Pub SAPO pushdown

A Pipoca responde… ou tenta, vá #19

sábado, junho 21, 2014


"Desabafo:
Por que é que só se aproximam de mim gajos cretinos e/ou interesseiros?
Diz-me, por favor!!!!! 
A sério, estou tão farta…
Onde, mas onde é que se conhecem tipos decentes como o teu?
Fim do desabafo."

Recebi este mail há um par de semanas e simpatizei imediatamente com esta causa. Porquê? Porque também eu joguei muito tempo no campeonato dos cretinos, uma raça que, pelos vistos, ainda não se extinguiu. Eu gostava de ajudar, a sério que gostava, mas estou fora do mercado há demasiado tempo para saber onde é que se conhecem tipos decentes. Bem, quer dizer, o meu é de Setúbal, por isso talvez seja uma zona a explorar (não me responsabilizo, estão por vossa conta). A minha questão é: mais do que conhecer homens de jeito, onde é que se conhecem homens, assim no geral? Depois dos 30 a coisa complica-se muitíssimo.
O tempo de escola já lá vai, com sorte já estamos no mesmo emprego há alguns anos (e, posto isto, já conhecemos todos os exemplares masculinos que por lá existem), se calhar já não saímos tanto à noite quanto isso (e também não acho que seja a melhor forma de conhecer tipos decentes), já temos os mesmos amigos há uma vida (e se calhar até já nos enrolámos com alguns deles, e aqueles com que não enrolámos é porque não valem mesmo a pena), por isso o que é que resta? Vamos para a net? Entramos no Facebook, fazemos uma selecção dos amigos dos nossos amigos e metemos conversa à descarada? Pode ser uma opção, haja lata para isso que o resto logo se arranjará. Mas também... haverá assim tanto homem disponível? Olho à minha volta, e entre amigos e familiares acho que não tenho nenhum exemplar acima dos 30 que esteja disponível. Aliás, dei-me ao trabalho de percorrer a minha lista do telemóvel, e só tenho para aí quatro homens disponíveis (e nenhum que eu vos recomende) e 21 gay. Ou seja, se algum dia precisar de vir a recorrer à minha lista estou praticamente lixada. De resto, está tudo na fase do casamento recente ou do "namoro-para-casar". Se calhar é preciso que o ciclo se feche e se comecem todos a separar, mas acho que isso ainda vai demorar alguns anos. Não é fácil ter 30 anos e ser-se solteira, minhas amigas. Sondei o meu homem sobre este assunto, para ter uma perspectiva masculina, e ele diz que eu estou a olhar para o tema com olhos de mulher casada, que se fosse solteira teria outra posição e uma atitude mais pró-activa, do género "quando se quer mesmo encontra-se". Perguntei-lhe quantos amigos com mais de 30 anos tinha e que estivessem solteiros, e lá concluiu que nenhum. O que só me vem dar razão. Também o obriguei a pensar em sítios para conhecer pessoas. Não foi de grande utilidade, não me deu nenhum. Falei-lhe das corridas. Nas corridas há sempre homens giros e, pelo menos, sabemos que são pessoas que mexem o rabo. Mas como é que se faz para os conhecer? Vamos a correr atrás deles (correm sempre mais do que nós) e entregamos um cartão de visita, todas esbaforidas e com o cabelo colado à testa? Na praia também se vêem homens com bom ar, mas será que queremos mesmo que o primeiro contacto seja feito connosco em biquini? Não é logo muita informação? E, voltando ao início, como é que sabemos que são homens decentes? Serem giros e com uns belos abdominais está longe (uiiiii, tão longe) de significar que são decentes, honrados e bons para casar e fazer conchinha. Eu não quero ser desmancha-prazeres, muito menos pessimista, mas acho a missão difícil. Bem, há sempre aqueles encontros de speed dating, mas desconfio seriamente que só lá caem os trambolhos em último grau de desespero. 

Posto isto, onde, mas ONDE é que se conhecem tipos decentes? Se alguém souber a chave milionária é favor partilhar.

228 comentários:

  1. Adorei este post! =D
    Só lamento também não saber a resposta! =/

    ResponderEliminar
  2. Lol...vejam isto.
    http://www.amaneiradela.com

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Ahahah ouvi falar sobre isso no outro dia na Antena 3 na Prova Oral. Achei a boutique muita gira: lá que é diferente dos outros sites, é! E lá me registei ;)

      Eliminar
  3. Não digo que sejam decentes (isso só se descobre depois, ou não) mas o Tinder (app de telemóvel para conhecer pessoas) é uma opção. Há lá gajos bem giros, o problema é depois...Ainda não consegui marcar encontro com um estranho...

    ResponderEliminar
  4. Esta é dificil (digo eu com namorado há 8 anos)... se me visse de repente solteira acho que ia jogar na outra equipa.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. E o que lhe faz pensar que na outra equipa as coisas são mais fáceis?

      Eliminar
    2. Realmente. No campeonato gay masculino as coisas não são nada fáceis, acreditem!

      Eliminar
    3. Nunca saberá o dia de amanhã.. Eu namorei 8 anos e do dia para a noite vi-me solteira e com 37 anos... E não tenciono ir jogar noutra equipa (respeitosamente falando)

      Eliminar
  5. E menos de 30 arranjas pipoca?

    ResponderEliminar
  6. Através de amigos, amigos de amigos, em festas de aniversário, na rua casualmente (já me aconteceu), enfim...mas isto digo eu que sou mais nova.

    ResponderEliminar
  7. Aninha , querida (sou visitante há tão pouco tempo do seu blog e gosto tanto, que já me sinto íntima)!
    Também faço parte do time das casadas, mas me lembro bem dos maus bocados que passei quando solteira, pois tinha um radar para cretinos ... mas a coisa só mudou quando eu mudei. Saia com minhas amigas e estava com elas, parei de procurar, ficar de orelha em pé para cada um que passava. E só assim, depois dos 30, que conheci meu homem .
    Então, o único conselho é paciência.
    Beijos de uma brasileira, vivendo no Chile e, em breve, em Lisboa :-)
    Ana.

    ResponderEliminar
  8. Diz-se que é nos supermercados (mancando os carrinhos dá para perceber se faz compra para um, ou para a familia) e em cursos de culinária! LOL Mas eu tb ando fora do mercado há algum tempo (14 anos...)
    Boa sorte nas cruzadas!

    ResponderEliminar
  9. Faculdades de Engenharia. Há muitos solteiros e a maior parte deles tem perspectivas de grandes futuros.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. de um homem com + de 25 que ainda ande numa faculdade de engenharia não se pode esperar muita coisa... Quer dizer, pelo menos tem pais ricos! (ou é professor, e aí a história é outra !)

      Eliminar
    2. Amei esta resposta! Lol fantástica e bem verdadeira.....:)

      Eliminar
    3. Além disso (generalizando muito) parecem uns bichos do mato. Especialmente os de informática.

      Eliminar
    4. Digo, com experiência, que os engenheiros são todos imbecis! Fujam!

      Eliminar
    5. Pode ser doutorando, investigador ou docente, não tem que ser aluno ;)

      Eliminar
    6. Cretinos! Andei numa faculdade de engenharia e sei do que falo. Efectivamente há muitos solteiros, mas por uma boa razão!

      Eliminar
    7. É verdade, não têm necessariamente que ser alunos. E os que são podem até ter emprego e ter voltado para uma especialização!
      E falando por experiência própria e confissões de outras, muitas raparigas de engenharia encontram-se bastante bem servidas com os seus respectivos rapazes de engenharia ;)

      Eliminar
    8. Uma amiga minha mandou-me o link desta pagina para eu ler. Após estes comentarios, nomeadamente este, tenho a dizer que quem diz que "os engenheiros são todos imbecis" é porque só conheceu um ou outro gajo na vida, que por sua vez eram engenheiros. Não generalizem só porque conhecem 1% (ou nem isso) de todos os engenherios portugueses que andam nas faculdades

      Eliminar
    9. Estou c um engenheiro na relacao para lavar e durar ;) se nao escolherem os pintarolas, a probabilidade de sucesso pode ser alta.

      Eliminar
    10. se os engenheiros são todos imbecis, devo dizer que sou muito feliz há praticamente 5 anos... com um imbecil ;)

      Eliminar
    11. Os meus grandes amigos são todos engenheiros! E estão quase todos solteiros :) De cretinos não têm nada. Tomara muitos...

      Eliminar
    12. Pam, não nos quer apresentar os seus amigos? =P

      Eliminar
    13. Estou com um engenheiro há 2 anos e não podia estar melhor!

      Eliminar
    14. Sou finalista de um curso de engenharia e sempre fui a unica rapariga da turma. A vantagem de ser a unica rapariga foi conseguir ver como é realmente o ambiente num grupo de rapazes, como falam de raparigas, os engates, ahah. E sinceramente discordo com este comentários.. Mas isto sou eu, que acho que tive muita sorte com a turma

      Eliminar
    15. C um engenheiro há 14 anos ...informático até.de imbecil nada tem.

      Eliminar
    16. Sou engenheira e arranjei um engenheiro, conhecemo-nos porque fizemos o mesmo mestrado (em anos diferentes) e tínhamos amigos em comum. E, sim, sou muito feliz.

