Pub SAPO pushdown

Dez séries da Netflix que deviam estar a ver

quarta-feira, novembro 29, 2017
Se é verdade que o "video killed the radio star", deviam lançar um qualquer estudo que provasse que as séries estão a matar os livros. Pelo menos no meu caso, que todos os dias me vejo metida no dilema "leio ou vejo uma série?". Regra geral, as séries têm levado a melhor, mas estou a tentar chegar a uma situação de compromisso: ler sempre um bocadinho, nem que seja só um capítulo, e depois ver 358 episódios da série que estiver a seguir no momento. A Netflix veio lixar-me a vida, mas quero acreditar que é de uma boa maneira. Porque as séries cumprem maaaaaais ou menos o papel dos livros, só muda a plataforma. Eu não sei o que é que vocês andam a ver e também não quero desviar-vos dos vossos bons propósitos de leitura, mas aqui ficam dez séries obrigatórias. E se tiverem outras para a troca, partilhem:

HOUSE OF CARDS

Para quem gosta de drama político, esta é "a" série, daquelas que uma pessoa não consegue desgrudar. Para os sortudos que ainda não viram, na Netflix têm quatro temporadas inteirinhas para se perderem de amores. Para mim, o Frank Underwood é o papel da vida do Kevin Spacey (se bem que depois de descobrir que também ele anda metido nessas escandaleiras sexuais me passou metade da admiração), simplesmente genial. E a Robin Wright também está fantástica. E linda de morrer. E com o guarda-roupa mais invejável das séries televisivas.


MULHERES ASSASSINAS


É uma série documental em que em cada episódio o jornalista Piers Morgan entrevista uma mulher acusada de ter cometido um crime absolutamente hediondo. Praticamente todas apanharam prisão perpétua ou muitos e muitos anos de cadeia. Daquelas mulheres que uma pessoa olha (algumas delas mesmo muito jovens) e pensa "naaaaaaaa, é impossível que esta tipa se tenha passado da cabeça e tenha limpado o sebo ao marido/namorado/amigo. Tem um ar tão querido". Pois, as aparências iludam mesmo e uma pessoa dá por si a pensar que, se calhar, todos nós estamos sujeitos a certos momentos na vida em que podemos perder MUITO a cabeça. É assustador. A primeira temporada tinha apenas dois episódios, a segunda (acaba de sair) tem cinco. Se têm uma ligeira curiosidade mórbida (como eu), vão adorar. 

GYPSY

Gostei tanto, tanto, tanto desta série que ainda não recuperei do desgosto de saber que não vai ter uma segunda temporada. Um grande buuuuuuu para a Netflix. Basicamente, conta a história de uma psicóloga (Naomi Watts) que, não contente com a sua vidinha, acaba por se intrometer na vida dos seus pacientes, tendo interferência directa nas suas histórias. Apesar de não ser propriamente o tipo de psicóloga que gostaríamos de apanhar pela frente, acabamos por nos rever em muitos dos seus comportamentos, na necessidade de viver outras coisas, naquele tediozinho em que todos nós, de uma maneira ou de outra, acabamos quase sempre por cair.

DOCTOR FOSTER
São só cinco episódios e ainda bem, porque o nosso coração não aguentava tanto drama de cortar à faca. É que aquilo é tensão do princípio ao fim. A Doctor Foster é uma mulher bem sucedida, médica, que vive um casamento feliz. Pelo menos aparentemente. Um dia começa a desconfiar que o marido a engana e a partir daí temos o caldo entornado. Vão ser cinco episódios em que a fofinha da Doctor Foster vai tentar perceber se aquilo é mesmo verdade ou se está só louca. Mas faz aquilo tão bem que uma pessoa só pensa "se um dia for traída, só quero conseguir gerir a coisa com a mestria e a inteligência dela". Vejam, vejam e vejam, é óptima!

AMIGOS DE FACULDADE

É um registo mais levezinho, mas não deixa de tocar numa data de pontos que nos fazem soar alguns alarmes. Vinte anos depois da faculdade acabar, um grupo de amigos percebe que há coisas mal resolvidas e que a vida, afinal, não é necessariamente mais fácil por sermos mais crescidos. True story.

BLACK MIRROR
Cada uma das três temporadas tem episódios independentes entre si, ou seja, podem começar por onde quiserem. E até aconselho que não comecem pelo primeiro episódio da primeira temporada, porque é tão forte que é capaz de vos desmotivar. A série passa-se no futuro, mas num futuro não tão longínquo quanto isso, e mostra de que forma as inovações tecnológicas vão afectar (ainda mais) as nossas vidas. É um bocadinho perturbador perceber que estas coisas podem mesmo, mesmo vir a acontecer.

