Pub SAPO pushdown

Pipoca Space Star

segunda-feira, abril 18, 2016

O que é que nós, mulheres, queremos de um carro?  Pergunto isto porque acredito que queremos coisas diferentes (bring it on, feministas). Se para a maioria deles são importantes coisas como a cilindrada ou magníficas jantes de liga leve, nós tendemos mais para o lado prático. Na última vez que comprei um carro tinha acabado de ser mãe, por isso o que mais me interessava era a segurança e o espaço da bagageira, para poder lá enfiar toda a tralha que vem com um bebé. Claro que se o carro pudesse ser giro uma pessoa também não dizia que não, mas era um factor secundário. Agora que o Mateus está mais crescido e que já não precisa de andar com 25 quilos de coisas atrás dele, dá-me jeito um carro mais pequeno, mais citadino, que me acompanhe nas mil e uma voltas que tenho de dar. E foi por isso que aceitei, com muito orgulho, o convite da Mitsubishi para ser embaixadora digital da marca. Vou poder experimentar vários modelos, mas ao longo dos próximos meses vou andar ao volante de um Space Star pelo qual já me perdi de amores. 


Somos amigos recentes, estamos juntos há um par de semanas, mas já tenho muitas coisas boas para dizer sobre ele. Por exemplo, que é pequeno mas espaçoso, que consome pouco, que é super funcional e intuitivo, que tem chave mãos livres (dá um jeitaço sempre que a chave está algures perdida na imensidão da nossa carteira), que reconhece o nosso iPhone (facilita muito as chamadas ou, por exemplo, a conexão ao Spotify) ou que é super fácil de estacionar. É perfeito para quem precisa de um carro prático, para os percursos de todos os dias.


Vou ter muitas e boas novidades para vos dar sobre o Space Star, por isso fiquem atentos!



72 comentários:

  1. Prefiro carros maiores

    ResponderEliminar
  2. Por acaso eu, mulher, gosto de carros grandes, robustos, de grande cilindrada.
    Os citadinos não me cativam nem um pouco.
    Carrinhos de "mulher" para mim não :)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Eu, mulher, também tinha a mania dos carros pequeninos e redondinhos. A perfeição de um bólide aparecia aos meus olhinhos sempre que batia com eles num Mini Cooper. Carros grandes arrepiavam-me só de pensar no estacionamento. Entretanto, no início do ano, proporcionou-se-me trocar de carro e, em termos de design, tinha-me apaixonado por um Nissan Qashqai de um vizinho, mas sempre a pensar que carro grande não era para mim. Estava redondamente enganada. Assim que o experimentei, varreu-se-me a ideia de carros-pequenos-que-cabem-em-qualquer-buraco-de-3-centímetros. É grande, sim, mesmo não sendo dos maiores, mas muito cómodo e leve. Acabou por ser mais uma daquelas situações em que tive de dar o braço a torcer pelos "eu nunca" que vou dizendo ao longo da vida. :)

      Eliminar
  3. Os automóveis nipónicos nunca desiludem

    http://vinhosecompanhias.blogspot.pt/

    ResponderEliminar
  4. "muito intuitivo" lol esta eu gostaria que me explicassem :P

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Então eu explico. Apesar de ser um carro muito tecnológico, não necessita de um curso intensivo ou de ler um manual mais volumoso que as páginas amarelas para saber utilizar. Ser intuitivo significa que facilmente descobre como utilizar as funcionalidades do carro, como por exemplo conectar o telefone ao carro.

      De nada.

      Eliminar
    2. Ahahah...tão bom! Gostei!

      Eliminar
    3. ó pessoas eu perguntei numa boa onda mesmo...

      Eliminar
    4. Então agradeça

      Eliminar
  5. Conduzo por necessidade e retiro algum prazer disso mas sei perfeitamente que os carros hoje em dia quando batem... desfazem-se ( literalmente ).

    Também adorava que isto fosse explicado: o limite de velocidade é de 120 porque vêm estas alminhas com 200 e tal de velocidade??

