Pub SAPO pushdown

Silly season #3

segunda-feira, julho 27, 2015
No carro com a minha mãe, comentávamos as vivendas gigantescas que têm vindo a construir na nossa aldeia. Dizia a minha mãe:
- Se me saísse o Euromilhões comprava era uma casa pequenina mesmo em cima da praia.
-Porquê pequenina? Já agora compravas uma grande!
- Para não ter muito trabalho a limpá-la!
- Mãe, eu acho que se ganhasses o Euromilhões podias ter uma dúzia de empregadas.
- Nem pensar, gosto de ser eu a fazer as coisas!

A minha mãe é a pessoa mais anti-progresso que conheço. Tudo o que seja modernidades mexe-lhe muito com o esquema. Ok, tem máquina de lavar louça e essas coisas que facilitam a vida, mas tudo o que vá para além disso já é demais. Por exemplo, nunca teve empregada, nem quando trabalhava, e a simples ideia faz-lhe uma confusão desgraçada. "Então e depois? Ficava sentada a vê-la trabalhar?". O problema não é bem esse, é mais o achar que ninguém faz as coisas tão bem como ela. Estou mesmo a ver, se metesse uma empregada lá em casa ia passar o tempo todo atrás dela a controlar, tipo "este chão podia estar mais bem limpo". 
A minha mãe foi criada e educada para saber fazer tudo em casa: cozinhar, bordar, costurar à máquina, passar a ferro, todas essas maravilhas que eu dispenso de bom grado. E como é pessoa de pouca paciência (adivinhem a quem é que eu saio?), sempre preferiu ser ela a fazer do que delegar. Tantas e tantas vezes me lembro de eu estar a querer ajudar em alguma coisa e ela concluir que se não era feito lá à maneira dela mais valia eu estar quieta. É por isso que hoje em dia sou, assumidamente, um nabo doméstico, a culpa é da minha mãe (e o meu pai, sabiamente, bem dizia "se ela não errar nunca vai aprender, tens de a deixar fazer"). 
A minha mãe é uma faz-tudo, mas não indo para nova podia ceder e aceitar mais ajudas. Já lhe tentei, por exemplo, apresentar o conceito de compras ao domicílio, mas ui, o que eu lhe fui dizer. Que não senhora, que prefere ir ela ao supermercado escolher as coisas, que se não for assim depois lhe mandam as maçãs pisadas e não sei o quê. Vão lá convencê-la do contrário. Consegui que cedesse numa coisa: arranjou uma empresa para lhe passar a roupa a ferro. Uhhhhhhhh, doidona! Mas depois quer ser ela a tratar da roupa do Mateus, faz questão absoluta. Já lhe expliquei sensivelmente 89 vezes que também tenho máquina de lavar em casa, que também tenho quem passe a roupa, que ela não precisa de ter esse trabalho, mas nem pensar. Muitas vezes não quero saber e lavo a roupa em casa, mas ela topa logo: "deves ter para aí muita roupa do menino para lavar, há duas semanas que não me mandas nada". Pior do que a PIDE. Mas pronto, é normal. Estamos a falar da pessoa que se ganhasse o Euromilhões comprava uma casa pequenina para não ter muito trabalho a limpá-la. É a maior! =)

154 comentários:

  1. As mães são mesmo as maiores! :) E ninguém faz nada tão bem como elas (eu nisto sou igual).

    http://entreosmeusdias.blogspot.pt

    ResponderEliminar
  2. Já estou a imaginar os comentários que para aí vêm por ser a tua mãe a tratar da roupa do Mateus! ahahah, o que me vou rir com a estupidez das pessoas :)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. E este seu comentário também se enquadra nessa "estupidez das pessoas". Em vez de comentar prefere partir logo para o insulto...estupidez, sem dúvida, é talvez mania que sabe ou que é até melhor que os outros. Irra!!!

      Eliminar
  3. Acho que tenho uma igual lá em casa!!!

    ResponderEliminar
  4. Achei este texto uma ternura :)

    ResponderEliminar
  5. A minha mãe era pessoa para limpar a casa antes da empregada vir, para esta não ver a casa suja e pensar mal dela. Isto se a minha mãe tivesse empregada. Já eu, só não tenho porque não posso.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Ahahaha tão bom :) conheço uma assim também!

      Eliminar
    2. Esquece temos a mesma mãe!!!

      Eliminar
    3. A minha mãe é assim mesmo. Deixa o apartamento alugado para férias num brinco. Uma vez, a dona do apartamento até ligou a agradecer, porque o apartamento estava mais limpo do que quando vão lá as senhoras da limpeza.

      http://thelusofrenchie.blogspot.pt

      Eliminar
    4. Precisamente!
      A minha mãe varre e lava o chão, despeja o lixo e arruma a loiça lavada antes da empregada vir. Assim como também passa as toalhas com mais aprumo porque a empregada vai mexer nelas.
      Mães...

      Eliminar
  6. Ana, devo ser pela idade da tua mãe, 53, e podes começar por convencê-la a ir às compras e a pedir para entregar em casa. Só trás o essencial para a altura com ela e o resto entregam -lhe à porta. É tão bom!
    Ela não vai querer outra coisa é as costas agradecem tanto. E continua a escolher as maçãs.

    ResponderEliminar
  7. Igual à minha! :)

    ResponderEliminar
  8. À quem goste de fazer as limpezas da casa, nem todos são como a pipoca com empregada! À mais onde gastar o dinheiro!!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Força, quem gosta que faça. Eu não gosto e enquanto puder vou continuar a ter empregada.

      Eliminar
    2. Exacto, concordo. Gastar o dinheiro num dicionário não é?

      Eliminar
    3. Realmente HÁ mais onde gastar o dinheiro, mas nem por isso se deve criticar quem escolhe fazê-lo desta forma.
      Cá em casa foi necessário arranjar uma empregada, porque, mesmo tendo uma mãe como a da Ana, devido a um acidente de trabalho ficou condicionada no braço direito para sempre. São escolhas ou situações às quais as pessoas se adaptam de forma a terem um quotidiano o mais calmo possível. Sou 100% a favor de quem escolhe aplicar o seu dinheiro em empregadas ou serviços de tarefas domésticas desde que isso deixe as pessoas mais tranquilas e felizes!

      Eliminar
    4. É o que faz ter dinheiro a mais...como é que faria senão pudesse ter empregada?

      Eliminar
    5. Existem pessoas para quem limpara uma casa é como ir a um Spa.
      Pessoalmente adoro cozinhar, mas detesto todos os outros trabalhos domésticos. Havendo dinheiro para uma empregada, é dos dinheiros mais bem gastos!!!

      Eliminar
    6. Já pensaram que ter uma empregada é arranjar um emprego a alguém?
      Há quem fale em gastar com a empregada, como se fosse pegar em dinheiro e deitá-lo fora.
      Circulação de dinheiro, minha gente.
      Eu agradeço por não ter de fazer as lides domésticas, a empregada agradece por ter trabalho...

