os clicks nas publicidade que aparecem no topo do blog, ou quando está a aceder ao mesmo.

      Eliminar
    2. ahhhhh, este comentário é demais!!! Eu nao percebo patavina de blogs ou como funcionam, apenas gosto de os ler e isso chega-me! Mas este comentário , por favor !! como se diz na minha terra se é chato coça, se coça faz ferida, se faz ferida vai ao médico :) muita gente a precisar de medicamento para a azia. Mas eu quero lá saber se a pipoca recebe isto ou aquilo de borla?! Se recebe, ó pá bem fixe, quem não gostava eihh? As maiores felicidades pipoca, és O nosso Cristiano Ronaldo da blogesfera!!! Sempre a criticarem o rapaz, até chateia. A tristeza é que o criticam porque adoravam ser como ele...

      Eliminar
    3. A grande questão a colocar é: porque é que isso lhe faz confusão? Porque é que perde tempo a pensar nas fontes de rendimento da Ana Garcia Martins? Eu venho - há muitos anos - aqui ao blogue porque gosto de a ler, é-me absolutamente indiferente como é que ela ganha a vida, se tem muito dinheiro ou pouco, se paga as férias e a roupa que usa....

      Eliminar
    4. Disse tudo!

      Eliminar
    5. Anónimo das 20:06 - Ler os blogs chega-lhe mas há pessoas que gostam de perceber um bocadinho mais da essência das coisas, apenas por curiosidade. Não disse que discordava e também não invejo. Cada um tem o seu trabalho e é remunerado por isso. O trabalho que a pipoca escolheu ter é problema seu eu só revelei curiosidade em perceber como é que essas parcerias funcionam, mas claro que é semelhante a uma pergunta retórica porque obviamente não estava à espera que a pipoca nem ninguém me explicasse.
      Mas claro, tinha que vir alguém defensora dos pobres e oprimidos dar ar de sua graça. Ah... esteja descansada que não estou com ideias de fazer concorrência à pipoca nem a ninguém neste mundo dos blogs e das parcerias. Ah e só mais uma coisinha, já foi ao médico? Já tratou da ferida?

      Anónimo das 18:31: Obrigada pela explicação. Fiquei um bocadinho mais elucidada. :)

      Eliminar
    6. Qual azia, ó anónimo das 20:06?? Não fui eu que escrevi o comentário mas, caramba, já que se está a falar nisso as pessoas não podem perguntar por curiosidade? Viu azia no comentário? Eu não.
      Já é paranóia isso de atacar tudo e todos, que enjoo, que cegueira, credo. Se a Ana não quiser responder, não responde, ponto final, parágrafo.
      Que cultura do castrar, ninguém pode dizer ou perguntar nada. Ler este tipo de "defesas" bacocas 1000 vezes ao longo de anos cansa.
      O anónimo antes de si dá-lhe 10-0 na educação e na capacidade de interpretação, deixe-me que lhe diga.

      Eliminar
    7. Cara anónima das 11.54h,
      O que denomina de "curiosidade" ou " perceber a essência das coisas", neste contexto...assemelha-se a mera "CUSQUICE"! Bem sei que discorda, está no seu direito...Agora,tem de compreender que a maioria visita o blogue pura e simplesmente para se divertir, por vezes comentar sem ofensa, e sem intuito de bisbilhotar!
      Sugestão: pesquise no Google, de certeza que encontra algum workshop ou curso de formação intensivo, de Técnicos em Parcerias, onde poderá satisfazer a sua curiosidade!((;

      Eliminar
    8. Não vou continuar a alimentar este tipo de "diversão". Fiquem com as vossas conclusões e eu fico com as minhas. E fico também com a certeza que em momento algum fui mal educada.