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. è 120 em Portugal. Na Noruega è 110 por exemplo no verao e 90 no inverno. Acha que cada carro vinha adaptado ao pais? :). Alem disso nem sempre se quer um carro com limite de velocidade :p e isto digo eu que ando bem a 120 e raramente saio daì (maximo 150 e e..).

      Eliminar
  6. Oh pipoca, estás a publicitar tão bem o novo pipoca mobile que até a mim me apeteceu comprar um! Mas como por aqui a situação tá preta, um passatempo caia super bem! Hum, hum? Vá lá pipoca, um popó é bem mais em conta que um casório xpto (ou não)! :D

    ResponderEliminar
  7. Tenho pena que veja as feministas como mulheres cheias de raiva que se vão queixar por qualquer coisa. Ser feminista não é isso, é simplesmente procurar igualdade de direitos e deberes.... Toda a gente tem direito a procurar uma coisa diferente quando compra um carro, claro que sim, e se ha muitas mulheres que gostam que um carro seja "giro", acho normal que os fabricantes se adaptem a essa demanda... Por favor, não de essa imagem tão "cliché" de quem se declara feminista, porque nem toda a gente é assim.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. AHAHAHHA O seu comentário foi tão cliché!

      Eliminar
    2. "deberes"... E pronto

      Eliminar
    3. E o seu foi super inesperado.

      Eliminar
  8. Também estou nessa onda. Um carro mais prático, económico e giroooo. Optei por um Fiat L. E para que caiba a tralha da malta toda quando o tema é férias, acrescentei as barras no tejadilho. Cheguei à conclusão que um carro maior só servia para consumir mais combustível e acumular casacos...

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. O Fiat L giro? ahahaha

      Eliminar
    2. Gostos são gostos.

      Eliminar
  9. Eu(mulher)prefiro carros de alta cilindrada e de preferencia as chamadas "banheiras"... Já não me via a conduzir um carro pequenino. Mas também já deixei a cidade à uns anos e não preciso de me preocupar em estacionar a toda a hora.. etc..Mas pessoalmente acho-o engracado..

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Também gosto dos chamados "carros", grandes e potentes! O chamado carro de homem :)

      Eliminar
  10. Muito pequeno para o meu gosto, mas tem alguma piada na categoria de carros citadinos :)

    ResponderEliminar
  11. Mitsu 4ever :) conduzo um já velhote mas adoro!

    ResponderEliminar
  12. O modelo até é giro, só não gosto é da cor☺

    http://thelifestyleandfashion.blogspot.pt

    ResponderEliminar
  13. Prefiro carros grandes, carrinhas ou os SUV (estilo Nissan Qashqai) porque apesar de não haver crianças lá em casa, não sei o que nos acontece mas a mala anda sempre cheia em viagem. Mas para a cidade são realmente pouco práticos. Quantas vezes já "perdi" lugares de estacionamento por serem pequenos para o meu carro. E este é bem giro, sim senhora. Gostei bastante

    ResponderEliminar
  14. Tenho mesmo de ir tirar a carta. Lol

    Belíssimo carro.

    Beijinhos,
    Clarinha
    http://receitasetruquesdaclarinha.blogspot.pt/2016/04/ovos-no-pao-e-cogumelos-recheados.html

    ResponderEliminar
  15. Aquilo que eu queria num carro... hum... MOTORISTA! :) Odeio guiar!

    ResponderEliminar
  16. pipoca que carro tinhas antes desse? vou ser mãe em breve e preciso de ideias...

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Como é que os nossos pais faziam no tempo que ninguém tinha carrinhas e afins? Éramos 3 irmãos lá em casa e todos os anos íamos de férias para o Algarve ou para a casa de família no norte, num carro normal de 5 lugares, e nunca ninguém cá ficou, ou sequer as bagagens. Desculpem o desabafo, mas parece-me tão cliché toda esta ideia de que quem vai ser pai tem de comprar logo uma carrinha para enfiar as tralhas da criança lá dentro. Talvez o mal esteja aí, haver muita "tralha"...

