Pub SAPO pushdown

Às vezes bate uma pontada de vergonha de um certo Portugal

sexta-feira, junho 26, 2015
Não tivesse eu a profissão que tenho e acho que me desligava do mundo. Nada de internet, de redes sociais, de televisão, nada. Todos os dias bato com os olhos em notícias que me fazem estremecer a alma e pensar que este mundo está perdido. Se calhar é pensamento de velha (verdade que não vou para nova), mas já estou como o Pedro Paixão: viver todos os dias cansa. É só desgraças, crimes, tragédias, atrocidades. A mais recente é nacional e vem de Vila Flor, em Trás-os-Montes. Pois que parece que numa freguesia desta terra há gente que parou no tempo e dedica-se a actividades ancestrais e, vá, chamemos os bois pelos nomes, simplesmente nojentas. E inacreditáveis. Falo da "queima do gato", uma "tradição" inserida nas festas de São João, em Mourão. O nome da brincadeira não deixa margem para grandes dúvidas, mas eu explico: põem um gato dentro de um pote de barro, no cimo de um poste. Depois pegam fogo ao poste e o pote acaba por cair ao chão, com o gato a arder. Eu sou mais de Santo António do que de São João, mas achava que davam fogo a balões e não a gatos. O vídeo anda a circular por aí e mostra o gato em chamas e, óbvio, em grande sofrimento. Isto tudo perante o olhar dos populares que, escudando-se na desculpa de que é uma tradição, olham encantados (e impávidos) para a cena. Maravilha.  Eu não sei, mas desconfio que a televisão já deve ter chegado há uns tempos a Vila Flor. Podiam ver novelas, podiam deixar o Goucha a gravar para verem à noite, sei lá, qualquer coisa que os mantivesse ocupados e longe destas práticas medievais. A sério, dar fogo a um gato? Acham isso mesmo giro? É que eu não consigo ver ponta de graça na coisa, acho só um gesto perfeitamente atroz e que, eventualmente, era divertido em 1540, quando não havia nada melhor para fazer. E, pergunto eu, nesta terra não há autoridades? Não há GNR? Não há ninguém que impeça esta barbaridade? E alguém vai pagar por isto ou vai ficar tudo em águas de bacalhau? A GNR tem andado particularmente activa no que toca a processar pessoas que publicam coisas anti-institucionais no Facebook, se calhar podiam aproveitar a onda e identificar os autores desta queima do gato. E, pelo caminho, todas as pessoas que estão só a ver de bracinhos cruzados. 
A sério, como é que coisas destas acontecem em Portugal em pleno século XXI? Quem é que é sádico ao ponto de fazer e assistir a uma coisa destas? E se isto é uma tradição, há quanto tempo é que se prolonga? E como é que deixam? Eu juro que tento ter fé na humanidade, mas assim fica difícil.

165 comentários:

  1. Ai, Ana...Vi isto ontem no facebook e fiquei revoltada. Somos um povo com uma cultura diversificada e bonita mas....ISTO??????? Onde está a cultura tradicional num ato bárbaro como este????? E onde estão as autoridades competentes sempre que algo no género acontece por este país fora? Pior, são mesmo os comentários daquelas gentes, que ainda se riem quando alguém se revolta. Isto não é ser civilizado. Isto não é nada. É uma vergonha, é o que é.

    ResponderEliminar
  2. Porra... só de pensar que estive lá este ano e achei a vila amorosa. Porra, porra, porra, que nunca mais lá ponho os pés!

    ResponderEliminar
  3. Oh.meu.deus. Nunca tinha ouvido falar desta coisa horrenda. Fogo nem acredito que há seres humanos que fazem isso. É crime mas mesmo que não fosse, é preciso ser uma pessoa muito desequilibrada (serial killer) para fazer estas coisas. Estas pessoas têm de ser internadas. Ponto.

    Dorky-and-weird.blogspot.com

    Xoxo Jessy

    ResponderEliminar
  4. Eu até nem gosto de gatos, acho que eles são estúpidos. Mas também não gosto de algumas pessoas e também as acho estúpidas e não por aqui atear-lhes fogo! É bom senso... Ou melhor, falta dele!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Joana Teixeira26 junho, 2015 14:17

      Dona Xica (até calha bem dada uma certa canção...) nunca conviveu c gatos pois n?! É q de estúpidos n têm nada! E n, n é falta de bom senso, é mesmo selvajaria, bestialidade e crime! É por existirem brandas formas de estar perante atrocidades destas q elas persistem!

      Eliminar
    2. Eu sei quem é que é estupido aqui e de certeza que não são os gatos!

      Eliminar
    3. Rídiculo como ainda existe estes preconceitos contra gatos e de gentinha assim. Acho que já sabemos quem é o estúpido aqui.

      Eliminar
    4. Até admito que não se goste de gatos. Somos todos diferentes. Mas olhe que de estúpidos não têm nada. São excelentes companheiros, calmos.

      Eliminar
    5. Lá por achar os gatos estúpidos não quer dizer que concorde com o que foi feito. Antes pelo contrário!!! Parece que fui mal entendida por estas bandas. Mas como isso já é normal acontecer por estas bandas, até mesmo com posts da Pipoca, nada posso fazer...

      Eliminar
    6. Ridiculo é nao respeitarem a opiniao das pessoas.. as pessoas nao sao obrigadas a gostar de todos os animais, seja por quais forem as razoes, desde que nao lhes façam mal

      Eliminar
    7. Pessoas estúpidas existem muitas, mas gatos estúpidos é coisa que não existe! Só para pessoas que nunca conviveram com nenhum!

      Eliminar
  5. Não tinha conhecimento disto :( por muito que seja tradição.. somos tão evoluídos para ter Smartphones, internet com fibra e playstation lá em casa.. mas depois somos tão atrasados em outras coisas ...enfim

    ResponderEliminar
  6. Coitadinho do bichinho!

    ResponderEliminar
  7. Nojo. E medo. Muito medo desta espécie animal a que pertenço. Que apregoa ser a mais evoluída mas depois faz coisas destas, verdadeiramente animalesca. Para quê assinar petições para acabar com o festival chinês de yulin, e evitar que cães indefesos sofram, se temos coisas dessas a acontecer no nosso país. Já dizia o Gandhi que a grandeza de uma nação e o seu progresso moral podem ser julgados pela forma como os seus animais são tratados...

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. E que não nos esqueçamos das Touradas.Ah também é tradição... Enfim...

      Eliminar
  8. Tendo em conta que já saiu a lei que os maus tratos a animais domésticos é crime, deviam ser punidos. Mas, se calhar, o gato não era doméstico..... É triste!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. o problema maior é que sim, era doméstico, e a dono 'ofereceu para a causa' toda contente e feliz! pior: já o fez anteriormente - com o mesmo gato.