      Eliminar
    7. Se não pudesse ter empregada... não tinha, simples. De qualquer forma a minha empregada só vai uma vez por semana, por isso o resto do tempo faço eu (e ele) as coisas: arrumar a casa, fazer máquinas de roupa, estender, cozinhar (desenrasco-me o suficiente), etc e tal.

      Eliminar
    8. Será que o anonimo das 16:30 não entende que cada um gasta o dinheiro que ganha, onde quer e bem lhe apetece???? Se calhar se alguém lhe dissesse que lhe pagava uma empregada a menina/o não is dizer que não. Ou ia????

      Eliminar
    9. Claro que ninguém morre por não ter empregada. Mas se puder ter (e for essa a opção, claro), porque não?
      Se me der mais tempo para fazer outras coisas que goste mais, porque hei-de fazer o que não gosto?

      Eliminar
    10. Pode comprar um dicionário e um prontuário anónima.

      Eliminar
    11. HÁ dicionários à venda

      Eliminar
    12. Ainda bem que há pessoas que podem pagar uma empregada, com certeza a família dela agredece que tenha trabalho!

      Eliminar
    13. Se pudesse tinha uma emprega, um cozinheiro, um mordomo e um jardineiro. E para mim seria dinheiro muito bem gasto. Para quê perder tempo a fazer coisas que não gosto?

      Eliminar
    14. A ignorância do anónimo das 16h30 está a corroer-me a alma... Ainda bem que há tanta gente com empregadas! ainda bem, que assim a minha mãe pagou me os estudos!! Pena não haver dinheiro, para mais famílias darem emprego a senhoras que com determinada idade, não encontram mais para fazer do que limpezas em casas de famílias! Bem hajam a todas as boas patroas :)

      Eliminar
    15. Eu já pude ter empregada e era um descanso. Confesso que não gosto do termo "a minha empregada" apesar de ser usual. Chamava-a pelo nome quando me referia a ela a alguém e dizia que "era a senhora que me ajuda com a lida da casa". Adorava-a e morro de saudades dela. Depois perdi o emprego e foi das primeiras coisas em que cortei. Já lá vão uns 4 anos e por mais que faça odeio fazê-lo mas se alguém faz melhor do que eu, só mesmo a minha mãe.

      Eliminar
  9. Já estou a prever os comentários maquiavélicos que vão sair dessa revelação de que é a avó que lava a roupa do Mateus, heheh. Saiam daí comentadores malvados que nós aguardamos pacientemente por mais um "espelho meu, espelho meu, haverá comentador mais parvo que o meu...?".
    Tens uma mãezinha à maneira, a minha delega na empregada algumas coisas, mas a minha roupa tb vai suja e vem de lá cheirosa e passada a ferro :)

    Boas férias!

    misspipetaseviagens.blogspot.pt

    ResponderEliminar
  10. Sou a do comentário da entrega das compras.

    Eu concordo em parte com ela, casa pequena, em cima da praia, mas tipo o filme que deu este fim de semana com a Diane Keaton e o Jack Nicholson.

    http://hookedonhouses.net/2009/05/04/the-beach-house-in-somethings-gotta-give/

    Linda!

    ResponderEliminar
  11. Eu sou como tu, só quando a roupa chega ao tecto é que começo a passar...porque não tenho a quem a entregar.

    ResponderEliminar
  12. A minha sogra passa a minha roupa a ferro e faz a sopa para a minha filha...serei uma má pessoa?

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Má pessoa não diria. Mas aproveitadora talvez....

      Eliminar
    2. dizes isso pq também querias LOOOOOOOOOL

      Eliminar
    3. não aproveite não! ahaha

      Eliminar
    4. Também quero uma sogra assim!!!A minha não faz a ponta de um chavelho (aliás,peço desculpa,mete-se constantemente na nossa vida e é uma amante do meu sofá!)
      Digo com tristeza,tenho inveja de não ter uma sogra assim...

      Eliminar
    5. Má pessoa, nada disso...sortuda sim! :-)
      http://thelusofrenchie.blogspot.pt

      Eliminar
    6. A anónima da sogra amante do sofá descreveu a minha sogra :P

      Eliminar
    7. Anônima das 21:45, posso-lhe confessar que durante dois anos andei em psicólogos por causa dela,estou com o meu marido há 14 anos e temos um filho,chegamos ao ponto de nos deixar por causa dela...
      Aprendi,com ferros matas,com ferros morres!Pela minha boa educação nunca a confrontei,agora nem uma lhe perdoo...ela ataca e eu ate a esfolo!!!E so assim a consigo por no sítio!Nota: esfolar sempre na presença de terceiros (família),pois caso contrário a história é contada a maneira dela!
      Ass: anônimo das 18:15

      Eliminar
    8. Nao, mas faz da sua sogra uma sogra abençoada.

      Eliminar
    9. A minha sogra passa-me a roupa a ferro e não acho que seja nada do outro mundo visto que a maioria das tarefas domésticas são feitas por mim. Talvez se tivesse preparado melhor o filhote para a "vida" não fosse necessário ela passar a nossa roupa a ferro.

      Eliminar
    10. Anónima da sogra amante do sofá, novamente descreveste a minha sogra! Todos os problemas conjugais que tive foram derivados à falta de ocupação dela e também quase nos divorciámos, que filmeeeee! Tal e qual! Mas lá está, o que não nos mata torna-nos mais fortes! Os problemas começaram a surgir quando a minha filha nasceu, não me saía lá de casa e ela é que sabia tudo! Também tive uma depressão, enfim... A minha mãe, é mesmo como a da Pipoca, lol.
      Beijinho e tudo de bom daqui para a frente! Temos que nos impor e colocá-las no lugar delas (mas eles geralmente são uns filhinhos da mamã)!
      Catarina, anónima das 21:45 :)

      Eliminar
    11. Ai, querem ver que partilho a sogra com as anónimas cuja sogra são amantes do sofá e de se meterem onde não são chamadas? A minha não gosta do nosso sofá porque encontra motivo para criticar TUDO! Faz a vida dos filhos um inferno, nos momentos mais importantes (casamentos, gravidez, nascimento de filhos) não só não apoiou como estragou momentos que deviam ser de felicidade. A minha cunhada já disse que, às vezes, até pensa se não seria melhor que a mãe já cá não estivesse - as coisas são mesmo assim dramáticas... tem dois problemas esta minha sogra: é mimada, parece mesmo aquelas crianças que fazem birra, e é desocupada, tem imenso tempo para fazer filmes com a vida dos filhos.
      Estou há quase 16 anos com o meu marido e devo dizer que tem sido difícil!

      Eliminar
    12. Caras senhoras, estou solidária convosco! Ninguém merece essas sogras do demo!
      Limitem as visitas à vossa casa, digam que não têm tempo, que n vão estar em casa, inventem. Morei só 6 meses com um namorado, mas consegui que a mãe dele nunca lá pusesse os pés em casa. (Os meus sogros tb me odiavam pelo simples facto de ser vegetariana e responder à letra a tudo o q me diziam).
      Boa sorte com "isso". Não se calem, mas tb não se chateiem muito.

