Pub SAPO pushdown

Cancro do Colo do Útero: obrigatório rastrear

quinta-feira, maio 28, 2015

Uma por dia. Todos os dias.
A cada dia que passa há uma mulher a morrer de cancro do colo do útero em Portugal. É uma média brutal, preocupante, quase difícil de acreditar. Não acho que haja cancros melhores nem piores. Todos os cancros são maus, assustadores, mas estes, especificamente ligados às mulheres, acabam sempre por nos sensibilizar um pouco mais. No âmbito do Dia Internacional da Saúde Feminina, que se assinala hoje, a Liga Portuguesa Contra o Cancro vai lançar uma campanha a nível nacional de sensibilização e prevenção para o cancro do colo do útero, com o apoio da Sociedade Portuguesa de Ginecologia. É MUITO importante que se faça o teste de rastreio, porque reduz significativamente o risco desta doença que é o segundo tumor ginecológico maligno mais frequente nas mulheres portuguesas abaixo dos 50 anos. Segundo Francisco Cavaleiro de Ferreira, Presidente da Liga Portuguesa Contra o Cancro, "as mulheres entre os 25 e os 65 anos representam o grupo de maior risco para o desenvolvimento do cancro do colo do útero, pelo que se aconselha um exame ginecológico regular nestas faixas etárias, de forma a assegurar a detecção atempada".
Em cerca de 99% dos casos, o cancro do colo do útero é causado pela infecção persistente por HPV de alto risco, vírus do papiloma humano. A sua incidência é de cerca de 900 novos casos por ano. Surge na parte inferior do útero (o colo do útero) e o seu desenvolvimento é silencioso, pelo que não se deve esperar pelos sinais de alarme. Calcula-se que quatro em cada cinco mulheres são expostas ao vírus em algum momento da sua vida. Na maior parte das mulheres, a infecção pelo HPV é eliminada pelo sistema imunitário, sem nunca ter criado qualquer tipo de sintomas. Porém, em alguns casos, a infecção persiste e o vírus pode provocar alterações nas células do colo do útero, promovendo a sua transformação em células cancerosas.

Como se transmite o HPV?
Qualquer pessoa pode ser infectada com HPV, mesmo tendo apenas um parceiro sexual.
O HPV é, sobretudo, transmitido por contacto sexual.
A infecção pode persistir durante largos anos sem desenvolvimento de doença.

Porque é que o cancro do colo do útero pode ser prevenido?
Porque tem, geralmente, um desenvolvimento lento e o seu agente causal – o HPV - é conhecido.

É possível prever o risco de desenvolvimento deste cancro e detectar as lesões precursoras através da realização de teste de rastreio. A prevenção através do rastreio regular (teste de HPV e/ou citologia) é fundamental para evitar o cancro do colo do útero.

36 comentários:

  1. Sou particularmente sensível a este tema, porque um mês após de ter o meu filho, foi-me diagnosticado HPV de alto risco. Fiz uma conização, que consiste na retirada da parte infectada. Como foi a tempo, bastou, mas tenho de vigiar sempre porque pode ter ficado "restos" do virus adormecido e acordar a qualquer momento.
    Fiz tudo isto a particular, senão o tempo que demora no público, quando fizesse a conização tinha passado tanto tempo que podia estar bem mais grave.
    Agora devia fazer citologia 2 vezes por ano, o que nunca era problema, ia à médica de família que me dava o P1 e só me pedia para lhe levar os resultados para por no meu processo.
    Agora que, felizmente, tenho tipo resultados negativos não me passam os P1 de 6 em 6 meses, nem sequer 1 vez por ano. As directivas são, segundo a médica, que se temos um resultado negativo só precisamos repetir passado 2 anos.
    DOIS ANOS???
    Lembro que tinha feito citologia em Novembro de 2007 e estava tudo bem. Engravidei e tive o meu filho em Dezembro de 2008. Quando em Janeiro fiz citologia, estava com HPV de alto risco, com células malignas!!!!!!
    O que faço agora? Pago a citologia e a consulta na ginecologista privada.
    E ainda falam em prevenir? Como?Em dois anos muita coisa acontece e depoois,,,, por vezes é tarde demais.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. esta semana tive uma consulta de ginecologia numa clínica privada e informei-me do custo do rastreio do hpv. responderam-me que nenhum sistema de saúde que possuo cobre esse exame e que o custo é de 99 euros.
      entretanto já marquei consulta com um médico no centro de saúde (não tenho médico de família) e estou na expectativa de arranjar outra solução. sei que os 99 euros não cobrem problemas futuros que poderão vir a ser detectados, mas não deixa de ser muito dinheiro...