BREAKING BAD

Despachei as cinco temporadas num mês e pouco, já vai para três anos, mas tenho para mim que ainda a vou rever. Levei algum tempo a pegar-lhe, mesmo que toda a gente me dissesse que era imperdível. Há séries que, pela temática, acho logo que são mais masculinas (prendam-me, Capazes!) ou que não são bem o meu género, e foi por isso que ia perdendo o Breaking Bad. Felizmente o homem lá de casa insistiu muito e eu acabei por ceder. Foi o melhor que fiz, porque é das melhores coisinhas que algumas vez passará pelo Netflix. A série é sobre um típico homem de família que, pelas voltas que a vida dá, se viu obrigada a dedicar-se à produção e tráfico de metanfetaminas. E mais não digo. Mas se não virem são cocós.

MAKING A MURDERER

Já tinha falado sobre esta série aqui, mas eu quero tanto, tanto, tanto que a vejam que deixo novo apelo. Não descanso enquanto houver uma alma que ainda não tenha visto. É um documentário de dez episódios que conta a história de Steven Avery, um homem acusado de ter assassinado uma mulher. Ao fim de 18 anos preso descobrem que, afinal, o culpado era outro e lá o libertam, mas depressa arranjam outro crime para o acusar. Na altura esta série deu cabo de mim, estava absolutamente revoltada: "Nunca uma série fez crescer em mim tantos sentimentos de raiva, impotência e frustração. Tive muita vontade de entrar pelo ecrã e desatar a largar porrada naquela gente toda", foi o que escrevi na altura. Tirem um sábado ou um domingo para verem os dez episódios de enfiada, porque é impossível ver de outra maneira. 

NARCOS


Eu já vos tinha dado aqui um belíssimo motivo para verem Narcos, mas claro que há mais. Para quem nunca ouviu falar, é sobre o negócio da droga nos cartéis colombianos, mais especificamente sobre o maior traficante de todos os tempos, Pablo Escobar (magistralmente interpretado pelo brasileiro Wagner Moura). Ainda só vi as duas primeiras séries, estou a ganhar coragem para me atirar à terceira, sabendo que já não entra o Wagner Moura. Mas pronto, entra o Pepe Rapazote, é "quase" o mesmo.

THE GOOD WIFE


Não é propriamente uma novidade (a primeira temporada é de 2009), mas é uma bela série para entreter. Mete drama, mete romance, mete aquelas coisas todas que nós gostamos e há sete temporadas inteirinhas disponíveis. A personagem principal é uma advogada que volta ao activo depois de o marido, político, ser apanhado num escândalo sexual. Se não eram grande fãs do Mr.Big no Sexo e a Cidade, cheira-me que também não é aqui que vão ficar.

164 comentários:

  1. Stranger things e good place a acrescentar à lista

    ResponderEliminar
  2. A sério que não vai ter a segunda temporada de Gipsy? Terminou tão mal resolvida... (isto me irrita no Netflix, se não têm certeza de que vá haver continuidade, porque encerram mal as séries?) Adoro Friends From College, adoro. Recomendo também "Master of None", "Love" e "The Affair".

    ResponderEliminar
  3. O meu problema não é selecionar as séries. É conseguir parar de as devorar, tipo maníaca, episódio atrás de episódio.
    Boa lista, Ana!

    ResponderEliminar
  4. Como não tens Stranger Things nesta lista??

    ResponderEliminar
  5. Da Netflix, tens ainda as da Marvell: the Punisher, Daredevil .. sao muito boas também :)

    ResponderEliminar
  6. Olá Pipoca. A última teve uma sequela que se chama "The Good Fight", mas creio que não está disponível na Netflix. Mas vale a pena ver!

    ResponderEliminar
  7. 13 reasons why - deveria ser obrigatório por decreto lei
    Sense8

    ResponderEliminar
  8. Recomendo o The Affair. Muito muito boa.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Excelente!!!

      Eliminar
    2. Sim, fantástica!

      Eliminar
    3. Concordo! Excelente!

      Eliminar
    4. The Affair, sim! Também sou super fã!

      Eliminar
    5. Mesmo.. andei 4 dias com tesão a ver a primeira season.. verdade..

      Eliminar
  9. The Sinner. 8 episodios, com Jessica Beil, absolutamente brilhante.

    ResponderEliminar
  10. Ana , atire-se à 3ª série de Narcos :) sem medo !! Embora sem o Wagner está muito bem conseguida também. Recomendo uma que não é Netflix e que segundo vi algures por aqui está para estrear na Nos play. "The Handmaid's Tale" Perturbadora e arrepiante 1 quando vi que ganhou a maior parte dos Emmys naão descansei enquanto não vi , vale muito a pena.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Se gostou de "The Handmaid's Tale" recomendo a série "Alias Grace", também obra de Margaret Atwood e disponível na Netflix.

      Eliminar
    2. Cavalheiro do Aeroporto29 novembro, 2017 15:58

      Não há maneira dessa Narcos me entrar no rol de paixões. Vi metade da primeira temporada e ficou por aí.

