Pub SAPO pushdown

Fomos para fora cá dentro #3: Passadiços do Paiva

quinta-feira, setembro 01, 2016
Além de não termos destinos programados, nestas férias também não temos horários. Não há horas para acordar, não há horas definidas para chegar aqui ou ali, vamos só aproveitando o tempo como nos apetece. Ontem saímos dos Traços d'Outrora já tarde e, uma vez mais, sem rota definida. Por recomendação cibernética, fomos parar a um restaurante no meio do nada. Já estávamos a começar a achar que o GPS nos tinha mandado para o sítio errado quando demos com ele: Casa no Campo, na aldeia de Espinheiro (perto de Arouca). Não é muito fácil lá chegar (muitas curvas e caminhos apertados), mas vale cada centímetro percorrido, porque a comida é muito, muito boa, os preços muitíssimo simpáticos e a vista para a serra da Freita é incrível. Tem um relvado que é espectacular para pôr a criançada a queimar energias. Ou, no caso do Mateus, para se encharcar até aos ossos num canalzinho de água. Tudo tranquilo, é verão, está calor e há sempre roupa extra no carro.








Depois do almoço seguimos para os Passadiços do Paiva,  uma plataforma de madeira que acompanha o rio Paiva ao longo de oito quilómetros. Neste momento, e porque uma parte dos passadiços arderam, só é possível percorrer quatro quilómetros, com início em Espiunca. No caminho até lá demos conta da verdadeira dimensão dos incêndios. Pela televisão é impossível ter noção, por mais que se fale e se veja. Mas ali, ao vivo, damos conta do quão devastadores foram na zona de Arouca. Passámos por quilómetros, e quilómetros e quilómetros de área ardida, vales a perder de vista, uma área absolutamente gigantesca.  Eu só perguntava "mas como é que os bombeiros conseguiram dar conta disto?". É de uma tristeza imensa. =( Felizmente, ainda há muito verde e paisagens maravilhosas, mas é óbvio que se impõe mais prevenção e medidas mais pesadas.





Descemos até aos Passadiços e ainda bem que me lembrei primeiro de ir à net, caso contrário tínhamos um "Foz Côa parte II". A visita aos Passadiços é por marcação e é necessário comprar os bilhetes online. Tivemos sorte, porque ainda dava para marcar para o próprio dia.  E lá fomos. E valeu tanto, tanto a pena. Com o Mateus não deu para fazer o percurso de quatro quilómetros (mais quatro para voltar), por isso fizemos só uns dois ou três. Gostava muito de voltar para fazer o trajecto completo, quando estiver tudo aberto. Passámos por sítios maravilhosos, é mesmo um sítio de visita obrigatória.













O dia não deu para muito mais, por isso voltámos à estrada, a caminho do hotel. Tudo espectacular, se o GPS não nos tivesse enganado e não nos tivesse enviado para uma localidade com o mesmo nome daquela para onde íamos mas... a setenta e tal quilómetros do destino. Que bom. Nem tudo se perdeu, acabámos por passar por outras zonas giras. Já era hora de jantar quando chegámos ao Monverde, o hotel onde vamos ficar nos próximos dias e que é lindoooooooo.




29 comentários:

  1. Olá Pipoca, se der tempo para responder, onde tirou a foto da vaca Arouquesa? A paisagem não me é desconhecida! Obrigada beijinhos e continuação de boas férias...
    Obrigada por dar a conhecer a muita gente essas belas terras por onde tem passado... O nosso país é tão, mas tão lindo...
    Ah é verdade, adoro o seu blog, não perco um post! 😉

    ResponderEliminar
  2. Este ano também andei por esses lados. Dá realmente dó ver os kilómetros e kilómetros de área ardida. Também visitei os passadiços.

    continuação de boa viagem
    Partilhas

    ResponderEliminar
  3. Quero elogiar o facto de "incentivar" o descobrir o nosso país e novas aprendizagens (como o post que fez dos cursos). Será que, como num ano anterior aconteceu, pode partilhar quais as pós-graduações que tem em mente. Pode ser que sirva de ideias futuras para alguns

    ResponderEliminar
  4. Eu tinha feito tudo certinho, marcação, bilhetes comprados e ardeu um troço nas véspera de eu ir, este ano. Optei por ir para o litoral, mas ainda tenciono lá voltar.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Desc A Pergunta. .. mas devolveram o dinheiro dos bilhetes?

      Eliminar
    2. E.. Eu novamente. . Se não devolveram o valor poderia ter revertido para os bombeiros. ..

      Eliminar
    3. sou de Arouca , e pelo que percebi , podem usar o bilhete que tinham para outro dia . está aqui a explicação : https://www.facebook.com/passadicosdopaiva.pt/posts/1070656456343612

      Eliminar
  5. Também já andava com vontade de conhecer e apreciar os Passadiços. Many thanks pela dica :)

    ResponderEliminar
  6. Estes posts deliciosos em fim de verão estão a ser um marketing para lá de eficaz na promoção do turismo nacional <3

    Fico cada vez mais inspirada! Feliz setembro :)
    http://trendylisbon.com/

    ResponderEliminar
  7. Arouca é uma Vila Linda com paisagens fantásticas!!apesar deste ano ter sido muito mal tratada pelos incêndios que atingiram uma área enorme de floresta,é muito mais do que os Passadiços do Paiva, tem percursos pedestres muito bonitos. Vale bem a pena as curvas e contracurvas para lá chegar. Obrigada pela partilha. Boas férias!