      Eliminar
    2. O gato é um animal doméstico independentemente de ter dono ou não. Esta lei aplica-se a todos os animais domésticos. Infelizmente o gato que foi submetido a esta atrocidade tinha dona que "gentilmente" o cedeu e alegou que o mesmo estava óptimo e que esta prática em nada influencia o seu bem estar. Esta analfabeta devia ir presa. Ela e todos os outros que assistiram ao "espetáculo".

      Eliminar
  9. E fazer o mesmo a essa gentinha, não!?
    Sinceramente....

    ResponderEliminar
  10. E depois são esses mesmos portugueses que criticam e assinam petições contra o festival do cão na china mas não conseguem ver que no próprio país também acontecem atrocidades destas! Só os outros é que têm "tradições" nojentas e condenáveis, nós "só" temos, por exemplo, as touradas e a queima do gato.

    ResponderEliminar
  11. Não consegui ler o texto todo. E não tenho palavras para expressar o que senti ao ler as 1ªas seis linhas :( :(

    ResponderEliminar
  12. Acontecem porque as pessoas são estupidas e más e escudam-se nas supostas "tradições" para fazer cenas macabras como estas. Ora porque não inventam uma tradição de deitar fogo a um habitante em vez de a um animal indefeso? Isso é que era!!!! Infelizmente, a lei que defende os animais foi mais uma lei da tanga tão comum a esta porcaria de pais onde vivemos. No papel é tudo muito bonito, mas o certo é que os animais continuam a ser abandonados, continuam a sofrer coisas atrozes e os senhores das leis não mexem uma palha!
    O que eu gostava era de deitar fogo a essas pessoas que se ficam a rir, isso é que era!

    ResponderEliminar
  13. Concordo plenamente!

    ResponderEliminar
  14. As pessoas desculpam-se a dizer que é tradição.
    Daqui a nada a queima do gato passa a ser património da UNESCO (esperemos que não e que acabem com ela depressa).

    http://semprelaurinha.blogspot.pt/

    ResponderEliminar
  15. Pipoca, ao ler este seu texto faço minhas as suas palavras, e sinto-me horrorizada que neste século ainda existam estas tradições ( ou sei lá o que lhe hei-de chamar) e verificar que ainda há gente tão pacóvia e ignorante a assistir a tudo isto. E não é só isto, pois há muitas mais e todas com animais, mas quem são os animais são os humanos que as fazem! Tal como diz, também sinto vergonha de um certo Portugal,e ainda pior é que este tipo de pessoas emigram e vão lá para fora dar uma má imagem dos portugueses, como já tenho muitas vezes verificado, cospem para o chão, falam alto sem maneiras nenhumas, não teem um pingo de educação. Podem me criticar por eu dizer isto, mas quando estou lá fora e me perguntam de que País sou, eu ao dizer que sou portuguesa sinto-me um pouco mal precisamente por existirem lá muitas espécies sem educação e que dão uma má imagem do nosso povo. Mas enfim, não podemos mudar toda a gente.

    Manuela

    ResponderEliminar
  16. Estou completamente chocada ! Há tradições e tradições, há culturas e culturas, mas isto..... :o

    ResponderEliminar
  17. Pipoca, sei que existe uma tradição muito antiga (remonta à idade média) numa pequena cidade, julgo que situada na Bélgica: atirar um gato preto do cimo da torre da igreja. Todos os anos o fazem, como há séculos. Com uma pequena particularidade: o gato preto agora é... um peluche.
    Confesso que quando li essa notícia pensei "sensacionalismo, de certeza que era um boneco". É que parece-me demasiado surreal isso passar-se no nosso país! E perante uma multidão condescendente!

    ... A sério que isso não foi uma montagem?

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Várias organizações de defesa animal já reuniram toda a informação que lhes chegou sobre o caso e parece que é mesmo verdade.

      Eliminar
    2. Não era um boneco. No vídeo que alguém anormal publicou no Facebook, vê-se o gato aflito e, no final, a fugir em chamas...

      Eliminar
  18. O mesmo se passa com as touradas.

    ResponderEliminar
  19. É vergonhoso como este mundo ainda consegue manter-se em 1540 em certas zonas. Não percebo como podem querer que umas coisas avancem se eles continuam lá atrás, onde não havia grande inteligência para distinguir o certo do errado. Espero mesmo que alguém pague por isto e bem!

    http://entreosmeusdias.blogspot.pt

    ResponderEliminar
  20. Não tinha conhecimento desta porcaria desta "tradição" portuguesa. Até tenho vergonha de ser deste País, sinceramente. Andamos "todos" (a maioria... há sempre quem seja do contra e ainda defenda este tipo de rituais sem explicação) a tentar travar a barbaridade que se passa com o assassínio de cães na China, e depois ainda há destas coisas em Portugal.
    Não entendo, não consigo entender como é que um ser humano se pode deleitar a ver um ser vivo sofrer. Não entendo.
    Ah e não me venham com moralidades: comer carne de vaca, frango, e bababa, etc. Porque eu simplesmente não como. E sou feliz assim, não me falta nada. Foi uma opção.
    Acho que estes rituais do tempo da pedra lascada não se deviam chamar tradições. Pelo amor de Deus, Tradições para mim não são isto, não se prendem com o sofrimento de animais.

    http://mundodamafy.blogspot.pt/

    ResponderEliminar
  21. Que horror!!! Que barbaridade é essa?? Nunca tinha ouvido semelhante disparate, e isso é em Portugal??? Este país está de facto perdido.....:(

    ResponderEliminar
  22. Supostamente, esta practica tornou-se ilegal em 2008 de acordo com o Nuno Markl e nos anos seguintes eles usaram gatos de peluche. Portanto, o que aconteceu é crime, ponto. Mas, infelizmente, duvido que hajam represalias para as mentes brilhantes que tiveram esta ideia.

    ResponderEliminar
  23. O que acrescentar? Terrinha no seu melhor. Tudo bem que nas terrinhas se tem uma visão muito fria e utilitária dos animais, mas queimar um gato VIVO não tem utilidade nenhuma. Peguem fogo à puta que vos pariu, a vocês mesmos, e às vossas criancinhas, para nos certificarmos que da vossa especie não sobra nada. Isso sim, já seria muito util!
    É por estas e por outras que agradeco todos os dias à TAP e ao aeroporto de Lisboa por providênciar uma via de escape desse jardim dos horrores à beira mar plantado.

    ResponderEliminar
  24. É tão triste :(

    ResponderEliminar
  25. Neste momento sinto-me envergonhada de dizer que tenho uma costela de Vila Flor! :(

    ResponderEliminar
  26. É Portugal. A aldeia da Europa. As vezes sinto-me completamente deslocada deste sitio. Daí que a imigração será uma realidade daqui a 1 ano!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. entao vai regressar a portugal? é que "imigração" significa voltar.. "emigração" é sair do país..

