Pub SAPO pushdown

Boa sorte, mundo

quarta-feira, novembro 09, 2016


São seis e pouco da manhã. Muitos de nós acordam com a notícia de que, muito provavelmente, Donald Trump será o próximo presidente. Quando me deitei a coisa estava renhida, mas esperançosa. Agora só com um milagre é que a Hillary lá vai. E este, depois do Brexit, é mais um banho de água gelada e um sinal inequívoco de que o mundo está em mudança. Para pior. Estou boquiaberta e, sobretudo, preocupada. Nunca, nos meus piores pesadelos, achei que este homem tivesse sequer hipótese, mas a verdade é que a campanha foi avançando e todos nós fomos vendo como ganhava seguidores. Até chegarmos aqui. Até estarmos prestes a vê-lo a ser o próximo presidente dos EUA. E dou por mim a pensar o quão desesperadas ou desacreditadas as pessoas estão para verem no Trump uma alternativa fiável, depois de tudo o que disse, depois de tudo o que defende. A política de imigração, a política nuclear, a política de saúde... Como é que esta merda é possível? Como é que este homem diz que vai construir um muro para impedir a entrada de mais mexicanos no país e depois conquista estados com tantos emigrantes hispânicos? Como é que vamos aturá-lo, pelo menos, quatro anos? Como é que vamos aguentar tanto preconceito, tanta prepotência, tanto insulto, tanta sede de poder, um ego daqui até Marte?  Como é que não vamos morrer de vergonha alheia? Como, COMO é que os americanos aceitam ser representados por esta pessoa, depois de um incrível Obama? Quando estive agora em Nova Iorque tive várias conversas sobre as eleições com os meus colegas de curso e lembro-me de uma delas me dizer "como é que os europeus estão a assistir a isto? Devem estar a achar que somos um país de falhados, quando os dois candidatos que temos para apresentar são a Hillary e o Trump". Eh pá, é mais ou menos isso, é. Não acho a Hillary especialmente carismática mas, quer dizer, ao lado do Trump parece-me incrível, e ponderada, e razoável e bem preparada para o cargo. E também me veio agora à memória um outro colega, assumidamente democrata, a dizer que algumas das ideias do Trump até nem eram más de todo, a forma como as defendia é que era desastrosa. Provavelmente foi isto que o fez ganhar, gente que só se decidiu no último minuto e que pensou da mesma forma, que distinguiu a forma do conteúdo.
Pessoalmente, acho todo o discurso do Trump perigosíssimo. Acho que veio dar palco e voz a uma data de preconceitos e teorias incendiárias e, pior do que isso, fez com o que muita gente se sentisse legitimada para fazer o mesmo. Gente que antes só pensava ou o dizia baixinho, muito baixinho, agora não tem vergonha de o dizer alto e bom som. Porque se um candidato a presidente dos EUA pode verbalizar publicamente os seus pensamentos racistas, xenófobos ou misóginos, porque é que eu não posso? E isto, meus amigos, pode ser o princípio do fim. 
É muito fácil dizer que os eleitores são estúpidos, mas também esta me parece uma teoria perigosa e facilitista. Deixemos para os analistas políticos e, sobretudo, para os sociólogos a leitura do resultado destas eleições. E preparemo-nos para o pior. 

PS: ao menos vamos poder ver o guarda-roupa incrível da Melania nos próximos anos. Há que ver o copo meio cheio.
PS2: agora vai entrar alguém a dizer "aaaaaaaah, estávamos a brincar, achavam mesmo que o Trump tinha ganho? Ah ah ah, que tontos!". É isso que vai acontecer, não é?

211 comentários:

  1. Incrível Obama..vê se mesmo que não vives aqui nos EUA para dizeres isso. A Europa anda toda iludida com o Obama e a Hilary. Isto foi provavelmente o melhor que poderia acontecer a América para evitar tornar se na Europa número 2 que está indo muito bem como se vê....

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Adoro o facto, de o titular deste lindo comentário ser anónimo.Looooooooooooooooooool vamos ver se durante quatro anos não vão andar a chorar gostava de ver se todos os Europeus e o resto do mundo virasse as costas aos EUA, se o senhor teria essa postura. Mas é a sua opinião tenhonde a respeitar porque aqui no velho continente existe algo que se chama liberdade de expressão e opinião. Obrigada

      Eliminar
    2. Também torci o nariz à expressão incrível Obama, e pensei..bem o que se pede de um presidente na América é que não provoque uma 3 guerra mundial,porque a ideia que tenho é que o Obama nao fez nada. Mas antes isso do que provocá-la como o trombolho do Trump. Por isso desejo-lhe boa sorte num país racista e preconceituoso.

      Eliminar
    3. "Vergonha alheia"...
      Sofia

      Eliminar
    4. E como explica a quantidade de pessoas que vivem nos EUA e sentem igual? Como explica que o site das emigrações para o Canadá tenha vindo abaixo? E a falta de apoio por parte dos republicanos ao Trump? Hum?

      Eliminar
    5. Santa ignorância...quando rebentar a 3 guerra mundial, e começar a ter de fugir de ataques terrorista aí nesse páis de gente burra quero ver se continua a dizer isso...

      Eliminar
    6. E quem se ri à grande e à francesa disto tudo quem é? O Putin pois claro...dois tiranos...que Deus nos ajude!

      Eliminar
    7. Pois mas já refletiu porque a Europa está tão má?pela falta de união entre os diferentes países.E os EUA são um só país enquanto a Europa são muitos mais. Não se pode comparar duas realidades tão distintas.

      Eliminar
    8. Infelizmente o que é "o melhor que poderia acontecer a América" não é o que é o melhor para o mundo. E infelizmente vivemos num mundo em que o presidente dos EUA tem influência no mundo inteiro. O mundo já mudou para pior quando os americanos decidiram votar no Bush; os resultados estão à vista.
      A mim parece-me que o povo americano, que se tem em tão grande conta, é um povo muito mal informado, que não sabe nada do mundo, que acredita que os soldados que morreram do outro lado do mundo fizeram o último sacrifício pelo país e para defender as liberdades do povo americano. Se isso não é ser ingénuo, é ser muito burro. E viver com palas de burro.

      Eliminar
    9. ...e agora toca a vender armas em barda para todos os cantos do mundo, que nisso é que os EUA são bons e depois é vê-los a rebentar nas cidades europeias!

      Eliminar
    10. eram os dois maus, disso não há duvidas.

      Eliminar
    11. O melhor para a América é um gajo que disse publicamente que a parte política da presidência dele seria tratada pelo vice presidente? Quando ele disse tb publicamente que discorda com a política externa do vice president?! O Obama não fez nada? Uma das maiores campanhas dele era a Obamacare, dedicou se a ela, conseguiu a puft, agora vai se tudo. Não enriqueceu o país mas também não o empobreceu. Tentou sempre fazer democratas e republicanos falar e chegar a acordos em vez de só impor a vontade. Era importante criar se pontes de ligação para ele. Ele era carismático, simpático, e abordava bem os mais variados assuntos. Não fez nada....nada que vocês que apoiam o Trump achassem relevante. Para o resto do mundo foi a esperança de que os americanos ainda tinham a cabeça no sitio

      Eliminar
    12. Como é que há imigrantes que pensam como o 1º anónimo? Juro que não compreendo. Depois do que disse sobre eles, eram os que tinham menos motivos para votar no Mr Trump.

      Eliminar
    13. Make América great again! Go Trump go go go!

      Eliminar
    14. Como é possível eleger e lisonjear uma pessoa que tem como promessa isto:
      "Começar a construir um muro na fronteira com o México (e obrigar os mexicanos a pagá-lo)"
      O Obama foi um presidente que PROMOVEU a PAZ no mundo! Como podem falar mal dele. Há pessoas que não sabem mesmo o que dizem.


      Eliminar
    15. Pois... o obama promoveu a paz no mundo qdo bombardeou a siria... é assim q se promove a paz, não é?

      Eliminar
    16. O obama era o que o marcelo é aqui.
      O pais não precisa de afetos e abraços.
      Precisa de empresas, investimento, emprego e com isso melhoria das condições de vida.
      De conversa da treta está tudo farto.
      É muito lindo ir comer hamburgers com a gente trabalhadora ou ir a bairros sociais estender a roupa!
      Mas não isso que nos faz arranjar trabalho ou ter comida na mesa para dar aos filhos.