      Já cretinos há em todo o lado, mas acreditem que eles também lidam com muitas cretinas ;)

      Eliminar
  10. Eu cá com 21 anos e "fora do mercado", duvido que consiga ajudar grande coisa... no entanto, hoje em dia vejo que os "amigos dos amigos" são sempre opções a explorar! Tardes de esplanada ou noites de bar, com grupos grandes e conversas aleatórias :)

    ResponderEliminar
  11. Não sei onde se conhecem esses "tipos decentes" porque eu encontrei o meu há quase 9 anos. Mas lembro-me da altura em que estava sozinha, a curar um coração partido e não foi nada fácil. So me passo porcaria pelas mãos.
    Desejo sorte!

    http://mundodamafy.blogspot.pt/

    ResponderEliminar
  12. Posso abrir o leque? Jogos de futebol, treinos, sessões de autógrafos minhas amigas... e ainda se "arriscam" a apanhar um jeitoso rico! :P
    Desculpem, mas hoje em dia só os futebolistas se safam na vida, ok algumas exceções noutras áreas mas pronto... fica a dica :P

    Sandra

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. realmente, fora do plano de jogadores futebolísticos é só miséria e passar fome x)
      não existe qualquer outra profissão que dê dinheiro a sério..
      haja juízo

      Eliminar
    2. Ahahaha adorei! Bora todos desistir dos nossos cursinhos de advocacia, medicina , etc etc e começar a correr atrás duma bola para ver se o país anda para a frente!

      Eliminar
  13. Essa de fazer conchinha matou-me hahahah

    ResponderEliminar
  14. Hummm estou fora há alguns anitos... mas concordo contigo Pipoca, não está fácil... tenho duas amigas que se queixam do mesmo.

    ResponderEliminar
  15. Eu estou no Técnico, minha gente!! Querem melhor para encontrar homem?? Mas não.... Nem assim!
    Essa teoria das Faculdade de Engenharia não funciona comigo... :-( Snif.....

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Compreendo-te. Eu ando na FEUP. Do que me apercebi destes breves dois anos é que os homens tanto são imbecis como colas. Ou então são jeitosos e fofinhos mas com namorada. E normalmente a namorada (quase) nunca é da FEUP, mas sim de Letras, Direito, Educação, etc :p

      Eliminar
    2. Posso confirmar a teoria. O meu marido era de Engenharia (dos jeitosos :P) e eu era de Letras, lololol

      Eliminar
    3. Também ando no Técnico e apesar de ser comprometida, poupa-me, existe imenso por escolher (giros, giros mais-ou-menos, simpáticos, imbecis, amorosos, etc.). Acho é que as mulheres andam demasiado esquisitas, relacionam-se com os bad boys e só após muitos bad boys é que se apercebem do que realmente importa! Depois já é tarde demais!

      Eliminar
    4. Ahahah adorei isso da feup! ainda há a opção de serem jeitosos e fofinhos, sem namorada, mas gays. Há toda uma panoplia de rapazes na feup, podem sempre aparecer, mas não vos digo que tenham sorte :p

      Eliminar
  16. Bom…ainda que seja uma das que está no lado unavailable, por vezes, conhecer gente nova torna-se uma necessidade, mesmo para quem tem uma relação. E seja para fazer amizades ou para uma nova relação, cada vez mais acredito que o que tem que ser tem muita força. Em tudo. Não há sitios para se conhecer, existem sim circunstâncias e situações onde esse tipo de coisas se proporcionam. O ideal será não pensar muito nisso nem se atirar de cabeça nos cretinos e conhecer as pessoas primeiro. Por vezes o "desespero" pode induzir-nos em erro. O melhor é mesmo aproveitar o facto de se ser solteiro e aproveitar os momentos entre amigos para eventualmente se conhecer pessoas. Jantares ou festas com amigos dos amigos…concertos onde o baixista ou o baterista é giro que se farta…casamentos…e essas pequenas ocasiões onde menos se espera, conhecemos o homem da nossa vida! ;)

    Beijinho, Sara.

    www.thecitified.com

    ResponderEliminar
  17. Eu tenho 22 anos e o mesmo problema! Isto é, conhecer homens solteiros na casa dos 20 conheço, o problema é que eu se calhar sou um pouco mais madura e sensível do que a maioria e então acho-os todos uns tolos... Vê-los a apanhar bebedeiras, armarem-se em babuínos ao pé dos amigos, enfim, não é muito atraente, já para não falar de que em comparação com as raparigas que conheço de 22 anos, nós somos mais ''despachadas'' e decididas, vejo-as com mais iniciativa para a vida... Sinto (e se calhar sou só eu a sentir, as senhoras de 30 anos que me digam) que já tenho responsabilidade e ''conversa'' para um homem um pouco mais velho, mas lá está, acima dos 30 o mercado está fraco... Enfim, não acho que chegue aos 30 e tenha alguém , nem precisa de ser para casar como à antiga, mas pelo menos um companheiro... Forever alone...

    E já agora, ao comentário das 23:06 do dia 21, os estudantes de Engenharia são DE FUGIR! Ando no ISEL há quatro anos e estou solteira, sei do que falo! É que todos os que conheço são ''maluquinhos'' isto de estudar engenharia dá cabo de qualquer um! São daqueles que sim, têm dinheiro e bons empregos mas aptidões sociais zero! O irmão da minha cunhada também andou lá, está na casa dos 30 (e muitos) e é o verdadeiro ''bicho-do-mato'', nunca teve sequer namorada e vive quase fechado no quarto! Apresentei uma amiga minha a um colega meu de Engenharia Informática, nem quatro meses duraram porque ele se começou a isolar... Por isso vão arranjar noutro lado que dali não sai coisa boa...

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Assino por baixo em tudo o que disse dos estudantes de engenharia! Namorei um informático também. Ainda durou pouco mais de 2 anos, mas passava semanas que não o via porque fechava-se em casa a jogar computador. Pior! Além de não fazer mais nada da vida, depois não gostava que eu saisse com colegas de curso. Por ele eu estava bem era sentadinha ao pé dele a vê-lo a jogar, o dia todo. E é isto. Por isso esses são para fugir!

      Eliminar
    2. Também ando no isel, já há dois anos e tenho tal e qual a mesma opinião, é só trambolhos :/ Os mais giros estão em mecânica, mas lá está, mais giros, ninguém disse decentes...

      Eliminar
    3. Feupinha de Mecânica22 junho, 2014 13:18

      Nossa, ainda assim a FEUP supera em tudo! Engenheiro Bicho do Mato? Que coisa tão ultrapassada! Têm de nos visitar, têm muito por onde escolher. O que cá não falta são bons partidos com óptimas aptidões sociais ahah!

      Eliminar
    4. Vá lá, não metam tudo no mesmo saco :p Sou casada com um engº Informático, não é bicho do mato e joga com o baralho todo :)
      Tenho um amigo, também engº informático, na casa dos 30 solteiro e bom rapaz. Que queixa-se precisamente do contrário. Não encontra uma moçoila em condições para uma relação séria :)

      Eliminar
    5. Concordo, Feupinha de Mecânica. Tudo bem que há muitos que se isolam e que não têm aptidões sociais. Mas a grande maioria deles são rapazes sensíveis, cultos, com bons interesses, inteligentes, bons na cama, fazem-nos rir e mais importante que isto tudo são os nossos melhores amigos. São o rapaz ideal. Podem não ser Brad Pitts, mas para mim o charme está nas outras capacidades todas e não só na beleza exterior. Obviamente que não estou a falar daqueles nerds caixas de óculos que estão sempre colados à playstation, mas mesmo esses merecem uma oportunidade. Iam ficar surpreendidas, fala-vos a vós da experiência. Procurem em mecânica, electrotécnica e um pouco de informática (civil não porque vão para o desemprego ou para o estrangeiro). A maioria das raparigas que conhece engenheiros já chega a eles com o pé atrás por causa desse estereótipo de que eles se vão isolar. Toda a gente precisa do seu espaço e o segredo para uma boa relação é mesmo esse: dar espaço a outra pessoa. O problema é que a maioria das raparigas tem a auto-estima em baixo e quer atenção a 100% e o rapaz depois farta-se e com razão. Engenheiro ou não, não sejam tão desesperadas e carentes. Mas se for engenheiro é preciso ter ainda mais cautela com este ponto. Lanço aqui a campanha contra o estereótipo de que os engenheiros não são bons partidos, porque são os melhores do mundo!

      Eliminar
    6. Já eu, namoro com um ISELiano e não podia estar melhor servida. :)

      Eliminar
    7. Feupinha de Mecânica22 junho, 2014 16:16

      Há de tudo em todo o lado! A aptidão para socializar não está propriamente ligada ao curso que as pessoas tiram, felizmente! Hoje em dia não é preciso ser-se bicho do mato para se ter sucesso na vida académica. E já não são só os nerds que escolhem engenharia! No meu caso que estudo com futuros engenheiros só tenho coisas boas a falar da maior parte deles. Além de simpáticos, cavalheiros e muitos bem charmosos, vêm acompanhados de um excelente sentido de humor e de uma inteligência sexy hehehe! Se juntarmos um futuro promissor ao resto, temos um pacote completo ahah!

      Eliminar
    8. O meu namorado é de engenharia electrotécnica, é um lindão e muito inteligente. Estudou na feup e também concorda que a maioria dos alunos da feup são uns bichos do mato, sedentos de arranjar a primeira namorada.

      Eliminar
    9. Sou casada com um informático, que de "bicho do mato" não tem nada!!! Não podia ter escolhido melhor marido e pai pro meu filho! Giro, querido e fiel! :)

      Eliminar
  18. Só sei duas coisas sobre esse assunto. É preciso beijar alguns sapos até encontrar um príncipe em condições. E ele aparece quando menos esperamos, quando paramos de procurar.

