Pub SAPO pushdown

A Pipoca está loucaaa #156

terça-feira, novembro 29, 2016
Já falei várias vezes aqui no blog sobre o tema brinquedos e como eu acho que devem ser doseados. Falo da realidade cá de casa, óbvio, cada família saberá de si. É ponto assente que a maioria dos miúdos tem brinquedos que nunca mais acabam, ao ponto de nem saberem muito bem para onde se virar. Recebem uma data deles no Natal, recebem mais um carregamento no aniversário, depois é o Dia da Criança, e ainda mais um mimo da avó, e é ver a pilha a aumentar, a aumentar. Já comecei a fazer o anúncio do costume aos familiares: contenham-se nos presentes natalícios para o Mateus, não embarquem em loucuras, juntem-se vários se quiserem dar alguma coisa mais cara, é só um presente, não são dez, dêem roupa, dêem livros! Tooooodos os anos repito a mensagem e todos os anos sou ignorada. Lembro-me que no primeiro Natal o Mateus tinha cinco meses e pedi para não darem nada. Hã hã, chegámos ao fim da noite e contei quase 30 presentes. Moral da história,
vejo-me obrigada a esconder presentes e a distribui-los ao longo do ano, porque acho mesmo um disparate passar-lhe 20 brinquedos para a mão de uma só vez. Não só porque não vai dar valor a nenhum, mas porque não há espaço útil cá em casa para ele espraiar toda a tralha que tem. Assim vai recebendo um presente de quando em vez (ou quando descobre onde estão guardados) e fica realmente feliz quando, assim do nada, lhe apareço com um puzzle, com um carro ou com um jogo novo. Quando vai comigo às compras já sabe que não vale a pena começar com grandes pedinchices. A táctica dele nem é bem pedir, é mais olhar para um brinquedo e dizer "eu não tenho isto". Estão a imaginar o que é passar com ele num corredor de brinquedos no supermercado, diz umas 500 vezes "eu não tenho isto". Às vezes também vacilo e lá acabo por lhe comprar alguma coisa pequenina e barata.

Um dos sítios onde o Mateus mais gosta de ir é à Imaginarium. Acho que é uma espécie de paraíso na terra para todos os miúdos e ele não é excepção. É uma das minhas lojas preferidas para comprar brinquedos para oferecer e também gosto que lhe dêem brinquedos de lá, porque aliam bem o lado lúdico ao didáctico (e porque trazem aquele chupa-chupa maravilhoso, que sou sempre eu a comer). Muitas vezes entramos só mesmo para o Mateus dar uma volta e, de facto, as lojas são muito giras e apetece levar tudo. Acho que até os adultos ficam a olhar para aquilo tudo e a pensar que não era nada má ideia se pudéssemos recuar até à infância para poder brincar com aquelas coisas.

O Mateus tem vários brinquedos de lá, mas há três de que gosta particularmente:

Parking Beep Beep: além da eterna Patrulha Pata, cá por casa andamos numa fase muito "carros, carros, carros", e por mim tudo bem. Acho giro vê-lo a  fazer corridas, a passear pela casa com os carrinhos, a inventar garagens para os guardar, a criar plataformas. Este parque de estacionamento é um dos brinquedos de eleição do momento. Sobe com o carro, desce com o carro, levanta a barreira, desce a barreira, sobe no elevador, desce no elevador,  é uma vida naquilo. Até eu acabo a brincar com aquilo.



Caixa de Bombeiro: à conta do Marshal, da Patrulha Pata, o Mateus está prestes a dar-se como voluntário numa corporação de bombeiros. No Halloween comprámos-lhe um fato de bombeiro e completámos o disfarce com o kit da Imaginarium, que traz um extintor, um megafone, uma lanterna e várias outras coisas. De quando em vez lá aparece ele todo apetrechado, pronto a entrar em acção.