      Eliminar
  2. é tão isto pipoca
    estou a acompanhar tudo e estou tão boquiaberta como tu

    ResponderEliminar
  3. Existe uma grande mudança entre os Americanos, infelizmente irão criar uma espécie de "Hitler" dos tempos modernos, devido aos erros criados pelos seus antecessores. Creio que esta foi a forma da classe média e baixa protestar e meter um travão a concentração da riqueza Americana em apenas 1% da população.

    ResponderEliminar
  4. Quero tanto que esse PS2 se concretize... É mau demais... é perigoso demais...

    ResponderEliminar
  5. Infelizmente quando me deitei já ia ele confortavelmente à frente :(

    ResponderEliminar
  6. Tinha ganhado. Fora este erro, Boa análise.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Exacto, precede o verbo ter.

      Eliminar
    2. Ganho e ganhado são duas formas corretas do particípio do verbo ganhar. Assim, é correto dizer: ter ganho ou ter ganhado, tinha ganho ou tinha ganhado, tivesse ganho ou tivesse ganhado,...
      Ganhar é um verbo abundante, apresentando duas formas equivalentes de particípio: uma forma regular e outra irregular. Ganhado é o particípio regular e ganho é o particípio irregular.
      Ganhado: particípio regular
      A forma regular é utilizada preferencialmente na voz ativa com os verbos auxiliares ter ou haver: ter ganhado, tinha ganhado, tivesse ganhado, haver ganhado, havia ganhado, houver ganhado,...

      Exemplos com ganhado:
      Eu pensei que ele já tinha ganhado juízo.
      Aquele atleta já havia ganhado três medalhas.

      Eliminar
    3. Adoro quando as pessoas se armam em espertas a corrigir os "erros" dos outros, quando, na verdade, são elas que estão erradas...é o que se chama "o tiro ao lado" ;)

      Eliminar
    4. Obrigada pelo esclarecimento! Ganhamos todos com isso!

      Eliminar
    5. Ter ganhado (Quando o jogo acabou, ele tinha ganhado o direito a ser titular);
      Ser ganho (o jogo foi ganho por ele).

      Eliminar
    6. Por acaso o anónimo tem razão. "Ganhar" tem dois particípios passados, um regular e outro não. Mas, tal como acontece noutros casos, o verbo auxiliar "ter" usa-se com a forma "ganhado" e "ser" com "ganho". OUTRO: "tem de ser impresso" e "Eu já tinha imprimido"; aceite e aceitado, etc. À utilização de "ter" com "ganho" chama-se "hipercorreção". Quem diz o contrário deve ser daquelas pessoas que dizem "rubrica" com sílaba tónica no "u", como "rústica". A pessoa só disse que estava errada a combinação e não que não havia ambos os particípios. DUH, era de noite.

      Eliminar
  7. Pipoca,

    Parece-me mais difícil ainda para a generalidade das pessoas, assumir/aceitar que muitas das enormidade que Trump diz, espelham o que - secretamente - pensamos/sentimos.

    Isso sim, é preocupante. É aceitar que pior do que ter um Trump presidente dos EUA, é ter aquela quantidade absurda de gente a rever-se na criatura.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Concordo, o Trump, silenciosamente acaba por ser um bocado de nós todos. Só não é politicamente correcto afirmar isso!
      Anna

      Eliminar
    2. Desculpa! Eu posso não concordar de todo com o Obamacare e que é difícil implementar uma política social num país como os EUA, mas daí a concordar (mesmo que baixinho) em ser racista, xenófobo ou misógino??!!

      Eliminar
  8. Honestamente nunca pensei que ele pudesse ganhar. Mas parece que em tempos de dificuldade ou desorientação as pessoas ficam mais receptiveis aos discursos extremistas e que o seu pior vem a cima.
    No mesmo ano um Brexit e um Trump, é demais....

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Nós aqui no Brasil ainda temos o Temer, que está sendo um desastre para o povo brasileiro. O mundo está louco.

      Eliminar
    2. E um Costa+Catarina+Jerónimo...
      O que está a acontecer na América (e por extensão, no mundo), aconteceu na Europa (Brexit) e em Portugal (Troika de esquerda)

      Eliminar
    3. Sim, o nosso governo de esquerda é comparável. Espera, não elegemos recentemente um presidente de direita? Pois, também me parece.
      Hoje é um dos dias em que estou feliz por estar em portugal.

      Eliminar
    4. Anonimo das 9:39,nasceu assim ou teve algum acidente grave? Confundir o brexit e a eleicao do trump com o acordo parlamentar portugues !!!! A comparacao da a votacao num presidente xenofobo, racista,homofobo seria mais adequada se fosse feita com os resabiados do PAF

      Eliminar
    5. Anónimo das 09:39,

      o que é aconteceu assim de tão grave em Portugal? Formou-se um governo a partir da composição da assembleia e de negociação parlamentar, tal como é suposto.

      Eliminar
    6. Eleições presidenciais no us, brexit e legislativas em Portugal tudo no mesmo saco? Brilhante. Assim muito sucintamente, em Portugal não se elege um PM mas sim deputados de onde posteriormente o PR convida a formarem governo. Não foi a maioria, foi a uma coligação? Siga que é constitucional. No uk houve referendo e o povo quer sair da UE, temos pena, mas foi a escolha deles. E agora o mesmo aqui. Escolheram um mentecapto para ser presidente nos US. Em todas as situações venceu a democracia, para o bem ou para o mal. Já no seu caso aconselho que reveja conceitos básicos que se aprende até ao nono ano de escolaridade, caso o tenha claro.

      Eliminar
    7. Gente que com palas nos olhos fica difícil.
      O trump gostando-se ou não, ganhou porque o elegeram.
      Cá ninguém elegeu o Costa.
      O que houve foi um assalto ao poder do mais reles que podia haver.
      E agora viram as costas uns aos outros e quando voltar para lá o partido da direita que arrume a casa outra vez.

      Eliminar
    8. Anónimo das 6h49 - e só porque já me cansa sempre esta conversa do Costa: As Eleições Legislativas são o processo eleitoral que elege os 230 deputados para a Assembleia da República. Não é para eleger o PM, mas sim os 230 deputados, ok?

      Os partidos ou coligações de partidos podem apresentar as suas listas eleitorais do qual faz parte o nome dos candidatos a deputados e o nome do cabeça de lista, candidato a Primeiro-Ministro.
      Estamos entendidos?

      Eliminar
    9. Anonimo das 11.06, tb não tem razão.
      Uma coisa é o sistema que temos, outra é contornar esse sistema para dar poleiro aos amigos.
      Uma pessoa que votou bloco de esquerda,digo-lhe que sinto que o meu voto foi completamente desvirtuado.
      Não votei para eleger o costa.
      Mas sim numa alternativa a dois partdos que nada têm trazido de bom ao país.
      O passos não serviu, mas este senhor com certeza também não serve.
      Este pseudo pacto ente pcp, bloco e ps é ridículo e uma completa contradição com tudo o que o bloco e pcp tinham nos seus programas eleitorais.

      Eliminar
  9. Os hispânicos legais são contra a entrada de mais hispânicos. Acho que o Trump apela aos valores da maioria da população americana, que não é a de NY ou LA. Sinceramente não me surpreende, já votaram duas vezes no Bush...

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. ora aí está uma grande verdade

      Eliminar
    2. O Trump foi brilhante!
      Ele soube dizer exactamente o que as pessoas querem ouvir e intimamente pensam.
      Mas não é parvo e não irá fazer o que prometeu e nos moldes que prometeu.

      Eliminar
    3. Claro que não, basta ouvir o discurso de vitória, o tom mudou completamente. Ele agora vai precisar de se entender com os líderes dos outros países e com o próprio partido, sob pena de não conseguir criar governo. Além disso, digamos que na administração de um país, sobretudo como os EUA, muito mais do que os presidentes, mandam as grandes corporações e os grandes interesses. As guerras, por exemplo, fazem-se quando há necessidade de escoar armamento - e quando há interesse no país "ajudado"/invadido. Alguém acredita que com a Hillary o cenário iria ser muito diferente? É tudo farinha do mesmo saco, mais ou menos politicamente correta. Não vai ser o fim do mundo nem é preciso ficar-se histérico...

