Pub SAPO pushdown

Fotografar em Nova Iorque (e na vida, assim em geral)

sexta-feira, outubro 28, 2016

Muita gente me tem feito perguntas sobre o curso de fotografia que estou a fazer aqui em Nova Iorque: porque é que escolhi este, onde é, quanto tempo dura, quanto custa, etc e tal. Ora bem, em primeiro lugar, é óbvio que não é preciso sair de Portugal para se aprender fotografia. Fiz vários cursos bons aí e até há alguma escolha, pelo menos em Lisboa. Para quem quer começar, acho até preferível que o façam em português, para que percebam bem a parte técnica e as noções básicas de fotografia. Se não tivesse vindo já com essa base acho que chegava aqui e ficava um bocadinho a apanhar do ar, até porque sou a única estrangeira na turma e a professora não abranda o ritmo por minha causa. É sempre a abrir. 


Então porque é que vim? Vários motivos: porque continuo a achar que me falta muito conhecimento técnico, porque as viagens estavam em conta (400 e poucos euros), porque tinha onde ficar, porque a estrutura do curso me pareceu interessante, porque tinha boas referências da escola, porque tinha a certeza de que, numa cidade como Nova Iorque, ia passar o tempo a fotografar, e porque acredito que todas as viagens nos abrem os horizontes. Gosto da troca de experiências com os meus colegas, de conhecer gente de outros meios, com percursos diferentes, essa parte é sempre muito compensadora. E tive sorte, calhou-me uma turma particularmente divertida e entusiasmada.

Estou a fazer o curso Photography I no International Center of Photography, com uma professora incrível, a Keisha Scarville. É um curso de introdução à fotografia digital, mas que não se fica pela trilogia "abertura/velocidade/ISO". Também damos edição, composição e tem uma enorme componente prática. Vamos para a rua fotografar em todas as aulas, temos trabalhos de casa, estamos sempre em movimento. Havia muitoooooos outros cursos que gostava de ter feito no ICP, mas as datas não coincidiam. Uma pena, porque aquilo é um mundo, espreitem o programa, que vale a pena. Mas também não são propriamente baratinhos. O meu custou 810€ dólares (cerca de 740 euros, e sim, fui eu que paguei) e dura quatro dias inteiros distribuídos por dois fins-de-semana. Penso que também há a versão diária, durante uma semana, mas escolhi este porque me deixava tempo livre para fazer outras coisas pelo meio. Estou a gostar mesmo, mesmo, mesmo muito.

Também me têm feito muitas perguntas sobre a máquina que estou a usar. Passei recentemente de uma Canon 6D para uma Canon 5D Mark IV, que é um maquinão brutal. Está acima do meu nível, ainda há muita coisa da qual não tiro partido, mas a ideia é que esta máquina me acompanhe por muitos e bons anos, assim Deus lhe dê muita saúde. A ela e a mim, já agora. Vou começar uns novos projectos e acho importante ter uma boa máquina (para fotografar e para filmar), mas é claro que para quem está a começar e só quer tirar umas fotos em viagens e pouco mais, se calhar não faz sentido um investimento tão grande em material, sobretudo se não souberem utilizá-lo. Baby steps. Há alguns meses falei-vos aqui de algumas novidades Canon e continuo a achar que, por exemplo, a compacta Gx7, é uma máquina muito, muito boa e versátil (custa cerca de 700 euros). Parece-me uma boa aposta, mas óbvio que a escolha de uma máquina depende sempre do objectivo que lhe querem dar, dos conhecimentos que já têm, etc e tal. É um bocadinho pessoal.

E pronto, é basicamente isto. Não estou a pensar tornar-me fotógrafa profissional, não estou a pensar fazer vida disto, mas é um hobby que me dá muito prazer e sobre o qual quero saber mais. Em Nova Iorque ou noutro sítio qualquer.

