Pub SAPO pushdown

Blog meu, blog meu, haverá comentador mais parvo do que o meu? #19

segunda-feira, setembro 15, 2014
Foi com agradável surpresa (espanto? diversão? alegria?) que vi que o título do meu livro infantil causou todo um sururu, no blog e fora dele. Entre os que acharam um piadão e os que ficaram extremamente incomodados, houve espaço para tudo. E eu gosto disso, desse buzz, que de coisinhas fofas e consensuais estou eu pelos cabelos (e têm zero a ver comigo). Entre os muito comentários deixados, houve dois que me aqueceram o coração. Um deles foi apagado sem querer, mas dizia qualquer coisa como "estou a imaginar a professora na escola a recomendar este livro e os pais a ficarem chocados com o conteúdo do mesmo. Eu é que não vou ler isto aos meus filhos, e eles até dão puns". Aposto que a pessoa que escreveu isto benzeu-se imediatamente a seguir, Deus nos livre e guarde de ter de abordar estes temas com a criançada.  E com muita razão, que um livro infantil que fala de puns (upsssss, disse puns, peço desculpa), está claramente ao mesmo nível de um livro com conteúdos pornográficos. Era como pôr o Donald a praticar sexo anal com a Margarida, ou pôr na Miss Piggy a sodomizar o Cocas.  Roça todos os limites do bom senso. Haja algum decoro, senhores, estamos no século XVIII, que modernice é essa de pôr puns (upsss, puns de novo!) na capa de um livro? Até podemos admitir que as nossas crianças dão puns (como a leitora admite), mas esse é um assunto para ser tratado no recato do lar, preferencialmente ignorando-o e fingindo que não existe. Se ignorarmos é como se não existisse e a coisa resolve-se assim. O mesmo faremos quando os nossos filhos nos perguntarem como se fazem os bebés, o que é o período ou porque é que existem drogas. Desconversamos, mandamo-los ir ver se está a chover lá fora, e pode ser que a coisa passe e que eles se deixem de conversas parvas e pós-modernas.

Bom, o outro comentário absolutamente fantástico sobre este tema foi deixado por um senhor que tem um blog que não me apetece estar aqui a publicitar (mas também não perdem grande coisa, escusam de ficar em pulgas), e que em resposta a um outro leitor que disse que os puns são uma coisa perfeitamente normal e que fazem parte da vida de toda a gente, deixou esta bonita pérola:


"Todos nós também vomitamos, sangramos, etc e não é por isso que vou chamar a um livro quem vomitou o chão da sala. Título pequenino... "

De facto, há pessoas sem qualquer tipo de visão. Acha mesmo que o tema dos vómitos ou do sangue não pode ser abordado em livro? Deixe lá o Mateus crescer mais um bocadinho e vai ver os títulos espectaculares que já tenho pensados. Ora atente no potencial da coisa:

- "Quem é que espetou a cabeça contra a mesa da sala e espichou sangue para cima do tapete?"
- "Quem é que se embebedou e vomitou a casa de banho toda?"

Hã? Não são bons exemplos?  E como estes há muitos mais, é só puxar pela criatividade:

Para a fase mais bebé temos, por exemplo:
- "Quem é a coisinha mais fofa da mãe que nunca dormiu uma noite inteira desde que nasceu?"
- "Quem é que tem cocó até aos olhos?"
- "Quem é que dá arrotos à taberneiro?"
- "Quem é que insiste em deixar um rasto de baba por onde passa?"
- "Quem é que bolça como se fosse o exorcista?"
- "Quem é que roeu os sapatos da mamã?"
- "Quem é que atirou sopa contra o papel de parede caríssimo?"
- "Quem é que não tem qualquer noção do perigo e está sempre a ver se parte os poucos dentes que tem?"

E para a fase mais adolescente também não faltam ideias:
- "Quem é que está armado em parvo e anda pela casa a bater com as portas?"
- "Quem é que me obriga a ficar acordada até às quatro da manhã para o ir buscar à discoteca, sacana-do-puto-que-nunca-mais-se-torna-independente?"
- "Quem é que foi apanhado a consumir pornografia no computador?"
- "Quem é que está numa fase Justin Bieber com a franja a tocar nos joelhos?"
- "Quem é que cheira tão mal dos pés que nem com dois litros de desodorizante isto vai lá?"
- "Quem é que come como um animal, ele é bolachas, ele é chocolates, ele é leite às litradas?"
-  "Quem é que trouxe uma namorada gordurosa cá para casa?"
- "Quem é que me está farto de me pedir dinheiro para tudo e mais alguma coisa?"
- "Quem é que esteve a fumar à janela do quarto mas depois se borrifou com mau perfume a ver se passava despercebido?"

Como podem ver, a criatividade abunda. Se ficaram chocados com os puns, aguardem pelos próximos livros. Podem já ir chamando o comité de censura. 