      Eliminar
    4. Inteiramente de acordo com o comentário das 9:50.

      Eliminar
    5. Ele já moderou o discurso! No discurso de vitória foi sensato, apaziguador, procurou fomentar a união e acalmar os ânimos. Prevejo uma mudança de postura. Não é o fim do mundo.

      Eliminar
  10. Soubesse eu escrever tão bem, teria dito isto mesmo! Estou meia em pânico com o que nos está reservado. Porque isto é mau para o mundo todo...
    Raquel

    ResponderEliminar
  11. Infelizmente, Pipoca, não veio ninguém dizer que é brincadeira. Aquele ser nojento conseguiu o que queria...

    ResponderEliminar
  12. Eu estou em choque, nunca pensei que hoje fosse acordar num mundo em que o Trump é presidente dos EUA... como é possível??

    ResponderEliminar
  13. Comentário da minha filha de 11 anos hoje de manhã quando lhe disse que o Trump tinha ganho "estamos feitos..." E não, não andei todos o dias a falar sobre este tema, vemos as notícias e podemos fazer um ou outro comentário. Mas isto é mesmo a percepção dela e pelo que percebi dos colegas da turma.

    ResponderEliminar
  14. Por favor elucidem-me.. como é possivel aquele monstro ser presidente dos EUA??? Como??? As pessoas foram obrigadas a votar nele? Não consigo acreditar que os americanos sejam assim tão parvos.. que medo deste novo mundo.. :(

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Ha monstros piores na China,Coreia do Norte e Rússia.
      Não vejo ninguém a indignar-se.

      Eliminar
    2. Há muita gente a indignar-se. Agora diga lá,tem solução para tirar esses montros do poder? É que se eu a tivesse, tudo faria para os tirar de lá.

      Eliminar
    3. Eu vejo. Mas não posso propriamente dar um par de estalos na fuça do Kim.

      Eliminar
  15. Pessoas diferentes, país diferente, mas repete-se a história de há 83 anos atrás... É para ter medo... muito medo!

    ResponderEliminar
  16. Acordei e vi a noticia que o Trump ganhou. Era o que eu temia, o que todos temíamos. Estive agora a ver em directo e notei que o discurso dele mudou, a ver vamos, o futuro o dirá. Tomara que ele mude, e que seja aquilo que está a dizer neste momento, que quer uma América unida, e que vai fazer tudo por isso. Tomara que sim, para bem de todos, e como sou optimista acredito sempre que as pessoas não são assim tão más. A ver vamos,tenhamos esperança.

    ResponderEliminar
  17. Confesso, não sou muito ligada à política, principalmente de outros países e não consigo perceber isto. Pelo que percebi, o Trump não tinha qualquer experiência anterior em política e consegue ir do nada até POTUS? Então, tudo o que basta para ser presidente de uma das maiores potências mundiais é ter dinheiro? Como é que permitem que estas coisas aconteçam? Não deveriam os candidatos ter requisitos mínimos? Já deviam saber que mais tarde ou mais cedo ia dar nisto.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. That's the american dream...

      Eliminar
  18. Opinião muito boa , salvo a parte dos vestidos que não servem para coisa nenhuma, apenas para encher o ego da Donalda.

    ResponderEliminar
  19. Nunca gostei da Hilary, mas o Trump assusta-me.
    Assusta-me não pelo homem em si, mas porque porque as pessoas (uma maioria) vêem sentido nas palavras deles.
    Havia alguém que dizia que muitas das ideias do homem até que eram certas, errada era a maneira dele as expressar.
    Estou expectante...

    ResponderEliminar
  20. Estava a ouvir as noticias hoje de manhã e a pensar exactamente o mesmo: A qualquer momento vão dizer: Brincadeirinha!!!!! Não ganhou nada, acham??? Estávamos a brincar!!!
    Mas não.

    ResponderEliminar
  21. a esperança que o senado vete algumas das suas ideias iluminadas

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. O Senado é republicano, assim como a Câmara dos Representantes. Vitória esmagadora.

      Eliminar
    2. Marta!
      Claro que sim. O senhor não vai fazer o que bem lhe apetece, a menos que seja a vontade de todos e o que nos assusta realmente, é que as vontades estão a mudar...
      O que me parece é que as pessoas estão fartas de políticos polidos, correctos e cheios de boas intenções, mas continuam a ver as facturas a aumentar e a viver precariamente e o desemprego a aumentar e o subsídio estatal que não dá para nada!! O que me o parece é que o mundo está farto do discurso oco e vazio, apelando urgentemente por uma mudança fracturante, que deseja a todo o custo, ainda que desconhecendo qual o melhor caminho! "Não sei por onde vou, mas sei que não vou por aí"-Teixeira de Pascoaes. O mundo está assustado com um Putin que invade a Ucrânia, com os contínuos atentados de meia dúzia de fanáticos marginais, nados e criados na Europa, que dizimam a vida de inocentes e não há ninguém com "tomates" para fazer frente a isto!! O Trump é um velho populista, mas é uma alternativa diferente, como tudo tem vindo a ser diferente ultimamente. Não devemos temer! Há uma geração nova, que quer abanar o Mundo, não vamos é deixar que O "estoirem"!!!

      Eliminar
    3. O problema nem é tanto o Trump, é mesmo o senado e o congresso serem de maioria republicana: o mundo não vai sofrer mais do que já sofre com o Trump, o problema vai ser o impacto na vida dos americanos com a classe baixa a perder qualidade de vida, as mulheres a perderem direitos adquiridos, a discriminação racial e sexual a ser menos penalizada... Acredito que se vão arrepender desta escolha na retórica de direita, mas em democracia é assim mesmo.

      Eliminar
  22. A pipoca n sabe o q diz! Vai uma semana p os estados unidos sente- se americana.espero q ele faça mesmo o q prometeu.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. E a/o Anónima/o, vive nos EUA?
      Ou está só a criticar por prazer?
      Se ele fizer o que prometeu, nos moldes que prometeu, e se a/o Anónima/o viver por lá, diga adeus à liberdade que tem agora, porque a coisa vai ferver.

      Eliminar
    2. Este é um dos piores argumentos que as pessoas gostam de usar. Não é preciso viver num sítio para ter noções básicas de política, do mundo, de relações internacionais, etc, basta ser-se uma pessoa informada, culta, instruída, e acima de tudo com capacidade de racicionio. Ou por acaso todos os estado-unidenses só pelo facto de lá viverem, são todos muito informados sobre todas as situações do país?? É que nem lá, nem aqui, nem em lado nenhum a cidadania atribui automaticamente um racicionio crítico sobre nada.

      Eliminar
    3. nossa...pk é k vem sempre para aki uma besta se meter?

      Eliminar
    4. Cara/o anónima/o, vou explicar-lhe uma coisa que talvez possa ser difícil de entender: Trata-se de um líder mundial, com imenso poder não só nos Estados Unidos, como também para todo o mundo. Ou acha que as coisas que se passam na América, ficam na América. Não seja tão inocente. Estamos a falar de uma escolha de líder pata uma potência enorme e com muito poder, não estamos propriamente a falar do nosso querido Marcelo, que eu admiro, mas não tem nem metade da importância no mundo!

      Eliminar
    5. Se é imigrante Portuguesa nos EUA devia sofrer as consequências por ter votado no Trump

      Eliminar
    6. Sim,porque é preciso viver por exemplo na Coreia do Norte para perceber tudo o que está errado naquela "política",não é?! É por tudo isto que eu defendo uma organização Mundial justa e iluminada que não deixe gente como o Trump mandar num país. Mas infelizmente não temos mundo para isso...o dinheiro falará sempre mais alto. E para uns estarem tão ricos que não sabem o que fazer ao dinheiro, outros têm de passar fome.
      Somos nós seres "humanos" capazes de pensar e sentir empatia...fará se não fossemos.