      Eliminar
    2. O rastreio do HPV (citologia) existe sim no publico e pode ser feito pelo medico de familia nas consultas de planeamento familiar, por exemplo. Caso a citologia dê alterações é referenciada para o hospital para consulta de ginecologia e aí é que fazem mais coisas (tipagem dos virus, coisas mais invasivas, etc)
      Anonimo, o que as guidelines dizem é que no caso de 3 citologias anuais negativas, o rastreio passa a ser de 3 em 3 anos.. claro que ha medicos que preferem fazer todos os anos pq embora RARO, pode acontecer uma evolução tao rapida como no seu caso. No seu caso há exames mais especificos (colposcopia) para melhor investigação

      Eliminar
    3. Pois, percebo o que quer dizer. Estou mais ou menos na mesma situação: fiz a vacina de prevenção contra o HPV às minhas custas, passado um ano foi me detectado HPV (muito bom), fiz tratamente de crioterapia tambem às minhas custas, e depois da citologia dar negativo, o médico de familia diz-me, agora só volta a fazer aqui a 2 anos! Infelizmente neste país a saúde está para quem a pode pagar.

      Eliminar
    4. Filipa a vacina cobre os tipo de HPV de alto risco (16 e 18) e de baixo risco (6 e o 11), possivelmente teve outro tipo de HPV de baixo risco. Pode estar descansada que os de alto risco (se fez duas/três doses de vacina) estão cobertos, que são os mais frequentes causadores de cancro do colo do útero.

      Eliminar
    5. O primeiro passo é fazer uma citologia (baixo custo no privado!), só se tiver alterações é que se faz a pesquisa do vírus em meio hospitalar, sem custos.

      Eliminar
    6. Eu fiz esse exame no início deste mês. Fui à minha ginecologista na Mac, que fez citologia (papaniculau), achou que tinha uma pequena lesão no colo do útero com alteração desde a última consulta à um ano atrás, a aconselhou-me a fazer colposcopia. Nesse exame, colocao uns contrastes para ver ser se há reacção, a mim houve e por isso durante a colposcopia fizeram-me uma biópsia. Agora estou à espera da próxima consulta, mas a minha médica que é uma querida adiantou-me logo por telefone que está tudo bem e que posso ficar descansada.
      Preço na Mac, não chegou aos 15€ a colposcopia com biópsia.

      Eliminar
    7. Anónimo das 22:56 a vacina NÃO PREVINE CONTRA TODOS OS TIPOS DE HPV DE ALTO RISCO, apenas dois (16 e 18), existem outros, assim sendo, é indispensável fazer o rastreio do cancro do colo do útero. Na minha opinião a citologia ginecológica é o melhor método de rastreio pois é bastante económica (pode fazer no seu médico de familia, e em privado fica a volta dos 20-25€, mais a consulta no seu ginecologista) e eficaz. O rastreio por tipagem de HPV é muito mais dispendioso (50-100€) e fornece muito menos informação, pois embora indique se tem ou não um ou mais tipos de HPV, não indica se tem uma lesão ou não. Tal como a Pipoca disse a infecção por HPV é muito comum e na sua maioria resolvida pelo sistema imunitário da mulher, so na citologia ou biopsia é que conseguimos identificar se existem alterações percursoras de cancro.