      Eliminar
  13. Revi-me na tua mãe, o que é estranho...diga-se na diferença de idades, mas também não imagino ninguém a limpar a casa, aliás já tive e quando a senhora saía lá ia eu atrás limpar "à minha maneira". Isto é mais pelo feitio da pessoa e também, claro, a forma como foi educada.
    Se, como eu, teve que ser perfeita em tudo, é normal que goste de ser ela a fazer as coisas, ao menos sabe que está bem feito, ou ao estilo dela....


    Beijinhos *
    » Novo post: http://xlittlebitof.blogspot.pt/

    ResponderEliminar
  14. Comigo é ligeiramente diferente!
    A minha mãe tem empregada em casa e quem lhe lave e passe a ferro a roupa. Ainda bem, pois também não caminha para nova.
    De vez em quando liga-me e diz: "Olha, gostei tanto do bolo que fizeste aí em casa! Podes fazer um igual para o teu pai?" ou então "Está a apetecer-me uns crepes... gosto tanto dos teus! Podes fazer uns e trazer aqui a casa?"
    Adoro!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Parece a minha mãe. Gosta muito de comer doces, mas ela não os faz. Diz que não sabe e que além disso os meus são melhores. :)

      Eliminar
  15. A minha mãe tem o mesmo problema da tua no "humm não era bem assim que era para fazer, deixa estar que eu faço" (implica sempre com a maneira como eu estendo a roupa --'). Eu já lhe disse que qualquer dia deixo de me oferecer e ela que depois não se queixe de que eu não ajudo...

    ResponderEliminar
  16. Nunca teve empregada nem quando trabalhava.
    E então?
    Também eu trabalho, tenho uma filha e não tenho empregada.

    Beijocas.´
    Mimi

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Tenho um amigo de há longa data que dizia em jovem que o Citroën Dyane é que era bom, carro fantástico. Era um chato com o raio do Citroën. E eu dizia-lhe, ó pá o carro anda mas é fraquito.
      E ele insistia. Até que finalmente passado um tempo comprou um VW Golf.

      Mimi, reconheça que se tivesse empregada era capaz de ser melhor, digo eu!
      Não ter de fazer as camas de lavado, limpar a casa de banho e a cozinha, aspirar e passar a ferro. Era melhor não era?

      Eliminar
    2. Ui se era! Era tempo extra que passava com a minha filha. :)

      Eliminar
  17. Nabo doméstico! Ahahaha adorei :)

    ResponderEliminar
  18. A minha mãe ensinou-me a fazer tudo (embora depois fosse "refazer como deve ser"), mas eu hoje em dia não faço um chavelho em casa (graças a Deus)! Já devo ter desaprendido tudo...

    ResponderEliminar
  19. Oh Pipoca, mas tu és filha da minha mãe??? Então nessa parte do "deixa estar que eu faço", iguais! E claro, também sou um "Nabo Doméstico"!

    ResponderEliminar
  20. Tenho 23 anos, os meus pais sempre trabalharam e nunca tivemos empregada. E imagina lá tu que nem máquina de lavar a louça temos. Onde é que isto já se viu em pleno século XXI?!?!?!? As opiniões sobre este tema depende muito da educação que foi recebida. Por exemplo, a minha mãe deu-me as bases essenciais para um dia viver sozinha (o que eu agradeço) e, por isso, nem me sentiria bem a dar-lhe a roupa para ela lavar. Neste momento, estou a estagiar fora de casa e, apesar de lá ir todos os fins-de-semana, lavo a minha roupa durante a semana.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Anónimo, revejo-me no seu comentário. Tenho 25 anos, os meus pais sempre trabalharam, nunca tivemos empregada e não temos máquina de lavar loiça. Acho que é uma coisa desnecessária, e mais ainda quando se trata de "famílias" de 1 casal por exemplo. Não conseguem lavar 2 pratos, 2 copos, 2 pares de talheres e 1 panela à mão? Se tivessem 5 pessoas a viver lá em casa como tive até há 2 anos atrás, compravam 2 máquinas não?

      Eliminar
    2. Nós somos 5 e temos uma máquina de lavar, que usamos com mais frequência do que um casal. Na minha inocência não sabia que havia pessoas que não tinham máquina por opção.

      Eliminar
    3. Russa loirinha..tb é desnecessário ter frigorífico? A minha varanda é muito fresquinha.... E se formos 5 na posso ter 2? Ou basta 1 americano?

      Eliminar
    4. Idem. Tenho 28 anos, os meus pais também sempre trabalharam e nunca tiveram empregada doméstica nem máquina de lavar a louça. A minha mãe também me deu todas as bases e não poderia estar-lhe mais grata por isso, já que aos 17 anos (a 2 meses de completar 18) fui, sozinha, sem conhecer nada nem ninguém, estudar para o estrangeiro (tirei o meu curso fora de Portugal). Óbvio que tive de me desenrascar sozinha: cozinhar, limpar, lavar a roupa, passar a ferro, fazer as comprar, etc... mas devo confessar que adoro cozinhar, já o resto nem por isso.
      Felizmente hoje em dia tenho empregada 2 vezes por semana mas há coisas que ainda gosto de ser eu a fazer, como mudar a roupa de cama. E continuo a lavar a louça à mão :)

      Eliminar
    5. Comparar uma máquina de lavar louça a um frigorífico é no mínimo ridículo. Podem achar que uma máquina de lavar louça dá jeito, que dá, mas agora considerarem-na como um bem essencial? Não entendo.

      Eliminar
    6. Os meus pais também sempre trabalharam e também não temos máquina da louça... Aliás, eu gosto de lavar a louça (tenho 25)... Secar já não gosto tanto, isso fica para o meu pai :)

      Eliminar
    7. REalmente...! ele há sempre comentadores "desconectados" !?!?... comparar a utilidade/essencialidade de um frigorífico a uma máquina de lavar a louça, é no mínimo ridículo ! crítica pela crítica... fundamentação 0 (anónimo das 00.24).
      É bom constatar que algumas jovens continuam a gostar de executar as lides domésticas(tão dignas, trabalhosas e meritórias como outras) pondo em prática o que lhes foi transmitido pelas mães. Entendo que, tanto as mulheres como os homens devem estar aptos ao desempenho do maior número de tarefas possível e em qualquer âmbito... da vida, porque nos amplia o conhecimento, valoriza-nos enquanto seres humanos e, torna efetivo o conceito- polivalência tão exigido nos nossos tempos.