      Eliminar
    9. " (...)como se diz na minha terra se é chato coça, se coça faz ferida, se faz ferida vai ao médico :) muita gente a precisar de medicamento para a azia."
      São afirmações que encerram um juízo de valor e conclusões sobre outrem que são abusivas. E mal educadas. Pense se fossem dirigidas a si, gostava? Mas se vive bem com essa forma de lidar com os outros...enfim. Que fazer?
      Passe bem. Por mim, assunto encerrado também.

      Eliminar
    10. A Ana escreveu livros, esses livros dão lucro. A Ana escreve rubricas e artigos, dá lucros. A Ana tem uma marca que vende produtos, essa marca dá lucro. A Ana trabalha e o dinheiro chega. Mas ainda tem a sorte de lhe oferecerem coisas e que bom para ela! Quem me dera a mim :)

      Rita

      Eliminar
  24. Li esta frase do Papa Francisco, e acho que cai como uma luva aqui neste post


    "Que grande mal fazem as palavras, quando são movidas por sentimentos de ciúmes e inveja"
    Papa Francisco

    ResponderEliminar
  25. Ahahahah..... adorei :) tens estofo e muito mais para este tipo de comentadores!! És única Pipoquinha <3
    EF

    ResponderEliminar
  26. Com este comentário queres dizer que se te fizerem uma oferta ou te pagarem pelo post dizes o que querem? Mesmo que não o penses?

    ResponderEliminar
  27. Hilariante! assim como assim a Pipoca, faz como os políticos, "olha para a direita, e pisca o olho à esquerda...! ", ou seja, com a sua habitual "ironia sarcástica", faz propostas aos fornecedores de bens e serviços...assim como quem não quer a coisa...mas quiça se algum morde o isco!?(;
    Chama-se a isto " savoi fair"!!!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. além de venenosa, é ignorante.
      escreve-se "savoir faire", sua pessoa pequenina.

      Eliminar
    2. Anónima(24/06 18:45) UI! que irritadiça... tomou as "pseudo dores" da Pipoca foi?!
      temos uma SOBREDOTADA que só consegue "assimilar" uma perspectiva do texto do post e detetar erros em expressões francesas comuns e intencionais...Hum! temos um ser Humano GIGANTE que responde a comentários com juízos de valor e ofensa gratuita...!
      Sugestões de "pequena ignorante, para SOBREDOTADA GIGANTE :
      a)"Laisse fair,laisse passe"!;
      depois, seguidoras pipoquianas, que defendem com " unhas, dentes,..." e idolatram Bloggers ou quem quer que seja para além de progenitores, filhos ou entidades divinas(se forem crentes), não me perecem saudáveis, por isso pense bem...
      b) Obsessões e Compulsões são graves e perigosas mas controláveis...(felizmente) através de medicação adequada e de TERAPIA!(;

      Seja Feliz e livre...

      Eliminar
    3. Escreve-se laissez-faire, anónima das 10h03...e não sou a anónima das 18h45.

      Eliminar
  28. Ó Sra.D.Pipoca...por acaso esquece-se que o Mister Rui Vitória é casado?!? Sabendo do matrimonio quer "beijos na boca" do Mister por cada campeonato ganho?! Shame on you!
    (Não sou de intrigas mas o Mister até é jeitoso e bem parecido...menos 15kg era sucesso garantido)(:

    ResponderEliminar
  29. Oh querida Pipoca na Póvoa de Lanhoso nao ha hoteis..������ a esta hora está a sua leitora roida de inveja (mais uma vez) porque nem na base do "imagina que" ela tem sorte���� mas pronto..temos outras coisas bastante jeitosas cá na Povoa de Lanhoso��

    ResponderEliminar
  30. Em certas profissões recebe se sempre um miminho ou veja mos e ver o natal a chegar e os médicos, advogados e outtrás entidades a encher as malas dos carros .....e bacalhaus e cabritos e fruta e hortaliças e tudo.....

