Pub SAPO pushdown

Já temos mesa, não falta tudo!

quarta-feira, fevereiro 06, 2019

Aterrámos na casa nova há três meses e penso que só agora posso dizer, com propriedade, que já não há caixotes para abrir. Ainda há um saquito aqui, outro ali, com aquelas coisas a que uma pessoa não sabe muito bem o que fazer e que tem esperança que se evaporem e nos sumam da vista, mas caixotes não há! Nada mau. Quer isso dizer que a casa está pronta. Naaaaaaaa, nada disso. Diria que está para aí a 73%. Faltam cortinados (já foram para fazer bainha, mas ainda não regressaram ao lar), falta despachar alguns móveis que afinal não têm espaço aqui em casa, faltam algumas soluções de arrumação, faltam alguns elementos decorativos... enfim, cheira-me que isto é um eterno work in progress mas, pelo menos, já está funcional.

Um dos elementos mais importantes na casa nova era a
mesa da sala de jantar com as respectivas cadeiras, porque gostamos muito de receber pessoas para almoçar ou jantar. Como a sala é uma espécie de continuação da cozinha, tínhamos de escolher peças que fizessem bem a ligação de uma zona para a outra. Aterrámos uma manhã na Interdesign com a missão de escolher a mesa e as cadeiras, a achar que ia ser um processo simples e que em meia hora despachávamos a coisa. Pois... não foi bem assim, porque perante possibilidades infinitas a pessoa dá por si a vacilar e a mudar de ideia mais ou menos a cada três segundos. Como a cozinha é toda branca, decidimos que a mesa também ia ser. Claro que isto dito agora assim parece que foi fácil, mas não, porque dei por mim a oscilar por um tampo de vidro, por outro de madeira, etc e tal. Desisti da madeira porque achei que não ia gostar de ver o contraste com o chão e desisti do vidro porque achei que com crianças em casa era capaz de não ser uma coisa brilhante. Posto isto, voltámos à ideia inicial e acabámos por escolher o branco lacado com pés dourados, de linhas direitas e muito simples. É linda, linda.


A segunda parte era as cadeiras. Tinha pensado em veludo, assim num azul petróleo lindão, mas as meninas da Interdesign, com uma paciência infinita, meteram-me juízo na cabeça. Que eram cadeiras de refeição, que podiam manchar-se facilmente, que com crianças era mesmo estar a pedir acidentes (já os estava a imaginar a limpar as mãozinhas gordurosas às minhas lindas cadeiras)... enfim, tinha tudo para correr mal, por isso chegámos a uma solução de compromisso: as cadeiras do topo são em tecido e as outras em ecopele. Exactamente iguais, só muda mesmo o estofo. Nas cadeiras do topo só eu e o homem é que estamos autorizados a sentar o rabinho. A criançada fica com as outras, que são super fáceis de limpar, mesmo sendo brancas. Como é que sei? Porque o menino Mateus já rabiscou uma com caneta e eu limpei aquilo em menos de nada.



Foi muiiiiiiiiito difícil escolher o estofo das cadeiras de topo, porque eu estava sempre a mudar de opinião. Tanto queria uma cor sólida, como um padrão floral, como um geométrico, "ai, mostrem-me lá só mais aquele tecido", "não, acho que prefiro antes aquele", "não, afinal voltamos ao primeiro". É a vantagem e o problema de uma loja como a Interdesign. As conjugações são tantas que pessoas mais indecisas - como eu- ficam ali a viajar na maionese. Mas, lá está, as decoradoras da Interdesign, que têm toda a experiência do mundo, deixaram-nos completamente à vontade e ajudaram-nos a combinar, da melhor forma, a parte estética com a parte funcional.



Quando as peças foram entregues cá em casa para mim foi como se fosse Natal (bem, na verdade foi mesmo poucos dias antes do Natal), fiquei uma vida a contemplá-las. Era exactamente aquilo que eu queria. A mesa - que fechada dá para seis pessoas - abre dos dois lados e fica gigantesca. O almoço de Natal foi cá em casa e deu para instalar toda a gente confortavelmente. Claro que passei o tempo todo a pensar "se me fazem um risco na mesa arranco-vos um olho com um garfo" mas, tirando isso, correu pelo melhor.


Para quem não sabe, a Interdesign é uma marca 100% portuguesa de produção e venda de mobiliário. Todas as peças são produzidas à mão por artesãos, e tanto podem escolher peças já prontas como outras criadas de raiz, de acordo com o vosso gosto e necessidade. A equipa de Interdesign dá imenso apoio nessa parte e tenta facilitar-nos a vida ao máximo. E para pessoas que como eu, têm uma fraca capacidade de imaginar os projectos finalizados, esta apoio é mesmo muito importante. Senti que respeitaram o nosso gosto mas que, ao mesmo tempo, também impuseram alguma sensatez, sobretudo na escolha dos materiais. 

Sei que as nossas peças vão durar uma vida e isso também é importante, sobretudo porque vão ser usadas diariamente. Agora estou só aqui a tentar perceber se quero ou não um tapete debaixo da mesa. Por um lado, acho que fica sempre mais acolhedor, por outro não me apetece que os miúdos plantem comida no tapete e que seja preciso aspirar a fundo depois de cada refeição. Dúvidas, dúvidas. O que sugerem?