    ResponderEliminar
  19. O truque para arranjar homem seja ele qual for? É simples: não andarem à procura! Algumas mulheres tornam se chatas histéricas desesperadas se não casam... e isso não é sedutor.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Curta e grossa! A melhor resposta! Não precisou de tanto texto e apresenta a solução, ó Pipoca ;)

      Eliminar
    2. Esta é a resposta certa. Não procurar!

      Eliminar
    3. Também concordo. Uma mulher [mais ou menos] desesperada não só se torna pouco atraente, como corre muito mais o risco de se contentar com o primeiro que aparece.
      Nunca procurei, sempre adorei a liberdade da "solteirice", e achava que só ia abdicar disso quando encontrasse alguém que valesse mesmo a pena. Acabei por conhecer essa pessoa, por acaso, e agora adoro a vida de casal. Mas só porque é com AQUELA pessoa. Porque estar numa relação só por estar, porque é esse o modelo imposto pela sociedade e qualquer mulher solteira com mais de 30 é vista como uma falhada... por mais decente que o homem seja parece-me uma valente perda de tempo.

      Eliminar
  20. Respostas
    1. Lol, não deve ser grande coisa, ou ficaria com ele! A menos que seja das sortidas que não tem um, mas dois! É por essas e por outras que depois faltam deles no mercado!

      Eliminar
    2. ahahahahahahahhahahahahahhahahahahahahahhahahahahahahhaahahhahahah.

      Ma. Ra. Vi. Lho. Sa,

      Eliminar
    3. Ahahhahahhahahhahahhahahahhahah

      O melhor comentário de sempre!

      Mas não aceites, menina :P

      Eliminar
    4. LOOOOL! Muito bom, Patricia Monteiro :)

      Eliminar
  21. Mas para que é que querem um homem?

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Sim para quê ?? já tive, já dispensei...e agora vou tendo. 40 & happy.

      Eliminar
  22. Parece que a Pipoca tem lido os meus pensamentos ultimamente. Estou quase a fazer 32 anos, disponível há 2 anos após 10 de namoro....
    Depois de uma separação que me custou horrores a ultrapassar, olho à minha volta e os homens interessantes estão casados ou quase, os que estão disponíveis são gay ou têm um problema qualquer...
    Ás vezes acho que estou mesmo arrumada, destinada a ficar solteira para sempre e o pior, nem para tia posso ficar porque não tenho irmãos.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Cátia estou solidária consigo pois estou exactamente na mesma situação..prestes a fazer 32 anos, 11 anos com um cretino que há um mês me arrumou para canto, isto tudo no ano em que mais casamentos tenho (sou manteiga em casamentos) e olho à minha volta e está tudo casado ou para casar, há os que têm relações sérias e depois há aqueles que até têm bom ar, boa aparência uma atitude de homem e vai-se a ver e têm aí uns 20 e tal anos..hunf não procuro mais o que tiver que ser será, olhe se tiver que ficar solteira paciência passo a vida a viajar :p

      Eliminar
    2. E eu também estou na mesma situação! 32 anos, quase 3 anos "casada" após 5 de namoro e depois puff... Os homens andam aí! A esperança de encontrar o tal... ainda existe.
      Eu como sugestão de sítios para conhecer moços (não que tivesse resultado comigo), são nos mestrados, Pós-graduações ou MBA. Normalmente têm dois dedinhos de testa e alguns até são engraçados.

      Se ficar para tia.. fico. Tenho tantos "sobrinhos" para mimar.

      Eliminar
    3. Compreendo perfeitamente, depois de namorar 9 anos, e ter projectos de vida, deu-se o colapso sentimental, não por abandono pensado ou reflectido, mas pela morte. Depois da recuperação, os anos foram passando, fui afastando as pessoas novas que ia conhecendo, porque precisava de me restabelecer, os amigos foram casando, juntando-se, a partilhar vidas, e eu, quando achei que estava pronta para uma nova relacção, olho à volta e não vejo ninguém (pelo menos decente!), assusta-me um bocado, porque já tive tudo (do ponto de vista sentimental) e agora tenho pouco... e estou a Cátia, nem para tia posso ficar, porque não tenho irmãos!

      Eliminar
    4. Bolas!! Meninas animem-se porque ao virar da esquina está uns meninos giros com um tubo de cola para remendar esses corações :) Não procurem porque só nas situações mais improváveis vão encontrá-los. Boa sorte

      Eliminar
  23. sunsets minhas queridas sunsets :p tanto para homens como para nos! nos pq eles estao bronzeados e todos giros e descontraidos !! e nos estamos mais naturais e descontraidas tambem e nada melhor que uma bebida e um por do sol giro e boa musica nao faça! conheco pessoas bem interessantes

    ResponderEliminar
  24. Relaxar e descontrair. Quando menos procuramos encontra-se. Não procurem o homem perfeito, porque isso não existe. Encontrei o meu faz 20 anos e sei que não é o homem ideal, mas é o meu homem ideal. Não procurem pelo aspecto, ouçam a vossa intuição, vejam a cumplicidade. Porque o amor não é olharmos um para o outro, é juntos olharmos na mesma direcção.

    ResponderEliminar
  25. Ora, o meu namorado é um rapaz decente... É chato e teimoso para caraças, mas é um moço decente. Onde o encontrei? Ora, fomos amigos de infância, a minha madrinha cuidou dele em bebé. Perdemos o contacto. Na adolescencia raramente nos falavamos. Há três anos vimo-nos na minha madrinha no dia de natal e pronto... cá estámos :)

    ResponderEliminar
  26. Oh Pipoca, então e aquele rapaz do poema? João? Já não me lembro do nome... Não andava à procura de uma moça decente? Era engraçado que se conhecessem os dois :)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Partilho da mesma opinião!!! :) acho que seria uma boa oportunidade para ambos! Pipoca, trate do encontro! Quem sabe não dão certo? :)

      Eliminar
  27. lool vocês mulheres... falam de quererem homens decentes... mas se não arranjam, será só culpa deles ou serão vocês que não são decentes?
    Por favor...

    ResponderEliminar
  28. Na minha experiência foi mesmo através de um amigo que, depois de eu ter passado por uma separação dura, correu os amigos do facebook todos à procura de um decente para mim. Não encontrou nenhum, mas lembrou-se de um grande amigo dele e falava-me imensas vezes que ia fazer o arranjnho e eu não queria, insistia que queria estar sozinha e não queria conhecer ninguém. Até que um dia me apareceu à frente com o rapaz, bem giro por sinal, mas como não estava interessada em nada não lhe dei muita importância, aliás, ignorei-o o tempo todo. Ironia do destino é que para o rapaz foi tipo "amor à primeira vista" (sim, parece que existe disso) e resumindo estamos juntos há alguns anitos e nunca me senti tão segura com ninguém.

    Eu não estou nos 30 ainda, mas também não sei onde se conhecem homens de jeito propriamente ditos. Mas concordo quando se diz que o melhor é não procurar. Foi assim que encontrei o meu namorado e até à data não tenho razão de queixa. Mas se ficasse solteira aos 30, possivelmente iria procurar um homem mais velho, perto dos 40. Até poderia sair um cretino à mesma, mas suponho que os homens nessas idades já tenham uma mentalidade mais adulta... Não sei.

    ResponderEliminar
  29. ...ha sempre a malta do gym , o Badoo tb tem gente engraçada ! A discoteca da moda ! Amigos de amigos

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Em nenhum desses sitios se conhece homens decentes, antes pelo contrario é aí mesmo que está a maior concentração de trastes

      Eliminar
    2. No baldoo??? Cruzes credo!!!!!

      Eliminar
  30. Pipoca, temos que ir tomar um café no Chiado para me falares dos teus amigos gays solteiros, decentes e de preferência giros. É que se isto para o lado das miúdas de 30 o mercado está escasso por estarem todos "em vias de...", para os miúdos de 30 e gays está igualmente mau, mas por motivos diferentes: a maior parte são uns eternos adolescentes, que só pensam em sair à noite e enrolar-se com o primeiro gajo giro que aparecer. Ou com os primeiros, que também acontece. Depois há também o género insatisfeito: anda ctg enquanto nao aparecer um melhor, que o radar parece que anda sempre ligado. E nem adianta seres um tipo bem parecido, com estilo, cultura qb e que até saibas cozinhar e que nao vivas com os teus pais, isso hoje é peanuts...

    Por isso, miúdas giras de 30, o problema não é exclusivamente vosso :D

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Pipoca,

      Já que não consegues ajudar as tuas leitoras, acho que é teu dever moral :) ajudar o Ricardo.
      Just saying

      Eliminar
  31. Tenho uma amiga na mesma situação, quanto mais tarde mais difícil. Ela chama-lhe má "geografia". Se souberem onde está a boa geografia agradece-se!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Ouvi dizer que no norte (Porto) há muita saúde ;)

      Eliminar
    2. Essa sua amiga tem razão. Eu também sofri de má geografia durante 10 anos, por isso sei bem o que isso é. Só a 150km é que acabei por encontrar alguém... o que hoje em dia se mostra muito prático (ou nem por isso).

