Pub SAPO pushdown

Humans of Havana #1

segunda-feira, fevereiro 08, 2016

Em Cuba pediram-me de tudo. Dinheiro era o mais óbvio. Depois havia o resto: pastilhas (acabei com o meu stock de Trident), canetas, gel de banho, a minha roupa, "qualquer coisa, dê-me qualquer coisa sua". A grande maioria das pessoas vive desprovida de tudo, ou de muita coisa, por isso dar-lhes uma amostra de amaciador, surripiada do hotel, deixa-os de olhos a brilhar. No último dia em Havana comprei amendoins torrados a uma das muitas vendedoras que andavam por ali. Custavam um peso (mais ou menos um euro), dei-lhe uma nota de três e disse que podia ficar assim. Agradeceu infinitamente, parecia que lhe tinha dado 100 euros. E, nestas pequenas coisas, percebe-se que tão pouco faz tanta diferença. Claro que também nos cruzámos com gente mais interesseira. Claro que se tentam aproveitar dos turistas. Claro que há quem nos tente impingir tudo e mais um par de botas. Mas, de um modo geral, achei os cubanos simpáticos, afáveis, acolhedores, disponíveis. Era sempre uma festa quando se referia Portugal. Terra do Figo. Terra do Cristiano Ronaldo. Terra do Benfica. Ou, a minha preferida, terra do Saramago. Foram muitos os que nos deram conselhos sem nos pedir nada em troca: "Não comprem charutos na rua. Vão à Cooperativa, os preços são melhores e por cada caixa comprada oferecem senhas de alimentação a uma família cubana. Para a vossa família e para os amigos levem Cohiba Espléndidos, mas só para aqueles amigos mesmo bons!". =)
Tirei fotos a pessoas, muitas. Punham-se a jeito, outras pediam, e quando lhes mostrava o resultado no ecrã ficavam felicíssimas. Tenho pena de não ter como lhas fazer chegar.


















71 comentários:

  1. As fotos estão assim ao nível do Humans of New York, só faltam as história :)
    Ouvir "terra do Saramago" é de aquecer o coração.

    ResponderEliminar
  2. Belas fotos Pipoca. Estive em Cuba (Havana + Varadero) em Junho/2014 na minha Lua-de-Mel e pelo 2 posts que li da sua viagem não consigo concordar, lol.
    Fiquei num hotel esplêndido em Havana (Iberostar Parque Central), mais central é difícil, andei pelas ruas e ruelas de Havana e nem uma única pessoa nos abordou a pedir o que quer que fosse. Super simpáticos e nada interesseiros. Adorei Havana, Varadero nem tanto, mas Cuba ficou mesmo por conhecer... a Ilha será muito mais bonita do que a grande maioria de nós conhece.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Nisto das viagens cada pessoa tem as suas experiências, não há que concordar ou deixar de concordar. A pipoca foi abordada por pessoas, você não foi. São experiências diferentes.

      Eliminar
    2. SE calhar reconheceram a pipoca hahahahahhahahahahahahahaahhahahahahahahaahhaahha

      Eliminar
    3. Curioso, eu fui de cá carregada de coisas para oferecer e... Deixei tudo la, no hotel, porque também a mim ninguém pediu nada!

      Eliminar
  3. Adoro as fotografias, as expressões, os ângulos, o que está "dentro" e o que se imagina à volta. Eu ia ver uma exposição delas...

    ResponderEliminar
  4. Ai o coco táxi! Umas das melhores viagens que fiz, Cuba sem dúvida!

    ResponderEliminar
  5. Que fotos lindas! Cuba está na minha lista de viagens sem dúvida!

    ResponderEliminar
  6. A sério que falavas em Portugal e eles associavam ao Benfica? Tens essa percepção dos países que visitas?

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Faço minhas as suas palavras.
      Só me apetece dizer: LOL

      Eliminar
    2. Sim.
      Por muito que vos custe o Sport Lisboa e Benfica, ao contrário de outros clubes, é um símbolo de Portugal e o clube que a maioria dos estrangeiros associam ao nosso país.. mais que não seja porque nele jogou o rei Eusébio :)

      Eliminar
    3. "ao contrário de outros clubes" AHAHAH boa piada, o FCP é dos clubes com mais notoriedade no estrangeiro, pelas inúmeras presenças na Champions / UEFA , e pelas recentes vitórias nessas mesmas competições.

      Eliminar
    4. A mim não me custa mesmo nada. Fiz a pergunta porque eu não tenho essa ideia das vezes que fui para o estrangeiro. Mas como a pipoca é bastante mais viajada do que eu naturalmente tem outras experiências.

