Pub SAPO pushdown

“Photography is a love affair with life”

segunda-feira, dezembro 14, 2015
Não foi há muito tempo que vos disse aqui que queria muito fazer um curso de fotografia. Fui sempre adiando. Ou porque os horários não davam jeito, ou porque eram muito caros, ou porque não tinha tempo, ou porque. Mas foi desta. Uma amiga falou-me de um workshop de iniciação à fotografia que durava apenas dois sábados e inscrevi-me. É incrível, porque tenho máquina há anos, levo-a para todo o lado e, não sendo um maquinão (é uma Canon 100D), é uma máquina suficiente para mim. Mas nunca a tinha explorado. Até sábado passado, nunca tinha mexido em ISOS, velocidades, aberturas, compensações, nada. Como não sabia, tinha medo de me pôr a mexer e fazer asneira. Agora penso em todos os sítios onde já fui, em todas as fotos que já tirei, e em como poderiam ter ficado infinitamente melhores se eu tivesse sido mais auto-didacta, se soubesse conceitos tão simples. Oh, well. Não tenho a veleidade de achar que saí do workshop a saber tudo, mas saí a saber o suficiente para querer saber mais. Não é uma coisa automática, tenho de pensar antes de cada foto, sei que tenho de estudar, de testar, de tentar muito e errar muito, mas sem dúvida que saí com os olhos muito mais abertos para o mundo. O workshop é dado pelo Tiago Figueiredo (aqui e aqui), que não só é um tipo que já fez coisas magníficas como tem a generosidade (e o talento) de as saber partilhar. Ao longo de dois dias aprendemos técnica, mas também conhecemos o trabalho de outros fotógrafos, vimos coisas impressionantes, ouvimos histórias fantásticas e pudemos praticar. O que foi bom e mau. É bom podermos ir para a rua trabalhar a técnica, não há outra forma de se aprender. É mau termos de ir para a rua pedir a estranhos se os podemos fotografar (não sou propriamente a rainha da aproximação) ou ter de mostrar o nosso trabalho em frente à turma inteira, quando não temos grande confiança no que fizemos. Tudo posto na balança, foi uma experiência muito boa, todos saímos de lá a achar que queríamos mais. Pela parte que me toca, já ando a vasculhar outros cursos, a procurar livros, filmes, documentários. Não queria mesmo que este entusiasmo se esfumasse. Enfim, se, como eu, também andam com vontade de fotografar e se, como eu, não percebem nada do assunto, em Janeiro há novo workshop do Tiago. Não adiem a coisa tanto como eu.

Deixo-vos algumas fotografias que tirei durante e para o curso. Sem grandes expectativas, hã?




















48 comentários:

  1. Ficaram bem giras... agora é ir explorando!!!! :)

    O Pai,
    http://www.soupai.pt

    ResponderEliminar
  2. Não gosto pela simples razão de serem a preto e branco, parece que há todo um preconceito contra as cores, eu prefiro-as.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Basta pôr uma foto a preto e branco para ela ficar logo com um ar mais artístico. Por isso é que as pessoas o fazem!

      Eliminar
    2. Fotos a preto e branco focam o teu olhar nos pormenores importantes; fotografares a cores exige uma capacidade artística tremenda :) não há preconceito, não há é muitos que a saibam fazer de forma correcta.

      Eliminar
    3. sim o preto e branco é isso mesmo, para ser unicamente artístico

      Eliminar
  3. eu acho algumas mt interessantes, parabéns!
    http://3.bp.blogspot.com/-WiKGwZ6QFbU/Vm605x_YmRI/AAAAAAAAuW4/LZJYWz9Z4zw/s1600/IMG_3840.jpg quase excelente :)

    ResponderEliminar
  4. Para "iniciante" estão todas muito boas, parabéns!!

    http://cucasandcookies.blogspot.pt/

    ResponderEliminar
  5. Não percebo nada de fotografia.....estou mesmo a precisar de um workshop, mas tem que ser aqui pelo norte! Mas primeiro, tenho que investir numa máquina.
    Já andei a ver as Canon, mas sinceramente estou meio perdida em relação ao modelo a escolher. Há por aí alguém entendido na matéria, que queira dar uma dica?