      Eliminar
    2. Emigração

      Eliminar
    3. "Imigração" significa voltar? Essa definição deve ser nova, não conhecia... Os imigrantes são as pessoas que se mudam para um país diferente do seu, visto da perspectiva do país acolhedor. Portanto, a Anónima nem está assim tão errada, vai ser emigrante, sim, mas imigrante também.

      Eliminar
  27. Nunca gostei tanto de ler um artigo seu como este. Completamente envergonhada de um Portugal assim onde se praticam estas barbáries sob pretensa de tradições ancestrais...nojo nojo nojo. Pior, quem alimenta e permite estas práticas! um horror

    ResponderEliminar
  28. É inacreditável.......Desconhecia tal coisa e estou em choque. Que gente nojenta. É de uma crueldade imensa entreterem-se com o sofrimento de um animal. Isso diz muito sobre o caracter das pessoas. Até podem ser pessoas sem acesso a informação nenhuma mas é uma questão de sensibilidade. Além disso estou consigo, não há autoridades que impeçam tal acontecimento? Que coisa horrível.

    ResponderEliminar
  29. Como eu concordo com as suas palavras Pipoca, Atroz mesmo. É o Retrato da Sociedade, ainda que no Interior, podre e sem mural.

    ResponderEliminar
  30. Concordo consigo totalmente!
    Tenho 7 cães e acredite que concordo cada vez mais com a frase " quanto mais conheço os homens, mais gosto dos animais".
    São seres indefesos e em relação à maldade para com eles sou bastante radical: olho por olho, dente por dente!
    O respeito anda muita vez lado a lado com o medo! Uns bons exemplos é o que este tipo de pessoa merece! Talvez o medo os fizesse pensar um pouco!

    ResponderEliminar
  31. De todas as barbáries que fazem aos animais, desde testes laboratoriais, cortar metade da cara de rinocerontes e elefantes por causa dos cornos e das presas, esfolar e queimar vivos cães e gatos porque acreditam que é benéfico comer carne de animais torturados, espetar touros em arenas porque é tradição, nunca achei que podia existir uma tradição no meu páis em que queimam um ser vivo! Achava sempre que seriamos um pouquinho mais evoluídos do que outros povos (estou como é óbvio a generalizar porque existe gente cruel e desprovida de sentimentos em todo o lado). Espero muito sinceramente que as autoridades façam cumprir a lei porque a tradição não pode servir de desculpa para infligir dor e sofrimento a seres indefesos. A meu ver, quanto mais indefeso for um animal, maior é o crime praticado contra ele! Gostava muito que os leitores deste blog levantassem a sua voz contra esta prática e que este post tivesse muitos comentários. Juntos fazemos mais!
    P.s - Não sou hipócrita, defendo e não como qualquer tipo de animal.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Até concordo com esse post, mas a parte referente ao uso da carne animal para consumo humano é um pouco fundamentalista, já que o ser humano é omnívoro (a biologia comprova isso mesmo. Ver mais em https://pt.wikipedia.org/wiki/Omn%C3%ADvoro) e desde a sua origem que come produtos de origem vegetal e animal.

      Eliminar
    2. Não é fundamentalismo, é uma opção! Para mim, não existem animais de companhia e outros para consumo humano. E não vale dizer que é por uma questão de saúde, quando todos os benefícios da carne podem ser encontrados noutros alimentos. Já não se trata de necessidade, é uma questão de consciência. Talvez um dia a informação sobre todos os malefícios da ingestão de carne, seja de conhecimento geral. Até lá, continua-se a consumir carne carregada de hormonas de crescimento, antibióticos, e outros. Mas lá está, não pretendo pregar a ninguém, as pessoas são livres de fazer as suas escolhas e eu respeito. Só não partilho!

      Eliminar
    3. Joana, o ser humano é omnívoro, é certo, mas nós já trepámos demasiado alto na escala evolucionária para sermos apenas e só produtos da nossa biologia. Hoje em dia não precisamos de comer carne para sermos saudáveis, porque temos opções e variedade que os nossos antepassados não tinham. Além disso,´questões éticas à parte (os animais que os nossos antepassados comiam não eram tratados miseravelmente e criados em série, como são hoje), e considerando o mundo em que vivemos actualmente, não comer carne não só é mais saudável, visto que a carne e o leite que consumimos hoje estão carregados de colesterol, hormonas e antibióticos, como é a opção mais sustentável e ecológica.
      Felizmente, evoluímos ao ponto de termos raciocício e valores morais e podermos tomar as nossas decisões. Tendo todo este conhecimento que referi, muito além do básico argumento "somos omnívoros, devemos comer carne, ponto.", temos liberdade, e quem quer comer carne, come, quem não quer, não come. Tão simples quanto isto.

      Eliminar
    4. Joana, percebe o significado da palavra omnívoro? Um animal carnívoro precisa de carne para viver, nós não! Somos omnívoros, podemos escolher e adaptamo-nos a uma dieta sem carne! Então se sobrevivemos bem sem ela, porque escolhemos continuar a matar? Porque nos sabe bem? Há receitas vegetarianas deliciosas. É um pequeno sacrifício em termos de paladar que fazemos em prol de um bem muito maior. Sabia que para beber o leite que bebe, engravidam sucessivamente as vacas e retiram-lhes os filhos logo à nascença para que você fique com o leite que lhes é destinado? Para qualquer mente sã, isto também é nojento!

      Eliminar
    5. Rita, percebo e respeito totalmente o que diz. É possível para o ser humano fazer uma dieta equilibrada e saudável q.b. sem consumir carne, já que actualmente existem alternativas à proteína animal. Mas trata-se disso mesmo: alternativas. Não é a mesma coisa (longe disso). É tudo uma questão de escolha pessoal e estilo de vida.
      Moro na Suíça e aqui a carne é bastante cara, porque os animais são criados e alimentados ao ar livre e existe uma legislação forte para a actividade pecuária, que caso não seja cumprida as penalizações são muito pesadas (por isso toda a gente cumpre).
      Para Portugal, penso que a solução passaria pelo mesmo: Criação de leis fortes, e penas pesadas para quem não cumpre.

      Eliminar
    6. Será que as frutas/vegetais que os vegetarianos comem não estão carregadas de adubos e outros químicos? Não há vegetarianos que recorrem a suplementos químicos para repor a falta de vitamina B12 ou de ferro (é obtido das proteínas de origem animal, já que as vegetais são incompletas)? Será que quem segue a dieta dita regular não pode comer animais (galinhas, etc..) criados ao ar livre, que é o que acontece em muitas aldeias?
      Será que a bebida de soja, muito consumida pelos vegetarianos também não tem bastantes químicos?
      Para terminar, a velhinha e reconhecida dieta mediterrânica é essencialmente omnívora.