136 comentários:

  1. BRUTAL :)

    adoro a tua escrita :) gosto muitissimo desta rubrica..
    quando quero desanuviar vejos os comentários aos teus posts :) dá logo para rir imenso com muitos deles :)

    boa semana Pipoca

    ResponderEliminar
  2. Oh Pipoquinha do meu coração, és simplesmente genial :) Há gente tão trenguinha... Enfim... Parabéns pelo livro... Sou uma futura professora e recomendava sim um livro com um título destes...

    ResponderEliminar
  3. Eu quero muuuuito ler "Quem é que dá arrotos à taberneiro?" ahahahahahaha e - "Quem é que bolça como se fosse o exorcista?" (a miúda, né) ahahahahaahahahahahahhhaaaahh

    ResponderEliminar
  4. Pipoca você é única!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Concordo plenamente, a pipoca nasceu para isto!!!! Cá para mim esse senhor que criticou o nome do livro deve-se PEIDAR aos potes!!!

      Eliminar
    2. Ou então tem um cu santo. Eu sempre disse e digo o meu é uma fábrica de ranho ( será errado dizer?)

      Eliminar
  5. Adoro o sentido de humor e a ironia com que escreve no blog, tenho 17 anos e já sou sua fã! Keep going!

    http://lovechangeus.blogspot.pt

    ResponderEliminar
  6. Falta o "Quem é que anda a mexer na pilinha como se não houvesse amanhã?"
    ;)
    http://coeurdartichautbyannabelle.blogspot.pt

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Eh eh! Este título tanto dá para a fase criança como para a fase adolescente 😃

      Eliminar
  7. AHAHAHA Gosto especialmente do "Quem é que trouxe uma namorada gordurosa cá para casa" :p

    ResponderEliminar
  8. O que eu já não ri. Bom, relativamente à senhora do primeiro comentário, ela é só pudica, nada mais a apontar. Agora o ultimo senhor... há toda uma critica construtiva (para não falar das mais diversas e variadas ideias que o mesmo sugere), e apesar de não ter gostado notou-se que foi um assunto que lhe tocou particularmente, daí as descrições exaustivas!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Foi a Pipoca que se lembrou dos outros títulos... o sr limitou-se a comentar "Todos nós também vomitamos, sangramos, etc e não é por isso que vou chamar a um livro quem vomitou o chão da sala. Título pequenino... "

      Eliminar
    2. Anónimo das 14:46, experimente ler melhor o post antes de comentar.

      Eliminar
  9. Há pessoas que realmente não têm mais nada que fazer. Que estupidez.
    O título está bem giro, original e fofinho. Muito mais facilmente damos um pum do que vomitamos ou sangramos seja de que parte for.
    E acho que as pessoas não foram inteligentes suficiente para perceber a tua intenção Ana.
    Olha manda-lhes um grande punzinho para cima e coloca um ponto final nestes comentários mal cheirosos : )

    http://mundodamafy.blogspot.pt/

    ResponderEliminar
  10. AHAHAHAHAHAH! Adorei! Muito bom Pipoca...

    ResponderEliminar
  11. ahah.. muito bom!
    Pode-se mesmo dizer que não é só o Mateus que dá puns.. não pense que tem um filho sobrenatural! No Brasil as crianças soltam-no e ainda o deixam escapar!! LOL
    http://www.americanas.com.br/produto/7269676/livro-quem-soltou-o-pum-
    Sorte para o livro! :)

    ResponderEliminar
  12. Ahahahahah adorei! Quase que me atrevo a dizer que este post está de cagar a rir ahahahahah.
    Quase!

    ResponderEliminar
  13. Cocó até aos olhos parece-me grave! Ainda nunca aconteceu com o meu, até ao pescoço ainda estou como diz o outro... mas até aos olhinhos, cruzes!! Cheira-me (interessante escolha de palavra) a problema intestinal!!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. "Ainda nunca aconteceu"... o que me parece grave é o seu português!!

      Eliminar
    2. O que me parece grave é o anónimo não ter mais o que fazer do que andar a corrigir o que não lhe diz respeito! Arranje o que fazer!!

      Eliminar
  14. Devo dizer é que por aqui no Norte, usamos mais a palavra "pú" para peido (perdão pelo meu francês!!) e "pum" para imitar o barulho duma queda... Tipo se o meu pequeno cair, para ele não chorar começo com a palhaçada e digo "pum, caiu..."! Logo, nesse sentido, "Quem deu um pum" não seria assim tão grave quando fazem para aqui parecer!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Exacto... Pum aqui no Norte é para uma queda lol

      Eliminar
  15. Pessoas com inveja. Arranjam sempre forma de deitar os outros abaixo.
    Eu gosto do título, gosto das cores, do desenho.. Eu tenho 21 anos e tenho curiosidade de o ler, só pelo título. É essa a ideia, deixar as pessoas integradas para pegarem e lerem. Descobrirem o que vai além da capa. A maioria das pessoas cativam-se primeiro pela capa, só depois pelo conteúdo.
    Há que perdoar as pessoas que não percebem isso Ana.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. "deixar as pessoas integradas"... intrigadas, certo?