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Não sei que advogados é que conheçe, mas essa coisa das ofertas que nem gente grande na época do Natl é chão que já deu uvas...Posso-lhe afiançar, que trabalho numa sociedade de advogados e conheço outros tantos colegas noutras sociedades e a maior parte não recebe nadinha de cliente nenhum! Eventualmente os sócios, e mesmo esses já não é o que era antigamente.

      Eliminar
    2. Deve ser na terrinha. Nunca vi ninguém na capital a oferecer cestos de hortaliças nem cabritos. Eu cá não me importava nada receber.

      Eliminar
    3. Mas olhe que eu sou apenas e só a funcionária do escritório e volta e meia tenho presentinhos. No Natal, Páscoa e aniversário, é só coisinhas boas :)

      Eliminar
    4. O exemplo que dá não tem nada que ver com a situação em discussão. As ofertas que refere visam agradecer o trabalho prestado é uma forma de gratidão, de agradecimento. No caso das marcas a intenção é fazer com que pessoas que influenciam as opiniões alheias experimentem os seus serviços/produtos e possam dar um feedback positivo. É uma forma moderna de publicidade, mais

      Eliminar
    5. A Marta que me desculpe, mas essa visão está muito desatualizada...pelo menos nos grandes centros urbanos, infelizmente, como já referiram, "foi chão que já deu uvas", a última vez que usufrui de algum desses "miminhos", remonta aos 90' do séc. passado, em pleno apogeu Cavaquista, onde se constituíam sociedades todos os dias, sobretudo de construção Civil e obras públicas, 95% das quais já faliram...
      Gratificações já eram!
      Tomara a maioria dos profissionais liberais que os clientes lhes paguem as avenças e os serviços prestados, sem que tenham de pedir ou mesmo "choramingar" o que é seu dezenas de vezes...!Ainda que alguns estejam no "limbo" e outros relativizem,a realidade é que o dinheiro escasseia cada vez mais!(:

      MDM

      Eliminar
    6. Porque agora ja se cobram bem pelo que fazem, fartam-se de trafulhar as pessoas (é só ver as noticias)... claro que não se aplica a todos, ainda existem pessoas honestas, mas muito poucas

      Eliminar
    7. "Trafulhas" e profissionais honestos existem em todas as áreas, no que toca a Advogados , é hábito e conveniente pedirem-se referências(todos os colegas sabem quem é "artista"), o mesmo se aplica a TOCs, Profissionais de saúde, Engenheiros, Construtores civis, Vendedores de viaturas usadas, etc...Vasta lista!

      Eliminar
    8. Eu sou advogada e conheço daqueles que escrevem "conhece" sem "ç"...

      Eliminar
  31. Pipoca, vamos lá ver: Eu tenho inveja de ti e não me importo de o admitir... Se queria o monte de coisas que recebes à borla? Claro. Aquelas que mostras e aquelas que não mostras!!! Mas já tive um blog, sem pretensões de ganhar o que quer que seja, e verdade que não ganhei, mas nunca me empenhei nele. E as pessoas tem de parar de se iludir que ser blogger é que é a melhor coisa do mundo e é só facilidades e prendas e viagens e coisas e tal!!! É bem melhor que trabalhar de sol a sol, numa padaria, pastelaria, num supermercado ou algo do género. Isso é, não sejamos ingénuos, mas dá muito trabalho ter um blog de sucesso e sempre com conteúdo. Dá trabalho como qualquer outro trabalho no qual queremos ser bons e reconhecidos por isso...

    Posto isto Pipoquinha do meu coração, tenho a dizer que participo em todos os teus passatempos e quero ganhar alguma coisita... E pode ser mesmo os óculos da Vogue ou até uns da SKOG com quem tens uma colecção...

    ResponderEliminar
  32. Hahahahah...Hilariante! :) É preciso ter uma santa paciência!

