Pub SAPO pushdown

Porra, Ana, que saudades

quarta-feira, janeiro 13, 2016

Andava eu na primária quando a "Ana dos Cabelos Ruivos" estreou em Portugal. Nessa altura ia para a escola e voltava a pé, tinha as chaves de casa, não havia cá medo de nos roubarem os putos. Levava pão com Tulicreme para o lanche, numa bolsinha de pano, ainda hoje lhe sinto o cheiro. Era apaixonada pelo André, que me pregou o primeiro beijo na boca quando brincávamos às escondidas nas escadas da escola, e que tantas vezes me acompanhava a casa (para grande irritação minha que, com sete ou oito anos, não queria que o nosso amor fosse público). Nessa altura lia a revista da Rua Sésamo, que saía uma vez por mês e pela qual eu aguardava com mais excitação do que pelo Natal. Brincava na rua, comprava cromos na papelaria da Suzy e via o "Agora, Escolha", onde a loura e linda Vera Roquette nos dizia o menu do dia. Quando havia "Ana dos Cabelos Ruivos" parava tudo. O meu mundo, pelo menos, parava. Eu ADORAVA aquela menina de longas tranças ruivas, sardas e olhos verdes. Pronto, ajudava ser órfã e viver com uma "tia" um bocado amarga, uma pessoa compadece-se logo da desgraça alheia. Mas depois tinha a Diana Barros como melhor amiga, e isso era espectacular. Porque eu também queria ser a melhor amiga da Ana. Pois se ela até tinha o mesmo nome do que eu e tudo! Faltavam-me os cabelos ruivos, e as sardas e os grandes olhos verdes, mas de resto éramos almas gémeas.  Até porque o genérico dizia "Ana, Ana, vamos ser amigas" e acrescentava "amigas mas de verdade", uma relação séria, não havia cá essas merdas de amizades interesseiras ou de curta duração. Era uma cena para a vida, uma coisa mesmo profunda. Enfim, a Ana era a minha IBFF (imaginary best friend forever) e foi-o durante muito tempo. Depois crescemos, a vida separou-nos, foi cada uma para seu lado. Até hoje, quando leio a notícia que a Ana vai voltar à televisão em 2017. Pequeno detalhe: a nova série vai ser escrita pela Moira Walley-Beckett, uma das argumentistas do "Breaking Bad", o que quererá dizer que esta nova Ana, muito provavelmente, é traficante de metanfetamina (ou viciada em coca, ou sucumbiu aos meandros da prostituição, sabe-se lá). É raro fazerem remakes melhores do que os originais, por isso não tenho grande fé nesta nova Ana. Mas também já não tenho sete anos, já não como pão com Tulicreme e o André já não me traz a casa. Decididamente, não vai ser a mesma coisa.




68 comentários:

  1. Ohhhh Ana também adorava a Ana dos cabelos ruivos,tanto que há uns anos apesar de já ter 33 anos comprei a temporada completa no planeta agostini e tenho os episódios todos guardados :)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Que inveja! Gostava tanto tanto desta série. Foi talvez a minha preferida... com a qual mais brinquei e imaginei. Era pedir à minha mãe para me fazer umas tranças e lá ia eu toda contente brincar no bosque (como quem diz: no campo). Como era feliz! Saudades dessa vida simples... hoje aos 34 anos dou por mim a desejar voltar a esses tempos nem que fosse por uns instantes apenas...
      Obrigada Pipoca por me relembrares bons momentos!
      Bárbara

      Eliminar
    2. Eu via a Ana e a Joaninha (além do Tom Sawyer, os Mosqueteiros (em que o Aramis era uma mulher, etc), não sei se se lembram (tenho 35 anos).
      Mas esta, definitivamente, era das melhores. O "Agora Escolha" era um dos meus programas preferidos (mesmo quando a Vera Roquette mostrava os desenhos feitos pelos miúdos). Estive sempre tentada a ligar para lá para escolher a minha série preferida, mas nunca o fim.
      Também estou desejosa de ver a nova série, mas... não há amor como o primeiro.