      Eliminar
    5. Daniela, minha querida, eu não personalizei foi a Daniela que o fez.
      O FCP é um dos clubes com mais notoriedade, está certa, mas devido à sua história de vitórias recentes, infelizmente ainda não tem o "peso" que o Benfica tem.
      Não é melhor, não é pior, é apenas diferente. Não é uma piada é a realidade :)

      Eliminar
    6. notoriedade, estar na champions e afins é totalmente diferente de ser conhecido pelo "povão". Toda a gente sabe que o Benfica é o clube português com mais adeptos, em especial espalhados pelo mundo. E o Eusébio teve um papel fundamenta nisso.

      Eliminar
    7. Querias dizer " foi", certo?

      Eliminar
    8. Não viaja mto, pois não? Quer se queira quer não, o benfica é uma referência de Portugal no mundo e normalmente, qdo se fala em Portugal (com pessoas mais velhas, principalmente) o benfica é sempre referido...

      Eliminar
    9. não ligo nenhuma ao futebol, mas esta semana conheci um rapaz mexicano e como estavamos ao pé do estádio de Alvalade falei-lhe do Sporting que não conhecia, eu perguntei se ele conhecia o Benfica (porque sempre tive a ideia de ser mais conhecido lá fora) também não conhecia. Ele disse que conhecia o Porto e perguntou-me se não era a equipa "mais importante" ;) agora pessoas há muitas, uns conhecem umas equipas e outras outra. Não se zanguem.
      P.

      Eliminar
  7. Pipoca, sobre essa questão de os Cubanos pedirem coisas aos turistas e o mito que existe de que devemos levar determinados bens para Cuba para dar aos locais, sugiro a leitura deste artigo:
    https://www.tripadvisor.ca/Travel-g147270-c129786/Cuba:Caribbean:Think.Before.You.Gift.html

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Muito bom o artigo. De facto, fiquei confusa com a ideia de se dar coisas às pessoas e esse artigo ajudou. Obrigada.

      Eliminar
  8. Passei férias em Cuba desde muito nova. Primeiro com a família depois com as amigas. Cuba sempre exerceu sobre mim um fascínio inexplicável, um chamamento qualquer. pelas pessoas, pela história, pela Terra no seu sentido mais cru. Sempre foi a minha imagem de felicidade, liberdade e paixão. O ano passado quando decidi casar a escolha só podia ser uma: a praia de Varadero. Pé descalço na areia, a família, todos os amigos mais próximos e aquele sol, aquele sal, aqueles sons. Foi sem dúvida a viagem da minha vida. Cuba, sempre Cuba.

    ResponderEliminar
  9. Adorava ir a Cuba mas acho que me ia fazer muita confusão a pobreza em que as pessoas vivem... Sempre tive uma ideia romântica de Cuba em que as pessoas eram instruídas e tinham acesso aos melhores cuidados de saúde e que, a única coisa que lhes faltava eram coisas superflúas e desnecessárias ligadas ao materialismo desenfreado dos países ditos civilizados.
    Mas ver alguém a almejar tanto uma caneta ou um gel de banho... isso não são produtos superflúos acho eu. neste momento estou a sentir-me um bocado ignorante.
    As pessoas pareciam felizes em Cuba? Não há dúvida de que são muito pobres mas são felizes?

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. https://www.tripadvisor.ca/Travel-g147270-c129786/Cuba:Caribbean:Think.Before.You.Gift.html

      Eliminar
    2. Basta pôr no google e pesquisar um pouco sobre o regime comunista de Castro e a censura e falta de liberdade e concluir que não.

      Eliminar
  10. As fotos estão belíssimas. Parabéns!

    ResponderEliminar
  11. Belas fotos e sem querer estragar o post com política apenas digo o óbvio: o Mundo é tão cheio de recursos.... Chegava para todos e ainda sobrava!! Um dia talvez tenhamos esta maturidade de pensamento e as coisas no Mundo melhorem efetivamente.

    ResponderEliminar
  12. Quando visitei a Republica Dominicana foi exatamente igual. As tua fotos sao lindissimas!!

    Portuguese Girl with American Dreams
    http://fromportugaltonyc.blogspot.com/

    ResponderEliminar
  13. Estive em Cuba há muitos anos, e o que senti foi que o tempo parou. Parece que estamos num cenário de um filme. Adorei "la Habana", pela arquitetura, pela luz, pela cor, pela música e pelas suas gentes: simpáticos e calorosos!

