Pub SAPO pushdown

Como é que as nossas tatuagens irão parecer quando formos mais velhos?

quarta-feira, março 18, 2015

Fiz a minha primeira tatuagem aos 21 anos. Estava em Erasmus, queria assinalar aquilo de alguma forma, então convenci um dos meus colegas de casa a ir comigo e fazer o mesmo. Depois dessa seguiram-se mais quatro. Sempre que me apetece fazer mais uma vou e acabou-se.  Nunca pensei muito no assunto. Sobretudo, nunca me pus as eternas questões que fazem tanta gente ponderar: e se me arrepender? E se me fartar? E se deixar de gostar? E se deixarem de fazer sentido? E se ficarem ridículas quando for mais velha? Todas as minhas tatuagens são mínimas, algumas delas não estão visíveis (nem sequer para mim, até me esqueço que as tenho). Talvez por isso não  tenha pensado muito antes de as fazer e talvez por isso não me tenha fartado delas. Acho que sempre pensei que quando isso pudesse acontecer as técnicas de remoção já seriam super acessíveis, pelo que não haveria problema. Não sei se algum dia irei querer livrar-me das minhas tatuagens, nem sequer penso nisso. Para já, vivemos alegres e felizes, não há divórcio à vista e até já tenho mais uma pensada. Mas ontem estava a ler este artigo do Bored Panda, com fotografias de pessoas mais velhas com tatuagens enormes e marcantes que fizeram quando eram mais novas. Um bocadinho para responder à pergunta "como é que as nossas tatuagens vão parecer quando tivermos 60?". Acho que quem tatua grande parte do corpo não o faz de forma leviana, só por ser giro e/ou estar na moda. Assume um compromisso e sabe que é para a vida (não que as outras não o sejam, mas é diferente). E, claro, também tem a ver com um certo estilo, muito próprio. Muitas vezes, estas tatuagens são feitas ao longo de anos, é um verdadeiro work in progress, uma história que se vai contando, por isso acho que não há grande espaço para arrependimentos. Se gosto? Em mim não, por isso nunca avançaria com nada do género. A probabilidade de me arrepender seria grande.  E porque, lá está, não me imagino com 60 anos e com um braço ou uma perna totalmente tatuados. Imagino-me com as tatuagens que tenho, mas não com algo maior ou com mais impacto. Mas para quem é adepto do estilo e tem estofo para o assumir, why not? Se há tema pessoal é o das tatuagens. Cada um com os seus gostos, com as suas motivações. Vejo muita (vá, alguma) coisa que adoro, vejo muita coisa que me mete medo, vejo muita coisa que não percebo, mas respeito todas as opções, até porque acho que é preciso uma certa dose de coragem e de loucura. Se vamos ser felizes com as nossas escolhas daqui a 30 ou 40 anos? Sei lá eu.

(vá, calma, agora não se ponham todos a tatuar golfinhos na omoplata)

43 comentários:

  1. Isso é tema para debate sem fim. Também tenho, pequenas e penso que não me irei arrepender. Gosto muito de algumas tattoos que ocupam grandes partes do corpo, mas não em mim. Algumas não se percebem por serem tão pessoais, mas respeito. Se o meu filho me disser que um dia quer uma tattoo, isso já é outra conversa. Acho que lhe vou dizer para esperar ter 30 anos para tomar essa decisão ;)
    Nota : Nono, se me estás a ler, boca fechada ;)
    https://instagram.com/annabelle_madeira/

    ResponderEliminar
  2. Bem pior que a tatuagem só a maquilhagem da senhora.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. hahahahahha. Foi nisso que reparei primeiro :)

      Eliminar
    2. E os alargadores??? Que orelhas medonhas!!

      Eliminar
    3. São comentários como estes que se pretende banir!! Cada qual é como é!! A Kim Kardashian veste muito bem mas quando abre a boca não sai nada de jeito, a não ser pra falar de futilidades (E calma minha gente que eu tambem gosto de futilidades, mas tambem me interesso por um bocadinho de tudo), mas pode haver pessoas não tão bem vestidas ou até estrvagates, até ridículas, mas que tenham inteligência bom censo e etc.... Por exemplo podemos ser atendidos por médicos, bancários, policias e estes estarem todos tatuados, mas não se ver por terem as suas fardas vestidas! E não é por isso que se respeita mais ou menos!!

      Eliminar
    4. A Kim Kardashian veste muito bem? De certeza que não viu os outfits que ela usou na semana de moda de Paris...

      Eliminar
    5. Oh Liliana, cada qual é como é e já não se pode dar a opinião? Que extremo a que chegámos, já não se pode dizer nada! Eu achei cómico os comentários, achei que eram mais para a brincadeira. Vamos lá a relaxar, sim? (já não existem comentários discordantes sem terem, logo a seguir, comentários reprovadores! Chiça!) E eu posso achar alguém educado e inteligente e achar também que se veste horrivelmente mal, ou não posso?