    ResponderEliminar
  33. Às vezes chega-me aos ouvidos que as pessoas falam da minha vida. Vivo sozinha, pago a renda da minha casa, pago o meu carro, como fora, viajo pelo menos 3 vezes no ano. Mas as pessoas só veem isso, pena que não vejam as horas que passo no escritório ( quase todos os dias, 10H), que trabalho sábados e quando é necessário ao Domingo. Enquanto elas estão tranquilamente em casa com as suas famílias. Este país é só inveja. Como quando alguém tem um nível de vida muito superior é sempre porque vende droga. Ninguém quer fazer nada, querem é trabalhar menos horas, menos dias, e depois admiram-se que quem aposta em si tenha sucesso

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Tal e qual!

      Eliminar
    2. Nem mais! E normalmente até dizem "tens tanta sorte". Pois, ok...

      Eliminar
    3. Maria-Não-Vai-Com-As-Outras23 junho, 2016 21:31

      Porque vende droga ou porque é puta

      Eliminar
    4. Sim, o "tens tanta sorte" é de rir. Também ouço essa. Só não percebem que a tal 'sorte' advém das minhas escolhas e prioridades.

      Eliminar
    5. E depois, quando vamos de férias, ou se damos um pulinho à praia ainda dizem "grandes vidas" (que me tira quase do sério), esquecendo-se o que trabalhamos para o conseguir e a quantidade de fins de semana que não tivemos...

      Eliminar
    6. Pois, quando me dizem " tens tanta sorte" eu respondo: "pois, a sorte dá é muito trabalho" ;)

      Eliminar
    7. True... viajo 4 ou 5 vezes por ano e sempre que vou as minhas colegas dizem que "tenho imensa sorte". Pois, mas eu durante o ano não gasto nas mesmas coisas que elas gastam. Viajar é o meu maior prazer e é para isso que canalizo os meus rendimentos extra.

      Eliminar
    8. Como me revejo.

      Emigrei há uns anos. Na altura trabalhei em limpezas, numa mercearia e sei lá mais em quê.

      O pessoal mandava bocas de desprezo.

      Quando encontrei trabalho na minha área de formação com um salário razoável, ouvi comentários " ai que sorte que tu tens " entre outras pérolas.

      Meus amigos, querem ter o que X pessoa tem, façam-se à vida, como ela fez.
      Trabalhem, se for preciso lavem escadas, vendam bacalhau, ou seja o que for.
      Agora a conversa do coitadinho e a invejazinha é que não.

      Eliminar
    9. Eu respondo logo: "olha trabalha mais, gasta menos em merdas, para de ter inveja da minha vida e faz alguma coisa para mudar a tua!" Nunca mais me diz nada ;)

      Eliminar
    10. Oh Vânia, assim é que se fala, logo directamente, ficam logo a perceber! O meu marido é como você, directo, diz logo na cara da pessoa, eu não consigo, mas tenho pena de ser assim.

      Eliminar
    11. Rapariga tens q arranjar um gajo. Será q esse esforço vale a pena? Tens mesmo tudo? Será? Não creio. E a vida não e só trabalhar . Claro sem trabalho não temos nada. Mas há aqueles Tb que se matam a trabalhar e vêem uma pica ao final do mês! Aí a diferença d indignação de algumas pessoas! Muita injustiça e as pessoas as vezes confundem um pouco as coisas.

      Eliminar
    12. Ó anónima 26/06-23:39h,
      Que Conselho no mínimo...tão redutor, como se a felicidade para todas, se resumisse em "arranjar um gajo"!?! Para quê? O drama de muitas mulheres é precisamente o de "arranjarem" com facilidade "homens"(ou mais correctamente, bestas quadradas)que embora as satisfazendo temporariamente, as manipulam, exploram, agridem, desrespeitam, transformando-lhes a vida num autêntico inferno...):
      Não é relevante o porquê da comentadora viver sozinha, mas sim aquilo que nos transmitiu, e que é bem verdade:
      Tendência que existe para se invejar a vida alheia, sobretudo as conquista materiais, sem se olhar ao que as pessoas se esforçam e labutam para o efeito!
      Sendo óbvio que as injustiças existem e são muitas; que há quem trabalhe de sol a Sol e não seja devidamente recompensado; há quem obtenha toda a qualificação possível, se esforçe até ao limite e a Sorte se mostre "madrasta"!
      Reverter esta realidade é mera UTOPIA! Haverão sempre diferenças, contrastes, injustiças....):

      P.S: Não é educado tratar desconhecidos por "TU"!