      Eliminar
  2. Xiiii, outra Ana que adorava a serie! Também não sou ruiva mas no verão tenho sardas! 😁

    ResponderEliminar
  3. Deste lado outra Ana que adorava a Ana dos Cabelos Ruivos....tão bom!!!

    ResponderEliminar
  4. O que eu implorei por um vestido com mangas de balão tal e qual como a Ana queria. Que viagem no tempo boa que me fizeste ter! Obrigada

    ResponderEliminar
  5. Só te digo uma coisa: Tu és a Maior!!!!!
    Fizeste me voltar aos meus 7/8 anos :-) só me faltva a revista da Rua Sesamo..... OBRIGADA!!!!!

    ResponderEliminar
  6. Opá, hoje já foi o Friends e agora a Ana dos Cabelos Ruivos... Espero bem que não sejam boatos e que passem mas é à práctica senão o meu pobre coração não se aguenta com o desgosto...

    ResponderEliminar
  7. Não te conheço pessoalmente, mas, cada vez que leio um texto destes, fico a gostar mais de ti.... tens boa pinta. Gosto de ti ;-) e obrigada!

    ResponderEliminar
  8. Era tao mas tao bom esse o pao com tulicreme. Hoje nao damos isso aos filhos porque faz mal

    ResponderEliminar
  9. O meu mundo também parava quando dava a Ana ❤❤ que saudades!!!!

    ResponderEliminar
  10. Fiquei emocionada com o teu texto, por breves minutos voltei aos meus 7anos!!!!

    ResponderEliminar
  11. O pão com Tulicreme continua a saber pela vida, mesmo com a "ditadura" da Nutela!

    ResponderEliminar
  12. Ohhh, que nostalgia. O que eu adorava ver a Ana dos cabelos ruivos. :)

    ResponderEliminar
  13. Tulicreme é tulicreme!!!, :) Tb adoro a ana dos cabelos ruivos

    ResponderEliminar
  14. já revi esta serie 2 vezes, sem duvida uma das melhores series da minha infância :)

    ResponderEliminar
  15. Oh que saudades da ANA... fez-nos voltar no tempo...
    Também adorávamos ver e há uns anos comprámos a temporada e de vez em quando lá andamos a ver.
    Mais um post 5 estrelas :))
    Obrigada por nos fazer recordar tempos tão bons.
    Beijinhos,
    Lucília e Isabel

    ResponderEliminar
  16. Nunca vi os desenhos animados (só nasci nos anos 90), mas a minha mãe era fã e o livro "Anne dos cabelos ruivos" que ela me aconselhou é agora um dos meus favoritos :)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Adoro a colecção de livros. Tenho em inglês, uma edição antiga, os livros vêm numa caixinha muito gira. São uma espécie de tesouro! Haverá quem ache infantil ou ridículo, mas tenho para mim que tudo o que nos faça lembrar uma infância feliz é sempre um bocadinho tesouro!

      Eliminar
  17. Ohhh, gostei muito do texto Ana :)
    Só tenho 20 anos, mas a minha infância ainda foi um bocadinho parecida...
    Que saudades :)

    ResponderEliminar
  18. Mais uma fã da série. Sou Ana e tenho sardas, por isso quantas vezes me imaginei a ser a Ana dos Cabelos Ruivos!

    E o envelope de pano com o pão que a minha mãe me arranjava para o lanche? Velhos tempos ;)

    ResponderEliminar
  19. Era tão bom! Tb vinha da escola a correr ansiosa por ver a minha 'amiga' Ana dos cabelos ruivos...devorava o pao c tulicreme de cacau (pq havia o de caramelo e detestava) ou então pao c manteiga Planta ou Flora (era so as que haviam, ou a famosa 'manteiga de vaca')!
    E lembro me tb da Candy...do Tom Sawyer, do Bocas...
    Saudades desse tempo...

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Ai o Bocas... ainda bem que me lembraste.
      Tulicreme havia de cacau e avelãs, não seria esse?
      A manteiga da vaca (a azul?) era tãoooooooooooo, mas taooooooooooooo boa... :-)

      Eliminar
  20. Realmente... Que saudades daqueles tempos... :-/

    ResponderEliminar
  21. Sou Ana e filha única portanto a Ana dos cabelos ruivos era a minha Ana, a minha amiga. Ainda hoje era mulherzinha para voar para casa ou acordar cedo só para a ver...que saudades!!