      Eliminar
  11. comedy(ish): master of none, broad city, girls, fleabag, better things

    ResponderEliminar
  12. Pipoca, escrevi sobre as ultimas series do Netflix que andei a ver, se quiseres passa por aqui: http://bestica.pt/series-que-valem-a-pena/

    Beijinhoo

    ResponderEliminar
  13. Recomendo a série "The Keepers". É no mesmo registo de "Making a Murder", mas provoca maior sentimentos de raiva, revolta e impotência.

    ResponderEliminar
  14. Pipoca, concordo absolutamente contigo na Gipsy: tudo tão bom que não se entende não ter seguimento... Uma sugestão Netflix nova: Easy.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Ahhhhh, pois é, esqueci-me completamente da Easy, muito gira também =)

      Eliminar
  15. MindHunter, também é uma série muito boa, baseada num livro. É sobre os assassinos em serie nos EUA.

    ResponderEliminar
  16. Stranger Things sem dúvida e também Master of None.

    ResponderEliminar
  17. Só há uma coisa que me aborrece na Netflix e que é o tremendo lobby a favor da comunidade LGBT (esta sigla já deve estar de certeza desactualizada). Não deve haver uma série de produção própria sem um casal gay, sem uma relação gay. E agora caiam-me lá em cima.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Qual é o problema disso? pergunta legitima, não é nenhum ataque, mas não estou a perceber. Para mim casais hetero ou homo é tudo igual. aborrece-lhe porque?

      Eliminar
    2. Ai, como eu a entendo! Já aqui há uns anos (e continua, esta moda parva!) andavam sempre a pôr pretos nas séries e filmes. Na Polícia então, havia sempre lá um pretinho na esquadra, assim como se fosse normal na vida real, ver os pretos misturados com as pessoas normais, ainda por cima em profissões decentes.
      como se andassem habitualmente no meio de nós, pessoas de bem.

      Eliminar
    3. Por exemplo a mim aborrece-me que em todas as series haja um casal heterosexual. Que chatice!

      Eliminar
    4. Sem sarcasmo, sem julgamento: o que é que o/a aborrece de verdade? É a representação de relações homossexuais na ficção ou a sua existência na vida real?

      Eliminar
    5. Joana, está a ser irónica, certo?

      Eliminar
    6. Fui eu que escrevi. O que me incomoda é a forma forçada como tentam passar as coisas, como as tentam impor. Os tais "pretinhos" de que ironicamente falam não são uma minoria a tentar impor as suas ideias. Quer se quer, quer não se queira, quer se goste, quer não se goste, o lobby gay é fortíssimo e funciona por imposição. Todos temos de aceitar a diversidade sexual porque os gays têm direitos mas que ninguém ouse não concordar com eles porque os direitos de não concordar não podem existir. Depois aqui entra também o politicamente correcto na medida em que muitos não concordam com a tal diversidade mas fingem concordar porque sabem que hoje em dia essa não concordância é alvo de chacota quase. É absurdo.

      E agora venham os tiros...

      Eliminar
    7. Maria Tomás, naturalmente :)

      Eliminar
    8. É mal geral. Nada contra a representação de casais LGBT mas irrita-me solenemente quando essa representação é forçada. Terminou há pouco na RTP a 2ª temporada da série Victoria, da ITV, e que segui religiosamente. Na série a dada altura aparece uma relação gay entre duas das personagens. Este desvio à história principal irritou-me solenemente porque não fazia sentido nenhum na história da série. Já na Versalhes, por exemplo, que também segui, havia um casal gay (o irmão de Luis XIV e o amante) que fazia todo o sentido ser parte da história. A meu ver estragaram a narrativa da Victoria por insistirem em mostrar aquele romance. Quebrava o fio narrativo por completo

      Eliminar
    9. Joana,
      só para testar a verosimilhança das séries que anda a ver, por acaso até sou polícia, neste país que em nada se parece com o "melting pot" dos EUA, nesta triste vidinha real, e tenho vários e muito queridos colegas pretos, mulatos, mestiços, timorenses, indianos e pasme-se! Até já há chineses...Por isso não se admire, se um dia destes, no trânsito, um agente a mandar "palal"!!!

      Eliminar
    10. Se por cada casal homossexual existem 10 ou mais casais heterossexuais não estou a perceber qual é a importância. Porque é que lhe faz confusão?! Acho muito importante que as séries e filmes apresentem pessoas trans ou homossexuais porque ajuda a dar mais visibilidade e a quebrar estereótipos (mesmo que nem sempre seja assim, como no caso de Modern Family onde a comédia se faz muito a partir dos estereótipos gays). Mas mesmo assim, é importante. Além disso se a série em questão tenta transmitir a ideia de "vida real" porque é que não deveria haver gays?! Lol!

      Eliminar
    11. Desculpe lá anonima, mas quando diz “concordar”, refere-se ao quê? Não há nada para concordar, há para aceitar. Acha que faria sentido alguém lhe dizer que não concorda com a sua heterossexualidade? O mesmo se aplica.