      Eliminar
    7. "além disso,´questões éticas à parte (os animais que os nossos antepassados comiam não eram tratados miseravelmente"

      Tem a certeza do que escreveu? A expressão "matança do porco" diz-lhe alguma coisa?

      O ser humano será sempre cruel para todas as espécies suas inferiores...infelizmente!

      Eliminar
  32. Parece mentira...fala se tanto nos direitos dos animais, e ainda se fazem destas coisas...simplesmente horrível, macabro, nem sei...e ficam a ver como se fosse um espectáculo !?! por amor de DEUS ! que mundo é este....

    ResponderEliminar
  33. Olá Ana,
    Subscrevo a sua indignação ! Ainda que não simpatize com Gatos(prefiro caninos), sejam eles ou outros quaiquer animais os mártires, é uma prática ignóbil e inqualificável !
    Autênticos ANIMAAIIISSSSS são os autores e todos os que assistem à "incineração" justificando-se na "TRADIÇÃO !!!!????".

    MDM

    ResponderEliminar
  34. As touradas são igualmente repugnantes.

    ResponderEliminar
  35. nem consegui ver o vídeo até ao fim porque tenho uma gatita da qual gosto mais que certas pessoas.é a verdade.Imagino o sofrimento do animal...deviam ser todos punidos com trabalhos pesados,inibidos de conduzir e trabalhar,e ficarem cadastrados por crueldade a animais.Gente atrasada,nem são parados no tempo,são retardados,são verdadeiras bestas.Metem-me nojo!!Ah,e perdoem-me se firo sensibilidades,mas eu já não gostava de chineses e quando vi o vídeo sobre o festival de carne de cão.....que dizer?é povo que podia sumir do mapa,a mim não me fazia diferença.Nenhuma.Que nojo de gente.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Não foram os chineses a atear fogo ao gato. Foram portugueses minha "senhôura". Olhe antes para o vosso país.

      Eliminar
    2. Eu sei que foram portugueses a fazer esta barbaridade,minha senhora,e olho para o meu país com muito orgulho em muita coisa mas não neste assunto.E limitei-me a dar um exemplo que vi há muito pouco tempo e que me meteu o mesmo nojo que este.Repito,deviam ser todos sujeitos a processo crime,e sujeitos a medidas severas de punição.Todos,os intervenientes e os espectadores.Não se admite,num país como o nosso,de brandos costumes....e quanto à China,não retiro uma vírgula.

      Eliminar
    3. Disse: ..."é povo que podia sumir do mapa,a mim não me fazia diferença.Nenhuma.Que nojo de gente."
      Não sou chinesa, mas não digo isso de povo nenhum. Foi assim que Hitler fez o que fez.
      Gostava que dissessem isso dos portugueses?
      Gostava que avivassem a sua memória com algumas atrocidades que os portugueses cometeram na inquisição? E que tal lembrar que o seu povo tb escravizou milhares de africanos há séculos?
      Acha mesmo que sue povo é assim tão admirável?
      Grande orgulho o seu.
      Arrogância grau 1.0000

      Eliminar
    4. País de brandos costumes? Ahahaha
      Só no que toca ao falso moralismo não é?
      Pq no resto de brando não tem nada, especialmente se for para dar cabo dos outros (ou de um povo) mesmo que seja num comentário num blog. Sim, muito brando o vosso povo. Muito brando os vossos costumes. ;)

      Eliminar
    5. Mas vivem cá???então podeis ir andando....

      Eliminar
  36. Fazer mal a animais é crime, há video sobre a pratica dos maus tratos o que espera a GNR e a protecção dos animais para darem participação do ocorrido??? E durante mais quanto tempo nos vamos esconder atrás das tradições??? Vergonha desta gentinha de Mourão, muita vergonha.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. GNR?
      Tenho ao fundo do prédio onde moro uma senhora que tem mais de 6 cães presos a um casebre e a mesma atira comida à eles como se atira aos porcos, enche um alguidar de restos de tudo e atira para cima dos cães. Informei-me com uma instituição protetora de animais e disseram q eu fosse a GNR, porém pouco aconteceria, iriam retirar os cães e levar para o abate. Digo o que?
      Nem digo mais nada.
      Farta de tanta atrocidade e omissão de mta gente q poderia fazer algo e não faz.

      Eliminar
    2. Hum sabe que os porcos são tão animais como os cães?
      Atirar a comida aos porcos é supéééé aceitável, mas cuidado, aos cães é que não. Quando for da moda postar fotos na internet com porquinhos domésticos, talvez deixe de ser aceitável atirar-lhes comida. Ah e aí também vai passar a ser uma atrocidade come-los. Até lá, bora defender os cães e os gatos, mas porquinhos e vaquinhas, esses sim, podem ser tratados como verdadeiros animais... E claro, são sempre bem vindos no prato. Cambada de hipócritas.

      Eliminar
    3. Ao anónimo das 20h30 condoído (a) pelos porcos.
      Creio que a pessoa acima que comentou referiu-se ao facto de ser habitual os porcos viverem num chiqueiro, se são animais imundos por si só ou pq os humanos os fizeram ser imundos, já não sei lhe explicar; mas se calhar vossa excelência deverá saber pois pelo que vi entende de porcos.
      Portanto, entretanto, contudo e sobretudo pq os humanos habitualmente tratam porcos, como porcos, creio que o comentario foi por isso. Porém vamos então abrir um abaixo assinado para salvarmos os porcos? O que acha da minha idéia?
      Hipocrisia típica de portugueses....

      Pipoca cada vez que venho em seu blog e vejo alguns comentários dá-me tanto nojo, que pergunto-me como é que você ainda consegue ter estomago para suportar tudo isso.

      Eliminar
  37. Tenho vergonha de ser português.

    Eu dantes pensava que era preconceito, quando diziam que os transmontanos eram umas bestas...

