Pub SAPO pushdown

Blog meu, blog meu, haverá comentador mais parvo do que o meu? #24

quinta-feira, novembro 05, 2015
A propósito do meu post sobre o "Sete Palmos de Terra", em que várias leitoras deixaram comentários sobre as suas séries preferidas, recebi esta teoria para cima de espectacular:

"Tanta gente sem nada para fazer...sem filhos a quem contar histórias e deitar, sem loiça para meter na máquina, sem roupa para apanhar, sem ter que acordar às 7h00 da manhã para os filhos estarem às 9 h na escola! Inveja!? Um bocadinho! Inveja do tempo!! Mas depois raciocino e apercebo-me que não....são umas fúteis que papam séries como as sopeiras papam novelas! Ainda assim prefiro a minha falta de tempo e aproveito melhor o pouco que tenho!"

Não sei se ria ou se chore. Mesmo. Acho tão triste que uma mulher escreva isto, como acho divertido que alguém pense assim, o que me deixa aqui num limbo. De repente, mulheres que têm tempo para ver séries são:
a) desocupadas, porque não fazem mais nada da vida, a loiça a acumular e essas mulas de papo para o ar no sofá a ver "O Sexo e a Cidade";
b) negligentes com os filhos, porque espetam com os putos na cama e nem lhes lêem uma história, tamanha a pressa de pegarem no comando e se viciarem num série;
c) preguiçosas, porque para verem séries até às tantas depois é certo e sabido que ficam a dormir até às quatro da tarde (mulas, outra vez);
d) fúteis, porque perdem tempo com séries, vá-se lá perceber. Ao nível das sopeiras que papam novelas (outras mulas);
f) burras, porque não sabem aproveitar o tempo, preferem ocupá-lo a ver séries.

Que há vidas e vidas, todos nós sabemos. Que há quem tenha mais ajudas, também é sabido. Mas não é menos verdade que também há pessoas que gerem mal o seu tempo. Ou que não sabem delegar. Ou que vivem mais obcecadas com a arrumação da casa. Ou que, simplesmente, têm interesses diferentes. Pus-me a pensar e, assim de repente, não deixo de fazer coisa alguma para ver séries. Acordo cedo, dou um jeito à casa, trabalho o dia todo, à tarde vou buscar o miúdo à escola (de manhã é o pai que trata dele), brincamos, dou-lhe banho, jantar, trato do nosso jantar, enfia-se a louça na máquina, estende-se roupa. Nuns dias o homem ajuda, noutros não, noutros ainda é ele a fazer tudo, depende. À noite o Mateus não se deita sem uma história, mas depois disso há tempo para as séries. Só vejo televisão à noite, e sim, sou capaz de ficar acordada até às duas ou três da manhã a ver uma série, mas no dia seguinte não fico a rebolar na cama até ao meio-dia. Há quem prefira deitar-se mais cedo para dormir mais, há quem aproveite que os putos estão na cama para fazer máquinas de roupa e limpar o pó à casa, há quem ponha a leitura em dia, sei lá, tanta coisa. Agora, categorizar uma mulher que vê séries como uma desocupada e, pior, posicionar-se num nível intelectualmente superior... é só parvo. Há tantas séries, tão variadas, com temas tão diversificados. E também se aprende alguma coisa a ver séries, não é uma acção meramente estupidificante. Ou então é, há séries que vejo só mesmo para desanuviar, para me rir, para descansar de uma série mais intensa ou por não me apetecer pensar em coisas séries.  

Não percebo exactamente qual é o problema desta leitora. Se é a efectiva falta de tempo, se é a má gestão do mesmo ou se, simplesmente, não é apreciadora de séries (tenho para mim que é a terceira opção). Mas será que diria o mesmo a um homem que goste de ver séries? Também lhe diria que de certeza que não cuida da casa nem dos filhos? Este discurso em pleno século XXI mexe-me com os nervos. Ainda temos taaaaaaanto caminho para andar.







215 comentários:

  1. Está a ver Pipoca porque é que vivemos num pais em que é preciso quotas? é por isto. As mulheres não se valorizam, e acham que ainda devem dar palpites na vida das outras, enquanto isso o mundo avança...umas, como a Pipoca trabalha para conseguir as coisas que quer, e outras, como a cara leitora, vem destilar veneno para o seu blog depois de fazer duas máquinas de roupa. Que vidas tão tristes.

    ResponderEliminar
  2. ..."mai nada"
    Entre desocupada e invejosa...antes desocupada! Posso sempre arranjar uma ocupação, agora isso de ser invejosa já é de origem nada a fazer.

    Filipa

    ResponderEliminar
  3. A tal senhora deve ter algum tempo livre....caso contrário não o perdia a escrever um comentário tão ....digamos infeliz!
    Bem...tou de folga....vou mas é ver uns episódios!
    Já agora pipoca, obrigadita por falar de algumas séries....é que ando constantemente à procura de novas para "devorar", e dá sempre jeito saber!

    Ana

    ResponderEliminar
  4. Acho que, sinceramente não tem tempo para nada porque gere mal o dia e, simplesmente, também não aprecia séries e prefere ver a quinta na TVI. ahaha :)

    ResponderEliminar
  5. O problema dessa leitora é a gigante dor de cotovelo e o tempo a mais para vir dizer disparates.

    ResponderEliminar
  6. Respostas
    1. Também eu ahahahahaha . Estou reformada (à força) , levanto-me à hora que quero, dou longos passeios a pé, leio imenso - sou uma mula culta :) - entretenho-me a fazer experiências culinárias de todo o tipo e, horror dos horrores, à noite papo séries - sou uma mula sopeira! E, já agora, informo a comentadora que teceu à Pipoca comentários tão idiotas, perdão, inteligentes, que trabalhei a vida inteira, casei, tive filhos e sempre arranjei tempo para ver séries ou filmes. E nunca fiz comentários imbecis e esses sim sopeirais, sobre a vida das outras mulheres. Porque é que a ilustre comentadora perde tempo a vir ao blog?? É quase tão mau como ver séries...E depois as limpezas da casinha ficam mal feitas ahahahah

      Eliminar
  7. Adoro! E a sua capacidade de encaixe para este tipo de comentários é qualquer coisa! tão bem respondido!
    P.S.- Também vejo séries e sou mãe, serei eu uma fútil?

    ResponderEliminar
  8. Não te venhas fazer de vitima, consegues ter a vida que tens e ver as séries que vês porque tens a ajuda dos teus pais e tens empregada! Infelizmente tem toda a gente tem essa sorte!!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Para a anónima do comentário das 10.42 uma palavra - terapia (cheia de loiça para lavar) para ver se deixa de ser ressabiada, invejosa, mesquinha.

      Eliminar
    2. Onde é que me estou a fazer de vítima? Só estou a explicar que consigo fazer tudo e ainda ver séries. Tenho empregada uma vez por semana e, neste momento, a ajuda dos meus pais resume-se a ficarem com o Mateus uma noite por semana. É bom, mas não é isso que me tira a carga de cima.

      Eliminar
    3. Não estou a aguentar a intimidade de se tratar as pessoas por tu. Por trás da Internet, podemos ser todos cheios de atitude, sem filtros e sem boa educação. Aquelas pessoas histéricas do "eu não escondo nada e digo tudo na "cara"", que falta de paciência...
      Que vidas infelizes, que infelicidade ainda maior odiar a felicidade dos outros. Ana, carregue forte nas séries e nas coisas maravilhosas que a vida tem. Tem um marido e um filho felizes, não tem? Agora preocupar-nos se a vizinha vive bem com isso, o que seria...
      Sugeria a leitura de um artigo chamado: ricofobia portuguesa.

      Eliminar
    4. Pipoca, concordo com tudo o que disse...Realmente há pessoas que não se conseguem organizar e ainda não perceberam que esse é o grande problema de terem uma vida trabalho-limpar casa-trabalho. No entanto, acho que não é a Pipoca não é a pessoa certa a dar um exemplo de organização porque essa organização só se aplica a pessoas que vivem como a Pipoca, isto é, trabalham a partir de casa, fazem o seu próprio horário (e isso por vezes é muito difícil) e têm mais flexibilidade de horários e menos stress do que uma pessoa que tem hora para entrar e sair do trabalho, que não pode fazer tarefas de casa ou ter hobbies no horário que bem entende. Eu sei que a Pipoca também tem reuniões, com hora marcada e nesses dias talvez se assemelhe mais a estas pessoas, mas quanto aos outros dias os seus conselhos servem apenas para pessoas que trabalham a partir de casa ou profissionais liberais, como eu, que se entenderem organizaram a semana de modo a ter uma tarde livre também o podem fazer. Assim como o anónimo ao criticá-la não teve em consideração a sua situação em particular, a Pipoca tb não está a responder de acordo com o que se aplica ao "comum dos mortais".

      Eliminar
    5. O que faz a inveja..
      Se há mulheres que têm empregada ou outro tipo de ajudas (pais, sogros, irmãos, vizinhos...) ainda bem para elas!!
      É pena não terem todas.. a maior parte das mulheres (e homens) deste país sofre de uma inveja absolutamente doentia.
      Além disso, o bom/boa lusitano(a) tem uma enorme capacidade para julgar os outros e uma total impossibilidade de aceitar que NÃO somos todos iguais!!!
      Sopeira é aquela que vive no seu pequeno mundo sem aceitar as diferenças.

      By the way, adooorooo séries :) ... e si trabalho e trato da minha vida.

      Eliminar
    6. Ora aqui está mais uma para #ipacovicedodia... Ai Deus...

      Eliminar
    7. Trabalhar!? Sabe mesmo o que é trabalhar,ter relógio de ponto,chefes e objetivos,aturar reuniôes chatas,ganhar mal e porcamente por 40 horas semanais,ter que pôr os miúdos na escola às 9 h (sim,são 3 e gémeos), estar separada do pai e ele ajudar zero,não ter ajudas de pais que vivem longe nem de nenhuma familia,viver em lisboa sem familia num raio de 200 km, ir ao supermercado à hora de almoço para não ir à tarde com 3 crianças,dar banhos,jantares fazer trabalhos de casa!???? Sim,sou a mula invejosa que não vê séries. A pipoca que passa manhãs no ginásio,que pode deixar o puto as 11h na escola,e cujo trabalho se resume a comprar roupa e publicar nas redes sociais,não tem bem noção do que é trabalhar!?? E já agora podia ser um bocado mais seletiva nos bonecos que o filho vê...já ouviu falar em Hayao Miyazaki,na ovelha choné e outros desenhos de animação bastante melhores que rucas e coisas do género!? Já ouviu falar em tão bons livros infantis que há e que desenvolvem o vocabulario das crianças!?enfim...continue lá na sua que eu continuo cá na minha.... Estafada mas de consciência tranquila que faço o melhor que posso com o meu tempo e não o gasto em netflix cheio de blockbusters nem em series estupidificantes!

      Eliminar
    8. LOL.

      Era o que eu teria para comentar caso usasse a expressão "lol".

      Como não uso, não tenho nada a dizer. Apenas que este seu segundo comentário provou que a minha teoria estava certa: está de mal com a vida e dispara em toda as direcções. Lamento, espero que tudo lhe comece a correr melhor.

      Eliminar
    9. Interrogo-me...Deve ter uma vida difícil três filhos, sem apoio familiar e do pai dos filhos..... Mas a esta hora está a ver este blog??? Confesso que não percebo, os comentários negativos que fazem à Pipoca... .. serão sádicas??? Se não tem vida para se mimar, cuidar de si, segue blogs de quem faz isso?? Só se for para se martirizar....