38 comentários:

  1. Parabéns pelo prémio de ontem pipoca! E parabéns também por não se conformar com o (muito) que alcançou e ir sempre em busca de mais conhecimento e experiências. Acho brutal ir para outro país fazer esse tipo de curso, até porque não só aprendemos outras técnicas na fotografia mas conhecemos outra cidade, outra cultura e não há preço para isso. Eu já vi uns cursos bem interessantes na minha área em Londres, mas infelizmente não tenho backup familiar para ficar com a minha filhota. Como faz essa gestão com o Mateus, pipoca?
    Bjs e tudo de bom para si!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Sem querer parecer agressiva na resposta, mas o Mateus não tem um pai? Acho que passa por aqui...

      Eliminar
    2. O pai também está em NY, talvez por isso tenha sido feita a questão..

      Eliminar
    3. Essa parte ficou no post anterior... Por favor, não vamos outra vez bater na mesma tecla.

      Eliminar
    4. Ora, fica em casa. Lava a loiça, faz a cama... e faz-se homem =)

      Eliminar
    5. Então se o pai também está lá, acho que respondeu à sua pergunta quando disse que não tinha backup familiar, a pipoca tem. Resolvida a questão. Não fazia a mínima que já se tinha debatido este NÃO ASSUNTO. Isto por vezes deve ser melhor que a revista Maria.

      Eliminar
    6. Não fui eu que perguntei, mas acho uma parvoíce estas respostas. Foi só uma pergunta! Há creches e atl's que ficam abertos até mais tarde, a pipoca pode usar esses serviços e a leitora inicial desconhecer que eles existem (isso já é uma ajuda, quando os horários dos avós/tios/amigos são complicados), pode recorrer a amas, a familiares, pode fazer uma "escala" e um vai buscar, outro vai por. Penso que a dúvida (legitima) tenha sido essa!

      Eliminar
    7. A sério? Ia deixar o puto onde, num hotel tipo o filme do sozinho em casa?! Acho que não é preciso pensar muito...

      Eliminar
    8. nada de pôr em causa coisa alguma... atenção ao batalhão de meninas escuteiras!

      Eliminar
    9. É que estas perguntas acabam por não fazer muito sentido. Parece um pouco óbvio que, se os pais vão viajar sem o filho, que este terá ficado nalgum lado. Com os avós, ou com outro familiar, com algum casal amigo próximo, o que for... Nalgum sítio ele ficou! A gestão será a de quem tem a possibilidade de deixar os miúdos com estas pessoas, parece um pouco evidente.

      Eliminar
    10. Pessoas que não têm mais nada em que pensar...
      Hilariante

      Eliminar
    11. Não há paciencia para estas perguntinhas de merda. A criança com certeza que ficou com os avós, como costuma ficar sempre que é necessário. Será assim uma coisa tão bizarra, não é normalississimo as crianças ficarem entregues aos avós (sempre que eles existem e têm disponibilidade para tal)??? Não percebo de que tocas saem estas pessoas que aqui andam... seres estranhos...

      Eliminar
    12. Mas, agora as pessoas que têm filhos são obrigadas a andar com eles atrás para todo o lado?!!! Não existem os avós, tios, padrinhos ou até amigos que possam ficar com eles de vez em quando para dar "descanso" aos pais? Por favor...

      Eliminar
    13. Anónimo das 21:43

      Às vezes não. Às vezes não há família e amigos para ficarem com os filhos e nesse caso é preciso andar com eles para todo o lado.

      Eliminar
  2. Acho que fazes muito bem, se tens oportunidade de o fazer, desfruta ao máximo, e já agora parabéns por teres vencido na categoria Lifestyle, no Blogs do Ano :)
    Beijinho

    ResponderEliminar
  3. Adoro as tuas fotos, acho que para além da questão técnica (na qual estás a apurar-te), tens um dom, e isso não se desencanta em nenhum workshop...

    ResponderEliminar
  4. Parabéns. És uma inspiração. Parar é morrer e conhecimento não ocupa lugar (pode custar caro, mas que se dane porque quando morrermos o dinheiro e os bens ficam mas vale gastá-lo e aproveitar enquanto estamos vivos). Uma vez mais, és uma inspiração!!

    ResponderEliminar
  5. Muitos parabéns!! Aprender nunca ocupa lugar e, sempre que possível, aprender com os melhores!
    Continuação de boa viagem/curso

    ResponderEliminar
  6. Muito bom! Há que tirar partido das coisas boas da vida! Parabéns por isso!

