Pub SAPO pushdown

Nunca apanhei um Uber. Até hoje.

terça-feira, setembro 08, 2015
Nunca apanhei um Uber. Mais por preguiça, tipo "não percebo muito bem como é que isto funciona", do que por outra coisa. Apesar de viver na era cibernáutica levo sempre o meu tempo a adaptar-me às mudanças. Tenho amigos que já só andam de Uber, desistiram dos táxis há muito, e dizem as melhores maravilhas. Que são eficientes, que são simpáticos, que os carros estão sempre limpos, que dá para escolher a música e uma data de outras comodidades. Não quero entrar em generalizações fáceis, mas há muitos (muiiiiiiitos) taxistas antipáticos, mal-educados, agressivos, que não facilitam em nada a vida dos passageiros. Resmungam porque se paga com uma nota de 20 euros, resmungam porque a distância é curta, resmungam porque se pede para deixar do outro lado da estrada, resmungam porque se pede encarecidamente que não fumem durante o trajecto (???), resmungam porque se pede para conduzirem mais devagar, resmungam porque não se dá gorjeta, resmungam porque se dá gorjeta (já me aconteceu). Resmungam muito. E depois têm táxis a cair de podres, táxis que não cheiram propriamente a rosas. E dizem asneiras, mandam vir com os outros condutores, às vezes até se pegam à pancada. Enfim, é um sector que precisava de levar uma grande volta. Na minha vidinha diária não ando muito de táxi, prefiro o metro, mas quando preciso de um táxi cedo, geralmente para ir para o aeroporto, costumo telefonar sempre para a mesma senhora. A D. Maria é um amor. Super profissional, educada, cuidadosa a conduzir. Já temi pela minha vida em várias viagens de táxi, por isso sempre que preciso prefiro ligar-lhe e ir com ela. Mas bom, voltando à Uber. Não conheço bem o serviço, como disse, mas tendo em conta os rasgados elogios que lhe fazem, parece-me uma coisa boa. Excepto para os taxistas, claro, que vêem o negócio ameaçado. Não percebo exactamente porque estão contra, quais os contornos legais da coisa. Sei que a Uber foi proibida de operar em Portugal em Abril. Mas continuou a funcionar porque, e segundo uma notícia do Observador, "a notificação não abrangia a atividade da empresa no país, porque se referia à Uber Technologies, que opera nos Estados Unidos, e porque se referia a um serviço que não está disponível em Portugal, o UberPop". Ou seja, a Antral apresentou uma queixa contra um serviço específico da Uber que não existe por cá. Vai daí, os taxistas continuam a manifestar-se e a insurgir-se contra a empresa. Em vez de lutarem por melhores condições para eles mesmos, preferem manifestar-se contra quem faz melhor
Hoje houve um protesto imenso, com milhares de táxis a entupirem a cidade (as cidades, já que para além de Lisboa também se manifestaram no Porto e em Faro). Ficou tudo num caos, mas pronto, a greve é um direito que os assiste, nada a dizer. Mas quando estava a passar na rua, a pé, comecei a ver que cada vez que passava um táxi, os grevistas insultavam-no de tudo e mais alguma coisa. Quem, seja lá por que motivo, decidiu não aderir à greve, era alvo dos insultos dos colegas. Achei uma tristeza, absolutamente lamentável, mas não tão lamentável como um vídeo que uma amiga minha filmou na Fontes Pereira de Melo. Cada vez que passava um táxi com a luz verde, os taxistas manifestantes, no passeio, mandavam-no parar como se fossem clientes. Quando o taxista parava eles iam lá agredi-lo e insultá-lo. Não é maravilhoso? Não é um orgulho para a classe? Não é tão bom vivermos em democracia? Vou acompanhando as notícias, ouço a Antral falar de "manifestação pacífica", mas não vejo qualquer referência a esta vergonha. Colegas de profissão a fazerem isto a outros colegas. Até poderão argumentar que estão ali a lutar pelos direitos de todos e que não é justo que alguns continuem a trabalhar mas... a greve é um direito, não é um dever. E se há quem não queira aderir, só tem de ser respeitado, em vez de ser alvo deste terrorismo pobrezinho. Os intervenientes neste vídeo deviam ser identificados e sofrer alguma espécie de sanção. Vergonha, muita vergonha, é o que sinto. E se até aqui nunca tinha apanhado um Uber, esta manifestação só me fez ter vontade de nunca mais meter o pezinho num táxi. 

video

115 comentários:

  1. Selvagens. Viva o Uber. Recomendo.

    ResponderEliminar
  2. Acho o Uber uma grande ideia, nunca utilizei, não está disponível na minha zona, mas gosto da ideia. :)
    Em relação aos taxistas... temos pena.

    ResponderEliminar
  3. tal e qual... ainda agora comentava isso com um colega... que com tanto aparato tanta estupidez dos taxistas à mistura... UBER comigo... vou ali instalar a aplicação que nunca me dei ao trabalho até agora e já venho...

    ResponderEliminar
  4. Várias profissões têm sofrido com a era tecnológica, agora são os taxistas. Conformem-se.

    ResponderEliminar
  5. Pipoca, podes partilhar o contacto da D. Maria? Daqui a umas semanas tenho um voo para apanhar às 6h da manhã e vou ter de ir de táxi (normalmente vou sempre de autocarro ou metro, mas a essa hora...). Com os confrontos que tem havido no aeroporto por parte destes taxistas psychos, não me arrisco, para já, a ir de Uber.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Mas até a taxista tem que ser a mesma que a da pipoca? :o isto há cada coisa que se lê.. Sempre que preciso de um taxi, seja a que horas for, ligo para a rádio-taxi de Lisboa e até hoje nunca tive nenhum problema!!
      Um bocadinho mais de discernimento, acho que não fazia mal a grande maioria destas pessoas!! Pelo amor de deus!!

      Eliminar
    2. Que ridículo, vou de uber imensas vezes para o aeroporto!

      Eliminar
    3. Eu não sou a anônima, nem sequer moro em Lisboa, mas porque não utilizar uma taxista que seja de confiança? Eu moro no Porto e bastou me usar uma vez um serviço de táxi (rádio táxi porto) em que o taxista se insinuou a mim do princípio ao fim (antes que caiam em cima de mim esclareço: estava sóbria, tapada com roupa, era inverno e sai tarde de uma conferência, não vinha dos copos) e sinceramente temi pela minha integridade (liguei para a minha mãe e vim a falar com ela o resto da viagem dizendo que ia a caminho, estava mesmo a chegar, em que ruas estava a passar, a fazer conversa etc.). A partir desse dia, chamo sempre o mesmo taxista, cujos serviços são usados por todos os meus amigos e amigas quando saem à noite (copos ou não). E sim, pedi um contacto a amigos, tal como a anônima pediu um contacto à Pipoca. Se a taxista for profissional e, mais importante, de confiança não vejo porque não.

      Eliminar
    4. Fui eu a 1.ª pessoa que comentou :)

      Anónimo08 setembro, 2015 16:58, não é por uma questão de "a taxista ter de ser a mesma da Pipoca", é, como o Anónimo08 setembro, 2015 22:24 mencionou, ter o contacto de alguém de confiança a quem, pelos vistos, já se recorreu várias vezes (e num tipo de serviço semelhante ao que eu preciso) e se tem boas referências. também costumo ligar para uma central (não sei o nome), mas já apanhei de tudo: táxis a demorar séculos a chegar, táxis sem cintos atrás, taxistas mal educados, taxistas perigo na estrada... por isso, até que me era bastante útil ter o contacto de uma pessoa em concreto e passar a chamá-la apenas a ela a partir de agora.