Peças de espuma para o banho: nem sempre dá, há dias que são uma verdadeira correria, mas tento que a hora do banho dê para descontrair e brincar um bocadinho. Por ele ficava três horas de molho, mas eu imponho um deadline: pode ficar a brincar até a água escoar toda. São só uns minutos, mas são os suficientes para espalhar os muitos animais de espuma e ficar ali entretido. A minha banheira virou parque de diversões, mas tudo bem.


Ora é precisamente por o Mateus adorar estes três brinquedos que, surpresa, surpresa, eu e a Imaginarium temos um de cada para vos oferecer! Yeaaaaaaaaahhhhhh! Para se habilitarem só têm de: 

1- Fazer um gosto na página de Facebook da Imaginarium;
2- Preencher o formulário abaixo até ao próximo domingo, dia 4 de Dezembro (permitida apenas uma participação por endereço de e-mail, participações repetidas não serão consideradas).

Os vencedores serão escolhidos aleatoriamente através do Random.org. Boa sorte!!!

Relativamente ao passatempo Zori da semana passada, os vencedores foram:
Catarina Torres, Coimbra
Elsa Mora, Oeiras
Luisa Vaz Pinto, Vila do Conde


37 comentários:

  1. Pipoca se tens tanta "tralha" de brinquedos que pela tua descrição são até demais podias fazer tipo uma doação ou assim para tantas crianças que não podem ou não têm nenhum. É só uma dica. Bjinhos

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Já fazemos isso lá em casa regularmente. De tempos a tempos o Mateus escolhe os brinquedos que já não usa tanto e damos a uma instituição.

      Eliminar
    2. ok, claro que não tens obrigação mas pronto. Obrigada :)

      Eliminar
    3. Isto vindo dias depois de um post acerca de uma loucura de um patrulheiro com o pvp acima dos cem euros! Got it...

      Eliminar
  2. Vou participar, a ver se ofereço qualquer coisinha ehehe Lembro-me de em pequena adorar entrar naquela portinha pequenina da Imaginarium...

    www.thesandrafaela.blogspot.com

    ResponderEliminar
  3. Não participo no passatempo porque não tenho crianças a quem dar e certamente haverá gente a quem os prémios fazem mais falta, mas apenas quero dizer-lhe que adoro a envolvência para com os produtos que cria nos seus passatempos. Podia simplesmente ser um post de "ora pois bem a Imaginarium enviou-me estas coisas, quem quiser é favor de botar like", mas não, na realidade faz-me imaginar o Mateus a brincar com a garagem, ou mascarado de bombeiro. É isto, apenas quis partilhar e demonstrar a minha admiração.
    De facto não é à toa que é a blogger com mais sucesso em Portugal.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Totalmente de acordo! Podia apresentar o passatempo para despachar mas não, preocupa-se em contextualizar, dar exemplo pessoal... tornando o post muito mais interessante.

      Eliminar
  4. Isto tudo escrito por alguém que há dias mencionava a intenção de comprar um brinquedo de mais de 100 euros para um miúdo de 3 anos(?).

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. No que é que uma coisa invalida a outra? O camião da Patrulha Pata será oferecido por várias pessoas. Ainda que não fosse, prefiro dar-lhe um brinquedo que ele queira mesmo (ainda que seja mais caro) do que 200 aos quais não vai ligar nada (e para os quais não temos espaço).

      Eliminar
    2. sim, porque o vai dar imennnnnssoo valor ao patrulheiro nos próximos 365 dias... oh francamente!

      Eliminar
    3. pessoas cansativas... oh francamente!

      Eliminar
    4. Get a life... Invejosa

      Eliminar
    5. Dá logo para ver que não tem filhos.

      Eliminar
    6. Cada um sabe da sua vida e da sua carteira! Ora que grande treta, era o que me faltava não comprar X ou y por solidariedade com quem não pode comprar igual. Mas em que mundo vocês vivem mesmo?!?
      Eu vou oferecer ao meu marido um lego de Star Wars que custou 500€! Com todo o gosto porque ele merece, vai adorar construir a death star e além do mais eu posso, nada temam que a factura não vai para a vossa casa, oh cambada de invejosas!!