      Eliminar
    2. A pipoca na altura falou disso. Optou por um peugeot 2008, se não estou enganada!

      Eliminar
    3. Eu tive o meu filho uns meses depois da pipoca e comprei uma carrinha megane. Melhor compra de sempre, aquela mala é infinita!

      Eliminar
    4. anónimo das 14:39 eu levo os meus filhos tudo ao colo uns dos outros e o anónimo paga a multa. boa? ;)

      Eliminar
    5. Anónimo das 19:58 - Quer seja um Mitsubishi Space Star, quer seja um SUV, o nº de lugares é o mesmo: 5. Se precisa de mais, então tem de comprar uma carrinha com 7 lugares ou 9, etc... Mas penso que não foi uma dessas que a Pipoca comprou.

      Eliminar
    6. Cara anónima das 19:58, eu só fiz aquele comentário, porque de facto me parece que, muitas vezes, as pessoas compram carrinhas porque toda a gente o faz. Não estou a dizer que, em certos casos, não se justifique. Agora, é um cliché, é uma coisa que se instituiu e quase parece mal se não tivermos uma! Como referi, éramos 3 irmãos lá em casa e ninguém ia ao colo de ninguém. Não se ofenda comigo, pois apenas "desabafei" :) bem haja.

      Eliminar
    7. As pessoas (por causa das marcas) criam necessidades onde elas não existem. A anónima diz "vou ser mãe em breve", por isso assumo que é o primeiro filho. Só vejo alguém a ter de mudar de carro nessa situação se antes tinha um comercial ou um smart. De resto, um carro normal, por mais pequeno que seja, não dá porquê? Porque as pessoas acham que têm de comprar o carrinho xpto que é gigante e não cabe em lado nenhum, porque de cada vez que andam com os filhos levam 124408124 tralhas atrás, porque não são práticas. Os meus pais tinham um Fiat Uno quando eu nasci e sempre serviu perfeitamente! Tenho amigas do centro e norte da Europa, com filhos e nem carro têm, imagine-se. Não compliquem!

      Eliminar
  17. Sou mulher e detesto carros pequenos. Quando existe versão carrinha de determinados modelos de carros, tem de ser essa versão para mim. :) Estou habituada e já não consigo mudar. :)

    ResponderEliminar
  18. o carro é giro, mas eu tb não me vejo c carros pequenos. para mim só grandes. tenho um grande Toyota e agora vou comprar outro grande..só não será Toyota..

    ResponderEliminar
  19. Eu, gaja com um gosto especial por mecânica, adoro ver senhoras a falar de cilindrada e de cavalagem. ahah Tenho visto tantas com as suas "banheiras" todas arranhadas a passear pela cidade... Também conduzo um carro com mais de 4.5 metros e na baixa apetece-me sempre estar de Fiat 500 ou o que se pareça.
    Uma prima minha que vive na Alemanha tem um carro destes e adora. Lá há o benefício de se poderem comprar peças originais para o veículo em lojas autorizadas com estilo de drogaria. Partes um farol? Compras um e tratas tu da reparação. Cá infelizmente ainda não há muito a filosofia...

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Há mas na maioria dos casos é preciso ir à marca comprar. O meu namorado fazia isso porque gostava, mas com as horas de trabalho a aumentar já não tem muito tempo para isso mas fica muito mais económico x)

      Eliminar
  20. Eu também sou mais fã dos carros do tipo SUV (adoro o carro do meu pai, o Renault Captur), mas esse é muito giro e deve ser super útil para quem vive em Lisboa.

    ResponderEliminar
  21. Não me atrai nem um bocadinho! E dessa marca nem pensar! Também sou das que gosta de carros grandes, nada como o meu Range rover!

    ResponderEliminar
  22. Pipoca, referias-te às feministas, ou às feministas pouco razoáveis? Porque se era às primeiras (e isso quiser dizer que não defendes a igualdade de direitos entre sexos), é uma situação fraquinha, mas fraquinha...