      Eliminar
  32. Para mim uma brincadeira foi a solução! Estava aborrecida, precisada de amor e carinho (LOL) e um amigo deu a ideia de me inscrever no baddoo. "Não encontras lá ninguém de jeito, mas sempre te distrais, limpas as vistas e pode ser que arranjes companhia pra uma noitada". E lá me inscrevi eu, a me sentir uma desesperada. A verdade é que "reencontrei" por lá um amigo de infância de quem tinha perdido o contacto, percebemos que tínhamos imensos amigos em comum, saímos junto montes de vezes e uns meses depois começámos a namorar. Por isso, não precisam de pensar em alguém desconhecido.. Ás vezes o amor está perto e nem damos por ele!! :)

    ResponderEliminar
  33. Fazer um mestrado ou uma pos graduação! E explorar amigos de amigos no facebook e pedir para vos apresentarem!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Mesmo nos mestrados e difícil. Ou são jovens acabados de licenciar (com 20 e poucos) ou são mais velhos e casados. (Pelo menos, essa e a experiência que tenho).

      Eliminar
    2. Por causa de achar que essa era a solução é que fui gastar uns milhares de euros num mestrado, pensava eu numa área que interessava mais a gajos, e chego lá e tinha uma turma de vinte e tal mulheres. O único homem era namorado de uma delas e desistiu ao fim de uns meses. Sempre serviu para ficar com um canudo... mas daqueles de papel :))))

      Eliminar
    3. A serio que foi esse o criterio para fazer um mestrado? Conhecer homens? Meus amores, estamos no sec XXI, nao nos anos 50! Haja auto-estima!

      Eliminar
    4. Sim, meu amor, foi só por isso e porque sou uma grandessíssima tonta sem auto-estima e com uns milhares de euros no bolso para gastar.
      Ah, isso, e neurónios. Milhares e milhares de neurónios. Sim, porque estudar não é para quem quer, é para quem pode, aos mais diversos níveis. E eu sei que há quem prefira arranjar gajo em sites de engate, mas depois não se pode é dizer que os padrões de qualidade não foram garantidos. Assim, como assim, há-de convir que conhecer alguém no meio académico sempre é menos imprudente do que sair à noite, beber copos, e cair na cama de um qualquer e acordar a pensar que é o homem da sua vida. São opções. Eu comecei por procurar um homem inteligente.
      Mas fico contente por saber que, na época em que a querida era jovem, lá na longínqua década de 50, as mulheres tiravam mestrados para arranjar marido. Que coisa moderna!

      Eliminar
    5. Não é a atitude das mulheres nos anos 50 que é moderna; a atitude que descreve é que é retrógrada, pois nos antigamentes, muitas mulheres iam estudar (Letras, na maioria dos casos) com o objectivo de conhecer um bom partido - regra geral, de Medicina e de Direito. E não, não é o meu tempo, mas o mundo não se reduz à nossa realidade. Entristece-me, sobretudo, que esse tipo de pensamento continue a persistir. Da minha parte, acho mais digno "arranjar gajo em sites de engate", usando as suas palavras, pois aí toda a gente sabe ao que vai... Ainda bem que tem dinheiro e neurónios, e que investe na sua educação; espero que um dia consiga atingir os seus objectivos.

      Eliminar
  34. saudades de um post assim :D beijinhos, pipoca

    ResponderEliminar
  35. Escola de dança. Aprender a dançar a par. Quizomba, salsa, etc. Depois da escola há as festas no Barrio Latino e afins...

    ResponderEliminar
  36. Txiiii tanto "anónimo". Vê-se que o tema é delicado! Ahahaha

    ResponderEliminar
  37. Mulher de 30, solteira, boa rapariga e feliz não apresenta a solução mas dá dicas.
    Como tudo na vida, há fases. O Verão é o calor são mais propícios a conhecer pessoas e ao romance. Por isso aqui fica a minha contribuição para a causa.
    Actividades extra-curriculares - Tudo o que não envolva trabalho e casa são sempre excelentes oportunidades para conhecer pessoas novas e homens potencialmente interessantes. Pode ser dança, yoga, cursos de culinária, cursos de línguas, o que for. A verdade é que já sabemos à partida que ali um interesse em comum.
    Noite - será um conhecimento sempre com um objectivo mais restrito e específico. Embora possa haver homens de 30 interessantes, a verdade é que serão poucos.
    Trabalho - este é sem dúvida o primeiro local a explorar. Haverá a eterna discussão de relações no trabalho, mas passando nos pelo menos 8h no mesmo sítio, este é o local ideal para conhecer pessoas. Tudo depende de onde é com quem trabalham.
    Net - há inúmeros sites, aplicações e blogs. Há pessoas interessantes e interessadas. Se deixarmos de lado a questão de ser um desconhecido e soar algo forçado, podemos ter boas e agradáveis surpresas.
    Amigos - esta é a opção que reúne mais consenso e a mais fiável também. Podemos sempre pedir informações aos amigos, é mais natural trocar números de telemóvel, a conversa flui. Enfim, será sempre uma opção a não descurar.

    Por último referir que a maioria das coisas simplesmente acontece é não adianta muito forçar a situação.
    Eu já conheci homens interessantes depois dos 30 no metro, num hobbie, no mundo dos blogs, na noite, no teatro, através de amigos, na praia, etc.
    Se ainda assim estou sozinha é porque acho que emocionalmente não estou disponível depois de um cretino! Mas felizmente conhecer homens solteiros depois dos 30 não tem sido o problema.
    Isto lembra-me um episódio do S&C em que a Carrie vai dar uma palestra sobre o assunto. Vou começar a pensar em fazer o mesmo.

    ResponderEliminar
  38. Eu preciso de um com 25, alguém conhece?

    ResponderEliminar
  39. Onde está o vosso romantismo minhas amigas...?
    Acho que o segredo é mesmo não procurar e deixar o destino fazer o seu trabalho.. Quanto mais procuramos menos encontramos... E entretanto vamos tratando de ser felizes! Não é imprescindível ter um homem para ser feliz.. ;) se não conseguirmos ser felizes sozinhas também não iremos conseguir com outra pessoa, digo eu.

    ResponderEliminar
  40. Tenho um amigo com 30 anos que é um amor de pessoa mas relativamente às relações é o oposto,um autêntico cabrãozinho (ele sabe,já lhe disse e ele admite). Namora há 8 anos,vive com a namorada e têm um filho com 10 meses. Sempre que sai à noite conhece pessoas e trocam números. Ele diz que não passa disso, que desde que foi pai que não pisa o risco... A mais recente forma de abordagem foi, segundo ele, num café ao fim de dia. Uma moça na casa dos 30 meteu-se com ele,jogaram umas setas e trocaram números. Depois disso não sei.
    Sei que não é o melhor exemplo, mas, minhas amigas, depois de um dia de trabalho vão ao café da rua e quem sabe, a coisa dá-se ;)
    Boa sorte

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Se é para arranjarem um homem desses, acho que mais vale estarem quietas!

      Eliminar
  41. Pipoca acho que deves explorar este tema ;) Para as que tem mais de 30 e para as que tem menos de 30 (eu!!!) :)
    O destino deve andar nos copos e anda a faltar ao dever ::)

    ResponderEliminar
  42. Mantenham-se positivas, porque ainda pior que os 30 são os 40!!!

    ResponderEliminar
  43. Para cada homem há meia dúzia de mulheres...estavam à espera de quê?

    ResponderEliminar
  44. As vezes estão mesmo ao nosso lado ou mesmo nos sítios que frequentamos agora será que o que foi escrito é o real? Ou será apenas mais um comentário feminino que no final recai sempre no mesmo bonito ou feio? Com dinheiro ou sem? Bom corpo ou não. Pois como sabemos cada dia há mais divórcios qual será o motivo? A beleza interior não conta e sim a exterior como todos fazíamos quando eramos adolescente. Por isso a resposta milionária é fácil olha para o lado que ele pode la estar mas não tendo em conta a beleza exterior

    ResponderEliminar
  45. Uma sugestão: não sejam esquisitas e vão ter mais mercado de escolha. Os melhores homens não são os fisicamente mais atraentes ou os mais intelectuais. Esses dão margem para muita concorrência, por isso se querem ter uma vida descansada nesse campo, dêem uma oportunidade aos outros, o mercado vai vos parecer infinito e o coração de ambos agradece.

    ResponderEliminar
  46. Cruzeiros! Speed Dating!

    ResponderEliminar
  47. Pipoca, não aconselhes Setúbal. Podes ter tido sorte, mas deves ser das muito raras.
    Eu conheço o melhor homem do mundo, que se queixa de ter azar e não encontrar ninguém. Para mim não serve porque os laços sanguíneos são demasiado próximos.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Se for de Setúbal e tiver menos de 27,estou disponível..

      Eliminar
  48. Opá isto é um mal comum, tenho 31 anos, estou solteira, mas francamente não procuro e nem tenho tido muito tempo para pensar nisso! O pior mesmo é os amigos e familiares insistirem na pergunta: Então namorado? Quando arranjas???

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Depois de arranjar um namorado, perguntam-lhe "quando é que te casas?" Depois de se casar, perguntam "quando é que tens filhos?" Depois de ter um filho, perguntam "quando é que tens o segundo?" :) o interrogatorio nunca acaba, acredite; mais vale nao ligar e ser feliz como bem entender

      Eliminar
  49. Hoje tenho 33 anos e namoro há 2, mas antes disso estive 7 anos sozinha. E quando digo 7 anos sozinha, não era apenas sem namorado. Durante 7 anos não vi uma pilinha. E já se sabe que depois de as conhecermos as saudades começam a apertar, não é?
    Estava já naquele limbo entre desespero e resignação por ter passado quase toda a minha década de 20 sozinha. No verão de 2012, completamente vencida e convencida de que ficar sozinha podia não ser assim tão mau, por ver tantos casais na praia a discutirem, fartos dos filhos, e fartos da rotina, confessei a uma amiga minha que estava a começar a aceitar que ia ficar sozinha. Que já não me era tão difícil pensar que a vida podia ser boa sem marido nem filhos.
    Nesse mesmo dia, à noite, conheci o meu namorado.
    Comentou o meu blog, depois mandou um mail. Disse que se apaixonou pelo que eu escrevia e depois começámos a falar pela net e telemóvel. Um mês depois conhecemo-nos e estamos juntos até hoje.
    Moral da história: estava uma gaja mentalizada que ia ficar sozinha e nesse dia é que apareceu o homem. Isto entende-se?
    Lamento dizer isto mas aquela conversa da treta "quando menos esperares ele aparece" é mesmo verdade.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. História gira :) Se me permite, qual é o seu blog?