      Anónimo08 setembro, 2015 19:31, eu ainda não usei o Uber, talvez por preguiça, mas também porque não tenho um smartphone e só poderia usar a app no tablet, onde só tenho acesso à net se apanhar wi-fi (logo, não daria para usar sempre). De qualquer das formas, tenho visto nas notícias que tem havido confrontos no aeroporto por parte de taxistas com motoristas e clientes da Uber. Inclusive, há um video gravado por um passageiro que mostra os taxistas a impedirem um carro da Uber de arrancar, há grupos no Facebook onde os taxistas publicam a "lista negra" de matrículas dos carros da Uber, já há motoristas da Uber a pedir aos clientes para irem para o sítio A ou B nas imediações do aeroporto para não terem de entrar lá, taxistas que estão á coca de passageiros que chegam e pegam nos telemóveis e chamam a PSP porque percebem que eles estão a chamar um Uber, etc... por isso, não me apetece muito sujeitar-me a que uma coisa dessas aconteça quando tenho um voo para apanhar...

      Eliminar
    5. Anónimo09 setembro, 2015 10:04

      Se a Uber cumprisse as obrigações fiscais como outra empresa qq, já não havia argumentos para se chamar a policia não era verdade?
      Eu sou 100% a favor de bons serviços mas tem que ser justos e adaptados ao sistema que temos.

      Eliminar
    6. Anónimo09 setembro, 2015 20:07, a PSP, nesses casos, não tem feito nada, apenas identifica os intervenientes. Isto porque, de facto, não há argumentos para chamar a polícia. Como já foi explicado abaixo (e em 5753 outros sítios), a Uber não é um serviço de táxis e cumpre com as obrigações legais aplicáveis ao transporte privado de passageiros.

      Eliminar
    7. Anónimo10 setembro, 2015 08:26

      Mas essa explicação que você refere, não convenceu o nosso sistema judicial, os nossos tribunais, e é isso que é importante quando falamos de lei.
      Não é a sua opinião ou a minha que definem a legalidade de algo, é o tribunal.
      E o tribunal decidiu que a Uber não estava legal e que trabalhava contra a lei.

      Primeiro a Uber tem que funcionar de acordo com a lei e ser reconhecida como tal e depois é que pode funcionar.
      Ai sim, deve fazer o melhor serviço e concorrência possível e elevar o nível deste tipo de serviços.

      Mas não venham defender legalidades em área nenhuma, porque isso não é aceitável. Todos com os mesmos direitos, todos com os mesmos deveres.

      Eliminar
    8. Anónimo11 setembro, 2015 11:24, o tribunal veio decretar a aplicação de uma providência cautelar, que suspende a actividade da Uber em Portugal até que seja decidida a causa principal. Uma medida cautelar é provisória e depende sempre de uma acção principal, onde, aí sim a título definitivo, será decidido o litígio em questão. Essa providência cautelar foi requerida pela ANTRAL contra uma empresa do grupo Uber que não é a que opera em Portugal. Logo, a Uber que cá opera pode legalmente continuar a fazê-lo até que seja proferida a decisão principal, caso em que, se esta for negativa, deverá suspender a sua actividade.

      Do meu entendimento do regime legal aplicável ao transporte de passageiros, há regrás específicas para táxis e outras regras para o transporte privado de passageiros. A Uber enquadra-se neste 2.º conjunto, onde se enquadram também os motoristas privados, os transfers que os hotéis ou agências disponibilizam, os tuk-tuks, etc. A Uber difere dos táxis em alguns aspectos: os seus carros não podem ser chamados na rua, nem em praças de táxis, nem pelo telefone, não dependem de um sistema rádio centralizado, não usam uma aparência homologada, etc. Por isso não se lhes deve aplicar o mesmo regime legal que é aplicável aos táxis.

      Se, na prática, é quase a mesma coisa? É. Especialmente para um cliente informado tecnologicamente, que consegue aceder à Uber da mesma forma que acede a um táxi e não lhe custa usar agora este método e deixar de usar as chamadas telefónicas, o chamar na rua, o ir a uma praça de táxis. Mas, legalmente, são sistemas distintos e regimes distintos. Por isso, não vejo qualquer ilegalidade na Uber, simplesmente foram espertos e arranjaram uma maneira de tornar o transporte de passageiros (esse que faziam os hotéis, as agências, os motoristas privados) mais acessível e barato. E isto só incomoda os taxistas porque lhes coloca em causa o mercado em que operam. Não se revoltaram nunca contra os outros meios de transportes privados que mencionei antes, porque não lhes causavam grande mossa.

      Eliminar
  6. Ordinários, ordinários, ordinários... quem faz isso é gente podre. Quando vi há bocado fotos de vários taxistas a agredirem um outro taxista sozinho, a mandarem-lhe ovos ao carro, fiquei chocada com esta podridão.

    ResponderEliminar
  7. Pois é Ana, infelizmente as pessoas não sabem distinguir onde acaba a sua liberdade e começa a dos outros.

    ResponderEliminar
  8. Concordo com tudo a 100% Pipoca! Eu já usei o serviço da Uber e só tenho a dizer maravilhas! Motoristas simpáticos, deixam escolher que tipo de música queremos ouvir, carros novos e sempre limpos! E infelizmente este comportamento dos taxistas so veio reforçar a minha opinião. Uma Vergonha para esta classe. Quanto a mim tenho a certeza absoluta, sempre que tiver oportunidade vou sempre preferir a Uber!

    ResponderEliminar
  9. Já apanhei taxistas muito estranhos (para ser diplomática) e muito simpáticos.

    Lembro-me de um senhor que me apanhou na Alameda estava eu furiosa da vida com uma multa de trânsito, e fez-me um elogio muito respeitoso assim à anos 50 e ajudou-me a animar enquanto conversávamos no caminho.

    Mas também já tive viagens em silêncio aterrorizado tipo Rally de Portugal, eu agarrada com tanta força que quase arrancava a manete da porta...

    Eu consigo perceber as razões deles sobre a Uber mas perderam completamente a razão com estas atitudes, em especial contra os próprios colegas. Deviam perceber que há pessoas que não podem arriscar perder um dia de remunerações! Estou muito chocada, muito.

    ResponderEliminar
  10. O que se passa agora em Portugal aconteceu em França antes do verão... infelizmente as pessoas em vez de quererem evoluir ficam na deles e só sabem responder pela violência.
    Em Paris até batiam nos clientes que entravam nos Ubers... tristeza!

    ResponderEliminar
  11. É uma vergonha virarem-se contra os colegas assim. Ninguém é obrigado a ir a uma greve. Os profissionais em questão, possivelmente, não podiam faltar por questões económicas. E se tiverem alguém doente, são a única fonte de rendimento ou têm filhos a estudar? Podem ter empréstimos a pagar ou podiam não se estar para chatear. Repito: é uma vergonha!
    Quanto à Uber, não faço ideia de como funcionará como empresa, mas se o serviço é melhor acabará por se refletir.
    Acho isto caricato. Tudo bem que os taxistas querem ganhar a vida na profissão que têm, mas não é deitando a Uber a baixo. Que reivindiquem e lutem por si e não contra os outros. Que apostem num serviço melhor, que lutem por menos impostos! Qualquer coisa menos agressão...