      Eliminar
    12. pergunta genuína: porque é que sente que tem que concordar ou não com a orientação sexual (ou existência) de outro ser? Isto é, se essa existência não é prejudicial nem interfere com a sua liberdade, por que é haveríamos de ter que concordar ou deixar de concordar?

      para mim, isto são questões de foro pessoal. Porque é que temos a mania que a nossa aceitação ou não sobre um assunto deste género é sequer relevante? (outra pergunta genuína)


      Eliminar
    13. "Todos temos de aceitar a diversidade sexual porque os gays têm direitos mas que ninguém ouse não concordar com eles porque os direitos de não concordar não podem existir." E aqui que eu nao percebo. Concordar com o que exactamente?
      Nos nao temos nada de concordar. Uma rapariga pode sentir-se atraida por rapazes como pode sentir-se atraida por outras raparigas. E a mesma coisa! Nos nao temos nada de concordar. Amar/gostar/F*der nao tem genero. Ate toda a gente perceber que somos todos diferentes e nao ha problema nenhum com isso, isto nao vai para a frente. E se series/filmes querem representar a vida real, so tem de mostrar mais isso. Nunca trabalhei num escritorio, nunca tive numa festa, ou numa grande sala de aula em que pelo menos uma pessoa nao fosse gay. E se voces pensam que sim, e porque alguem estava ainda dentro do armario por causa de mentes fechadas como infelizmente muita gente na nossa sociedade. e ridiculo achar que ter gays numa serie e forcado e so estao la para as series parecerem bem e modernas. mais grave ainda e que vos incomoda.

      Eliminar
    14. Não, Anónimo29 novembro, 2017 22:05, ninguém tem direito a negar direitos a alguém com base na sua orientação sexual. Por isso, sim, toda a gente tem de aceitar a diversidade sexual.

      Eliminar
    15. Pela mesma lógica temos de aceitar um humano que queira ter um relacionamento com um cão? Com uma parede? Com um vaso de cravos?

      Falou-se de 10 casais hetero para 1 homo. Acham mesmo que o rácio é esse? Está tudo louco? Não percebem que são uma ínfima minoria? Não percebem que essa minoria se está a tentar impor à maioria?

      Eliminar
    16. vamos fingir que as comparações que fez tem sentido:
      não tem que aceitar ou deixar de aceitar se uma pessoa quer ter um relacionamento com uma parede ou com um vaso de cravos :D se isso não prejudica terceiros, logo a sua aceitação ou não é completamente irrelevante!

      O mesmo não se aplica quando há terceiros metidos ao barulho que não possuem capacidade de decisão ou são forçados.. são coisas muito distintas... não consegue ver isso?

      Eliminar
    17. O argumento do "lobby gay" confunde-me, a sério. Ora bem, o lobby das armas ou o lobby farmacêutico usam os seus milhões para orientar a legislação a seu favor e fazer ainda mais milhões. Qual é a vertente lucrativa do "lobby gay", mesmo?

      Outra coisa, nenhum homossexual quer saber se "concorda" ou não com eles. Não tem nada que concordar. Acha que ser gay é errado e imoral? Muito bem, não tenha comportamentos gay. Fácil! Mas visto que a maioria da ficção é criada para representar a vida real, é normal que existam homossexuais representados. E pretos, e muçulmanos, e assassinos, e electricistas, e benfiquistas. Ah, espere... às tantas o lobby benfiquista também anda a tentar impor as suas ideias nas nossas novelas da noite!

      Eliminar
    18. Estão a tentar impôr-se à maioria como, exactamente? Acha que ver casais gays nos filmes ou séries torna as pessoas gay, é isso?

      Eliminar
    19. A partir do momento em que equipara uma relação com um ser humano do mesmo sexo com uma relação com um cão, não há mais nada a dizer. É como falar com uma parede (e eu não quero ter um relacionamento com elas).

      Eliminar
    20. Entao para si ter um relacionamento entre homossexuais e tao absurdo como um relacionamento com um cao ou uma parede? Que comentario mais infeliz.
      E quem disse que e a minoria? Nos nao sabemos exactamente quantos gays ou quantos heteros ha, ate porque nao interessa. E ninguem se esta a impor a ninguem, por amor de Deus. Que mentes fechadas! Ate me arrepia a espinha a serio. Fico doente com isto. Triste, mesmo.

      Eliminar
    21. Se calhar não se trata de uma tão ínfima minoria, mas sim de uma larga maioria (dentro do conjunto), receosa de ser alvo de preconceito em assumir-se e ser confrontado com comentários como alguns que já aqui lemos.