      Eliminar
    10. Vejo no smartphone nos intervalos da quadratura do círculo...sim,hoje estou esponjada no sofá e podia estar agarrada a uma série...mas prefiro não estar! Coisas fúteis já me chega ler o blog da pipoca.

      Eliminar
    11. Decididamente a senhora não está bem... o desequilíbrio é notório, não haverá por aqui nenhuma psicóloga que a possa ajudar ?!, a solidão e a responsabilidade de arcar com o sustento de 3 menores estão a afetar-lhe a sanidade mental. Creio tratar-se de um pedido de ajuda ! Oxalá consiga obter auxílio e a serenidade que precisa.

      MDM


      Eliminar
    12. Devia deixar de ver a quadratura do círculo, são uma "cambada" de ressabiados :P

      Eliminar
    13. "Coisas fúteis já me chega ler o blog da Pipoca" LOL muito bom! Still reading? Veja lá isto não seja contagioso e daqui a bocado esteja a ver séries! Que horror seria!

      Eliminar
    14. Desculpe-me anónima das 23h43, mas todos necessitamos de futilidades nas nossas vidas, pois contribuem para a nossa saúde mental. Para si trabalhar é aturar reuniões chatas e etc, para mim é exercer num serviço de urgência onde não tenho pausa nem me alimento se os utentes necessitarem de cuidados urgentes...como vê, o conceito de trabalhar varia de pessoa para pessoa, não faz sentido atacar a Pipoca, a vida dela pertence-lhe assim como a sua a si e a minha a mim...a nossa vida é feita de escolhas e temos que lidar o melhor possível com as mesmas e agradecer a pessoas como a Pipoca que ainda nos ajudam a distrair das contrariedades da vida, nem que seja por momentos. Parabéns, Pipoca, por ter um blog que cria tanta discussão, que eu adoro ler, só tenho pena que algumas pessoas não compreendam e sejam agressivas.
      Sandra

      Eliminar
    15. Está senhora tá a fazer blaf, ninguém com uma vida sò ocupada com coisas úteis gastava o seu precioso tempo a consultar blogs de moda e lazer, e despejava este tipo de comentários.... Parabéns conseguiu, quase que acreditei que existe...vidas difíceis mt gente tem, até mais difíceis do que criar três filhos sozinha, mas ser avarenta e avaliar de forma depreciativa a vida dos outros é mau mt mas mt mau....

      Eliminar
    16. Olá anónima. Não gosto de bater na ceguinha, mas vem para aqui armar-se aos cucos. Veja lá a sua quadratura do círculo, que há quem prefira ler, ver tv, ir ao cinema ou deitar-se às 10 da noite. Porque é que a sua quadratura é superior? Se a educasse, sabia que não se diz "esponjada" ou lá o que foi que escreveu. Saia de cima do seu cavalinho ocupado e deixe lá de se sentir superior a nós. A sua vida pode ser muito melhor se a louça ou a roupa, de vez em quando, ficarem por lavar.

      Eliminar
    17. Cada um tem o que merece... e pela sua atitude merecia bem pior!

      Eliminar
    18. Aaaaahahahahaha!

      Eliminar
    19. Olhe, só trabalha 40 horas semanais? É uma sortuda! Eu trabalho bem mais, tenho 2 filhas e vejo séries!!! E não sou ressabiada!

      Eliminar
    20. Blaf.....ahahahahaha

      Eliminar
    21. Então deixe lá ver se percebi bem...a Anónima não tem falta de tempo ( estava no sofá certo) então o se problema não é com as desocupadas que vêem séries, porque e tão desocupada como elas (eu incluída). O problema é com a forma como "desocupam" o tempo. É engraçado..ai porque sou muito mais culta do que vocês porque vocês são umas futeis que vêem séries. Mas depois é leitora e comentadora num blogue que considera igualmente fútil...cá para mim também dá uma espreitadela a umas poucas séries para se revoltar em como são futeis.... mas parece mais culta e esperta do que as outras se as criticar por o fazerem :)

      Eliminar
    22. A sério Pipoca, tu encaminha isto para a CPCJ... as 3 crianças em causa correm riscos sérios com uma mãe assim! Sei que não deve ser nada fácil tomar conta de 3 crianças sozinha, mas isso não lhe dá o direito de vir para aqui com esse tipo de conversas... que horror! A senhora está em plena depressão! E tentar ver o copo meio-cheio e aproveitar o que a vida lhe dê de bom, não?!?!?!

      Eliminar
  9. Olha, eu saio de casa às 08:45, vou almoçar ao meio-dia, é comer e brincar com a filha antes de a pôr a dormir, enquanto o marido trata da loiça, deitá-la, voltar para o trabalho às 14:00, sair às 19:30, dar banho à filha enquanto o homem trata do jantar, dobrar roupa q sai do estendal, aspirar, o q for preciso, jantar, brincar novamente com a filha e deitá-la, no meio de histórias e cantorias. Às 21:00 está isso tudo despachado, 21:30 em raras excepções. E adivinhem!! Ainda sobra tempo para ver filmes ou séries e namorar e estar na cama antes da meia-noite!!!! Má gestão de tempo da sua comentadora, ou não tem alguém que divida as tarefas com ela, o que é pena, mas não implica que o resto das mulheres não tenham tempo e que sejam umas parvalhonas porque escolhem passá-lo a ver séries. Cada um faz com o tempo que tem aquilo que bem lhe apetecer!!!! A sua comentadora n tem tempo pra ver séries mas tem tempo pra vir ver o seu blog e cuspir veneno!!! Prioridades... :D

    ResponderEliminar
  10. Eu diria que a senhora é apenas frustrada. Critica quem vê séries mas lê blogs? Gasta tempo a comentá-los? Haja coerência. Que comentário triste e que triste vida deve ter.

    ResponderEliminar
  11. Epá, estes comentários deixam-me os nervos em frangalhos!!! Irra!!! Se não tem tempo livre é porque é desorganizada. Não tenho filhos, mas levanto-me às 07h30m da manhã e entre o meu trabalho que até nem é na mesma cidade onde vivo, os afazeres domésticos, e outros compromissos, consigo todas as noites ver pelo menos 2 episódios das minhas séries favoritas. É o meu momento ZEN antes de ir dormir, afinal somos humanos e não máquinas!!!
    Anabela D.

    P.S. Como a Pipoca diz há séries que nos ensinam alguma coisa, séries que mexem connosco, séries que retratam simplesmente a vida. A Sra. não vê séries, tudo bem, só vê quem quer, mas se quiser posso indicar-lhe algumas que se calhar só lhe fariam bem.

    ResponderEliminar
  12. Fuck!!! A sério??? Alguém perdeu tempo a escrever estas pérolas???
    A senhora só pode estar de mal com a vida...
    Ou então é tão parva que não há remédio que lhe valha...
    Viva o tempo bem gerido!
    Os filhos, o trabalho, a casa, o desporto, a TV, os livros... há tempo para tudo senhoras!!! Saibam definir prioridades e tudo acontece.

    ResponderEliminar
  13. Que absurdo! Há gente muito maluca essa é que é essa!
    Bj S

    ResponderEliminar
  14. Para fazer este tipo de comentários, mas valia estar calada.enfim......Falando em coisas mais agradáveis, k série vamos veer hoje?

    ResponderEliminar
  15. Ao ler esse comentário, e outros que tais, dá-me a sensação de que foram escritos por alguém que fez tudo o que é "suposto": casar e ter filhos, sem pensar muito no assunto. E que depois de se ter enterrado até ao pescoço e ser confrontada com a realidade da coisa, se arrependeu profundamente. Mas isso é algo que nesta sociedade uma mulher simplesmente não pode confessar, sem ser classificada de monstro. Já os homens são livres para dizer "se soubesse na altura o que sei hoje..." e ninguém lhes diz nada, até lhes dão razão.
    Por isso, estas auto-infligidas infelizes, quando vêem alguém que aparenta não sofrer como elas, esguicham veneno de todos os poros, numa tentativa de justificar as suas decisões. Afinal, se aquela cabra não sofre nem é infeliz como eu, se não se sente ou comporta como mártir, deve ser má mãe/dona de casa/etc!
    É também esta especie de infeliz que é simplesmente incapaz de conceber que existam mulheres que não sigam, nem querem, o mesmo caminho de vida do que elas. Ao verem alguém a tomar decisões diferentes das delas, apercebem-se de que afinal tinham uma escolha, e não escolheram o que realmente queriam. E agora já é tarde demais, não é? É calar e sofrer, e marinar em veneno o resto da vida.
    É a minha teoria, pelo menos. Queridas ressabiadas a quem a carapuça serviu, estejam à vontade para espumar da boca e confirmar tudo o que escrevi =)
    Quanto a series: eu não só vejo series, mas filmes e stand up comedy também. E farto-me de jogar no computador e no iPad. E lavo a louça à mão porque não tenho máquina. Inchem porcas! :P

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. O que diz faz sentido, lá isso faz. Conheço 2 mulheres assim e chega a um ponto que dá dó ouvi-las porque se sente a frustração.

      Eliminar
    2. Like neste comentário. Já!

      Eliminar
    3. Concordo com este comentário! Tenho colegas tão amarguradas com a sua vida, quando o que me parece é que simplesmente fizeram má escolhas ao longo da vida e agora colhem as consequências disso... depois optam por apontar o dedo e acusar de certas "beneces" a quem fez escolhas acertadas e é feliz com a vida que leva.

      Eliminar
    4. Ainda hoje, à hora de almoço, enquanto grelhava os hamburgueres, arrumei a loiça que estava lavada, lavei à mão a que tinha suja, aspirei a casa, dei um jeito à sala, fiz a cama, almocei e ainda estive uns minutinhos a vegetar no sofá a papar um episódio de uma série qq no AXN. Isto numa hora e meia. Logo à noite, quando chegar a casa, e, tendo em conta que grelhei comida já a contar com o jantar, tenho as coisas mais ou menos orientadinhas para aproveitar o tempo como bem entender: ler, ver um filme, ver a novela se for isso que me apeteça... chama-se gestão de tempo! E é 'muita' bom quando se tem essa capacidade! :)

      Eliminar
    5. É isto TUDO, sem tirar nem pôr. Dão por si com uma vida miserável, com o trabalho da casa e dos filhos todo às costas porque arranjaram um inútil para marido que chega a casa e se senta no sofá até ir para a cama, e depois destilam veneno e inveja para cima das mulheres que têm um verdadeiro companheiro ao lado e não deixaram de lado a sua personalidade e os seus prazeres depois de serem mães.

      Tristes, só. Tão tristes.

      Eliminar
    6. Ainda não fiz scroll down para ler o resto dos comentários, mas para mim este já ganhou!

      Eliminar
    7. Palmas, é isso mesmo! E depois vêem alguém fazer opções diferentes e rogam a prga "Isso é muito bom agora, mas vais ver quando...", como se devessemos todos fazer o mesmo.