    ResponderEliminar
  14. Cuba foi a cidade mais triste que visitei e não pretendo voltar...

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Sem dúvida!
      - "Não ... Vão à Cooperativa, os preços são melhores e por cada caixa comprada oferecem senhas de alimentação a uma família cubana." - Esta frase quer dizer muito! Pessoas muito carenciadas e sem sonhos. Um regime com a liberdade sufocada. É pena!

      Eliminar
    2. Cuba... Uma cidade... Claro.

      Eliminar
    3. Primeiro: Cuba não é uma cidade, mas sim um país!
      Segundo: se estava a referir-se a Havana, lamento, mas é porque não a vivenciou realmente.
      Havana tem muitos problemas, é verdade, mas a cidade não é triste, nem as pessoas são tristes. São sim pessoas cultas e que apesar de não terem acesso a uma série de bens para nós considerados perfeitamente normais, são simpáticos, afáveis e estão sempre a ouvir música e a dançar.
      Experimente para a próxima falar realmente com eles, ir jantar a casa deles, viver um dia com eles e garanto-lhe que muda de ideias.

      Eliminar
    4. Bom Dia a todos e Agradeço a correcção, Cuba é um País e não uma cidade, sim estava a referir-me a Havana. E mantenho o que disse, tive oportunidade de conviver com as pessoas, de ir a casa delas e conversar bastante. Sr. ou Sra Anónimo das 18:02 não compreendo porque é que a sua opinião é mais válida do que a minha. Com certeza também há-de ter visitado outros locais onde não se sentiu bem e quem estava consigo (ou outras pessoas) terão gostado mais. Onde não há liberdade não há alegria. Por mais postais e fotos fantásticas que as agências vendam. Amor? Isso senti bastante e gratidão. Sempre que partilhava algum bem de necessidade ou comida mesmo! O que não faltam são documentários a ilustrar o que se passa nos hospitais locais e o dia a dia das famílias... Respeito a sua opinião, mas mantenho a minha.

      Eliminar
    5. Cara Lótus, sou a anónima das 18h02.
      O meu comentário foi com base no seu de cima, que poucou ou nada dizia a não ser que não tinha vontade nenhuma de voltar a Cuba, por ser muito triste.
      Peço desculpa se realmente teve contacto com o povo cubano e mesmo assim mantem a sua convicção. Está no seu direito. Eu foi precisamente por ter esse contacto e conversas a fio com alguns deles que os achei absolutamente fantásticos.
      Não acho que sejam um povo extremamente alegre, mas também não os achei tristes, muito menos Havana.
      Os postais e fotos das agências mostram as estâncias balneares de Cuba e não as cidades como Havana, Santiago, Cienfuegos e Santa Clara. Continuo a dizer: nestas vi probreza, mas não miséria (como já vi no Brasil aqui há uns anos), vi cultura e educação, mas realmente sem liberdade, mas uma coisa que não vi mesmo foi essa tristeza que fala.
      Ainda bem que somos diferentes e temos todos experiências diferentes, se assim não fosse, não tinha piada.

      Eliminar
  15. Cuba é um terra de gente boa, de gente culta e conversadora.
    Tantas conversas tive com esta gente.

    Saudades.

    vidademulheraos40.blogspot.com.

    ResponderEliminar
  16. "Terra do Saramago" é qualquer coisa que não se ouve todos os dias quando se fala de Portugal! Cuba é um sítio a visitar; as pessoas, os carros antigos, a arquitetura! Adorei as fotos!

    Days of Blues

    ResponderEliminar
  17. Cuba é tau mau que por isso é que vai para lá tanta gente tratar-se! Sabe porquê!? Porque têm um bom sistema de saúde,de topo e gratuito! E de educação também. Não precisam das multinacionais a levar amaciadores e zaras e gaps porque o que realmente é importante eles têm e de forma gratuita.cuba não é a miséria que pintou é muito mais do que isso!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Pois não, é muito mais miséria.

      Eliminar
  18. Olá Pipoca!
    Excelente reportagem by Photos .
    Gostei
    continua.

