Pub SAPO pushdown

Então e como é que foi o roast à SIC Radical?

terça-feira, maio 24, 2016

Agora que já passaram praticamente duas semanas sobre o feito e que já recuperei os nervos perdidos, penso que posso dizer que correu bem. Que é o mesmo que dizer que não correu mal de todo. Ou que estava à espera que a desgraça fosse maior. Ou que não acabei vaiada e a levar com um tomate nas fuças. Tendo tudo isto em conta, foi óptimo. Não sei se expliquei aqui da outra vez, mas um roast é um espectáculo de humor particularmente agressivo em que se escolhe uma pessoa que será a vítima das melhores-piores piadas de um painel de convidados composto por humoristas e não só (veja, por exemplo, o roast ao Justin Bieber). Para além disso, todos os convidados têm também de fazer piadas uns aos outros, e não são propriamente mimos elogiosos, do género "amiga, esse cabelo hoje está o má-xi-mo" ou "que loucura de sapatos são esses?". Nada disso, quem lá vai sabe que está ali para dar e para levar, não há cá meiguice. Desta vez, a vítima do roast foi a SIC Radical, a propósito do seu 15º aniversário. Os convidados, para além de mim, foram o Rui Sinel de Cordes, o Salvador Martinha, o Carlos Coutinho Vilhena, o Dário Guerreiro, o Guilherme Fonseca, a Luísa Barbosa, o Hugo Sousa, o Jel, a Rita Mendes e o Pedro Boucherie Mendes. Quando me ligaram
disse logo que sim, porque sou fãzaça de roasts. Só depois é que a ficha começou a cair e dei por mim a pensar "mas que merda de ideia é que me passou pela cabeça para me meter nisto"? Para comecinho de conversa, não sou humorista. Depois, tenho zero experiência de palco. Ora estes dois factores somados são a receita perfeita para a desgraça. Porque se já é lixado estar de pé perante um São Jorge esgotado, estar de pé e ter de fazer rir centenas de pessoas é ainda mais li...é fodido, esqueçam o lixado, é fodido. O primeiro passo foi tratar do texto, depois logo via o que fazer aos nervos. Quando enviei a primeira versão para a produção, veio de volta com o seguinte recado "está muito soft, já lemos os textos dos outros convidados e estão muito mais agressivos". Pronto, vi logo ali o desastre a acontecer à minha frente, comecei a hiperventilar só de pensar nas coisas fofinhas que me iam dizer. Medooooooooo. Atirei-me novamente ao texto, mas sempre com medo de me esticar demasiado nas piadas. De facto, isto de não termos o título de humoristas limita-nos logo muito mais, nunca sabemos quando é que já estamos a esticar a corda. No final, acho que consegui chegar a um bom compromisso. Não era, de facto, um texto tão agressivo como o de alguns dos meus coleguinhas, mas tinha a ver comigo e com o tipo de humor que eu gosto. Na hora de subir ao palco achei que ia ter ali uma apoplexia nervosa, mas com as primeiras gargalhadas do público (por pena, provavelmente) consegui acalmar-me. Foi uma noite muito, muito divertida e gostei muito que me tivessem feito sair da minha zona de conforto. Ao ponto de, num momento de loucura que durou pouco, ter pensado que gostaria de repetir. Os meus colegas de palco foram impecáveis e apesar de durante o espectáculo me terem chamado tudo e mais alguma coisa (sacanas), as dicas que me deram antes e o apoio que me deram depois souberam mesmo muito bem. Obrigada também a todos os que estiveram no roast e me enviaram depois mensagens a dar o feedback, vocês são os maiores.

Entretanto, pedi a alguns dos meus colegas de roast que me dissessem que tal foi a minha prestação. Só quatro é que responderam, os outros ainda me devem odiar a esta hora! Aqui vai:

"Gostei muito da prestação da Pipoca no Roast, sobretudo porque a vi de costas e o som não me deixou perceber uma única palavra. Só pecou por ser demasiado longa. 10 minutos, demasiado longa, precisamente."
Dário Guerreiro

"Ai, o vestido da Ana Guiomar era horrível. Parecia um abajur com Trissomia 21! - Vêem? Não tenho jeito para comentar vestidos. Para dizer que sapatos estão na moda ou para ser a cara de um iogurte. Eu nem para cara das obras de Lisboa estaria apto a ser. Por isso, mais que surpreendente, foi divertido ver a Pipoca na posição de comediante de roast. Portou-se muito mal - que na gíria da coisa quer dizer que se portou bem. Tem timing cómico, acidez e confiança, por muito calmante que tenha tomado antes. Agora, querida Pipoca, promete-me que foi só uma vez. Não me apetecia que fizesses à comédia o que fizeste aos blogs: dominasses a coisa com concorrência à altura. É que eu só sei fazer isto. E mal. Obrigado."
Guilherme Fonseca

"A Ana num palco de comédia é o equivalente a eu passar um dia na rua com saltos altos, vestidos caros e carteiras de marca. A diferença é que ela só esteve num palco de comédia uma vez"
Hugo Sousa

"Dupla surpresa: não só aceitou o desafio, como percebeu do que se tratava. Em cima do palco parecia que fazia aquilo desde que pequenina. E se calhar faz mesmo".
Pedro Boucherie Mendes

 O roast irá passar brevemente na SIC Radical, assim que souber a data eu aviso. Até lá deixo-vos algumas fotos.