      Eliminar
    2. Apesar de não me ter identificado esta história não é propriamente segredo por isso posso dizer-lhe que sou a autora do "Dias Cães".

      Eliminar
  50. " Vamos a correr atrás deles (correm sempre mais do que nós) e entregamos um cartão de visita, todas esbaforidas e com o cabelo colado à testa? "

    A brincar a brincar... já fui abordada por um desconhecido que me fez precisamente isto! Cartão de visita incluído...!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Também já aconteceu comigo, em plena Av. da Liberdade. Fiquei tão assustada que deitei o cartão.

      Eliminar
  51. Locais (reais ou virtuais) onde façam algo dentro dos vossos gostos... a hipótese de encontrar alguém com pontos em comum é maior. ;)

    ResponderEliminar
  52. Creio que após algumas relações , sendo que uma dela longa e significativa, a busca incessante por amor, companhia, etc, dilui se um pouco. Sim, ficamos mais velhos. Sim, na década dos 40 então é quase impossível , pelos fatores acima expostos por alguns participantes do blog e, sobretudo, pela exigência que se torna maior ( e com exigência não digo ser se picuinhas e pretender encontrar príncipes e princesas).
    Estar só aprende se. Viver em pleno sem colocar como objectivo principal um namorado (a), acaba por acontecer a grande parte da população "mais idosa" na casa dos 40.

    ResponderEliminar
  53. A resposta é bem simples... encontram-se rapazes/homens decentes, quando se deixa de preferir os...outros (prefiro não lhes dar um nome, para manter o nível).

    ResponderEliminar
  54. Meninas, não têm todos os amigos em vias de casar ou recém-casadas? Procurar solteiros nos casamentos é a chave!

    ResponderEliminar
  55. Eu já pensei criar um blog para "cruzar" pessoas com interesses comuns, objetivos parecidos etc.. mas falta-me conhecimento tecnológico para essas coisas e tempo. lol

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Faça isso!

      Eliminar
    2. apoiado! mas uma selecção de interesses mesmo rigorosa|

      Eliminar
  56. Vou contar-vos o meu segredo, quem me conhece sabe que sou viciada em corrida e natação. Sou aquele tipo de gaja que se levanta ás 5h45 da matina para ir correr e começar a trabalhar ás 8, também posso ir correr ás 11 da noite sem stress!! Para mim hora nunca é problema! Só não corro com sol...
    Corro por prazer, mas também para "lavar as vistas" e revitalizar os contactos (vantagem). Quem faz corrida, reconhece sempre outro corredor, outro viciado..... Meninas Quinta das Conchas entre ás 6h30 e as 8h00, assim como entre as 20h00 ás 22h00 (+/-) meninos muito jeitosos e saudáveis, entre os 30 e os 50 (tem outras faixas etárias).
    Agora a Natação é a minha perdição!! Modalidade livre piscina do INATEL - Alvalade, entre as 21h00 ás 22h00.....

    Tenham calma que eu não sou nenhuma tarada, por acaso até sou casada. Mas como só se vive uma vez, um exemplar saudável com boa estrutura nunca se nega uma olhadela!!

    Deixei a dica!!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Na natação do Inatel de Alvalade tem jeitosos? De que faixa etária, mais ou menos? Eu costumo fazer exercício no Inatel mas e durante o dia ( e não é na natação porque não sei nadar).

      Eliminar
  57. Pipoca leio-te desde o primeiro dia mas nunca comentei. Gosto do que escreves e como escreves, gosto dos looks , identifico-me com a maior parte das tuas opiniões e simplesmente adooooro a ironia e sarcasmo. Resumindo, ao longo dos últimos anos passei aqui bons bocados e ri muito.
    Estive para comentar já algumas vezes mas pensei: mas porque raio é que achas que a tua opinião vai interessar a um monte de gente que não te conhece!!!
    Hoje é o dia ;) não que ache que a minha opinião vai interessar aqui a alguém, mas pela oportunidade do tema, a coincidência e porque é mais uma dúvida do que uma opinião.
    Fiz 32 anos há 2 semanas, separei-me há 1 semana ao fim de um namoro de 4 anos e de vida conjunta há 3 anos.
    Fui eu que me quis separar e ele não é um traste, antes pelo contrário… Tirando a parte de não ajudar NADA em casa é um amor. É o meu melhor amigo, ainda hoje conseguimos falar durante horas e horas, é giro, tem pinta (e abdominais definidos ;) ) tem um bom trabalho e bem remunerado é sociável como eu, enfim… supostamente tem tudo. Mas eu um dia olhei e … já não estava apaixonada, já não via a minha vida toda com ele, já não via o casamento e os filhos de que falávamos.
    E agora é que eu preciso da vossa opinião:
    Sou maluquinha? Vou de certeza arrepender-me? (porque várias pessoas me disseram que sim…) Ou mereço ambicionar amar desmesuradamente, sentir aquele aperto e borboletas no estômago? Isso é só para adolescentes? A paixão acaba sempre por morrer ou é possível viver para sempre apaixonada?

    Para primeira vez acho que me excedi, desculpem lá o testamento e a crise existencial :)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. passa o contacto a próxima

      Eliminar
    2. Se não o ama acho que fez bem em desistir desse relacionamento. Porque se assim o é (e tendo em conta tudo o que escreveu) pode ser uma boa amizade. Continuar com essa história está-se a enganar a si e a ele.
      Outra coisa completamente diferente é tratar-se um desgaste da relação. Terem-se acomodado ambos, sentir que a paixão passou. A questão é ficou o amor? Ama-o (não como amigo atenção)? Gostaria que ele a reconquistasse? É a anônima que tem a resposta para aquilo que sente! Se bem que... Dizer que já não se vê ao lado dele, que não vê uma vida em comum com ele... É forte.

      Os outros dizerem que ele é um grande partido e a anônima uma louca por o largar... É relativo. Tem é que se sentir feliz. Os outros vivem numa suposição, idealizam-no como homem perfeito porque pode ser bonito, com apresentação, divertido, ganhar bem etc, mas nunca estiveram numa relação com ele. O que vai em casa só sabe quem lá mora.

      Eliminar
    3. Querida, conselho de quem já namora há 9: há fases... Há fases em que lhe apetece apertar-lhe o pipo e só de respirar me tira do sério, há fases que nem sim, nem sopas e finalmente há a fase das borboletas no estômago. A solução é perceber qual é a fase dominante e perceber se vale a pena :) É essa falsa treta que inventaram dos felizes e apaixonados a tempo inteiro que estraga muitos namoros e casamentos, isso não existe! :P
      Ora se eu com os meus amigos e família nem sempre corre tudo bem, porque teria de correr com o respectivo?? ;)

      Eliminar
    4. Aiiiiiii...Acho que fizeste asneira! Digo isto porque é perfeitamente normal que ao fim de 4, 5 anos as "borboletas" deixem de existir. É aí que entra a amizade e cumplicidade que supostamente foi criada. A verdade é que provavelmente vais voltar a passar um bom bocado quando te voltares a apaixonar, mas depois… vai acontecer o mesmo, e assim sucessivamente… daí eu dizer que fizeste asneira, e com a idade também se tolera melhor a falta de borboletas, aprendemos a viver sem elas mas com um bom companheiro.

      Eliminar
    5. o meu avô dizia: "quando escolheres alguém para casar, escolhe alguém com quem gostes verdadeiramente de conversar, pois quando forem velhinhos é só isso que irão fazer".
      se o motivo da separação foi o tédio, isso resolve-se com um abanão na rotina e experiências novas a dois; se é falta de sentimento e se te sentes feliz assim... então parte para outra e deixa-o igualmente ser feliz!
      muita sorte.

      Eliminar
    6. Volta mulher! Um conselho não de uma terapeuta de casal mas de uma pessoa que tem namorado há 8 anos. Passam-se por diversos atritos mas a felicidade é sempre muito superior a isso! Há sempre altos e baixos mas isso é necessário para haver equilibrio. Eu também cheguei um dia em que pensei que era melhor se largasse a relação porque já "não estava apaixonada" só porque foi uma semana rotineira de muito trabalho ou cansaço e monotonia. Pois, minha querida, é uma ilusão do momento. Aquele homem é o meu amparo, o meu ombro amigo e ainda hoje olho para ele e suspiro quando traz uma tulipa cor-de-rosa para casa :)

      Eliminar
    7. Tenho precisamente a mesma dúvida existêncial...Se existe o amar desmesuradamente e a eterna paixão, as borboletas e o happy ever after...ou se não passa de ilusão e contos de fadas...

      Eliminar
    8. A resposta estará sempre dentro de si, mas da minha experiência, que já leva 6 anos, há sempre altos e baixos, momentos em que a paixão arrefece e aí é preciso dar um abanão na rotina para as borboletas voltarem.