      Eliminar
    22. Anda tudo louco. O post é sobre séries boas para se ver (Pipoca, faltou aí o Bloodline, que tem uma primeira temporada muito, muito boa) e acaba com uma discussão sobre se os gays têm tanta representação na arte, ai de nós que qualquer dia não nos deixam casar na igreja com homens, temos todas de juntar os trapinhos com mulheres, rapar a cabeça só de um lado e começar a usar jardineiras largas cor de abóbora, Jesus nos guarde ai o horror! Só por acaso, o argumento do "se deixamos isso acontecer, onde é que isto vai parar?" era o que se usava quando as mulheres queriam o direito ao voto e vai-se a ver, anda tudo benzinho da silva com as mulheres a ir votar se lhes der na gana. Portanto, gente, força com o preconceito, com a comparação sem pés nem cabeça do "se aceitamos isto, também teho de aceitar que o meu vizinho se case com o cão dele", é viver e deixar viver. Mas ao menos arranjem foruns próprios para o disparate, que não há-de ser este. Portanto, voltando ao tema, recomendam mais alguma coisa, meninas? Já viram os stand-ups do Netflix? ouvi dizer muito bem e muito mal, estou curiosa.

      Eliminar
  18. Cavalheiro do Aeroporto29 novembro, 2017 15:25

    13 Reasons Why e Ozark. Duas grandes, grandes séries.

    ResponderEliminar
  19. É claro que a melhor de todas é The Crown!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Concordo!! The Crown é uma grande falha nessa lista... Assim como Genius da National Geographic! As duas baseadas em factos reais e, na minha opinião, simplesmente brilhantes!

      Eliminar
  20. Para quem gosta de histórias criminais recomendo:
    Broen/Bron
    The Killing
    Broadchurch

    tudo disponível na Netflix

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Broadchurch deixou-me vidrada!!! Tão tão boa!!

      Eliminar
  21. Aqui ninguém viu Sons of anarchy? Só eu? E só é que gostei?!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Uma das séries que mais gosto me deu ver. Está no meu top de favoritas.

      Eliminar
    2. Vou no ep 7 e está a custar a pegar, sinceramente :/

      Eliminar
    3. Mas vai melhorar acredite. Eu gostei muito.

      Eliminar
  22. Girlboss, call the midwife,suits, black mirror

    ResponderEliminar
  23. 13 Reasons why; Atypical; Stranger Things; Godless; Sinner

    ResponderEliminar
  24. The Punisher! Vi 13 episódios num fim de semana!

    ResponderEliminar
  25. Para tudo, como é que se fala em séries da Netflix e não se fala de Stranger Things?
    Dou de barato a falta de menção às séries da Marvel por ser um género muito específico mas Stranger Things?
    Isso merecia uma punição de horas e horas a assistir às palestras de Gustavo Santos. :)

    ResponderEliminar
  26. The 100, Stranger Things...

    ResponderEliminar
  27. Stranger Things (tão, mas tão boa!!)
    Sense8
    13 Reasons Why
    Ozark
    Orange Is the New Black

    Comecei agora a ver "The 100". Já ouvi falar muito bem, mas ainda não virei fã, confesso. Vou tentar ver mais uns episódios e ver se melhora. :)

    ResponderEliminar
  28. Falta aí BIG LITTLE LIES!!! Com Nikole Kidman, Reese Whiterspoon e Shailene Woodley só podia ser O MÁXIMO!!! E é!!!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Cavalheiro do Aeroporto29 novembro, 2017 22:06

      Palavra chave... Netflix

      Eliminar
    2. Adorei e devorei os episódios de seguida...estou à espera da segunda temporada

      Eliminar
  29. Respostas
    1. Não é Netflix, mas sim! Ainda estou a ressacar, desde o final da 3a :o

      Eliminar
  30. The good place, the good witch, haters back off, girl Boss

    ResponderEliminar
  31. Pipoca, tens que ver a Bloodline.
    Tenho a certeza que não vais conseguir parar de ver :)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Adoro também, tem um ritmo mais lento, mas é tão envolvente. Adoro mesmo!

      Eliminar
  32. The Sinner, interpretação fenomenal da Jessica Biel.

    ResponderEliminar
  33. Narcos, a melhor serie de sempre!

    https://despertarosonho.blogspot.pt/

    ResponderEliminar
  34. Respostas
    1. Estava a ver que ninguém falava nesta... Grande série ao estilo de Breaking Bad que também adorei(devorei).

      Eliminar
  35. Falta acrescentar: Ozark!!

    ResponderEliminar
  36. Não são Netflix, mas recomendo vivamente: "Billions", com o Paul Giamatti e o Damian Lewis. E numa onda mais light, mas muito cool, "Mozart in the jungle" com o irresistível Gael Garcia Bernal :)

    ResponderEliminar
  37. Peaky Blinders. Nem consigo acrescentar mais nada ao pé desta.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Peaky blinders é obra prima! Vamos chorar um pouco de está semana não temos episódio... Sandra Gonçalves

      Eliminar
    2. Cavalheiro do Aeroporto30 novembro, 2017 10:55

      Peaky Blinders tem um tremendo defeito: Cada temporada só tem 6 episódios. Sabe sempre a pouco...
      Que grande, grande série.

      Eliminar
  38. O Netflix cá em casa também nos veio fazer mais tarde do que devíamos. :)
    Agora estamos no registo Master of None. Recomendo. Outras recomendações que não tenhas mencionado: Stranger Things, The Crown, Sense 8, Penny Dreadful e, num registo que mistura alguma diversão e temas sensíveis dos nossos dias, Grace and Frankie.
    Fora Netflix e imperdíveis: Big Little Lies (HBO) e The Handmaid's Tale.

