Pub SAPO pushdown

28 Minutos e 7 Segundos de Vida

quinta-feira, janeiro 30, 2014
Quando, há três ou quatro anos, tirei a pós-graduação em Consultoria de Imagem, o Manuel Forjaz era director da empresa que promovia o curso. Apareceu numa das aulas, assim do nada, para falar um bocadinho connosco e ficámos todos envolvidos nas palavras dele. Ao longo da vida conheci poucas pessoas com o dom da palavra e da motivação, uma daquelas pessoas que abrem a boca e ficam todos em suspenso, quase sem respirar, para não se perder uma palavra. Para além disso, era (é) um homem cheio de charme, o que ajuda sempre um bocadinho. Na altura não fazia ideia de que o Manel tinha um cancro. Mas tinha. Nos pulmões, apesar de nunca ter fumado na vida.  Não fazia ideia porque ele não falou sobre isso (não tinha de falar), mas sobretudo porque não se notava. Não se lhe notava na cara, nem nas palavras, nem no entusiasmo e alegria com que falava. Cruzei-me com ele mais algumas vezes, mas  só há uns meses soube da luta que travava. Ontem falou sobre isso numa entrevista fantástica ao José Alberto de Carvalho, no programa 28 Minutos e 7 Segundos de Vida, na TVI24. Nunca tinha ouvido ninguém falar de forma tão despudorada e descomplicada sobre o assunto. Sobre os 160 comprimidos que toma todas as semanas, sobre as metástases que entretanto chegaram ao cérebro, sobre as dores que "parecem uma ratazana a comer-nos por dentro", sobre a forma como agradece que o cancro lhe tenha calhado a ele e não aos filhos. O discurso, mais do que positivo, é realista, mas nem por isso submisso ou conformado. Se tiverem meia hora vejam. É impossível não pôr tudo em perspectiva.


28 comentários:

  1. Pipoca,
    infelizmente o cancro aparece mais na minha vida do que devia. Não diretamente a mim, mas a familiares. É uma luta constante de quem sofre e de quem acompanha diariamente todas as fases por que passa alguém que, como dizia Manuel Forjaz ontem, lhe calhou no sorteio aleatório da vida esta dura batalha. O Manuel é um homem crente, otimista e despudorado de tudo o que ainda é tabu nesta doença e eu aplaudo a sua sinceridade. Ninguém está sozinho nesta luta e todos merecemos alguém que no diga abertamente "estamos aqui para viver e lutar até ao fim".
    Obrigada Manuel

    ResponderEliminar
  2. Irei ver. Obrigado por partilhares connosco.

    ResponderEliminar
  3. Só vi o final, quando cheguei ao quarto o homem estava a ver e disse que estava a "gostar" (acho que percebem o gostar aqui) de o ouvir, que nunca tinha ouvido ninguém a falar assim. Vou ver se vejo tudo....

    www.prontaevestida.com

    ResponderEliminar
  4. Também vi uma parte. Também fiquei admirada com tamanha força e optimismo.

    ResponderEliminar
  5. Que força!!

    Sónia
    Taras e Manias

    ResponderEliminar
  6. ESTÁ INCRÍVEL!! é um homem incrível, recomendo todos a ver e a irem assistir a uma conferencia dele, recomendo totalmente.

    ResponderEliminar
  7. Que seja um exemplo de superação para muitas pessoas, neste domínio! Como empresário, deixa muitas portas mal fechadas...
    http://www.youtube.com/watch?v=rxDai8ouPGs&desktop_uri=%2Fwatch%3Fv%3DrxDai8ouPGs&app=desktop

    ResponderEliminar
  8. Também assisti e fiquei boquiaberta com a força e a coragem dele. É um exemplo a ter bem presente.


    http://agatadesaltosaltos.blogspot.pt/

    ResponderEliminar
  9. Não há dúvida nenhuma, esse senhor tem o dom de nos deixar coladas ao ecrã...é simplesmente soberbo!!

    http://thatsthe-way.blogspot.pt/

    ResponderEliminar
  10. Vi apenas o teaser. Pelo que explicas, trata-se de uma lição de vida. Vou ver. Obrigado.

    homem sem blogue
    homemsemblogue.blogspot.pt

    ResponderEliminar
  11. Maria de Lurdes30 janeiro, 2014 12:30

    Verdade...Adorei o homem, a pessoa que ele é...aquilo que ele transmite!
    E também o tipo de programa...Já há muito tempo que não via assim um programa! A TVI está de parabéns...

    ResponderEliminar
  12. Não irei ver a entrevista como recomendas porque não consigo! Vivi tudo o que acabaste de descrever com a diferença que o meu companheiro de 30 anos partiu uma semana antes do Natal de 2013 e coube-me a mim a tarefa de contar aos meu filhos (menores) que o pai que sempre viram lutador e optimista se tinha rendido! A vida nem sempre é justa! Um bj

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Como eu a compreendo, comecei a ver,mas desliguei passado um bocado. Vivi tudo na primeira pessoa por 2 vezes! Cada pessoa é uma pessoa e nem todos conseguem ter aquela força anímica. No meu caso fiquei duplamente mutilada se é que me entende. É muito complicado despir-me e tomar banho. Tenho ódio desta doença e não consegui encará-la a sorrir. Chorei muito e só não me deixei ir porque o meu marido não deixou. É pavoroso sabermos que temos algo que nos está a corroer por dentro e ainda pior é que quando nos começamos a tratar é que ficamos com ar de doentes. Eu chamo-lhe a doença ao contrário.

