Pub SAPO pushdown

Queridos, mudei o sofá

domingo, fevereiro 09, 2020
Quando mudámos de casa, livrámo-nos do nosso sofá antigo que, apesar de gigante, já tinha uns bons anitos e não estava propriamente em forma. Na minha inocência, achei que ficávamos bem com um outro sofá que tínhamos lá por casa, só de três lugares, e com duas poltronas. Mas depois... começou a bater aquela vontade de podermos estar esticados à vontade no sofá, começámos a sentir aquele aperto e pensámos "sim senhor, foi uma tentativa bonita, mas precisamos de um sofá maior". Mas como não moramos propriamente no Palácio de Queluz e a nossa sala não é propriamente um salão de baile, o sofá tinha de ser feito por medida, de forma a rentabilizar o espaço ao máximo.

Na altura, pedi-vos sugestões no Instagram de sítios onde pudesse mandar fazer um sofá por medida sem ter de vender um rim (ou os dois) e muiiiiiiiiiiiita gente sugeriu a Dicarmo, em Sintra. Então lá fomos nós, à descoberta do maravilhoso mundo do sofá. E que mundo, pessoas! Acho que nunca tinha estado numa loja tão grande, aquilo parecia o paraíso dos sofás (mais de 12 mil metros quadrados, para terem uma ideia). O que é bom para quem gosta de ver muita variedade e ter uma data de opções para considerar, e o que é péssimo para mim, que me transformo numa anémona quando tenho de escolher entre mais de três coisas. Mas pronto, abraçámos o desafio e demos início à missão "sentar o rabo no maior número possível de sofás para chegarmos à escolha perfeita".

Não foi uma missão fácil, meus amigos, porque a cada sofá que eu experimentava dava por mim a dizer "é este... não, tenho a certeza, é mesmo este". E depois passava para outro e dizia exactamente o mesmo. Parte boa: na Dicarmos os sofás podem ser completamente personalizados, por isso dá para escolher os braços de um, as almofadas de outro, a altura de outro, a inclinação de outro... é desenhado exactamente à nossa medida, por isso é muito fácil sair de lá com um sofá que nos encha as medidas.

Acabámos por escolher o primeiro que vimos assim que entrámos na loja e que adorámos logo, com os pés em madeira e um design meio nórdico. Tem linhas muito simples, mas era exactamente o que queríamos. A ideia é que este sofá dure muiiiiiitos e bons anos, por isso não podia ser nada muito marcante e que nos cansasse facilmente. A parte mais difícil foi a seguir: então e que tecido vamos escolher? Já disse acima que sou pessoa que não sabe lidar com demasiadas opções, fico nervosa, tenho vontade de passar a decisão a outra pessoa, tipo, ir ter com um cliente qualquer da loja, passar-lhe para a mão as amostras de tecidos e dizer "pronto, escolha por mim, mas escolha um bonito e não se atire para os mais caros".

A coisa até estava a correr mais ou menos bem quando as pessoas fofinhas da Dicarmo estavam só a trazer-me algumas amostras para eu escolher, mas piorou substancialmente quando me convidaram para ir até à zona de atelier. De repente, parecia o milagre da multiplicação de tecidos, e eu completamente perdida, a agarrar em tudo e mais alguma coisa, a perguntar "e este? E este? E este?", já ali a fazer escolhas meio doidas e perigosas, tipo padrões florais ou geométricos. Precisei que o homem me trouxesse de volta à terra e me relembrasse que tínhamos decidido escolher uma cor mais neutra e NADA DE PADRÕES. E pronto, foi assim que fomos parar a um cinzento lindoooooo. Ainda pensámos em bege ou, loucura!, branco, mas depois pensei que ou entra um sofá clarinho ou saem as crianças. Fiquei muito tentada pelo sofá clarinho...


Booooom, sofá escolhido, foi-nos pedido que enviássemos fotos e medidas do sítio onde iria ficar na nossa casa, para poderem fazer uma projecção em 3D e termos uma ideia de como resultaria. Acho que esta foi a minha parte preferida, porque ficou mesmo, mesmo fiel e porque esta é a oportunidade para dizermos se queremos mudar alguma coisa no projecto. Deixo-vos algumas para verem:







A Dicarmo também nos enviou sugestões de tecidos para as almofadas, coisa que agradeci a todos os santinhos, porque me tiraram essa responsabilidade de cima:



Gostei das duas opções, mas escolhemos a primeira por ser mais simples. Lá está, achei que íamos fartar-nos dos padrões rapidamente.

Como apanhámos a altura do Natal, o sofá demorou um bocadinho mais a chegar, mas também não tínhamos pressa. Quando chegou e o montaram na nossa sala, ficou ainda mais lindão do que aquilo que tinha imaginado. O que tínhamos visto na loja era noutra cor e tinha três ou quatro lugares, o nosso é bastante maior, dá para sete pessoas, por isso acabou por ficar bastante diferente e mudou completamente a sala.