      Rita

      Eliminar
    8. Pronto, agora nada é essencial. Andaram pessoas anos e anos a estudar para nos simplificar a vida e a malta não quer. Na nossa casa somos 3 e 1 cão, e o mais pequeno vai fazer dois anos. Até agora não senti necessidade de ter empregada, a verdade é que a vida vai mudando e estou a chegar à altura em necessito de uma ajuda extra, trabalho 6 dias por semana e ter só o domingo de folga não me dá possibilidade para muito.
      Uso e abuso da máquina de lavar loiça e vou fazer as minhas contas para ver se no final do mês ainda consigo ter uma ajuda extra pelo menos 1 vez por semana ou mais que não seja de 15 em 15 dias. E se com isto tudo ganhar um tempo extra com os meus homens, compensa, mas compensa tudo.

      Eliminar
    9. Tenho 47 anos e não tenho máquina de lavar louça e em casa dos meus pais tb nunca existiu... Para mim não é essencial, mas cada um sabe de si.

      Eliminar
    10. Quem me tira a máquina da loiça, tira-me tudo! (bom, a da roupa não é para aqui chamada, de tão essencial que é :) ) Se há coisa em que odeio perder tempo é a lavar a loiça...tira-me do sério! A minha sogra não tem máquina de lavar loiça e isso comunica-me com os nervos! :)

      Eliminar
    11. A máquina da loiça foi uma espécie de batalha em que venci. Massacrei muito os meus pais para comprarem. Perdiamos imenso tempo (eu e a minha mãe) a lavar loiça à mão. Somos 4 e smp houve necessidade de levar comida de casa para o trabalho, etc... logo aí a quantidade loiça suja aumenta. Abençoada máquina!

      Eliminar
  21. Eu também sou como a sua mãe na questão de que se me saísse o euromilhões comprava uma casinha pequena, confortável, mas o PRINCIPAL seria o sitio onde a comprava: Num sitio lindo, junto ao mar, do género de sair de casa e enfiar logo os pés na areia. Sonhar não custa, e este era o meu sonho, nem era propriamente a casa em si, mas sim o sitio. E claro se o euromilhões fosse chorudo também teria uma empregada.

    ResponderEliminar
  22. Eu não tenho empregada, trabalho fora de casa (saio às 8.15h e chego depois das 19h), dois filhos, um marido e um cão.
    Se podia ter empregada, podia, mas isso implicaria outras escolhas que neste momento não quero fazer, não é por querer à minha maniera, é mesmo por o dinheiro não esticar. Até lá vou fazendo o que sei, o que posso e o marido e os filhos também.
    Se a casa podia estar mais limpa e arrumada? Podia, mas faz-se o que se pode, porque nunca deixo de sair por causa das lides domésticas. Escrava da casa é que não!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Concordo mas eu perco tanto tempo com a casa, mesmo com limpezas simples, e penso no que poderia fazer com esse tempo: passar mais tempo com a filha, passear mais. E a mim faz-me confusão ir passear tendo a casa por limpar. Depois volto para uma casa suja? Não gosto.

      Eliminar
    2. Não vale a pena a obsessão pelo pó nem perfeccionismo quando não temos empregada.Simplificar, passar a ferro só o essencial, dar prioridade à higiene das casas de banho e cozinha, aspirar uma vez por semana, limpar o pó de 15 em 15 dias.E ser feliz

      Eliminar
  23. Bem... Realmente há muito sitio onde gastar o dinheiro, e cada um gasta o onde melhor entender. Eu entendo que gastar o meu dinheiro com a minha empregada é dinheiro bem empregue. Felizmente posso, e quando não puder faço o. Pois vivi sozinha alguns anitos e fazia o. Quanto a roupa passada, bem a minha sogra e a minha mãe ajudam muito nesse sentido. Não porque lhes peço, mas sim, porque gostam, porque estão em casa e adoram ajudar os "filhos". E sim a minha mãe faz me a sopinha todas as semanas p eu comer. Ao domingo a noite venho toda contende dos meus pais com a sopinha da mãezinha... Yuppi.....

    ResponderEliminar
  24. São todas iguais, que engraçado! :) Além de o meu pai também ajudar imenso nas tarefas domésticas!

    Beijinho, Beauty Queen

    ResponderEliminar
  25. Pipoca estou em choque. Teremos a mesma mãe? Sertemos irmãs?
    Nem vou dormir! :) :)

    ResponderEliminar
  26. A minha mãe ajuda-me com algumas refeições. Tenho empregada uma vez por semana. E sou tão feliz. E elas também. A minha mãe sente-se útil e ofende-se se eu não levar um tuperware por semana. A minha empregada fica satisfeita porque é um dinheiro extra que a ajuda a pagar as contas. Descomplicar minha gente

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. É exactamente assim que eu penso, vamos respeitar quem gosta de fazer e também respeitar quem não gosta, a vida é tão simples, somos nós que complicamos.

      Eliminar
  27. A tua mãe é uma querida, quer tratar da roupinha do neto, coisa mais fofa!
    Não laves a roupa...

    Tb não sei e não gosto de cozinhar e a culpa é da minha mãe, quando eu pedia para me ensinar, diz que não tinha tempo para brincadeiras...quem sofre com isto é o meu marido...hehe mas mesmo de verdade!
    Faça ele é que já é crecido!

    Bjs*

    ResponderEliminar
  28. eu sonho acordada com uma empregada...

    ResponderEliminar
  29. Ahahaha, Piipoca! Same here, acrescentando que se RECUSA a ter máquina de lavar louça; tendo devolvido a que lhe oferecemos já em desespero por nunca ficar a conversar connosco depois do jantar. Há anos que a ouço dizer que ter empregada é a pior coisa do mundo; uma estranha a mexer nas suas coisas. E o pior de tudo; implica violentamente com a minha empregada e faz questão de me apontar o que acha mal-feito em minha casa. É enlouquecedor; mas tenho de dar o desconto da educação e da idade. Mas prefiro mantê-la longe da minha empregada; nunca vem nada de bom de as ter na mesma divisão.

    ResponderEliminar
  30. Olá Ana,
    Gostei muito deste seu post/tema, compreendo muito bem a sua mãe... uma verdadeira fadinha do lar, multifacetada e perfeccionista qb. A minha mãe que sempre foi doméstica, nunca quis ter empregadas, mesmo agora já com algumas dificuldades em locomover-se devido às horriveis artroses, recusa qualquer tipo de ajuda externa, diz que não tem feitio para mandar fazer..., preferindo ir fazendo consoante as possibilidades...
    Eu herdei parte desta "costela doméstica" e adoro a maioria das tarefas, inclusivé engomar(de preferência no inverno), sei fazê-las com primor e, embora sabendo que constituo uma excepção, a "odiosa" fascina( para a maioria das mulheres) funciona para mim como uma espécie de terapia ! isto é, perante contrariedades dedico-me às limpezas(que prefiro a estar sentada ou deitada na engorda...) Adoro e só sei viver numa casa limpa e bem arrumada... Tipo casa de Revista !(como afirma o meu filho mais velho).
    Todavia não dispenso a ajuda de uma empregada doméstica a minha querida Rosa, nossa empregada há 22 anos(tantos quantos os de casados), com a qual partilho as várias tarefas ( caso contrário não chegava o orçamento para as horas a pagar-lhe), raramente em todos estes anos de "verdadeira parceria" recorri ao teste do "algodão" porque confio no trabalho da minha Rosa. Reconheço ser impossível sem ajuda externa manter uma casa com 4 habitantes ( dois dos quais um adolescente e uma criança) imaculada...quando ambos os cônjuges saiem para os empregos às 6.45h(marido) e às 8h(eu) e só regressam após as 19h... eu faço por isso até porque só conto com a minha Rosa 7h por semana, o resto fica por nossa conta(parceria com o maridão que nunca se nega a ajudar-me)
    Sem pretender ser maldosa/ofensiva, populam por aí muitas senhoras que para além de não saber fazer, recusam-se a aprender, verdadeiras desleixadas e autênticas perguiçosas (tenho exemplos na familia...) preferem dormir sestas, ler revistas, passar horas no "face" ou nos cafés na converseta...e, se não possuiem dinheiro para empregadas, é ver acumular o pó, a roupa, a sujidade pelas residências...( cada qual sabe de si !).