      Eliminar
    7. Ao comentador das 9:34h, cuidado, ler prejudica gravemente a ignorância. Consta que pessoas informadas têm capacidade para opinar sobre assuntos, uns livros de história, ciencia política, jornais, papers, normalmente ajuda. Olhe que viajar também, não é fazer turismo, é viajar mesmo, conhecer pessoas e falar com elas, saber o que sentem sobre a situação actual do seu pais.

      Eliminar
  23. Hoje acordei às 5 da manhã, peguei no telemóvel e vi como estavam os resultados. Trump a ganhar mas a Hillary ainda com alguma margem para dar a volta aos resultados. Voltei para a cama e rezei. Pelo mundo. Porque ter que escolher o menor de dois males é assustador quando se trata de um país que tem influência em tido o mundo. O nosso presidente não tem qualquer influência em Israel ou na Rússia. Mas o americano tem. Então rezei. Porque tenho medo. Muito medo.
    (Em 2003 o Bush invadiu o Iraque porque o presidente tinha armas de destruição maciça e era instável e com ideias perigosas. 13 anos depois temos um presidente americano instável e com ideias perigosas com acesso a armas de destruição maciça. E esta hein?)

    ResponderEliminar
  24. O homem é multimilionário posso estar a ser ingénua mas a sua visão grandiosa das coisas pode ajudar e muito os EUA e tlvz o resto do Mundo.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. A não ser que venha a distribuír dinheiro pelo mundo,não vejo onde é que possa ajudar. Provavelmente só a conta bancária a engordar e o mundo a arder como ele tanto gosta.

      Eliminar
    2. O homem herdou a maior parte do dinheiro que fez, ao longo da sua "carreira" teve falência atrás de falência. É o que dá o povo achar que é o dinheiro e SÓ o dinheiro que faz o mundo avançar.

      Eliminar
    3. um "Multimilionário" que diz que dá milhoes para a caridade mas comprovadamente só deu umas centenas de dólares para instituiçoes de ensino que familiares frequentavam, há uma decada atras... um multimilionário que recebe empréstimos dos pais e mesmo assim vai à falencia em vários momentos


      como gestor económico ele já é um grande fracasso. esperemos que não o seja enquanto líder e representante duma nação

      Eliminar
    4. um multimilionário que declarou 4 vezes bancarrota ... realmente admirável e bom gestor!!

      Eliminar
    5. Ser multimilionário quando o pai era multimilionário e lhe emprestou dinheiro... deve ser difícil

      Eliminar
  25. Não estou NADA surpreendida! O fiasco Obama, deixou muita gente em piores condições do que estavam, ou seja, cavou o fosso social e oito anos depois, fez ressurgir do Inferno este Trump para o pior e para o melhor. Entre uma Hilary mentirosa e ao serviço de grandes lobbies do armamento, preferiram um mentiroso a sério e bem mais "espectacular" que a antiga primeira dama.Foi a escolha entre um mal menor, mas fosse apenas isso e ficaríamos mais descansados - pelo menos eu ficava -, mas será o principio do fim de uma era que vai trazer períodos conturbados.
    É o que temos! O mundo está a mudar? Não creio! A história repete-se. Foi assim que surgiram os grandes ditadores ao longo da história. O meu palpite é que os Estados Unidos mais cedo ou mais tarde se desintegram.
    O mundo hoje acordou mais seguro com a vitória de Donald Trump e a entrega de Pedro Dias às autoridades.
    Parabéns pela análise Pipoca, mais uma vez, brilhante pensamento, como sempre.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. O problema é que se se desintegram levam o mundo atrás. Não esqueçamos que os americanos têm o dedo em todo o lado. Em qualquer canto do mundo, com excepção da Rússia (e dai o ódio aos Russos).

      Eliminar
  26. Estou em choque! Inicialmente quando vi e ouvi Donald Trump a concorrer para as presidenciais pensei que era tudo uma fantochada e que ele seria logo carta fora do baralho. E hoje acordamos com a notícia de que ele foi eleito presidente dos EUA. Inacreditável!

    ResponderEliminar
  27. WVitoria! Vitoria! Vitoria! Pela memória dos nossos valentes e gloriosos antepassados, pela libertação do mundo , pelos nossos valores judaico- cristãos , pelo futuro dos nossos filhos e netos. Obrigado Donald Trump! Viva a coragem do Povo Americano, contra o gaysmo , a devassa, o abortismo e a indecência.
    Próxima grande batalha do bem contra o mal : França, uma grande vitória de Marine Le Pen.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. ???
      "contra o gaysmo, a devassa, o abortismo"??
      "nossos valores judaico-cristãos"??
      E pensava eu que os americanos são parvos.
      Nem sei o que diga.

      Eliminar
    2. God! Como é que há pessoas com esse pensamento? Se é mulher e viver nos EUA, boa sorte. Devia ser violada e a ver se não pensava duas vezes antes de ser contra o aborto. Farta de pessoinhas como a senhora.

      Eliminar
    3. Espero que isto seja ironia!!!

      Eliminar
    4. O que um mau pequeno almoço pode fazer...

      Eliminar
    5. É brincadeira não é? Por favor diga que sim, que é ironia e que eu não a apanhei... :(

      Eliminar
    6. Gayismo???Abortismo???Indecência???
      Você é completamente doente. E não tenho medo do Trump, tenho medo de gente mentalmente perturbada como você.

      Eliminar
    7. Não entendem porque são pessoas completamente entupidas pelo marxismo cultural.

      Eliminar
    8. Este anónimo deve ser o gajo que se andou a passear no jardim da zona norte de Almeirim, vestido de "palhaço assassino" há pouco tempo a assustar os velhotes (e não, não foi no Halloween). Grande cromo.

      Eliminar
    9. Troll alert! Já fugiu mais um do Júlio de Matos (anónimo das 9h56)!

      Eliminar
    10. Anónimo das 12.54 volte para a caverna. Ou então evolua! Deve ser mais uma pessoa com a mentalidade da idade média. É contra o aborto em casos de violação ou que ponham a saúde da mãe em risco? E a homossexualidade sempre existiu, há registos dessa prática nos tempos da Grécia Antiga e no Império Romano.

      Eliminar
    11. Isto aqui é um ninho de marxistas culturais comprometidos com a destruição dos valores tradicionais da Pátria. Sou CATOLICA, com MUITO ORGULHO e defenderei os valores em que acredito com todas as minhas forças.
      Obviamente, que em casos muito bem analisados, o aborto deve ser permitido.
      Relativamente à homossexualidade, a mesma deve ser tratada como um delito às Leis de Deus, e não quero saber para nada, se na antiga Grécia o praticavam.
      A verdade é que todas essas teorias de homossexualidade e libertinagem estão a encaminhar o mundo para um precipício verdadeiramente assombroso. Quero só acrescentar que não defendo crimes de odio contra ninguém, muito menos contra pessoas gravemente doentes do foro espiritual e mental, como são estes novos marxistas, são pessoas que em vez de se dedicarem só a praticar a maldade, se rezassem mais o santo rosário não andariam na vida podre e vazia em que andam.

      Eliminar
    12. Troll das 19h14, ah, o aborto já serve para o que lhe convém...Nurse, she's out of bed AGAIN!

      Eliminar
    13. O senhor anónimo das 19:14 quase parece a gozar o que escreve o que é que a homossexualidade tem de mal diga? Se tivesse um filho ou filha homosexual o que fazia? internava os num convento?

      Eliminar
    14. Eu não li este comentário... é a brincar, não é?
      Se fosse uma boa católica, nunca diria as barbaridades que acabou de dizer, nunca!
      Tenha juízo nessa cabeça. Ou trate-se, por favor, mas não ande à solta.

      Eliminar
    15. Mulher anta das 19.14😠😠 deixe de ser burra, estúpida, retrógrada, etc... É por causa de pessoas como a senhora, que as minorias lutam por uma sociedade mais justa e igualitária. Sabia que a homofobia é crime? Ps - os comentários da anónima deviam ir para a rubrica do comentador mais parvo.

      Eliminar
    16. Não é católica coisa alguma. É controlada pela instituição, aquela que apedrejou mulheres e queimou "bruxas". Ser católico é amar o próximo,seja ele quem for, homossexual ou não. Não sou católica. Não entro em rótulos. No que acredito só eu sei. Estamos cá é para ser felizes. Sem rótulos. Somos todos iguais. Seres humanos que nascem,vivem e morrem.