    ResponderEliminar
  23. Tanta gente a falar de carros, mas é triste ninguém falar de opções mais ecológicas e que muitas vezes se traduzem em economia. Continua a valer a filosofia do "não se ficar para trás" em relação ao vizinho, ao amigo...

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Eu não posso deixar de ter carro.
      Numa aldeia/pequena cidade o sistema de transportes público não cobre as necessidades. Não há autocarros de 10 em 10 minutos, quanto muito de duas em duas horas! E à noite nem isso!
      Depois há o problema de me ter de deslocar entre vários locais durante o dia, por isso só de carro mesmo.
      Se podia ser mais económico e ecológico? Se calhar até podia mas já que tem de ser que seja o que eu gosto (e felizmente posso).

      Eliminar
    2. Os transportes públicos servem as pessoas citadinas com empregos "normais". Quem mora no campo, em aldeias e trabalha por turnos não pode utilizar transportes públicos. Quem trabalha por turnos nem bicicleta pode usar. Se o fizesse, tornar-me-ia um alvo fácil à meia noite na cidade e andaria sempre doente em dias de chuva. As opções mais ecológicas não são para todos.

      Eliminar
    3. Acho que não perceberam. A questão que levantei foi em relação à prosápia das banheiras de grande cilindrada. Mais ecológico e económico não é sinónimo de transportes públicos. Nem de bicicletas. Ou de andar a pé.

      Eliminar
    4. Tudo bem, mas se eu vou comprar um carro e tenho possibilidades, não posso escolher o modelo que mais me agrada? Oh pá, temos pena, mas não consigo escolher um carro que não gosto só a pensar nos consumos.

      Eliminar
    5. Anónimo das 19h09, pois não percebemos :) "Tanta gente a falar de carros, mas é triste ninguém falar de opções mais ecológicas..." - daí não termos percebido que falava em modelos de carros :)

      Eliminar
    6. Sim, é caso para ter pena. Eu tenho, de si. Porque continua a não ver o que pode ser mais importante. A questão dos consumos é um bónus, sem ser o essencial.

      Eliminar
  24. Carrinhos citadinos para mim não, obrigada, mas os chamados "monovolume" também não.
    Gosto de carrões, robustos, ou seja, pouco femininos como dizem as minhas amigas. Mas eu cá adoro o meu bmw x8.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Parabéns. Conduz um modelo exclusivo a nível mundial.
      A BMW tem na sua gama o X1, X3, X4, X5 e X6. Possivelmente irá ter um X7 em 2018.
      Mas V. Ex.ª não fez a coisa por menos e pediu a uma marca de topo internacional para lhe fazerem um carro exclusivo, que nem sequer foi protótipo.
      Gostava de ver uma foto desse tal X8.
      Ah e tal, tenho muito dinheiro, até conduzo um BMW, mas vai-se a ver e nem sabe o modelo do carro que conduz.
      BIG LOL... Decididamente o dinheiro não traz inteligência (e infelizmente o contrário também não acontece sempre).

      Eliminar
    2. Pensei o mesmo e juro que até fui ao Google pesquisar que raio de carro seria o X8 LOL
      Já que estamos numa de inventar eu tenho o Aston Martin DB13 (muito à frente feito só pra mim, futurista)

      Eliminar
    3. Anónimo 15:11, palmas para si!! ahah Amei tanto a sua resposta!
      Esta secção de comentários deste post em particular está cheia de alteregos! Elas conduzem grandes carros (uns ainda nem saíram! viva o luxo!) mas não é na minha cidade que só vejo gajas emproadas enfiadas em Ford Fiestas de 1997. Nada contra a marca ou as senhoras... Só aquele shot de vida real depois de ler aqui tanta "alta cilindrada".

      Eliminar
    4. Parabéns para estas senhoras que nunca se enganam. Sim, sei o modelo do meu carro, é um x6, senhoras, não se enervem, só me enganei a escrever.
      É mesmo falta de tempo ir ao google pesquisar o modelo de um carro que alguém referiu num comentário, não é?