      Se existe aquele amor que é sempre desmesurado que nos queima por dentro, de forma permanente? Existe nos filmes, na realidade existe sempre amor, mas nem sempre queima por dentro, a rotina abranda essa chama e cabe-nos a nós atiçar as chamas e perceber se realmente se apagaram ou estavam só em lume brando..

      E em questões de amor, ninguém faz nenhuma pergunta para a qual já não tenha a resposta, tem é de aprender a viver com ela :)

      Eliminar
    9. Flap, tenha calma que isso parece uma receita de um refogado.

      Eliminar
    10. Caro anónimo das 22:29 se calhar por muitos não perceberem as metáforas do romantismo é que só encontram 'cretinos' ou não encontram ninguém, tem de ser tudo preto no branco para entenderem :)

      Eliminar
  58. Ser de Setúbal só pode ser coincidência,tenho 20 anos,solteira e não arranjo nenhum de jeito.. E não é que seja esquisita ou feia/desinteressante.. simplesmente não sei onde procurar e mesmo que encontre não tenho à vontade para meter conversa.. estou destinada a ser solteira até aos 30..

    ResponderEliminar
  59. Falando para a anonima que deixou o ex ha 1 semana. Percebo que o tenhas deixado por quereres mais e bonitas sensações na tua vida . mas . vais olhar para trás e reparar nas qualidades que ele tinha e sentir falta . pois foram 4 anos . Se ainda consegues falar horas a fio com ele , n sejas parva . corre e n o deixes fugir , pq nao se consegues estar apaixonada e com borboletas no estomago todos os dias :)
    natacha

    ResponderEliminar
  60. Adorei o post. Encontrei uma pessoa especial, a seguir a oracao da pipoca ao Santo António. No dia 14 fui a uma sardinhada na minha aldeia, onde não se passa NADA, e encontramo-nos! :) por isso não desesperem. Não se procura, encontra-se :) beijinho para todas. E obrigada pipoca pela oracao!!! Ainda pensei não rezar, mas rezei!!! Há coisas sem explicação!!!!

    ResponderEliminar
  61. Quanto mais se procura, menos se encontra. Se fores apenas tu própria, alguém irás encontrar. Pára de te arranjar para os outros, sair para procurar alguém: concentra-te em ti, faz as actividades de que mais gostas (ou experimenta novas). Há muito mais probabilidade de encontrares assim um homem de quem gostes do que se andares a esforçar-te e a não seres tu própria. (Se vais a uma discoteca para conhecer homens, que tipo de homens vais conhecer..? Especialmente se andarem sempre nos copos.)
    ;)

    ResponderEliminar
  62. Incrível, Pipoca! Ainda ontem tive esta mesma conversa com a minha melhor amiga!
    Estamos na casa dos 25 e homens decentes, nada! Não que uma mulher precise de um homem para se afirmar, mas de vez em quando, há horas em que se sente a falta, não é?

    O medo de envelhecer sozinha assusta-me bastante, mas nunca se sabe o que o futuro nos traz.
    Porém, se alguém souber onde se encontrem homens decentes...por favor, poste a resposta!

    beijinho *

    ResponderEliminar
  63. E para quem já sofreu ou está a sofrer com o fim de uma relação: http://relacoesacabadas.blogspot.pt/

    ResponderEliminar
  64. Pipoca, sugeria uma festa organizada por ti em que cada uma das solteiras teria de se fazer acompanhar por um ex. Assim num sítio giro, com pinta e dada ao romance.
    O lixo de umas poderá certamente ser o tesouro de outras!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. E as que não falam com os ex?? Ficava um bocado complicado lol

      Eliminar
    2. Isso é um episódio do sexo e a cidade!

      Eliminar
    3. Podia não ser ex! Podia ser um amigo descomprometido que não fosse o ideal para nós

      Eliminar
  65. Cá eu, estudante no ISEC, estou bem servidinha vai para 4 anos com um engenheiro que já me acompanha desde o secundário. Bom rapaz, nada bicho do mato e para mim um jeitosão. Eles existem mas realmente acho que se encontram em situações pouco prováveis. Encontrei-o num aniversário de um amigo em comum, já éramos amigos antes, mas foi nesse dia que o click se deu. Até hoje :)

    ResponderEliminar
  66. 111 comentários à procura de uma resposta e nada......... :-(

    ResponderEliminar
  67. E arranjar um homem decente no interior? No meio da pasmaceira?

    ResponderEliminar
  68. Aconselho FEUP - Engenharia Mecânica. :)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Já fizeram referência a essa faculdade mais do que uma vez.. Mas isso fica onde?

      Eliminar
    2. Fica no Porto, carago!

      Eliminar
    3. No Porto ;)

      Eliminar
    4. Pois que para mim, que sou de Lisboa, não vai dar. E daí... Uma visitinha ao Porto até que nem ia mal. LOL

      Eliminar
  69. O problema é que muitos estão casados/comprometidos mas insatisfeitos,só que estão tão acomodados que se contentam assim.Preferem arranjar casos por fora do que voltar à incerteza do clube dos solteiros.Pelo menos têm companhia garantida,empregada doméstica, mulher para formar casal e pertencer ao mesmo clube que os amigos (senão lá se vão os programinhas de grupo).Cobardes e inseguros.Todos uma cambada de velhos que só querem ser iguais aos outros.

    ResponderEliminar
  70. Sim estão presos a relações da treta e preferem jogar pelo seguro e ficar assim.Uns bananas.A maioria dos homens casados não estão apaixonados e alguns nunca estiveram!Quando começaram a ver os amigos a casar não quiseram ficar atrás e pumbas!Outros foi porque acharam que estavam a ficar velhos e outros só porque queriam ser pais e precisavam de uma parceira para isso.É por causa disso que depois acabam por trair na primeira oportunidade que têm! Os mais espertinhos enganam,os mais girinhos também e os assim assim não são excepção. Resta uma meia dúzia e mesmo assim raramente resistem quando aparece alguém que os atrai mesmo.E estou a falar só fisicamente.Quando não são eles os primeiros a seduzir.A verdade é que estão sempre abertos ao que aparecer,ao contrario das mulheres.

    ResponderEliminar
  71. Como ex jogadora do club dos solteiros tardios tenho algumas dicas para se conhecer pessoas novas. E conhecer pessoas novas não é necessáriamente para fins amorosos. Pessoas novas em geral, com vidas e experiencias diferentes das nossas. Conhecer só porque sim, tipo lufada de ar fresco. Então as minhas sugestões são: supermercado. Atenção aos homens a fazer compras sozinhos. Como meter conversa: pedir ajuda para escolher um vinho. Tipo: "posso pedia a sua ajuda para escolher um tinto para um jantar de amigas?" Adoram que achemos que têm ar de entendidos em vinhos e ficam logo a saber que ali não há gajo... depois a bola fica do lado dele. Outra: Pneu em baixo. Esvaziem um pneu à porta de um ginásio e esperem uma alma caridosa que vos ajude com o macaco. Depois metam conversa sobre o ginásio e se tem bom ambiente e bla bla bla... e já andava a pensar nisso há uns tempos, se calhar é desta, ainda nos cruzamos aí nas passadeiras a correr lado a lado. Mais uma: viagens de aventura. Metam a mochila às costas ou juntem-se a um grupo para um destino maluco, tipo escalar o evarest... Mesmo que não conheçam, ninguem pelo menos passeiam um bocado e ficam com uma história para contar às amigas num jantar acompanhado por um tinto ;)

    ResponderEliminar
  72. Tão engraçado este post... Ainda no outro dia estava a pensar no assunto e comparava-me com a minha melhor amiga. Tão boa pessoa, a melhor que eu talvez conheça e nenhum, mas nenhum cavalheiro decente lhe passou pela vida. Não que sejam umas bestas, mas daqueles homens que toda a mulher deseja, nem um. E eu, sem saber como nem porquê, sempre estive rodeada dos melhores. Claro que não são perfeitos, mas estão perto de serem os melhores namorados/maridos de sempre. O que é que eu fiz pa isso? Nada. Não mexi uma palha. Apenas sorri sempre que me foi dirigida a palavra.

    Não sei se é esse o segredo, mas tenho a certeza que ajuda muito.

    ResponderEliminar
  73. A Sério que falam do tipo de pessoa pelos cursos que têm???? Devo estar mm cota!! Eu própria sou Eng.ª e namorei com estudantes de Eng.ª Civil e Informática!! é certo que não estou com nenhum deles ...mas não têm nada haver com o tipo de curso mas sim com a minha personalidade e com a deles...

    Alguém já disse que e que concordo plenamente... qd deixarmos de viver "obcecadas" com encontrar namorado é quando nos aparece realmente alguém interessante.

    e esqueçam lá isso de ficarem com o 1º que aparece só porque acabamos um namoro de um par de anos e não sabemos estar sozinhas... aconteceu comigo e foi pior a emenda que o soneto!!! lol..

    A verdade é que realmente acredito que não seja fácil, mas acho que através das redes sociais... amigos de amigos talvez se encontrem homens decentes... na noite acho que é um bocado para esquecer...

    é e será sempre uma questão complicada :/

    ResponderEliminar
  74. Confirmo que a margem sul é um bom viveiro de homens "certinhos" e bons para namorar e talvez casar. Porquê? Não sei, talvez seja dos ares do Tejo, mas é assim :)
    Linha de Cascais e Lisboa é para esquecer, está atulhado de cretinos. Também não sei porquê, mas é um facto e falo por experiência.
    O melhor mesmo é a moça se encostar e esperar. Forçar encontros nunca dá certo. Não vale a pena procurar muito, eles (o homem certo) acaba sempre por aparecer.