      Eliminar
    8. Anónimo05 novembro, 2015 21:38, isso é tão verdade!!! Essa expressão "Isso é muito bom agora, mas vais ver quando..."... neste momento, as minhas colegas e os colegas do meu marido aplicam-na a nós porque "ainda não temos filhos" e podemos viajar bastante. Queremos engravidar no próximo ano e continuar a viajar com ele porque é o que mais gostamos de fazer juntos... quero ver que desculpa vão começar a usar depois quando virem que o conseguimos fazer na mesma ;)

      Eliminar
  16. Deixa para lá.... Há pessoas assim mesmo, que não percebem como é que há pessoas que ocupam o tempo de forma diferente delas. Deixa-as viver dentro das suas próprias limitações em vez de lerem os blogs e tirarem ideias para fazer coisas diferentes! Ao invés disso preferem criticar e dizer que viver como elas vivem é que está bem! Ainda bem que há gente (como tu) que pensa fora da caixa e partilha as suas experiências com outros!

    ResponderEliminar
  17. Realmente.. só me ocorre dizer uma coisa.. " Viva as Mulas" em pleno seculo XX1

    ResponderEliminar
  18. Que desocupada que ela é, afinal tem tempo para vir a blogues fazer comentários! Tou mesmo a ver 5 crianças a chorar de fome, a louça por lavar, o marido a espera do jantar e a mãe exemplar que anda pela internet...

    ResponderEliminar
  19. Na verdade a pipoca tem uma vida diferente ao comum da sociedade. Entro todos os dias as 9h e para chegar ao trabalho demoro 1 hora e ainda tenho que deixar o miudo no colegio por isso tenho que acordar as 6h45. Chego a casa por volta das 19h30 apesar de sair as 18h30. Quando chego ligo o turbo e faco jantar dou banho dou de jantar estendo roupa apanho roupa passo a ferro, nao e nada facil! Tudo seria mais facil se nao tivesse horarios e se tivesse empregada. Mas tudo nesta vida se faz. Mas mesmo assim descobri que consigo fazer algum exercicio.

    ResponderEliminar
  20. Acordo às 06:30 e os meus filhos estão na escola às 08:30 depois de um pequeno almoço digno de hotel e o meu marido sai de camisa imaculada. Tudo a rigor, porque não gosto de desleixos, mas hoje às 23:10 estarei sossegadamente com a minha máscara detox e sozinha a ver Homeland. À sua leitora, só tenho a dizer, que não me f..., porque eu faço tudo pelos meus, sei cuidar da minha vida e não sou ninguém para falar da vida dos outros, porque respeito a liberdade de cada um. A senhora se não gosta de séries, que leia Schoppenhauer ou pratique o Kamasutra, ou vá limpar o pó, mas que não nos venha moer o juízo, porque "mula" para mim, é a ministra das finanças...

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Espero que não seja é a Sr.ª a fazer o trabalho todo enquanto o seu marido "sai de camisa imaculada"!!!! ;)

      Eliminar
    2. Alguma coisa contra camisas imaculadas !!!?, antes assim, do que todas amarfanhadas e sem a cor original...., o meu marido sai diariamente de casa, com a camisa, a gravata e o fato, imaculados... e garanto que me dá uma preciosa ajuda nas lides domésticas... Uma coisa nada tem a ver com outra !

      Obs. Não sou a anónima das 11.40h.

      MDM

      Eliminar
  21. Ele há cada "douda",mas porque é que as pessoas näo pensam antes de abrir a boquinha ? Pois eu faco( com cedilha) mil e uma coisas e leio e viajo e vejo filmes e séries ...agora estou a ver "Outlander"e recomendo muito mesmo !!!
    Maria -Viena

    ResponderEliminar
  22. Ah, isso é batota...descarregar nos outros não vale!! Sra Comentadora, na impossibilidade de ser feliz e deixe, pelo menos, os outros serem!! Vá, inspire e expire... a vida é mais simples do que parece ... divirta-se um bocadinho!!

    ResponderEliminar
  23. "Tanta gente sem nada para fazer" e depois tem tempo de vir comentar blogs?! Olhe o tanque à sua espera.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Adorei este comentário. Na mouche!

      Eliminar
    2. Expressão tão Antiga.... Comum nas nossas avós, vá !
      Que eu saiba os tanques de lavagem de roupa são uma " espécie em vias de extinção", pelo menos mas grandes cidades ! :-)

      Eliminar
    3. Anónimo da 00:15 percebeu que era uma piada, certo?
      Bem, se calhar não, aqui no blog há tanta gente que leva tudo à letra.

      Eliminar
    4. Óbvio que sim anónimo das 10.33, mas acho que as piadas têm de se modernizar.... Adequar-se à época ! Pois hoje já ninguém lava roupa no tanque, miúdas com menos de 20 anos nem sabem de que " utensílio/equipamento" se trata... Assim como já não se deve mandar nenhuma sra coser meias ! :-)

      Eliminar
  24. e como eu gosto de uma boa série....

    ResponderEliminar
  25. Nunca vim aqui comentar, mas hoje vale a pena! AHHAHAH o que eu me ri com isto... as pessoas têm vidas mesmo tristes!!
    Viva nós que trabalhamos, somos mães, estudamos, limpamos a casa, passeamos os cães, cozinhamos e ainda temos tempo para ver aquela série de que tanto gostamos às tantas da manhã (nem que seja só para fazer companhia ao homem no sofá, acabando nós muitas vezes por adormecer) xD
    AHAH tiveste bem pipoca!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Homem no sofá e mulher a bulir.... Comigo não, ou ambos no sofá ou a partilhar os afazeres !

      Eliminar
    2. mas quem falou de não dividir afazeres hum??

      Eliminar
  26. Mula🔝🔝🔝🔝

    ResponderEliminar
  27. O tempo escasseia para todos e é visto um bem precioso. Posto isto, cada qual faz a sua gestão do seu tempo. Pessoalmente sou adepto do arranjar tempo para aquilo que me dá prazer em vez de arranjar desculpas para não fazer as coisas. Uma coisa que aprendi é não desperdiçar o tempo com coisas que nada me acrescentam.

    E se quem gosta (e arranja tempo para ver séries) não tem nada para fazer, o que dizer de quem gasta o seu tempo apenas e só a falar mal dos outros?

    homem sem blogue
    homemsemblogue.blogspot.pt

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Gostava tanto que houvesse mais homens a comentar aqui no Blog! Adoro ver as opiniões dos homens em confronto com as das mulheres! A sério, é que gosto mesmo! Somos seres tão diferentes, e gosto de ver essa diferença.

      Eliminar
  28. Bom, de facto não é fácil! NUNCA se é suficientemente bom!
    Se trabalha muito é, porque não aproveita a vida e é "workaholic", se aproveita os tempos de lazer (que existem e servem para isso mesmo) são umas desocupadas!!!
    Haja paciência para tanta ignorância!
    Os homens (em tempos que já lá vão, felizmente) não faziam absolutamente nada, as mulheres eram escravas e era assim que tinha de ser! Curvavam-se em sinal de obediência perante o sr. seu marido, porque as mulheres nasceram é para servir e os homens para ver!!!
    Felizmente, hoje em dia as tarefas são divididas, o que facilita a vida do casal e resulta em mais tempo de lazer para ambos.
    Há que saber gerir as tarefas... Há tempo para tudo ;)

    ResponderEliminar
  29. Triste, muito triste! Essa senhora deve ser uma infeliz!

    ResponderEliminar
  30. Eu não critico essa senhora porque essa senhora deve ter, neste momento, uma vida muito difícil e profundamente frustrada e infeliz. E não digo isto com ironias nem com intenção de ofender porque, honestamente, merece-me compaixão.
    Quando li o que escreveu senti-lhe um agror que conheço de outras pessoas que vivem uma vida infeliz apesar de dizerem o contrário porque "têm filhos, uma marido, uma casa e um emprego maravilhosos" mas não têm uma coisa fundamental à sua felicidade: tempo para elas mesmas! Para se olharem. Para se verem. Para serem mulheres.
    E por isso sinto dó e espero que a comentadora consiga dar a volta por cima e encontrar qualquer coisa extra-bolha-de-segurança que até agora conhece e faça alguma coisa por si e apenas para si, nem que seja ver uma série, ou ir arranjar as unhas. E não é uma futilidade, é uma auto-resposta àquilo que tantas vezes esperamos de fora e não temos. Quantas vezes espera que olhem para si, que façam por si, que espera que reparem e agradeçam o quão boa mãe, filha, dona de casa, esposa, trabalhadora... é? Pois estas pequenas futilidades que nos proporcionamos são essas palmadinhas nas costas que precisamos e ninguém nos dá.
    É com verdadeira consideração que lhe digo isto: dê-se tempo.
    E quando diz que aproveita melhor o pouco tempo que tem, saiba que isso é relativo. Para si aproveitar melhor o tempo que tem, pode significar brincar com o seu filho, e para mim pode significar ir lavar o carro, porque é a tarefa que mais dificuldade tenho em encaixar na minha vida. Isso faz de mim mais estupida? Mais fútil?
    Não julgue os outros. Aprendemos isso em crianças e com certeza deve transmitir esse valor aos seus filhos: nunca se julga os outros. Porque é que se há-se esquecer disso agora que é adulta?

    Quanto à questão de pais e mães que vêm televisão como se não houvesse amanhã... conheço milhentos casais que o fazem sem nunca descurarem os filhos. É falacioso pensar que uma coisa impede a outra.
    Hoje em dia, tudo se grava, tudo se volta atrás, tudo se pode voltar a ver mais à frente e conheço muitos casais que preferem deitar os filhos e voltar para a sala e ver as séries que deixaram a gravar, deitar-se tarde e acordar de madrugada exaustos mas terem esse prazer de acompanhar uma série. Porque é o pequeno momento deles.
    Quem diz ver televisão diz tudo o resto. Imagino que ser bom pai ou boa mãe esteja longe de ser sinónimo de estar presente a tempo inteiro, porque quantidade não é o mesmo que qualidade. Não é, mesmo!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. "Não julgue os outros. Aprendemos isso em crianças e com certeza deve transmitir esse valor aos seus filhos: nunca se julga os outros. Porque é que se há-se esquecer disso agora que é adulta?"

      Comentadora original do post: se não ler mais nada, se não prestar atenção a mais nada do que para aqui foi dito em resposta ao seu brilhante comentário, foque-se só neste parágrafo. Envergonhe-se, arrependa-se, e tente mudar.

      Eliminar
    2. Este comentário já ganhou parte II!

      Eliminar
    3. É isto. Subscrevo.

      Eliminar
  31. Eu devo ser mula e burra já que papo séries e novelas.

    ResponderEliminar
  32. Incrível. Ao ler o seu post sobre a série a primeira coisa que pensei foi "Deve ser mesmo boa, agora também quero ver!". Mas claro que há sempre gente que aproveita qualquer tema para se lamentar da sua falta de tempo ou mesmo da sua vida, só que ofendendo os outros. A Pipoca cuida da sua vida, e as outras pessoas deviam fazer o mesmo. É simples. Adoro o blog. Beijinho

    ResponderEliminar
  33. Eu não sou grande apreciadora de séries, nem de TV em geral. Também não tenho muito tempo livre. Se calhar por vezes também faço mal gestão do mesmo. Não tenho ajudas de ninguém e com 3 filhos e um marido que não está em casa antes das 23h, não sobra muito tempo entre loiças e roupa (histórias os marmanjos já não querem), mas ADORO estar feita mula no sofá a ler um livro, a navegar na net, a .... fazer nada!
    Pena é não ter ainda mais tempo para vegetar... ou ver séries, quem sabe passaria a ser fã!