    ResponderEliminar
  12. Vivo no Porto mas, quando preciso de ir a Lisboa é a UBER que utilizo. Tenho noção de quanto me vão cobrar (fazem uma estimativa!), não preciso de ter dinheiro comigo, são super simpáticos e os carros 5 estrelas...
    Utilizar taxi? Só se não tiver UBER....

    ResponderEliminar
  13. Tentei aceder ao site da Uber e apareceu-me a seguinte mensagem "O site que pretende consultar encontra-se bloqueado por determinação judicial." Sou a única?

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. O site está bloqueado em PT, experimente fazer download da aplicação no seu smartphone

      Eliminar
    2. Esta bloqueado porque a Uber esta ilegal em Portugal. Não cumpre a legislação.

      Eliminar
  14. Que nojo...
    Bem depois desta demonstração não volto a apanhar um táxi em Lisboa. Dizem que fazem esta manifestações para protegerem o cliente contra a Uber que eles não têm licenças e podem ser violadores (sim já ouvi esta)... LOL tá bem.
    Eles estavam é muito bem da vida e agora têm concorrência. É uma chatice, mas é assim a vida. Chega de velhos a cair de podre e enganarem toda a gente que mete o pé dentro do carro nojento deles, chega desta gentinha insurgir-se por porem o metro no aeroporto (e quererem depois uma tarifa mínima de 20 euros de que vem de lá), chega de ouvir comentários racista, xenófobos, homofóbicos e sexista enquanto se vai a pagar. Para mim chega.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Ainda que os contornos legais da situação nos possam deixar divididos, a classe taxista tem mesmo de se renovar, subscrevo as suas queixas. chega!!
      Melhorem-se, renovem-se, tratem-nos bem, sim a nós clientes, talvez assim não tenham tantos defensores doutras plataformas, que legais ou não, dão dignidade à prestação deste tipo de serviço

      Eliminar
  15. Não sei exactamente como funciona a Uber e, por isso, vou falar apenas na teoria e atendendo a um conceito geral:
    Um taxista 'normal' precisa de tirar o alvará e de o pagar (não são especialmente baratos), depois têm que pagar à Câmara uma taxa especial para poder operar na zona urbana, o condutor tem que ter certificação especial (paga, como é óbvio), as viaturas estão sujeitas a um seguro especial (mais caro que o habitual) e depois há o normal de uma empresa nacional: seguranças sociais, Ivas, seguros de acidentes pessoais, pec, pagamentos por conta, IES e contabilidade organizada.

    Se a Uber tiver isto tudo direitinho é concorrência leal, caso não aconteça é normal que os taxistas protestem uma vez que é clara concorrência desleal.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Pois, como disse desconheço os contornos legais. Mas, se é assim, a Uber que siga os devidos procedimentos.

      Eliminar
    2. A Uber, em Portugal, apenas actua como uma plataforma de ligação entre os utilizadores e empresas de transporte privados. Os motoristas da uber em Portugal são motoristas que estão ligados a outras empresas, e como tal têm todas as habilitações legais necessárias.

      Quanto aos impostos: http://newsroom.uber.com/lisbon/pt/2015/09/impostospt/

      Eliminar
    3. O problema aqui, como é hábito nestas ocasiões de greve, é todos andarem mais preocupados em demonstrar que muitos aderiram à greve e pouco preocupados em definir exactamente os motivos da greve.

      Se viessem esclarecer de forma consciente a forma de operar da Uber em Portugal o cliente poderia em sã consciência decidir se se trata ou não de concorrência desleal e, caso o seja, saber que sempre que usa esse serviço está a contribuir para a degradação das condições de trabalho de outros que o fazem dentro da lei nacional.

      Assim ficamos todos na dúvida, porque além destas notícias deprimentes de agressões pouco ou nada se sabe dos motivos que levam a esta situação.

      Eliminar
    4. Pois é, mas a uber não segue os procedimentos porque não é uma empresa de transportes, logo não é obrigada a seguir as normas que se aplicam ao sector.

      Eliminar
    5. Cláudia, nesta confusão há um aspecto importante que muitos se esquecem e que os taxistas fingem esquecer: a UBER não é um serviço de táxis e como tal não têm as tais obrigações de alvarás e outras despesas que os taxistas têm. Dentro da categoria do serviço que prestam têm tudo em ordem. Depois há os que teimam em chamá-los de táxis e, se o fossem, aí estariam em incumprimento. Mas não é o caso.

      Eliminar
    6. Desculpe lá Maçã de Eva, mas dizer que a Uber não é um serviço de táxis é encapotar a questão. A Uber funciona, exactamente, como um serviço de táxis. E sim, eles pretendem precisamente que a opinião pública se coloque do lado deles ao argumentarem que não são taxistas, são prestadores de serviços mas que, apenas por acaso, transportam pessoas de carro do ponto A ao ponto B. Tendo em conta que é um serviço remunerado vai dar ao mesmo... são taxistas. Se fosse de graça eu ainda podia ponderar sobre o tipo de serviço de que se poderia tratar.
      Lá que lhe queiram alindar o nome e colectar um público mais jovem, ligado às novas tecnologias e até sectarista (é muito mais cool ir de Uber que de táxi, não é?), isso é outra coisa, mas assumam que são um serviço de táxis e cumpram os seus deveres legais e fiscais como os demais parceiros.
      O que a Cláudia explica está correctíssimo, o que a Pipoca diz também (não dignificaram a classe com estes actos e hão-de pagar uns pelos outros) mas não venha é dizer que as pessoas "fingem esquecer que a Uber não é um serviço de táxis" porque eles é que nos andam a querer fazer acreditar nisso.
      A si, pelos vistos, já conseguiram.

      Eliminar
    7. A Maçã de Eva,

      Na prática qual é a diferença entre a Uber e uma empresa de taxis normal?
      Pelo que percebi a Uber é uma empresa que subcontrata outras para prestar um serviço de transporte cuja finalidade é a mesma de um taxi. Essa subcontratação é feita em que termos? Quem são essas empresas e a que CAE estão limitadas? Que certificação têm esses motoristas e essas viaturas? Diz a lei que, em caso de subcontratação, o adjudicatário é o responsável principal pelo serviço prestado (independentemente dos direitos de regresso que depois possam surgir).

      Isto de ser 'só' uma plataforma virtual não é desculpa. É a mesma coisa de que eu usar o site do continente online para fazer compras e quando mas entregam em casa eu não ter interesse em saber se o serviço que prestam é legal e coerente com o que é exigido à mercearia da esquina que tem a porta aberta há trinta anos.

      O facto de ser funcional, mais prática ou com melhores condições para o cliente não a torna numa empresa legal, sobretudo se estiver a encapotar uma possivel concorrência desleal.

      Eliminar
    8. Os taxistas andavam malucos com os Tuk-Tuk.. Ai que nos roubam a clientela e mais um par de botas! Insultavam-nos, fizeram queixas.. Os Tuk-Tuk também são taxis? Chegou a Uber, e acabou o interesse na pequena concorrência.. agora estes são fortes. Podem estragar o negocio.
      Aqui o problema é que os taxistas não querem ter nenhum tipo de concorrência. Nem uma bicicleta alugada.
      E mesmo que, por algum azar, tivessem razão... fazer o que fizeram ontem a colegas de trabalho é no minimo, porco! Foram 15 ou 20 a ter atitudes de merda, mas là està.. mostram o lado mais "bonito" da classe. Perdem a razão.