      Eliminar
    7. Por acaso achei que era comentário de quem tinha filhos! Eu, como não tenho filhos, consigo comprar presentes mais carotes aos meus sobrinhos e adoro vê-los contentes a brincar! Acho que as pessoas devem comprar o que querem e podem. Triste é ver pais com iphones que se recusam a comprar brinquedos mais caros aos filhos porque acham que não vale a pena gastar tanto dinheiro com uma criança...

      Eliminar
    8. O que para uns é caro, para outros pode não ser, isto depende da capacidade financeira de cada pessoa. E cada qual gasta o dinheiro onde bem lhe apetecer, eu penso assim. Podemos não concordar, mas não temos nada com isso, nem devemos criticar. Eu gosto de viver num País onde ainda há poder de compra, é bom sinal, triste seria viver naqueles países onde se vive muito mal, isso sim.

      Eliminar
    9. Ó anónimo das 18h58,não sei porque é triste ver pais de iphone que se recusam a comprar brinquedos caros aos filhos?! Ridículo são pessoas que acham que por comprarem um brinquedo caro fazem uma criança feliz! Eu sou mãe iphone e recuso-me a comprar brinquedos caros aos meus filhos e alimentar consumismos sem sentido de miúdos que vêm demasiada televisão e panda.
      Gosto de lhes comprar livros bons, brinquedos didáticos,bons filmes e surpresa das surpresas: não me pedem nada e são felizes! Porque nos tempos livres não os enfio em centros comerciais e não consomem publicidade do panda e folhetos da toys r us. É preciso bem pouco para uma criança brincar e ser feliz

      Eliminar
  5. Tenho três filhos e a regra sempre foi banhos sem brinquedos. Os banhos são sempre de chuveiro e bastante rápidos. A pista de carros acho muito bebé (mesmo para 3 anos) portanto a opção seria a caixa de bombeiro.

    ResponderEliminar
  6. Francisca Pereira29 novembro, 2016 14:56

    Tenho uma dúvida em relação a este e a todos os passatempos do blog no geral... É necessário que o nosso e-mail seja o mesmo e-mail que está associado à conta do facebook? Porque no meu caso eles não coincidem (e presumo que haja mais pessoas na mesma situação), e portanto não sei se conseguem confirmar que efectivamente fiz like na pagina da marca.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. E quem nem tem FB fica automaticamente eliminado?

      Eliminar
    2. Questão pertinente! Também é o meu caso e nunca pensei nisso. Se tiver que ser o mesmo e-mail então é que nunca vou ganhar nada!!

      Eliminar
    3. Tenho a mesma duvida

      Eliminar
    4. Os likes na página são pedidos só porque sim, ninguém vai realmente confirmar se todos fizeram like. E se forem, no maximo pesquisam o nome. Por isso basta que o nome corresponda.

      Eliminar
    5. Não é preciso verificar se toda a gente fez like... Basta verificar a primeira pessoa da lista aleatória do random.org, se não tiver like verificar a segunda, a terceira, até encontrar uma que de facto tenha o like

      Eliminar
  7. Nós umas semanas antes do natal fazemos sempre uma arrumação, digo á minha filha que com tanta tralha acumulada o pai natal não lhe trará nada e ela seleciona tudo comigo! Uns para guardar, outros para dar e o que não presta vai para o lixo. Quando começam os jantares de natal, temos por hábito já ir trocando prendas: tipo dia 18 vamos a casa dos amigos, já lhes damos as prendas e recebemos também, por aí fora até ao dia 24. São muitas coisas á mesma, mas ao menos vão recebendo aos poucos e ficam sempre felizes. Dia 25 os únicos presentes abertos são os do pai natal! Beijinhos e feliz natal pessoas! :)

