Pub SAPO pushdown

Make me beautiful

domingo, agosto 03, 2014
A jornalista americana Esther Honig, de 24 anos, teve uma ideia: tentar perceber como é que a beleza feminina é vista no mundo, em países tão diferentes como o Sri Lanka ou a Inglaterra. Vai daí, enviou uma foto sua a designers espalhados pelos quatro cantos do mundo e pediu que, recorrendo ao Photoshop, a tornassem bonita. Foi isso mesmo que ela pediu, "make me beautiful". Para facilitar a vida aos designers, deu-lhes como linha de orientação as revistas de moda. Ou seja, que a transformassem como se fosse uma mulher que aparece nas revistas de moda dos seus países. Os resultados são maravilhosos, porque dão para ter uma noção bastante precisa do conceito de beleza de cada país (bem, nuns casos mais do que noutros). E dão para perceber que se quisermos fazer uma mudança de imagem há alguns países que devemos evitar. Tipo as Filipinas. Só assim naquela.
Acho a ideia espectacular. Se alguém me quiser "photoshopar" (salvo seja) e pôr-me bonita, sinta-se à vontade. Dá trabalho, mas uma pessoa quer é coisas desafiantes! Eu cedo a foto, para ser igual para toda a gente, e depois vocês dão o vosso melhor. Bora nessa?

Foto original




ALEMANHA

AUSTRÁLIA


ARGENTINA


BANGLADESH


ESTADOS UNIDOS


FILIPINAS


GRÉCIA


ÍNDIA


INDONÉSIA


INGLATERRA


ISRAEL


ITÁLIA


MARROCOS


PAQUISTÃO


QUÉNIA


ROMÉNIA


SÉRVIA


SRI LANKA

UCRÂNIA


VENEZUELA


VIETNAME






34 comentários:

  1. O fotoshop tem o poder de fazer coisas maravilhosas mas também de criar em nós, a mulheres trabalhadoras deste mundo fora, a ideia que para sermos e parecermos perfeitas devemos ter o aspecto das 'capas de revista' e isso é transversal em qualquer cultura. E isso pode causar frustrações e expectativas demasiado elevadas sobre como temos ser nos apresentar...
    É claro que com a experiência de vida, sei que não sou um ser perfeito e acabei por aceitar as minhas 'arestas' como algo que faz parte de mim e não como algo suscetivel de fotoshop.
    Giro é perceber as diferenças que cada cultura tem e que os modelos de beleza são bastante diferentes de Continente para Continente. Concordo com o exemplo das Filipinas e esperaria mais dos Estados Unidos...

    ResponderEliminar
  2. se pudesses recuar no tempo, escolherias outro curso em vez de jornalismo?
    a da Argentina é a melhor!

    ResponderEliminar
  3. A ideia está espectacular.
    Como namorada de um fotógrafo, sou também interessada por estes temas. A verdade é que a tecnologia hoje evoluiu de uma forma que nunca pensámos. No entanto acho mal a manipulação das fotos até chegar a este ponto. Porquê? Porque estamos a confundir um bom fotógrafo com um bom designer, muitas vezes. E a luta é um pouco ingrata, para quem tira boas fotos, para quem investe em material de estúdio.
    Mas sim, a ideia está muito engraçada! Explica também como se pode chegar muitas vezes às capas de revistas onde aparecem raparigas perfeitas, lindas, sem um pingo de celulite : )

    http://mundodamafy.blogspot.pt/

    ResponderEliminar
  4. A de Itália está ótima. A dos EUA...que pentado é aquele na da direita??!! A das Filipinas é ...sem comentários.
    Ideia muito boa.
    Luísa

    ResponderEliminar
  5. A ideia está gira sim, a modelo é que nem é das melhores. M

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Não é uma modelo, é uma jornalista que está a fazer um trabalho…

      Eliminar
  6. É uma ideia genial, no entanto, de facto é uma pena que a nossa sociedade esteja tão modelada e tão formata, pois se formos realmente a ver, normalmente as mulheres em todas as revistas tem sempre aplicado photoshop, retiram um bocado de anca, ou colocam os olhos maiores...não faz sentido, passa a existir na revista mulheres irreais, que não existem na vida real, e mesmo assim ainda existe muito boa gente que se tenta comparar com esses estereótipos. Resultado, mais nada do que frustração e baixa auto-estima. Mas esta ideia, sim senhor, brilhante!