      Eliminar
    5. Não só a anónima das 15:11, nem quero defender ninguém, mas a senhora não se pode ter enganado? Aqui parte-se logo para o insulto! Lá porque a maioria não pdoe comprar um "carrão" não quer dizer que os outros não possam. Eu tenho um carro que já é considerado um bom carro, mas deito bem os olhinhos aos grandes maquinões que por aqui andam. E olhem que é uma cidadezinha pequena e é vê-los por aí: bmw x6 (que adoro), range rover, porches ...

      Eliminar
    6. Sim eu tenho mesmo muita falta de tempo. Estou doente por isso posso ir ao Google as vezes que eu quiser. E a senhora nao tem um pingo de humor pois nao? Eu estava a brincar.
      Os seus comentários é que foram escusados, não tinha que se armar com o carro que conduz. Se a consola eu também tenho um BMW mas nao ando por ai a dizer.

      R

      Eliminar
    7. Não se enganou não senhora a escrever o modelo do seu belo e exclusivo BMW, ou VMW, ou BNW, ou algo que o valha (já que estamos numa de brincar ao faz de conta e excentricidades qualquer uma das referidas "marcas" vale).
      Senão vejamos, se se enganou ao escrever no teclado padece de graves problemas de coordenação motora, uma vez que a tecla 6 e a 8 distam consideravelmente (quer seja num smartphone, quer seja num pc); se por outro lado se enganou mesmo no modelo do seu VNW isso ainda é mais grave, visto que se nem o modelo do carro consegue ter presente mentalmente e sem esforço o que será da matricula.
      Tenha cuidado não vá estacionar num sitio concorrido e alguém ter estacionado ao lado do seu "X8" um outro "X8" e V. Ex.ª ficará numa situação algo constrangedora, uma vez que poderá equivocar-se nas matrículas.
      BIG LOL... É só rir com estas almas endinheiradas de carteira (dizem elas, uma vez que eu duvido seriamente) mas tão empobrecidas de espírito.
      BUSTED... Aceita que dói menos.

      Eliminar
    8. Ex.ma Senhora proprietária do BMW X8, aceite como oferta a dica e elucidação acerca dos modelos X que a BMW dispõe no seu leque de ofertas (para que conste essas ofertas são pagas (não disse oferta no sentido literal), não vá a dita senhora ir já a correr para o stand BMW mais próximo a pedir um novo BMW X1099 só para ela).
      Com a minha preciosa dica conseguiu completar o seu brilhante comentário com o 6 a seguir ao X, visto ser o número maior de entre os presentes no meu comentário (e para si mais é melhor. Olhe que nem sempre, mas neste caso até é verdade).
      Por outro lado resta-me deixar a minha palavra de apreço e solidariedade para com a comentadora R das 18h03, tão criticada por outras senhoras, mas que demonstrou de forma brilhante que é portadora de elevada inteligência; uma vez que, ao contrário do que aqui se apregoou, pesquisar no google é sinal de inteligência, senão vejamos: a bagagem cultural de cada um é muito relativa, ou seja, posso ser um(a) expert em medicina e nada perceber de arquitetura; por sua vez a inteligência é a busca incessante pelo conhecimento, o que por conseguinte enriquecerá a nossa cultura.
      Em suma, pesquisar no google é sinal de inteligência; ler algo estapafurdio e/ou intelectualmente evoluído sem ter interesse em pesquisar em lado nenhum é apenas estupidez e ignorância.
      A comentadora R das 18h03, demonstra ainda conhecimento ao referir a marca Aston Martin que para a dona do X8 deve ser uma marca de casacos de seda dos anos 70, bem como o modelo DB que é uma referência ao fundador da marca David Brown, algo que para a dona do X8 deve ser "DéBil".
      Malta informem-se antes de arrotar postas de pescada. Parabéns para as pessoas que demonstraram bom senso ao não cair nesta do X8, podendo eventualmente ter um Ferrari, mas não tendo a necessidade de o referir publicamente (sim porque a net é pública...desde que pagues, tá claro...mas com um X8 ainda deve sobrar dinheiro).