    PS. Para os "farpistas" acrescento que por gostar de higiene em todos os sentidos...não sofro de qualquer perturbação mental, e não aceito quaisquer propostas ou convites de trabalho doméstico, faço-o únicamente "chez moi".

    Bjo.
    MDM

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Mas porque é que uma mulher tem que ser uma autentica fada do lar? Porque é que não pode ser ociosa e desleixada? É porque não dá uma boa esposa e mãe de família? Ahahahah. Mentalidade machista :) Uma mulher pode e deve ser aquilo que bem entender, incluindo um nabo doméstico.

      Eliminar
    2. Excelentíssima senhora, se revir a sua prédica, preferencialmente munida dos pareceres de Lindley Cintra, com certeza autoflagelar-se-á por não limitar a sua faxina de molde a fascinar-se com leituras. Até de revistas. Seria escusado condenar o que não se conhece, a vida dos outros, por meio dum intento de crítica pejado de erros e imprecisões que denotam o primado da oralidade sobre a língua escrita. Da próxima vez que sentir o ímpeto de lavar a sanita, incentive o seu marido ao desempenho dessa nobre tarefa, recoste-se numa chaise-longue de revista e leia o Camilo. É um outro tipo de higiene, a mental...

      Eliminar
    3. Oh pá...tão bom...
      hihihi

      Eliminar
    4. Eu quero é o contacto da Rosa. Pessoas que saibam fazer e que se mantém no mesmo sitio tanto tempo, são raras...

      Eliminar
    5. Ao Caríssimo ilustre/erudito/iluminado das letras-LITERADO...do PRIMADO da Higiene MENTAL... dos que nunca praticam erros ortográficos! que prefere ler Camilo(autor tão pouco conhecido...e sempre ausente do PNL)... à "limpeza de Sanitas "...a sua de tão ignorada deverá conter estratos compactados daquilo que todos fazemos... e depois... certamente carecerá de um(a) "companheiro(a)" que a(o) auxilie nas limpezas... ou talvez na escolha de novos recursos literários, PENAAAAAAAAA. :)
      D-U-V-I-D-O que o seu grau de Literacia seja assim tão vasto... a sê-lo teria sugerido outro autor !? mais atual e menos óbvio !

      P.S.:Continue a visitar este Blogue... não faltarão oportunidades de se "armar em corrector" e insultar comentadores... No que me toca, não obstante os "erros" vou continuar a comentar ! :)

      MDM

      Eliminar
    6. Ao anónimo (28/07-15h): concordo que sejam raras... mas existem e tornam-se da familia. Na minha casa trabalha há 22 anos e na da minha tia há cerca de 35 (onde a conheci e me agradou). A minha Rosa começou a trabalhar por necessidade aos 13 anos de idade, apesar de inteligente, não lhe foi dada a oportunidade de estudar para além da antiga 4ª classe, foi sempre empregada doméstica, e não é boa no que faz... é ótima !, dedicada e muito estimada pelos seus clientes. Excelente no seu desempenho, organiza-se nas várias casas por dias da semana e horas, tem um verdadeiro emprego( incluindo seguro de acidentes pessoais, contribuições para a S.S, subsídios), obtem do seu trabalho uma receita mensal superior a muitos licenciados deste país(com emprego...), não se sente explorada, tem preferido trabalhar individualmente a integrar uma empresa de limpezas, porque lhe permite maior flexibilidade de horários e maiores ganhos. Não lhe restam horas disponíveis.

      Cumprimentos
      MDM

      Eliminar
    7. Excelentíssima senhora, não pretendo prorrogar um intercâmbio de arrazoados estéreis, dado o antagonismo das posturas. Dir-lhe-ei, contudo, que a autocrítica é virtuosa. Dela emana um admirável mundo novo de conhecimento, um despertar mágico. Vossa Excelência abespinha-se por lhe relevarem as menos valias dum texto onde pululam (não populam...) erros e imperfeições linguísticas mas não se furta ao enumeramento da preguiça e desleixo da sua própria família (sinédoque que, no fundo, engloba todas as fêmeas que não cumprem o seu papel social mor, o desempenho das obrigatórias tarefas domésticas com afinco e primordial devoção, sob o bafiento escrutínio de arautos desengordurantes como Vossa Excelência, perscrutadora da verdade do algodão)??? Critério periclitante. Lamento ainda que os estratos, e outras alusões, rocem a boçalidade não atingindo, sequer, um benévolo sarcasmo. Já Camilo foi um cultor da língua e, concedo, só um literato (não literado) lhe reconhece o imenso talento e a necessidade de referi-lo até à exaustão. Poucas vezes, o Português terá sido melhor tratado. Não entender a menção, minimizando-o, é só mais um atendado à... literacia e, concomitantemente, uma ode à ignorância. Há lavagens e abluções. Reais e induzidas por boas leituras. Umas não invalidam as outras, ok?

      Eliminar
    8. UI ! quanta sapiência a perder-se em comentários na blogosfera... será mais um prof. "frustrado" e no desemprego?!? . Assim como assim.. não perde a prática e vai exercendo as funções de fiscal de grafia /corretor ortográfico numa ode à inteligência !

      Os meus agradecimentos :)

      MDM

      Eliminar
    9. Retribuo os agradecimentos a Vossa Excelência pelos instantes de jocosidade que proporciona, sobretudo no capítulo das deduções, tão nos antípodas do nume de Baker Street. Ai, ai, esse pensamento sofístico carece duma dialecticazinha para estimular as sinapses. Que se compraza na sua domesticidade que exala um pouco tragável, diga-se, olor estadonovense, é o que desejo a Vossa Excelência com ardência. Cada qual deleita-se com o que Nosso senhor lhe proveu.