      Eliminar
    9. A UBER sub-contrata empresas de transporte de passageiros. Mais de 70% dos motoristas UBER em Lisboa (não sei como é no Porto) são motoristas credenciados para o transporte de passageiros.


      Os carros onde se efectuam os transportes são detidos por essa mesma empresa de transporte sub-contratada, dispondo de seguros obrigatórios para o transporte de passageiros.

      A UBER passa factura (segue por email após a cobrança na aplicação) e paga os impostos correspondentes.

      Não entendo mesmo qual a alegação dos taxistas... TODOS os condutores e carros ligados à UBER pertencem a empresas nas condições que descrevi...

      A única coisa que não pagam é Alvará de Taxi, o que é normal, pois não são um Taxi da rede de taxis. Mas também não o são as limousines de aluguer e outros tantos carros de aluguer. Um taxi é um taxi. Ponto

      Eliminar
    10. "providência cautelar contra a Uber?


      Porque consideram que o serviço prestado é ilegal. “Não é admissível que eles não paguem impostos ao Estado, quando as empresas de táxi pagam IRS, pagamento especial por conta, pagamento por conta, IVA e as contribuições dos empregados à Segurança Social”, dizia Carlos Ramos, presidente da Federação Portuguesa do Táxi ao Observador, no final do mês de janeiro.

      Florêncio de Almeida, presidente da ANTRAL, tem sido ainda mais crítico. Na providência cautelar que interpôs contra a UBER, lê-se que a Uber “não obedece a qualquer requisito legal de acesso e controle de atividade, não assenta em qualquer estrutura de custos fixa, uma vez que não suporta os custos de obtenção de alvarás e licenças junto das entidades competentes, de aquisição e adaptação dos veículos, de manutenção e reparação dos mesmos, de contratação e formação dos motoristas, dos seguros exigidos para o transporte de passageiros oneroso, nem sequer os decorrentes da tributação fiscal, tendo em atenção a forma de pagamento e a ausência de um verdadeiro recibo”."


      O tribunal deu razão aos taxistas e como tal a Uber esta ilegal.

      Eliminar
  16. Já eu ouço à muito: ou nadas com a onda ou és engolido. Podiam ver a concorrência como algo bom para evoluir os seus serviços, quem sabe ter ainda uma melhor ideia do que a uber mas se até lutam uns contra os outros já perderam a guerra.

    ResponderEliminar
  17. Cara pipoca concordo plenamente contigo, eu estou a estudar em Faro e não sabia que havia Uber lá e com isto só me dá mais vontade de apanhar um, quando chego a Faro no inicio do ano letivo levo sempre muitas coisas que me são necessárias para o ano todo e tanto me cobram 4€ como 6€ para fazer uma viagem que é menos de 10 minutos, só não a faço a pé quando vou carregada porque é praticamente sempre a subir e custa muito, já foram muito mal educados comigo como muito bem educados e até já quase que me recusaram ir buscar à minha residência universitária porque estavam todos nos táxis no aeroporto à espera de turistas, atenção liguei para a companhia que se encontra mais perto, mas por fim lá me foram buscar e deixar à estação dos comboios, mas ver nos noticiários a mostrarem fotos e filmagens e entrar nas redes sociais e ver taxistas que andaram à porrada uns com os outros e a atirar ovos aos carros, entristece-me. Eles manifestam-se contra tudo e mais alguma coisa, é com os tuk tuk, é com a Uber e se bem me lembro à uns 2/3 anos queriam ser eles a transportar as pessoas para os hospitais sem puderem prestar socorro enquanto numa ambulância tem de ir o motorista e o socorrista, sei disto porque o meu pai é bombeiro. Os taxistas são tristes e fazem muitas figuras tristes ao denegrir os outros em vez de ajudarem-se uns aos outros e lutarem pelos seus direitos

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Chiça, um comentário deste tamanho só com 3 frases! Pontuação, pontuação...

      Eliminar
  18. O meu pai é camionista e há uns anos atrás numa greve de camionistas que nos deixou a todos com medo de haver rotura de stocks de comida e bebida nos supermercados foi mandado parar por grevistas. Disseram-lhe que se avançasse com o camião lhe rompiam os pneus (do camião) à facada. Vergonhoso. Não é disso que deveriam ser feitas as greves. E com os taxis a mesma coisa. Obrigar quem não quer a fazer greve é vergonhoso. Não compreender que vivemos numa democracia e que os direitos se aplicam a ambas as partes também o é. E sim, os taxistas, principalmente os de Lisboa, não são as pessoas mais simpáticas. E sim, as greves são uma chatice para o nosso dia-a-dia, mas são também um direito adquirido e devem ser respeitadas, assim como deve ser respeitado quem não quer aderir a elas.

    ResponderEliminar
  19. Perdi a conta dos táxis que apanhei em lx, a cair de podre, sujos, mal
    Cheirosos e o mesmo se aplica aos taxistas! Rara a vez que apanhei um táxi decente e com um taxista simpatico! Devia era haver legislação que obrigasse os carros estarem em bom estado e com taxistas que se apresentem decentemente! Uma vergonha! Venha a Uber!

    ResponderEliminar
  20. Ja apanhei Uber em Nova Iorque (chiquerrimo, eu sei)... Amei o servico, mesmo!! Ainda nao usei em Londres onde moro porque prefiro o metro ou o comboio mas se precisar nao hesitarei!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Puff..
      Fez-se o chocapic...

      Eliminar
    2. Chiquerrimo seria ter um motorista particular apenas para si

      Eliminar
  21. Claro que sim, é boa concorrência.
    Claro que os taxistas têm de ter alvará (pago, e caro), pagar todo o tipo de taxas, impostos e certificações, e os outros... Não. Economia liberal no seu melhor. Até à altura em que o Estado começar a exigir à uber, aí ou vão daqui para fora, ou aumentam preços.

    Ass: um gajo qualquer (que nem gosta de taxistas por aí além)

    ResponderEliminar
  22. Em nossa casa usamos os serviços de um taxista impecavel.Normalmente chamamos-o para nos levar ao aeroporto...sejam 3, sejam 4, sejam 5 da manha está la sempre, é educado, simpatico, asseado, nunca falha. Deve pertencer aos 1% dos que se safam.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. chamamos-o, lindo!

      Eliminar
    2. Ahahahahaahahahahahah!!!! muito boa esta observação!!!! Eu quero "acreditar", que se enganaram!!!!!!!!!!!

      Eliminar
    3. Teresa, então retire a vírgula depois do "acreditar". É que escrever bem/mal também passa pela pontuação.

      Eliminar
    4. Oh das 20:57, Você tem um distúrbio obsessivo com a língua portuguesa. Aconselho uma visita urgente a um psiquiatra, é que os pinguins continuam todos vivos menos os que morrem de doença, velhice e ou de morte matada (gostou "morte matada" ou já está com a psicose ás voltas )

      Eliminar
    5. A Maria do Rosário é que parece maluquinha... o anónimo das 20:57 só respondeu aos anteriores que pegaram pela escrita com erro. Se querem corrigir, então que façam melhor.

      Eliminar
    6. Calma, Maria do Rosário, não leve as coisas tão a peito... quem lhe chamou a atenção dos seus erros fui eu noutro post, não foi o anónimo acima! Há mais gente a dar erros, não é só você :)

      Eliminar
  23. Eu também nunca usei o Uber por preguiça e porque ando mais de transportes públicos. Mas depois das figuras tristes que os taxistas fizeram hoje... vou já instalar a aplicação e nunca mais ponho os pés num táxi.
    Queridos taxistas: em vez de resmungarem com a concorrência, experimentem melhorar o vosso serviço. Limpem os carros, ponham ambientadores, sejam simpáticos, conduzam suavemente, não reclamem com os clientes.