Post em parceria com a Interdesign

100 comentários:

  1. A mesa e as cadeiras são bem giras mas ... AHAHAHAHA cadeiras e mesa brancas com criancinhas... esquinas de metal melhor ainda (além dos dedos sempre marcados, nem quero imaginar as tangentes que eles vão fazer com as testas)
    Eu também já fui assim pessoa de escolher cenas brancas e coiso. Depois passou-me e agora estou pacientemente espera que o mais novo cresça o suficiente para ter juízo. Sim que a mais velha nunca riscou nada mas aquele rapaz tem um fascínio por descobrir em que superfícies os lápis escrevem bem (não, não é um selvagem, sim, damos educação, blá blá whiskas saquetas) (e para as virgens ofendidas, não estou a ser invejosa, só me estou a rir um bocadinho, a Pipoca tem sentido de humor, penso que entenderá)

    ResponderEliminar
  2. Posso ser muito sincera? A mesa e as cadeiras são lindas mas a armação das cadeiras é pavorosa , destoa mesmo do resto, mas ao vivo se calhar fica diferente. Parabéns pela nova 🏠

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. televisão, e o suposto tapete para colocar debaixo da mesa.. completamente fora de uso, além de que fica mal.
      os tapetes então é coisa medonha, odeio tapetes, e neste caso, uma vez que o chão até é bonito coisa rara nas casas novas, é de aproveitar o não o "tapar".

      Eliminar
    2. E pensava eu de que... o que está em uso, é o que respectivamente cada um gosta. Ora pois, que têm todo o direito de não gostar, é por isso que cada um, em sua casa faz o que quer.

      Eliminar
  3. Tapete em mesa de comer? Pode ser muito giro nas fotos mas vais te ver grega para limpar caso haja sujidade ! Mesmo se tiveres empregada acho mesmo desnecessário ter tapetes debaixo de mesa de comer.

    ResponderEliminar
  4. Pipoca, também o meu marido e eu estes últimos meses temos andado na roda viva de mobilar uma casa. A nossa casa anterior era arrendada e muitas das mobílias eram da senhoria, pelo que, quando de lá saímos, tivemos de comprar quase tudo. A Interdesign foi uma das nossas primeiras visitas, até porque tinha loja na Expo, que era onde morávamos. Porém, as peças têm tanto de lindas de morrer como de caras e desistimos facilmente da ideia. Virámos-nos para a Antarte, que, apesar de também ser muito cara, tem boas promoções e conseguimos aproveitar. Aquilo que me apercebi nesta busca da mobília perfeita é que parece que não há um meio termo. Ou se vai à Ikea ou à Conforama, ou então as outras lojas de móveis já têm preços muito mais elevados. Nós preferimos, ainda assim, escolher outras lojas, porque as peças da Ikea são muito vistas, as casas são todas iguais umas às outras e a qualidade, por vezes, deixa muito a desejar. Mas devo dizer que mobilar uma casa em lojas que não são as "mais baratas" é cá um despesão! Quanto aos tecidos, compreendo-a muito bem, adoro tecidos, acho que forrar cadeirões, almofadas, poufs, cabeceiras de cama, dá imensa vida a uma casa. No fundo, acho que errei na profissão, adoro decoração, é mesmo uma coisa que me entusiasma!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Também ando à procura de uns móveis específicos e tenho a mesma sensação, ou é ikea/conforama ou então é tudo caríssimo. Ultimamente também já vi que imensas bloggers foram convidadas a escolher peças na la redoute que até tem umas coisas giras mas também não gosto dos preços. Sugestões de lojas com design giro, que fuja um pouco ao estilo ikea, mas também que não seja estilo séc XIX, a preços decentes, ou intermédios?

      Eliminar
    2. Ikea é tão horrível, para não falar na falta de qualidade blherc

      Eliminar
    3. A la redoute tem preços elevados e a qualidade acaba por ser muito semelhante à do Ikea.. Tem apenas a vantagem de ter algumas coisas diferentes do que se vê em todo lado.

      Eliminar
    4. Cara anónima das 18:50, sou a comentadora inicial. Posso dizer-lhe qual tem sido a minha experiência no roteiro de mobiliário em Lisboa ☺: Antarte, Area, uma loja da Almirante Reis (loja Cem,creio que é esse o nome), TGV interiores e Loja do Querido (mesmo a loja do Querido mudei a casa, no Chiado). Claro que gastámos algum dinheiro, mas posso-lhe afiançar que não foi nada de obsceno. No fundo tentámos também aproveitar algumas promoções. Para a decoração, sou muito fã da Zara Home. UmA loja que também tem algumas peças engraçadas e que até nem diria para esse efeito, é o Leroy Merlin. Comprei lá a cabeceira de cama, que foi confeccionada por um fornecedor de Paços de Ferreira e não foi nada cara. Acho que o importante é escolhermos aquilo que mais gostamos e com alguma qualidade, sob pena de as peças não durarem, acabando o barato por sair caro. Beijinhos

      Eliminar
    5. A Área não me parece nada mal.A Viva também vai tendo peças engraçadas e algumas muito em conta, assim como a Loja do Gato Preto. Se lhe for fácil lá chegar, tem as Galerias Barata, em Massamá, vale a pena a visita. E depois há o OLX, que é um mundo e fazemos uma perninha na economia circular ;)

      Eliminar
    6. Aconselho as lojas jomel. Mas acho que para ja só existe na zona norte/centro. Tem de tudo um pouco tanto o.mais caro como o mais econômico. Foi la onde comprei a minha mesa para a sala extensível e com um excelente preço

      Eliminar
    7. Obrigada pelas respostas! A área por acaso costumo passar para ver o que tem, e também adoro o estilo da arboretto, mas andava em loop entre estas duas lojas, não encontrava mais nada, mas vou espreitar o que sugeriram.