    ResponderEliminar
  39. Então e orphan black ninguém viu/vê??

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Eu! Adorei! :)

      Alexandra

      Eliminar
    2. Das minhas favoritas de sempre!!! A Tatiana é incrível!!!

      Eliminar
  40. Stranger things e Lucifer....ninguém falou em Lucifer e é espetacular.

    ResponderEliminar
  41. Eu sou super eclectica no que duz respeito a series, desde mega-producoes a grandes xaropadas... mas Gypsy??? Blah, um grande e gigantesco blah. Como e que a Naomi Watts deixou aquilo andar assim e coisa que nao percebo. Eu leio mas muitas vezes nao concordo com as criticas, mas neste caso, estou 100% de acordo: slow, charmless, impossibly boring soa alguns dos mimos reservados para a serie.
    Nao esta no Netflix (pelo menos, onde moro), mas serie a nao perder: Billions.

    ResponderEliminar
  42. The Affair, siiiim! Também sou super fã.

    ResponderEliminar
  43. Taboo e principalmente os Peaky Blinders! É imperdivel! Primeiro estranha-se, mas depois não dá para parar de ver! Cillian Murphy e Tom Hardy num papel irreconhecível! Não podes perder esta e é um pecado não estar na tua lista :)

    ResponderEliminar
  44. Melhor post e comentários de sempre :) Perco-me sempre a tentar escolher a próxima série a ver... estou a rever agora the good wife, mas acho que vou parar e apostar nalgumas das sugestões!!
    E concordo, Stranger Things FTW :)

    ResponderEliminar
  45. Big little lies é “A” série a não perder!! E a banda sonora é deliciosa, então o genérico faz querer ver, e ver, e ver. The night of com john torturro num papel brutal e riz ahmed também não está nada mal. A ver liar de momento, mas ainda não me convenceu. Doctor Foster já tem segunda temporada, e com muito mais adrenalina, uma das melhores.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. ja vi a 2a de dr foster. adorei

      Eliminar
  46. Suits e The Blacklist.

    ResponderEliminar
  47. Eu só queria ter tempo :) de momento estou a ver this is us e absentia, muito boas

    ResponderEliminar
  48. ainda não falaram do Mindhunter também na Netflix, os portugueses só gostam de séries género "senhor dos anéis"...

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Eu já não vejo séries há anos, não imagino do que tratam a maior parte das séries que por aqui recomendam. Mas quero saber: o que são séries do género Senhor dos Anéis?

      Eliminar
  49. Stranger Things, The OA, Ozark, The Good Place.... e por ai vai...

    ResponderEliminar
  50. Better Call Sault Halt Catch Fire Mr Robot Trapped Jessica Jones The Oa, Orange is the New Black

    ResponderEliminar
  51. Concordo plenamente que a Robin Wright em House of Cards tem o guarda-roupa mais invejável das séries televisivas. Mas, a nível de guarda roupa invejável, tens também a serie Suits onde a Meghan Markle e a Sarah Rafferty não lhe ficam nada atrás.
    Dá uma olhadela :)

    ResponderEliminar
  52. The Handmaid's Tale, das últimas que vi e adorei. Estou a ler o livro e aguardo ansiosamente a próxima temporada.
    Agora estou a ver Suburra, série italiana, vou a meio e está cada vez mais interessante!

    ResponderEliminar
  53. Outlander e once upon a time! Tão diferentes mas viciantes!!

    ResponderEliminar
  54. The good doctor, um jovem cirurgião autista. Em todos os episódios riu-me e choro.
    Masters of sex, também é muito boa, um médico e a sua assistente exploram o orgasmo feminino, entre outros, mas vai muito além do sexo.
    Bates motel, baseado no filme Psico, gostei bastante.

    ResponderEliminar
  55. Hannibal! Tão, mas tão bom! Tem 8.6 no imdb, recomendo vivamente

    ResponderEliminar
  56. E eu que pensava que estavam todas lá na guerra dos mercaditos e afinal isto está animado por aqui.
    Post fixe, estava órfã de série.

    ResponderEliminar
  57. Dr Foster tem mais episódios só que não na Netflix ��

    ResponderEliminar
  58. Na Netfix da para ver os episódios das séries que já passaram ou tem uma durabilidade disponível já estipulada?