      Eliminar
  34. É aquilo que muitas vezes tenho mencionado nos meus comentários: Vivemos num País de invejosos, não há nada a fazer, uma grande maioria das pessoas não consegue suportar o sucesso dos outros, e quem é invejoso não consegue mudar, havemos de assistir sempre a este cenário português. E viva a Pipoca! Que continue a ter sucesso, e que nos continue a brindar com os seus textos sempre maravilhosos.

    ResponderEliminar
  35. A pipoca recebe dinheiro pelas publicidades feitas no blog. Por isso exemplo sempre que aparece publicidades à ativia, swarosky e outras marcas na parte no cabeçalho do blog. A pipoca recebe dinheiro por isso. Tal como se fossem anúncios na tv. Uma vez ouvi que as bloggers recebem média 500euros por esse serviço

    ResponderEliminar
  36. A melhor resposta para mim das 26! Aquela coisa da invejazinha é tãoooo chata.
    E antes de mais, entro às 9 e saio às 7. :)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Eu clico na etiqueta "blog meu" e não vejo as outras 25 :/

      Eliminar
  37. Pipoca tanto tempo desperdiçado a dar explicações a quem só perdeu um minuto para te ofender.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Nunca é tempo desperdiçado quando é para rirmos um bocadinho!

      Eliminar
    2. São posts destes que geram visitas atrás de visitas. Nada de admirar o tempo que se "perde" (melhor termos será "investe") escrevê-los.

      Eliminar
  38. Pipoca, o que me fartei de rir com o seu post! Há pessoas muito mesquinhas...canalizem a vossa energia para melhorarem as vossas vidas! Eu continuo a querer ler os posts da Pipoca :)

    ResponderEliminar
  39. Então e o NIB no final do texto para contribuirmos?

    ResponderEliminar
  40. Mas por que raio é que as pessoas ligam estes comentários à inveja? Já não se pode comentar?
    Eu confesso que sigo a Pipoca mas não é por ela ter uma coisa (cara ou barata, não interessa), que vou comprar.

    ResponderEliminar
  41. Texto fantástico! Parabéns! E sim, a inveja move mundos, ainda que não pelas melhores razões! :)

    ResponderEliminar
  42. Eheheh
    Muito bom!!!

    blogdamariafrancisca.blogspot.pt

    ResponderEliminar
  43. http://www.rititi.com/2013/01/20/blogs-que-vivem-de-publicidade/

    ResponderEliminar
  44. A rir a rir a Pipoca deu muitas ideias de negocio q gostaria de explorar e so esperar q alguns parceiros vejam. Nao so recebe viagem de borla como lhe pagam para a divulgacao, nao e so borlas... Se fosse so borlas a Pipoca nao pagava a renda o contabilista o continente etc

    ResponderEliminar
  45. mariana simões23 junho, 2016 21:34

    voltei a rir obrigada

    ResponderEliminar
  46. Falta o NIB! uma pessoa aqui a querer fazer uma pequena contribuição e nada!! :D

    ResponderEliminar
  47. Ahahha!! Nem mais. Muito bem, pena que estas coisas dos blogs dão um trabalhaço! Parabéns pelo humor. Sou fã deste blog.