43 comentários:

  1. Muitos parabéns Pipoca. És a maior =)

    http://lifeworklive.blogspot.pt/

    ResponderEliminar
  2. Parabens Ana. Caraças, já quando contaste ao que ias senti e agora com este relato voltei a sentir em forma imaginária o teu pânico no antes e no durante, o medo de falhar, ser ridícula, arrepender. Enfim, a verdade é que todas as coisas que no final nos deixam satisfeitos e orgulhosos de termos tido a coragem de as fazer começam e decorrem assim. O sentimento após, quando corre bem, vale todo o antes. Fico a aguardar o vídeo completo ;)

    ResponderEliminar
  3. Continuas-te te a despir ? ou foi só o casaco ?

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. uma revisão nesse português não era tempo perdido...

      Eliminar
  4. Adoro este conceito. Não sei se viste o roast ao justin bieber mas aquilo foi mesmo forte e agressivo. Tirando Rui Sinel de Cordes, acho que nenhum dos convidados presentes teve estofo para isto mas quem sabe se não me vou surpreender quando vir.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Sim, a Ana dá o exemplo do roast ao Justin mas ela nunca viu... faz todo o sentido.

      Eliminar
    2. Eu acho que toda a gente esteve bem, excepto o Rui Sinel de Cordes. Se ele fosse dar milho às galinhas em vez de humilhar a categoria de "humor negro" por se considerar humorista de humor negro, estávamos bem.

      Eliminar
    3. Eu cá aposto, sem ter visto, que o Dário Guerreiro terá sido o melhor. Já o vi num roast e dominou a cena!

      Eliminar
    4. só mesmo para responder ali ao anónimo das 11:31, a Ana podia muito bem ter feito a referência ao roast ao Justin e não o ter visto efetivamente...sim, continuaria a fazer sentido na mesma. Não se enerve, querida

      Eliminar
  5. Bem, tava a ver que a qualquer momento a mama direita ia saltar-me pra cima! Cuidado lá com isso, chiça, ainda matas alguém!

    ResponderEliminar
  6. Parabéns Ana, quando menos esperamos, tu pow pow e surpreendes-nos! É preciso coragem, inteligência e um bom humor do caraças para estar em cima daquele palco. Go Pipoca!

    ResponderEliminar
  7. Parabéns, e estava muito bonita! :)

    ResponderEliminar
  8. Acho que o Rui Sinel de Cordes está aí a mais, fora isso estou super curiosa pra ver! Acho uma ótima forma de começarem os roasts em Porugal! :)

    ResponderEliminar
  9. "Parecia um abajur com Trissomia 21!"...isto é humor?! Not really.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Há quem diga que sim, que é. E que fica incomodado quando surge alguém que acha esse tipo de "humor" muito mauzinho. O melhor é sermos todos ovelhas e dizermos que sim também, não vá virem já com a coisa de que quem não gosta deve claramente à inteligência e não gosta porque não percebe este tipo de humor refinado.

      Eliminar

    2. É ignorância, (com alguma imbecilidade à mistura of course), mas muita ignorância.
      Se conhecessem pessoas com trissomia 21 não utilizariam isso como termo de comparação com o que quer que fosse. Pois saberiam que uma pessoa com trissomia21 pode ser tão bela como outra qualquer. Não é nenhum monstro nem nenhuma aberração.
      Mas para estes humorista (intelectuais até mais não e com high expertise em stand-up, roast, whatever) a ignorância resulta neste tipo de alarvidades.


      Mas a ignorância faz disto. Utilizar "estereótipos" dos imbecis como "adjectivo" de algo muito mau.


      Eliminar
  10. Já tinha a ideia que eras uma pessoinha que nao presta, que faz de tudo para aparecer e ser falada este kind of espectáculo deprimente onde o bullying até é admitido e incentivado, só veio confirmar as minhas suspeitas: de facto não prestas e não passas de uma saloia da província a tentar ser chique! Lamentável !!!!!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Tem toda a razão. É muito melhor fazer bullying nas redes sociais.

      Eliminar
    2. Está tudo dito sobre esta pessoa. Está tão irritada com a proveniencia da pipoca que nem se dá ao trabalho de aprender português. Eu sou contra o bullying, mas você é uma ressabiada muito burra!