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Dá para ver os episódios das séries que já passaram ;)

      Eliminar
  59. Master of none, good place, stranger things, the crown, better things! Tantas mais séries para te fazer arrancar dos livros :p

    ResponderEliminar
  60. Peaky Blinders, Billions, MadMen e Masters of None

    ResponderEliminar
  61. Pipoca, vê Designated Survivor imperdível ao estilo de HofC. Homeland das melhores séries de sempre - mete terrorismo, política e uma mulher bipolar mas genial! Concordo com outras sugestões: Suits e 13 reasons why. Obrigada pela partilha ;) Laura

    ResponderEliminar
  62. Ficam mais algumas sugestões (não sei se já repetidas por outros comentadores acima):
    The Sinner
    The Confession Tapes
    13 Reasons Why
    Love
    3%
    Ozark
    Salvation
    American Vandal
    The Crown
    Stranger Things
    Historia de Un Clan
    Orange Is The New Black

    Das tuas sugestões, das que já vi, Black Mirror é muito bom, Narcos é excelente, assim como Breaking Bad, aconselho muito também! :)

    ResponderEliminar
  63. E para quem não tem Netflix?? Eu vejo A teoria do big bang, apesar de estar a dar repetidos episódios há seculos e o Mentes Criminosas, a minha série favorita. Eu sou um bocado básica, reconheço :)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Não está a dar repetidos há séculos...no AXN White dá um episódio novo, da Teoria do Big Bang, todos os domingos à noite.

      Eliminar
    2. Eu também não tenho netflix. Vejo This is us e good doctor para já 😉

      Até gostava de perceber a mecânica do netflix e preços (tenho Vodafone em casa), mas vai-se à net pesquisar e não está trocado ppr miúdos... E não tenho ninguém próximo que tenha.. Se houver alguma alma caridosa com Vodafone que me explique isto em euros e como funciona, fico agradecida 😃👌

      Eliminar
  64. Vi no verão Queen of the South e adorei! http://www.imdb.com/title/tt1064899/

    ResponderEliminar
  65. Várias falhas nessa lista: Segurança Nacional, o espectacular Sobrevivente Designado e a fantástica The Crown!!!

    ResponderEliminar
  66. Nada supera "Homeland", estou sempre a aguardar a próxima temporada, porque é viciante!

    ResponderEliminar
  67. Tanta gente a dominar o mundo das séries, quando eu só pareço dominar o mundo dos tachos e da tábua de passar a ferro.
    A minha vida é tão divertida :)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Não é caso único, não se preocupe.
      Eu só de pensar nas horas de uma série completa, nem começo.

      Eliminar
  68. Epaaa.. E vida de verdade? Não têm? Filhos,casa, trabalho, responsabilidades? Ha mesmo muita gente desocupada.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Trabalho tem de ser, mas prefiro séries a ter filhos. Sue me.

      Eliminar
    2. Hmmm, deixe-me adivinhar... não vê televisão? Nem a novela da noite?!? Diria que sim, pela "pinta" do comentário!
      Olhe e se não faz nada disso, nem tira um bocadinho de tempo para ler ou ter qualquer outra actividade que lhe dê prazer, lamento.

      Eliminar
    3. Não tivesses tido filhos que educas como reizinhos e um marido que “ajuda”? Pões todos a trabalhar em casa e já tens tempo.

      Eliminar
    4. O meu marido e eu somos advogados, trabalhamos bem mais do que as 8 horas diárias da maioria do comum dos mortais, mas temos tempo para ver séries todos os dias! Ah, e somos nós que fazemos a nossa comidinha e limpamos a casa! E ainda vamos ao ginásio! Haja organização (e não me venham com a história dos filhos que conheço muuutito boa gente com pares de filhos que fazem exactamente o que eu). Palavra de honra que não percebo este género de comentários! Sempre a apontar o dedo, xiça!

      Eliminar
    5. la vem a desgraçadinha... os miudos não dormem? não tem serão?

      Eliminar
  69. Falta aqui a This is Us, que é assim qualquer coisa!

    ResponderEliminar
  70. Também estava reticente em ver a terceira temporada de NARCOS, visto a fasquia estar tão alta, mas digo-te Pipoca: AMANDA-TE a isso nestes fins de semana prolongados porque a coisa continua ao mesmo nível de fabolástico das anteriores. E sim, o Pepê Rapazote está qualquer coisa de bad boy/espetáculo/brasa/em bom!!!

    ResponderEliminar
  71. Mas na Netfilx têm de ver também
    BATES MOTEL
    THE CROWN
    STRANGER THINGS
    SOBREVIVENTE DESIGNADO
    ORANGE IS THE NEW BLACK

    ResponderEliminar
  72. Mas na Netfilx têm de ver também
    BATES MOTEL
    THE CROWN
    STRANGER THINGS
    SOBREVIVENTE DESIGNADO
    ORANGE IS THE NEW BLACK

    ResponderEliminar
  73. Para quem nao tem netflix fica aqui um site onde podem ver as séries mais actuais e sempre actualizadas(passo a redundância), e todas legendadas em Português:
    www.tugaglix.com

    De nada😏

    Philipa

    ResponderEliminar
  74. Stranger Things é imperdível.

    Outras séries disponíveis no Netflix e que recomendo vivamente (algumas já antigas):
    - Friends (é só a melhor série de sempre)
    - The Get Down
    - Suits
    - How to get away with murder
    - American Horror Story
    - The Crown
    - Dexter
    - Gilmore Girls
    - Orange is the new black
    - Downton Abbey
    - Thriteen Reasons Why
    - Prison Break

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. How to get away with murder! Sim! Sim! Sim!
      Desejosa que chegue a terceira temporada.
      Amei!