    ResponderEliminar
  34. Isto fez-me lembrar a "Bic for her", já viste a "polémica" Pipoca?

    ResponderEliminar
  35. Cara leitora/comentadora mais parva,olhe que eu trabalho por turnos e tenho tempo para ver séries e fazer tudo o resto. E sim o meu filho também não dorme sem lhe contar uma história,e a loicinha cá é à antiga, não há máquinas e veja que consigo fazer tudo! Talvez a leitora não consiga por desperdiçar o seu tempo a prestar atenção de mais na vida dos outros.

    ResponderEliminar
  36. Ana não chore, ria mesmo, riaa muitoooo porque é só mesmo o que se pode fazer. Aliás estes seus "queridos comentadores" servem mesmo e só para isto para nos entreterem. Olhe é mais uma opção de entretenimento ai esta! Eu sou também uma desocupada, fútil, negligente, burra e preguiçosa mas antes tudo isto com tudo o que já consegui e investi na minha vida que PARVA, PAROLA, ANALFABETA, STRESSADA, MUITO SEM NOÇÃO, DE OUTRA ERA, ETC ETC... enfim mais uma a ter necessidade urgente de ir ali num instantinho coçar os cotovelos à parede... força nisso!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Mais um triste comentário.... tão triste e infeliz quanto o comentado !):

      Eliminar
  37. Costumo passar por aqui só para ver; mas hoje apetece-me dizer "ser mãe é mais gratificante do que ser super-mãe provoca menos ressentimento " é a minha opinião, e sim gosto de séries.

    ResponderEliminar
  38. Acho piada é queixarem-se da falta de tempo, mas depois tem tempo para ver e comentar a vida dos outros. Irónico no mínimo, não?
    Pipoca, "Onde a ignorância fala, a inteligência não dá palpites!" ;)

    ResponderEliminar
  39. A senhora trabalha na BIC e desenvolveu esta caneta de certeza! Tão machista só pode... Vejam o vídeo que vale bem a pena=))))

    https://www.youtube.com/watch?v=eCyw3prIWhc

    ResponderEliminar
  40. Opinar sobre a vida dos outros é fácil, fazer melhor é difícil...ai gentinha invejosa, q coisa feia!

    ResponderEliminar
  41. Esta senhora sente-se muito infeliz com a sua vida de escrava do lar.
    Eu às vezes também me sinto, mas depois vejo um ou dois episódios de uma série que gosto e fico melhor!!

    ResponderEliminar
  42. É muito triste ler um comentário tão sexista, tão minimizador do género feminino, então e as mulheres que a par com o tomar conta duma familia também estudam, essas são mais fúteis ainda?
    há tempo para tudo, sempre houve, é certo que a mulher é geralmente mais condionada pelas tarefas domésticas, umas vezes por imposição, mas às vezes por preferência, há de tudo, mas indiferente a tudo isso há que cuidar dela própria como primeirissima opção, se não o fizer ninguém a vai valorizar.
    Eu gosto de séries mas também gosto duma boa novela!!! E também estudo e também leio, mas às vezes coso os botões às camisas do meu marido.

    ResponderEliminar
  43. Isto da relação entre mulheres ainda tem de evoluir muito. Fala-se no feminismo e coisas que tais mas eu continuo a achar que continua tudo na mesma. Ainda temos mesmo muito caminho para andar. :-(

    ResponderEliminar
  44. Diversidade humana e um pouco de mal com essa mesma humanidade

    ResponderEliminar
  45. Não sabia que uma pessoa a partir do momento que tem uma casa para gerir e filhos para criar, perde o direito à vida e aquilo que gosta de fazer... Enfim. Acho que a leitora é só uma daquelas leitores que não está de bem com a vida dela e critica a dos outros para ver se se sente um pouco melhor. O típico...

    ResponderEliminar
  46. À primeira leitura, diria logo que é inveja.
    Vendo melhor, só consigo ter pena que alguém pense assim.
    Eu tenho o que tenho, mais ou menos, porque batalhei para isso. Há coisas que os meus amigos têm, material ou imaterial, que eu também gostava de ter. Se o quero, só tenho que trabalhar para isso. Mas fico contente que tenham, que possam desfrutar, que sejam felizes.
    Penso que a nossa felicidade e o nosso equilíbrio também vem de ver os outros à nossa volta bem. Mais próximos ou não.
    Não me consigo imaginar-me a olhar para as pessoas na rua, ou amigos, e pensar como esta pessoa pensa.
    A vida já nos dá trabalho e preocupamo-nos tanto. Olhar com tanta negatividade para quem me rodeia é algo muito triste que não quero para mim.

    ResponderEliminar
  47. Oh My God!! Nem quero acreditar no que li. Essa mulher está no século XXI, a vida está em constantes mudanças, e a Senhora pelos vistos não consegue gerir o seu tempo. Todas máquinas para encher de roupa, arrumar a casa and so on. Mas também podemos tirar assim uma horita para ver algo que nos descontrai, as séries, documentários, as novelas( aí que sou sopeira), são coisas que nos fazem esquecer por momentos o nosso dia a dia. Que mal tem isso.É preferível ver isso do que a quinta na TVI.

    Ó rapariga organiza-te!! Dou-te uma dica, ao fim de semana depois das tarefas todas podes ficar até mais tarde porque não vais trabalhar e vês o que mais gostas, mesmo que não sejam séries., Pronto uma solução.

    Puxa esta gente só se lamenta, em vez de arranjar alternativas, para terem um pouco mais de tempo.

    Aí Pipoca que paciênia.

    ResponderEliminar
  48. Cara Pipoca,
    Esta triste senhora é uma pessoa muito mal resolvida. Extraordinário como usa o seu pouco(?) tempo disponível... Em vez de ver séries, ler, correr à volta do quarteirão, enfim, qualquer coisa que aprecie, que lhe dê gozo, julga e critica a vida dos outros. Pronto, está certo, espero que a catarse lhe faça bem, ao menos isso!
    Sou mãe de 3, quando era mãe de 2, há uns valentes anos atrás, trabalhava durante o dia, estudava à noite (licenciatura de 5 anos), com um apoio fantástico dos meus pais, é certo, mas entre o trabalho e a faculdade ia muitas vezes a casa dar 1 beijinho aos miúdos.
    Hoje tenho mais uma mini, sou uma privilegiada em termos da maior parte do trabalho de casa, pois tenho empregada 5 dias/semana, mas se algum dia deixar de ter, tentarei voltar à gestão do tempo de acordo com a adequação das necessidades da família, que Amo, e as minhas: ler, estar com amigas, sair com o marido (sim, tenho vida para além dos miúdos), Ah!!! E pecado dos pecados: VER SÉRIES!
    Conselhos do dia para a senhora que se julga “a última bolacha do pacote”: faça um workshop de gestão de tempo, encontre a sua paz e harmonia interior – só assim poderá ser uma pessoas “disponível” para os outros, incluindo os miúdos – e como diria o saudoso Raúl Solnado: «Faça o favor de ser feliz».

    ResponderEliminar
  49. Os comentários nos blogs, nos facebooks e outros que tais revelam muitas vezes o lado mais feio e mesquinho de algumas pessoas...
    Santa paciência.

    ResponderEliminar
  50. Faz me confusão as pessoas meterem se na vida das outras pessoas...cada um vive a sua vida á sua maneira....gente que critica os outros são pobres de espírito...e as mulheres ainda têm um longo caminho a percorrer..porque infelizmente ainda são as mulheres a criticarem as outras..

    ResponderEliminar
  51. AHAHAH gostei! Porque será que este tipo de comentário só vem da parte de uma mulher para outra? Vou copiar a ultima frase da Pipoca: "Ainda temos taaaaaaanto caminho para andar"; porque infelizmente diz tudo.

    ResponderEliminar
  52. É claro que a tua leitora não gosta de ver séries, embrutecida pelas tarefas rotineiras o mais certo é que não entenda as piadas das cómicas e não perceba nada das mais intelectuais.
    Relacionar futilidade com ver séries deve ser das associações mais parvas que tenho visto ultimamente ao nível daquelas dos nomes, em que todos os Tiagos são gays.
    Deduzo que também não goste de ver filmes, nem de ler, nem de ouvir música já que é um desperdício de tempo, já que lavar, estender e apanhar roupa são coisas muito mais enriquecedoras.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Todos os Tiagos são gays?! Tenho de trocar de namorado com urgência. O sacana afinal é gay, enganou-me bem.

      Eliminar
  53. Muahahahahahaha!E tu ainda dás tempo de antena a estas criaturas mal amadas e parvas.Cada um sabe de si e o que faz com o seu tempo.Aliás, tempo e silêncio são os maiores luxos dos dias de hoje (Tom Ford?).Eu consigo ter a minha casinha arrumada, brincar, educar e mimar o meu monstrinho de dois anos e papar toooodas as séries que gosto.E não tenho grande ajuda durante a semana mais marido fora de segunda a sexta.Pipoca, Shameless, já viste?Aconselho!

    ResponderEliminar
  54. Enfim há com cada invejosa e agora pergunto me eu o que raio tem ela a ver com isso ? Mas a cereja no topo do bolo prende se definitivamente o o facto de sublinhar que quem ve series é futil Adoooooro grande lol

    ResponderEliminar
  55. ah, ah, ah...eu acho que a senhora só queria provocar:)) e parece que conseguiu; até teve honras de post.

    Se acaso era outro o propósito...há gostos que são um desgosto de mau gosto. Mas existem.

    Por acaso tb aprecio "Sete Palmos de Terra"

    ResponderEliminar
  56. oh Pipoca este post está um espetáculo! Existem pessoas "muito pequeninas"!

    ResponderEliminar
  57. Aiii que riso. Não troco as minhas séries por nada.

    ResponderEliminar
  58. Tchi na pá o que tu foste dizer! Então é o homem (para alguns Pai, para outros simplesmente homem) que trata exclusivamente da criança de manhã??? Mãe desnaturada ;)

    ResponderEliminar
  59. Ai que eu gosto tanto de estar enfiada em casa a arrumar, tratar da roupa, da louça, dos cães, dos filhos e do marido!!!!!!!
    Esta senhora não gosta de perder tempo com séries fúteis mas tem tempo para deixar aqui comentários fúteis sobre as outras vidas menos chatas do que a sua.
    Deve estar a passar um mau bocado.... tentemos ser simpáticos com ela. Talvez ela mereça. Quem sabe?

    ResponderEliminar
  60. Ele há gentinha!!! valha-me Deus!!! que falta de tudo!!!!

    ResponderEliminar
  61. Esta pessoa, em vez de sofrer da síndrome do vício das séries sofre da síndrome do vicício do shopping :) oh senhora cada qual ocupa o tempo como quer.
    Ass: pessoa que sofre da síndrome das séries :)

    ResponderEliminar
  62. E pessoas que vão para as redes sociais, blogues, etc, a criticar a vida dos outros e a escrever comentários ridículos? Essas já não são desocupadas? X)

    ResponderEliminar
  63. Desde comentários de mulheres do género: "Quem não abriu as pernas para parir não sabe o que é ser mãe" a estupidez de algumas mulheres deixou de me espantar!!!

    ResponderEliminar
  64. Ela é, é desorganizada. Eu tenho uma carrada de filhos (5), um marido que não ajuda em nada (literalmente) e mesmo assim as 9 da noite quando já está tudo deitado, ainda tenho tempo para a minha serie enquanto janto descansada. Só gostam de queixar e falar mal dos outros. Ah!! E by the way, a minha casa está desarrumada qb, sempre limpa porque os putos são pequenos e anda tudo no chão, e tenho 3 horários escolares diferentes. hum, que tal?