      Eliminar
    8. A loja do gato preto!!! 😍😍

      Eliminar
    9. Preços decentes ou intermédios é só saírem de Lisboa. A triste realidade é esta, se procurarem na periferia encontram melhores preços e melhor qualidade.
      A zona Oeste (T. Vedras, Lourinhã, Alenquer) tem imensas lojas de decoração e mobiliário com produção nacional que não pratica preços proibitivos. Leiria idem.
      Quem procura sempre acha, é só saírem das lojas de consumo habitual ;)

      Eliminar
    10. Para móveis em condições e para várias carteiras: laskasas.

      Eliminar
    11. Tambem concordo que na zona de Leiria tem lojas decoracao muito interessantes.

      Eliminar
    12. Estou a mobilar a minha primeira casa e tem sido uma experiência absolutamente mirabolante. Gosto de linhas direitas sem demasiados "frisos" chatos de limpar, e que possa mudar facilmente o espaço alterando uma cor de um cortinado ou de uma almofada. Como moro fora de Lisboa, tenho de procurar obviamente com mais afinco. Bom, sofá, mandei fazer, cabem 4 pessoas com chaise longue, escolhi tecido, cores posição da chaise longue, com ou sem puffs laterais e... 450€. No ikea não me safava com menos de 600. Remodelei uma cozinha inteira, desenhei mandei fazer no mesmo Sr., linhas modernas, termolaminado, aplicações, com pedra, 3600€. Menos de 5000 para o espaço útil que tenho não me safava. Realmente sair de Lisboa obriga-nos a procurar um bocadinho mais mas acabamos por perceber que sai muito mais barato. Já agora a Lourini tem linhas bastante acessíveis e entrega em casa, também é uma boa opção dados os preços e com linhas que até se assemelham com o ikea mas que tem um pouco mais de qualidade!

      Eliminar
    13. É verdade que fora de Lisboa há muito mais coisas e para outros preços, mas quando pensava em meter-me no carro e ir até Leiria ou Coimbra, pensava também no custo que iria ter com isso. Porque certamente uma viagem não seria suficiente, entre gasolina, portagem, almoçar fora eventualmente, isto vezes várias vezes, se calhar mais valia gastar os €500 ou €600 a mais numa peça que já compensava. Mas claro, se souber que numa loja específica há mesmo o que quero, então não me importo de fazer uns km.

      Eliminar
    14. Paços de Ferreira minhas senhoras... Paços de Ferreira!

      Eliminar
  5. Humm tudo branquinho.... muhahahah !

    ResponderEliminar
  6. Comprei casa e, enquanto espero que as obras terminem, tenho feito o meu enxoval de mobiliário e cenas várias que são necessárias - tudo! Comprei muita coisa no El Corte e não achei caro. Tinha também a ideia que era IKEA ou era tudo caro mas ainda se encontram coisas fora e dentro da época de saldos bastante acessíveis e às vezes até mais baratas do que no IKEA. Trouxe peças da area em promoção muito simpáticas, do El Corte, da ZARA Home, da loja Casa... O sofá será feito à medida numa loja de decoração mas de resto consegue-se tudo a preços +/-
    Claro que quem tem tempo para ir comprando vai trazendo em promoções, saldos, muito comprei eu no Black Friday em termos de tapeçarias e tal... Acho que o truque é ir vendo muita coisa para termos noção de alternativas mais acessíveis para as ideias que temos na cabeça.

    ResponderEliminar
  7. Pipoca, gosto muito da mesa e das cadeiras - acho que fica bem giro em contraste com o chão de madeira! Também andei recentemente em mudanças com a casa e usei uma empresa perto de Torres Vedras para estofos e cortinados e ADOREI - recomendo vivamente a "Decorastofo Interiores" - vejam sff e vão ver que nao se arrependem. Mais em conta que as lojas que vi em Lisboa, os donos Rita e André dão todas as dicas que forem precisas e a qualidade dos estofos e confecção dos cortinados foi TOP (FYI eu não tenho qualquer interesse pessoal na empresa). Bjs

    ResponderEliminar
  8. Já gostas de cortinados ou fizeste uma parceria com a feira dos tecidos?

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Adoro quando vão repescar opiniões de mil quinhentos e carqueja como se as pessoas não pudessem mudar de opinião, gostos ou até por necessidade. Há sempre mas sempre alguém que neste blogue se lembra de qualquer coisa que foi dito há tanto tempo, e parece aguardar anos para ver se a opinião muda para se sair com um "aahhh agora já gostas, antes não gostavas", Cristo que pachorra.