    Isabel Sá
    http://brilhos-da-moda.blogspot.pt

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. As 700D já começam a baixar de preço e são uma óptima aposta! Mas a 100D também é muito boa e é mais leve, só não tem um ecrã tão xpto. Experimenta ir a uma Media Markt e fala com o pessoal de lá, costumam ser muito prestáveis :)

      Jiji

      Eliminar
    2. Obrigada pela simpatia. E quanto à lente a escolher, tens alguma opinião? Vou passar por lá.

      Isabel Sá
      http://brilhos-da-moda.blogspot.pt

      Eliminar
    3. As reflex já eram!! A menos que seja profissional (o que já vi que não é) e precise da capacidade extra de bateria que as reflex proporcionam, aconselho-a a investir numa mirrorless. São mais pequenas, bem mais leves e a qualidade da imagem é equivalente à das reflex. Precisamente por serem mais pequenas, as baterias têm menos capacidade, mas não é nada que não se possa solucionar com um par de baterias extra (há-as de marcas brancas no Amazon, Ebay, etc... bem mais em conta do que as de marca).

      Quanto à máquina, há algumas realmente muito boas: Olympus e Panasonic (sensores micro 4/3), Fuji e Sony (APS-C), sendo que as Sony também têm óptimas full-frame (mas não pense nisso agora porque é principiante). Pela relação qualidade-preço, recomendo-lhe a Sony a6000 com a lente zoom do kit. À medida que for aprendendo vai sentir necessidade de ter lentes melhores, mas para um principiante o kit serve perfeitamente.

      Boa sorte com o maravilhoso mundo da fotografia!! =)

      Eliminar
    4. Obrigado pela dica!

      Isabel Sá
      http://brilhos-da-moda.blogspot.pt

      Eliminar
    5. Concordo com o(a) Anónimo(a)! Já tive DSLRs e, apesar dos recursos e da qualidade da imagem, hoje em dia não oferecem nada a mais que as mirrorless (híbridas), apenas o peso :) Tenho a Sony a6000 e é uma maravilha, comprei outras lentes além da que vem com a câmara e estou muito contente, as imagens têm um tom natural e qualidade idêntica à das DSLRs.
      Daniela

      Eliminar
    6. Ja para nao falar que com muitas hibridas vem com uma opcao que da para partilhar para as redes sociais atraves da funcionalidade wifi

      Eliminar
  6. Muito boas! Para quem se diz leiga na coisa, tens muito bom olho, parabéns!!

    Jiji

    ResponderEliminar
  7. Ficaram muito giras!
    Cris

    www.lima-limao.pt

    ResponderEliminar
  8. Muito giras... hobbies novos, trazem sempre novos horizontes. E novas ideias. Positive vibes.

    ResponderEliminar
  9. Tens muito jeito. Acho que fazes muito bem em continuar a explorar esse talento =)

    ResponderEliminar
  10. No Porto há um curso de fotografia muito muito bom, cada segundo é uma aprendizagem. O professor é excelente e o curso "básico" é muito completo. http://www.estudio151.com/curso-basico-de-fotografia/

    ResponderEliminar
  11. O teu blogue é top! Mereces ser a mãe dos blogues! És criativa, diversificada, coerente na escrita, apetece "ler-te", não falhas enquanto escritora e dona deste blogue! A sério! Mas ( há sempre um mas) esse teu excesso de ego às vezes tb chateia. Humildade é coisa que podia haver...é uma sugestão!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. "Mãe dos blogues". A Pipoca é a Khaleesi dos Blogues LOL

      Eliminar
    2. Vejo humildade no texto da Ana, assim como também vejo orgulho no que fez e faz.
      Mas é sempre mais fácil dizer mal, correcto? Alimenta muitos egos magrinhos...