      Eliminar
    8. 2 em 2 anos ou 3 m 3 é demais....
      Isso não é prevenção.
      No minimo todas as mulheres deveriam fazer todos os anos e em casos que já houve suspeitas deveria ser bi-anual.
      O Estado facilita na prevenção e depois gasta mais no tratamento...
      É que nem todas as mulheres podem ir ao privado dar entre 25/30 mais a consulta, o que dá, pelo menos 100, 00 €!

      Eliminar
    9. As recomendações que tem sido referidas de realização de colpocitologia ( normalmente conhecida como papanicolau) de 3 em 3 anos no caso de 3 citologias anuais negativas consecutivas são Internacionais ! Não são aplicadas só no nosso país... E resultam de estudos científicos. A pratica médica deve ser baseada em evidência científica e não em " opiniões".

      Eliminar
    10. Pois mas se eu tivesse tido o azar de a minha médica ir nessas 'evidências cientificas' já não estava aqui. Pois sempre tive citologia negativas. 14 meses depois de ter feito a última negativa tive uma bem positiva! Com sugestão de células malignas. Fiz tiragem do hpv e era de um dos piores tipos. Fui logo operada. Será que tivesse esperado mais um ano e meio - para dar os tais três anos - teria corrido bem? Duvido. ...

      Eliminar
    11. Pois,se o exame não fosse tão doloroso se calhar haveriam menos casos de cancro do colo do útero.Mas como bem disse aqui alguém o estado investe bem mais nos tratamentos!E não me venham com a lenga lenga que não dói.Quem o diz são mulheres sexualmente activas pelo que isso pode influenciar na hora de fazer o exame!Eu sofri abusos sexuais e hoje em dia não sou sexualmente activa porém tenho que fazer na mesma a citologia(visto que é gratis e o teste hpv não).É óbvio que uma mulher que sofreu abusos sexuais terá muito maior dificuldade para fazer o exame e dor!!Não há nenhuma sensibilidade neste sentido.Deveria poder haver a possibilidade de anestesia geral para estes casos pelo sns porque pelo privado como pagas claro que te fazem isso(mesmo que achem que tu és uma afectada,fresca,flor de estufa dada a sensibilidade da sociedade para certos problemas)Ao contrário do que aqui alguém disse o exame hpv é mais fiável que a citologia.Disse-o uma ginecologista e não faltam estudos sobre isso!!

      Eliminar
  2. Bom conselho! Eu levei a vacina de prevenção assim que esta apareceu no mercado... mesmo assim o melhor é prevenir e fazer o rastreio! Obrigada pelo artigo pipoca :)

    http://blogascoisasdela.blogspot.pt/

    ResponderEliminar
  3. faço todos os anos, na médica de família. Com isto, não se brinca.

    ResponderEliminar
  4. O cancro do colo do útero ocorre apenas em mulheres, mas a infeção por HPV também acontece em homens de forma maligna (cancros)! Tanto que existem vacinas (não são as comparticipadas do plano nacional de vacinação) que são isentas de género, isto é, os homens também podem tomar.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. A Gardasil, que faz parte no programa de vacinação também pode ser admnistrada em homens mas infelizmente não é comparticipada. Realmente esta vacina nao so previne cancros e lesões genitais, como também outros tipos de cancros tanto na mulher como o homem

      Eliminar
  5. A minha Mae fez o rastreio e hoje veio o resultado negativo. Eu andava tão ansiosa para recebermos o resultado, pois a minha mãe há uns anos teve de retirar certas células cancerígenas... Estou tão contente de ter vindo negativo e desejo o mesmo para todas as outras mulheres!! :)

    Dorky-and-weird.blogspot.com

    Xoxo Jessy

    ResponderEliminar
  6. Obrigada pelo post Pipoca!

    blogdamariafrancisca.blogspot.pt

    ResponderEliminar
  7. E é tão mas tão fácil diagnosticar!!! Nem precisam de ginecologista, basta consultarem o vosso médico de família...