      Eliminar
    2. Deveria era fazer uma parceria com o wc pato para limpar os "estragos" dos recalcados que andam por aí..

      Eliminar
    3. Porquê é que não se inscreve no Carro do Amor? Está a precisar de amor na sua vida! XOXO

      Eliminar
    4. Subscrevo na íntegra o comentário do anónimo das 21:27.

      Eliminar
  9. Por experiência própria, tapete por baixo de mesa de refeições é para esquecer ou então pagar mais umas horas à empregada de limpeza.
    Não tenho crianças mas com as visitas cá em casa serviu para aprender. É que com adultos também acontecem descuidos: cai um pedaço de comida ou entorna um copo de vinho que se espalha pela mesa e escorre para o chão.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. É uma questão de sorte ou azar. Eu tenho e até ver nunca aconteceu nada e tenho uma criança de 2 anos. Ajuda pedir às visitas para se descalçarem à entrada lol quer gostem quer não gostem

      Eliminar
    2. Verdade... tenho tapete porque o meu marido prefere lavá-lo do que estragar o soalho, mas admito que é autenticamente o degredo absoluto. Às vezes tem de ser lavado semanalmente. Eu acho que preferia arriscar picar o soalho com as mil coisas que as crianças estão sempre a deixar cair do que este inferno constante de lavar e secar.

      Eliminar
    3. nem é só pela limpeza, é porque fica mesmo horrível.

      Eliminar
    4. As cadeiras a arrastarem pelo soalho constantemente... Acho necessario o tapetinho, pode-se aspirar e claro ate lavar.

      Eliminar
    5. As cadeiras e mesa não estragam o soalho se tiverem na base uns feltros próprios para esse fim.

      Eliminar
    6. Já ninguém mete SOALHO...

      Eliminar
    7. Ja ninguem mete soalho?

      Eliminar
  10. Embora ache que a Interdesign, apesar de ter coisas lindas e intemporais, precisa de inovar um bocadinho (a minha mesa e cadeiras têm 6 anos e são rigorosamente iguais, só muda a cor dos pés que são inox) acho-os inexcedíveis na assistência. Estraguei o tampo da minha mesa na mudança de casa. Por falta de cuidado o tampo lacado da mesa ficou completamente danificado. Contactei a Interdesign para pedir orçamento de arranjo e fui agradavelmente surpreendida. Foram-me buscar a mesa a casa, fizeram a reparação gratuitamente e foram-ma montar. Tenho uma mesa nova a custo zero! São móveis que se pagam bem, mas esta assistência não tem preço!

    ResponderEliminar
  11. Eu vou ter que trocar a minha mesa em breve e vou optar por uma com esse tipo de pernas. A minha é a tradicional, mas quando aberta, o raio das pernas chateiam na disposição dos lugares.
    Quanto às cadeiras, as minhas são em tecido, tipo cadeirões pequenos, mas escolhi um tecido beije às risquinhas com vários tipos de beije e castanho. Claro que escolhi quando ainda não tinha crianças em casa. Mas com o feitio das riscas o sujo fica disfarçado, mas é uma dor de alma quando cai alguma coisa...

    ResponderEliminar
  12. Antes de mais parabéns pela escolha. Já tinha visto no natal. Fiquei e continuo com inveja branca porque adorava renovar algumas mobílias e objetos decorativos aqui em casa, mas pronto, não se pode ter tudo.
    Quanto ao tapete: sou muito fã de tapetes por baixo da mesa de jantar, que por um lado dão um jeitão porque parece que o pó adora instalar-se nesse local e com o tapete não é preciso aspirar todos os dias ( não se nota). Contudo, pensa lá quantas vezes não tiveste de limpar o chão por baixo da mesa e cadeiras depois de teres visitas para comer? Cai sempre comida, é uma calamidade!!! Não sei como é que as pessoas comem. Agora imagina um copinho que se vira e, ups, tapete! É só por isso que eu não tenho. Mas agora tens um senão: esses pezinhos lindos das cadeiras vão riscar o chão todo. Até dói, só de pensar.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Isso resolve-se facilmente com aqueles feltros protectores.

      Eliminar
  13. Gosto muito!

    Eu não tenho carpete por ser mais fácil de limpar, mas admito que gosto de ver e que traz muito mais conforto.

    ResponderEliminar
  14. Adoro a mesa e as cadeiras!
    Lindíssimas!
    Também ando numa fase de escolher móveis e eu e o meu homem mandámos fazer um sofá de tecido. Recomendaram-nos que fizéssemos uma impermeabilização do sofá.
    Há uma empresa no no norte que faz impermeabilização de estofos por todo país. Não sei o nome da empresa, mas se pesquisares no google encontras.
    Acho que o tratamento fica perto de 100€, mas compensa pq qd cai alguma coisa não mancha e tens 5/10minutos para limpar . O produto evita que o tecido absorva a gordura ou humidade.
    Para quem tem crianças, acho muito útil.
    Nós ainda não temos, mas vamos fazer pq eu sou uma desastrada

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Impermeabilizar: sim e sim e muito sim! Fizemos ao nosso sofá de tecido bege e tapete bege e cor de laranja, porque tínhamos uma bebé. Acabámos por ser nós a fazer os piores desastres, nomeadamente um copo de vinho tinto inteiro entornado pelo tapete! Foi só passar um pano e saiu tudo. E já houve sopa, café, vomito, chocolate, enfim, um sem número de desastres que se limpam em dois segundos. Pagamos 100€ pelo sofá e tapete! Aconselho muito.