    ResponderEliminar
  7. Esse curso deve ser mesmo um sonho. Estou a gostar muito das tuas fotos Pipoca :)
    https://polythenepamblog.wordpress.com/

    ResponderEliminar
  8. NY deve ser uma das cidades mais fotografadas, e ter oportunidade de lá frequentar um curso deve ser uma óptima experiência. Vamos então esperar pelas fotos :)

    ResponderEliminar
  9. Tudo o que seja alguém se mexer para aprender mais é de louvar. Parabéns por não te deixares ficar, por estares sempre em luta. A verdade é que a tua vida já mudou e muito desde que começaste a escrever o blog. Estás sempre a batalhar por mais. Isso é fantástico. :)

    ResponderEliminar
  10. Então e cá em Lisboa o que é que nos indica?

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Depende um bocadinho dos objectivos. Já respondi a isto num comentário mais abaixo. =)

      Eliminar
  11. Muitos parabéns pelo prémio! Continuação de bom curso!

    ResponderEliminar
  12. Pipoquinha, devias mesmo era começar no youtube! Aposta nisso rapariga! Diverte-te por aí!
    CF

    ResponderEliminar
  13. Parabéns pelo prémio Pipoca! Fizeste lindamente em ir a Nova York fazer o curso! Estou a gostar muito de ver as tuas fotografias. Eu tenho a Canon Gx7 e ela é realmente fabulosa mesmo em vídeo.

    www.anafernandes.ch

    ResponderEliminar
  14. Olá, onde tiraste os cursos de fotografia em Lisboa? Já agora parabéns pelo prémio. E bom curso em NY, aproveita bem!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Fiz dois no IPF e dois com o Tiago Figueiredo.

      Eliminar
  15. Fazes muito bem! Se tens essa possibilidade e é algo que gostas, fazes muito bem!

    ResponderEliminar
  16. Fotografia... Sempre tive um grande interesse, mas infelizmente por falta de tempo para me dedicar e euros, deixei de lado.
    Fico muito contente que estejas a viver este momento, pois nem toda a gente pode! :)
    E realmente, na minha opinião, tu tens jeito para a Fotografia! Tens mesmo! E não é toda a gente que o tem! Tira partido disso!
    Parabéns e aproveita bem este momento :)
    Beijinhos

    ResponderEliminar
  17. Pipoca, podes recomendar cursos de fotografia em lisboa? sff :)

    Obrigada

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Cristina, fiz dois no IPF e dois com o Tiago Figueiredo. Pessoalmente, preferi os do Tiago. Os do IPF são mais técnicos, acho óptimos para quem quer aprender as bases. Os do Tiago têm uma componente mais artística, aborda muito o trabalho dele e de outros fotógrafos. Acho-os mais vocacionados para quem gosta da fotografia enquanto arte do que para quem quer aprender a técnica pura e dura. Depende um bocadinho dos objectivos de cada pessoa.

      Eliminar
  18. Olá, em Lisboa fiz um curso de iniciação com o MEF-Movimento de Expressão Fotográfica. Excelente em tudo! também, nos preços que não nos esmifram. Além do curso de iniciação (que também inclui edição e laboratório), têm módulos específicos e promovem viagem de fotografia documental a alguns destinos. Fui a Marrocos o ano passado e foi brutal. Procurem que vale a pena! Cristina

    ResponderEliminar
  19. Obrigada por partilhar as suas fotografias e dar aos seus leitores a oportunidade de as apreciar. :)

    Charlotte
    Blog (recente): http://singingwithcharlotte.blogspot.pt/

    ResponderEliminar
  20. Um curso de fotografia é aquela coisa que tenho na minha bucket list, mas a avaliar pelos custos, só daqui a uns aninhos

    ResponderEliminar
  21. Para quem gosta de fotografia, de street photography, de moda, lifestyle, etc, aconselho este blog:
    http://www.thesartorialist.com/

    ResponderEliminar

Teorias absolutamente espectaculares

AddThis