      Eliminar
    2. Não, Anónimo das 15.21. É integradas, mesmo. Intrigada é o que eu fico por ver que há pessoas que não fazem mais nada senão criticar e emendar os outros. Gostava muito de o ver escrever um texto, só para ver como é o seu português.

      Eliminar
    3. Mas integradas não faz lá muito sentido... sabe o que é ficar integrado? lol

      Eliminar
    4. intrigadas...

      Eliminar
    5. Sério que não faz??? Será, meu Deus, que a pessoa se enganou, se baralhou? Não pode ser! Isso não acontece ao comum dos mortais, um engano!!!
      Então, explique lá aqui ao auditório a diferença entre integrar e intrigar. Esta cambada de incautos, que não percebem nem sabem escrever português! IOL

      Eliminar
    6. Acontecer, acontece. E não vejo mal absolutamente nenhum nisso. Aliás, não vejo mal nenhum no primeiro comentário a indicar o erro. A menina tem 21 anos, é melhor ir aprendendo com os erros em vez de ficar ofendida e de não os admitir (como fez no comentário em resposta). Ninguém a tratou mal, calma. Mas pelo contexto dá para ver que queria dizer intrigar e não integrar.

      Eliminar
    7. O que eu ri a ler este post!!!!!!!

      Eliminar
    8. Está visto que a primeira pessoa que comentou não sabe a diferença entre "integrar" e "intrigar". E ainda ficou toda chateada quando deram pelo erro.
      Há cada uma!

      Eliminar
    9. O que eu agora me ri com este anónimo.....Acontece, que por acaso quem respondeu ao comentário do anónimo das 15.21 não foi a pessoa que fez o comentário original, a pessoa que trocou o intrigada por integrada. Fui eu, e tenho um bocadinho, ui, mas só um bocadinho, mais do que 21 anos. Só para o esclarecer, não quero que ande enganado!

      Eliminar
    10. E fiz precisamente porque me faz alguma confusão aquelas pessoas picuinhas, mesquinhas, que andam sempre a chamar a atenção do erro e do engano dos outros, como se eles fossem superiores e nunca se enganassem, nunca dessem um erro ou nunca tivessem até, dúvidas a escrever uma palavra! Mais uma vez, não sou a menina dos 21 anos do comentário original, só para esclarecer.

      Eliminar
    11. Eu não percebo qual é o mal de as pessoas corrigirem-se umas às outras, de vez em quando. É isso que permite uma pessoa evoluir e cometer, cada vez, menos erros. Nem sempre uma pessoa corrige a outra só para a diminuir ou gozar. Muitas vezes fá-lo, simplesmente, para que a outra não perpetue o erro.

      Eliminar
  16. Adoro a tua escrita e o teu sentido de humor.
    Tenho um filho de quase 8 e uma filha de 3 e só pelo título consigo imaginar as gargalhadas deles.
    Eu sou uma mãe que já lhes leu algumas vezes o livro "Vai dormir, foda-se" e adoram. (Eu só substituo o foda-se por outros equivalentes e adoram)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Carla,

      Que livro é esse ? Poderia me dar mais indicações por favor

      Obrigada
      Maria Brito

      Eliminar
    2. Maria,
      "Vai Dormir, F*oda-se" de Adam Mansbach, à venda na FNAC. O livro gira em torno da ideia dos pais desesperados e frustrados que não conseguem que os filhos adormeçam quando vão para a cama.
      Na capa da edição portuguesa lê-se que o livro é "Recomendado a pais com muito sentido de humor".
      "Não leia este livro aos seus filhos" :)
      Espero que goste

      Eliminar
    3. Em inglês "Go the Fuck to Sleep", título original. Também o tenho e adoro!
      Para quem não conhece:

      http://www.amazon.com/Go-F-Sleep-Adam-Mansbach/dp/1617750255

      Eliminar
  17. Eu não gosto nada de conversas escatológicas e adorei o título. Mesmo fofinho!

    ResponderEliminar
  18. HAHAAHAHAH Genial. Muito bom. Adoro o teu humor. Mas sem dúvida o meu preferido é "quem trouxe a namorada gordurosa cá para casa". HAHAHAAHHA DELICIOSO!!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Prepare-se, as mais cheiiiiinhas, vão inchar e choverão críticas......

      Eliminar
  19. Foi o Manolo! Foi o Manolo!

    ResponderEliminar
  20. A pipoca tem uma opinião, toda a gente tem um opinião. Que linda democracia em que vivemos! Só dá Puns!

    ResponderEliminar
  21. As pessoas chocam-se com muito pouco, ou fazem-se de chocadas... nem sei bem às vezes.
    Confesso que 1º estranhei o titulo, mas depois entranhei logo, tem tudo a ver também com o teu estilo de escrita humorístico e sarcástico.
    Agora estás tramada... falaste de sexo anal aqui???? Prepara-te :):):)



    Sónia
    www.tarasemanias.pt

    ResponderEliminar
  22. Posso acrescentar, para a fase adolescente: "quem é que rebola os olhos de uma maneira tão parva que da vontade de lhos arrancar?"