      Eliminar
    3. Elaaaaaaaa, bolas bolas bolas... as gentes estão nervosas;)))

      Eliminar
    4. Falar de trapos e dar opiniao sobre os mesmos, se for negativa, nao se pode, mas criticar alguem por decidir experimentar algo novo ja e crime publico!

      Eliminar
    5. Ai pipoquita, e estavas tu nervosa... Para quem aguenta isto todos os dias, o são Jorge à pinha são "piners"!!!!

      Eliminar
    6. Este comentário é espectacular! Critica o bullying fazendo-o! Adoro uma boa ironia sem querer!!

      Eliminar
    7. "este kind of espectáculo" eheheh alguém está a concorrer para o "leitor mais parvo" e desconfio que temos um vencedor para a categoria de "o hipócrita do ano". Será que este meu comentário é bullying?

      Eliminar
    8. É verdade que este tipo de humor é um pouco agressivo sim, mas ali ninguém é obrigado a fazer o que não quer.
      Não é o tipo de espectáculo que me fascine (detesto o Sinel) mas aqui quem fez bullying for o Anónimo, ao dirigir-se à Ana?
      Consegue perceber isso?

      Eliminar
    9. "Bullying (AFI: [ˈbʊljɪŋ]) é um anglicismo utilizado para descrever atos de violência física ou psicológica intencionais e repetidos, praticados por um indivíduo ou grupo de indivíduos, causando dor e angústia e sendo executadas dentro de uma relação desigual de poder"

      Não me parece que seja bullying. Não estendam o bullying a tudo quanto seja falta de educação e/ou respostas agressivas sem justificação aparente. Isto não é bullying, ok? Faltam muitos requisitos constantes da definição, portanto começa a ser demais as pessoas chamarem bullying a tudo o que é simplesmente falta de educação, que é nitidamente o caso do Anónimo.
      Juntou-se o facto de alguém que não gosta da Ana (legítimo,não gostamos de toda gente) ser também agressivo e mal educado com ela num comentário que, até ver, foi único. E é isto.

      Eliminar
    10. Não podemos agradar pra todo mundo, né? Viva a diferença de opinião!!! Beijo

      Eliminar
  11. Não sou nada fã deste tipo de coisa. Mas tiro-lhe o chapéu, pipoca, por ter aceite o convite e se ter aventurado numa área totalmente diferente. Haverá, como o anónimo das 13:15, quem ache que a pipoca quer apenas aparecer e fazer -se notas. Já eu acho que foi corajosa e destemida.

    ResponderEliminar
  12. Acabaste de subir uns bons pontos na minha consideração...nunca pensei que aceitasses submeter-te a uma coisa destas. Muito bem! Espero que passe em breve porque quero muito ver isto.

    ResponderEliminar
  13. Eu sobre este tipo de humor, já sobre o decote da Ana tenho a dizer que é bem jeitoso (inveja da boa)

    ResponderEliminar
  14. Estou mortinha para ver pipoca acho que me vou rir à grande, adoro o teu sentido de humor ;)

    ResponderEliminar
  15. Pode dizer-me qual é a marca do top e das calças p.f??
    O look é fantástico
    Obrigada

    ResponderEliminar
  16. Quero mesmo ver!
    Gosto do Rui Sinel de Cordes (humor negro é como braços: uns têm, outros não! :P), do Carlos Coutinho Vilhena, do Salvador Martinha... e não esperava nada que a Pipoca se metesse numa destas! Desde já parabéns, que ser a única não-profissional do humor ali já deveria enchê-la de orgulho :D

    ResponderEliminar
  17. Pipoca tens silicone nas "maminhas"?

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. E novidades?!

      Eliminar
    2. Não... é algodão doce :)

      Eliminar
  18. Então Pipoca, metes silicone e não contas nada cá à malta? É que as tuas mamas eram bem mais pequenas.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Sim, porque ela tem de dar justificações aqui à malta.

      Eliminar
  19. Podias partilhar, sei que é um assunto privado mas é algo que também gostava de fazer e de conhecer a tua opinião sobre o processo :)

    ResponderEliminar
  20. Vi-te no S.Jorge. Fiquei nervosa por ti. Mas foste awsome! Depois foste para um na na avenida da liberdade onde eu tb estava. Estive ali uns 20 min a pensar se ia falar ccontigo. Mas estavas rodeada de gente e n quis incomodar. 😤

    ResponderEliminar
  21. Cara Ana, Foi uma das pipocas mais picantes do Roast! Parabens!

    ResponderEliminar
  22. So agora tive oportunidade de ver o roast. Estiveram todos bem, uns melhor que outros é claro, a Rita Mendes foi a mais fraquinha devia mostrar mais mamas. A pipoca mostrou que tambem tinha mamiminhas e tomates por se espor assim. Mas depois de ler os comentarios anteriores aquilo o habitual mas sem anonimato.

    ResponderEliminar

Teorias absolutamente espectaculares

AddThis