      Eliminar
    10. MDM, desculpe-me mas você é maldosa e ofensiva quando chama preguiçosas a outras mulheres por acharem que há uma vida para além da limpeza da casa. Desculpe mas o seu comentário é vergonhoso. Assume que uma competência imprescindível da mulher é ser boa dona de casa. Estamos no século XXI. Os homens também podem limpar a casa. Não é uma competência exclusiva das mulheres. Fico triste com o seu comentário. Por mentalidades como a sua é que muitas mulheres se sentem mal, porque a mulher ideal tem que ser excelente dona de casa, excelente mãe, excelente profissional e ter uma aparência invejável. Se há senhoras que preferem ler uma revista a ter a casa num brinco eu acho que têm saúde mental e não andam obcecadas com o que os outros possam pensar. Pense nisto e não seja cruel com os outros.
      Sandra

      Eliminar
    11. Anónimo 22:09 Coisas&Cenas és tu????

      Eliminar
    12. Caro anónimo das 03:18, lamento mas não sou. Folgo, contudo, em constatar que a PIDE de espanador em riste se confina a uma mentalidade afortunadamente ultrapassada em larga escala.

      Eliminar
    13. Anónimo das 03:18, aiiii, se fosse a "nossa" C&C <3

      Eliminar
  31. Infelizmente não posso, mas se pudesse arranjava logo empregada. Se a coisa que odeio é a lida da casa :/ por isso pipoca aproveite enquanto pode!!

    ResponderEliminar
  32. Ter alguém uma vez por semana a fazer umas horas de limpeza, não sai caro (sai mais barato que ir ao cabeleireiro / esteticista por ex) e faz muita diferença depois ao fim de semana, há coisas para arrumar e limpar mas pelo menos a limpeza "pesada" já está feita. Prefiro essa limpeza semanal do que arranjar unhas ou fazer a depilação na esteticista..é tudo questão de prioridades

    ResponderEliminar
  33. Sou a mais nova de três, só tenho irmãos - e agora também só sobrinhos homens, a minha mãe ensinou-me a fazer tudo, mas como era muito ocupada (trabalhava fora também) aceitava o que eu fazia, porque eu fazia bem. Se sei fazer, sei. Se gosto, hummmm, nem por isso. Prefiro ter uma fada do lar e eu dedicar-me a outras coisas. E não é deitar dinheiro fora nem ser preguiçosa, para mim é ter qualidade de vida. E dou um "emprego" a alguém. Mas entendo a sua mãe: cada um deve fazer o que a deixa mais descansada, se para a sua mãe e outras pessoas, que seja! :)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Não percebi essa dos irmãos e sobrinhos...

      Eliminar
    2. Ó pessoa, irmãos e sobrinhos homens, infelizmente, ainda é sinónimo que o trabalho sobra todo para a mulher, que os pobrezinhos não se podem cansar!

      Eliminar
    3. Quis dizer que são só homens na família :)

      Eliminar
    4. De que forma é que é relevante serem só homens na família? Eles não limpam?

      Eliminar
    5. Limpam e ajudam, mas não se desenrascam sozinhos a fazer almoços e jantares para 12 pessoas ou a limpar a casa tão bem como eu faço. Como costumo dizer às amigas que têm filhos, as mães é que têm culpa dos filhos não saberem fazer nada em casa. Seja onde for, é sempre bom saber as coisas. Os meus pais sempre me ensinaram de tudo: sei de lida de casa, como de agricultura, fazer pão em forno de lenha. Não utilizo a maior parte dos conhecimentos, mas nunca se sabe...p.s.- sou a anónima das 19:23 e das 21:39

      Eliminar
  34. Sonho com o dia que terei uma empregada, nem que seja uma vez por semana... Mas esse dia está longe de chegar, infelizmente.

    ResponderEliminar
  35. A minha mãe é igualzinha...e como se não bastasse, a minha irmã também! Digamos que com duas loucas da limpeza em casa, cresci com o gosto de ter tudo limpo...não com o gosto de o fazer. Sei fazer e faço, o que mais gosto é de cozinhar. Já as limpezas é só por obrigação, não sinto o chamamento da esfregona nem vibro com a saída do novo super anti-gordura. Faço porque tenho de fazer e não gosto de coisas sujas, ponto.

    http://thelusofrenchie.blogspot.pt

    ResponderEliminar
  36. E se toda a gente pensasse que ter uma emprega doméstica era gastar dinheiro estupidamente, todas as empregadas domésticas estariam no desemprego :-)
    A inveja é uma coisa muito feia e cada um sabe como gastar o dinheiro que ganha.

    ResponderEliminar
  37. Vais estar no próximo Luso de Fruta?

    ResponderEliminar
  38. Sou igualzinha à tua mãe: tal e qual! Sem tirar nem pôr! É sim... A minha maneira de ser também enerva os meu filhos! Mas o que é que eu hei-de fazer? Só eu é que faço as coisas benfeitas!!! Lol

    ResponderEliminar
  39. parece que estou a ler uma publicação sobre a minha mãe :)

    ResponderEliminar
  40. A minha mãe desistiu da história das empregadas muito cedo, e perdeu toda a esperança nas senhoras (acredito que são uma mais valia e dava tudo para ter uma, quando for rica e famosa vou arranjar uma para a minha santa mãe). A entidade paternal aqui de casa, neste caso a minha mãe teve episódios dramáticos com empregadas, uma das empregadas que tivemos roubava-lhe a roupa interior. A minha mãe começou a sentir falta da dita roupa e num infeliz dia decidiu perguntar à rapariga onde estavam as ditas cuecas e os ditos soutiens, ao que a moça respondeu com grande descontracção, que andava a usar a roupa, mas que depois ia lá meter outra vez, para a minha mãe não se preocupar. Porque na verdade temos que respeitar a patroa, mesmo andando a usar a roupa interior da mesma.
    Hoje, eu e o aspirador temos uma relação de permanente hostilidade, já que fui forçada a uma relação precoce com o mesmo.
    Tenho esperança que os tempos tenham evoluído e isto já não aconteça, temos que acreditar!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Que nojo!!!! Que pessoa mais perturbada!!!! O.o

      Eliminar
    2. O quê??!!! Que gente, porra. Uma amiga minha morava com uma "colega" que lhe roubava as cuecas.. e nunca voltavam a aparecer.
      Não se entende.. cue-cas. Bah.

      Eliminar
  41. Olhe, acho péssimo ter empregada, eu adoro esfregar chão e lavar estores. Se pudesse fazio o 24 horas por dia, isso e levar chibatadas no costado

    ResponderEliminar
  42. Este texto é tão a cara da minha mãe. Também ela diz que comprava uma casinha ao pé da praia (adora praia), mas que tinha de ser pequena para não estar sempre a limpar. É que isso de ter empregadas é muito bonito mas com ela não resultava porque ninguém sabe limpar tão bem como ela. É ver-me arrumar alguma coisa e ela ir atrás deslocar milímetros as coisas.
    Há coisas que não mudam. :)

    ResponderEliminar
  43. É a maior :) [e a minha é a mesma coisa, claro]

    ResponderEliminar
  44. Desculpa mas não acho nada normal a tua mãe tratar da roupa do teu filho... eu sou preguiçosa, tenho empregada, dois filhos pequenos, não gosto nada das tarefas domésticas mas jamais aceitaria uma coisa dessas mesmo da minha mãe... Até porque não acho mesmo nada prático andar com a roupa para trás e para a frente...
    Mas bom se as duas se sentem bem com isso, é só um comentário, não é nenhuma crítica, não vale a pena más interpretações

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Por acaso até é bastante normal e comum. Conheço imensos casos em que as mães/sogras passam a ferro a roupa dos miúdos porque a filha/nora não tem tempo e elas não trabalham, estão em casa e têm todo o gosto em ajudar. Não me parece nada estranho aceitar ajuda da própria família (ou de quem quer que seja, se for de boa vontade).