    ResponderEliminar
  48. ;) muito bom!! Já não é a primeira vez que falas da Póvoa de lanhoso no blog!! Toca a vir conhecer:) beijinho:*

    ResponderEliminar
  49. Ahahah...como diz a minha tia Rosário "com vidas destas só pode ser droga"! O que vendo bem é uma extraordinária parceria:o patrocínio com um traficante. Era ver-te a viajar para a venezuela, fotos maravilhosas na colombia com a vergara. Pensa nisso! Primeiras na ideia! Eheheh

    ResponderEliminar
  50. PALMAS, MUITAS PALMAS !!!! És a maior 👏🏻👏🏻

    ResponderEliminar
  51. Cara pipoca gostaria de saber o que é tem contra a Póvoa de Lanhoso!! :) Caso não saiba é uma vila fantástica, linda e maravilhosa :D

    ResponderEliminar
  52. Nao deste o melhor exemplo quando falaste em dentista... As marcas andam sempre atras deles para os dentistas recomendarem os produtos deles aos pacientes.... Sei porque tenho um primo representante de uma marca e sei como as coisas funcionam....

    ResponderEliminar
  53. Serei eu a única a pensar que a vida da Ana é uma correria, uma canseira, cheia de parcerias, projectos, viagens (esta parte é boas mas cansa e dá trabalho!), e que às vezes pensa como é que ela consegue fazer tudo? Há posts quase diariamente. Eu tenho a sensação que ela trabalha muito! E ainda tem tempo para posts gigantes destes com explicações detalhadas e escrito de uma maneira genial. Estes textos não se fazem em 10 min. Se calhar sou só eu que pensa assim.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Concordo 100%. Tenho exactamente a mesma ideia.
      MB

      Eliminar
    2. Penso da mesma forma, Inês. Onde muitos vêem glamour e boa vida, eu vejo um ritmo frenético e alucinante que, graças a boas fotos e descrições bem humoradas (que dão trabalho), se torna apetecível e invejável.

      Eliminar
    3. Que me desculpe mas trabalho a sério tiveram certamente os pais e os avós da Pipoca... e se tiverem trabalhado no campo pior ainda! Contudo, gosto do blogue e de vir cuscar :P

      Eliminar
    4. Em parte penso como a Inês, no entanto, quanto à redacção/produçao dos posts, é muito relativo...depende muito da criatividade e engenho de cada um, no que respeita à PMD, penso que as "composições" lhe fluem com rapidez e naturalidade! :-)

      Teresa

      Eliminar
    5. Teresa, nisso concordo. Quem tem jeito, tem jeito e a escrita flui com rapidez mas requer sempre algum tempo.

      Eliminar
    6. Anónimo das 16:50, trabalhar no campo é muito duro e não é comparavél com o que vou dizer mas detesto quando sobrevalorizam o cansaço físico ao mental. O meu marido trabalha 8h/dia a nível físico e eu trabalho 8h/dia a nível mental (num trabalho muito exigente a nível de detalhes e resolução de problemas). Ao fim do dia, eu sou que a estou mais estourada, sem paciência, força ou vontade para mais nada.

      Eliminar
    7. Você sabe que a pipoca tem uma equipa, certo? E que parte dos posts são escritos por essa equipa... Ou acha Q a pipoca está em todas?

      Eliminar
    8. Tenho uma equipa, mas não para a escrita.

      Eliminar
  54. Vive e Deixa Viver!24 junho, 2016 09:29

    O sucesso do Blog da Pipoca para mim está relacionado com o saber escrever, ter humor, rir-se de si própria! E, enquanto muitos estão no blá blá blá, a pipoca segue o seu rumo.

    ResponderEliminar
  55. Adorei, és a maior !
    A inveja é tramada...

    ResponderEliminar
  56. Adorei! Assim é que se fala!