      Eliminar
    3. Mae dos blogs...lllooollll...confessa, foi uma estreia, não foi? Há pessoas, como hei de dizer, inspiradas? podias fazer uma musica...BLOG MOTHER IN THE HOUSE SAY YYEEAAAAHHHH OOOHHHH!

      Eliminar
  12. Algo que está na minha TO DO LIST !
    Falta investir na máquina.
    Parabéns

    glammour.blogs.sapo.pt/

    ResponderEliminar
  13. Estes comentários do preto e branco é muito artístico dá-me assim uma certa urticária! É uma crítica tão pobre e tão tosca...talvez crítica seja demasiado para isto. Parece que estou a ver estas pessoas verem um picasso e dizerem 'ah rabiscos destes também eu fazia' aaaaaahhhhh
    Depois li o do mãe dos blogs e vomitei. Há sempre pior.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. o melhor de tudo é que o picasso não entrou logo na corrente que tanto o popularizou e muita gente não conhece o antes e o antes aposto que não faziam :)
      Dizer que não existe muita gente a fazer bem cores então, deviam conhecer mais fotógrafos... andam limitados

      Eliminar
    2. Não temos todos a mesma leitura do mundo, assim como as prioridades são diferentes. E ainda bem que assim é.
      O facto de alguém não apreciar arte, leva a que as interpretações desta pessoa sejam mal interpretadas por quem aprecia arte.
      Pessoalmente, não gosto de Picasso. Não gosto de Natureza em formas geométricas. Prefiro pintura do Renascimento e Impressionismo.
      Isso também me leva às vezes a não dar o valor a um Picasso que alguém que gosta dá.
      São perspectivas...

      Eliminar
    3. Entre o não apreciar e o não entender (achar que o desenho tem de ser uma reprodução o mais parecida possível com o real não dando lugar à sugestão) vai um longo caminho. Aqui o desabafo não é para quem não gosta de Picasso. É só para quem gosta de ser tosco a comentar o que não entende

      Eliminar
    4. Rebeca, nem todos mencionaram ser artístico. Li um comentário que afirmava que artístico é a complexidade de fotografar a cores, que a preto e branco se torna mais fácil de olharmos para os pormenores importantes - nem por isso, menos artístico.
      Arte faz o fotógrafo quando artista. É uma sensibilidade, onde a cor ou os tons cinza a completam. Enfim!

      Eliminar
    5. Compreendo o que se quer dizer com "não gostar de Picasso", no entanto, acho que se deverá adoptar outra expressão para o efeito. "Não gostar" parece quase fazer dessa pintura uma coisa menor, comum, palavras que não podemos certamente empregar quando falamos de um pintor como Picasso (ou outros), dada a sua genealidade. Não sei, não gosto de ouvir esta expressão quando nos referimos àqueles que são génios na sua arte.

      Eliminar
    6. Rebeca, eu não acho que o desenho tenha de ser fiel à realidade. Cubismo é uma forma de arte que não aprecio, não me diz nada, é muito aleatório e o muito aleatório retira-me rapidamente o interesse na coisa.
      Reconheço a arte de Picasso, mas não gosto. O meu não gostar não diminui em nada a importância da pintura de Picasso. A genealidade de Picasso materializa-se num estilo de pintura que não aprecio, simples. O facto de alguém ser um génio não faz com que o tenhamos todos de o adorar. Antes pelo contrário, os génios sempre foram polémicos em termos de apreciação à sua obra.
      Respeito o pintor, a sua obra, mas ninguém me obriga a gostar do seu estilo de pintura.