      Eliminar
    2. Sim completamente!! Ainda aqui há dias o sofá da minha sala "apareceu" sujo com um pouco de chocolate, e foi só passar com um pano húmido e voilá, perfeito! Parecia que estava limpar a bancada da cozinha!

      Eliminar
  15. Pipoca, adoro as cadeiras e a mesa e não colocaria nenhum tapete, está lindo assim! A bem da verdade, tenho a certeza que a Interdesign, que tem um conceito e peças maravilhosos (aaaaadoro) já deu opinião quanto ao tapete e essa decisão está mais do que tomada...

    ResponderEliminar
  16. Tudo muito giro. O candeeiro é que é, valhamedeus, tão desenxabido, mas tão desenxabido, que este ano não há andorinhas.

    ResponderEliminar
  17. Pipoca qual é o tamanho da mesa aberta e fechada? Obrigada

    ResponderEliminar
  18. Acho todas as peças bonitas, mas vai ser uma tarefa difícil manter esses estofos limpos... Eu colocaria um tapete (branco não!), além de maior conforto, principalmente para quem anda descalço ou de meias em casa, protege o chão dos riscos que as cadeiras fazem ao arrastar (vai acontecer). Tem é de ser um tapete leve (nada de pêlos farfalhudos que guardam a lasanha de há 3 meses atrás) e fácil de limpar. Uma nota: ajuda imenso a manter a casa limpa, o "obrigar" toda a gente (visitas também) a descalçar os sapatos à entrada. Vivi uns tempo na Dinamarca e lá toda a gente faz isso. É daquelas coisas que primeiro estranha-se e depois entranha-se. E é uma óptima desculpa para comprar peúgas novas ;)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Eu faço isso cá em casa, ninguém anda de sapatos da rua. Nem quero imaginar o nojo, principalmente com tapetes e afins... Quando há visitas com quem não se tenha tanta confiança, pomos um paninho húmido à entrada e pedimos às pessoas que passem lá os sapatos antes de entrar. Simples :)

      Eliminar
    2. Experimentem ter dois caes e um gato em casa e passa essas mariquices todas :)
      Ah e cass com jardim, com todos a entrar e a sair. Haja saúde, que a casa é para ser vivida e não para ser tipo capa de revista.

      Eliminar
    3. Quem tem mariquices destas como chama, não está interessado em ter animais em casa.

      Eliminar
    4. Eu também peço às visitas para se descalçarem. Tenho chinelos novos do Ikea para usarem e as visitas habituais têm os seus identificados. Quem quer fica de meias. Claro que não obrigo mas incentivo. Não acho mariquice acho uma medida de higiene como qualquer outra. Tenho animais e não percebi o que uma coisa tem a ver com a outra.

      Eliminar
    5. Acho piada a esta importação de modas nórdicas, que por lá fazem sentido, mas cá, nem por isso: 1) normalmente, há mais chuva e neve nesses países, logo mais lama, logo sapatinho sujo não entra; 2) o chão das casas portuguesas é muitas vezes de azulejo, ou seja, frio e desconfortável para se andar de meias no Inverno; 3) de um modo geral, os nórdicos não são muito dados a limpezas, por isso a manutenção da casa passa mais por evitar a sujidade do que limpá-la. Preferem aproveitar o tempo de outro modo, e fazem muito bem. Culturas diferentes, pacífico, e há práticas que sim senhora, são perfeitamente adequadas a outros lugares, mas esta dos sapatos, não; é só indelicada.

      Eliminar
    6. Tenho uma gata e também ninguém anda com sapatos em casa. Sei lá onde eles pisam. E a minha gata também não anda na rua e mesmo assim "limpo-a" de vez em quando (dou-lhe uma banhoca, que ela detesta, mas não se pode ter tudo. Em contrapartida tem solzinho quentinho todo o dia, cama , mesa e roupa lavada. E não venhm cá com "ai e tal , os gatos não devem tomar banho", porque sim. Devem e podem. São animais como os outros. E dá gosto pô-la cheirosinha. Até ela se sente "vaidosa" depois de seca e depois das cenas dignas de drama cinematográfico, que faz. Isto considerando que lhe cai um pingo de água na cabeça e fica histérica. Manias de sua excelência....Tudo é uma questão de higiene.

      Eliminar
    7. A mim também me faz confusão as pessoas descalçarem-se pra entrarem em casa de outras.
      Estamos a falar de pessoas que vão estar na sala/cozinha/casa de banho. Não vão propriamente dormir lá, ir para os quartos...
      Eu moro numa vivenda com quintal e jardim, se andasse sempre a trocar de calçado para entrar em casa não fazia outra coisa durante o dia. Só me descalço quando sei que não saio mais.
      Ter calçado à porta? Pois... os meus caezinhos iam adorar a ideia :)

      Eliminar
    8. Disparate! Eu tenho um cão e não ando calçada e tenho chinelos para as visitas. Limpo-lhe ou lavo-lhe as patas e o rabo de cada vez que vai à rua. Simples!