    ResponderEliminar
  24. Ah...em cidades mais civilizadas o UBER funciona com acordos com os taxistas.

    ResponderEliminar
  25. Só posso deduzir que Pipoca nunca fez ou presenciou uma greve.
    Este "tratamento" é normal. Não é aceitável, mas é norma.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Certo. Mas é mais do que inaceitável, é ilícito uma vez que se trata de agressões.

      Eliminar
  26. Acho que uma fatia significativa dos taxistas são uns trogloditas jeitosos e que contestam o Uber porque contestar é fixe. Não sendo eu contra o Uber, acho sim que os taxistas deviam debater-se por condições mais justas, uma vez que o modo como operam é bastante desleal, já que não estão registados, não pagam licenças, nem tem que declarar (pagar impostos) sobre os lucros que obtêm. Esse ponto sim, é fundamental.

    misspipetaseviagens.blogspot.pt

    ResponderEliminar
  27. Ana, vivo no Rio de janeiro e aqui passamos pela mesma situação. No dia que os taxistas decidiram fazer uma manifestação o Uber ofereceu um desconto de R$50 para quem usasse o Uber naquele dia. Ridicularizou os taxistas.

    Entretanto foi aprovada uma lei que proibe o Uber na cidade. Quem for apanhado a fazer transporte de passageiros é multado mas pelo que sei, continuam a funcionar.
    Aqui existem alguns aplicativos para chamar um taxi que evita comportamentos abusivos. Os carros são vistoriados pela empresa o que evita carros em más condiçoes. E podemos classificar como correu a viagem. Podemos ainda vincular um cartao de credito ou uma conta paypal, o que facilita na hora de pagar. Só temos que digitar um código e não precisamos de nos preocupar com ter dinheiro trocado. Aqui é prática comum os arredondamentos no valor da viagem, que na maior parte das vezes prejudica o passageiro e o pagamento pelo paypal evita isso. Talvez pela disputa entre taxis e o Uber, o aplicativo está há 3 meses com desconto de 20% para pagamentos com cartao ou paypal. Os taxistas que chamo pelo aplicativo são bem mais gentis que os restantes porque antigamente não lhes acontecia nada se fossem mal educados com o passageiro. Agora podem ser expulsos do aplicativo.

    Como a maioria da população da cidade era a favor do Uber, o Prefeito da Cidade anunciou a criação de um aplicativo próprio da prefeitura que vai ser semelhante ao UBER. Ou seja, nesta guerra entre taxistas e o Uber, foram os passageiros que sairam a ganhar. As viagens de taxi estavam cada vez mais caras e com menos qualidade. Graças ao Uber a tendência está a inverter-se.

    Não sei como funciona a gestão de frota de taxis em Portugal. Aqui precisam de ter licenças concedidas pela prefeitura que são bem caras e por isso os taxistas alegam que o Uber é concorrência desleal. Não deviam ter falado nada porque foram comparar um serviço e outro e como os taxistas têm muitos beneficios fiscais, o Uber acaba por pagar mais impostos e dar mais retorno.

    Para terminar o comentário,só uma história engraçada:

    http://epoca.globo.com/vida/experiencias-digitais/noticia/2015/08/taxistas-confundiram-carro-de-banqueiro-com-um-uber-e-se-deram-mal.html


    ResponderEliminar
  28. estive quase 30min para conseguir sair de Lisboa no meio daquela confusão, vi taxistas a baterem em taxistas assim como taxistas a baterem em civis que reclamavam do transito parado e da confusão que estava. E depois do que vi só digo, a partir de agora só utilizo os serviços da Uber nemque seja pela educação.

    ResponderEliminar
  29. "Próxima novela da TVI vai ter uma paixão proibida entre filha de um taxista e um motorista da Uber" -------< http://inimigo.publico.pt/Noticia/Detail/1707192

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Ahahaha muito bom !!!! Até me ia fazendo rebentar o herpes !!!!

      Eliminar
  30. Pipoca, vi a mesma manifestação e os meus colegas que vinham do lado do marquês para almoçar comigo (eu vinha de entrecampos) assistiram ainda que aos taxis que passavam com a luz verde ou vermelha, os grevistas arremessavam baldes de água (pensamos nós) contra o carro e claro uma ventania de insultos até dizer basta. Isto para além de roçar o ridículo de querer obrigar a alguém a perder um dia de trabalho e fazer greve (nem toda a gente pode fazer isso) é perigoso. Já que pode provocar acidentes.

    A minha questão vai para a PSP que bloqueava a estrada para que a greve ocorresse sem problemas, enquanto viamos a Av. da Republica carregada de táxis. Estando no mesmo local, porque permitia tais actos de vandalismo?

    ResponderEliminar
  31. Infelizmente este tipo de acções não são um caso raro. Existem muitas questões a debater neste tema mas nenhuma delas dá direito a que aqueles que não são a favor da greve adoptem estes comportamentos em relação a pessoas (colegas) que optam por trabalhar e ganhar dinheiro. A greve é importante demais para ser banalizada desta forma e com comportamentos destes.

    homem sem blogue
    homemsemblogue.blogspot.pt

    ResponderEliminar
  32. O texto quase que poderia ter sido escrito por mim. Subscrevo totalmente.

    ResponderEliminar
  33. Oh nem é preciso dizer mais nada! Estamos em Portugal! Enfim.

    www.pensamentoseepalavras.blogspot.pt

    ResponderEliminar
  34. Posso assinar por baixo? Tal e qual isto. E acrescento, vou só ali instalar aplicação da UBER e ver como a coisa funciona. Se ainda não me dei ao trabalho, hoje é o dia.

    ResponderEliminar
  35. Compreendo os motivos dos taxistas e o medo que têm em relação à Uber, mas se o serviço deles fosse melhor talvez não tivessem que temer a Uber como temem.

    Como em tudo, há bons e maus taxistas. Mas é óbvio que é um serviço que tem ser modernizado e que só assim poderá prosperar.

    Os responsáveis da antral e afins deviam olhar para o caso de sucesso da Uber para tentar perceber o que está mal no sector. Quando o fizerem talvez as pessoas voltem a querer usar os seus serviços.

    ResponderEliminar
  36. Há uns anos atrás ia eu ter exame de código, estava uma pilha de nervos e o pior é que o táxi que tinha chamado não vinha. Decidi encontrar outro ou arriscava a não fazer o exame e ter de pagar outra vez. Encontrei um taxista que me fez logo cara feia, tal era a obrigação da criatura para me levar ao centro de exames. Eu expliquei que já estava atrasada porque outro colega tinha falhado, claro que não queria que ele fosse em excesso de velocidade, mas claramente fez de propósito e quase dava tempo para ir ali tomar café tal a lentidão em que ele ia. Quando chegou ao final da viagem eu só tinha uma nota de 20 porque foi o que os meus pais me deram, o jumento virou-se para mim e diz "quer dizer, vem atrasada e depois só tem nota de 20, tsss, realmente." Fiquei perplexa a olhar para ele, indecisa se o mandava directo para a p*** que o pariu ou para o c***, mas estava mais preocupada com outras coisas e depois de receber o troco saí nas calmas e deixei a porta aberta. Ele ladrou lá umas coisas mas eu fingi que não era comigo. Já apanhei de tudo um pouco, mas este torrou-me a paciência! Também foi por comodismo que nunca pesquisei o uber, mas agora vou ver isso.