      Eliminar
  45. Bem haja às pessoas que necessitam e podem ter empregada, pois é à custa dessas pessoas que a minha mãe (que é empregada doméstica) e mais outras tantas pessoas têm emprego... Há gente que critica tudo, enfim...

    ResponderEliminar
  46. A minha nunca teve empregada...eu tenho desde q casei, primeiro uma vez por semana, depois passou a 3 vezes por semana e há uns anos, desde que tive o segundo filho, todos os dias ....para mim não há dinheiro mais bem empregue.....tenho porque posso e se não pudesse, não tinha, óbvio !!!!!!

    ResponderEliminar
  47. Pipoca, achei um post muito genuíno e despretensioso. Parabéns.

    ResponderEliminar
  48. Desde quando ter empregada são modernices?

    ResponderEliminar
  49. É mesmo a maior Pipoca :)
    Melhor post de 2015.. Calma que ainda falta muito até ao final do ano :D

    ResponderEliminar
  50. Aiiiiii adorei este post! A minha mãe é tal e qual. Parece que andaram todas na mesma escola.
    E a comidinha que sai daquelas mãos? Que maravilha! Eu bem tento imitar, e sigo as receitas à risca, mas qual quê, as da minha mãe sabem sempre melhor... :)

    ResponderEliminar
  51. Ora bem, não tendo nada a ver e tendo tudo a ver:

    Importa-se de partilhar a empresa que contratou para passar a ferro? É que estou a precisar do mesmo e não encontrei trocar oferta :) obrigada e eu também passo essa treva das limpezas, quem gostar que o faça.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Então não vai responder pipoca? Vá lá

      Eliminar
  52. Eu ajudo a minha a fazer a limpeza todas as semanas lol

    http://cinquentaporcentoadolescente.blogspot.com

    ResponderEliminar
  53. Eu não tenho ajuda nas tarefas domésticas, mas também somos só dois. A minha sogra trabalha e tem a casa dela pra tratar, tem o meu sogro e o meu cunhado que vive la em casa. A minha mãe mora longe e não é pratico. Mas sinto muito a falta de chegar a casa e ter o jantarinho pronto. E adorava que me passassem a roupa, é coisa que detesto fazer. O resto vai se fazendo a dois. Que remédio.

    ResponderEliminar
  54. Eu tenho uma empregada de 15 em 15 dias pq n posso mais..e sabe tão bem. Limpa como eu? Nem por sombras..

    ResponderEliminar
  55. Bem.... a minha mãe toma conta do meu texugo, é ela que trata da roupa dele. há noite manda sempre a comida dele (muitas vezes até fruta preparada). Muitas vezes até já vem de banho tomado (quando os dias correm bem).
    Tenho uma senhora que vai lá a casa uma vez por semana e a minha rica tia passa a minha roupa a ferro.
    Tenho muitas ajudas sim, dou muito valor a isso. Chego todos os dias a casa depois das 20h e as 21h30 o meu texugo tem que estar a dormir. Que tempo passava com ele se tivesse que fazer tudo o resto.
    Fui ensinada a fazer tudo e fazia até há uns tempos atrás. Fui ensinada que o conceito de família é união e ajuda. Assim consigo gozar o meu filho, passear aos sábados com a minha avó de 86 anos e o meu filho de 1 ano.
    Não tenho dinheiro para tudo o que quero é certo. Mas para mim ter tempo feliz junto da família é importante
    Ana, adoro ouvir que as famílias se ajudam e mãe é assim mesmo

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Tão bom Joana!
      O seu jantar pode fazer de véspera, depois de deitar o menino.
      Era o que eu faria se chegasse tão tarde, queria aproveitar todos os bocadinhos com ele!
      É muito bom ter ajuda da família... e dar-lhe o devido valor!

      Eliminar
    2. Exactamente. :)

      Eliminar
  56. A minha mae ADORA tratar da roupa do neto, e eu nao me importo nada, so ficaria melhor se fosse feito por mim! Quem sou eu para lhe tirar esse prazer? Ela gosta e eu agradeco! Coisas de avos...talvez um dia iremos entender :)

    ResponderEliminar
  57. Quando vou ver os meus pais, que estão no Norte (e que é bastante longe para quem não tem carro)... levo quase sempre uma ou outra peça de roupa branca para lavar. Não porque quero que ela a lave, mas porque não hà branco mais bonito que o que sai daquelas mãos/daquela àgua.
    Ela lava raramente a roupa na màquina. Vai ao tanque, deixa a roupa ao sol com o sabão que ela fez.. e um dia depois parece que o branco ganhou vida.
    Tinha manchado um top com vodka preta. Ficou todo manchado, todo sujo, era impossivel usar aquele top de novo. Levei-o à minha mãe. Ficou como novo. Branco imaculado.. novo.
    As nossas mães são assim... o que fazem, fazem com amor. Seja a fazer comida, a limpar ou a lavar a roupa.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Concordo, de facto quando as mães fazem este tipo de coisas, é mesmo por amor. No meu caso, a minha mãe passa-me a roupa toda a ferro e dá-me imensas refeições já preparadas. Já está reformada e tem tempo, é certo, mas podia, mesmo assim, não estar para isso. E quando não lhe levo a roupa, quase que se sente ofendida, porque na realidade ela tem prazer em ajudar e sabe que tanto eu como o meu namorado chegamos tarde a casa e que sabe bem ter as coisinhas feitas. Algumas mães gostam de ajudar nestas coisas, outras nem tanto, mas serão todas boas mães concerteza. A nós, filhas dessas mães que ajudam nas lides domésticas, só nos caberá eternamente agradecer a ajuda que nos dão, porque essa ajuda é impagável.

      Eliminar
    2. Pensava qe não tinha irmãos/irmãs. A minha é igual. Não sei o que faz à roupa, mas fica impecavelmente lavada, o branco parece acabadinho de comprar.

      Eliminar
  58. Eu não tenho empregada por opção, mas só porque embora pudesse pagar, esse dinheiro é usado noutras coisas que, por agora prefiro.
    Gosto de ter a casa limpa e arrumada, mas sem stress. Se for possível faz-se, se não for fica por fazer e fazemos depois.
    Não deixo de sair, brincar com os filhos, namorar no sofá por causa das lides domésticas.
    Cá em casa todos colaboram, não em medidas iguais (estou a tentar...) mas sabem que têm de arrumar o que desarrumaram. Isso é sagrado.
    A casa pode não passar o teste do algodão (que com uma cedela, não passa mesmo), mas quero entrar e casa e não ver coisas espalhadas, roupas nas cadeiras nem nada disso.
    Se as coisas estiverem arrumadas e no sitio, a casa parece outra!