    ResponderEliminar
  19. Ana sigo te há séculos na blogosfera e adoro as tuas "linhas"... Se me permites faço te uma sugestão "modesta": ires pelo Mundo e relatar-nos as tuas impressões,o que vês, o que te impressiona etc, eu comprava o book, ou o notebook ou os vídeos, pois adoro o que escreves sobre os locais que visitas. Não sei se isto tem sequer nome profissional mas adorava que o fizesses, pois tens mesmo muitooooo talento para tal. Catarina Cacém

    ResponderEliminar
  20. Parabéns Pipoca! As fotografias estão lindas :) MESMO! Tem sido um prazer ver a sua evolução em termos de fotografia aqui pelo blog.
    Depois gostei muito das palavras... Porque me lembro perfeitamente quando os meus pais foram a Cuba virem de lá também encantados. Com alegria e com o agredecimentos que receberam por pequenos gestos! Cuba está no meu top de destinos a visitar :)

    ResponderEliminar
  21. Tive em Cuba há 5 anos e apesar de não ter sido a viagem que mais recordo gostei muito! Fiquei em Varadero no hotel Blau Varadero, para o preço era optimo. Fizemos alguns dias de praia e outros saimos. Só compramos uma "excursao" a Havana e so vos posso dizer que podem bem evitar gastar esse €€€ pq os guias querem é despachar a visita, saimos cedo do hotel mas tambem chegamos muito cedo (as 17 hrs ja estavamos de regresso ao hotel).O melhor foi quando alugamos um carro e saímos com um dos empregados do hotel com quem simpatizamos, levamos-o a visitar a família dele e em troca ele fez de nosso guia turístico. Visitamos Havana novamente, as montanhas, Pinar Del Rio, a fabrica dos charutos onde pudemos comprar os charutos directamente da produção. Eles realmente sao muito pobres, mas muito hospitaleiros, apesar de terem uma casa sem telhado devido ao ultimo furacao, fizeram questao de nos oferecer o almoço. Tivemos o cuidado de nao beber agua, por ter-mos algum receio, mas o almoço estava optimo! Foi muito bom conviver directamente com os cubanos, são todos muito hospitaleiros! No hotel ainda conhecemos outros cubanos que nos levaram ao Mambo. O melhor da viagem foram mesmo as pessoas! é claro que as praias sao optimas, mas essas temos em muitos mais sitios! :)

    ResponderEliminar
  22. Adorei as fotos, lindas. Uma realidade tão diferente
    beijinhos
    girlygirlsthinkpink.blogspot.com

    ResponderEliminar
  23. que fotos lindas..
    aumentou a vontade de também ir a Cuba!

    ***

    ResponderEliminar
  24. Neste país a vida das pessoas é deixada um bocado ao acaso, infelizmente! Belas fotos.

    ResponderEliminar
  25. Que belas fotos :)

    Vanessa S.
    De Saltos por Lisboa,
    desaltosporlisboa.blogspot.pt

    ResponderEliminar
  26. Fotos de Cuba a preto e branco não! Cuba é linda e especial essencialmente pelas suas cores.

    ResponderEliminar
  27. Fotos fantásticas. Revi-me no que escreveste ao que senti quando estive em Moçambique. Era mais ou menos assim. E ainda bem que pudeste passear e sentir a dinâmica das pessoas, é assim que se aprende sobre o seu modo de vida.

    ResponderEliminar
  28. Estive em Cuba no ano transacto quase um mês e irei dois este ano. Nem estive em Varedero mas em Havana, Santiago Cuba, Baracoa e Trinidade. Não gosto de zonas muito turísticas. Gosto de me juntar ao povo. Gente simples, simpática, culta. Claro q não podiam faltar os oportunistas. ...

    ResponderEliminar
  29. Lindo!

    http://clienteperfeito.blogs.sapo.pt/ Visitem, uma saga sobre os vários tipos de cliente, que existe. Para rir!

    ResponderEliminar
  30. Fotos fantásticas Ana! Cuba é uma experiência a parte... uma bofetada na cara que permite apreciarmos coisas mais simples da vida.

    ResponderEliminar
  31. Olá Ana, será que poderia fazer um post sobre desgostos amorosos?

    ResponderEliminar
  32. Eu e o meu Namorado fomos na Páscoa passada, num Cruzeiro com várias paragens em cidades/vilas de Cuba.
    Os Guias sempre a dizer-nos que não deveríamos comer nada que se vendesse na rua, não darmos nada a quem nos pede qualquer coisa na rua. Porque se dermos a um, vem outros atrás.
    O mais chato era quando se ia a qualquer quarto de banho (Restaurante/Café/Lojas/etc.)e havia senhoras sentadas à porta a pedir dinheiro em troca de papel higiénico ou para ligar a água da sanita. Eu, como ando sempre com guardanapos de papel na carteira para qualquer eventualidade, não precisei de papel higiénico e queriam que deixasse alguma moeda para ligar o autoclismo.
    Numa dos portos que atracamos vimos pessoas a matarem 1 porco no passeio em frente a casa.
    Vimos muita miséria mas, ao mesmo tempo, coisas bonitas.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Em Portugal também há muitas dessas casas de banho onde estão senhoras da limpeza a pedir dinheiro e dão um quadrado de papel a quem as usa. Basta ir a terras mais pequenas e sítios tipo estações de autocarro e assim.