    ResponderEliminar
  7. A jornalista é bem bonita. Os photoshopers, completos amadores.....

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Concordo. Ou então levaram isto na brincadeira. Não acredito que os EUA, por exemplo, tenham aquele modelo de "beleza".

      Eliminar
  8. Achei magnifico estas versões de beleza! Ora ai está uma excelente ideia para repensar mos que a beleza vêem de nós e não dos olhos que nos vêem! ARM

    ResponderEliminar
  9. Só mostra como é impossível ser bela aos olhos de todos. Beleza passa por autenticidade e aceitação do que somos! Também eu falei sobre isto: http://salganhada.weebly.com/blog/o-que-e-afinal-a-beleza

    ResponderEliminar
  10. A melhor é sem dúvida a original... Não aprecio nenhuma das outras. As menos más ainda conseguem ser... hmmm... Itália, Marrocos, Indonésia, Venezuela...
    As piores... A da Alemanha vai aparecer no próximo episódio de Twilight, a da Argentina, um pouco mais trabalhada, e tem lugar nos desenhos (in)animados orientais, as dos EUA são um mix de símios com alliens, as das Filipinas valha-me Deus... nas da Índia só falta o bigode.

    ResponderEliminar
  11. Excelente ideia. Adorei o resultado ;) obrigada por divulgar.

    ResponderEliminar
  12. A melhor é a original.

    ResponderEliminar
  13. Itália e mais nada. Simples. Linda, por si só.

    A ideia desta jornalista foi brilhante!

    ResponderEliminar
  14. O original bate todos. Acho-a muito bonita mesmo. Óbvio que tem os pequenos vermelhões que toda a gente tem. Acho que a ideia de beleza italiana talvez seja a mais "portuguesa". Mais simples e natural com pouca makeup. Quando uso maquilhagem é basicamente esse produto final que pretendo. Não deixa de ser incrível e dá mesmo que pensar como é tão subjetivo a noção de beleza e como podemos achar o mais feio de sempre ao que visto com outros olhos é o oposto extremo.

    ResponderEliminar
  15. Prefiro a foto original, mas gostei muito da ideia.

    ResponderEliminar
  16. 24 anos e uma ideia super criativa, vai longe de certeza! Trabalhos assim merecem ser divulgados porque fazem toda a diferença.

    http://opsidascoisas.blogspot.pt/

    ResponderEliminar
  17. A pior é o Paquistão por razões óbvias dos direitos das mulheres

    ResponderEliminar
  18. aconselho a conhecer o trabalho dos ddiart lol

    ResponderEliminar
  19. Uma ideia interessante...
    Gostei da versão do Paquistão e da Itália.
    Filipinas. Pois.

    ResponderEliminar
  20. Linda a ideia, incrível a percepção cultural do que é bonito. Agora só falta descobrir o país onde não adorem as esqueléticas :p

    ResponderEliminar
  21. Uma ideia muito interessante :)

    Vanessa S.
    De Saltos por Lisboa,
    desaltosporlisboa.blogspot.pt

    ResponderEliminar
  22. A foto da india nem clavicula tem ehehe. Mas a ideia está gira, só achei tudo muito amador.

    ResponderEliminar
  23. Esta ideia não é nova e o trabalho da jornalista não foi assim tão bem recebido há umas semanas devido a todo o ar amador da reportagem.

    ResponderEliminar
  24. São trabalhos como este que nos fazem percepcionar a nossa cultura e respeitar a dos outros. Mais do que uma "reportagem" curiosa e interessante, vale pela divulgação da diferença humana, para percebermos que não somos todos iguais e que na diversidade está um todo.

    http://madebyuss.blogspot.pt/

    ResponderEliminar
  25. Acho tudo um bocadinho amador, daí preferir sem dúvida o original...

    ResponderEliminar
  26. A versão da "American Beauty" também é de fugir!
    Medo!
    vidademulheraos40.blogspot.com.

    ResponderEliminar
  27. Trabalho top top top! (Mas concordo: que se passa nas Filipinas? aiiie)

    ResponderEliminar
  28. Acho que a ideia está espectacular :)
    Vê -se completamente as diferenças de uns países para os outros, cada um tem uma beleza diferente, mas extremamente interessante ;)

    ResponderEliminar

Teorias absolutamente espectaculares

AddThis