      Eliminar
    9. Oh querida das 12:28, a azia é tramada.
      O bem que tem é que não me faz a mínima diferença o que pensa ou deixa de pensar.
      Se eu me quisesse gabar seja do que for, seria melhor não o fazer em anónimo, mas acha? Afinal assim ninguém sabe quem sou, qual a vantagem de eu estar para aqui a dizer o que tenho ou deixo de ter?
      Há cada uma, realmente...


      Eliminar
    10. Srª. das 11:44 lamento que esteja doente.
      Por acaso sou uma pessoa de muito bom humor, agora chateiam-me pessoas que venham dizer que estou a mentir quando não fazem ideia de quem sou ou deixo de ser.
      Quando ao facto de eu ter dito que carro conduzo, não vejo o problema uma vez que estavamos a falar de carros, e eu referi o que gosto e por acaso tenho. Até podia gostar e não ter, mas se tenho qual o problema em dize-lo? Se eu dissesse que conduzia um fiat ninguém se indignava e até podia errar no modelo que não se preocupavam eu ir ao google.
      São as mentalidades pequeninas, que se alguém tem mais que nós não o deve dizer, nem mostrar, de certeza que não está pago, ou é com dinheiro ilegal, enfim... há coisas que não vale a pena tentar perceber sequer.

      Eliminar
    11. Anônima das 14:05 muito obrigada hahahaha o que eu me ri com o seu comentário. Tenho algum conhecimento acerca de carros, nada de especial, mas o suficiente para me chamar à atenção o X8...daí a minha pesquisa do género "tu queres ver que este modelo existe e eu não sabia?! Se calhar é novo ou tão antigo que já não se fabrica..." Mas pronto a senhora do X8 escolheu ficar ofendida. Paciência :)

      Eliminar
    12. Não ia comentar mais, mas não consigo deixar de o fazer.
      Chamam-me mentirosa, albrabona, com a mania das grandezas porque:
      1. Disse que carro tenho;
      2. Enganei-me a escrever.
      E depois dizem que "escolhi ficar ofendida??"
      Eu não escolhi ficar ofendida e não fiquei, porque só fico ofendida com quem me conheço e sabe muito bem como sou.
      Conduzo o carro que conduzo e isso não faz de mim melhor ou pior pessoa que quem conduz um carro com 30 anos.
      Mas que me deixa triste o facto de se julgarem as pessoas por um simples comentário, isso deixa-me.
      Um bom dia para todos e sejam felizes!

      Eliminar
    13. A sério que há aqui tanto pessoal aqui a gabar-se dos carros que tem e a reparar nos que os seus vizinhos usam? Pois eu vivo em Lisboa, não tenho carro, detesto tudo o que tenha a ver com carros, trânsito, pára-arranca, tempo perdido na estrada, combustível e adoro a liberdade de não depender de nada disso para fazer a minha vida diária :)

      Eliminar
  25. VRRRRRRRRRUM!

    Beijinhos ♥
    Mónica Rodrigues dos Santos
    http://cupcakewomen.blogspot.pt/

    ResponderEliminar
  26. Neste momento estou virada para comprar um Tesla em conjunto com o meu namorado. Ando noutro segmento de mercado :)I

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Espero que a Tesla tenha futuro em Portugal! Tem modelos muito giros e uma autonomia que parece boa quando comparada a outros elétricos. Infelizmente para mim, ao simular no site da Tesla em quanto ficava o carro pretendido, fiquei desanimada porque se tratava de 71000 euros. O mesmo carro, para os EUA, é publicitado a 30000 ou 35000 dólares. De qualquer forma, vão aumentar os postos de carregamento da Tesla em Espanha, pode ser que cheguem em breve a Portugal e que os preços do carro desçam se houver mais procura :)

      Eliminar
    2. Bem-haja, Carolina!

      Eliminar
  27. O carro não é nada de especial, a começar pela cor!!

    ResponderEliminar

Teorias absolutamente espectaculares

AddThis