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. As 21 estou eu a sair do trabalho. Ir para casa, apanhar os miúdos, jantar e banhos. Arrumar a cozinha e deita los não sobra muito porque já estou cansada. Respeitem as vidas de cada um.

      Eliminar
    2. Porque é que se sujeitou a ter 5 filhos com um "um marido que não ajuda em nada"? Goes beyond me.

      Eliminar
    3. Anónimo das 17:51, e porque não? Foi uma escolha da Doce Concha. Ela é que tem de viver com ela e se vive bem, quem é você para criticar? Nós não somos donos da verdade. A maneira como cada um de nós vive é a maneira certa (ou não, mas aí depende da própria pessoa mudar) para nós. Mas para os outros pode não ser assim. Eu, por exemplo, não compreendo a poligamia. Mas há quem viva assim. E se as pessoas são felizes, quem sou eu para criticar? Quem sou eu para dizer que aquela é uma forma errada de viver?

      Eliminar
    4. Olhe, foi porque quis.. Também não disse que isso era impedimento. As vezes queixamo-nos dos maridos, mas também somos nós que os educamos. Queixei-me? Concha

      Eliminar
    5. Não sei como é que alguém consegue "viver bem" com o facto de fazer tudo em casa e ainda tratar de 5 filhos e ter um marido "que não ajuda em nada", mas okay... devo ser eu que estou a aplicar a minha lógica de vida a um caso completamente diferente do meu.

      Não acho que, nunca relação a dois, alguém tenha de educar o outro e muito menos acho que esse papel deve caber à mulher. Quanto muito teria cabido à mãe e ao pai do seu marido, em educá-lo desde cedo, como se deve fazer a qualquer filho ou filha, a ser independente e a saber fazer tudo para que chegue à idade adulta e possa gerir a sua vida autonomamente. Eu jamais me sujeitaria a estar numa relação e fazer planos de vida com uma pessoa que não contribuísse de igual forma para a gestão da casa e as tarefas domésticas. Em minha casa é como o que a Pipoca refere: às vezes faço eu tudo, às vezes faz ele tudo, outras vezes fazemos os dois ao mesmo tempo o que há para fazer.

      Eliminar
  65. Fazem-me imensa confusão as pessoas que desejam a infelicidade alheia só para que a deles(as) pareça mais pequena. Essas sim são umas grandes mulas e, ainda por cima, umas mulas tristes.

    ResponderEliminar
  66. Eu trabalho com muitas peças feitas em crochet e tricot (que eu faço enquanto vejo uma ou outra serie). Tamanha é a minha desocupacao

    ResponderEliminar
  67. Oh meu Deus!!
    Sou uma mula!!!
    Obrigada comentadora parva... já precisava de um abanão e alguém que me dissesse umas verdades! Hoje limpo o pó e passo a ferro!!

    ResponderEliminar
  68. A parte das mulas que são essas mulheres "desocupadas" que gostam de diversificar nas suas actividades do dia a dia (extra emprego, claro), está muito boa!! Sou mula!

    ResponderEliminar
  69. Por acaso os meus filhos não entram às 9h mas sim às 8h, e vou ao ginásio antes. Trabalho, vou buscá-los às escola ou ao futebol que acaba às 22h. Cuido deles à noite e até vejo uma novela. A seguir leio um livro e/ou preparo outros trabalhos no computador. No outro dia começa tudo de novo. Não me considero desocupada...mas por norma não vejo séries, deve ser isso. Todo o problema aqui são as séries!! As pessoas vivem tão revoltadas umas com as outras que dá dó...é triste, muito triste.
    Maria Freitas

    ResponderEliminar
  70. A única coisa que me parece que resulta deste comentário, é que esta pessoa está zangada com a sua própria vida. Daí "descarregar" em cima dos outros. Reparem que ela não faz ideia do que é que as outras leitoras fazem nas suas vidas, não faz ideia se têm filhos ou não, não sabe nada de nada para ter a opinião que tem. É pura e simplesmente alguém que não está bem com o que tem (seja lá por que motivo for) e resolveu descarregar. Honestamente, não lhe dêem tanta importância, é só alguém que não está bem consigo mesma.

    ResponderEliminar
  71. Só para que conste: este comentário-post não é meu!
    Mas este é: "trabalho o dia todo", que exageradona!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Realmente, é muito bom este comentário!
      "Eu trabalho o dia todo" Deve ser para rir!!

      Eliminar
    2. Às nove estou ao computador. Muitas vezes almoço em meia hora e continuo ao computador até às cinco e tal, hora a que vou buscar o Mateus. Não estou no computador a ver séries. Estou a produzir conteúdos para o blog, a tratar de parcerias com as marcas, a responder a e-mails, etc e tal. Muitas vezes, depois de o Mateus estar a dormir, ainda volto para o computador e trabalho mais duas ou três horas. Fora isto, tenho de ir a reuniões e a alguns eventos (que também são trabalho). Posso dizer que trabalho muito mais agora do que alguma vez trabalhei em algum outro sítio. Por isso sim, trabalho o dia todo, possivelmente mais até do que algumas pessoas que por aqui comentam. Agora, posso é fazer uma gestão diferente no meu tempo. Se calhar posso tirar uma tarde e ficar em casa com o Mateus, mas isso vai implicar trabalhar o dobro no dia antes ou no dia depois.

      Eliminar
    3. Ana por favor, não dê este tipo de explicações quase à laia de justificações a quem quer que seja! Sabe, muita gentinha nem sabe sequer que ser blogger pode ser um trabalho, vão sempre achar que não, que é uma brincadeira. Esta gente é doida... mai nada!

      Eliminar
    4. Pipoca, acho q nem sequer devia ter de se explicar!! Cada um sabe da sua vida, dos seus horários e afins, ng tem nada a ver se trabalha das 9-17 ou das 10-22, ou das 12-13...era só o q faltava!! e vivam as séries..todas, todas, todas.. :) !!

      Eliminar
  72. Esta ideia (filosofia de vida para algumas pessoas) de que os filhos, a casa e até a loiça obrigam a que se perca o direito à vida chega a ser preocupante! Ainda grávida do meu filho achava divinal (ou só muito estúpido!) o discurso sério com que muitas pessoas me davam a fatal notícia sobre a quantidade de coisas que morriam na minha vida depois de ser mãe...e quem fala deste discurso poderia também referir o que nos atiram quando casamos ou quando compramos uma casa. O tempo, efectivamente, quer as pessoas queiram admitir ou não, é aquilo que fazemos dele.

    Cá em casa trabalhamos por turnos, temos um filho pequeno, um mais velho de 4 patas, e uma casa para cuidar. Depois de ler o comentário desta senhora percebi que somos portanto uns anormais...é que mesmo com esta vida, vá-se lá perceber como, a loiça está lavada e arrumada, a roupa está tratada, o filho está bem e recomenda-se (e sim, por acaso, lemos uma história todos os dias ao deitar), e os pais continuam a ser os namorados de sempre viciados em filmes e séries como sempre foram!

    Resta dizer que seja pelo tempo, seja pelas preferências, seja só mesmo por se ser mauzinho por opção, porquê este mal estar tão grande se o ser humano ali ao lado é coordenado e feliz? Sou daquelas pessoas que acredita e tem a certeza que se as pessoas usassem o seu tempo da melhor forma e se se preocupassem mais consigo, os seus e o seu mundo, era tudo muito melhor...

    Beijinhos Pipoca!

    ResponderEliminar
  73. A capacidade que as pessoas têm para encontrar o que criticar, na coisa mais insignificante, ainda me surpreende!
    Oh pessoa, vá ver o Game Of Thrones em vez de destilar veneno na vida alheia, mas que desocupada!!

    ResponderEliminar
  74. De facto não percebo qual é o problema da comentadora... Cada um ocupa o seu tempo da forma que entende, mas não é por outros o fazerem de forma diferente do nosso que devemos desatar para ai a escrever disparates.
    O tempo pode ser gerido de formas muito diferente.. Eu adoro séries e não é por isso que me sinto burra, mula, desmazelada, ou sei lá o quê.
    Trabalho fora de casa, tenho dois filhos adolescentes que levo a todos o lado, desde o futebol à ginástica, às festas com amigos. Faço compras para a casa, limpo, estendo roupa, passo a ferro e ao inicio da noite calço as sapatilhas e caminho 8 km.
    Não sou uma super mulher, nem uma sopeira, mas antes de me deitar gosto de sentar no sofá, usar o comando e procurar as minhas séries nas gravações automáticas. Isso dá-.me gozo e pronto...
    Acho graça que com tanta falta de tempo a leitora ainda consiga vir para o blog fazer comentários desta natureza. Se calhar faz-lhe falta ver mais séries...

    ResponderEliminar
  75. Há séries para todo o tipo de gostos, há das que têm um tempo de duração de 20 minutos às que podem durar mais do que uma hora. Hoje em dia podemos assistir a uma série quer seja na televisão, computador, mas também em dispositivos portáteis como telemóveis e tablet. Podemos ter um dia muito cheio, mas há sempre um tempinho que se pode gastar com este tipo de lazer que só nos faz bem e ajuda a desanuviar, no metro, no wc, ao jantar, antes de adormecer, no intervalo do telejornal, etc. Quem quer, sabe gerir o seu tempo, quem não quer mas queria, critica!!

    ResponderEliminar
  76. Querida Pipoca,

    Sou leitora assídua do seu blogue. E embora leia diariamente os mais “parvos” (porque não têm outro nome) comentários que alguns leitores fazem, decidi pela 1ª vez comentar um dos seus post’s, uma vez que também me “atinge”.

    Sou MULHER, e também sou fã de séries (as quais não prescindo) no entanto trabalho todos os dias até as 19h e levanto-me todos os dias às 06h da manhã (portanto não sou preguiçosa).
    Não sou mãe (por enquanto) mas faço jantar e almoço (para o dia seguinte) todos os dias, meto roupa a lavar, aspiro as casas (porque o homem usa botas no trabalho e costuma trazer lama/terra para casa), estendo roupa, janto, arrumo a cozinha (pois não gosto de a deixar desarrumada, nunca se sabe quando é que me pode dar uma “macacoa” de noite), vejo a novela e vejo os episódios das minhas séries preferidas, e ainda tenho tempo para dar uma espreitadela no facebook.
    Não fosse uma das características das mulheres fazerem mais do que uma coisa ao mesmo tempo…. Como tal, e caso a leitora em questão não saiba, mas há séries em que os episódios passam na televisão uma vez por semana, o que dá para conciliar tudo. De qualquer forma hoje em dia já existe a abençoada ZON em que se pode “andar” 7 dias para trás, portanto cara leitora aqui ninguém é preguiçosa, negligente, mula, burra, desocupada, entre tudo o que quiserem chamar.
    Apenas trata-se de Organização e tempo é o que não falta. Como pode ver tenho tempo para tudo e sou FELIZ…

    Ah e como é uma pessoa tão certinha e atarefada, espanta-me como teve tempo para vir ao blog da Pipoca fazer um comentário.

    Ah já sei, foi no trabalho!!!