      Eliminar
    9. O facto de ter um cão em nada me atrapalha de pedir às pessoas que se descalcem antes de entrar, também lhe limpo as patas quando vem da rua. Quando vou a casa de familiares e amigos muitas das vezes faço-o sem me pedirem, por já ser hábito, quando dizem que não é preciso deixo estar. Em cada casa há normas diferentes, porque todos temos as nossas manias! Quando vou a outras casas respeito às normas de quem lá vive, quando vêm a minha gosto que o façam também. Simples.

      Eliminar
    10. Vivo no campo, temos um quintal grande, temos animais, árvores, tudo o que possam imaginar. E não me consigo imaginar a descalçar-me sempre que entro em casa e, muito menos, a pedir às visitas para o fazerem. O chão da minha casa é tijoleira e, como já disseram em cima, não é nada agradável andar descalço em cima dele. Os meus gatos entram e saem de casa e não posso andar sempre a lavar-lhes as patas, nem quero impedi-los de irem à rua, ficando o dia todo fechados em casa, havendo a possibilidade de terem um espaço mais amplo e agradável para eles.
      Concordo com quem diz que a casa é para ser vivida, não é um museu. Não tem de estar sempre tudo impecável e imaculado, como se não vivesse lá ninguém.
      Limpo a casa todas as semanas, aspiro mais de uma vez por semana e tenho os cuidados necessários para que esteja sempre tudo minimamente arrumado e limpo. Mas não deixo para viver com medo de sujar qualquer coisa a qualquer instante.

      Eliminar
  19. E expliquem-me lá porque é que tanta gente acha que o Ikea tem preços bons? A minha mesa de sala é muito parecida com a Bjursta, com a diferença que é de muito melhor qualidade, abre-se com uma facilidade incrível e aberta chega aos 2,80m. Na altura em que a comprei custou 399 €, numa loja tradicional, enquanto a Bjursta custava 179. Quanto aos móveis de sala, andei a ver umas vitrines Besta. Pois, entrei numa loja tradicional e consigo a mesma coisa, mais barata, na cor que eu quero e ainda me trazem tudo montado a casa... O Ikea tem boas oportunidades mas às vezes é mesmo um engano...

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. ikea é um fenómeno que não se entende, é tudo feio, péssima qualidade e não é assim tão barato

      Eliminar
    2. Eu sou das que acha ikea barato, porque a mesa que eu quero mesmo custa mais de 1500€ (noutra loja), se custasse 399€ eu estava feliz.

      Eliminar
    3. Se calhar a anónima das 15:01 precisa é de ver outras lojas. As lojas tradicionais a que me refiro não têm nomes pomposos nem estão na moda. nas lojas tradicionais mesmo tradicionais costuma haver imensos catálogos de vários fornecedores e como trabalham diretamente com as fábricas costuma haver muita abertura para mudarem alguns pormenores. Por exemplo, a tal vitrine que me agradou custava 230 € (comparado com os 300 da besta), vinha montada, em madeira maciça e também podia escolher a cor e como queria as portas.

      Eliminar
  20. A interdesign é assim para cima de espetacular mas não e para todas as carteiras. Sugiro a quem precise que visite Paços de Ferreira e é ficar de boca aberta com o que somos roubados em algumas lojas.

    ResponderEliminar
  21. Posso ser muito franca? Tirava a tv e o candeeiro de teto e punha sim um tapete bem felpudo azulão e olha... que tenham cuidado ao comer! Bjinhos

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Isto não uma sala de jantar isolada, é uma sala que faz ligação com a cozinha, é aqui que fazemos todas as refeições, por isso queremos ter televisão ali. Na casa antiga era só sala de jantar e não havia televisão. Aqui achamos que faz sentido, gostamos de estar a cozinhar e ter a televisão ligada, e a jantar a ver a bola, etc e tal. Por isso, não, a televisão não vai sair. Nem o candeeiro. Se está ali é porque o comprámos e gostamos dele. Só não está ainda na posição certa, mas estará em breve.

      Eliminar
  22. Sou so eu que acho as casas brancas sem alma :)

    ResponderEliminar
  23. Pedir às visitas para se descalçarem é que não. Acho falta de respeito. Uma coisa é as pessoas da casa, andam como quiserem, agora pedir às visitas?
    Já pensaram que nem toda a gente se sente bem em tirar os sapatos em frente a outras pessoas? Há quem tenha problemas com o cheiro, por exemplo (e não, não é so uma questão de higiene, há problemas que provocam isso), podem não estar com as meias adequadas (quem nunca saiu de casa à pressa com o dedo a sair da meia?) e depois a questão do conforto e elegância. A pessoa veste-se e calça-se para ir a um jantar a casa d uma amiga e chega lá tira os sapatos? Oh pá, eu não concordo!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. "primeiro estranha-se e depois entranha-se" ;) E sabe tãaao beeem estar de meias à vontade. Claro que se a visita for o presidente ou a tia-avó de 90 anos que não gosta cá destas modernices, ou o jantar for super elegante, com certeza que se abre uma excepção ;). Mas no dia-a-dia, e com a família e amigos, faz-me mesmo muito sentido. Quando estava lá pelos nórdicos, e uns colegas que tinha conhecido há um par de dias fizeram um jantar/festa em casa deles, e eu chego e há uma série de sapatos à porta e está toda a gente bem vestida mas de peúgas... ahahaha. É entrar na onda e fazer o mesmo, porque se não o "ET" seria eu ;) Simples, descomplexado e confortável.