    ResponderEliminar
  22. Op eu amava a Ana, ainda gosto. Aquilo sim eram desenhos animados giros, que alimentavam o nosso imaginário e nos faziam sonhar. Eu não pensava em ser amiga da Ana, eu identificava-me com a Ana que adorava inventar histórias na cabeça e gostava de escrever. Eu era a Ana. Sem aqueles dramas claro, haveria de ter outros.
    E o que chorei com aqueles desenhos animados e com o Matias. O Matias que arranjou o vestido de mangas de balão para a Ana.
    Que bela notícia que me trazes. :) Já tornaste a minha semana melhor.

    ResponderEliminar
  23. É por isso, que o Blog da Pipoca, não acaba!
    Fala de Tudo e de Nada, mas bem escrito. (em bom!)
    E, agora, vão criticar o quê?!
    - Que o blog está infantil?
    - Que falar de celulites, e afins, é bem melhor.
    Ora, ai está, não levar tudo a “peito”!
    Sorrir mais!

    ResponderEliminar
  24. Oh, como eu me lembro da Ana e do genérico. Adorava :)

    ResponderEliminar
  25. Que post fofinho! Adorei.

    ResponderEliminar
  26. O vestido de mangas de balão :)... Mas que, coitada, apesar de ter as tão sonhadas mangas de balão era castanho... :) saudades

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. .... As mangas de balão 😍😍😍😊😊😊

      Eliminar
  27. Que saudades mesmo..., e a série sem ser em desenho animado ainda gostei mais!!!, a memória que tenho é de ver as paisagens lindas enquanto ela passeava pelas dunas...

    ResponderEliminar
  28. Eu tb adoravaaaaaaa. Gostava tanto de voltar a ver a serie completa. Podiam voltar a passar, fizeram isso com a heidi :(

    ResponderEliminar
  29. xiiiiii A Ana dos cabelos ruivos. não perdia um episódio

    TricotdaTicha

    ResponderEliminar
  30. Ainda sei a letra toda do genérico, bem como o da Bia, a pequena feiticeira. Não sou de nostalgias e de pensamentos "ah, no meu tempo é que era bom", mas confesso que esses desenhos animados me deixam saudades.

    ResponderEliminar
  31. Ao ler também consegui sentir o cheiro do meu pão com tulicreme guardado no saquinho de pano ... Que nostalgia ,.. Xana

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. O meu tinha o meu nome bordado. E era aos quadrados verdes e brancos. :-)

      Eliminar
  32. Eu tenho todos os dvds que a Planeta Agostini lançou há uns 8 anos destes desenhos animados. E sou fã incondicional dos filmes Anne of Green Gables realizados pelo Kevin Sullivan. Mas sim...não vai ser, de certeza, a mesma coisa.

    ResponderEliminar
  33. Não sou Ana, mas também adorava ver a série e levava pão com tulicreme numa bolsa de pão (isso era, ainda, melhor que ver a Ana). Aguardo pela nova versão, a ver se não me desiludi.

    ResponderEliminar
  34. E o que foi feito desse André, sabes? :)

    ResponderEliminar
  35. E quando a Ana pintou o cabelo, lembram-se?
    Também eu adorava a Ana dos Cabelos Ruivos e Tulicreme. :D

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Não ficou verde ou lá que foi? Tenho uma vaga lembrança dessa cena :D

      Eliminar
    2. Ficou verde mesmo! Eu nunca pintei o cabelo graças a essa cena! (Na adolescência; agora com 37 já preciso de cobrir os brancos!)