      Eliminar
    6. Liliana, não se enerve e guarde energia para aprender a escrever sem erros ortográficos.

      Eliminar
  3. Eu adoro tatuagens, fiz a minha primeira aos 19 anos. Como já tenho 40 e estava a ficar desbotada acabei por fazer uma cover up que ficou espetacular. Acho que a tatuagem não se resume a um desenho no corpo, para mim acima de tudo é uma arte e além disso tem sempre um significado escondido, algo de muito pessoal e especial.

    ResponderEliminar
  4. Acho que a minha dose de coragem e de loucura ainda não atingiu o nível certo ;)
    Ando há anos para fazer uma, mas entre o querer e o ter encontra-se a máquina (assustadora do ponto de vista) de as fazer. :P

    Momentos em Cápsulas

    ResponderEliminar
  5. Eu tenho duas tatuagens, ambas pequeninas e discretas, para mim só faz sentido assim. Mas é como dizes, cada um com o seu estilo e as suas opções. O mais importante é que se pense antes de fazer para que não haja arrependimentos! Porque os anos passam e nós mudamos de opinião frequentemente. Eu pensei muito antes de as fazer e se voltar a fazer alguma vou pensar muito também. Porque quando tinha 15 anos deu-me na cabeça fazer um piercing no umbigo e passados 2 meses já estava mais que arrependida. Agora não me arrependo, porque até gosto do furinho no umbigo, mas era incapaz de usar um piercing lá...

    http://entreosmeusdias.blogspot.pt

    ResponderEliminar
  6. Já ando para afzer uma tatuagem há mil anos...sempre que vou a Miami quase perco a cabeça e entro num dos muiros estudios que por lá há...já liguei para tatuadores em lisboa a fazer mil perguntas, tenho o desenho escolhido, a area, tudo.Mas tenho tanto medo que me doa que nao consigo avançar.bah :)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. :) Eu não é tanto medo da dor, é mais medo de ficar mal feita ou de não gostar de ver.

      Eliminar
  7. Gosto de tatuagens que tenham a finalidade de realçar alguma parte do corpo e que tenham algum significado. Não uma barriga com banhas ou fundo das costas com estrias, como tenho visto...... É deprimente... E sempre preferi tatuagens nos homens....Vai-se lá saber porquê!!

    www.moncloset.com

    ResponderEliminar
  8. Eu ando a ganhar coragem para fazer a primeira.

    http://thesunnysideoflifeblog.blogspot.pt/

    ResponderEliminar
  9. Não gosto de tatuagens. Em ninguém. Mas não me incomodam as tatuagens dos outros.

    ResponderEliminar
  10. Adoro tatuagens. E estou a ver se junto algum dinheiro e descubro um bom sítio para fazer a minha tatuagem. Não quero que ela esborrate toda ou que fique torta! Tem de ficar mesmo bem feitinha ^^

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Não será isso que toda a gente quer?

      Eliminar
    2. E qual é o problema de expressar isso?!

      Eliminar
  11. Acho óptimo que quase toda a gente use tatuagens. Sempre preferi as minorias.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Concordo plenameeeente!!

      Eliminar
    2. é o que eu costumo dizer. Tatuar está tão na moda que sabe bem não ter nenhuma...

      Eliminar
    3. Sentirmo-nos bem com as nossas opções por comparação com as opções dos outros, para um lado ou para o outro, é sempre um bocadinho patético. Just sayin'...

      Eliminar
    4. Sim, é isso mesmo. Ser diferente é não ter :)

      Eliminar
  12. Gostei muito do teu texto Ana! E concordo contigo a 100%... E também não vamos deixar de fazer aquilo que queremos e aquilo que gostamos só porque já estamos a imaginar como será a nossa vida aqui a uns 20, 30 ou 40 anos. Pessoalmente, ainda não fiz a minha porque o meu pai não deixa e a minha mãe também não. Já lhes disse que assim que sair de casa uma das primeiras coisas será fazer a minha primeira tatuagem... Adoro tatuagens desde os meus 14/15 anos e tenho uma em mente até agora! Tenho 23 anos!

    Resumindo... Acho uma cerca "graça" às fotos que a revista Bored Panda seleccionou... Têm estilo. Sou a única a achar isso?!
    Adoro a foto Nº 3! A senhora está demais mesmo! Adorei mesmo.. Aliás, as 3 primeiras fotos são as melhores, para mim.

    Beijinho de uma leitora mais do que assídua!

    P.S.: Eu sou a leitora que uma vez viu a tua tatuagem no pé e te perguntou se tinhas mais e alguém (anónimo) me chamou de cusca! LOL!

    ResponderEliminar
  13. ADORO=)...ainda com apenas uma mas com inumeros projectos na cabeça, para mim Tattoo é arte com a qual adornamos o corpo com mais ou menos significado mais ou menos explicito, acima de tudo uma questão de gosto...aqui fica o link de um sitio fantástico ...Visitem=)https://www.facebook.com/#!/MyTattooClubPortugal?fref=ts

    ResponderEliminar
  14. Já pensei em fazer, mas tenho medo de agulhas. E é nisso que penso quando o tema é tatuagem.
    Mas a foto nº3 é linda. Aqui acho que a mensagem fica bem na pele enrugada.