      Eliminar
    2. Eu cá sou do team descalçar à entrada. A sola dos sapatos é a pior porcaria que existe...já pensou em tudo o que pisa ao longo do dia? E essa porcaria vai para dentro da minha casa? Nem pensar. Para quem não gostar de se descalçar dentro botinhas hospitalares (sim, daquelas dos cirurgioes).

      Eliminar
    3. falta de respeito é virem com as patas cheias de porcaria para dentro de casa...nojo

      Eliminar
    4. Ja vou no segundo pais onde isso e normal. Quando voltar para Portugal, vou me lembrar de avisar as pessoas quando as convidar (estou a falar de amigos e familia, nao um jantar formal).

      Eliminar
    5. Não é falta de respeito é normal Vivo no Uk e mesmo quando os miúdos amigos vêm cá a casa é tudo a tirar os sapatos. Os adultos não se importam e, claro há bom senso: se alguém não quiser tirar, não tira mas pela minha experiência toda a gente tira automaticamente, até os trabalhadores que vêm fazer um trabalho pequeno. Agora mete-me impressão voltar a PT e ver tda a gente calçada dentro das casas 😉

      Eliminar
    6. Com amigos, até acho OK. Eu sou cientista social e costumo ir a casa das pessoas entrevistá-las, já me pediram que me descalçasse uma vez. Achei super desconfortável, além de que tinha um buraco numa das meias.

      Eliminar
    7. É uma questão de cultura e hábito.

      Eliminar
    8. Acontece-me imensas vezes certas pessoas descalçarem-se em minha casa (porque moram num país onde é normal as pessoas descalçarem-se). É pá, eu odeio. Acho nojento. Já sei, blá blá, porcaria da rua, mas com essa lidamos todos os dias e a minha casa deve chegar pouca porque moro num 3º andar sem elevador. Agora o chulé e suor dos outros... blheck, que nojo

      Eliminar
    9. Na minha casa as visitas descalçam-se à entrada. Todos sabem. A menos que seja alguém com quem não temos muita confiança e exija alguma formalidade. Também temos um puff com tampa onde guardamos pelo menos uma dezena de chinelos de vários tamanhos. Até meias antiderrapantes para crianças. Calma! É tudo lavado com bastante frequência. Eu não era assim mas o facto do meu filho ser asmático e com grande incidência na intolerância aos ácaros domésticos fez-me tornar mais obcecada com a higiene da casa.
      Acho que TODA a gente deveria adotar este hábito. Eu descalço-me quando vou a casa de amigos e familiares, a menos que andem todos calçados. Aí recuso-me porque não quero sujar as minhas meias😏

      Eliminar
    10. Num país onde é "regra" geral as pessoas já estão habituadas e se calhar não se sentem mal.
      Fora isso, acho sim, desconfortável e pouco respeitoso pelas pessoas.
      "Ah e tal eu digo e todos o fazem, apesar de quem não o quiser fazer não o faz!" Ora, claro! Também já me descalcei porque me pediram. Se gostei? Nem um pouco.
      Além de que, no geral, em Portugal as casas e particularmente o chão não é tão quente como devia.

      Eliminar
    11. Ainda bem que cada vez há mais pessoas a achar isto normal e uma medida de higiene. Finalmente!

      Eliminar
    12. Calçar meias e chinelos usados por outras pessoas - mesmo que lavados com alguma frequência - é muito menos higiénico do que andar por casa com calçado da rua...

      Eliminar
    13. Enoja-me mais as meias suadas e/ou com chulé dos outros tocarem o chão onde ando do que sapatos que andaram na rua.

      Eliminar
    14. Entao convidam-me p ir jantar a casa de alguem, visto um vestidinho bonito, collants de vidro, salto alto e chego la e dao-me uns chinelos?!! A serio? Isso p voces é normal?

      Eu em minha casa ando sempre de chinelos, chego do trabalho e tiro logo os sapatos. E sim, tenho vivenda c jardim e quintal e sapatos é la fora. Mas caramba, quando recebo visitas nao peço a ninguem p se descalçar e sendo um jantar, uma festa de anos eu propria de calço. Falta de respeito p mim é receber os outros de chinelos e obriga-los a usar chinelos. Eu n ia calçar uns chinelos q sei la quem usou antes

      Eliminar
  24. Temos umas cadeiras iguais,mas com os pés em inox, com o estofo em ecopele branco, com cerca de 8 anos, que comprei na Interdesign no Porto. Conjuguei com duas cadeiras clássicas "Chipandale" nos topos e fica super bem. Todas as pessoas gabam o seu conforto, e nos jantares ficam horas sentadas à mesa! Sempre que cai alguma coisa, passo um pano húmido e sabão e ficam impecáveis.Foi uma boa escolha!