    ResponderEliminar
  57. A PMD já escreveu muitos posts no início do blogue pelo gosto da escrita. E na altura ninguém lhe dava borlas ou pagava por isso. As parcerias são fruto do seu trabalho. Muita roupa teve que comprar na straduvarius e na berska como uma "comum mortal" até que a referenciassem para certas marcas. É nós leitores aproveitado-nós dos seus textos para nos rirmos ou nos inspirarmos sem ter que gastar dinheiro como se uma revisa se tratasse... E nas revistas, além de pagarmos, temos de levar com páginas e páginas de publicidade... Viva a PMD!

    ResponderEliminar
  58. "O invejoso, em vez de sentir prazer com o que possui, sofre com o que os outros têm". (Russell , Bertrand)

    E, infelizmente, o nosso pais está pejado de invejosos.

    Aos invejosos deste pais - TRABALHEM.

    ResponderEliminar
  59. A pipoca não devia "gozar" com quem trabalha a sério.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Anónimo, actualmente ser um blogger com a referência da Ana é um trabalho. Um trabalho remunerado e pelo qual se é pago.

      Se a Ana, quiçá Pipoca, lhe dá comichão pelo facto de ganhar dinheiro e borlas com o blogue, é preciso pensar nos muitos bloggers que se encontram por aí, basta fazer uma pesquisa e verá que esta é uma tendência em vários países.

      Nós trabalhamos no duro, sai-nos do corpo e da cabeça e ganhamos o ordenado mínimo. A Ana e outras centenas de pessoas conseguiram, com o passar dos anos, criar uma marca, um nome, uma referência no mundo virtual e fora dele. É assim a vida, a Ana podia ter enveredado por outro rumo qualquer, apenas decidiu investir nesta área e, com uma mistura de dedicação, trabalho e alguma sorte, teve sucesso.

      Agora resta-lhe a si e a meio mundo que por aqui passa perceberem isso de uma vez por todas.

      Eliminar
    2. Um dia ainda gostava que alguém explicasse o que é um trabalho a sério. Quer dizer, eu sei o que é, abro o codigo laboral e lá diz que é uma a prestação de uma actividade pelo qual se recebe uma contrapartida. A partir daqui, sustentar que há trabalhos mais 'a sério' do que outros, ou é ignorância ou é inveja, ou são ambos. Ainda que possa ser um comentário em jeito de brincadeira, não é a primeira vez que se lê alguém comentar neste blogue, que ser blogger/ter uma marca/ser empresária o que quiserem chamar, não é um trabalho. Que critérios usam? Quais são os pressupostos?

      Eliminar
  60. Por conta desse comentário escreveste aqui um belo artigo. O anónimo deve estar a rejubilar ... de raiva...
    Beijinhos

    ResponderEliminar
  61. Tão, mas tão bom!! Bravo Pipoca!! :)

    ResponderEliminar
  62. Querida Pipoca! Sinceramente esta malta tem é muita inveja e falta do que fazer! Beijinhos e sucesso.

    ResponderEliminar
  63. Vale a pena dizer mais alguma coisa? Naaa, tudo dito... só esqueceste de dar o NIB - nunca se sabe se alguma alma caridosa....

    ResponderEliminar
  64. Sabes como se diz aqui no norte "a dor de cotovelo é fu****" :D

    ResponderEliminar
  65. Bom, mas bom. Como sempre. O que me ri :)

    ResponderEliminar
  66. Já fazia falta um post a esclarecer o pessoal da "inveja".. :) nice try p3lo menos.. A ver se é desta que entendem.. :P

    ResponderEliminar
  67. Só hoje vi este comentário que já me levantou o astral! A inveja é um sentimento terrível e também eu tive essa experiência na terça-feira quando uma colega de trabalho me disse que alguém afirmou que os vestidos compridos eram para a praia e não para trabalhar! (Eu estava de vestido comprido!). Bom trabalho. Ana

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Q parolice ! Achas isso inveja? Por acaso Tb acho goleiro trabalhar com vestidos compridos.