    ResponderEliminar
  23. :)
    Realmente há pessoas com pouquíssimo sentido de humor...

    Acho que os livros infantis servem para isso mesmo: abordar temas do dia-a-dia da criança com naturalidade e boa disposição. O livro "A Toupeira que Queria Saber Quem lhe Fizera Aquilo na Cabeça" é um óptimo exemplo disso, sendo até recomendado pelo plano nacional de leitura para a educação pré-escolar...

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Também me lembrei logo deste livro, que por sinal comprei ao meu filho e é MUITO giro! A ilustração da Toupeira na capa é bem clara! :)

      Eliminar
  24. Enfim, as pessoas não tem a mínima noção do ridículo. E ri-me bastante com o seu habitual sarcasmo. M

    ResponderEliminar
  25. Ahahahahah
    Muito, muito bom! Genial!
    A vida de pessoas assim deve ser tão vazia...

    ResponderEliminar
  26. Bolas...nunca mais vou ver o Donald e a Margarida da mesma forma...:) :) :)

    ResponderEliminar
  27. Há pessoas a levar a vida demasiado a sério, deviam ir ler a "Anita aprende a relativizar"! Se não resultar, podem sempre experimentar o "Anita a ver se está a chover"!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. O que eu me ri com este comentário.... muito bom :P

      Eliminar
    2. Muito Bom!!!!

      Maria do Mar

      Eliminar
  28. Adorei o título do livro da Pipoca, e para os mais escandalizados, deixem-me dizer-lhes que este até é um tema frequente nos livros infantis, abordando estes assuntos de uma forma natural e divertida para crianças, ajudando-as a entender o processo de deixar as fraldas e a utilizar a casa de banho, incutindo hábitos de higiene.
    Não tenho filhos, mas tenho crianças na família e há algum tempo ofereci um livro onde a palavra cocó era repetida inúmeras vezes! Tinha a ver com a transição do penico para a sanita, que era a fase que o miúdo estava a passar na altura, achei muito engraçado e comprei para lhe oferecer! O título era “Chau chau penico”!
    Depois ainda há “A Toupeira que Queria Saber Quem lhe Fizera Aquilo na Cabeça”, que tem cocó para todos os gostos (salvo seja!) e “Que Cheiro é Esse? - o Livro do Cocó”. E acredito que estes sejam apenas alguns.
    :)

    ResponderEliminar
  29. Pipoca,

    Fui eu que fiz o segundo comentário a que te referes no post. Não esperava que te fizesse surgir tantas ideias fantásticas para títulos, mas ainda bem que puxou pela creatividade.
    Como profissional de saúde que sou, podes calcular que o tema "puns" não me choca minimamente. O título não me choca nada, se achaste isso, interpretaste mal. O que acho é que não passa de um título polémico escolhido a dedo precisamente para causar impacto. Acho que escreves muito bem e com imensa piada, os textos e o sucesso deste blog falam por si. Na minha opinião não era preciso um título assim para o livro ter sucesso.
    Como fã deste blog, também começo a achar cansativo e um pouco imaturo a importância que dás aos comentários dos anónimos e tantos outros. Na maioria dos casos, aqueles que não são favoráveis à tua opinião. Para quem se diz tão divertida e descontraída com o assunto, parece-me que tem merecido demasiada atenção por aqui ultimamente.
    Mais uma vez, tenho a certeza que o livro vai ser um sucesso e assim o desejo. Ao contrário do que possa pensar, nem toda a gente que discorda de sim em algum aspecto lhe deseja mal ou tem inveja de si. Ninguém é assim tão importante a esse ponto.
    Também concordo que não tem que ser consensual e isso é uma seca. Não ser é o que a torna diferente. Continuo a achar o título "pequenino" e escolhido com o propósito de vender e acho que iria vender de qualquer forma.
    Agora, também poderia fazer um longo post a fazer imensas piadas sobre a pipoca em tom de gozo, como fez e tem feito habitualmente em relação aos comentadores do blog, mas talvez fosse um pouco infantil.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Concordo tanto!

      Eliminar
    2. Eu não acho o título nada original. Acho sim que é um título propositadamente para causar zumzum. É isso que vende. Mas a pipoca nem sequer precisava disso, de certeza que vai ter sucesso mesmo que se chamasse 'Era uma vez'

      Eliminar
    3. Caro anónimo, apenas para lhe dizer que pode escrever à vontade um longo post com piadas à Pipoca em tom de gozo, mas sabe que existe uma pequena diferença certo? É que a si, ninguém o lê, mas o post da PMD inspirado em si é absolutamente hilariante e de certeza que já fez rir muitas pessoas hoje.

      P.S. ah e é criatividade!!!

      Eliminar
    4. Criatividade ;)

      Eliminar
    5. O título foi escolhido com o propósito de vender? Existe outra forma de pensar em títulos de livros que quer que se vendam? Ou espera, esse devia ser um objectivo secreto, o autor não pode nunca dar a entender que quer que o livro se venda, é isso?