    Veja lá se o seu chefe sabe que andou a perder tempo na internet em vez de estar a trabalhar…

    Beijinhos
    Patrícia

    ResponderEliminar
  77. Pensei que as mulheres com a mentalidade de que o sexo feminino tem mais é que dedicar à casa e aos filhotes já tivesse ficado bem lá atrás no tempo.
    Tenho pena das mulheres que nem sequer equacionam tirar um tempinho para si, para os seus gostos, para os seus hobbies, para o que quer que seja....

    ResponderEliminar
  78. Acho que antes de uma mulher ser mãe de família, com tudo o que isso acarreta, já era uma pessoa com gostos próprios, ambições pessoais etc. (ou não). Compreendo que há quem se realize plenamente na maternidade e vida doméstica mas agora criticar outras mulheres que querem assim mais qualquer coisa da vida. Ter um emprego, ir ao ginásio, arranjar as unhas, sair com as amigas, namorar a sós com o marido, ler, ver séries ou na loucura ir ao cinema ou jantar fora sem os miúdos. Eu não sou mãe, mas tenho a minha quota parte de coisas para fazer. Basicamente tudo o resto que ser dona de casa, esposa e ter um emprego implicam. E ainda existem dois cães para tratar que parecendo que não ainda dão algum trabalho. E eu não tenho ajudas. Mas consigo fazer tudo o que descrevi acima. Tenho o exemplo da minha irmã que até agora tinha como uma boa mãe de 2 meninas de 6 e 4 anos. Tem um trabalho mega exigente e uma casa para cuidar em conjunto com o marido. Mas já vi que não, dado que passa a vida a sugerir-me livros, falamos sobre séries que ambas vemos e sugerimos uma à outra, filmes que vão estrear, restaurantes para ir e ups às vezes até falamos de vinhos. Ainda bem que esta senhora comentadora me abriu os olhos. A minha irmã deve estar a falhar, o que é estranho dado que as minhas sobrinhas me parecem crianças bastante felizes mas enfim....

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Ahaha adorei o "ups às vezes até falamos de vinhos"!! Espero que os bebam também :) ;) porque eu cá pelos vistos sou uma mula bebedolas :P ainda na 3ªf depois de arrumar a cozinha (levantar a mesa, lavar loiça, passar pano no fogão e dar uma varridela) apanhar a roupa e separar (para dobrar ou para passar) e arrumar o wc que estava o caos dp dos banhos, fui ver séries acompanhada de um belo copo de lambrusco para o sofá :) ADORO!! ah e sou Mãe e divorciada mas acima de tudo feliz comigo própria que julgo que deve ser o "problema" da anónima está infeliz com a sua vida e consigo própria mas isso só cabe a ela alterar

      Eliminar
  79. Que estupidez tão tamanha! Ó caríssima leitora: por acaso, também sou mãe; por acaso também tenho as lides da casa para tratar (surpresa das surpresas!) e por acaso até vejo algumas séries, que sigo com interesse. E, VEJA-SE BEM, ainda arranjo tempo para um power walking noturno semanal e até para umas idas ao cabeleireiro e afins. E tenho que lhe dizer isto: até pode pensar o que quiser, que ninguém se rala. Agora verbalizar, desculpe mas não se queixe agora das coisinhas que aqui lê e que nada abonam em seu favor. Please...

    ResponderEliminar
  80. JE SUIS MULA (e adoro)

    ResponderEliminar
  81. SOMOS TODAS MULAS
    Pipoca és a Maior

    ResponderEliminar
  82. esta sra leitora está muito insatisfeita com a sua vida! mas acho que a podemos ajudar a entrar no mundo das mulas!
    (e eu que nem comento nada, não resisti!)

    magda m.

    ResponderEliminar
  83. Se essa leitora é tão ocupada como diz, não percebo como foi capaz de tirar um minuto do seu ocupadíssimo tempo para vir comentar num blog! Será que foi enquanto estava na casa de banho?

    ResponderEliminar
  84. Respostas
    1. Duas palavrinhas simples que me proporcionaram umas gargalhas gigantes. =D

      Eliminar
    2. Ainda bem que li isto!! Porque cheguei à conclusão que a minha falecida bisavó, mulher antecipada para a época, também era "mula"!!! Porque, segundo a própria, entre as tarefas domésticas e o tratar de uma prole, com onze filhos, ainda tinha tempo para se refugiar no sotão a ler folhetins e romances, que seriam o equivalente às séries e novelas de hoje, para desagrado do meu bisavô. Por isso, isto da "mulice", na volta, é hereditário!!

      Eliminar
  85. o problema de se ser mulher, é que há sempre outra mulher a querer boicotá-la. o mundo há-de acabar, e isso não mudará...

    ResponderEliminar
  86. CRUCIFICA-A! CRUCIFICA-A! Ela vê séries... CRUCIFICA-A...

    ResponderEliminar
  87. Isto é p 8 e o 80. A Sra não tem tempo e as leitoras têm tempo para tudo. Eu estou no meio. Há dias em que me sinto cansada de tantas tarefas outros consigo conciliar tudo. Não sou desorganizada, mas tenho dois filhos e os dias não são todos iguais. Acho que todos devem fazer um esforço para não criticarem a vida dos outros ou mesmo uma fase em que uma pessoa possa estar mais em baixo ou mais assoberbada.

    Há tantos factores que podem influenciar a falta de tempo...e já agora, eu agradecia que me ajudassem a organizar me para ir ao ginásio.

    ResponderEliminar
  88. Eu não tenho empregada, e a minha mãe pouco me pode ajudar e vejo séries, e faço o que quero.
    Há uma boa pomada na farmácia para isso.

    ResponderEliminar
  89. Agora a sério, acho que a Pipoca podia emprestar aqui o estaminé para fazer uma tertúlia! Todos os dias lança um tema em discussão, mesmo daqueles que batem cá dentro et voilá! Tem aqui pano para mangas para um futuro livro! :P Beijinho no ombro a senhora em questão.

    ResponderEliminar
  90. Honestamente acho que a queixa "falta de tempo" é uma forma de ser e estar na vida de muita gente. E não acho que seja sempre algo consciente. Muitas pessoas arrastam-se nessa forma de vida anos a fio sem se darem conta. Vivem em piloto automático. Queixam-se da correria do dia, queixam-se do quotidiano que não trás nada de novo, queixam-se da falta de criatividade no que hão-de cozinhar diariamente, queixam-se dos transportes, da situação do país, da chuva, do tempo que lhes falta sempre. Queixam-se, queixam-se, queixam-se. Não sabendo que nesta vida todos temos as mesmas 24 horas e que ninguém nos obriga a vivê-las da forma x ou y. Muitas pessoas não se dão conta de que têm de facto poder de escolha. Sobretudo na forma como escolhem viver e celebrar cada dia da sua vida. Essas pessoas não despertaram ainda para a constatação de que são as verdadeiras autoras da sua vida. Que a vida acontece no aqui e agora, a cada momento, a cada escolha, a cada decisão. Que cada dia é precioso e único e cheio de potencialidades. Que o tempo estica ou encolhe consoante aquilo onde escolhemos pôr o nosso foco. Que podemos optar. Que podemos mudar.

    Eu fui uma dessas pessoas durante muito tempo. Era uma pessoa muito "ocupada", sempre cheia de trabalho. Vivia a correr. Acordava e fazia tudo a correr logo a partir desse momento. O dia era uma check list permanente. O tempo não chegava nunca. Até um dia ter percebido que, inconscientemente, era eu que estava a escolher viver assim. Ninguém me impunha essa pressa, ela vinha de dentro. Sim existem horários, mas não têm de implicar stress nem correrias. Não deixei de trabalhar, não descurei na organização da casa, não contratei nenhuma empregada. Foi a atitude que mudou. E isso fez com que hoje em dia sinta que, se quiser, tenha tempo para tudo. Arranjei tempo para praticar desporto 3 a 4 vezes por semana, para ver filmes em casa ou ir ao cinema em noites de semana, para ler mais livros, para investir mais na minha família, para inventar uma receita nova todas as semanas, para descobrir coisas novas no que afinal parecia que já não constituía novidade, para parar 3 minutos de manhã e ficar a ver o sol a nascer, para respirar. Ás vezes acho que arranjei mais tempo para Viver!

    Ao contrário de muita gente aqui, não fiquei com vontade de criticar a pessoa que escreveu aquele comentário. Fiquei com vontade que um dia ela descubra isto tudo por ela. Porque quando acontecer, desaparecem as queixas.


    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Palmas para este comentário, pois para mim é sem dúvida o melhor :)

      Eliminar
    2. Deixe-me adivinhar, mandou o homem às urtigas e arranjou, finalmente, um companheiro!!

      Eliminar
    3. Muito sensata e verdadeira a sua opinião. A maioria só sabe criticar !

      RAQUEL

      Eliminar
    4. Finalmente apareceu um comentário sensato!! Dos comentários que li por aqui é só iluminadas!!

      Eliminar
  91. Não acho que seja falta de tempo, ou falta de interesse em séries, acho sinceramente que é o tema "filhos". Ainda hoje comentava com um colega que para o ano vinham cá os Pearl Jam. E ele vira-se e responde: "Isso é coisa para ti, que não tens filhos nem essas responsabilidades". Cada um faz as suas escolhas, mas sinceramente, acho que há por aí muita gente a aproveitar pouco o que a vida tem de bom.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Para o ano se se concretizar a vinda dos Pearl jam a PT.. Certamente o meu rebento já vai ter nascido, mas nem por sombrs vou faltar.. A menos k seja no emso dia do nascimento.. ah aha h

      Eliminar
    2. Sim, é sempre essa conversa! Se é para se estarem sempre a lamentar e viverem frustrados, porque têm filhos? Eu quero engravidar para o ano e sei que eu e o meu marido somos pessoas descontraídas, que levam as coisas na boa, mas que vamos ter de adaptar a nossa rotina e a nossa vida à chegada de um bebé, que vamos ter de fazer concessões, que vamos ter de abdicar de coisas que faríamos se não o tivéssemos, mas que vamos ganhar muito também com a vinda de um filho e que, no que seja possível, vamos incorporá-lo na nossa rotina e naquilo que gostamos de fazer (e não vamos ter apoios, somos ambos filhos únicos e os pais de ambos vivem a 200km de distância).

      Se ter um filho implicasse abdicar de ser eu e de fazer tudo aquilo que eu gosto e me obrigasse a uma rotina apenas e só cheia de tarefas, obrigações, encargos, viver um função dos outros, etc... simplesmente, não teria filhos! Conheço "N" exemplos de pessoas que têm filhos e têm vidas felizes e chego à conclusão que os que usam essa desculpa do "isso é coisa para ti, que não tens filhos nem essas responsabilidades", já antes de terem filhos não tinham vidas felizes nem faziam nem 1% das coisas que eu faço com o meu marido. São simplesmente pessoas amargas que fizeram más escolhas e tentam justificá-las como inevitabilidades.

      Eliminar
    3. Eu não perco um rock in rio (desde que a minha filha era pequena) e ainda este ano fui ver os Script.
      Há filhos e responsabilidades, mas também temos a nossa vida.

      Eliminar
  92. Pipoca onde é que está a minha taça (ou pelo menos uma medalha de ouro)? Ah e já agora uma condecoração para o meu marido porque quando chego a casa já tenho a roupa a "rodar" na nossa Maria (máquina de lavar), a mesa posta e o jantar prontinho a comer.
    Não tenho empregada, nem pais nem sogros que me ajudem, trabalho por conta de outrem, tenho marido e três filhos (3, 5 e 7 anos) e ainda tenho tempo para acompanhar algumas séries e muito mais.
    Se houver organização e a VERDADEIRA partilha de tarefas entre marido, mulher e filhos, há sempre tempo.