    ResponderEliminar
  75. Tenho 32 anos e sou herdeiro de um património que me permite por de parte as preocupações financeiras. No entanto estou solteiro há quase 5 anos porque, quando deixei a vida boémia, decidi parar de lapidar tudo o que a minha família construiu e começar a acrescentar. Com isto vieram as responsabilidades mas também as inseguranças das mulheres. Basta ter de fazer uma viagem em negócios para me deparar com indisposições súbitas e até duas (bem teatrais) ameaças de suicídio para me forçar a ficar por perto. Tudo isto é muito difícil de compreender porque sei que sou fiel e posso proporcionar uma vida sem preocupações mas tenho de lidar com psicoses que aparecem sem aviso. Por vezes sinto que só conheço pessoas com problemas e tenho a certeza que há muitos homens e mulheres a sentir o mesmo daí a minha empatia com a leitora que colocou a questão. Todavia as minhas esperanças mantêm-se intactas e espero, um dia, encontrar alguém que me escolha para viver e não para sofrer.

    JNK

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Sou a pessoa menos ciumenta do mundo. Aceita um café? :)

      Eliminar
    2. Se fores bom na cama caguei no teu dinheiro :P

      Eliminar
    3. Namorei um homem assim.
      Tinha dinheiro, posição social, uma família porreira, e gostava muito de mim e dava-me o que eu queria e não queria.
      Quando o deixei pareci ingrata aos olhos dos outros.
      O outro lado da história: Ele era obsessivo compulsivo diagnosticado e medicado (e ainda bem). Eu não podia, sequer, ter a minha escova de dentes ao lado da dele. Não me podia sentar no sofá no lugar dele, não podia lavar louça porque tinha ser de uma determinada maneira e com todo um ritual. Sair de casa, então, era um sofrimento para mim, uma pessoa super descomplicada.
      Sexo? Era quando não lhe doía a cabeça ou quando eu estava muito bem lavada e esfregada em soda caustica porque os germes lhe mexiam com os nervos.
      Tornou-se insustentável e, no entanto, ele também tinha tudo que supostamente as mulheres gostam e precisam.

      Atenção que não digo que é o caso do JNK mas lembrei-me disto.

      Eliminar
    4. bem lavada e esfregada em soda caustica - brutal!

      Eliminar
    5. 12:51 - Muito agradecido pelo convite mas aceitar o mesmo ia invalidar este desabafo anónimo.

      12:54 - LOL

      13:12 - Confirmo a situação dos germes. A maior parte dos meus amigos de infância é tal como descreveu. Na minha opinião, tem origem na super protecção dos pais durante a infância. As minhas irmã são também um pouco assim mas, felizmente, passei ao lado graças a ter passado meia infância em África com o meu pai que é mais "normal". Assim fiquei com o cargo de ovelha negra da família por gostar de motos e ter sido surpreendido a ter sexo num restaurante. São escolhas. Há um poeta que resume tudo isto:

      "Entre levar na bilha
      ou descer as Cataratas do Niagara
      num barril de Porto Calém
      prefiro umas férias no Gerês"

      JNK

      Eliminar
    6. Desculpa a intromissão na conversa, mas 'tropecei' neste comentário e:

      1º Motos - LIKE!

      2º Ovelha negra da família? - normalmente é bom sinal!

      3º Poesia - Like!

      Boa sorte! Espero que encontres alguém à tua altura!

      Eu tenho 30 e sou solteira, e não ando a procurar por nada, porque neste caso, acho que quanto mais se procura, pior é.
      O melhor é mesmo ir conhecendo gente nova, manter e fazer amig@s. Naturalmente as coisas surgem :)

      Z.

      Eliminar
  76. voces já se aperceberam que as brasileiras nos vieram roubar os homens através do face? bora lá roubar os delas

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Ponto negativo para o preconceito. Sabe que nem todas são assim não sabe? (e eu nem sou brasileira, sou luso-venezuelana).

      Eliminar
  77. O que eu não percebo mesmo é porque é que quando estamos fora do mercado parece que chovem rapazes giros e perfeitos que põe o nosso a um canto e de repente... zás nós entramos no mercados e eles ou casaram, ou fugiram ou viraram gays!!!

    ResponderEliminar
  78. O que eu adorei neste post! Ainda há pouco a conversas com uma amiga dissemos a mesma coisa, até que chegamos ao ginásio. Mas depois chegamos à questão do decente! Vá meninas, não desesperem, o que tiver que ser será, e quando o vosso baby tiver que chegar, ele chegará. Como dizia a minha avó, há sempre um testo para cada panela!

    http://princesasemtiara.blogs.sapo.pt/

    ResponderEliminar
  79. Gostava de saber onde é que andam os rapazes giros... e com carácter!!!
    Acabei de vir do blog Bla Bla Bla onde ela disse que lhe chegou um homem por correio. LOL foi a boutique de encontros amaneiradela.com que lhe enviou! E por acaso foi lá onde a minha prima Zecas conseguiu marcar um encontro com um tipo bem giro. Também quero!! LOLOL

    ResponderEliminar
  80. Metam-se nas danças a par, a maioria são solteiros e encontra-se boa gente.

    ResponderEliminar
  81. Vamos todas para a tropa. Lá não faltam homens: os soldados e os que têm postos mais elevados. =P

    ResponderEliminar
  82. Vou contar a história de uma amiga minha.
    Ela tem 37 anos e esteve apaixonada por um homem, que não queria saber dela, durante 10. (Sim, é verdade, 10 anos a insistir numa história que ela sabia que não a ia levar a lado nenhum).
    No ano passado surgiu a oportunidade de ela ir trabalhar para fora, durante uns tempos. Obviamente, aproveitou-a. Durante o tempo em que esteve fora, um antigo conhecido começou a falar com ela, por email, e a paixão começou a aparecer. Tiveram nisto durante quase um ano e agora que ela voltou, já têm o casamento marcado.
    O mais engraçado é que enquanto ela vivia aqui em Portugal ela não ligava nenhuma a esse rapaz e só quando estava no estrangeiro é que percebeu que afinal ele era a pessoa ideal.
    Há histórias assim....

    Não podemos desistir. Um dia a tal pessoa aparece na nossa vida.

    ResponderEliminar
  83. Então fiquem com esta:
    Pior que não conhecer ninguém é ter alguém decente interessado em nós, e não sentir nada que justifique um 'desenvolvimento' mais aprofundado..?? e faz doer o coração...

    ahh?? que tal? hunf... :(
    "Dá Deus nozes a quem não tem dentes"?? pois... se calhar...

    Z.

    ResponderEliminar
  84. Pois, então cá vai uma dica: Uma amiga solteira de 30 e picos vivia numa localidade pequena, onde todos se conhecem e ela não conseguia encontrar ninguém. Tomou uma medida radical. Mudou de cidade e foi viver numa cidade maior. Resumindo já está casada e com filho :)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. É assim mesmo!

      Eliminar
    2. Não vai Maomé à montanha, vai a montanha a Maomé!

      Eliminar
  85. Santo António já passou,
    E na minha vida nada mudou,
    O São Pedro está a passar,
    E ninguém para amar,
    São João por favor oferece me um "coração",
    pra eu cuidar.
    RC

    ResponderEliminar
  86. Eu entrei nos 30 solteira e completamente despedaçada depois de muitos cretinos que se for preciso agora estão todos casados e com filhos. Vivo e trabalho numa cidade pequena onde já está tudo muito escolhido.. Não fazia a minima em como iria conhecer alguém.. vivia triste com isso. Meti-me em cursos de fotografia, e desafiei-me a mim própria ao ir para o ginásio, ao fazer kite surf e snowboard e dança contemporanea. Não conheci ninguém que me interessasse. Aqui entramos num bar e estão sempre as mm pessoas. Os meus amigos são todos casados ou vivem juntos.A net foi por vezes opção (para mim é uma forma como outra qq de conhecer gente) mas atenção aos homens que vivem longe, é mais fácil encobrir coisas! Comigo aconteceu o que eu já não esperava: uma noite num bar vazio um amigo chegado meu aparece com outro amigo que eu nunca tinha visto. Hoje vivemos juntos e temos planos de casamento. Descobri que vivia mm ao lado de onde trabalho e que já tinha sido vizinho e cliente da loja da minha avó... ás vezes a vida dá mesmo destas voltas, outras vezes é preciso fazer as coisas acontecer! O meu conselho é: desafiem-se a fazer coisas que nunca fizeram porque mesmo que não apareça o principe encantado, ganha-se muito com isso! Invistam em vocês e façam amizades novas!

    ResponderEliminar
  87. Encontra-se quando menos se procura, nos sítios mais improváveis.

    Andei muitos anos deprimida porque via toda a gente com namorado, menos eu. Às tantas comecei a pensar 'mas eu quero namorado por mim ou porque toda a gente me pergunta se já tenho um???'

    Desliguei do assunto, pensei que se lixem os homens, quero é aproveitar a minha vida, à minha maneira.

    Na noite, um dos piores 'sítios' para se conhecer gente decente, num bar que abomino e nem sei o que lá estava a fazer, um rapaz pôs conversa comigo, só aceitei a bebida por conveniência (sempre poupava uns trocos) e ainda pensei em dar o número de telefone errado... 6 anos depois continuamos juntos e felizes :)

    O meu conselho, deixem de procurar, quando tiver de ser será!! Não há sítios nem circunstâncias melhores ou piores, acaba sempre por ser um acaso do destino!