      Eliminar
    17. E a senhora ainda se diz católica? A dizer e acreditar nessas barbaridades?
      Por acaso a senhora sabe o que é o Catolicismo?
      Ou pensa que porque sabe rezar o santo rosário ou vai à missa, é melhor do que as outras pessoas? Acha que Deus e Jesus querem este tipo de pensamento?
      Eu sou filha de católicos e a mim sempre me ensinaram que Jesus é Amor, Bondade, Humanidade, Humildade também e que somos todos iguais aos olhos Dele! Não sou muito de Igreja, mas estas palavras fazem-me sentido!
      A senhora não é católica! A senhora é pequenina, má e coloca a capa da religião para defender a sua maldade! Tão simples quanto isso...
      Espero que no fundo tenha vergonha do que é e da amargura que destila!
      Do alto do seu pedestal, só consigo sentir pena de si...

      Eliminar
    18. Se fosse realmente muito católica, como diz ser, não tinha pensamentos tão malvados como esses que aqui exprimiu. Até porque não acredito que Deus tenha qualquer tipo de problemas com os homossexuais...

      Eliminar
    19. Crime? Não concordar com uma pratica que para mim éaberrante é crime? Então uma minoria quer impor através de uma suposta justiça uma pratica que a maioria rejeita. Vá-se tratar, julga que eu tenho medo disso. Estou cheia de medo dos neo marxistas enchafurdados de trotskismo...eu já vos combato( em termos ideológicos, claro) há muitos anos e em muitos lugares e mesmo sob ameaça , não me conseguiram amedrontar.
      Olhe chame a STASI...aí que medo...

      Eliminar
    20. Querida maluca das 19.14... vá rezar um santo rosário pela alma dos padres por esse mundo fora que violam crianças. Ou então não, mande-lhes a alma directamente para o inferno. A sua igreja infelizmente está bem mais cheia de podridão do que a vida desses novos marxistas.

      Eliminar
    21. Deus,Patria e Família! Estes são os princípios básicos de uma sociedade civilizada.
      Essa teoria de que discordar de uma minoria é crime, é a sua maior carateristica democrática. Então eu por não concordar com a sua visão de sociedade pratico um crime. Olhe faça queixa, mas ja lhe asseguro que não tenho medo,ja vos combati(ideologicamente, claro) em muitos momentos da minha vida e ate mesmo sob ameaça não cedi. Não vai ser agora que me vou amedrontar.
      Estou feliz por Trump ter ganho porque acredito que ele e sua equipa vão fazer um grande trabalho.
      E não vale a pena estar a alongar muito mais esta discussão, porque na realidade alguns de vocês são apenas e somente resultado de uma sociedade doente e perigosamente perto de um desastre monumental,mas tenham esperança o Bem sempre vence e as mudanças necessárias para evitar esse desatre civizacional ja começam a aparecer.
      Cumprimentos

      Eliminar
  28. A estas horas já é confirmado: Trump(a) vai ser o próximo presidente dos USA. E porquê? Porque ele é o resultado da desacreditação da democracia. Deste sistema politico que teve a sua era mas que agora esta em crise, em crise de valores, em crise de humanismo, em crise de politicas verdadeiramente sociais, em crise pela demagogia barata dos políticos, em crise pelas mentiras, pela corrupção, pelo roubo descarado... A DEMOCRACIA está muitoooo doente (como diria a MAFALDA dos livros do QUINO "O MUNDO ESTÁ DOENTE) e não há médicos especialistas em democracia que a tratem e que a curem. Por estas razões aparecem estes "seres" com estas ideias "iluminadas" que enchem a alma a quem esta decepcionado, em quem já não acredita. Fazem parecer que o que dizem é a salvação que é uma abordagem diferente e que a CULPA está nos outros. E os outros são todos aqueles que Trump(a) enumerou como alvos a abater. Não não são, esses são mais um produto desta democracia doente. Veja-se o que esta a acontecer por todo o mundo, na Europa por exemplo, grupos de extrema direita a proliferarem e a ressurgiram com toda a força por todo o lado: na Alemanha, na França, em Inglaterra... e mais e mais! Mais uma vez é a reacção à doença da democracia, digamos que são os efeitos colaterais desta doença... e não há médicos especialistas! Estou ainda sob efeito de uma valente injecção de incredulidade com um misto já-suspeitava-que-isto-ia-acontecer! Será que a palavra esperança vai ter valor? Ou vai sair do dicionário? Será que os médicos especialistas em democracia vão começar a aparecer? Uma coisa é certa, nossos filhos e netos vão ter uma tarefa hercúlea em "curar" muito do que nós (minha geração por exemplo) estragamos e contaminamos.

    ResponderEliminar
  29. Por cá, tendo tanto especialistas em política externa, dá para ver como nos comportamos nas eleições: abstemo-nos. Como povo também somos um belo estudo sociológico. A vantagem para os outros povos? Ninguém se importa com o que fazemos em casa e fora dela.
    Quanto aos EUA...perderam um Bernie Sanders.
    Agora? Que venham as promoções de Natal, que nós somos como os bebés: dados às raivinhas semanais.
    M. Lopes

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. palmas, a única coisa que me ocorre às suas palavras

      Eliminar
    2. Eu acho que se a Hillary e o partido Democrata na NDC não tivessem sabotado o Bernie, ele teria ganho as primárias e consequentemente as eleições. Quem conhece o percurso da Hillary, em particular nos últimos 15 anos, percebe que é uma assassina, que fomentou conflitos e guerras pelo médio oriente (Líbia, Síria, etc), e agora preparava-se para fazer o mesmo com a Rússia. O povo escolheu entre um mal conhecido e uma incógnita. E sim, acho que a probabilidade de uma guerra mundial é superior com a Hillary do que com o Trump, apesar de tudo.

      Eliminar
    3. Anónimo das 23.05h, é mesmo isso! O Trump pode ser muita coisa, pode ter dito muita coisa politicamente e moralmente incorreta. O mundo está contra o Trump porque viu o espetáculo que ele deu na campanha, mas não sabe do espetáculo que a Clinton tem vindo a dar... são prendas dos Emirados Árabes Unidos (que financiaram o 11 de setembro e financiam o Daesh), são ideias ridículas para calar o Assange (queria mandar um drone para Londres para atingir a embaixada do Equador) e são as jogadas sujas durante a campanha (falcatruou as primárias do partido dela e ainda tentou, e conseguiu, manipular as primárias do adversário).
      Sendo sincera, o Trump pode ser o pior para os americanos, mas não é o pior para o mundo.
      Se as pessoas fossem mais informadas e menos histéricas talvez pudessem opinar.

      Eliminar
  30. O Obama não fez nada, nos EUA a tensão nas questões raciais aumentou, as diferenças sociais são cada vez maiores e as pessoas estão saturadas de verem o esforço do seu trabalho traduzido em nada. Aliás como todos nós em Portugal, que vemos os nossos impostos desperdiçados, vemos corrupção que não é punida, vemos trapaceiros com reformas milionárias...é o vale TUDO. Numa altura destas, os extremistas acabam sempre por vencer, como já vimos ao longo da história. A próxima "bomba" será na Alemanha quando a Merkel sair de cena.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Não seja mentiroso! E o Obama Care, a protecção às minorias, etc...?

      Eliminar
    2. Joana não seja desonesta intelectualmente, pois o anónimo acima acertou em cheio!

      Eliminar
    3. Não seja mentiroso. Veja o que a administração Obama fez a favor de um sistema de saúde para todos, em prol das minorias, do ambiente, etc...

      Eliminar
    4. Vivo e trabalho na Alemanha e posso dizer que o anónimo não está muito longe da verdade. O medo faz destas coisas.

      Eliminar
  31. http://expresso.sapo.pt/opiniao/opiniao_ricardo_costa/2016-11-09-Trump-nao-e-o-principio-nem-o-fim-do-mundo.-Mas-e-outra-coisa

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Muito bom.
      Assustador, mas muito bom.

