Pub SAPO pushdown

O meu estômago bate palminhas #8

terça-feira, fevereiro 03, 2015

Pois bem, depois de há um par de horas vos ter falado de contenção alimentar, de comer melhor, de forma mais equilibrada, e rebéubéu pardais ao ninho, venho agora falar-vos de um dos melhores restaurantes por onde passei em 2014, o KOB. Pois que o KOB (ou Knowledge of Beef) é o mais recente projecto do Olivier (e da Ewa, a mulher). Abriu no final do ano passado e é assim a oitava maravilha. Acontece-me poucas vezes ficar a pensar num restaurante e ter muita, muita vontade de lá voltar, mas o KOB vem-me muitas vezes à cabeça. E só ainda lá não voltei porque é um sítio para comer e comer bem, e se é para ir para lá com frescuras e a pensar em calorias, então mais vale estar quietinha.


Basicamente, o KOB é o primeiro restaurante português dedicado às carnes maturadas. O que é isso de maturação? Pois que é um processo natural de amaciamento da carne, através de enzimas libertadas pelo próprio produto em condições de temperatura controlada, que a deixa tenra como manteiga. E eu juro por todos os santinhos que esta foi a melhor carne que já comi. Há muitas variedades à escolha (portuguesa, australiana, americana, irlandesa, japonesa, etc), o ideal é pedir várias e repartir. Quase ao mesmo nível dos bifes estão os acompanhamentos, e aqui é que se dá a verdadeira desgraça. Experimentei vários, mas as batatas fritas e o taglierini são de babar.


Se quiserem mesmo desgraçar-se, passem pelas entradas (por exemplo, a Tábua KOB  ou os ovos rotos com chouriço Wagyu) e, se ainda tiverem estômago, atirem-se a uma sobremesa (eu fui para a tarte de maçã e era ma-ra-vi-lho-sa).


O KOB está no número 169 da Rua do Salitre e o preço médio por refeição ronda os 40 euros. Carote, mas vale bem cada cêntimo. E uma vez não são vezes, não é verdade?

48 comentários:

  1. Pipoquinha aqui que ninguém nos ouve... esses restaurantes muitooooo caros são isso mesmo, carotes e uma barrigada de fome!

    É o único benefício que vejo em ser pobre, como bem e barato.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Não é necessariamente verdade. Eu não passei fome nenhuma no KOB, pelo contrário. Saí de lá a rebolar.

      Eliminar
    2. ok ok se puder hei de conhecer para mastigar aquilo tudo ! :P

      Eliminar
  2. Gosto muito da versão "softcore" sobre o processo de maturação da carne. É isso, mas é mais que isso. O que importa é explicar que o processo é controlado.
    E também dizer que é o primeiro restaurante português dedicado à carne maturada é marketing puro e duro. Pelo menos desde há 2 anos para cá vários restaurantes já apresentam carne maturada, enquanto tal, no menu. Se a diferença é que no KOB não se consegue comer um bife de vaca acabinha de matar, pronto, ok...farsola, mas ok.

    ResponderEliminar
  3. Cheira-me a rouba - alheira ! ahahahahha fiz uma piada!!!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Hahahahaha hahahahaha hahahahaha... NOT

      Eliminar
  4. Eu também gosto de comer bem, e já experimentei vários restaurantes deste tipo.
    O que verifico é que comemos mais devagar, saboreamos mais os alimentos e a experiência vais mais além de uma simples refeição...Saímos muito satisfeitos, sem fome! É garantido! :)

    ResponderEliminar
  5. por favor pipoca publica a rouba - alheira :P saiu me ....

    ResponderEliminar
  6. Tem tudo um aspeto delicioso!
    Cris

    www.lima-limao.pt

    ResponderEliminar
  7. Para mim que não como carne não me parece interessante mas que tem um aspecto maravilhoso tem ;)
    Bj S

    ResponderEliminar
  8. Por esse preço tem que ser mesmo muito bom........

    ResponderEliminar
  9. Um bife de Kobe no Japão custa mais de 80 euros. Tu pagaste 40? Ah não é Kobe é kob...

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Pessoa, o facto de o restaurante se chamar KOB não significa que só sirva bife KOBE. Os 40 euros são um preço médio e meramente indicativo. Mas, se quiser, tem bifes a 180 euros.

      Eliminar
    2. Curioso que ainda em Junho lá estive (em Kobe, e não no KOB) e não paguei nem metade disso.

      Eliminar
    3. Isso é impossível, pois o K.O.B. só abriu no fim de 2014.

      Eliminar
    4. Eu acho que a pessoa quis mesmo dizer Kobe, no Japão...

      Eliminar
    5. KOB é o nome do restaurante e significa Knowlege Of Beef, nada tem a ver com a cidade de Kobe no Japão ou com a famosa carne de Kobe. ;)

      Eliminar
  10. Concordo o KOB é isso tudo. Amei mesmo! E sai de la a rebolar tambem. Mas dividimos o bifinho de 50 euros e saiu-nos a 70euros por cabeca. Mas vale a pena e vezes não são vezes.