    ResponderEliminar
  37. Liberalizem o mercado, deixem a Uber operar livremente e daqui a uns tempos veremos quão mais baixos os preços serão...! Aliás, vários são os exemplos neste país do que sucede com as liberalizações: os combustíveis, por exemplo. Alguém viu o preço baixar? É isso, deixem a Uber tornar-se a dona disto tudo. Depois não se queixem...!

    ResponderEliminar
  38. Sim, Ana Garcia Martins, é muito bom vivermos em democracia.

    ResponderEliminar
  39. Olá Ana, parabéns mais uma vez pelos teus artigos. Nunca comentei mas hoje sinto-me "obrigada" a faze-lo uma vez que sou mais um dos cidadãos que tal como tu nunca usei a Uber mas que a partir de hoje não pensarei 2 vezes em faze-lo. Fiquei estupefata hoje ao abrir as noticias e deparar-me com a imagem do "comandante" da paralisação dos táxis. Um taxista https://www.facebook.com/josecarlos.ferreirapereira.7?fref=ts ( consegui o perfil de facebook pois denunciei o caso abaixo descrito e tive acesso ao nome completo) que no ano passado me transportou do aeroporto de Lisboa até à Lapa. No final do percurso olhei para o local que marca o valor a pagar e registava aproximadamente 12€ e o atrasado mental, que já durante a viagem se tinha mostrado rude e mal formado, não falando do aspecto RAMBO do Sr., pediu-me 25€!!! Paguei sem reclamar pois tive M E D O, pedi factura, saí do carro e anotei a matricula. Denunciei e aguardo julgamento do referido Sr. (???).
    Estou indignada, os taxistas de Lisboa são dirigidos por este ser??? Fujam dos táxis se assim for.
    Beijinho e obrigada por teres falado deste assunto

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. é necessário exigir mais qualidade nos taxistas mas também é necessário exigir que as empresas que operem em Portugal estejam legais.
      A Uber é ilegal, e esta a operar em Portugal, porque não paga o que devia pagar, por isso é que os taxiatas por mais broncos que sejam tem razão no que dizem.

      Eliminar
  40. Concorrência desleal - sabe o que é com certeza. Dizer que a Uber não é um serviço de táxis é novilíngua. Que se legisle de forma a que as obrigações de uns e outros sejam semelhantes e então poder-se-á comparar realmente.

    ResponderEliminar
  41. A actividade de transportes de passageiros está regulada por lei, desde entre outras coisas o certificado de aptidão profissional, ao alvará e claro, as tarifas... Não é só abrir uma empresa, criar uma aplicação e pegar no carro e andar.

    ResponderEliminar
  42. Exactamente na Fontes Pereira de Melo, vi taxistas a agredir outros taxistas. Vi a atirarem ovos a um motorista de tuk tuk que ia com clientes. Acertaram nas costas do motorista e creio que foi algo também para os turistas.
    Para nem falar do um acto que pura agressão, deixa uma bela imagem para o turismo.
    Cambada......

    ResponderEliminar
  43. Nunca usei em Portugal, mas há uns meses teria perdido o avião em Bratislava se não fosse a UBER. Não arranjei um único táxi devido a um nevão... O motorista não era propriamente simpático, mas não se pode comparar a simpatia deles à nossa e além disso 'salvou-me a vida'. Fiquei fã!

    ResponderEliminar
  44. Sim, viva a Uber! Viva a concorrência aos táxis e viva as famílias que ficam sem €€ porque o táxi passou a ter concorrência.
    O meu pai é taxista, por conta de outrem, e mantém o carro, dentro dos possíveis, limpo! Não anda com o paninho e com o ambientador na mala, mas limpa as porcarias que os outros fazem.
    Ok, os táxis precisam de ser melhorados, mas os patrões também não querem saber... e que culpa têm os empregados? Só estão ali a tentar ganhar algum para manter uma vida digna.
    Que farão agora os taxistas berrigudos, com mais de 50 anos? Mandam CV para a Uber? Essa mesma empresa que só aceita Cristianos Ronaldos do volante e com X de idade...
    Os taxistas até podem ser simpáticos, limpos e terem cuidado com a condução... mas, tendo em conta a maioria dos taxistas (porcos, feios e maus) o meu pai vai ficar sem menos uns €€ ao fim do mês... e agora? Agora, viva a Uber!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. É sem dúvida um situação revoltante em que as manifestações são compreensíveis, contudo, não justifica situações destas.

      Eliminar
    2. "Viva a concorrência aos táxis e viva as famílias que ficam sem €€ porque o táxi passou a ter concorrência."

      Existe concorrência em todos os negocios. Não so com taxistas. Se, sempre que "abre" nova concorrência, se pusessem a fazer greves e a bater em colegas, isto era o fim do Mundo.
      Na minha rua havia uma gelataria. Apenas. Agora abriu outra.O primeiro ficou fulo e agora é vê-lo todos os dias de trombas. A nova gelataria é melhor, e està sempre cheia de clientes. O primeiro deve estar a perder dinheiro.. mas não faz nada. Faz tromba. A culpa é da concorrência?! Não. Por mais que seja triste, não se pode acusar a concorrência pela perda de €€€. Algo tem de mudar, e se a Uber é ilegal.. fora. Simples. Se a Uber estiver legal.. so tem o direito de ficar. Em todos os negocios hà quem fique prejudicado..

      Eliminar
    3. Sim, porque os condutores da uber não são gente, não têm famílias para sustentar e também não necessitam de emprego... Esse argumento não cola.

      Eliminar
    4. Anonimo das 01:22, sim... "à pala" de um bando de animais, todos os taxistas são mal vistos!

      Anonimo das 08:22, também é verdade, não me expliquei bem! Se os taxistas se sentem ameaçados com concorrência só tem que redefinir o "modelo de negócio". Se em vez de andarem à batatada e com greves arranjassem a porcaria dos taxis... e dessem melhores condições aos condutores! Já quando os tuctuc chegaram foi o alarido que foi e, no entanto, conseguiram adaptar-se (pelo menos o meu pai não notou nada de anormal) ... agora é que vai notar, com esta anormalidade toda!

      Eliminar
    5. Para se ser condutor da uber não é necessário ser um cristiano Ronaldo. Basta ser-se asseado, bem educado, correcto e profissional. Se o seu pai reunir estas características, não duvido que encontrá trabalho como motorista da uber.

      Eliminar
    6. Perto do meu trabalho há uma praça de táxis e os taxistas que lá estão apresentam-se de camisa aberta, barrigona de fora, peito peludão, encostados aos táxis a comentar as estrangeiras que passam (é uma zona com alguns hotéis), urinam para um descampado que há ao pé do passeio e deitam lixo do que comem durante o dia para esse mesmo descampado. Enough said!