      Eliminar
  36. Não costumo deixar comentários, mas hoje não resisto...
    O meu 1º amor chamava-se José Pedro, nunca me deu um beijo e nunca me levou a casa, mas ainda hoje me lembro dele. Também eu levava o lanche para a escola num saco de pano, feito pela minha mãe, não me lembro se levava pão com tulicreme, mas salivo só de pensar o quanto gostava de o comer. A Ana dos cabelos ruivos também faz parte das minhas memórias, embora mais tardias porque tenho uns aninhos mais do que a Pipoca, mas ainda me lembro bem do prazer que era ficar em frente à TV a ver aquela menina sardenta...
    Obrigada por me fazer recordar e reviver momentos das vida que às vezes me esqueço de recordar... deixou-me com um sorriso no rosto :)

    ResponderEliminar
  37. Adorei! Fizeste-me recordar a infância! Muito bom texto! Sou tua fã. Também criei um Blog que só está a dar os primeiros passinhos. Se puderes dá uma espreitadela. Bj ;)

    ResponderEliminar
  38. que texto tão bonito ! Parabéns ...Ana

    ResponderEliminar
  39. Escreves tão bem...
    Também via...saudades!

    ResponderEliminar
  40. Boa, Pipoca!!
    Até que enfim que este blog está a regressar aos bons velhos tempos, com textos pessoais que toda a gente adora.
    Também sinto que as bloggers têm feito uma pausa nos posts sobre corridas mas, confesso que temo com a chegada da primavera.
    É natural que um blog desta dimensão viva de publicidade mas até nisso acho que já não está tão exagerada ou, pelo menos, melhor disfarçada. Por vezes, acho graça as pessoas criticarem imenso a imensa publicidade dos blogs mas havendo passatempos, são as primeiras a concorrerem.
    Continua assim, Pipoca!
    Beijinhos.

    ResponderEliminar
  41. Este texto fez-me sorrir e relembrar. É tão bom fazer isso!
    Obrigada Ana! Enriqueceu um bocadinho mais o meu dia!
    A Ana dos cabelos Ruivos já me apanhou na adolescência :) (sou de 74).
    Mas lembro de ser pequena e de esperar com grande ansiedade pelos desenhos animados que o Vasco Granja apresentava.
    Sou do tempo do Dartacão e os Três Moscãoteiros, do Ursinho Jacky e do seu amigo indio, do Tom Sawyer, da Volta ao mundo em 80 dias com Willy Fog, dos Estrunfes!
    Lembro-me do Tulicreme, do Caprissone, daqueles gelados líquidos que se compravam em pacote e se punham a congelar, do leite Nido (detestava) e das pastilhas revolucionárias Bubbaloo, do Toddy e das bombocas de laranja!
    Lembro do Cubo Mágico, do jogo do Liga 4, dos iô-iôs, do Aquaplay!
    E do meu primeiro namorado, na primeira classe! Que me deu uma pulseira de prenda de Natal, tão bonita que me deixou o pulso meio azul :)

    ResponderEliminar
  42. Eu simplesmente adorava a Ana dos cabelos ruivos. Tanto que há uns anos comprei os dvds na esperança que se um dia tiver uma filha, lhos possa mostrar! :)

    ResponderEliminar
  43. Ainda hoje tenho o sonho de ter longos cabelos ruivos e isso deve-se à adoração que eu tinha pela Ana! Que boas memórias! Quando ela vestia o vestido preto ficava tãaaaao linda!... e eu queria taaanto ser assim! Obrigada Pipoca por trazeres de volta estas emoções! ❤️

    ResponderEliminar
  44. Ainda hoje tenho o sonho de ter longos cabelos ruivos e isso deve-se à adoração que eu tinha pela Ana! Que boas memórias! Quando ela vestia o vestido preto ficava tãaaaao linda!... e eu queria taaanto ser assim! Obrigada Pipoca por trazeres de volta estas emoções! ❤️

    ResponderEliminar
  45. Não há como não ter saudades da nossa infância :)

    ResponderEliminar
  46. A ânsia que sentiu pelos episódios do "Making a Murderer", sentia eu pela Ana dos cabelos ruivos. Parecia que a hora de um novo episódio nunca mais chegava lol

    ResponderEliminar
  47. Aqui me confesso (o meu segredo para a Casa dos Degredos): em criança fui apaixonado pela Ana dos cabelos ruivos... Sim! Tive uma paixão por um desenho animado.