    ResponderEliminar
  11. Há cerca de um mês passei por esse restaurante com o meu noivo, pagámos 110€, nem sequer comemos nada do outro mundo, ou seja, não abusamos nas entradas ou algo que se pareça. É bom, de facto é, mas o preço não faz qualquer sentido. Principalmente se formos a ver que o preço da carne (que pode chegar aos 230€ e a mais barata ainda são 20€) não trás qualquer acompanhamento, é tudo à parte. Infelizmente, não é sitio a repetir, é um exagero.

    ResponderEliminar
  12. Já eu experimentei e não gostei. Adoro carnes maturadas (vivi 2 anos em NY e acreditem que lá sim, se come boa carne). Para além de não ter achado nada de especial a carne em si, todo o jantar foi repleto de flops. E gaffes e erros que um restaurante que quer ter determinado nível não se pode dar ao luxo de cometer. Desde a boca da RP no ínicio ("ainda bem que trouxe esse vestido hoje que eu ontem trouxe um igual" - Oi?! Como?! Terei ouvido bem? - Tenha um minímo de saber estar e guarde essa informação para si, pode ser?), à barwoman que atendeu primeiro outras pessoas (se bem que estávamos lá bem primeiro, e não era assim tanta gente que ela não nos visse), à carta de vinhos que pedimos e nunca mais veio até nova insistência nossa (e nem um desculpe no fim), à carne que escolhemos e que não tinham (o mesmo com uma das entradas escolhidas), ao vinho que nos serviram sem dar a provar, logo "copo cheio à bruta" - todo um espectáculo de pormenores que me fizeram decidir que "aqui não volto".

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Lá está. Não é só fazer comida e meter na mesa, há toda uma série de preceitos e formalidades que exigimos em determinados sítios. A experiência gastronómica que prometem é o pacote todo, não é só a comida. Eu também olho as esses "pormenores" e fico muito irritada quando me atendem/tratam de maneira displicente, seja caro ou barato mas, sobretudo, se for caro.

      Eliminar
    2. Peco desculpa nao é barwoman é barmaid!e ja agora no final da carta reparei que diz mediante a disponibilidade!obrigado !eu adorei e é fantastico

      Eliminar
  13. Só se beber água e não comer entradas e sobremesa é que sai a 40€ por pessoa. Quem quiser ir é melhor saber de antemão que s média das facturas que irá ter será senpre a rondar no mínimo dos mínimos 50€.e já agora carne matutada não e nada naus que carne q apodreceu controladamente.... Tal como os queijos franceses q tem bolor mas é controlado.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Apodrecer não é mesmo a palavra, é forte de mais e não real.
      A carne refrigerada e conservada a uma temperatura controlada (não a temperatura dos nossos frigorificos) e em vácuo, como protecção contra as bactérias que andam no ar, masemo em ambientes controlados. Tem uma validade de cerca de 28 dias à data de abate do animal e já após 7 dias a carne já se pode considerar maturada.
      Não é carne podre :)
      Peço desculpa a correcção, mas trabalho na área.

      Eliminar
  14. Só por curiosidade mostra a factura!!!!!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. O que a factura tem a ver?
      O melhor será lá ir e pedir o menu. Assim tem os preços todos.

      Eliminar
  15. Realmente é um bocadinho demais por uma refeição. Já paguei menos de 10 por montes de coisas e bem boas, nalguns tascos assim meios escondidos, com uma decoração pitoresca. Mas realmente a comida nesse restaurante for excepcional, então talvez compense.

    ResponderEliminar
  16. Gosto de carne maturada e gosto muito de cozinha de autor. Podia comer todos os dias, mas seria um rombo financeiro.
    Ainda não fui ao KOB, mas o que verifico nas casas do Olivier é que a qualidade e o saber que ele garantidamente tem, são muitas vezes suplantados pela máquina de marketing da marca. Lamentavelmente a qualidade por vezes perde-se, tanto ao nível do serviço como da comida em si.
    E isso não pode acontecer! Sabemos que vamos pagar um valor substancial (há quem fume ou vá a discotecas ou compre relógios caros - eu não fumo, não frequento discotecas e vejo as horas no telemóvel, mas gosto de boa comida) e alimentamos grandes expectativas sobre o sitio. E essas expectativas devem ser compensadas; senão vamos todos ao MacDonalds.
    Já com o Guilty era o mesmo.
    Acho que já cheguei a uma idade em que não quero pagar 20€ para comer um hamburger (ainda que bom), num sitio atolado de pessoas e com fumo por todo o lado. Para além que após a meia noite, quem queria beber tinha que comprar cartão e se não gastasse o plafond todo nesse dia, teria de lá ir depois para o gastar! O que é isso? Somos adolescentes ou o quê? Qualidade não é isso.

