Pub SAPO pushdown

A mulher que dizia o que queria

quinta-feira, setembro 04, 2014
Eu gostava da Joan Rivers. Dizia o que queria, não estava cá com paninhos quentes, desancava os trapos das maiores estrelas de Hollywood sem pestanejar e sem olhar a nomes. Porque era só disso que se tratava, de trapos, coisas com as quais se podem fazer piadas sem que caia o Carmo e a Trindade. Ou, pelo menos, é assim que devia ser. Digo eu. Não me parece que tivesse grandes inimigos por causa disso, mas acho que também se estava nas tintas se os tivesse. Uma coisa que o estatuto e a idade lhe permitiam. Gostava do sarcasmo e da ironia com que comentava cada passadeira vermelha. Tinha graça e fazia-o como ninguém. Também deu tiros ao lado, como a piada sobre o Holocausto, mas é o risco que se corre. Era o elemento mais divertido do Fashion Police. Acho que sem ela o programa perde a alma. =(


33 comentários:

  1. Uma perda lamentável :( Que descanse em paz...

    Pipoca tu és a nossa Joan portuguesa, mas ao natural sem plásticas! :D comentas as roupas dos famosos como ninguém, és directa e super divertida! Beijinhos

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Acredito (nunca vi o programa) que os comentários possam ser na mesma linha, mas apelidar a Pipoca de Joan portuguesa é exagero. Aliás, o "background" é completamente diferente. A Joan Rivers era humorista, ainda da escola do grande Johnny Carson, o resto era acessório. Podem ter em comum algum humor sarcástico, mas o de Joan chegava a ser corrosivo, e debruçava-se sobre inúmeros temas, nada ver com o da Pipoca, que embora seja muito boa no que faz, não se pode comparar o tipo de trabalho ao da grande senhora que "nos deixa". Cumprimentos.

      Eliminar
  2. Pelo que sei o programa foi cancelado, pelo menos para já. Mas concordo que sem ela o programa perde a piada.

    ResponderEliminar
  3. Sem dúvida, o programa Fashion Police nunca mais será o mesmo. A Joan era a estrela.Também simpatizava com ela. Parecia cheia de genica e ainda e lá se foi : (

    http://mundodamafy.blogspot.pt/

    ResponderEliminar
  4. Eu não gostava nada da senhora. Acho que ser sincera e directa não é sinónimo de se ser bruta e estúpida. Quanto aos comentários aos trapos, esses tinham a sua piada, mas não passam disso mesmo, trapos. O que eu não gostava era os comentários do género "todos os palestinianos deviam morrer". Mas opiniões são como os trapos, cada qual com os seus :)

    ResponderEliminar
  5. Fiquei mesmo triste... Não fazia ideia que ela já estava internada há uma semana. Tinha um humor corrosivo que eu simplesmente adorava.
    Que descanse em paz.

    ResponderEliminar
  6. Verdade.. parte desta descrição que acabas-te de fazer a Joan Rivers é a mesma que eu faria de ti, e certamente muito mais gente!
    "Gostava do sarcasmo e da ironia com que comentava cada passadeira vermelha. Tinha graça e fazia-o como ninguém."
    É caso para dizer faço das tuas palavras as minhas, mas neste caso dedicadas a ti.
    Beijo pipoca.

    ResponderEliminar
  7. Parece-me que o fashion police vai acabar :\

    ResponderEliminar
  8. Inimigos não sei mas os comentários dos portugueses à morte dela até parece que a mulher era o diabo na terra!! E depois aplaudem homicidas vá se lá entender este povinho !

    ResponderEliminar
  9. Bem, eu até um dia (por mero acaso) começar a assistir ao Fashion Police não conhecia a Sra. A verdade é que, apesar de não ser grande fã, de todos os críticos era ela quem dava alma ao programa. Arrisco-me a dizer, que para mim era a Joan Rivers a "cara" do mesmo. Já para não falar do seu tom sarcástico e que eu tanto adorava.. Para dizer outra verdade, a nossa Pipoca, é muito parecida com ela, sabe...(?) É directa, sarcástica e comenta/critica os famosos como ninguém... É a Joan portuguesa, sim. M.

    ResponderEliminar
  10. Em que canal ver este programa e em que horário?

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Dá no canal E!.. o horário é que já não me recordo, mas acho que no período da tarde :)

      Eliminar
    2. no e! aos sábados ás 20h. eu via religiosamente, nem acredito que ainda a semana passada deu o programa dos emmys e agora isto :(

      Eliminar
  11. A piada sobre o Holocausto foi exacerbada por quem a criticou. A verdade é que a Joan era judia e assumia-o sem problemas e, tal como a ouvi dizer uma vez, é a forma de ela lidar com o assunto. Era uma mulher fantástica e nunca perdeu o nível. Gostava imenso dela e espero chegar à idade dela com a frescura de cabeça que tinha (porque as plásticas, não obrigada!)