      Não critico o título, mas acho obsceno o preço. Quase 10€ por 32 páginas é um absoluto delírio!

      Eliminar
  30. Em Inglaterra existe uma colecção de livros infantis cujos titulos passam por: the dinosaur that pooped a planet; the dinosaur that pooped the past... O quê? Um dinossauro que caga coisas? Que ultraje, cortem-lhes a cabeça! Cá eu acho original que se tenha coragem de ser original principalmente no mundo das crianças e fico feliz de ver que existe aqui em portugal alguém que não tem medo de arriscar. "quem é que deu um pum?". Parabéns!

    ResponderEliminar
  31. Mesmo tendo tido o cuidado de dar um toque fofinho e chique ao título, ainda assim a coisa incomóda muita gente!! Imagina se fosse "Quem é que deu um Peidinho?" OMG! Para a próxima já sabes, tem de ser algo ainda com mais classe, do género: "quem foi que soltou um gás'?", ou "quem sofre de flatulência?" Será que estas pessoas não se peidam? E os filhos também não? Devem sofrer tanto de cólicas, coitadas! E as dores que isso dá!! Naquelas situações em que temos de nos conter, por vias das circunstâncias, e para a manter a postura, claro está, ficamos azuis, roxos, de todas as cores, e ainda assim não o largamos! Mas as cólicas que isto provoca....

    ResponderEliminar
  32. Muito bom este "desabafo" !! O que eu já me ri... já valeu a pena passar aqui hoje, só pelas gargalhadas que acabei de dar... :) Não tenho filhos e não sei sequer se os virei a ter, mas acho que vou comprar esta tua coleção de livros, só para me rir desta maneira, e depois despacho-os para os sobrinhos... ;)

    ResponderEliminar
  33. Muito bom!!
    Chocados com o quê?? Com o dia-a-dia?? Com a realidade??
    Existem coisas que não entendo...

    ResponderEliminar
  34. Mal posso aguardar por estes livros! Ainda por cima tenho um menino quase da mesma idade e revejo-me completamente em todos eles! Love it!

    ResponderEliminar
  35. Realmente puns é um escândalo para titulo de um livro ahahah
    Acho que as pessoas não têm noção da realidade , porque realmente não vejo mal nenhum nisso e acho que há tanta coisa de errada para as pessoas darem mais importância ...
    Apesar de não ter filhos , estou ansiosa pelos próximos livros pois com esses titulos , a coisa promete :D

    ResponderEliminar
  36. Pode sempre vende los em vez de os dar....quem sabe não consegue encher o mealheiro

    ResponderEliminar
  37. Adorei o titulo e fiquei tentada a ler apesar da idade, esta gente perfeita que não dá puns, nem se pode falar disso perto deles, deus livre!

    ResponderEliminar
  38. Brutal !! xD não sei se me ri mais com o conteúdo dos comentários ou com o conteúdo do post. Muito bom mesmo!! Ha pessoas com uma dor de cotovelo extrema... E pelos vistos, com um cu santo também. Talvez se o título fosse "Quem é que libertou gases pelo anus?" a coisa talvez passasse xD

    ResponderEliminar
  39. Confesso que a sinopse deixa um pouco mas estou desejosa de o ler. Se for realmente bom - assim o espero, pelo menos é essa a expectativa - terei todo o gosto que faça parte da nossa sala de aula para ler aos pequenos. Muita sorte :)

    ResponderEliminar
  40. Inquisição! Eu denunciaria à Inquisição!

    XD

    ResponderEliminar
  41. Muuuito bom. Simplesmente...muito bom!! Venha de lá essa diarreia mental, cheia de ideias genias de levar qualquer um ao vómito de tanto rir. (Ups...pera lá qu'isto ás tantas foi um comentário digno de censura). Beijinhos Pipoca! Continua!! *

    ResponderEliminar
  42. É preciso ter mesmo muita paciência... Eu gosto!
    Luísa

    ResponderEliminar
  43. É preciso ter mesmo muita paciência... Eu gosto!
    Luísa

    ResponderEliminar
  44. Não tenho filhos..ainda! Mas graças a ti e ao teu blog (que eu sigo RE-LI-GI-O-SA-MEN-TE) o meu futuro filho/a já ganhou o seu primeiro livro! E quantos mais livros tiver a Coleção Mateus, mais livros eu vou comprar. E sexta lá vou eu a correr comprar porque achei a ideia genial!

    Beijinhos e muita criatividade para continuar, mas com o bebé traquina como o Mateus acredito que venham muitos livros a caminho.

    ResponderEliminar
  45. Bem, devo discordar da larga maioria dos comentarios. Como e obvio dar puns e uma atividade fisiologica como outra qualquer mas nao me venham dizer que e bem aceite socialmente largarmos nessa atividade em qualquer situacao e em qualquer instante. E estas regras de viver em sociedade tambem devem ser ensinadas aos mais novos. Os livros exploram ou devem explorar tambem o limiar da fantasia e nao so da realidade crua do dia a dia.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Estamos a falar de pums de bébés... e esses são aceites socialmente até porque ninguém consegue ensinar uma criatura de 6/9 meses que não pode fazê-lo publicamente...