    ResponderEliminar
  8. Ai Ai Ana, estes posts da viagem estão a ser uma tortura para quem voltou de férias agora! O pensamento que me ocorre é "Xiça, esta mulher tem que ser muito grata a Deus, ao Universo, sei lá a quem, por esta vida maravilhosa cheia de experiências e "riqueza"! Ao contrario de muitos anónimos esboço um sorriso à felicidade alheia! Tudo de bom, beijinhos! SD

    ResponderEliminar
  9. Ola pipoca! Sou a mesma pessoa que ha uns tempos lhe sugeriu esse passeio! Arouca de facto nao esta, em termos de beleza paisagistica na melhor forma mas com certeza que este calor humano que nos caracteriza :) recebeu bem a pipoca! Que orgulho saber que esteve tao perto de "mim" moro aqui mesmo ao lado do passadico! Bem haja pela visita e voltem sempre!

    ResponderEliminar
  10. Que lindas paisagens e parece muito tranquilo. O nosso país é lindo caramba!!!

    ResponderEliminar
  11. Pipoca. . Porque não vira guia ... ou seja cria um novo post #a pipoca vai para fora cá dentro... e com o apoio das câmaras conhece e promove. .. pense nisso. Estou a falar mt a sério. Seria uma forma de promoção mt boa. Sou funcionária numa.. podemos já começar pela minha cidade ;)
    C.

    ResponderEliminar
  12. Adoro a carinho do Mateus a olhar para o pai. Ternura pura!
    Felicidades aos 3.

    ResponderEliminar
  13. Que linda Paisagem e vista, as fotos ficaram o máximo. Deve ser um sitio muito inspirador. Adorei.Beijokas :)

    ❤ Célia Santiago
    Diário Feminino
    FacebookInstagramYouTube

    ResponderEliminar
  14. Já fiz os Passadiços duas vezes, ida e volta (a foto que tenho no perfil foi tirada a subir a enooooooooorme escadaria). Não é fácil, mas adoro a sensação de caminhar lá, a paisagem, tudo! E o banho de pó? Ui, demais! :) Hei de voltar. Lamento é a falta de civismo de algumas pessoas: a 1º vez que lá fui, em pleno verão, era ver grupos de pessoas que não se desviavam nem um bocadinho para que os outros pudessem passar! E vi outras a fumar e a apagar a beata com o pé. Agora, parece que há até quem se lembre de deixar a sua marca na madeira, escrevendo o nome e a data. Enfim...
    Recomendo para quem goste de caminhar, mas levem muita água e comida, porque o esforço é grande (no verão, também podem comprar a bela da bola de Berlim perto da praia do Vau). Cheguei a começar a contar os degraus, mas perdi-me (são mais de 1000). O percurso mais fácil é do Areinho para Espiunca (isto se fizerem só a ida porque, se for para fazer ida e volta, tanto faz).
    Se tiverem oportunidade, não deixem de visitar. É lindo mesmo.

    ResponderEliminar
  15. Pipoca tem que voltar a Arouca quando a vegetação voltar a rebentar e ficar tudo verdinho. Vai ver que vale a pena. Tão querido o Mateus. Como diria a Pipoca "raio de miúdo que só apetece engoli-lo"!

    ResponderEliminar
  16. As fotos são mesmo top!!! dá vontade de visitar!!
    A vossa família é um mimo! que continuem assim! <3

    ResponderEliminar
  17. Comi, nesse restaurante, o melhor cabrito de sempre!
    E eu era daquelas que dizia que só comia cabrito feita pela minha mãe!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Boa noite, a nível de preços, qual o preço médio por pessoa no restaurante?

      Eliminar
  18. O Mateus é definitivamente um miúdo lindo!!! Parabéns! :)
    E parabéns pela partilha das vossas férias no nosso belo Portugal!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Gosto muito disto, que lindo!

      Eliminar
  19. Obrigado Pipoca por nos contemplar com essas belas imagens, não conheço essa zona, nem os Passadiços, só pela televisão, e receio lá ir porque sofro imenso de tonturas, senão ainda seria uma viagem a fazer.

    ResponderEliminar
  20. Pipoquinha. .. a minha filha de 9 anos, talvez por me ver a ler o teu blog... decidiu que também quer ter um dela... help please.... ;) onde vou pesquisar.. e ha criancas com esta idade com blogs? Obrigada...

    ResponderEliminar
  21. Quem é da zona de Arouca sabe o crime que lá foi feito e que teve a assinatura dos bombeiros em baixo. Se não fossem os habitantes a defenderem o que era seu muito mais tinha ardido. É triste, muito triste.
    Infelizmente, a comunicação social não mostrou esse lado e o facto do incêndio ter passado um rio explica tudo.
    Quanto ao resto, o Mateus o que parece ter em simpatia tem também de matreirice! Família linda!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Enquanto a politica deles nao mudar nao podemos contar com eles pra nada. Ganham por area ardida! Nao e preciso dizer mais nada!

      Eliminar
  22. A tua família é linda, Ana. Será que um dia também poderei ter uma família assim? A vida é tão complicada... Parabéns pelo teu blog!

    ResponderEliminar

Teorias absolutamente espectaculares

AddThis