    ResponderEliminar
  15. Naaaa...já deixei de brincar aos indios há uns 25 ou 30 anos...

    ResponderEliminar
  16. Tanta preocupação com a saúde e um estilo de vida saudável e depois injectam tinta no corpo... Não gosto de tatuagens, acho feio e banal.

    ResponderEliminar
  17. As tatuagens no século XVIII eram usadas para marcar condenados à morte. Em França era usada a flor de lis.
    Nos anos 60 os nossos homens usavam-nas quando era destacados para as antigas colónias.
    Acho uma moda pavorosa, horrorosa e sem nível.
    Antes que comecem a atirar pedras, lembrem-se que vivemos em democracia e que cada pessoa tem direito à sua opinião.
    A minha filha quer fazer uma, mas só por cima do meu cadáver

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Não concordo mas respeito a tua opinião por ser bem fundamentada. (Acho que tinha de ser dito)

      Eliminar
    2. Não tendo esse conhecimento, mas indo de encontro à sua opinião, a minha mãe também nunca me deixou fazer as tatuagens ou piercings que eu tanto queria na adolescência.

      Há pouco tempo, ela perguntou-me se ainda estou «furiosa» por ela não ter dado consentimento. A resposta já ela sabia há muito, visto que não tenho tatuagens nem piercings, embora já pudesse ter feito quantas quisesse.

      Não quero generalizar, há quem mantenha os mesmos gostos e desejos. Mas eu agradeço muito à minha mãe por me ter dito não. Até porque eu não tinha ideias pequeninas e discretas...

      Eliminar
  18. Tenho tatuagens relacionadas com os meus filhos mas são pequenas e discretas porque só assim me faz sentido. Será impossível me arrepender e já dei por mim a matar saudades ou a ganhar forças quando olho para elas..

    ResponderEliminar
  19. Gosto muito da minha pele e as MARCAS que alguma vez exibirá serão as que a natureza e o tempo inevitavelmente determinam: sinais, rugas, sardas, uma estria, uma mancha, uma cicatriz, o que for...

    ResponderEliminar
  20. Por aqui já há 9 mas ainda faltam algumas para ficar completo.
    Vou deixar aqui um vídeo para veres, responde algumas perguntas que estamos fartos de ouvir como "e se enjoar?", "e se me fartar?", "tatuagem doi?"....
    https://m.youtube.com/watch?v=BCmUfNpn5eE

    ResponderEliminar
  21. Podias fazer um post onde mostres as tuas tatuagens e fales um pouco sobre elas :)

    Beijinho, http://sonhossuaves.blogspot.pt/

    ResponderEliminar
  22. Adoro tatos e partilho da tua opinião. São muito pessoais. As que tenho foram desejadas e planeadas. Se daqui a uns anos vão fazer sentido? Se calhar não. Mas fazem parte de mim e como tudo o resto em mim, há-de haver momentos em que as amo e outros em que as odeio. Elas contam a minha história.

    ResponderEliminar
  23. Independentemente do tamanho (as minhas são muito grandes), não deixam de ter significado, e dizer que a tatuagem está na moda e que não tem legitimidade por isso é bastante ignorante. "Ser diferente é não ter"... Ser diferente é pensar por si próprio e ter as suas próprias ideias, não tem nada que ver com se fazem tatuagens ou não. :)

    No entanto não sei se sabiam, mas quanto mais pequena a tatuagem for, maiores são as probabilidades (muito muito altas) de se tornar um borrão de tinta devido à dilatação da pele com o envelhecimento e à aproximação das linhas.

    Beijinhos

    ResponderEliminar
  24. OMG!! Também, fiz a minha primeira (e única) tatuagem em ERASMUS - uma estrela no pulso.
    Podia, um dia, escrever algo sobre erasmus!! Adoraríamos saber mais sobre a sua experiência. Eu acabei de vir da minha, - em Riga - e adorei!!! :)

    ResponderEliminar
  25. Muito interessante ;)

    Na minha opinião é lindo envelhecer com tatuagens, pequenas ou maiores, desde que desejadas! Porque ninguém merece ostentar uma tatuagem com que já não se identifique, ou que ficou mal feita.
    Felizmente hoje em dia já existem lasers que removem todo o tipo de pigmento. Pessoalmente recomendo o gabinete de remoção "New Skin", que fica sedeado num estúdio de tatuagens em Almada e que já "safou" muita gente. Até para efeitos de cobrir antigos trabalhos, com uma tatuagem decente. Fica o link ;)

    https://www.facebook.com/pages/New-Skin-Remo%C3%A7%C3%A3o-de-tatuagens-a-laser/672784612771229

    ResponderEliminar

Teorias absolutamente espectaculares

AddThis