      Eliminar
    7. Não sei se é bem assim anónimo das 09h43 :(

      Eliminar
  45. Pipoquinha querida, faz-me um favor.
    MANDA O TEU TEXTO À CÂMARA DE LISBOA, AO MINISTÉRIO DOS TRANSPORTES E A QUEM MAIS TE LEMBRARES e que possa ajudar a endireitar isto.
    É que subscrevo tudo o que dizes:
    "Não quero entrar em generalizações fáceis, mas há muitos (muiiiiiiitos) taxistas antipáticos, mal-educados, agressivos, que não facilitam em nada a vida dos passageiros. Resmungam porque se paga com uma nota de 20 euros, resmungam porque a distância é curta, resmungam porque se pede para deixar do outro lado da estrada, resmungam porque se pede encarecidamente que não fumem durante o trajecto (???), resmungam porque se pede para conduzirem mais devagar, resmungam porque não se dá gorjeta, resmungam porque se dá gorjeta (já me aconteceu). Resmungam muito. E depois têm táxis a cair de podres, táxis que não cheiram propriamente a rosas. E dizem asneiras, mandam vir com os outros condutores, às vezes até se pegam à pancada. Enfim, é um sector que precisava de levar uma grande volta".
    Não ando muito de táxi, mas quando ando é esta a minha experiência.

    Há poucos dias, só faltou o motorista parar para bater no condutor de um carro particular que o táxi em que eu ia achou que não parou quando devia (não, não era nenhum sinal. Eram os sítios de ora entra um, ora entra outro). Quase bateu no carro e depois ficou a vociferar e a usar linguagem muito grosseira, comigo dentro do carro. É esta a consideração pelos passageiros!
    Também já tive medo, já me convenci que o taxista ia drogado (ia aos ziguezagues e não cheirava a vinho, por isso devia ser droga), já me criticaram quando dei gorjeta e quando não dei, podia escrever várias histórias.
    Não sei como é a Uber, mas para ser melhor do que os táxis de Lisboa nem precisa de ser nada de especial.
    Daniela

    ResponderEliminar
  46. Estou na mesma.
    Hoje todos ficaram a conhecer a Uber e a saber que é uma excelente alternativa aos táxis.

    Paula
    vidademulheraos40.blogspot.com.

    ResponderEliminar
  47. http://shifter.pt/2015/05/se-a-uber-nao-e-um-servico-de-taxi-e-o-que-afinal/
    Leiam isto! Tudo explicado.

    ResponderEliminar
  48. Ana, ainda bem que comenta este tema. Outro fato importante é que a Uber dá emprego a muitas pessoas que, como o meu marido, estava desempregado há uns meses. Trabalha para uma empresa que está perfeitamente legal com todos os alvarás necessários para o transporte de passageiros e para ser selecionado teve que entregar uma certidão do registo criminal. É uma pessoa idonea, fala fluentemente duas línguas. Eu é que todas as noites fico angustiada quando sai de casa para entrar no turno da madrugada. Tal como os taxistas também tenho uma família para criar e contas para pagar e, neste momento, vejo que se sente realizado e gosta muito daquilo que faz. Escusado será dizer que já foi vítima de insultos por parte de alguns taxistas e já foi perseguido desenfreadamente nas ruas do Porto. Já para não falar nos carros que vão sendo amolgados com patadas e ferros...
    Entendo que a Uber está para os taxistas assim como o aparecimento dos comboios esteve para as carruagens de cavalos ou os hipermercados para as mercearias de bairro. É a própria evolução do mercado e da lei da concorrência.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Concordo, é mesmo a evolução do mercado.

      Eliminar
    2. Sou mulher e trabalho com a uber. todos os dias tenho receio em ir trabalhar por causa dos taxistas, tenho que andar sempre com cuidado para que não se apercebam que pertenço á "concorrencia". Já fui insultada, e inclusive um taxi meteu se á minha frente para me impedir a passagem, fiquei com receio a partir dai, e agora digam me: eu pago os meus impostos, pois passo recibos verdes todos os meses consoante a valor faturado e desconto para o estado, tive que tratar das papeladas todas para puder fazer transporte de ligeiros de passageiros. Portanto não me venham dizer que a Uber é ilegal, pois ate seguro contra todos os riscos temos. Na própria aplicação para os condutores tem regras de condução que se não as comprir MOS poem nos offline, e se por acaso os clientes reclamarem ou não gostarem do serviço podem sempre avaliar os condutores na aplicaçao , coisa que se acontecer, ficamos offline.
      Acho isto uma verdadeira vergonha,pois todos temos direito a trabalhar sem andar sempre preocupados com o que vai acontecer a seguir.
      Nasci e fui criada no Porto e ter medo de andar na minha própria cidade é mau demais. Não quero " roubar" trabalho aos taxistas, mas como em tudo existe concorrência, eles teem que se adaptar e oferecer melhores condições aos passageiros. Pois são eles a prioridade.

      Eliminar
  49. Está ago4a a fazer duas semanas que a uma amiga minha de italia foi cobrado 35€do aeroporto ate ao cais do sodre (servico taxi). A primeira coisa que ela sentiu foi: fui enganada! Falta de moral e comportamento desleal para com os clientes da parte de certos taxistas. Obvio que, a voltar, vai procurar uma alternativa. Sao os taxistas a dar tiros nos pes. E se por causa de uns pagam outros ê porque os bons nao tentam salvaguardar a profissao (denunciando, sensibilizando)

    ResponderEliminar
  50. Qual a banda preferida dos taxistas portugueses? Xutos e Pontapés! ;) lido algures

    ResponderEliminar
  51. Pipoca 100% de acordo com a descrição que apresentas sobre os taxis em Portugal. Bem poderão sempre dizer que "não é a maioria, a PMD teve pouca sorte com os taxis que apanhou, sao raros estes casos, etc etc". Digo-vos desde já que não moro em Lx nem em nenhuma cidade em que precise de apanhar um taxi com regularidade. No entanto vejam lá a minha "sorte", de uma das poucas vezes que precisei de um taxi, eu, filho e marido, para ir do aeroporto até ao local onde tínhamos deixado o nosso carro fui BURLADA E ROUBADA pelo taxista. Tinha a pagar €10, so tinha €20, como já estávamos na rua a retirar as malas o Sr. do taxi foi dentro do carro para ir "supostamente" buscar o troco... adivinhem? FUGIU E do troco NADA... Tiramos a matricula e ainda reclamamos, resultado? Nada. Há quanto tempo foi? Para aí há uns 6 anos... Esta é a imagem com que fiquei dos taxistas portugueses. Portanto se há alternativas, bora lá utilizar a UBER! Ah ja agora em outras capitais europeias por onde viajo com regularidade... NUNCA tive problemas de espécie nenhuma. Tenham vergonha Srs. taxistas, que figuras tristes ontem... TRISTES!

    ResponderEliminar
  52. É triste andar de táxi por isso tudo que referes e mais um ponto: são uns engatatões (não há paciência). Também prefiro o metro. Hei de experimentar o uber certamente. Os táxis estão a ficar obsoletos, sabem disso e ressabiam!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Ressabiam também porque pagam impostos e tudo mais e os da Uber não pagam nada. Isso não esta correcto.