      Eliminar
    2. Caro J, é óbvio que ninguém pretenderá praticar essa actividade fisiológica (flatulência) em público... mas todos estamos carecas de saber que é normal e salutar essa prática em privado(regra a transmitir bem cedo), sobretudo no WC ou quando nos encontramos sozinhos..!!! Como tal, acho o seu comentário despropositado! Tanto mais, quando desconhecemos se o livro da Ana fomenta ou incentiva a aceitação da flatulência em Público ! (estou convicta que não). Quanto ao ter afirmado que os livros Infantis "devem tambem.???..explorar os limites da fantasia", reconheça que é o oferecido por talvez 80% da Literatura Infantil do mercado: Existe é de facto pouca Literatura dirigida à população infantil que aborde questões práticas e situações normais do quotidiano.

      Eliminar
    3. A verdade é que uma amiga minha sempre educou os filhos que arrotar depois e aquando das refeições era perfeitamente normal e uma questão de alívio. Pois a verdade é que sempre me fez confusão fazer refeições à mesa com eles. Chegavam a arrotar 3 vezes cada um. E o 'com licença' não chegava para atenuar a minha desaprovação. Felizmente o mais velho, que já está no 9ºano, p0ercebeu finalmente que não é muito boa educação arrotar à mesa e está a começar a esforçar-se por perder o vicío.

      Eliminar
  46. Adoro esta rubrica, Pipoca! Devias fazer mais vezes!
    Quanta sensibilidade alheia aos "puns", não há quem aguente! Acho um título engraçado e bastante "catchy" para um livro infantil :)

    www.chamavalheumfigo.blogs.sapo.pt

    ResponderEliminar
  47. quero ler TODOS os esses livros... lololol o que me ri com os titulos, em particular os da adolescência.

    ResponderEliminar
  48. O livro está giríssimo, o título super engraçado, adoro todo o conceito. Parabéns! Mas Pipoca, se calhar daqui para a frente deverias tentar ter mais cuidado com a linguagem que usas aqui (sexo anal entre personagens Disney?), uma vez que agora és também uma "autora infantil"... os pequenos leitores mais cedo ou mais tarde vão começar a passar por aqui. Just my 2 cents!

    ResponderEliminar
  49. Há gente tão inútil....tão sonsa!
    Acham tudo um escândalo, depois vai-se a ver e são do pior.
    Aparece-te cada virgem ofendida Pipoca..haja paciência!

    ResponderEliminar
  50. Muito bom!!! Ahahahah....
    Se fosse "quem deu um peido" se calhar gostavam mais!!
    Pipoca, sugiro que em vez de - "Quem é que tem cocó até aos olhos?" ponhas antes "quem é que está cagado até aos olhos! Assim a malta fica ainda mais animada!!

    ResponderEliminar
  51. Hoje o meu dia foi um caos...mas cheguei aqui, li isto e ri até às lágrimas! Gostei, especialmente, do "quem é que dá arrotos à taberneiro" e do "quem é que bolça como o exorcista"...gargalhadas sonoras ecoaram nesta casa! Continua assim Pipoca :)
    MJ

    ResponderEliminar
  52. Xiii, tanto comentário por causa de um título inocente...teorias absolutamente espetaculares sobre o uso dos puzetes em títulos de livros...
    Parabéns pelo post Ana, estou ansiosa por ler o resto da coleção infantil e juvenil, os títulos estão fantásticos! Ah,ah,ah!

    http://thelusofrenchie.blogspot.pt

    ResponderEliminar
  53. Na minha terra diz se assim: tinhas que vir dar o teu peido! - é o mesmo que mandar posta de pescado! Bocas ou opinião sem jeito nenhum!

    Se é que me compreendem os anônimo pérola da pipoca!?

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Na minha terra diz-se posta de pescada.

      Eliminar
  54. Hahahhaha adorei pipoca!! Devias era escrever um livro com estes posts! A sério, tipo as crónicas do comentador mais parvo :))
    Bj S

    ResponderEliminar
  55. aahahahah adorei os titulos dos outros livros, eu apostava nisso!

    ResponderEliminar
  56. Que reizitos! Como curiosidade existe um livro que se chama "A arte de dar peidos" e é uma obra de Pierre -Thomas-Nicolas e é de 1751. É um clássico da literatura !! E como o livro começa eu termino : «É vergonhoso, leitor, que, depois de tantos anos a dar peidos, ainda não saibas como o fazeis e como deveis fazê-lo» .Aconselho! É um bom livro (mesmo!).

    ResponderEliminar
  57. O nome do livro é excelente! Espero que escreva mais uns quantos livros, porque adoro o seu trabalho e admiro a sua pessoa.
    Um beijinho!