    ResponderEliminar
  12. Ela podia ter muitos defeitos: desbocada, repuxada, empertigada. Mas era sem dúvida alguém que não tinha papas na língua.
    Descansa em paz Joan!

    ResponderEliminar
  13. Estou a saber agora da notícia da sua morte :(

    Não costumava acompanhar o Fashion Police, via apenas aqueles momentos em que o programa era promovido na televisão e a opinião que tenho é a de que muitas pessoas não compreendem o seu tipo de humor. De resto, acompanhei a sua aventura no programa Celebrity Apprentice e gostei do que vi.

    Acredito que o programa acabe sem ela porque parecia-me ser o motor do mesmo.

    homem sem blogue
    homemsemblogue.blogspot.pt

    ResponderEliminar
  14. Realmente, a Joan Rivers era a alma do programa. Adorava assistir ao Fashion Police.
    Que descanse em paz :(

    ResponderEliminar
  15. Nao tinha inimigos? Os processos em tribunal nao chegam? E se calhar nao foi apenas por causa da opiniao dela sobre os trapos, alias, ela tinha algumas "musas inspiradoras" q nunca escapavam, mesmo que fossem bem vestidas, como po exemplo, a Taylor Swift.
    A piada do holocausto nao foi nenhum tiro ao lado, uma vez que ela era judia. Ao lado foi a comparacao que fez sobre o espaco que ela tinha na casa da filha e as jovens que foram raptadas pelo Ariel Castro; a piada estava bem elaborada, mas o assunto era demasiado penoso para o usar como comparacao, a nao ser que ela ja tivesse psssado pelo mesmo.

    ResponderEliminar
  16. A Joan era muito mais que isso, uma comentadora de passadeira vermelha hollywoodesca. Era, como Herman José referiu em tempos, uma das melhores humoristas de sempre.
    "Já fiz tantas plásticas que quando eu morrer vão doar meu corpo para a Tupperware." Joan

    ResponderEliminar
  17. Também gostava dela, acho que quando chegamos aos 80 já não devemos ter papas na língua eh eh

    ResponderEliminar
  18. A noticia da morte de Joan Rivers foi a primeira vez que senti alguma tristeza pelo falecimento de uma "celebridade". A mulher era um maximo, adoro o tipo de humor, a despreocuoação, a cara podre, a auto dominaçao de diva, o contraste entre o que dizia e o que aprentava, a auto critica, a falta de vergonha, ...enfim era dos poucos motivos pelos quais tenho televisao em casa..acho que agora posso finalmente doar o mamarracho electronico a uma qualquer instituiçao e ficar-me pela internet que é sempre bem mais interessante, pratico e principalmente nao estraga a decoraçao da minha sala nem o verdadeiro motivo pelo qual a tenho..
    RIP Joan Rivers* the world will never be the same..(é um pouco suburbano/piroso este comentario, mas aproveitando o espirito Joan Rivers..Estou-me bem nas tintas para o que estas gordas colaboradoras de um qualquer supermercado pensam)

    ResponderEliminar
  19. Nunca gostei dela. Sempre a achei um tanto para o pirosa, e com tanto botox e assim ficava horrível. Nunca gostei de programas assim em que comentam o que os outros vestem. Sempre achei que era um desperdício de dinheiro pagar a pessoas só para falarem o que lhes vai na cabeça e ofenderem as pessoas. Não me parece que a morte dela vá fazer alguma diferença no mundo. Sei que no meu não vai fazer.

    ResponderEliminar
  20. Por vezes em zapping deparava-me com esse programa e ficava por lá, mas confesso, que quase sempre me chocava o estilo de humor acutilante, não havia necessidade para tanto...

    ResponderEliminar
  21. Não era fã. Demasiado desbocada para o meu gosto

    ResponderEliminar
  22. Pena que só se lembrem desta grande humorista pelo programa Fashion Police...a Joan Rivers apresentou durante mto tempo um dos melhores programas televisivos de sempre o Saturday Night Live...aí sim!...era uma Senhora!

    ResponderEliminar
  23. O problema desta senhora, é o «sugarcoat» que hollywood dá.
    No final de tudo, não passa de uma senhora velha, fatphobic, transphobic e muitas outras coisas. Não desejo morte a ninguém, mas falarem dela como «grande senhora»,«icon feminista», é uma piada de mau gosto.

    ResponderEliminar
  24. Realmente os outros comentadores so la estam pa fazer numero! Tb gosto mto da tao odiada wendy williams

    ResponderEliminar

Teorias absolutamente espectaculares

AddThis