      Eliminar
  53. Pipoquinha em todas as profissões existem os bons e os maus, os asseados e os sujos, os simpáticos e os antipáticos, os ranhosos e os não ranhosos. A questão que se coloca na luta pelos direitos tem a ver com tudo o que é exigido aos taxistas e não é exigido à Uber.
    Por exemplo é exigido o CAP-Certificado de aptidão profissional, que custa dinheiro e tempo para a formação que têm de ter, mas podes saber mais aqui: http://www.imtt.pt/sites/imtt/Portugues/TransportesRodoviarios/TransporteTaxi/CertificacaoMotorista/Paginas/CertificacaoMotorista.aspx

    São obrigados a ter seguro, e o valor do seguro não é igual ao de um carro normal, é bem mais caro.
    São obrigados a levar o carro à inspecção de 6 em 6 meses.
    Quando existe alguma alteração de cêntimos que seja, têm de levar aferir o taxímetro e isso paga-se. E para quem não tem conhecimento só deve pagar o que marca o taxímetro e nem mais um cêntimo (a não ser que leve bagagem, pois aí paga uma taxa suplementar).
    Isto são só pequenas coisas que têm de fazer, porque há mais.
    Sim sou familiar de um taxista e sei as despesas que ele tem e não são poucas.
    Eles manifestaram-se exactamente por algumas das razões esplanadas anteriormente, que não são exigidas à Uber.
    Muitas das pessoas gostam dos serviços da Uber por serem mais baratos (nada contra)!
    Agora podem dizer assim, a Uber regularize os serviços como os taxistas. Pois é, tudo muito bem, o problema estaria no valor final que certamente subiria, porque não me acredito que andariam a transportar as pessoas a borlex, certo?

    E aí o caso já muda de figura, ou não?

    Muita gente fala do que não sabe.
    Faz-me lembrar alguns comentários de alguns post's teus que não entendem como é que consegues tirar um ordenado no final do mês com o blogue, afinal é apenas um blogue. Como é que é possível ganhar dinheiro com um blogue? E ao que se vê até se ganha bem, não é?

    Mas só tu sabes o que fazes e o tempo que despendes para tal feito.
    Poderia me alongar mais, mas não vale a pena. Acho que já deu para ter uma noção da razão da manifestação.
    Mas sabes Pipoquinha infelizmente existe o "podre" nessa profissão, lá está, os colegas são camelos para os próprios colegas.
    E mais poderia dizer...
    Só vou deixar no ar...
    Imagina que tu estás hospedada num hotel e queres ir para o aeroporto, pedes para te chamarem um táxi (e até existe um praça perto do hotel), mas o táxi que te vai levantar ao hotel não veio dessa praça, nem pouco mais ou menos, ou que fosse a passar naquela zona, mas devia certo? Pois estariam perto do hotel. Vem um outro qualquer táxi... e o hotel está "metido" nessa "mafia", infelizmente, que é mesmo assim que lhe chamo, enquanto os colegas de profissão passam muitas vezes 2 horas à espera de um serviço. Mas mais não digo.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Mas essa situação que relata (táxi que vai buscar ao hotel), para o cliente é indiferente, certo? Porque só se paga X (não sei qual é o valor), valor esse tabelado, para quando se chama um táxi, independentemente da sua proveniência, certo?

      Eliminar
    2. Oh Sr. anónimo, ora pense um bocadinho. Sim é indiferente para o cliente porque paga x. A questão que se coloca aqui é mais uma vez o taxista, o ganho do taxista. Ora vais lá somar, se existem táxis nas redondezas, porque razão vem um outro? Qual o interesse do hotel no meio disto? Agradar ao cliente... até poderia ser, mas não, existe um interesse bem maior por detrás que acaba por ser diminuído ao valor justo que o taxista iria receber pela corrida. E quem fica com esse valor, quem é?
      Entendeu, ou preciso fazer um desenho.

      Eliminar
    3. Sim, MO, isso já se percebeu. Só estava a tntar perceber se, do ponto de vista do cliente, essa situação comportava alguma desvantagem. Porque é nisso que o cliente pensa quando chama um táxi ou um Uber, não está a pensar se vai dar mais ou menos lucro ao taxista A ou B. Entendeu, ou preciso fazer um desenho?

      Eliminar
  54. Das vezes que tive de recorrer aos táxis nunca tive grande razão de queixa, obviamente o facto de andarem às voltas ou irem pelo caminho mais longo para a tarifa ser superior não me agrada, mas nunca apanhei nenhum mal educado. O que vi ontem fez-me sentir uma repulsa enorme pela classe e infelizmente por uns pagam todos, porque a minha vontade é nunca mais usar um táxi na vida. A maior promoção à Uber foi feita por eles ontem! Normalmente quando existem greves é muito usual os piquetes insultarem quem não faz, vê-se isso nos transportes, fábricas, etc, mas ontem foi uma selvajaria. Absolutamente lamentável. Tendo ou não razão, o recurso à violência e ao insulto fácil mete nojo.

    ResponderEliminar
  55. Cláudia. Cunha, tambem vivo numa cidade pequena e nunca uso taxi. Mas enganar os da provincia na grande cidade é pratica comum. Pelo menos a mim aconwteceu exactamente a mesma situaçao. Muito simpatico a apalpar terreno e onde era a provinciana e depois zas a corrida era 700 escudos (sim ja foi à mais de 20 anos) dei 2000 escudos , fez-me troco de 1000!!!Quando me apercebi bem bati no vidro, oh sim tá quieto (como se diz na minha terra) Acelarou e lá foi ele !!!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Penso que não é bem uma questão de ser ou não provinciana, até porque apesar de viver na província, vou varias vezes na semana a Lisboa, só que em transporte próprio. Aquele truque do ir buscar o troco ao carro pode acontecer a todos...É mais uma questão de falta de nível desta classe,... pagam todos pela mesma moeda? Pois pagam, afinal leiam-se os relatos todos acima... não fui de facto a única! A explicação que a M.O dá, afinal tem familiar taxista, não me convence pois que com todos esses encargos e exigências era mais uma razão para terem nivel e fazerem a diferença. Mas não fazem, antes pelo contrario. Penso que cabe ao consumidor escolher o que mais lhe agrada e serve e neste caso... esta à vista.

      Eliminar
  56. quem tem.uma.empresa de taxi pagou para constituir a empresa paga todos os impostos escandalosos para trabalhar. sim e verdade que ha taxistas ordinarios mas tb ha lojistas ordinarios. ha taxistas que sao um verdadeiro nonjo mas tb ha restaurantes que o sao! ha historias tristes de taxistas que enganam o cliente mas tambem ha historias em que o taxista passa a ser quase cahufer da familia. nao vamos generalizar ta to as coisas. a vida destas pessoas nao e nada facil,infelizmente nao pode tirar 50dias de ferias como a pipoca muitos nem.um semana tiram pk tem de trabalhar para pagar a merda dos impostos.

    ResponderEliminar
  57. existe aplicacao no telemovel para os taxis.

    ResponderEliminar
  58. A sociedade paga para ser constituida paga o alvara, paga o taximetro,paga um balurdio de seguro(aproximadamente 800euros)paga acidentes pessoais, paga a central de taxis,paga aos funcionarios,paga pec,paga pc,paga iva, paga aos contabilistaspaga paga paga.

    ResponderEliminar
  59. Para o meu ponto de vista não é nada justo nem correcto os taxistas pagarem trilhadas de impostos e autorizações para funcionar e outros serviços concorrentes nã pagaram nada .
    Isso não devia acontecer em sector nenhum e ninguém devia defender uma barbaridade dessas.

    Dito isto, depois que a Uber pagar o que deve ao Governo Portugues (que somos todos nós)é que deve funcionar, e assim faz todo sentido haver concorrência, e espero que haja, muita concorrência e da boa.
    Mas concorrência desleal é que não.

    Promover injustiças não é aceitável pipoca.

    ResponderEliminar
  60. UBER, excelente serviço orientado para o cliente.
    Aprendam e modernizem-se taxistas Portugueses da treta em como serem condutores profissionais e competentes.

    ResponderEliminar

Teorias absolutamente espectaculares

AddThis