      Eliminar
    2. Felizmente não vivi na primeira pessoa, mas vivi na segunda mais do que uma vez. Uma delas também cancro no pulmão, de alguém que nunca fumou e só descobriu com as metástases cerebrais... outra com uma grande amiga e concordo, é mesmo a doença do contrário, como diz quando começam os tratamentos é que ficam com ar de doentes e até a descobrirem está tudo bem, só se sentem doentes e debilitados com os tratamentos...

      Eliminar
  13. Vi agora a repetição do programa às 13h e vale muito a pena. Curiosamente a mensagem vai muito na linha do filme "A rapariga que roubava livros" que também vi ontem à noite. Tal como escrevi no post que fiz sobre o filme, a ideia fundamental é a de que "adiar a morte está longe de ser adiar a vida".

    Beijinho.

    ResponderEliminar
  14. Eu vi. Gostei das palavras e da força.

    ResponderEliminar
  15. Para quem trabalha com pessoas com cancro é igualmente motivador e desafiante! Sou enfermeira e também vi, e vou continuar a ver. Ainda há bons programas de televisão em Portugal...!

    ResponderEliminar
  16. So vi parte , por falta de tempo ,mas vou ver o resto, apanhei o programa por acaso daquilo que vi achei muito bom.

    ResponderEliminar
  17. Ontem esbarrei com o programa e adorei. Quarta feira ha mais!

    ResponderEliminar
  18. Não vi a entrevista...mas sim, acredito que existem pessoas que tal como ele, nos surpreendem e nos ensinam a verdadeira força e vontade de viver quando deparados com este bicho.
    Se me permitem vou partilhar a pagina de uma amiga minha, que desde sempre foi uma força da natureza e uma inspiração para todos que a rodeavam, os que ouviam falar dela pelo que ela conseguia fazer e pela excelente pessoa que era! Isto ate há 2 anos e meio atrás quando descobriu que tinha o sarcoma de Ewing..sendo que agora ouve-se falar ainda mais dela..toda a gente diz: eu nunca conheci ninguém como ela! Nunca vi ninguém lutar com tanta força e parece que no meio de tudo isto, é ela quem dá força a todos.. Partilho isto, não como um "abre olhos" mas sim como uma luz ao fundo do túnel para quando pensamos que os nossos problemas não poderiam ser piores..que há sempre mais um sorriso e alguém (passo a citar a Pipoca Mais Doce): "com o dom da palavra e da motivação, uma daquelas pessoas que abrem a boca e ficam todos em suspenso, quase sem respirar, para não se perder uma palavra". Obrigada :)
    https://www.facebook.com/unidospormary

    ResponderEliminar
  19. Adoro o Manuel Forjaz.

    ResponderEliminar
  20. Não os dias a que passa nem as horas, mas o Manuel publicou a entrevista do seu facebook.

    ResponderEliminar
  21. Pipoca, a vida que o Manuel imprime em cada palavra, é arrebatadora. Para além de o acompanhar publicamente, já falei com ele (ao telefone) aquando duma iniciativa que levei a cabo para ajudar um jovem com cancro. e, eis senão quando, o Manuel moveu todos os seus seguidores para ajudar aquela iniciativa. Fiquei grata e estupefacta. A ele, eu entendo-o perfeitamente. Tive um cancro em 2009 e tal como ele, também eu arranquei, tirei o cabelo que tinha. Fichei-me na casa de banho, e fi-lo. Nesse momento, senti um poder enorme e uma força de vencer única. Daí ter-me comovido com o depoimento dele no programa. Revi-me. O meu entendimento das suas palavras, vai muito para além do que se possa imaginar. Não só o entendi, como senti. É inexplicável... obg pelas suas palavras e por também divulgar a nobreza do Manuel. Bem haja,

    ResponderEliminar
  22. Passa às 4ªs feiras à noite. Próxima semana o tema é sobre o "EU".

    ResponderEliminar
  23. Sigo-o no Facebook há muito. Tem uma legião de fãs imensa. É um exemplo de coragem. É um lutador. De vez em quando organiza uns jantares para grupos restritos de pessoas. Dizem que é uma grande honra e uma grande experiência.

    ResponderEliminar
  24. Olá a todos. Perdoem-me se vou chocar algumas pessoas: a mensagem do Manuel Forjaz é correcta, mas básica, muito básica. Vi uma conferência dele há 5 anos atrás, passados 5 anos ele continua a dizer a mesma coisa.. e apresenta os mesmos videos. Não sei como é que ainda o aturam.. Se não vos é obvio o que ele diz, só mostra que o desenvolvimento pessoal de alguns portugueses vai mal, muito mal..
    Fui diagnosticada em Dezembro.. pelos vistos sou uma sortuda e não sabia.. tenho a racionalidade, a atitude positiva e a caixa de ferramentas de que ele fala. Não tive nenhuma epifania.. acho uma pena.. Temos todos de estudar e aprender mais para fazermos programas de televisão melhores. Ao Manuel Forjaz, toda a força do mundo.

    ResponderEliminar
  25. Ha. Muitos Doentes " Manuel Forjaz", basta passar algumas horas num hospital para perceber isso...

    ResponderEliminar

Teorias absolutamente espectaculares

AddThis