    ResponderEliminar
  48. Pipoca, o meu mundo parava quando dava a Ana dos cabelos ruivos. Curiosamente há uns anos quando saiu em DVD (naquelas edições planeta agostini ou algo do género), e mostrei, muito orgulhosa à minha irmã 9 anos mais nova que eu, o que tinha perdido na sua infância por na altura dela a Tv já não passar a Ana dos Cabelos Ruivos, sai-se ela com este comentário: "ah bem agora já entendo porque tens tendência para o dramatismo, esta Ana é uma histérica e tu ficaste influenciada!" LOL Não era a reacção que estava à espera! Mas a verdade é que eu continuo a adorar a Ana dos cabelos ruivos! :)

    ResponderEliminar
  49. Pipoca, eu que sou um pouco mais velha gostava mesmo era da Candy Candy, mas melhor que os desenhos animados que falas é a minisérie canadiana "Ana dos cabelos ruivos".
    Passou pela RTP1 talvez nos finais dos anos 80. Tenho a série gravada em cassete VHS, desde essa altura e à pouco tempo saquei a série da net para matar saudades.
    A actriz Megan Follows que faz de Ana é simplesmente encantadora e capta perfeitamente todo o carácter da personagem.
    Aqui vai o link da série no site imdb: http://www.imdb.com/title/tt0088727/
    E um dos vários clips que estão no youtube: https://www.youtube.com/watch?v=qdglss_WHjU
    Pipoca tu que és apreciadora de séries devias mesmo ver esta, é simplesmente maravilhosa.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Também já vi e adorei. O "episódio" seguinte também é bom. A partir daí não tem nada a ver com os livros. Mas esses dois primeiros episódios são bons. E a Megan Follows é uma Ana de se lhe tirar o chapéu!

      Eliminar
  50. Também adorava a Ana e o seu inocente sonho de ter um vestido com mangas de balão! :)

    ResponderEliminar
  51. Adorava a Ana dos Cabelos Ruivos, que saudades! O mundo parava para ver o Agora Escolha: D'Artagnan (não Dartacão), Joaninha, Tom Sawyer! Maravilhoso!

    ResponderEliminar
  52. Bem, o que este post me fez recordar.... Eu vivo em Chaves e em pequena via muitos canais espanhóis, era a "fibra de há 30 anos" e lembro-me de nas ferias acordar as 8 para ver a Ana na tele5 e depois voltava a dormir. Dps veio em português, e vi tudinho!!! Dps em crescida comprei os episódios todos e vi-os todos de fio a pavio. Adoro! É tão bom voltar a infância.
    A ver o que está nova Ana nos reserva!!! ;)

    ResponderEliminar
  53. Ao ler este post podia ter pensado que velha estou, e que rápido que passa o tempo, e outras coisas que tais. Mas na verdade a única coisa que pensei foi que sortuda que fui. Por ter podido viver uma infância saudável, em que os desenhos animados eram assim, simples e até básicos, mas que mostravam mundos bonitos e onde a violência se resumia a uma ardósia partida na cabeça de um miúdo atrevido!

    ResponderEliminar
  54. Foi a minha série de infância favorita! Contava os minutos para começar, que saudades...

    ResponderEliminar
  55. Obrigada por este post, parecia que tinha sido eu a escrevê-lo! Até o meu namoradinho, que durou do 1º ao 7ºano, se chamava André :) Eu adorava a Ana e fico super triste porque falo com imensas pessoas, da nossa geração, que não se recordam dela.. lembro-me das tardes infinitas de verão a brincar na rua que só eram interrompidas para vir a casa ver a Ana, obrigada pela nostalgia boa que me fizeste sentir ;)

    ResponderEliminar
  56. Ai Ana! É por isto que eu adoro o teu blog. Também sou Ana, tenho 34 anos, vinha a correr da escola na hora do almoço para ver o agora escolha, adorava a Ana dos cabelos ruivos e ainda há bem pouco tempo recomecei a dar-lhe no tulicreme!! Mas tem de ser com aquelas carcaças da padaria, senão não tem o mesmo sabor da infancia. Ai como foi bom este bocadinho :).
    Obrigado!!

    ResponderEliminar
  57. Gostei muito do texto, eu também adorava ver a Ana dos cabelos ruivos. Bons tempos.
    Também ia e vinha da escola a pé, também brincava na rua. Tenho muitas saudades desses tempos.

    Beijos

    ResponderEliminar

Teorias absolutamente espectaculares

AddThis