      Eliminar
  32. Também fiquei em choque. Mas como diz o ditado " venha o diabo e escolha!". A Hilary é muito falsa. Com ela também não ía ser bom. Quando As campanhas começaram lembro-me de ter comparado o trump com o nosso ALberto João Jardim - homem sem papas na língua e que diz o que quer sem medos e única preocupação (visível) foi a de dar o melhor aos seus conterrâneos. E vejam quanto tempo ele lá ficou. Claro que a dimensão, quer do país/ilha e responsabilidade mundial de cada um deles não é comparável. Aguardemos. Sem medos. Se ele acabasse de vez com a guerra nos países árabes era o meu ídolo.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Ele não diz o que quer, ele diz o que os outros - na sua maioria homens brancos pouco instruídos com medo de perder o estatuto - querem ouvir.

      E os EUA começaram a merda nos países Árabes. Pode agradecer-lhes pelo aparecimento do Estado Islâmico.

      Eliminar
  33. Conheço mais ou menos bem os americanos, não só devido as viagens aos EUA mas por muitos americanos fazerem parte do meu circulo de amigos...sempre esperei que Trump viesse a vencer as eleições...a falha nas previsões do mundo foi ver as eleições aos seus olhos e não pelos olhos dos americanos...E eles vêem o mundo de um modo totalmente diferente do que eu, tu ou qq europeu... vamos aguardar. E rezar.

    ResponderEliminar
  34. "Quando estive agora em Nova Iorque tive várias conversas sobre as eleições com os meus colegas de curso", citar isto e o incrível Obama foi o melhor do texto, é pena que não demonstre nada acerca dos EUA, porque New York, é uma ilha no pântano. Achar que os Americanos querem Obamacare,e pactos nucleares bonitos com direito a controle de armas e já agora imigração em massa é conhecer muito mal este pais, e os seus habitantes. Compreendo o choque mas esta é a América real, quer se goste ou não.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Tb gostei da parte dos modelitos da mulher do Trump :) Mas vindo da Pipoca até achei este texto bastante profundo lol

      Eliminar
  35. Ao anonimo das 9.34 , espero mmo que seja negro , e que matem o seu filho na sua frente por ter uma cor diferente , espero que seja homem para que escravizem a sua mãe, espero que tenha um filho gay, para que o matem igualmente.. espero que ele faça tudo que prometeu consigo ou com a sua família.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Pipoca não devias aceitar estes comentários. Para quê facilitar e até encorajar o ódio?

      Eliminar
    2. O seu discurso consegue ser pior do que a frase do Anónimo.
      Consegue perceber o que escreveu? Parece mostrar ser igual ao que parece tentar criticar. Ou então é imbecil e sem qualquer bom senso na escrita. E ainda critica o resultado das eleições?

      Eliminar
    3. Ei Anonimo, menos, muito menos ok?

      Eliminar
    4. Fugiu outro do Júlio de Matos (10h30)...

      Eliminar
    5. Tenha cuidado olhe que o Karma é tramado, todo o mal que desejamos aos outros volta a quem o desejou. Deus lhe ilumine a alma porque está negra.

      Eliminar
    6. A Pipoca não devia aceitar este tipo de comentários. É dar exposição e uma plataforma para expressar ódio.

      Eliminar
  36. O problema dos Estados maioritariamente hispânicos ou afrodescentes é que muitos deles não podem votar por não serem cidadãos americados. E provavelmente os vizinhos americanos destas pessoas os queiram ver pelas costas.
    #michelleobamaforpresident2020

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. pensei exatamente nisso, fora os casos em que dificultaram (e muito) as condições para os nativos-indigenas americanos votassem

      Eliminar
    2. Ora aí está!

      Eliminar
  37. Está explicado: os imigrantes são acometidos pelo síndrome de Estocolmo

    ResponderEliminar
  38. Passado o choque inicial, acho que agora precisamos é de calma. Também quando o António Costa formou governo (tudo na sua devida escala, é certo) vaticinaram quase que Portugal ia afundar. E não afundou! Nem vai afundar! É claro que o Trump candidato não será o mesmo com Trump presidente. Se se rodear das pessoas certas poderá, quiçá, até ser um grande presidente! Cá estaremos para ver. Agora, que muita coisa vai mudar, isso vai. Ah, e outra coisa, tanta feminista acérrima que por aí anda, mas esta noite, nem se viram!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Erm a sério? Está a comparar o Costa ao Trump? É que assim de repente não vejo ninguém na política portuguesa comparável ao Trump - talvez o gajo do pnr.
      O Trump é um nojo de pessoa, é abertamente racista, sexista e xenófobo. O homem que ele escolheu como vice-presidente é homofóbico, que acha que a homosexualidade pode ser "curada" com choques eléctricos. Eu sei que hoje em dia as pessoas só querem saber da parte financeira da coisa (embora o Trump não tenha dado UM único plano económico para os EUA). Mas acha que uma pessoa assim pode ser um grande presidente? Eu acho que ele nem um grande cagalhão pode ser.

      Eliminar
    2. Sou feminista (e acho que acérrima) e por cá ando, e não vejo o que quis dizer com isso

      Eliminar
    3. Eu não gosto do Costa mas não me atreveia a compará-lo ao Trampa, que não tem pejo nenhum em afirmar que agarra mulheres pela #pussy.

      Eliminar
    4. Qual é o seu problema com as feministas?

      Vários grupos feministas fizeram apelos ao voto, fizeram uma forte campanha anti-trump. Mas idiotas brancos com pila acham que o Trump vai fazer deles super-heróis.

      Eliminar
    5. Calma senhoras. Eu não fiz nenhuma comparação com o Costa em termos de personalidade ou em termos políticos. Apenas referi que, quando o Costa formou Governo, toda a gente opinou que era agora que o mundo ia acabar e não acabou (aliás, eu coloquei entre parênteses que era tudo nas suas devidas proporções). O que quero dizer é que é preciso as águas acalmarem, porque não me parece que o Trump candidato vá ser o mesmo do Trump presidente. Se qu o queria lá como presidente, não, não queria. Mas também não acho que ele vá fazer muros na fronteira do México, isso foi tudo fogo de vista para ganhar as eleições, na minha opinião (não retira o facto de ele ser xenófobo, e racista, atenção). Quanto às feministas, apenas partilhei a minha indignação, isto porque, muitas das que votaram Trump se calhar intitulam-se como tal e, no entanto, chapéu, nada de votar na candidata mulher, que, não só por ser mulher, era uma candidata melhor que o Trump. Não se ofendam, sim. Não disse nada de mal, apenas expressei a minha opinião. E, ainda que não seja a minha, quer queiram quer não, têm de aceitar também a opinião dos que consideram que o Trump é um querido de pessoa e que vai dar o melhor presidente dos Estados Unidos. Aceitem a opinião alheia sem sobranceria.

      Eliminar
    6. Comparar o Trump com o António Costa, é de bradar aos céus!!

      Eliminar
    7. A ileteracia é lixada... niguém comparou o Costa ao Trump...

      Eliminar
    8. Ileteracia é para rir?
      E foi exactamente o que fez no primeiro comentário. Comparou a situação de instabilidade de entrar um governo de esquerda numa situação complicada em Portugal, com a entrada de um porco racista num dos países mais influentes do mundo. A analogia saiu-lhe mal, acontece.

      Eliminar
    9. Homens com pila ? metade dos votos foram de mulheres brancas com mais de 45 anos

      Eliminar
    10. Não minha querida anónima das 00:53, iletaracia é por terem comentado que eu estava a fazer comparações entre o Trump e o António Costa. A comparação foi no sentido do prenúncio do drama e do horror que se fez na altura e que, agora, volvidos 1 ano, ninguém se lembra e tudo andou para a frente. Entende? As pessoas não sabem interpretar o que os outros escrevem, o que é uma pena. E mesmo que eu apoiasse o Trump, o que não acontece, só tinha era de acatar a minha opinião. Se eu gostasse do "porco racista" isso só a mim me dizia respeito, e as outras pessoas só tinham era que acatar. Cá estaria para sofrer as consequências desse "porco racista". Já agora, chamar-lhe racista é uma coisa, "porco", já me parece ofensa. Não ofendam as pessoas, a sério, é tão feio.