    ResponderEliminar
  17. Confirmo que é bom. Já lá fui e a carne é maravilhosa!

    ResponderEliminar
  18. Eu fui lá e saiu a 70€ por cabeça!!!! e não é caro? só para quem não paga!

    ResponderEliminar
  19. Cliente olivier é cliente olivier, são diferentes gostam do estilo, comida, ambiente e preço! Se querem ir a um lugar água com açúcar, definitivamente não vão ao olivier que por si só ja é diferente!

    ResponderEliminar
  20. Infelizmente há gente com muita dor de cotovelo. Ninguém obriga ninguém a ir ao restaurante . Apenas a pipoca deu uma opinião. Se é caro? Depende do ponto de vista. Se for comer carne de boa qualidade, alimentada de pasto, certificada , acompanhada de bons e frescos ingredientes até acho barato. Mas opiniões são opiniões. Eu nao me importo de gastar 200€ num jantar para 2 quando é mais que "encher o bandulho". A experiência gastronômica é algo que nem toda a gente entende. O melhor para certas pessoas é encher, para matar a "fome"
    C

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Sim e o que propõe essa experiência gastronómica? Degustar uns palitinhos de cenoura num molho francês? Eu,labrega me confesso, adoro farta brutos e olhe que há muitos restaurantes assim caríssimos também! Mas ao menos rebentamos de satisfação! Adoro comida!

      Eliminar
    2. ahahahah este comentário deu me fome! Um dia quem sabe irei experimentar o dito cujo.

      sandro

      Eliminar
  21. Eu sou boa boca. Gosto de comer bem e especialmente que me encha a pança. Alguém referiu que há experiências culinárias e aí teremos de ter uma abertura diferente do que propriamente do encher o bandulho! Sim, concordo em pleno. Mas eu já fui a restaurantes do Olivier e não me caem no goto, não sei porquê. O primeiro que fui, o Avenida, pagamos bem, comemos coisas nada de especiais e o meu marido ficou com fome. Já fomos ao brunch e apesar de muita variedade também não é nada do outro mundo. Falavam imenso nos pães com chouriço e nos pastéis de nata dele, que eram uma maravilha rebéubéu pardais ao ninho! Ó pá, se aquilo é o espólio máximo da perfeição então o meu conceito de perfeição difere de muita gente!

    Quanto ao KOB...não sei, mas daquilo que conheço tenho receio de vir de lá defraudada nas expectativas.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Nas expectativas e na carteira :P

      Eliminar
  22. Apenas um artigo de opinião! Tanta critica maldosa, só porque sim... Enfim!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Apenas comentários dê opinião queridaa!!!!
      Tanto rancor junto...

      Eliminar
  23. Acredito que seja muito bom mas dizer que é o primeiro restaurante português a ter carne maturada... grande mentira, peço desculpa e acredito que esteja a relatar apenas o que lhe terão dito! Há já mais de um ano, pelo menos, que há carne maturada em Portugal, recomendo por exemplo um que, não sendo barato, é mais em conta, bastante agradável e muito bom, Atalho Real no edifício da embaixada no Príncipe Real (no verão tem um jardim fantástico). Há também uma versão mais "casual" no mercado de Campo de Ourique, Atalho do Mercado https://m.facebook.com/atalhodomercado
    Lá também tem carne wagyu, a raça das vacas de Kobe...ah, e não, não trabalho neste restaurante nem ganho nada com isto, só fui lá e gostei bastante!
    Beijinhos

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Eu não disse que é o primeiro restaurante em Portugal a ter carne maturada. Disse que é o primeiro a dedicar-se só às carnes maturadas.

      Eliminar
    2. Ok, interpretei mal a frase, peço desculpa ;-)

      Eliminar
  24. Este artigo está interessante e dentro do contexto... Paula
    http://mesamarcada.blogs.sapo.pt/ricos-pobres-opcoes-e-preconceitos-619793

    ResponderEliminar
  25. Odeio espírito de pobre. Odeio. Não pode ir, o que se compreende não ser possível para todos, mas tem até de dizer mal do que não conhece. E quando conhece, é um super-entendido incomodado com a divulgação.

    Tanta gente estúpida no mundo... É por isto que os comentários interessantes desapareceram dos blogues na sua maioria. As pessoas cansaram-se e sobrou isto, os restos.

    ResponderEliminar
  26. Bom dia Ana, será que posso publicitar aqui o "diário de uma gorda" ? relatos, opiniões, desabafos , um estilo de vida estou no facebook com o título acima descrito. Se não publicar compreendo, bjos

    Carla

    ResponderEliminar
  27. Já tinha ouvido falar e vou experimentar de certeza! :)

    ResponderEliminar
  28. Querem comer umas das melhores carnes do mundo venham ao Martinez by lx grill

    ResponderEliminar

Teorias absolutamente espectaculares

AddThis