    ResponderEliminar
  58. "Quem é que se embebedou e vomitou a casa de banho toda?" vai ter muito sucesso :) ahahah

    ResponderEliminar
  59. Eu quase que rebolei no chão de tanto me rir XD
    De facto as pessoas hoje em dia ficam incomodadas com pouco mas nem sequer perdem tempo com aquilo com que realmente se deviam preocupar.

    ResponderEliminar
  60. ANA GARCIA, ADOREI!! Estou desejosa que publique as futuras obras!!!
    Viva a alegria que os nossos filhos nos proporcionam diariamente!!!

    ResponderEliminar
  61. andam aqui imensas pessoas a reter os puns, o pior é que depois eles sobem pela coluna vertebral e é daí que chegam as ideias de merda (vá matem-me lá disse merda!)

    ResponderEliminar
  62. Ahahahah Pipoca, eu nunca comento mas este post está muito bom. Só tu para reagires a uma situação destas com tanto sentido de humor. Já me doía a barriga de tanto rir... Acho que devias apostar nesta ideia! Os temas que sugeriste iam fazer sucesso!!

    Priscila

    ResponderEliminar
  63. Então não é que, o Plano Nacional de Leitura, recomenda um livro, que tem por nome "A toupeira que queria saber quem lhe fizera aquilo na cabeça", sendo que a história centra-se em descobrir quem fez cócó na cabeça da pobre da toupeira. E, perdoai-nos senhor, que a história está repleta de ilustrações de cócós... Um livro que está traduzido em 20 línguas. Eu sou educadora e posso dizer-vos que as crianças adoram o livro. E os valentes puns do shreck? Não são maravilhosos? Abençoado criador do Shreck que veio melhorar e muito, as personagens das histórias de encantar, sim porque a vida não é nenhum conto de fadas, disso temos certeza! Vamos lá tratar as crianças como pessoas capazes e não como coitadinhos, é que mais tarde só dizem e fazem merda! Rita Oliveira

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Se isto fosse no facebook... era logo LIKE

      Eliminar
  64. Isso é tão normal nesta fase, perguntarmos:
    - Quem deu um pum?
    - Quem fez coco?
    - Quem fez asneiras?
    Oh gente!! Vão viver para Marte que lá ninguém peida!

    ResponderEliminar
  65. lolol
    Dá mas é tu puns nessa gente toda.
    Que é como quem diz, caga nisso!

    ResponderEliminar
  66. Mais uma sugestões "Quem é que come os macacos do nariz?", "Quem é que lambe o ranho que chega até ao queixo?"...

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. ah ah ah aha ah aha ah aha aha tou com soluços...

      Eliminar
  67. Um pessoa lê o blog no trabalho e quando repara está a rir sozinha :) Ahaha!
    Bela resposta às mentes pequeninas que (infelizmente) abundam por aí...

    ResponderEliminar
  68. SÉCULO XVIII?????????????

    ResponderEliminar
  69. AHAHAHAHAH fartei me de rir! Realmente humor, boa disposição e criatividade não te falta, continua assim que é por isso que o teu Blogue é dos mais lidos do país. E por favor, queremos mais posts destes com os comentários dos leitores!!

    Beijinhos

    ResponderEliminar
  70. Para o próximo livro devias fazer uma colaboração com o Nuno Markl que "sofreu" do mesmo mal quando fez um desenho para o filho de um "cocó-menina". Ui, o carmo e a trindade que caíram naquele Facebook, senhores!

    Eu cresci a ler Roald Dahl, um dos escritores mais irreverentes para crianças e adultos, que não se ensaiava a escrever histórias em que as donzelas cheiravam mal dos pés, ou um neto decidiu dar um remédio especial à avó que era insuportável - e ainda assim consigo comer à mesa com maneiras e estudar numa das melhores universidades do mundo! Como será possível???

    E falando no tema de um teu outro post recente, é engraçado ver como "educação" é não dizer pum, nem mostrar a uma criança um desenho de um cocó, mas fazer-lhes-as-vontadinhas-todas-incluindo-dormir-à-porta-de-uma-bilheteira, ai isso sim!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Ahah de facto a Pipoca numa próxima edição podia juntar-se ao Markl para as ilustrações, sim senhor! Também me ocorreu essa situação do cocó-menina. Enfim, as pessoas chateiam-se com assuntos de merda (if you pardon my french), nestes casos, literalmente!!

      Eliminar
  71. Opa tão bom, Pipoca!!!!!!! Faço questão de comprar esse e qualquer outro livro que eu ache fantástico para as miudas! Também nós lemos "A toupeira que queria saber...." e não morremos! E outro livro do PNL que se chama "A mamã pôs um ovo" e que fala abertamente sobre a reprodução, tendo como página central as várias posições de concepção!!!!!!!!!!! E não, a minha filha não é depravada sexual nem se pôs a imaginar coisas! Estes livros são didáticos pelo seu conteudo! Agora armarem-se em finos pq não se pode falar em puns, peidos, bufas, cocós ou lá o que seja, epa...menos! Muito menos! Por isso é que depois os miudos crescem e fazem tão pior.......
    Beijinho, Pipoca!!!