      Eliminar
    11. Fofa, a sério... é iliteracia, não ileteracia. E depois disto acho que não vale a pena falarmos mais. Fez uma má analogia, e as pessoas interpretaram da maneira correcta de acordo com as figuras de estilo do Português.
      Btw, eu chamo a um homem que disse isto - http://www.telegraph.co.uk/women/politics/donald-trump-sexism-tracker-every-offensive-comment-in-one-place/ - de porco e muito, muito mais.
      E já agora, feio é ileteracia... A sério, ainda me estou a rir!

      Eliminar
    12. A anónima teve que ir ao dicionário ver também, porque acima também não reparou... já agora, iliteracia, não é o mesmo que dar erros de gramática. E sim, continuo a achar que não compreendeu o sentido do que escrevi. Se quer continuar a chamar nomes ás pessoas, então continue. Isso para mim também tem outro nome, que é falta de educação. E isso sim, é que é feio. Iliteracia, quanto muito, é apenas isso mesmo, iliteracia, agora má educação já são valores que não se aprendem na escola. E com osto me basto. Cada vez tenho menos paciência para pessoas que só vêm aqui chatear os comentários alheios.

      Eliminar
  39. Não me choca o facto de Trump ter ganho, muito do que ele disse muitos americanos pensam só que não dizem com medo de represálias.Ele disse muita coisa que muitos americanos pensam e também muitos europeus,basta ver a extrema direita que está a crescer no norte de Europa e também na França através do Le Pen.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Verdade! A Marine Le Pen tem muiiiitos apoiantes em França e isso é preocupante :(

      Eliminar
    2. Anónimo das 14.21 - e muitos são imigrantes portugueses ou luso descendentes, o que é ainda mais preocupante.

      Eliminar
    3. A Marine Le Pen está muito feliz e isso diz tudo, só os cegos não querem ver...

      Eliminar
  40. «Gente que antes só pensava ou o dizia baixinho, muito baixinho, agora não tem vergonha de o dizer alto e bom som. Porque se um candidato a presidente dos EUA pode verbalizar publicamente os seus pensamentos racistas, xenófobos ou misóginos, porque é que eu não posso?»

    Isto. Acima de tudo o resto, isto é o que me deixa nauseada. A amplificação e legitimação de discursos de ódio. O retrocesso civilizacional que isto implica.

    Hoje é um dia muito triste :(

    Catarina

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Porque toda a gente devia poder verbalizar os seus pensamentos por muito estúpidos e ofensivos que possam ser. Chama-se liberdade de expressão e é um valor que anda a ser bastante maltratado actualmente pelos controleiros de serviço do politicamente correcto... que é o maior tumor da Ocidente actual.

      Eliminar
    2. Marta, claro que toda a gente pode dizer o que pensa, incluindo coisas racistas, xenofobas e misoginas. Mas, pessoalmente, prefiro que aqueles que me representam tenham outro tipo de discurso. A Marta nao?...

      Relativamente ao "politicamente correcto", parece-me que resulta sobretudo no seguinte: certo tipo de bujardas alarves, que antes eram recebidas com benevolencia, agora sao alvo de um olhar mais critico. Nao vejo isso como um problema, quanto mais como um tumor...

      Catarina

      Eliminar
    3. Marta saraiva, errado. Nem todos os pensamentos podem ser verbalizados, pq há uns que por acaso constituem tipos de crime, e o limite para a liberdade de expressão, é precisamente não invadir a esfera jurídica de outrem. Além de que liberdade de expressão nunca pode ser confundido com ódio racial. Queria ainda acrescentar antes que venha para aqui debitar que isto é só a minha opinião e vale o que vale, que isto é o que se pode ler em acórdãos dos tribunais, manuais de jurisconsultos, e o que se aprende nas melhores faculdades de direito.

      Eliminar
  41. Make América great again! Go Trump…go go go :)
    Ainda vão engolir tudo o que prai dizem…

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Vamos ver se não é o anónimo que tem que engolir em seco esse entusiasmo, só tenho pena de quem tem alguma inteligência e que vai apanhar por tabela...

      Eliminar
    2. America is already great.
      #makeamericastupidagain

      Eliminar
  42. Basta ler esta caixa de comentários para deixar de ficar surpreendida com o resultado das eleições norte-americanas.
    Muito triste mesmo.
    Se em Portugal houvesses um Zé Trump, aposto que também seria eleito 1º ministro...

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Esta gente, votou duas vezes no Cavaco Silva. Não é preciso aparecer um Zé Trump.

      Eliminar
  43. Não sei se ache que os americanos são só parvos ou se o Trump lhes fez uma lavagem cerebral, intelegentissima por sinal

    Já que os hashtags estão na moda..

    #prayforUSA

    ResponderEliminar
  44. "Nunca, nos meus piores pesadelos, achei que este homem tivesse sequer hipótese"

    Oh tola pipoca... o problema é mesmo este. Não o levaram a sério. Ele podia ganhar, tinha muitas e sólidas hipóteses, por mais que os New York Times o desvalorizassem ou por mais concertos que o Bon Jovi fizesse.
    Ele não é tolo, burro ou incompetente.
    Ele apela aos sentimentos básicos das pessoas, o medo, o desespero. Vota trump quem acha que fazer dieta resolve os seus problemas, ou que comprar um vestido novo é um objectivo de vida.
    Trump sabe o que faz, ele transformou as eleições num imenso reality show, e todos nós fomos participantes activos.
    Entraram no seu jogo, de tweets, fotos no instagram eposts fúteis e sem conteúdo no fb. Cheios de clichés e lugares-comuns... como este que acabou de escrever.
    Sim, há quem se reveja nele e no que diz. Também há quem acredite que as suas respostas simples resolvem os seus problemas complexos.
    Trump sempre esteve na corrida. As suas mensagens básicas é aquilo que o mundo come. Ninguém tem pachorra para ler programas eleitorais ou assistir a debates de 2 horas. As pessoas querem é tweets fortes e imagens marcantes. Guess what, Trump dá isso e muito mais.
    Oh tola pipoca, Trump não é o mais perigoso, naquele Congresso há gente bem pior, que substitui a Constituição pela Bíblia, que é demente e sem valores. Esses a pipoca não conhece ou não escreve, porque não se terá cruzado com eles na sofisticada NY, ou porque não têm conta nas redes sociais.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Sendo "tola" igual a "ingénua", concordo completamente.
      Fomos todos tolos, os Media também, pois nunca acreditámos que ele teria hipótese. E quando a coisa começou a ficar mais séria, continuamos a ser tolos.
      Não gosto dele, mas ele foi brilhante na sua actuação. Conseguiu exactamente o que queria. Caímos todos.
      Mas acredito que ele vá ser engolido pelo Senado. No entanto, engolido ou não, já conseguiu o que queria.

      Eliminar
    2. Sad, but true...

      Eliminar
  45. O incrível Obama usa drones para bombardear territórios vários...

    Pois é, não há nenhum #PrayForDamasco, não conta.

    ResponderEliminar
  46. Realmente tanta preocupação??!! Haja paciência, não têm coisas sérias para se preocuparem?

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Espero que nunca tenha que mudar o seu discurso...Não está a entender? Pois mas eu também não me apetece explicar :(





      Eliminar
    2. O anónimo vive como a avestruz com a cabeça enfiada na terra. Só pode. A escolha para presidente americano afecta-nos a todos. E é preocupante.

      Eliminar
    3. Você é estupido?

      Eliminar
    4. Este anónimo é só mais alguém não informado que pensa apenas em si e no seu quintal, sem noção do impacto do que acontece a nossa volta. Já lia qualquer coisinha não???

      Eliminar
  47. Estou aterrorizada com isto. Não pela eleição de Trump directamente, mas por ter ganho a consciencia da quantidade de pessoas que existem a acreditar e concordar com o que ele diz. Há mesmo esta quantidade de gente homofóbica, xenofobica, contra as mulheres, etc e tal? Parece que sim. E isso aterroriza-me. Assusta-me, cada vez mais, viver neste mundo. Assusta-me a ideia de ver os meus filhos a crescer neste mundo de intolerância e ódio.
    A única esperança que tenho é que ele se revele menos mau. Que tenha sido, quase tudo, um enorme plano de marcar um posição - mesmo que má - e que ele se revele uma pessoa mais ponderada. Pode ser a minha enorme vontade de que isso aconteça a falar mais alto, mas o discurso da vitória pareceu-me muitíssimo mais controlado do que o habitual. E talvez haja esperança nisso. Nem que seja que ele tenha escolhido um menos-mau conjunto de pessoas para o acompanhar. Sei lá. Estou mesmo com muito medo. Fodasse.