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Sinto vergonha por isto e muitos mais acontecimentos em Portugal. O que falta a Portugal é civismo. Palavra que para outros países faz sentido, em Portugal, não.
      Cada um faz o que quer e pensa que é o rei. Fazemos uma coisa ilegal toda gente te aplaude, és o maior da aldeia.
      Não existe respeito, por nada. Seja em Trás-os-Montes, Algarve ou na Estremadura. Não se respeita um pobre animal inofensivo, como não se respeita um monumento,
      uma obra de arte pública, árvores e arbustos dos espaços verdes,... Como tudo nada vida existem pessoas com condutas "fora do normal" e como existem leis, que já deveriam estar a ser aplicadas, estas pessoas deveriam pagar por aquilo que fazem a um animal inofensivo.
      Mas pensar que as pessoas acham que isto só acontece porque são transmontanos?! Ofende. Sou transmontana. Nunca deliberei que porque acontece num lugar toda a região faz o mesmo ou que somos umas bestas. Eu respeito tudo aquilo que é meu ou que não seja, tudo aquilo que me rodeia e um animal ou uma planta. A maioria das pessoas nem sabe onde fica Trás-os-Montes e dava uma história interessante se contasse cada pergunta mais surreal que os Portugueses do Litoral já me fizeram. Algumas das minhas respostas em relação a essas perguntas, posso esclarecer já algumas pessoas: a Serra da Estrela não fica em Trás-os-Montes, temos água potável e luz, nas cidades do interior os animais de grande porte não se avistam e não
      andam nas estradas junto aos veículos, temos noção do que é um Shopping e um Hipermercado, temos noção de marcas, um parque natural não é um jardim zoológico, temos internet, grande % das crianças vão à escola e tiramos cursos superiores, os nossos pais têm trabalhos normais e não têm que ser por obrigação agricultores, as pessoas das aldeias têm um sotaque diferente das pessoas das cidades mas os repórteres para parecer algo bonito na televisão insistem em encontrar tesourinhos com sotaques estranhos, a minha casa é de tijolo e não de pedra e para finalizar se nevar será um dia mas na televisão dizem que foi um "nevão" que até parece que Trás-os-Montes é o pólo norte..

      Eliminar
    2. O sr.Pedro conhece todos os transmontanos?!
      Bestas infelizmente ha em todo o lado seja em tras os montes seja no algarve. Por favor nao generalize!

      Eliminar
    3. De facto nao se pode generalizar...isto nada tem a ver com ser transmontano!

      Eliminar
    4. Parabéns Pedro, em solo português há mesmo muitas bestas.

      Eliminar
    5. Eu conheço todos os transmontanos e posso afirmar que são realmente umas bestas!

      God

      Eliminar
    6. o meu pai é transmontano e é contra estas coisas.

      Eliminar
  38. Que estupidez tão grande... que vergonha de País, de gente atrasada que fica impavidamente a olhar para o sofrimento do animal, que terra vergonhosa, que tradições tão violentas, porque não atarem-se ao mesmo poste e largarem fogo a um dos assistentes? Talvez os miudos filhos e netos dos Pais que estão a celebrar esta tradição, também achassem a sua piada a verem o Pai ou o Avô com as calças a arder e a correr pelo recinto fora... talvez! que VERGONHA!

    ResponderEliminar
  39. Concordo
    e como uma parvoice (para ser simpática) nunca vem só, aqui fica outra "tradição" https://associacaoamigosruivos.wordpress.com/category/actividades/enterro-do-galo/

    Ana

    ResponderEliminar
  40. É por essas e por outras que eu deixei de ver/ler noticias. Mas subscrevo completamente. É que nem encontro palavras para descrever a atrocidade. Bárbaro não é suficiente.

    ResponderEliminar
  41. Sem palavras para isso.
    Qta maldade junta, não só em que põe fogo ao gato mas em quem assiste e acha graça.
    Desculpa, mas em Portugal isso não me espanta.
    Portugal por vezes parece ainda estar no tempo da inquisição, basta olhar as notícias escabrosas que vemos diariamente; mas vamos menos longe, basta ler os diversos comentários em blogs e redes sociais diversas, onde destilam com toda força o seu ódio e inveja pela pessoa. Onde o autor de um erro ortográfico é ferozmente cruxificado, xingado, esculhambado...Onde um post de um Look gera as mais diversas ofensas entre os leitores. Só aí se vê, se uma coisa banal como um post, gera dezenas de pessoas cheias de ódio e prontas para atacar, imagine em casos como esse citado. E querem apostar como este meu comentário vai gerar dezenas de ataques?
    Desculpe Portugal não está no Séc. XXI, para mim pelo que vejo mtas vezes ainda está em 1540.
    Nojo do ser humano. Gente que bate no peito e não sai da igreja e entretanto não pensa duas vezes em cometar actos insanos. Gente que apedreja, julga, critica toda gente e não olha para sí própria.

    Os animais são muitos mais humanos do qq um de nós.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Só para concordar consigo ! infelizmente ...é só maldade...

      Eliminar
    2. Aplaudo de pé!

      Eliminar
    3. Ena foste generosa (o) século passado é pouco.

      Eliminar
  42. ao que parece está proibida desde 2008..não se entende realmente como existe (um número considerável de gente) capaz de assistir a cenas destas..graças a deus q existem as redes sociais e os telemóveis e os vídeos para que estas cenas sejam do conhecimento público..esperemos que as autoridades atuam em conformidade...nem vale a pena expressar o sentimento ao ver estas cenas, pq gente normal como nós sabe bem o que se sente...

    ResponderEliminar
  43. Era pô-los a todos também dentro do pote!! Cambada de anormais.

    ResponderEliminar
  44. É (literalmente) o Portugal dos Pequenitos...Inacreditável.

    ResponderEliminar
  45. Não tenho palavras o ser humano infelizmente apareceu neste planeta... e foi a desgraça dele e dos outros animais.

    ResponderEliminar
  46. Não podia estar mais de acordo contigo! Anormais assim, recuso-me a chamar-lhe de pessoas envergonham-me!

    TENHO VERGONHA DAQUELAS BESTAS! Para não lhes chamar outro nome!

    Não sou de desaforos fáceis, e por norma consigo controlar-me! Mas caramba, quem no seu perfeito juizo não deseja TODO O MAL DO MUNDO aquelas bestas de Vila Flor!!!!!

    Tomara, e estou a torcer mesmo muito, que todos eles, SEM EXCEPÇÃO, venham a sofrer na vida o que aquele animal sofreu!

    Tenho mesmo vergonha dessa gente!

    ResponderEliminar
  47. Sou defensora dos animais, sejam eles de qualquer tipo...só "mato" melgas porque elas atacam-me! A não De resto defendo todos...
    E a nossa sociedade só cria e alimenta psicopatas, sociopatas...Repeti o que Ana disse...Onde está a autoridade? Pois é dever de qualquer autoridade agir quando presencia um crime e sim...agora é "crime" maltratar animais.
    Lembram-se da Lei que saiu em Agosto 2014? Lei n.º 69/2014, de 29 de Agosto?????
    E desta notícia? http://www.dn.pt/inicio/portugal/interior.aspx?content_id=4155148?

    Sinceramente, esta gente mete-me nojo!
    No fim dessa barbárie era "dar-lhes com o gato morto nos cornos até ele miar!"