    ResponderEliminar
  8. Lá por casa também lhes digo que têm que escolher pelo menos dois brinquedos cada uma para dar a meninos que não têm muitos brinquedos e eles aceitam fazê-lo, outras vezes sou eu que faço uma arrumação e as coisas pelas quais eles já não se interessam ou os brinquedos mais de bebes já dei tudo, neste caso, acabamos por dar a famílias mais carenciadas que conhecemos e que vivem perto dos meus pais! Lá em casa tenho a agravante de que ao serem 2 (gémeos) acaba por vir sempre tudo a dobrar, quando digo a dobrar não quer dizer brinquedos repetidos, tanto nós como a maior parte das pessoas dão brinquedos diferentes precisamente para que possam partilhar entre eles, mas não deixam de ser brinquedos a dobrar (embora eu muitas vezes eu sugira que deem um presente e digam que é para os dois, mas o conselho não resulta), embora eu muitas vezes o faça e resulta perfeitamente, eles sabem quais são os brinquedos de um ou de outro, quando querem trocar sabem que têm que pedir ao irmão e vice-versa e quando o brinquedo é dos dois sabem que têm que combinar como partilhar e resulta bem, porque ou fazem os acordos ou não há brinquedos para ninguém. Também prefiro comprar-lhes só um brinquedo melhor que eles querem mesmo do que enchê-los que mil e um bonequinhos (já no ano passado pediram legos ou coisas da Playmobil e este ano a saga continua com os legos "pequeninos) como eles dizem), durante o ano às vezes lá pedem uma caixinha de legos e eu vou dando uma a cada um daquelas mais baratas e disse-lhes que as grandes teriam mesmo que pedir ao pai Natal porque eram muito caras e não tínhamos dinheiro para comprar, portanto andam há cerca de um ano na expectativa de virem a ter uma caixa de legos das grandes, por isso os presentes deste ano da nossa parte serão mesmo uma caixa de legos das grandes, são caras, mas é o que eles querem e se por norma quando se portam bem o Pai Natal oferece o que eles querem vamos fazê-lo com todo o gosto. Por ex. os meus pais têm por mania comprar os presentes com antecedência e antecipam-se à carta ao Pai Natal, depois quando abrem os presentes que o Pai Natal deixou no dia de Natal, abrem uns que correspondem aos pedidos e outros que nem por isso e depois dizem "mas eu não pedi isto", do tipo, nem sei porque é que ele pensou que eu ia querer isto se eu nunca pedi e mostram-se completamente desinteressados e claro depois anda a minha mãe de volta deles literalmente a impingir-lhes o brinquedo que ela lhes deu para ver se eles se entusiasmam, apesar dos avisos este ano vai acontecer o mesmo, aposto, com a agravante de que eles agora com 6 anos já têm resposta na ponta da língua para tudo...e lá vou eu ter que inventar que não obstante aqueles brinquedos não estarem na lista deve ter sido um extra ou coisa do género...hihihi

    ResponderEliminar
  9. Pipoca,

    O que um amigo meu faz é, depois de dar as prendas aos filhos, diz para eles escolhem um deles para doarem a uma instituição.
    Acho esta ideia bastante boa! Não só estão a doar um brinquedo completamento novo (que não ia fazer diferença para os filhos) fazendo outras crianças felizes como também incentiva o espírito de solidariedade nos filhos.

    Fica a sugestão.
    Resto de bom feriado

    ResponderEliminar
  10. prolemas de netos únicos, filhos únicos (ou quase), etc... quando há muitas crianças na família isso passa!!

    ResponderEliminar
  11. Isto vindo de uma mãe que poderia começar por dar o exemplo e não ter uma gaveta cheia de óculos de sol, por exemplo.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Ahahahahahahaah...Oh pá! A sério que há pessoa assim?

      Eliminar
    2. Oh Pipoca, as suas respostas a estas pessoas azedas são o MÁXIMO!!!!!!!!!! Admiro-a tanto por isso, pela sua capacidade de resposta, eu não teria essa capacidade, parabéns por conseguir.

      Eliminar
  12. Espero conseguir estes brinquedos para o meu príncipe :)

    ResponderEliminar

Teorias absolutamente espectaculares

AddThis