Estou a pensar seriamente mandar impermeabilizar o sofá, porque já se sabe que com a criançada todos os cuidados são poucos e, basicamente, passei a viver em apneia desde que o sofá chegou cá a casa. Estou sempre a achar que vou entrar na sala e um deles vai estar a limpar a boca às almofadas ou que o outro vai estar a limpar o ranho aos estofos. Enfim...A experiência com a Dicarmo foi mesmo, mesmo boa, foram super atenciosos, tiveram imensa paciência para nos ajudarem a desenhar o nosso sofá, que além de lindo é super confortável. E ainda fiquei de olho em mais umas quantas peças, que ali não há só sofás, é um mundo infinito de mobiliário e decoração. Próxima missão: mudar a mesa de centro, que apesar de adorar a que temos acho que não é exactamente o que quero. Sugestões?

18 comentários:

  1. Pipoca, fui uma das pessoas que lhe recomendou a DiCarmo. Porque também comprei lá o meu sofá, e o que mais gostei foi, não só de terem muitos modelos por onde escolher, mas também por os preços serem muito mais em conta que uma Divani & Divani ou a Chateaux d’Ax, que são lojas associadas a bom design e qualidade. Já nem falo da Minotti ou da Roche Bobois, em que os preços disparam estupidamente. Mas a DiCarmo parece-me uma loja com bons preços e muita escolha, coisa que em Lisboa é difícil. A verdade é que a maior parte das lojas de mobiliário estão no Norte do país, tive de escolher muita coisa por catálogo porque os showrooms das lojas de LX são muito pequenos, mas escolher um sofá por catálogo estava fora de questão. Para quem mora na zona de LX e arredores, foi a melhor loja onde fui para escolher o sofá! Ainda bem que também gostou.

    ResponderEliminar
  2. Gosto imenso do sofá e das almofadas. Sem dúvida mandar impermeabilizar. Gostaria de colocar uma questão que me saltou a vista no projecto e vi que afinal era mesmo assim... Vocês têm a mesa de trabalho (computador) na sala? Que tal a experiência? Estou a pensar seriamente nessa hipótese para ganhar um quarto mas o meu marido acha que não é viável, que não vamos conseguir trabalhar com os miúdos na sala ou com o outro a ver TV entanto um de nós está a tentar trabalhar. A outra questão que me "assusta" é a desarrumação.. a minha secretária é sempre um caos de papéis, livros... Ver a minha sala (ainda mais) caótica assusta.. por outro lado precisava de um quarto para a minha filha (dorme no quarto do irmão)

    ResponderEliminar
  3. Demasiado grande para o tamanho da sala ...

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. O sofá é lindo mas também acho que é um bocadinho grande. Mas deve ser bom estar lá esparramada :)

      Eliminar
  4. Eu adoro a mesa!!! É de onde?

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Também gosto da mesa. Mas não recomendo a pessoas com crianças. As dedadas ficam muito evidenciadas e o pó também se nota imenso. Como a sala está bastante cheia eu optava por não ter mesa de centro.
      Teria uma mesinha noutro sítio que usaria como mesa de centro quando necessário.

      Eliminar
  5. E sofás (à medida ou não) na zona norte. O que recomendam?

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Loja madeira negra em Paços de Ferreira, no fundo a mesma loja está "dividida" em duas e uma é especifica para sofás.
      São espectaculares :)

      Eliminar
    2. Móveis O Brasileiro em Aveiro, junto ao Retail Park. Fazem na medida e material que desejarmos, além de terem entrega e montagem gratuita, têm preços muito interessantes! Recomendo muito!

      Eliminar
  6. Quado quiseres desfazer-te dessa mesa de centro, avisa e podermos ter negócio :)

    ResponderEliminar
  7. Olá Pipoca, a sala fica maravilhosa, mas as mesas chamaram-me tanto à atenção, onde comprou, por favor? Obrigada Beijinho

    ResponderEliminar
  8. Olá Pipoca, é sem dúvida uma loja magnífica! Sou cliente deles há 20 anos, desde o sofá e a todo o mobiliário cá de casa. Ainda tenho os meus primeiros sofás e confesso que não os troco tão cedo. Estou a pensar trocar apenas o tecido, forrá los de novo. Foi uma ótima escolha, Pipoca! 😊

    ResponderEliminar
  9. A cor escolhida para o sofá é bonita e resistente à passagem das modas (e ao crescimento e diabruras dos miúdos, certamente ;-)
    Mas as escolhas para as almofadas são, na minha opinião, um bocadinho monótonas: Acho que menos almofadas amarelas e introduzir uma ou outra em preto/branco (talvez da 2º fotografia) iria resultar numa combinação mais divertida.

    ResponderEliminar
  10. A emoresa Repele tem funcionado muito bem comigo

    ResponderEliminar
  11. Cortinados com calha no teto ficam mais elegantes e alongam a sala.
    Ou cortinados tipo estore à medida da janela. Os cortinados que tem não favorecem a sala.

    ResponderEliminar
  12. Sugestão - não colocar mesa de centro - com crianças facilita e aumenta o espaço para elas brincarem/correrem - basta colocar pequenas mesas de apoio laterais ao sofá. Comigo funciona bem.

    ResponderEliminar
  13. não mandes impermeabilizar que não vale a pena. fica com manchas na mesma e tens de esfregar, e bem, para as tirar...

    ResponderEliminar
  14. Boringggg, pq é que têm tanto medo em ousar!!! com 2 rapazes em casa nunca me passou pela cabeça escolher um sofá lindo e maravilhoso cheio de cor, só pq os meus filhos o iam sujar!!! OMG!!vamos arriscar mais?

    ResponderEliminar

Teorias absolutamente espectaculares

AddThis