    Inês

    ResponderEliminar
  48. Não conhecia, nem fazia a mínima ideia! Fiquei horrorizada, pobre bichinho. Voltamos à velha história de sempre, é como as touradas, não consigo achar a mínima ideia de fazerem os animais sofrer por pura diversão, por desporto. Qual diversão? Qual desporto? Poupem-me! Não consigo perceber nem gostar! E não é por ser feito há 122333 mil anos que deve continuar a ser feito. Antigamente também achavam que a terra era quadrada...Enfim...

    Amigas do Closet
    http://amigasdoclosetblog.blogspot.pt/

    ResponderEliminar
  49. O meu coração estremece ao ler isto... Tenho vergonha mesmo, não só uma pontada

    ResponderEliminar
  50. Entretanto também se descobriu que numa qualquer localidade deste nosso país se enterram galos até à cabeça e depois dão paulada até se chatearem :(

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. grandes bestas ! fogo...

      Eliminar
  51. Os srs que "inventaram" aquele exercício de Fisica que também incluía maldades a gatos (atirar o bichano pela janela com x metros de altura para calcular a velocidade de impacto) devem ser de Mourão.......e ainda falam das touradas....queria vê-los a pegar fogo ao toiro eheh isso é que era!

    ResponderEliminar
  52. A do galo também não é melhor... Eu nem vou ver as imagens para não me irritar mais.

    ResponderEliminar
  53. E é esta gente que vota...cambada de atrasados mentais. Tivesse eu poder e limpava esta escumalha da face da terra. Não fazem falta alguma. MORRAM!!!!

    ResponderEliminar
  54. Nestas alturas tenho nojo de ser Portuguesa!!! E são todos muito católicos naquelas paragens!!! O senhor padre da freguesia também assiste??????????????????????

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. E' mesmo! Pura hipocrisia desse gente! Que ardam no Inferno

      Eliminar
  55. E eu a pensar que maus tratos a animais já era crime. Parece que para a parvalheira não, há sempre desculpa para esta gentinha. Se é tourada é porque é tradição (e aí a parvalheira também chega às grandes cidades). E agora porra, queimar um bicho que tem o tamanho de um bebé, a sério? Mas que nojo de gente, nojo. Já não chega quem abandona aos animais, agora também há disto.

    ResponderEliminar
  56. Pipoca que mundo é este?!?! ... http://www.lux.iol.pt/internacional/yulin/chinesa-percorre-2-5-mil-quilometros-para-salvar-animais-do-festival-da-carne-de-cao ... fiquei com o coração apertadinho ... :(

    ResponderEliminar
  57. Cada vez fico mais horrorizada com as pessoas... Como é que têm coragem de fazer isto?


    ResponderEliminar
  58. É verdade, anda tudo maluco com o festival lá da China onde matam os cães e afinal....nesta terrinha dita civilizada fazem destas coisas! Ao menos na china ainda servem para alimentação, agora isto? Infligir dor só porque sim....nojento!!

    ResponderEliminar
  59. Subscrevo tudo, há 'tradições' inacreditáveis e o ser humano consegue ser nojento!!! Às vezes também preferia ficar na ignorância e não ver tv, internet, nada! Infelizmente o humano prova que é o pior ser na Terra...

    ResponderEliminar
  60. Existem em Portugal algumas tradições absurdas e ridículas, esta é uma delas. Depois ainda dizem que criam leis para os animais e afins, se gostam tanto da tradição que façam um inquérito para escolherem um voluntário para se amarrar ao poste e depois pegar fogo. (Espera! Isto já era crime porque seria um ser humano, agora se for num "animal irracional" já não há problema.) É esta a mentalidade idiota de alguns portugueses. Deviam ter vergonha!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Ah ah ah , se bem que há humanos bem mais irracionais do que certos animais. Como é o caso da população de m*rda desta aldeia.

      Eliminar
  61. Quantas vezes me apetece fazer o mesmo e desligar-me de tudo o que são redes sociais só para não ver e ouvir atrocidades dessas (que sabemos existem, mas não precisamos ser lembrados a cada minuto por um idiota que acha graça). Partilhar para denunciar e fazer-se alguma coisa já é difícil, quanto mais por puro divertimento. Eu tenho uma coisa a favor, não preciso das redes para o meu trabalho como a Pipoca e posso mesmo desligar-me, mas depois pergunto-me e se de facto alguma partilha que eu possa fazer (das que denunciam) pode ajudar?... Dilemas...

    ResponderEliminar
  62. Que tristes alminhas! Essas pessoas dão-me nojo, muito sinceramente. Não percebo como é possível... É doentio...

    ResponderEliminar
  63. É horrível. Faz-me lembrar de que os primeiros sinais que denunciam um psicopata são os maus tratos a animais...e no entanto isto é considerado parte de uma tradição!
    Deve haver qualquer coisa que possamos fazer para acabar com esta vergonha!

    ResponderEliminar
  64. Confesso que com a quantidade de notícias horrorosas que todos os dias se ouve por esse país fora já nada me surpreende. Só não consigo perceber que raio de pessoa é que pode achar graça a uma situação destas, isso é grotesco. Um nojo mesmo.

    ResponderEliminar
  65. Diz-se que uma boa forma de se avaliar os cidadãos de um país é constatar a forma como tratam os seus idosos e os animais. Em Portugal, nem uns nem outros!! Somo um país de gente pequenina, pouco civilizada, cruel e hipócrita! Falta-nos tanto e constato que falta ainda mais às novas gerações que crescem sem valores nem educação! Lamentável...

    ResponderEliminar
  66. Como é que é possível tirar "prazer" do sofrimento alheio? Seja ele de pessoas ou animais! NUNCA vou conseguir perceber como é que se fica a olhar para uma cena destas e depois toca de ir para casa dormir um soninho descansado. Vêem os preparativos: arranjar o gato, pô-lo no pote, pôr o pote em cima do poste, atear fogo ao poste e ficar a ver arder até chegar ao pote e saber que o gato está lá dentro, ver o pote a partir, ver o pobre animal a arder e em grande sofrimento. NINGUÉM que lá esteve fez nada para impedir. Qualquer dia voltam os autos de fé! Espero que perante a indignação geral comecem, ao menos, a sentir vergonha.
    Um bem haja à Pipoca por divulgar. Pela minha parte não irei a Vila Flôr até esta prática abjecta deixar de existir.

    ResponderEliminar
  67. Gostava que as pessoas se insurgissem do mesmo modo em relação às touradas...

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. As pessoas insurgem-se do mesmo modo em relação às touradas. Todos os anos há manifestações na época de abertura, há dezenas de petições criadas, e a Animal une-se a figuras públicas que dão a cara pela sua abolição, como o Nuno Markl e o Ricardo Araújo Pereira. O problema é que os apoiantes das touradas não são meia dúzia de pacóvios numa aldeia qualquer... São milhares de pacóvios por todo o país, com fortes interesses económicos por trás. A luta é imensamente mais difícil, mas não tenho dúvidas que um dia será ganha.