    ResponderEliminar
  25. Adoro tudo!!! Pipoca pode dizer onde comprou o candeeiro please? :-)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Não sei onde a Pipoca comprou o candeeiro, mas posso-lhe afiançar que agora há imensos candeeiros deste género em todas as lojas da especialidade. É só mesmo uma questão de procurar, porque há mesmo muita coisa deste género.

      Eliminar
  26. Anónimo das 15:15 que empresa é essa? Preciso desesperadamente de uma de confiança? É o caso?

    ResponderEliminar
  27. O celeiro do móvel na Batalha (Leiria) é um bom espaço para visitar e fazer negocio .

    ResponderEliminar
  28. Pipoca, como esteve a mobilar a sua casa, não sei se foi até lá, à Intercasa na FIL. o meu marido e eu fomos e devo dizer que fiquei super decepcionada. Já não ia lá há alguns anos, mas agora a Intercasa resume-se a um mero pavilhão e, mesmo assim, nem está todo cheio de stands. Depois achei os restantes stands com preços muito muito elevados e descontos absurdos de feira, a rondar apenas os 10% ou 15% de desconto (com exceção da Antarte, que estava tudo com 50% de desconto). Foi uma desilusão, mas certamente será o espelho do mercado de fabrico de móveis em Portugal, por isso é que é tão difícil encontrar o tal "meio termo" no mundo das mobílias.

    ResponderEliminar
  29. Costumo gostar imenso de tudo o que a Pipoca escolhe para vestir, por exemplo. Mas o mesmo não se aplica à decoração da casa.... Acho o branco uma ideia linda mas esses pés de metal da mesa e das cadeiras são tão feios porque destoam tanto.... E aquele tecido meio com desenhos em cruz faz-me lembrar as cadeiras que a minha avó tinha. Feias, feias de todo. Tenho a certeza que a Pipoca pouco quer saber da minha opinião, mas cá está ela :)

    ResponderEliminar
  30. Dúvidas, dúvidas. O que sugerem?
    Sabe o q eu acho curioso no seu blog? Ou melhor nos seus posts?
    E já há tempos que observo isso, desde há alguns anos que vc vivia a publicar posts a dizer que fazia teste drive no carro «xpto» e a pedir sugestão de que carro comprava, pois coitadinho do pipoca movel já estava a partir desta para melhor.....até a um postado há bem pouco tempo sobre pedir sugestões sobre onde morar em Lisboa. ...Onde até deram sugestões que de vcs mudassem para Odivelas..Enfim...
    Vc pede sugestões, faz um estardalhaço sobre mudar de casa, e depois contar que é bom para onde mudou ...tá caladinha.
    Seria bom vc partilhar a freguesia que mudou, já que suas seguidoras fiéis na altura se prestaram a palpitar aqui com veemencia ;) Partilhe, dê sua opinião tb se onde foi viver é fixe.... Era bom para quem pretende sugestões de novas freguesias e boas localidades em Lisboa para se viver ;)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Claro, eu nem sei porquê que a Pipoca não divulga mesmo a morada, isso é que era

      #ironia #gentedoida #hajapaciencia

      Eliminar
    2. Alerta maluco aqui!!!

      Eliminar
    3. Anónimo 11 fevereiro, 2019 10:29
      A cocó na fralda diz que mora na expo sem problemas, a não ser que não seja verdade, qual o mal em falar em que freguesia ou zona prostituinte mora? :)

      Eliminar
  31. O Pipoca fiz me uma coisa, quando a mesa está aberta como fazem com as cadeiras? Aí só tem 6. Eu tenho este dilema, nao sei se compro mais cadeiras ou compro banquinhos.

    ResponderEliminar
  32. Tapetes e tapetinhos numa casa com o chão em madeira só servem para dar trabalho. Acabei com os tapetes cá em casa e acho muito mais higiénico, aquilo por mais que se aspirasse e lavasse era sempre um ninho de pó e porcarias. A seguir vão as toalhas de mesa, tendo mesas bonitas com tampos em madeira não é preciso toalhas para nada, basta uns individuais.

    ResponderEliminar
  33. Ana,
    Adorei a mesa e as cadeiras, também tenho imensa coisa da Interdesign em casa e adoro!

    Em relação às cadeiras de ecopele, big mistake!! Digo isto porque também cometi o mesmo erro, passado uns tempos e com uso, a ecopele (por não ser pele verdadeira) começa a ficar toda desfarelada...

    Resultado as cadeiras que adorava foram fora e tive que trocar por umas de veludo e as cadeiras de topo que adorava tive que mandar forrar por pele verdadeira por já não encontrar iguais no mercado. Percebo essa opção por ser mesa de refeições diárias e por ter as crianças, mas daqui a uns tempos vai ver do que falo ;) Até lá use e abuse das cadeiras novas!

    Beijinhos

    ResponderEliminar
  34. Quais as dimensões da mesa?? Muito bonita! Obrigada

    ResponderEliminar

Teorias absolutamente espectaculares

AddThis