    P.S. O/A caríssimo/a comentador/a não tem tempo para ver séries, mas tem tempo para acompanhar blogues.

    ResponderEliminar
  93. Meninas ja estou com pena deste leitora. Possivelmente e uma rapariga apenas triste. Va la nao sejamos assim. Quero crer que a rapariga apenas teve um pequeno desabafo e deu nisto. Um resto de uma semana espetacular para todas

    ResponderEliminar
  94. Não tenho filhos para já mas trabalho, sou Enfermeira.
    Nada me sabe melhor que fazer uma noite, porque sei que no dia seguinte vou ter tempo de sobra para pôr as séries em dia e se o homem estiver de folga também passear com ele.
    Sou uma semi-mula, portanto.
    Mas é certo que quando tiver filhos serei uma super-mula, estou mesmo a ver!! :)

    ResponderEliminar
  95. Coitada, eu acho que de facto ninguém pode levar a mal um comentário desses, pois mal demais já estará quem o escreveu. Quanta amargura num parágrafo só! Loool
    Ainda bem que conclui dizendo que prefere não ter tempo, reduzindo-se a pôr a loiça na máquina e madrugar para levar o pessoal ao colégio, valha-nos isso que não está tudo perdido... realmente há quem se conforme com robotizar-se e esquecer os prazeres da vida!!

    ResponderEliminar
  96. o problema dessa senhorita, é que afinal (ao contrario do que diz) tem DEMASIADO tempo livre...

    ResponderEliminar
  97. Acho que a comentadora desabafou de forma um pouco agressiva. Há dias difíceis, todas nós os temos, mas às vezes temos mesmo de ter prioridades. Se a roupa não fica toda passada, fica metade, se não se faz uma máquina, faz-se depois. Eu e o marido só temos 1 filho, estamos quase a ter o segundo, não temos ajudas nenhumas, todos os dias nos levantamos as 6h, para sair as 7h30 e chegar ao trabalho antes das 8h30 e deixar o pequeno na creche. Chegamos por volta das 18.30 e partilhamos as tarefas o mais possível. A maior parte das vezes sentamos-nos no sofá as 22h, depois de por o miúdo a dormir (com história!) e acabamos nós por adormecer de cansaço, pelo que nem sempre há força para séries e filmes! Mas ainda bem que há quem possa trabalhar em casa (sem perder tempo em deslocações) e ter ajudas (gostava taaaanto de não ter de passar a ferro!), eu também gostava mas não é por isso que ando a queixar-me da vida.

    ResponderEliminar
  98. Boa noite
    Pela primeira vez vou fazer um comentário.Não resisto.
    Trabalho numa creche dos 3 meses aos 3 anos. Entro ao serviço às 7.15 da matina, deveria sair às 16.30, Saio sempre depois das 17.30. Vou o super, adianto o jantar, vou ao ginásio,janto, arrumo a cozinha, faço mais alguma coisita leve que a esta hora a energia já escasseia e pumba! Sofá anda cá à mãmã. Viro mula!! Adoro séries. Sigo imensas num site(que ainda não está bloqueado) e todas as noites arrumo com 2 ou 3 episódios e uma ou
    de várias. Confesso que por vezes hiberno talo cansaço, mas mula que émula não desiste.
    Ah é verdade...sou casada e tenho 2 filhos (ok são crescidos e nãoprecisam de histórias para dormir, mas mesmo assim dão trabalho.
    Beijos e boas séries

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Eu todos os dias me sento no sofá a ver dois ou três episódios de alguma serie da fox, axn, netflix, o que seja.
      A minha casa está arrumada (não tenho empregada) e o resto das pessoas que lá habitam alimentadas.
      A minha filha tem 16 anos e agradece que nem demos pela presença dela. Mas já foi pequena e eu fazia exactamente a mesma coisa.

      Eliminar
  99. Acho que o problema dessa leitora é não perceber que cada um gere a sua vida como quer e que o investir o tempo livre (aliás, o dar-se ao luxo de o ter) a fazer algo que nos dá prazer é um direito adquirido pelas mulheres à custa de muitas lutas e merece ser respeitado.

    ResponderEliminar
  100. O que mais me deixa triste é este tipo de comentários partir de uma mulher. Será que é mesmo uma. Estamos no século XXI. Sou mãe, esposa e profissional com mais ou menos horas de sono
    sempre consegui assistir a ´séries, novelas aiiiiiiiiiii sou mula e sopeira além do mais mulheres não se boicotem a vocês próprias pois os homens são uma "ordem" super solidária. Santa paciência.

    ResponderEliminar
  101. Haja paciência uma mulher fazer este triste papel. Será que é uma mulher? Sou mãe, mulher e profissional sempre arranjei tempo p/ ver novelas séries aiiiiiiiiiiiii sou mula e sopeira. Só não tem tempo quem não o quer ter. É mesmo muito triste ver isto nséclo XXI

    ResponderEliminar
  102. Vou aqui fazer um pouco de advogada do "diabo". Não concordando nem pouco mais ou menos com o que a leitora diz, sobre a futilidade e as sopeiras (honestamente nem percebi bem isso das sopeiras e da novelas) e etc, reconheço que por vezes acho estranho como é que algumas pessoas com filhos (plural) têm tempo para séries. É tudo uma questão de escolhas, obviamente. Há quem prefira ter a casa imaculada a sentar-se a ver TV ou prefira fazer as limpezas todas e não pagar a uma empregada e nisto da gestão do tempo cada um tem as suas prioridades que muitas vezes os outros não compreendem. Agora uma coisa é certa, eu nunca vi os meus pais a papar séries enquanto eu e as minhas irmãs eram miúdas. Não havia tempo ou às tantas não havia empregada ...ou as pessoas eram simplesmente diferentes. Não sei bem. Algo mudou e eu não sei se foi o consumismo de séries ou as pessoas e a forma como assumem os papéis e as rotinas familiares.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Ou não havia nem um terço das séries, ou canais além da RTP1 que as passasse. Nem havia netflix!!!

      Eliminar
    2. Mas aposto que via o seu pai refastelado no sofá a papar futebol...e a sua mãe a lamentar-se que não tinha um tempinho para ela. E por falar nisso, onde é que paira o homem desta mártir????

      Eliminar
    3. Tenho 28 anos, sou filha única, mas quando era pequena os meus pais sempre viram televisão à noite! Viam o telejornal, programas de debates, às vezes seguíamos uma telenovela ou outra, séries tipo "Médico de Família"... e, pelo que conversava com os meus amigos na altura, em casa deles também viam o mesmo.

      Eliminar
    4. Pois eu cá via a minha mãe e avós paparem telenovelas (não eram séries, mas é semelhante).

      Eliminar
    5. Eu (tenho 35 anos) via os meus pais a verem séries depois do jantar. Ou um debate ou outra coisa qualquer. Todos os dias. isto passou-se nos anos 80.
      O que é certo é que todos os dias ás 8 da noite se jantava na minha casa, não havia roupa por passar e a casa estava sempre tão arrumada que parecia que ninguém lá morava. Não havia empregada. Só a minha mãe e mais tarde, eu.
      Penso que tem tudo a ver com a gestão do tempo que se faz. Ou as prioridades que se tem. A minha mãe era contabilista. Só por si é uma pessoa super organizada.

      Eliminar
    6. Acho que foi um pouco dos dois: o público-alvo que está actualmente nos seus 20-30-40 cresceu com a ver TV nos tempos livres que passava em casa (estou a generalizar, obviamente). Tenho pais com meio caminho andado para os 60, que na infância e adolescência ou não tinham TV em casa ou que só viam a RTP e era à noite. E há vinte anos não os via sentados a ver séries. Nem os vejo agora a fazer isso porque acho que não foram "habituados". A verdade é que as séries não eram um conteúdo que passasse na TV portuguesa em horário nobre (aí 20h - 23h), que era quando os meus pais efectivamente viam televisão. Se não estou em erro o MacGuyver dava ao fim de semana à tarde, idem para o Beverly Hills. X-Files dava a horas impróprias (na opinião dos meus pais) para quem tinha que se levantar cedo para trabalhar fora. Só mais perto dos '00s é que isso começou a mudar com a RTP 2 e a TVI a passarem algumas das séries norte-americanas mais conhecidas e com a massificação da internet e da TVCabo e outras que tal.

      Tenho é pena que a comentadora original tenha ficado parada no paradigma anterior... bem que precisava de algum "alone time" com uma sériezita para descomprimir!

      #jesuismula

      Eliminar
    7. Passavam! Vou a caminho dos 60 e em minha casa (quando houve dinheiro para comprar tv) via-se todas as noites, sim! E havia séries também. Quem nunca, com a minha idade, viu o Dallas ou a Dinastia? Ah! E mais tarde as novelas brasileiras? No último episódio da Gabriela (a 1ª) parou tudo! À hora da novela as urgências estavam vazias, o pessoal via primeiro a novela e depois ia ao hospital, hihihi (sério). Portanto e, numa altura em que não havia cá máquinas (belíssima invenção, então a da roupa... o inventor devia ter uma estátua em cada cidade de cada país! Ele "houve" melhor amigo da mulher???) as mulheres também se sentavam para ver televisão. Ah, e a minha querida mãe trabalhava fora. E o meu pai, à boa maneira dos "machos" de antigamente, não ajudava "nadica de nada"!

      Eliminar
  103. eu tenho uma teoria: pessoas que escrevem este género de comentários querem chamar atenção. querem que alguém "inacessível" como a pipoca e outras percam tempo e dedicam um post a elas para se sentirem importantes e terem o seu momento de glória. e isto torna-se uma bola de neve porque outros comentadores que escrevem coisas boas ou normais não têm direito a resposta e apercebem-se que se escreverem algo estúpido já tem direito a resposta. acho que não se devia dar importância a este tipo de comentários, ou então, dar de igual modo, aos bons e ao maus. não estou a falar só da pipoca, falo de todas as "celebridades" de PT que têm está tendência de responder apenas ou na maior parte dos casos aos comentários mais.

    ResponderEliminar
  104. Estou tão surpresa comigo! Descobri que sou uma mula sopeira de séries e imagine-se... de novelas também! E para piorar o meu marido também o é!
    Pobre do nosso filho... vai crescer traumatizado pk a mãe que o vai buscar ao colégio, os pais que brincam e pintam e jogam com ele, que o levam a passear e a brincar no parque papam séries!
    E para piorar sou uma mula sopeira que limpa a casa, passa a ferro, cozinha, trabalha e faz tudo em casa....

    valha-nos a santa paciência!
    Oh senhora esfregue o cotovelo quando tiver dor que isso passa! E para relaxar veja uma novelinha ou uma série!

    E faça outra coisa: HAPPY THOUGHTS! (Bons pensamentos) porque os maus só lhe vão trazer mais roupa e louça sujas!

    ResponderEliminar
  105. Só me ocorrem duas palavras: muito bom. Pipoca, tu tens aqui leitores que isto bem estudadinho abriam-se mais uns centros hospitalares psiquiátricos. Muito bom.