      Eliminar
  68. Estamos na Idade Média e ninguém me disse nada? Como é possível?

    Essa história mais a do galo em Ruivós é demais para um dia só...

    ResponderEliminar
  69. AINDA PARA MAIS A ESTÚPIDA DA VELHA QUE DÁ O GATO PARA ESTA PALHAÇADA E QUE POR SINAL JÁ DEVE UNS BONS ANOS À COVA, VEM DIZER QUE NÃO PERCEBE PORQUE É QUE AS PESSOAS FICAM CHOCADAS. ATÉ SE COMPREENDE, ELA NÃO É UMA PESSOA.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Adorei este comentario! Bem dito!

      Eliminar
  70. Pipoca, cada vez a respeito e admiro mais! Adorei o seu artigo e admiro a indignação geral. Fico com lágrimas nos olhos e desesperada por constatar que existe gentalha desta, capaz de tamanha maldade com um gato...desejo que, a quem fez isto e a quem se diverte com isto, que lhe aconteça o mesmo, com pote ou sem pote!

    ResponderEliminar
  71. Nem vou ver o vídeo ou fotos o lá o que é. Adoro gatos, são o meu animal de estimação preferido, por isso nem consigo conceber ver tal atrocidade. Mas num país onde se promovem as touradas, em nome da tradição e porque é chique e porque são as ganadarias e os cavalos e sei lá mais o quê, também já nada me espanta, infelizmente...

    ResponderEliminar
  72. Então e o resto dos animais? vacs, porcos, coelhos, galinhas, perus...as lagostas são cozidas vivas...já não há problema?

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. A lei existe para proteger animais domésticos/de companhia, se juridicamente não sabe a distinção, então é melhor não comentar. Moralismos e escolhas pessoais ainda não são fonte de direito.

      Eliminar
    2. Esses animais servem para comer. Não sou vegetariana, mas tento comprar carne de animais que tenham sido criados ao ar livre. Apesar de achar os animais também servem para comer sou completamente contra a tortura e sofrimento de animais. Que eu saiba ninguém comeu este gato.

      Eliminar
    3. Bom, não vamos começar com aquela história dos caracóis...please... :)

      Eliminar
    4. Parvoíce está argumentação, mesmo que seja apenas por provocação.

      Eliminar
    5. E por isso pegam fogo a gatos por DIVERTIMENTO?! Que eu saiba, todos os animais que referiu são mortos com o propósito de nos alimentar. Agora infligir dor e sofrimento a um animal só porque sim, é dos piores atos do ser humano.

      Eliminar
    6. Ignorante e muito mais...........................................

      Eliminar
    7. Tenha juízo! Uma coisa é matar para nos alimentarmos, outra coisa é ser-se estúpido e maltratar-se por diversão!

      Eliminar
    8. SALVEM as LAGOSTAS!

      Eliminar
  73. A sério, que pessoas doidas. E supostamente agora há penas para quem maltrata animais...vê-se.

    Lena's Petals xx

    ResponderEliminar
  74. Que vergonha! Pobre gato ! Como e possivel,sou transmontana e nunca tinha ouvido
    falar nesta atrocidade.
    Obrigado pipoca, por divulgar, esta gente não devia ficar impune.
    Fatima

    ResponderEliminar
  75. Aposto que a maior parte das pessoas que abomina esta "tradição", não acha o mesmo das touradas. Para mim vai dar ao mesmo, festança graças ao sofrimento de um animal. Sendo que neste caso ainda é mais grotesco!

    ResponderEliminar
  76. Uma vergonha! O gato não era vadio (o que também não desculpava nada) era de uma Senhora da aldeia que "oferece" o gato há 4 anos para esta tradição.
    Penso que a GNR já abriu um processo! Espero que sejam punidas devidamente!
    Gente má e sem valores!~

    http://rr.sapo.pt/informacao_detalhe.aspx?fid=1&did=191714#_swa_cname=sapo_fb&_swa_csource=facebook&_swa_cmedium=Web

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. bom... das 7 vidas 4 já se foram! ;) Horrendo, pobre animal.

      Eliminar
  77. Excelente texto que diz tudo o que eu andava a pensar!!

    http://atualidadesbyclaudia.blogspot.pt/

    ResponderEliminar
  78. Mas não existe agora aquela lei de protecção dos animais? Ninguém neste país faz nada contra essa terra, que é um atraso de vida? Também não há policias lá? Não há bom senso, não há policia, não há nada. É uma festa de pompa e cirunstância. Que bárbaros.

    ResponderEliminar
  79. Não sou fundamentalista, mas não consegui ver o video. No entanto, tenho pena, que algumas associações sejam tão ativas na luta contra as corridas de toiros e se acanhem na demonstração da sua força neste tipo de manifestações. Esperemos que não se tenha repetido desde então e que possam terminar todas as manifestações infundadas de puro sadismo, senão, um dia destes, vamos voltar a sacrificar as virgens.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Numa o gato é queimado vivo para divertir a plateia, na outra espetam-se ferros no lombo de um touro vivo para divertir a plateia. Qual é a grande diferença anónimo? São ambas puro sadismo!

      Eliminar
  80. É revoltante mas a melhor arma contra estas barbaridades são as redes sociais. Eu já assinei uma petição pública em relação à situação do gato queimado vivo. Há que envergonhar esta gente.

    ResponderEliminar
  81. Na minha modesta opinião, misturar o caso do gato com o caso dos cães não é correto. Adoro cães, tenho 3 e para mim são familia, no entanto não condeno os chineses por matarem cães para comer, nós fazemos isso ás vacas, aos porcos, ás galinhas e aos coelhos (que são super fofinhos). Há povos que não comem vaca e outros que não comem porco e também não nos olham com bons olhos por o fazer-mos. Cada povo tem hábitos alimentares diferentes. Já a atrocidade de pôr um gato a arder são outros 500... matar ou causar sofrimento em animais por puro divertimento causa-me repulsa. Muito triste saber que não houve uma unica pessoa ali no meio da multidão que levantasse a voz. Eu estando lá a assistir a uma coisa daquelas não respondia por mim!!!!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. A revolta com o festival chinês não vem do facto de comerem cães, isso já todos sabíamos. Acontece que, para além de apanharem cães das ruas para o efeito, também os roubam, e enfiam-nos em gaiolas minúsculas durante dias sem comida nem água, para depois serem cozidos e esfolados vivos porque eles acreditam que assim a carne sabe melhor. Não acha que isto é motivo mais que justificado para esta onda de indignação global? Só espero que adiante alguma coisa.

      Eliminar
    2. Para a maioria das pessoas acredite que é por comer cães...