    ResponderEliminar
  8. pois se há coisas que me fazem confusão é fazer a citologia nos médicos de família..não entendo mas tudo bem, penso que é gratuito (não tenho a certeza) e se há pessoas que não o podem fazer num ginecologista (a sério), mais vale ir ao centro de saúde e fazer do que não fazer nada..eu pago 70 eur de consulta pra fazer o exame e mais 25 q pago ao laboratório..é 1 vez por ano e todos os meses ponho dinheiro de lado..qdo chega a altura não me custa pagar essa quantia..o meu médico já me falou que nos EUA aconselham - qdo não há risco - que já se pode fazer c intervalos de 2 anos e até 3...mas com ele e comigo não há cá dessas coisas..é todos os anos...aquilo não faz mal nenhum à saúde...c estas coisas não se brinca..é a nossa vida q está em jogo...tenho 1 filha, por deus..

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. A citologia no médico de família é igual À citologia no ginecologista. Porque é só fazer a colheita e enviar para o laboratório - faço todos os anos, uma em cada sitio (como já me foi diagnosticado HPV, a minha GO diz que o idela é de 6/6 meses. Como o sns me permite fazer uma gratis, faço uma na go e outra no centro de saúde).
      A diferença é que indo ao GO ele vê outra coisa, faz eco também, etc e no centro de saúde é apenas a colheita, mas tb vê se tem algum corrimento, suspeita de infecção... e sempre que tem dúvidas reencaminha para a especialiade no hospital - foi assim comigo quando tive HPV.

      Eliminar
    2. O que é que não entende? Porque é que lhe faz confusão? É apenas curiosidade.

      Eliminar
  9. Boa tarde a Todos.
    No caso de ja serem portadores do virus (alguma tipagem) a vacina nao elimina, previne apenas contra as outras tipagens de alto ou baixo risco.Tudo o resto é o proprio organismo que pode eliminar atraves do sistema imunitario que pode sempre ser fortalecido com uma vida saidavel:Alimentaçção, desporto e não fumar contribuem fortemente à elimicaçâo do virus. Atualmente preve-se que 90% da população feminina esteja infetada, ou já tenha estado infetada, com o virus, pelo que algumas mulheres nunca se aperceberam simplesmente porque o proprio organismo elimina o mesmo.Prevenção é essencial, ate mesmo numa rotina acontece, mas felizmente resolve-se a tempo quando assim é.Não se descuidem :)

    ResponderEliminar
  10. Dá que pensar... Muitas vezes ouço mulheres a queixarem-se do preço destes rastreios/consultas anuais quando gastam esse mesmo valor mensalmente em depilações, pintar cabelos, fazer madeixas, etc. Estão no seu direito, cada um gasta o seu dinheiro no que quer. Mas não deixa de ser curioso.