    ResponderEliminar
  59. Afinal nao sou so' eu a ser um nabo. A minha mae é igual, nao suporta que as coisas nao sejam feitas a maneira dela. O problema sao as maes portuguesas!

    ResponderEliminar
  60. Lá estão as “moralistas” a espezinhar! Se sei realizar todo o tipo de trabalho doméstico? Sim, sei! Se gosta de o fazer? Não, particularmente! Se pudesse ter uma empregada, teria? Siiiiiiiiiiiiiiiiiiim, teria! Vamos lá ser todos sinceros, sim?!
    Já sei que também existem pessoas que fazem questão de serem elas próprias a fazer estas tarefas mas a maioria teria empregada se pudesse…. E não é nada relacionado com a educação porque a minha mãezinha é obcecada por limpezas e ensinou-me a fazer tudo mas isso não quer dizer que eu goste…… E se pudesse definitivamente tinha empregada!!!!

    ResponderEliminar
  61. Li o teu post com ar ternurento, deve ser por também eu ser Mãe de três little boys :-)
    Engraçado que sempre me perguntaram porque não tinha empregada e as razões são exactamente as mesmas que a tua Mãe apresenta. Confesso que já cedi um bocadinho e pago a uma senhora para passar a roupa a ferro.
    Btw, se me saísse o euromilhões não comprava casa, comprava uma caravana de topo e muitas viagens *.*

    ResponderEliminar
  62. A minha mãe é parecida. Faz tudo na cada dela e ainda ajuda na casa dos meus irmãos e na minha casa em muita coisa mesmo (limpezas, passar a ferro, etc.). Seremos aproveitadores? Talvez, mas sabemos que ela também gosta e que se sente útil. E, mais importante sabemos que no dia em que não lhe apetecer vir às nossas casas ajudar, ela não virá porque sempre foi muito clara e não teve problemas nenhuns em dizer não ao que quer que seja. Mas duvido que o "não" esteja para breve porque a minha mãe sempre gostou de ajudar os filhos em tudo. Quando começamos a trabalhar e sair de casa, ela ficou orgulhosa, mas também ficou triste porque já não íamos depender dela. Chegava ao ponto de telefonar a perguntar se precisávamos de dinheiro ou se precisávamos de alguma coisa do supermercado, etc.

    ResponderEliminar
  63. Eu odeio que mexam nas minhas coisas..
    Sim sou maluqinha...
    Não quero que me façam as coisas, muito menos a sogra (pra depois não andar ai a espalhar aos 7 ventos que ajuda nisto ou naquilo..tomara nem ter de vê-la...!!!!!)
    Cá em casa todos ajudamos, inclusive o marido que faz tão bem quanto saiba e eu nem reclamo!
    O marido já fala na questão de se pensar em mandar roupa pra passar fora quando nascer proximo bebe, mas prefiro não dormir a faze-lo.. até posso ceder quando andar zombie, mas ate lá, quero ser eu...sim sou muito esquisita e não fosse a diferença de idades da mãe da pipoca e parecia que me estava a descrever a mim..
    Culpa tb da maniaca das limpezas da minha mãe e do meu pai que nunca se recusou a fazer nada..
    Na casa dos meus pais não havia essa coisa de homem á moda antiga que não mexe o cu nem pra encher um copo de água, e cá em casa muito menos!
    Se as mães não descriminassem os filhos na questão de serem homens ou mulheres e as mulheres educassem os homens tudo seria mais fácil... As mulheres como os homens tb trabalham fora como os homens, por isso porque não podem eles tb fazer as coisas?
    Sei de mulheres que aonda tem de meter as cuecas dos seus "senhores"pra lavar porque eles não mexem em cuecas sujas...... tb tem empregadas pra limpar o dito certamente!

    ResponderEliminar
  64. A minha mãe é o oposto: não limpa, não gosta de cozinhar, não oferece marmitas de comidinha caseira. Queres trocar? :p

    ResponderEliminar
  65. Qual é o stress de algumas destas pessoas com as sogras? Gosto tanto da minha! E o meu marido também gosta muito da minha mãe.
    Às vezes a culpa não é propriamente da sogra... Todas as mães são mães-galinha e nunca nenhuma mulher é, inicialmente, suficientemente boa para o filhote. Contudo, se estivermos dispostas a conquistá-las e a não embirrar logo com tudo o que elas dizem, vão ver que as sogras podem ser umas mães adotivas.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Nem sempre. Cada um é que sabe o que tem "em casa". Ainda bem que a sua sogra é impecável:-) mas não são todas iguais

      Eliminar
  66. Eu não me considero "antiprogresso" e tenho exactamente o mesmo pensamento da sua mãe xD Não é que goste muito das tarefas domésticas mas a ideia de ter outras pessoas a mexer nas minhas coisinhas faz-me confusão (e não estou a dizer que as empregadas domésticas não são de confiança)!

    ResponderEliminar
  67. haja alguém que me entenda. os meus colegas e familiares sempre implicaram comigo por ser preguiçosa e não ter pegado num aspirador até aos 18 anos. que era uma mimada, menina da mamã inútil e etc. até que começaram a conhecer com a minha mãe e perceberam o problema. eu nunca faço a cama quando estou em casa dos pais, porque detesto fazer a cama logo que acordo (quero é comer ou desaparecer porta fora) e a minha mãe não aguenta ver uma cama desfeita. diz que tem vergonha de alguém aparecer lá em casa com as camas por fazer (ainda que ninguém se vá meter a olhar para os quartos). uma vez tentei limpar a casa de banho, e achando que tinha feito um bom trabalho, chamei-a. olhou para mim como se fosse um monte de lixo e limpou tudo de novo. claro que quando vivo sozinha limpo tudo, mas ao meu ritmo e segundo os meus critérios. ah, e a louça mais vale nem lhe tocar, quanto mais encher a máquina! e a aspiração da casa pequenina na praia: tal e qual! mas se calhar a minha mãe ainda contratava um chauffeur porque ver-se livre do apartamento t3 no centro da cidade, nunca!

    ResponderEliminar
  68. uooouuuu .. nao me acredito que fui encontrar uma irmã desta forma .. LOOOL
    A minha mae diz exatamente o mesmo em relação ao euromilhoes..
    Ate ja cedeu (uma vez) e teve empregada, mas como as coisas nao ficavam como ela gosta, desistiu da ideia e faz ela tudo. Qd a visito ao fim-de-semana ainda me prepara marmitinhas de comida para 500 refeições :D
    Mãe é mãe <3

    ResponderEliminar
  69. A minha mãe é tal e qual! :)

    ResponderEliminar

Teorias absolutamente espectaculares

AddThis