      Eliminar
    3. A verdade é que os animais que nós comemos normalmente não são melhores tratados que esses cães... Para termos leite as vacas são forçadas a engravidar e depois são afastadas dos seus bebés para que lhes seja retirado o leite! A maioria do pelo de animais usado em roupa tem de ser retirado com o bicho ainda vivo para não perder o brilho... Mas lá está isto não indigna ninguém! O que se passa do outro lado do mundo é que sim (atenção eu não defendo o festival do cão e choca-me imenso que se façam coisas destas só não acho que seja assim tão diferente do que se faz cá)

      Eliminar
  82. Pipoca, vai fazer-se justiça, esperemos :)

    "GNR | Informação sobre “a queima do gato” em Mourão - Vila Flor

    Caros seguidores,
    Foi recentemente publicado um vídeo de um gato a arder na localidade de Mourão - Vila Flor.
    Sobre este acontecimento, informamos que já foi aberto um inquérito judicial, tendo o Tribunal de Vila Flor delegado a investigação na GNR, pelo que estamos neste momento a realizar diligências no sentido de identificar o(s) autor(es) desta situação."

    ResponderEliminar
  83. Eu penso que o que falta em Mourão é gente que tenha nascido neste século e com cabecinha para pôr um basta nestas tradições. Porque estes senhores que aparecem nesta reportagem viram os seus bisavós, avós, pais a repetir esta tradição anos após anos e nunca se questionaram sobre o acto em si. Porque na minha aldeia, no centro do país, quando eu tinha uns 5 anos também me lembro de assistir a algo do género, mas o gato não era fechado no pote, tendo oportunidade para fugir antes de lá chegarem as chamas, lembro-me até de ouvir populares dizerem " ele foge sempre...". Mas a comunidade jovem, responsável por manter e replicar as tradições, à cerca de 20 anos decidiu queimar somente o tronco sem o gato e anos mais tarde nem isso se continuou a fazer. Só para dizer que cabe aos jovens de hoje mudar e adaptar as tradições de ontem a este século. Joana

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Muito bem Joana, tiro o chapéu aos jovens da sua aldeia que souberam adaptar as tradições!

      Eliminar
  84. http://peticaopublica.com/mobile/pview.aspx?pi=PT77607

    ResponderEliminar
  85. Vi uma foto no facebook. Não consegui ver o video porque tenho "medo" do que possa ver. Revolta-me imenso que no seculo XXI ainda persistam tradições assim.
    Se eu pudesse tinha um quintal cheio de gatos como tem a minha avó.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Não veja. Eu vi e arrependi-me.

      Eliminar
  86. Alguem viu a reportagem na tvi ou sic? as pessoas daquela aldeia sentiam-se ultrajadas pqe alguem tinha apresentado queixa-crime e nao demonstraram qualquer arrependimento naquilo que fizeram!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Parece-me normal essa reação, eles não vêem mal nisso. E isso é que é preocupante...

      Eliminar
  87. Não percebo. Como é que chegámos a 2015 sem saber que esta tradição existia no nosso país? Ou melhor, como é que chegámos a 2015 a fazer coisas destas? Isto é medieval, bárbaro, nojento. Como é que, de toda aquela gente a assistir, ninguém fez nada? Como é que, de toda a gente que nem quer ver aquilo mas sabe da sua existência, ninguém fez nada? Como é que esta gente toda acha aquilo NORMAL? Não entendo. Não consigo entender.

    O problema é que, legalmente, não vai acontecer nada. Sim, há aquela lei ("1 - Quem, sem motivo legítimo, infligir dor, sofrimento ou quaisquer outros maus tratos físicos a um animal de companhia é punido com pena de prisão até um ano ou com pena de multa até 120 dias."), mas sabemos bem que ninguém lhe liga nenhuma. Gente nojenta.

    ResponderEliminar
  88. O que é que a GNR tem que ver com o gato? Porque criticar a GNR? Por acaso sabiam que iria acontecer aquilo ao gato. De certeza que não. E as entidades políticas, as que dizem estar junto do povo.? O presidente da junta se calhar Estava lá a ver.
    E mais fácil criticar as polícias.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Se é "tradição" acontece todos os anos. É impossível a GNR não saber, assim como os presidentes de junta e da câmara municipal.

      Eliminar
  89. Eu e que tenho vergonha de uns certos portuguêses que vivem neste Portugal. Os indignados das redes sociais perdem tempo a teclar acerca devem gato, um cidadão polícia e espancado, esfaqueado, é -lhe roubada a arma do estado e ninguém parece querer saber disso para nada. Agora estas tristes figuras com o gato isso sim merece o mais vil condenação. Um cidadão polícia vale menos que um gato!

    ResponderEliminar
  90. São os sucedâneos dos massacres tristemente denominados por "festa brava". Bravo mesmo seria correr com toda uma canalha que enche os bolsos e o ego com barbáries como touradas, largadas e etc. Gente mais medíocre! Serão a vergonha dos vossos descendentes por muitas gerações vindouras.

    ResponderEliminar
  91. Crueldade contra os animais deve ser caso de prisão.

    ResponderEliminar
  92. E "queima de gente estúpida" não há????? A sério que as pessoas sentem prazer e assistem a coisas assim? De facto custa-me a acreditar que possam existir pessoas assim tão, mas tão pobres de mente... Será que não se pode fazer nada para acabar com esta triste e estúpida "tradição"?????
    Ana Paula

    ResponderEliminar
  93. Pior mesmo foi ver a reportagem dos moradores e quando questionados do porque da tradição ninguém soube responder,era só porque os pais, avós e bisavós faziam

    ResponderEliminar
  94. Tu tens uma profissão? hum, e qual será essa misteriosa profissão? não vale responderes jornalista, blogger ou empresária...por razões óbvias!

    ResponderEliminar
  95. Para quem não sabe:
    A maior parte dos paises da Europa passou pela Inquisição e caça ás bruxas, durante a época medieval ou o século 14 e 15.
    Mas Portugal é de tal forma lerdo que teve que ser diferente.
    Alguém se lembra do crime da Aldeia Velha ?
    Não estamos a falar de 6 séculos atrás, estamos a falar do século XX, década de 30, uma miúda foi queimada viva acusada de bruxaria, e consta-se que uma das razões, poderá ter sido o facto das outras mulheres terem inveja dela.
    Razão perfeitamente lógica porque as mulheres portuguesas são de tal forma patologicamente desesperadas por migalhas de atenção masculina, que fazem coisas absolutamente horriveis umas ás outras.
    Se Portugal odeia mulheres, não é para admirar que também odeiem gatos.
    Este país é realmente "especial", da pior forma possivel.

    ResponderEliminar

Teorias absolutamente espectaculares

AddThis