      Eliminar
    7. Cara Célia Lopes, fui eu (anónima, eu sei :) )quem comentou às 12:35. Compreendo-a perfeitamente, e concordo consigo. Naturalmente que há géneros de pintura com que nos identificamos mais, não estava a querer "obrigá-la" a gostar de Picasso :) O que quis dizer refere-se mais à expressão "não gostar" neste campo. Não lhe sei explicar, mas parece-me demasiado forte, digamos assim, para nos expressarmos quanto a artes de génios como Picasso. Paranóia minha, talvez...

      Eliminar
    8. Como diz o outro, acho que não me está a "ler" bem. E ninguém a está a obrigar a nada. Falou-se de um artista como se podia ter falado de outros mil. Disse isto como podia ter falado das pessoas que dizem que moderno. Exemplos, exemplos.

      Eliminar
    9. Concordo em pleno com isto do não gosto. A experiência pessoal da arte tem mais que se lhe diga isso. Não foi bem empregue

      Eliminar
    10. Compreendo o que dizem e também não pensei que me estivessem a obrigar a gostar :).
      A imagem que vejo num quadro tem que fazer sentido na minha "cabeça", se é que me faço entender. O abstracto é-me difícil entender, interpretar, não tenho essa sensibilidade. O meu respeito pelo autor permanece no entanto.
      A arte, por si só é polémica e com isto não é minha intenção desagradar ou ofender alguém.
      Tem razão, falou-se de Picasso, poderia falar-se de Moda ou de Escultura...

      Eliminar
    11. Cara Célia, é novamente a anónima lá de cima! Acho que, no fundo, concordamos ambas uma com a outra! E ainda com a Rebeca :) Gosto quando podemos "conversar" neste blog. Ás vezes vejo aqui tanta agressão sem razão nenhuma... Bem hajam! À Pipoca, obrigada por nos deixar este espacinho para darmos as nossas opiniões!

      Eliminar
    12. Engraçado, também pensei o mesmo!
      Obrigada a si e à Rebeca! E obviamente à Ana!
      E um bom Natal!!!

      Eliminar
  14. Olá Ana, vi-a na Feira Popular muito compenetrada nas fotos que estava a tirar. Bjs e continue com essa curiosidade e vontade de aprender.

    ResponderEliminar
  15. Eu não percebo nada de fotografia, em sentido técnico. Há coisas, no entanto, que me parecem básicas na fotografia, como por exemplo, não cortar os pés das pessoas (há muita gente que chega aliao tornozelo, e truca, sai daí pé que ficas mal na foto) ou tentar analisar o melhor enquadramento (quantas fotos que só se vê céu e a pessoa ou o objecto que se quer fotografar assim quase no limite da foto). Nesse ponto de vista, gosto muito das fotos da Pipoca. A minha preferida é das andorinhas do Bordalo colocadas na parede. Agora, cada um fotografa os detalhes que mais gosta e os pormenores com que se identifica. Nesse aspecto, a foto da senhora com a mala na mão é a que menos gosto, pois parece que foi até tirada acidentalmente. Mas acho que, lá está, aí entramos no campo subjectivo, do que gostamos mais ou menos de fotografar e não no campo técnico da coisa. A verdade é que muitas vezes vejo pessoas a comprar máquinas fotográficas xpto, quando não sabem utilizar quase nenhuma das suas funcionalidades. Há que saber adaptar-nos à utilização que fazemos de uma máquina fotográfica, até porque é um equipamento nada barato. Continue Pipoca, acho que está no excelente caminho e assim inspira outras meninas que queiram também aprender.

    ResponderEliminar
  16. Eu, que percebo zero da parte técnica de tirar uma fotografia, gostei bastante das tuas. Parabéns e continua.

    ResponderEliminar
  17. Olá pipoca :).

    Uma vez que está interessada em fotografia, veja o documentário sobre a Viviane Mayer (Finding Vivian Maier - http://www.imdb.com/title/tt2714900/). Vai adorar!

    Beijinho grande :)

    ResponderEliminar

Teorias absolutamente espectaculares

AddThis