    ResponderEliminar
  106. Só para acrescentar à conversa quando o tema é "tempo": eu não concebo perder todos os dias mais que 15 minutos em deslocações para o trabalho. Pago a factura: a renda é alta; não posso comprar casa; a empregada vem muito menos do que eu gostaria. É uma escolha. Podia ter mais dinheiro ao fim do mês; podia ter animais; podia ter a casa sempre impecável. Mas prefiro ganhar tempo para o que me importa: filhos, amigas, vida (sair ou ficar com as minhas coisas). É tudo uma questão de prioridades.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Concordo, é tudo uma questão de prioridades. Também gasto apenas 20min a pé para o trabalho, o meu marido gasta 15min, optámos por viver no centro de Lisboa. Gastamos mais na renda da casa, mas poupamos em não ter carro, nem as despesas associadas (seguro, combustível, portagens, etc). Não temos empregada doméstica, limpamos a casa os 2 uma vez por semana ao sábado de manhã e gastamos 1h no máximo nisso. Fazemos compras semanais no supermercado, cozinhamos e, como rotina, levamos marmita para o trabalho, mas jantamos fora pelo menos 2 vezes por semana (ainda que seja em restaurantes baratos). Poupamos em mais uma série de "pequenas" coisas e, com isso, conseguimos poupar todos os meses e viajar 4 vezes por ano (sempre que temos férias, que tiramos fora das épocas altas e colamos a feriados e fins-de-semana). São prioridades, os meus colegas consideram que isso é porque "não temos filhos" (no entanto, esses mesmo colegas, apesar de terem 1 ou 2 filhos, ganham 2 ou 3 vezes mais que eu), mas pensamos em ter fum filho para o ano e, apesar de isso ir implicar mais gastos, já percebemos que não vai alterar muito a nossa rotina diária (em termos de deslocações, lugar onde vivemos, etc) e temos capacidade financeira para continuar a fazer as nossas viagens, mas com ele (talvez menos por ano e primeiramente a locais mais próximos, mas há centenas de exemplos de casais que viajam com filhos sem problemas).

      Eliminar
  107. Só vou acrescentar: Também sou mula! Desculpem

    ResponderEliminar
  108. O mal dessa senhora é essa amargura que tem que não a deixa desfrutar da vida como deveria. É o fel que lhe corre nas veias que não vê que há pessoas que têm pequemos prazeres além do básico...

    ResponderEliminar
  109. Engraçado!!!! Eu tenho três filhas e vejo séries e novelas, que serei eu????

    ResponderEliminar
  110. Com tanta mula, devíamos juntar-nos,assistir algumas séries, e fundar o movimento "juntos pelas mulas"! :-) pipoquinha, é deveras triste e inacreditável que nos tempos que correm ainda tenhamos que "ouvir" tais barbaridades. Mas não vamos dar mais importância a isto.Isso sim é uma perda de tempo! Já p não falar que este tipo de coisas, que nos tiram do sério, também nos fazem rugas e cabelos brancos :-) :-) :-) e isso nós não queremos. m.s.b

    ResponderEliminar
  111. Eu tenho um trabalho das nove às seis e meia, depois tenho uma hora de dança e depois vou para casa fazer o jantar, comer, por roupa a lavar, apanhar a seca, arrumar a cozinha, tomar banho, ver séries e ainda leio um livro antes de dormir. Acordo às sete e meia e começo tudo de novo. Sou uma fútil de merda, porque além de fazer as tarefas que tenho de fazer, também me ocupo a fazer coisas que me dão prazer e me fazem feliz. Porra!

    ResponderEliminar
  112. Vejo séries enquanto passo a ferro, cozinho, limpo a casa.
    Tenho uma profissão, uma relação, amigos, e ainda estou a tirar um doutoramento.
    Portanto, há tempo para tudo. Organizem-se.

    E não, não tenho empregada. Não, não me considero fútil,

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Não tem é filhos senão garanto-lhe que não teria tempo para isso tudo...enfim...falam do que não sabem

      Eliminar
    2. e alguém as obrigou a parir?? Escolheram ter filhos, agora aguentem e parem de criticar os outros

      Eliminar
  113. Grandes teorias se "aprendem" nestes comments: ou são fedelhas recém-licenciadas que acham que vão ter tempo e dinheiro para tudo quando tiverem filhos,ter a vida que têm agora,ou são pessoas sem filhos,com um cão ou só com um filho,ou são mentirosas.1% das que têm mais que 1 filho devem de facto ter marido que partilha tarefas em igual proporção.as outras ou são mentirosas ou têm empregada todos os dias ou mãezinha ou sogra que vai buscar os miúdos à escola,lhes dá banho e jantar,lhes enche o frigorífico de tupperwares cozinhados.ou não trabalham e são dondocas..assim a vida é de facto fácil.pode-se ter uma vidinha perfeita,correr maratonas,enfiar-se no ginásio,ver séries,jantar fora todos os dias,! Parabéns a tantas mulheres perfeitas que aqui andam,que gerem tão bem o tempo,que são tão desportistas,que têm tempo para tudo,que são mães maravilhosas,esposas devotadas,fadas do lar e mulas de sofás! O salto de 1 filho para 3 é de facto muito trabalhoso.ter filhos na escola também é diferente de os ter na creche. Ter gémeos só quem os tem sabe o que é cuidar de 2 crianças ao mesmo tempo. Não ter apoio familiar nenhum,trabalhar muito,ganhar mal. E sim,tenho uma empregada 1 x por semana que é a minha salvação. Não passo a ferro,não aspiro,não sou nenhuma fada do lar.até às 9 h,hora a que vão para a cama,ajudo nos trabalhos da escola,faço jantar,dou banhos,leio histórias,brinco. Às 9 h 30 quando estão a dormir vou finalmente jantar com o meu copo de vinho,estendo roupa,tiro loiça da máquina, preparo marmitas do dia a seguir e já são 22h30 na melhor das hipóteses. Tomo banho porque de manhã não tenho tempo. Com sorte ainda pinto as unhas e estico o cabelo.num dia bom estou na cama às 23h30 e leio um bom livro. De manhã acordo às 7h,demoro 15 min para o trabalho,mas só consigo lá chegar às 9h30, porque antes já corri uma maratona entre dar peq.almoços,vestir e levar as escolas. No meio disto tudo gostava muito que me explicassem onde é que aproveito mal o meu tempo!????really!???
    Ainda bem que vocês conseguem ser super-mulheres e estarem sempre impecáveis e sairem até às tantas porque deixaram os miúdos na avó! Parabéns! Agora respeitem é que a maior parte das pessoas não tem essa vida maravilhosa e tem dias maus e fica irritada com a dolce vita destas bloggers fúteis e arrogantes,armadas em empresárias de nada e escritoras de livros infantis,mãezinhas centradas no filho prodígio,pavoneadoras de zaras.Ok,só vem cá quem quer,mea culpa!também não esperava ter honras de destaque como comentador mais parvo...cada blog tem os comentadores que merece!não vale a pena responderem,já percebi o vosso ponto de vista e o target do blog.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Se tem uma vida tão miserável, sem tempo, sem dinheiro, sem apoios, sem companheiro com quem partilhar tarefas, para que foi ter 3 filhos? Ter filhos não é uma obrigação e quem os tem devia ser porque eles acrescentam felicidade à sua vida... não para se estar em constantemente a queixar do encargozão que eles são! Para isso, não os tenham. Mas parece-me que aí se iriam queixar de outra coisa qualquer...

      Eliminar
    2. Portanto... É mãe solteira ou tem um marido inútil?

      Eliminar
  114. Anónima das 22h32 acho que no meio de tanta correria devia esquecer esticar o cabelo(compre uma boa espuma que as ondas voltam a estar na moda) e dedique o seu tempo ao amor com o seu marido(compre preservativos não vá voltar a ter gémeos) e vai ver que tudo parece mais fácil....a raiva dá cabo da pele e dos nervos...

    ResponderEliminar
  115. Mas eu vejo aqui tanta gente a dizer que o comum dos mortais gere bem o tempo, mas nao consegue fazer mais porque chega a casa, da banhos, faz jantar, ajuda nos trabalhos, estende roupa, prepara marmitas... entao, mas onde estao os pais para dividir tarefas???? nao os fizeram também'??? gestao de tempo tambem é isso... é delegar e partilhar tarefas...e muitas mães não partilham mais porque acham que só elas é que fazem bem...

    ResponderEliminar
  116. Não tenho filhos, nem pretendo ter nos próximos 8 ou 10 anos, mas as minhas primas mais próximas todas têm e encontram sempre tempo para se divertir. Tudo depende das prioridades de cada pessoa. Uma das minhas primas tem 3 filhas, trabalha mais do que 8 horas na maioria dos dias e no fim-de-semana tem sempre o hábito de ir jantar fora ou de ir a casa de amigos para descomprimir.
    Há pessoas sem filhos que também não têm tempo para nada. Conheço também quem trabalhe das 6 às 14, depois chega a casa e almoça, dorme durante a tarde, vai ao ginásio, depois janta e vai dormir outra vez. Quando é para sair não têm tempo. Uma comentadora anteriormente deu o exemplo do concerto dos Pearl Jam. Eu comentei o mesmo com a pessoa em questão e disse-me "isso é para quem é estudante como tu, que não faz nada". São prioridades.
    Sou estudante universitária mas tenho aulas, tenho de estudar, tenho de tratar da casa, fazer as minhas refeições e vou trabalhando sempre que posso (estou a tentar arranjar um emprego full-time para conciliar com as aulas). Se tenho mais tempo livre do que quem tem filhos? Óbvio, mais tempo e menos responsabilidades. Mas tenho o tempo ocupado a maioria dos dias mas não há uma semana em que não despache umas temporadas de uma série, um ou dois filmes e um livro. Quando há concertos cá que eu goste, tento sempre ir. Faço-o porque me dá prazer. Pura e simplesmente isso. E prefiro aplicar o meu tempo a coisas que me dão prazer e perder umas horas de sono ou não sair à noite, como fazem muitos estudantes.
    São opções e não temos de ficar frustradas ou revoltadas com as opções das outras pessoas quando são diferentes das nossas!

    ResponderEliminar
  117. Mas ela tem tempo para ler o teu blog. Não é fútil também perder tempo a ler um blog onde se fala, além de outros assuntos, de moda e beleza?

    ResponderEliminar
  118. O que eu me ri a ler os post e os comentários! Existem vidas muito complicadas onde é impossível "esticar" o tempo, é mesmo impossível e é natural que uma pessoa com uma vida assim se sinta triste em se aperceber que há pessoas que podem estar a ver séries até às 5 da manhã...quem tem de se levantar cedo para ir trabalhar não pode. Acho mesquinho por parte da Ana publicar estes comentários...está com isso sempre a mostrar que há pessoas que parece que a invejam...acho mesquinho...se fosse eu simplesmente ignorava...

    ResponderEliminar
  119. A leitora assume desde logo que ver séries é uma futilidade. Ora, há séries excelentes com temas interessantíssimos e com os quais se aprende imenso.

    ResponderEliminar
  120. Parabéns pela resposta, nota-se que quem escreveu está infeliz com a vida que tem é como disseste não sabe gerir o tempo.. Sou mãe e tenho tempo para a minha filha e também para mim !! Se gostarmos de nós próprias também, temos força e arranjamos tempo para tudo.. A vida não é só aprender, ver a série mais parva de sempre do para rir faz parte!! Assim como outras coisas parvas, elas têm que existir nas nossas vidas e só fazem bem!!

    ResponderEliminar

Teorias absolutamente espectaculares

AddThis