      Eliminar
    2. Pagar para utilizar uma casa de banho é do mais normal que há. Alemanha, Suíça, Hungria, Áustria, república checa, Itália, países nórdicos e só para dar alguns exemplos, desde 0,50€ a 4,00€ e não é opcional.

      Eliminar
    3. Que terror... eu com essa da matança do porco num passeio apanhava logo o próximo avião para casa.

      Eliminar
    4. Tenho muita pena das pessoas que se chocam com esse tipo de coisas, inclusive com o da matança do porco. Precisam de viajar a sério, no mundo "real", nao a bordo de um cruzeiro. Experimente pôr uma mochila ás costas e passar 1 ano na América do Sul/Central. Garanto-lhe que a sua vida e a sua forma de pensar vão mudar radicalmente. Palavra de quem já o fez!

      Eliminar
    5. Anónimo11 fevereiro, 2016 02:10, concordo! Será que têm ideia de como são mortos os porcos que compram em cuvettes no supermercado? Ou se calhar nem isso fazem, comem a comida da mamã ou de restaurante... querem viajar, mas depois tudo lhes faz impressão e as choca.

      Eliminar
    6. Anónimo das 9:40 , não julge sem saber. Sei perfeitamente como são mortos os animais, e não como carne de porco ou de qualquer animal. Anónimo anterior , já eu tenho mais pena das pessoas sem empatia ;)

      Eliminar
    7. Não é preciso viajar para muito longe para ver a matança do porco. Na madeira é todos os natais para quem quiser ver :)

      Eliminar
    8. Bolas não se aproveita nada da vossa conversa!!!!

      Eliminar
  33. Adorei Cuba!Havana é espetacular!Os cubanos são adoráveis, mas claro que há pobreza,mas também mta alegria!Tanta coisa para mostrar:o Capitólio, o Malecon, Plaza de la catedral de Havana...mas colocar fotos a preto e branco das suas gentes,faz transparecer tristeza, não realça a beleza de uma Havana que está viva e que se sabe reinventar, um poço de cultura!Cuba é um destino mesmo a não perder!

    ResponderEliminar
  34. As fotos! Essas fotos...tão boas! Parabéns! Eu quero muito ir a Cuba pelo lado de "viagem ao passado", pelas cores, pelas pessoas e histórias. No entanto, sei que esse lado da pobreza me vai deixar hesitante...mas um dia, não falha. O mundo é para ser visto, com tudo o que tem de bom e mau.

    Jiji

    ResponderEliminar
  35. Lindas fotos, Ana.
    Parabéns.

    ResponderEliminar
  36. Olá Pipoca! :) admiro imenso o teu blogue, decidi criar um blogue para ajudar pessoas que sofrem de ataques de pânico e ansiedade, "a doença do séc XXI". Criei este blogue porque senti a necessidade de ajudar a quem sofre do mesmo como eu. Gostaria muito de deixar aqui o link para quem precisar de ajuda ou necessitar de partilhar a sua história: http://dropyourfearsblogue.blogspot.pt/. Um beijinho!

    ResponderEliminar
  37. Não gosto muito do preto e branco ( a não ser nas fotos das caras das pessoas) acho que tira a piada as fotos e ainda por cima Cuba é muito colorida o que dá logo um efeito extraordinário nas fotos dai o preto e branco ser desnecessário

    ResponderEliminar
  38. Estive em Cuba em 2005, foi dos países que mais me marcou, pelo facto das pequenas coisas para nós para eles significa muito, na altura levei imensa coisa para um casal de cubanos com 3 filhos que nos correspondíamos via carta ( hoje estão exilados em Miami) , e vi pelos olhos deles quando almoçamos na sua humilde casa em Havana o que é ser Cubano, ver a caderneta com as senhas de alimentação, ver o quanto controlados eles eram, ver os olhos dos filhos brilharem ao verem chocolate com amêndoas que nunca tinham visto na vida, as pastas de dentes e escovas que levámos , entre imensas coisas , foi fácil fazê-los felizes com tão pouco. É um país a voltar e mostrar desta vez aos meus filhos o que é viver feliz com tão pouco.

    ResponderEliminar

Teorias absolutamente espectaculares

AddThis