    ResponderEliminar
  72. Os meus preferidos:

    "Quem é que se embebedou e vomitou a casa de banho toda?"

    - "Quem é que tem cocó até aos olhos?"
    - "Quem é que dá arrotos à taberneiro?"
    - "Quem é que bolça como se fosse o exorcista?"
    - "Quem é que atirou sopa contra o papel de parede caríssimo?"

    - "Quem é que está armado em parvo e anda pela casa a bater com as portas?"
    - "Quem é que foi apanhado a consumir pornografia no computador?"
    - "Quem é que trouxe uma namorada gordurosa cá para casa?"

    Não esquecer que se for rapaz também passará, na adolescência, muito provavelmente por aquela fase de não querer tomar banho... Uns docinhos!

    PS: Adorei as ilustrações do livro!

    ResponderEliminar
  73. Eu sei que no meio de centenas de comentários é mais um, mas não resisto: AMEI os possíveis títulos dos próximos livros! Vá em frente pipoca!

    ResponderEliminar
  74. Muito bom! Adorei.

    ResponderEliminar
  75. uau... sou nova nestas andanças de blog e tive a sorte de começar logo achando o seu! é impossível deixar de lê-lo! fiquei fã!!

    acrescento apenas que eu tenho um sobrinho, fará 2 anos dentro de 2 meses, passo bastante tempo com ele e acho a maior graça quando ele pára tudo para dizer " oh! um pêdo!"

    comentários negativos sobre o seu livro serão certamente de quem não tem a felicidade de acompanhar o crescimento de uma criança, perde-se imenso! perde-se até o espírito como é possível ver como esses comentários...

    Desejo-lhe a maior sorte e sucesso com o seu Livro!!!

    ResponderEliminar
  76. Ahah que máximo este post. XD

    Vou comprar o livro com certeza. :) Venham daí os títulos esquisitos! :D

    ResponderEliminar
  77. Pipoca, permita-me: É A MAIOR!!! Só não sei como é que não fica pronta para um manicómio depois dos comentários destes seguidores queridos, cheios de classe, com super sentido de humor e inteligência (para quem não chega lá: ironia). Como se disse num post anterior, quanto mais sucesso se tem mais inveja atrai. Já agora, fico à espero do lançamento dos "Quem é que foi apanhado a consumir pornografia no computador?" e "Quem é que está numa fase Justin Bieber com a franja a tocar nos joelhos?" ;)

    ResponderEliminar
  78. Ahahahahahaha genial !!! Ahahahahaha amei !!! Soltei umas quantas gargalhadas bem sonoras graças a este post . É por isto que te sigo desde o 1º dia :)

    ResponderEliminar
  79. Este post vai-se tornar num clássico, um dos "best of..."

    ResponderEliminar
  80. Enfim... Há pessoas com mentalidade mesmo retrógrada! É por isso que este país não desenvolve... O título está fantástico! Quando digo essa frase à minha filha ela acha imensa piada, ri às gargalhadas! :)
    Ass. Rocio Pinto

    ResponderEliminar
  81. ah!ah!ah!ah! E a velha pipoca de volta.... é tão bom ler-te :)

    ResponderEliminar
  82. MUITO MUITO BOM!!!!! Melhor seria impossível, haja paciência para aturar estes paizinhos retrogradas que ainda vivem com a mentalidade do estado Novo. Vivemos no século XXI!!!!!! Tenham capacidade de ouvir, ver e saber explicar aos vossos filhos todas as temáticas da actualidade. Pipoca na vida mesmo que falem mal, deixa-os falar porque o importante é que haja discussão!!! Bruno

    ResponderEliminar
  83. Ana, hoje me deparei com o livro e não resisti, tive de trazer um exemplar. Obviamente cada criança, cada família tem uma preferência de leitura, mas eu particularmente gosto de coisas que nos façam rir, rir muito antes de dormir, e sei que meus filhos vão adorar a temática, é o tipo de assunto que os diverte. E acho a diversão importante, rir por rir, achar graça, sem grandes conteúdos, sem grandes complicações, simplesmente dar boas gargalhadas.
    O livro está muito bonito, a leitura flui mesmo da maneira que meus filhos gostam... aquele suspense ingênuo- quem será? quem será?
    Sei que vamos nos divertir, obrigada e espero que venha logo outro.
    Achei que você acertou tanto, tanto nesse livro, parabéns mais sinceros!

    ResponderEliminar
  84. Na segunda edição já sabe. Mude para "Quem sofre de flatulência?". Combina mais com livros infantis e a pequenada vai achar muito mais piada:)

    ResponderEliminar
  85. A ideia não é nova, mas a temática é relevante e faz todo o sentido. A fazer lembrar o livro da coleção João Porcalhão: Oh, João, Foste Tu Porcalhão?, de David Roberts.

    ResponderEliminar
  86. Os próximos títulos são de chorar a rir! Ahahaha!

    ResponderEliminar
  87. Adorei este post!!
    Aguardo ansiosamente os próximos livros...

    ResponderEliminar

Teorias absolutamente espectaculares

AddThis