      Eliminar
  75. Narcos....ADOREI as duas temporadas, a terceira desisti no 5º episódio...boriiing!
    Sugestão: the affair!

    ResponderEliminar
  76. This is us...muito bom

    ResponderEliminar
  77. Estou a ver Suits, Greenleaf e The Sinner. Todas otimas

    ResponderEliminar
  78. A completar: Stranger Things, MindHunter, Sense8, 13 Reasons Why, The Crown..
    Acredito que haja mais uma ou outra :)

    ResponderEliminar
  79. Então e a Big Little Lies que arrecadou 8 emmys, conta com 8.6 no IMDb, e tem só a melhor banda sonora de que me lembro?! São só 7 episódios, é brilhante, e conta com Nicole Kidman, Reese Whitherspoon e o jeitosão do Alexander Skarqualquercoisa.

    ResponderEliminar
  80. Anónimo30 novembro, 2017 19:38 - Não há como não "rir para não chorar" das pessoas que em discussões sobre homossexualidade puxam das comparações com interacções que não têm qualquer semelhança. O que é que uma relação entre duas pessoas que querem, escolhem e gostam de estar juntas, tem a ver com uma relação entre um humano e um cão ou um humano com uma parede?

    O ratio de 10 casais hetero para 1 homo era referente a séries e filmes. Não se preocupe que deve estar incorrecto, deve haver ainda menos visibilidade.

    Por último, "essa minoria a tentar impor à maioria"? Mas a impor o quê?!? Eu vejo pessoas LGBTQ a lutar pelos direitos que lhes são devidos. Direitos iguais aos seus, nem menos nem mais. Direito a ter um casamento, que não é mais do que assinar um contrato aos olhos da lei, para poderem ter os mesmos direitos que um casal hetero. Direito à adopção, por um lado para regularizar imensas famílias que já têm filhos mas em que apenas um dos pais ou mães é reconhecido por lei, e por outro lado para poderem ter criar uma criança. Se é preciso dar visibilidade às minorias para as leis e os direitos avançarem, para lutar contra estereótipos, para dar visibilidade às discriminações que as pessoas LGBTQ ainda sofrem nos dias de hoje?! Claro que é.

    ResponderEliminar
  81. A terceira temporada de Narcos está só incrível, tens que ver Pipoca!! A acrescentar a essa lista, Stranger Things e Sense8 - duas séries maravilhosas.
    No meu blog, falo de séries (tem dias) :P

    Beijinhos, https://ensaiosobreodesassossego.blogspot.pt/

    ResponderEliminar
  82. Definitivamente: Orange is the new Black

    ResponderEliminar
  83. Outlander. Lost. Dexter. Downton Abbey. Broadchurch. Orange is the new black. The affair. Stranger Things. Weeds. Master of None. O Caso de OJ. Sherlock.

    ResponderEliminar
  84. Algumas séries não conhecia, mas gostei das recomendações.
    Acrescento na lista Stranger Things, muito boa, uma pessoa devora quase a series num fim de semana. E também How to Get Away with murder :D

    ResponderEliminar
  85. Mindhunter, Suits, The good doctor :)

    ResponderEliminar
  86. Não é da Netflix mas para mim há de ser a melhor série de sempre: Twin Peaks :)

    ResponderEliminar
  87. Acrescentaria Chicas del Cable! Tambén Netflix mas em espanhol.

    ResponderEliminar
  88. Comecei de ver Masters of Sex; ai o que me tenho rido!!!

    ResponderEliminar
  89. Obrigada por esta publicação. Descobre-se sempre boas séries desta forma, quer pelas sugestões da Pipoca, quer pelas sugestões deixadas nos comentários! :)
    Agora, depois de ter devorado Killer Women, um pedido: abrir aqui um fórum para discutir esses casos!!! Ahhhh, estou consumida pelas teorias que desenvolvi!!!:D

    ResponderEliminar
  90. Devo ser uma ET pois não vejo uma única série!

    ResponderEliminar
  91. Só vi o Making a Murderer e ia enlouquecendo completamente, tal foi a loucura que as minhas horas de almoço no trabalho eram passadas agarrada ao tablet... um stress!!!!

    ResponderEliminar
  92. Alguém desta vida vê shameless (No Limite) versão americana??estreia dia 7 a nova temporada na fox life ?é que para mim é das melhores series de sempre. Em relação a estas da netflix vejo house of cards e que serie!grandes actores e que guarda roupa é aquele da robin Wright??cabelo, maquilhagem...tudo de bom. E pudesse eu hibernar e ver series até à primavera era o sonho. Tenho tanta pena de não seguir narcos etc. Tenho uma miniatura de 21 meses que só deixa ver canal panda. HELP :)

    ResponderEliminar

Teorias absolutamente espectaculares

AddThis