    ResponderEliminar
  48. A extrema-direita voltou. E voltou com as promessas e as mentiras de sempre. Pelos motivos de sempre :(.

    ResponderEliminar
  49. Vivo nos EUA ha 5 anos e estou chocada e triste. Claramente ha 2 Americas, a America onde ja vivo (NY, Chicago, CA) e a America rural, profundanente ignorante e ultra.conservadora que em masssa compareceu as mesas de voto e elegeu Trump. Acho absurdo passar de um Obama, incrivel sim, bem preparado, serio, com as prioridades correctas para este palhaco do Trump que nunca exerceu nenhum cargo politico ou militar.

    ResponderEliminar
  50. Não sou a favor do Trump, mas pelo menos irá governar por ter ganho as eleições e não como aconteceu em Portugal, em que o Costa perdeu e está a governar e a endividar-nos mais todos os dias.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. http://www.jn.pt/mundo/interior/hillary-teve-pelo-menos-mais-140-mil-votos-que-trump-5489302.html

      Eliminar
    2. http://www.jn.pt/mundo/interior/hillary-teve-pelo-menos-mais-140-mil-votos-que-trump-5489302.html

      Eliminar
    3. Está errada. Trump não ganhou as eleições. Trump perdeu por voto popular. Mas ganhou por voto do colégio eleitoral. Vistas as coisas, vai dar ao mesmo que aconteceu com o Costa.

      Eliminar
    4. @Alexandra agradecemos o seu tremendo esclarecimento...sem a sua contribuição nem sabemos como é possível viver!

      oh senhora...vá-se lavar!

      Eliminar
    5. Lol anónimo! "Oh senhora...vá-se lavar!" Querem ver que temos aqui um Trump de trazer por casa...
      O anónimo não deve perceber muito de tas coisas dos Blogs com comentários aprovados antes de serem publicados. Eu explico. Quando a Alexandra comentou é bem provável que os dois comentários acima não estivessem ainda publicados. Vai daí a Alexandra comenta. E vem o anónimo e manda-a lavar-se!
      Não sei como é que a pipoca aceita estes comentários. Não deu opinião. Limitou-se a tentar maltratar outro comentador. Haja paciência.

      Eliminar
    6. Oh anónimo... vá-se tratar!

      Eliminar
  51. Acho que os americanos que nem votaram na Clinton nem no Trump (votaram naqueles candidatos mais pequenos digamos) deveriam agora fazer um exercício de reflexão e pensar naquilo que fizeram. Porque a Hillary perdeu muitos estados por menos de 100 000 votos, que poderia ter obtido desses. Mais, acho que chegou a altura de mudar o discurso político, porque este tipo de gente maluca com discurso extremista e volátil é aquele que mais apela às pessoas que estão numa situação desesperada

    ResponderEliminar
  52. O racismo e o ódio ganharam. Isto é muito triste

    ResponderEliminar
  53. Será tão dificil perceber que, a estrondosa e inesperada vitória de Trump na corrida à Casa Branca, se deve unica e exclusivamente a um estado de revolta social insconsciente dum povo que, não vê nele um solução credível, mas sim uma forma de protesto contra aquilo que os seus opositores têm vindo a fazer desde há longos anos a esta parte?
    Chamam de ignorantes ao povo que votou?????
    A unica ignorancia do povo é, a meu ver, a incapacidade de pensar nas consequências para o futuro, de um protesto que assenta no passado e presente....
    A única diferença entre os "ignorantes" Norte Americanos e o "inteligentes" Europeus, é que eles já se estão nas tintas para a diplomacia corrupta e nós, bem comportadinhos, nem sequer um livro de reclamações pedimos...
    AGORA, GRAÇAS A UMA CLASSE DE M**RDA (Politicos), VAMOS ATURAR O AMIGUINHO DO PUTIN 4 ANOS E REZAR PARA QUE O GAJO SEJA NO FINAL DE CONTAS, MAIS INTELIGENTE QUE OS ÍNTEGROS...
    è só a minha opinião...

    ResponderEliminar
  54. Eu deitei-me cedo e só soube os resultados hoje de manhã.

    Caiu-me tudo ao chão. Eu só dizia "Não... não... nãoooo!"

    Estou profundamente desiludida mas não estou chocada.

    Grande parte do povo americano é muito ignorante e mesquinha.

    Identificaram-se com o discurso de ódio do Trump. Ele disse alto e bom som aquilo que eles pensavam, ele prometia concretizar todos os seus desejos egoístas.

    O Obama foi um presidente excelente e só não concretizou mais coisas porque recebeu muita oposição por parte do Senado e das grandes empresas. É dificil mudar o mundo para melhor quando há tantos interesses económicos como obstáculo.

    Mas é assustadoramente fácil mudar o mundo para pior.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. A maior parte do povo americano votou em Hillary.Quanto ao discurso de ódio vá pesquisar o discurso de Churchill contra Ghandi, vai fazer Trump parecer um menino de coro ;)

      Eliminar
  55. O Costa está é a dar ao povo em vez de dar aos bancos e à Alemanha.

    ResponderEliminar
  56. Da mesma forma que foram os agricultores pouco instruidos que determinaram o Brexit, na America foram os agricultores, os mineiros e os trabalhadores das industrias do aço que elegeram o Trump. Ainda ontem um dizia que é um erro investir na educação poiso avo dele não tinha educação mas sempre teve trabalho... perante isto há pouco a dizer.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Metade dos que votaram nele foram mulheres brancas com mais de 45 anos...

      Eliminar
  57. Adoro que esta é a segunda vez neste milénio que um candidato (democrata) ganha as eleições por voto popular mas depois o colégio eleitoral diz que não, que afinal o vencedor tem que ser o republicano.
    Da primeira vez o Bush arranjou maneira de se enfiar no Iraque para tentar acabar o que o pai começou, com resultados desastrosos para o mundo inteiro. Espero que desta vez as consequências afectem apenas os EUA.
    E eu, se fosse americana, estava bem caladinha antes de proclamar o meu país "the greatest nation on earth". Quando o voto popular é quase que só para dncher chouriços a nação não pode ser assim tão magnifica.

    ResponderEliminar
  58. Anónimo das 23:05, concordo consigo. Devia ter ganho o Bernie Sanders. Acho que a história seria outra. Também acho que a Hillary gosta de guerra (não esquecer que a guerra é um negócio de biliões de dólares).
    Resta a esperança de que o Trump jogou o jogo de forma a garantir vitória e não acredite absolutamente em tudo o que disse e não faça absolutamente tudo o que prometeu fazer. Ainda assim, e mesmo que seja esse o caso, eu se fosse americana tinha vergonha. O homem apresentou-se como machista, sexista, racista, homofóbico, e houve momentos em que nos debates parecia literalmente burro e estúpido. Eu não conseguia votar numa pessoa assim...

    ResponderEliminar
  59. Os eleitores na faixa etária 18-25 votaram massivamente no partido Democrata, não "compraram" o discurso de ódio do Trump... Haja esperança no futuro!
    #michelleobamaforpresident2020

    ResponderEliminar
  60. Pessoas... O Trump (aka TRAMPA) ganhou novamente (isto aconteceu quando foi o Al Gore), devido à merda dos colégios eleitorais (sistema que está em vigor desde a idade da pedra). A maioria votou Clinton, fosse em Portugal e ela teria ganho. Portanto não culpem o povo que não foi votar, ou que as pessoas estão descontentes, ou bla bla bla bla... A mim indigna-me ainda mais que aquelas duas alminhas tenham chegado onde chegaram. Claro que entre um mal menor, prefiro a Hillary. O Trump quer um muro em volta dos EUA, a Hillary para entrar em guerra ou bombardear sabe-se lá quem, também deve ter ali um dedinho nervoso.

    ResponderEliminar

Teorias absolutamente espectaculares

AddThis