    ResponderEliminar
  88. "Por que é que só se aproximam de mim gajos cretinos e/ou interesseiros?"
    Eu respondia com outra pergunta: "Porque será que eu só me interesso por gajos cretinos/interesseiros?" Na minha opinião somos nós que, muitas vezes inconscientemente, temos tendência a olhar unicamente para essas pessoas.. Quando existe um padrão é porque algo se passa. Eu não acredito que só haja homens cretinos neste mundo, assim como mulheres, whatever.. Se calhar nós só procuramos caras bonitas, pessoas que dão nas vistas e depois perdemos todo o resto. Acho que é preciso ver muito para além daquilo que nos surge à frente dos olhos.

    ResponderEliminar
  89. tenham calma meninas,o problema e que as mulheres hoje em dia só querem príncipes.devem procurar num homem isto mesmo um homem,gente decente a muito por ai,algumas pessoas e que nunca encontram.eu tenho 35 e nem me chateio,vou namorando.

    ResponderEliminar
  90. Tretas! S ficarmos sentadas à espera do príncipe encantado o tempo voa e nem nos damos conta! Quando acordarmos já ficamos para tias e os anos não voltam para trás. E depois não adianta chorar sobre o leite derramado! Se houver por aqui mulheres mais experientes, já na casa dos 40 que nos deem umas dicas, que partilhem a visão delas... O que fariam de diferente se voltassem atrás? Contem-nos tudo!

    ResponderEliminar
  91. Os melhores estão fechados em casa ou mergulhados no trabalho,não engatam mulheres na rua ou no supermercado.Isso são esquemas próprios dos tais trastes de que aqui já se falou.Alguns deles até vivem com as respectivas e até são pais de família.

    ResponderEliminar
  92. Bem... não serei das pessoas com melhor disposição para comentar tal assunto. faz dois dias que peguei nas minhas malinhas e sai de casa do atraso mental com quem estive nos meus últimos quatro anos.

    Entre chorar e soluçar, olho em volta em desespero mas tenho casos que me dão esperança.
    A minha irmã, com 35 anos, depois de um namoro de 9 anos em que todos eles devem ter sido cheios de "outras", depois de um último relacionamento de 3 anos em que era mentira atrás de mentira (deve ser genético esta sorte) encontrou há meses um rapaz que aparentemente é cavalheiro, atencioso e respeitador... E lá vou eu entre lágrimas, desespero mantendo a esperança de encontrar alguém que não seja mentiroso compulsivo, que me dê valor e não necessite de merdinhas para se sentir o macho latino diário.


    E acredito que a Flap tenha razão, ha-de aparecer. Cada panela tem o seu tacho e eu de certo terei a minha. Se Deus (os anjinhos, Sto António e mais alguém que se queira juntar) quiser!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Cada panela tem o seu "tacho"? Não será "testo/tampa"?
      Uma amiga minha na brincadeira diz: "... mas nós somos frigideiras."

      Eliminar
  93. Li ontem este post e ri-me imenso. Sou uma rapariga que estuda engenharia eletrónica e telecomunicações em Aveiro. Como podem imaginar naquele departamento existem milhões de engenheiros dignos de uma caricatura. Mas nem todos. Namoro com um que considero um Homem, mesmo assim, com H Grande. Mas, a exceção confirma a regra. Hoje a meio do estudo lembrei-me de outros sitios (não sei se já foram nomeados, caso já, sorry): missões humanitárias, voluntariado, abrigos de animais, até aqueles senhores do banco alimentar à porta do supermercado.. - Claro que se estes senhores estiverem a cumprir algum serviço de pena, temos caso a considerar - Caso seja por boa fé e decência.. Tcha-ran!

    ResponderEliminar
  94. E engracado porque os homens tem o mesmo problema.

    Mesmo vivendo numa cidade grande. Mesmo fazendo compras no supermercado, mesmo indo ao ginasio, corridas e afins, ate mesmo saindo a noite.

    Haver (mulheres/homens) solteir(as/os) isso ha. Muitas vezes o que impede de uma pessoa conhecer alguem, e mesmo o primeiro passo.

    A verdade e que a vida nao e bem como nas series, pelo menos em Portugal. Separei-me ha 2 anos, continuei por Portugal por mais ou menos 1 ano.
    - Nao se pode oferecer uma bebida.
    - Nao se pode dizer "Ola como te chamas?"
    - Nao se pode esperar que te venham perguntar como te chamas.

    Resultado e que vivemos solteiros a contemplar possivelmente outros solterios com quem ate podiamos ter uma ligacao. Mas ela nunca acontece porque nunca se da o primeiro passo.

    Mudei-me ha uns tempos para fora, um pais diferente, uma mentalidade diferente. Pessoas que segundo dizem tem uma mentalidade muito fechada, cheguei a conclusao que nao.

    Hoje em dia, se estou no supermercado e acho uma mulher interessante olho para ela e sorrio, se ela sorrir de volta digo ola como te chamas. E o contrario tb acontece. Pode ate nem dar em nada, mas na pior das hipoteses conhece-se alguem. Muitas pedras passam ate se encontrar ouro.

    Mas secalhar sou so eu que sou feio para os padroes portugueses.
    Mas os Cretinos... esses normalmente sao sempre bonitos :P

    ResponderEliminar
  95. Procurar no ginásio.
    Nem que seja para passar o tempo e alegrar a vista.
    E tirar da testa o rótulo "desesperada por casar". Ainda que ele seja tão visível como uma borbulha assanhada. É disfarçar, ainda que isso dê trabalho.

    E enquanto o príncipe não aparece, é ir exercitando e tonificando o corpinho, arejar a mente, dedicar mais tempo à família e aos amigos, comprar roupinhas giras, aproveitar o sofá e o comando sem ter de o partilhar e procurar ser feliz, como calhar...

    Gajas bem dispostas e de bem com a vida parecem-me ter mais hipóteses no mercado do que as trombudas, deprimidas e com a conversa de que "estou traumatizada com o chuto que levei no traseiro"!

    ResponderEliminar
  96. Entao e n ha mais homens q s manifestem???? Va falem meninos! N digam os vossos nomes mas digam quem são, o q fazem, por onde andam, o q esperam d nós! O Gonçalo tem razao. Mas a culpa é dos cretinos qnos habituaram a esse tipo d abordagens a la chico esperto e estamos escaldadas. da nossa parte é o mesmo pq qd nos aproximamos d alguém e tomamos a iniciativa somos o imediatamente tratadas cm engates d uma noite, portanto só usamos essa tática qd o objectivo é msm esse!

    ResponderEliminar
  97. Porque não ajudar Pipoca? Sei que tem um "cana direto" com o Santo Antoninho (o santo casamenteiro). Podia dar uma ajudinha às meninas. Mexer os cordelinhos. Podia organizar uma festa, maiores de 30 anos e solteiras (os), à tarde (sim, porque sabemos que os ditos cabrões só gostam é da night), e podia dar um "empurrazinho" para que a raparigada conhecesse alguns possíveis pertendeste. Deixo a dica. Pode ser que a sua veia casamenteira fale mais alto e a faça avançar com a ideia.

    Deixo-lhe um grande beijinho e desejo a maior sorte para as restantes solteiras que ainda não tiveram a mesma sorte que eu de encontrar a sua "metade da laranja"

    Ana F.

    ResponderEliminar
  98. A Pipoca ainda vai abrir um "Bazar de Relações" ;) ehehe

    ResponderEliminar
  99. Eu concordo que entrar na casa dos 30 e estar á procura de um cobertor com orelhas , giro e inteligente e que nos faça sorrir está muito complicado. Eu falo por mim porque estou na equipa dos 30 e não tem sido fácil. O mercado está escasso e os que existem são muitas vezes cretinos e que acham que têm o direito de brincar com os sentimentos. O segredo é continuar a tentar A esperança é ultima a morrer .:)

    ResponderEliminar
  100. Adoro o post! porque é realmente um assunto pertinente...mas acho que a questão não é propriamente "onde andam eles"...o problema é que quanto mais velhas ficamos mais os nossos padrões sobem. No meu tempo de 20 anos bastava olhar...era giro..toca a avançar...Hoje, quase nos 40, olho é giro...mas depois olho para muito mais...basta aquela camisola foleira, fica de lado...basta um penteado ridiculo, fica de lado...Hoje olhamos e vimos muito mais (apesar de mais ceguetas pela idade)...os nossos padrões elevaram-se e nem damos oportunidade de tentar..porque qualquer detalhe serve para rotular...aqui é que acho que está o problema...e depois sonhamos sempre com o homem perfeito, que, diga-se de passagem, não existe..nem homem nem mulher perfeita..porque o meu perfeito não é equivalente ao teu....

    ResponderEliminar
  101. Menos de 30 , também era uma boa solução :)
    Agora falta a parte de saber mesmo onde é q eles se encontram , porque uma pessoa procura , procura e eles , nada ...

    ResponderEliminar
  102. então e meninas a entrar nos 20 ou já nos early 20's, em Lisboa, com mais classe que a típica party girl do Urban, não há?

    ofereço café, mediante resposta sem erros de ortografia.

    ResponderEliminar
  103. Só falam nos engenheiros mas e os advogados? Também há tantos cretinos advogados!

    Infelizmente, da minha parte e por defeito de formação, já conheci com cada um que só me apetece dizer "Fujam, meninas! Fujam!" Ahahah!

    O mundo está diferente, eles também e a maioria não para melhor.

    ResponderEliminar

Teorias absolutamente espectaculares

AddThis