    ResponderEliminar
  11. A mim foi-me diagnosticado HPV há cerca de um ano devido ao aparecimento de condilomas. Fiz electrocauterização, no privado e no IPO, sempre através do meu médico. As recidivas eram muito frequentes e todo o processo envolvente era doloroso, mais doloroso foi quando tive que fazer laser. Imaginem levar anestesia num sítio super sensível como aquele, dada por quem não tinha experiencia no assunto. Senti tudo o que não era para sentir, parecia que me queimavam (o laser queimava), não quero lembrar-me daquele dia, mas não é fácil esquecer.
    Após um tempo, talvez 6 meses, o vírus voltava a atacar mas em menor grau. Lá voltava eu ao meu médico e à electrocauterização que não custava nada em comparação com o laser. Entretanto mudei de ginecologista porque o meu médico tinha falecido. Conheci um médico fantástico, o melhor dos melhores em Coimbra e recomendo vivamente, pelo tipo de pessoa que é e pela dedicação ao doente e á profissão que exerce. Se não fosse ele, provavelmente as coisas tinham piorado e muito. Trata-me até hoje e já fiz laser e não custou nadinha (apenas custou á minha carteira). Receitou-me um suplemento que é extraído de um cogumelo, o "Coriolus Versicolor", que vai servir de imunomodelador e vai equilibrar o nosso sistema imunitário de maneira a que ele não produza as tais células cancerígenas fazendo-as regredir e desaparecer. Lá está, tudo depende do nosso organismo, e na altura, o meu estava totalmente em baixo, o que dificultava e muito, a que as lesões desaparecessem.
    Não nos devemos descuidar em relação à saúde; o mais parvo disto tudo é que eu sempre fui extremamente cuidadosa, sempre mesmo (o que me revolta até hoje), ás vezes até exagerava, e no entanto fui apanhada pelo maldito HPV.
    Meninas, se quiserem saber mais sobre o assunto do cogumelo, pesquisem por "Coriolus" e vão encontrar todo um estudo feito pelo meu médico.
    Quem me dera que todas que passam por problemas como este do HPV fossem tão bem atendidas como eu fui e ainda sou. Digam o que disserem, neste país, até com os médicos temos que ter sorte, um bom médico ajuda muito!
    Espero que o meu testemunho vos ajude a todas.
    T.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Olá T, peço-te pf se me podes dar indicação onde posso comprar esse suplemento. Muito obrigada pela tua atenção e tudo de bom !

      Eliminar
    2. Olá T. Infelizmente estou a passar por uma situação parecida. Poderia indicar onde comprar esse suplemento ou deixar seu email para trocar opiniões.
      Obrigada!

      Eliminar
    3. "Coriolus Versicolor" perguntem nas farmácias. Mesmo que não tenham, perguntem se podem encomendar. Preço +- 25€ por embalagem de 90 comprimidos.
      Passei por uma situação idêntica às que já aqui foram descritas(foi me diagnosticado em 2008/2009)e até hoje estou bem.

      Eliminar
    4. Olá podes dizer o nome do doutor que te acompanha? Obrigada

      Eliminar
    5. Em Coimbra, lojas CELEIRO.

      Eliminar
    6. Qual o nome do médico? tambem sou seguida em coimbra e ja me falaram em tirar o colo do utero

      Eliminar
  12. em 2008 foi-me diagnosticado HPV de alto grau, fiz a biópsia e felizmente o meu corpo combateu e entrou em remissão. Todos os anos fazia citologia e infelizmente na última que fiz há 15 dias voltou a aparecer uma lesão de baixo grau. Aconselho a todas as mulheres a fazerem citologia pelo menos 1x por ano, de preferência utilizando o Thin Prep que faz uma análise mais rigorosa e caso seja detetada alguma anomalia conseguem logo analisar que tipo de vírus é ( há uns mais agressivos que outros ). Há uma vertente que diz que sexo oral pode originar cancro na garganta em alguns casos, vejam isso com os vossos médicos. Obrigada

    ResponderEliminar
  13. Olá anónimo das 11:11.
    O suplemento que falei acima, vende-se em farmácias e custa cerca de 25€. O nome exacto que vem no boião é "Coriolus- M.R.L." No meu caso, estou a tomar 6 comprimidos por dia, 3 ao pequeno almoço e 3 ao jantar. Quanto a si, fale com o seu médico para saber como deve tomar.
    Espero ter ajudado e que corra tudo bem consigo, tudo de bom!
    T.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Olá T.
      E qual o nome do médico de Coimbra?
      Obrigada
      A.

      Eliminar
  14. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderEliminar
  15. Obrigado Pipoca por também permitir que se discutam estes assuntos no seu blogue... Um beijinho para todas.

    ResponderEliminar

Teorias absolutamente espectaculares

AddThis