      Eliminar
  68. Santo das Compras Desenfreadas... Ahahahahahahahahaha

    ResponderEliminar
  69. Está a tornar-se repetitiva. Já escreveu vários posts muito semelhantes. Se a vida que tem é devida ao seu excelente trabalho não duvido. Mas há tantas pessoas que também fazem o seu melhor mas não conseguem ser pagas de acordo. A vida não é de todo justa. Mas ás vezes penso que falta admitir que tem uma vida com realmente muitas regalias.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. INVEJOSA

      Realmente há pessoas que fazem o seu melhor e não conseguem ser pagas de acordo. É uma pena. Mas onde é que as "pessoas que conseguem ser pagas de acordo" tÊm culpa nisso?

      Qual é o point do comentário inicial e deste? A Ana tem de se sentir culpada? Por dar o litro e ser paga por isso?

      O problema aqui é inveja juntamente com burrice/tontisse.

      Só mais duas coisas:
      1. Então e uma pessoa que recebe rios de dinheiro (seja em que forma for) de um pai, tio, amigo, o que seja.....tb tem de ser crucificado?
      2. Estes invejosos acham que a Ana não trabalha. Eu não, tenho a perfeita consciencia que se mata a trabalhar. Vê-se que é uma mulher determinada, chegou onde chegou porque não pára. E mais nada. As pessoas invejosas acham que cai tudo do céu, que o que os outros têm é pura sorte....Errado.

      Ana eu nunca teria estofo para o seu trabalho, sei que sai do pêlo. Parabéns por isso :)

      Eliminar
  70. Não acho que seja uma questão de inveja. A PMD não tem um ar "likable" como por exemplo tem uma Raquel Strada. Parece ser arrogante e ter o nariz empinado quando fala e quando escreve. É normal que gere mais "ódios" do que uma pessoa mais "consensual"...

    ResponderEliminar
  71. A PMD esqueceu-se dos impostos...

    ResponderEliminar
  72. Faltou o NIB no fim... (ironia)

    ResponderEliminar
  73. Olá Pipoca,
    Sigo o seu blogue há uma série de anos e gosto de a ler. Se não, não vinha cá.
    Concordo com o que disse.
    Estando eu do lado de cá do ecran, posso garantir-lhe que quando fala de alguma marca, sejam cremes, sejam hoteis, etc. é lógico que eu tenho sempre em consideração os que as bloguers dizem sobre os mesmos.
    Acima de tudo, fico a conhecer produtos / serviços, que experimento se quiser, puder pagar, etc.
    Nunca me arrependi de nada que tenha comprado, influenciada pelo que li nos diversos blogues que sigo.
    Pelo que lhe desejo continuação de bom trabalho!
    Ignore os comentários menos próprios de quem não tem nada para fazer...
    Cláudia F.

    ResponderEliminar
  74. Ri muito! A sua escrita é fora de série! Já a acompanho vários anos e confesso q venho espreitar todos dias para ver s já postou algo sobre "hoje deu-me para isto ", porque? Porque m da ideias,ou então de ver alguma peça q de para minha carteira gastar,e correr a comprar! Eu não entendo a inveja de algumas pessoas,mas é aquela sensação q a outra pessoa não pode estar melhor q vc! Isso é geral aqui em Portugal e não percebo,mesmo!

    ResponderEliminar
  75. Pipoca dos melhores textos que por aqui passou...hajam pessoas azedas e mal resolvidas com a vida...Eu não vou à bola com a Ana (é daquelas coisas de gaja) contudo gosto do seu trabalho e não haja santo dia que não venha dar espreitadela aqui ao blog, porque simples adoro o seu blog e só lhe posso dizer continue com o bom trabalho.

    ResponderEliminar
  76. Assino por baixo :D do anónimo aí em cima. Um texto do melhorzinho! Adooooooooro :D :D

    ResponderEliminar
  77. melhor publicação....de sempre

    ResponderEliminar

Teorias absolutamente espectaculares

AddThis