Pub SAPO pushdown

Dormir em casa como num hotel (daqueles mesmo bons)

quarta-feira, julho 02, 2014

Há dois meses falei aqui no blog sobre um estudo levado a cabo pela ColchaoNet.com e pela Oficina de Psicologia a propósito dos hábitos de sono dos portugueses. Se calhar já não se lembram mas, entre outras coisas, o estudo concluiu que apenas um em cada quatro portugueses afirma sentir-se revigorado após uma noite de sono. Basicamente, dormimos pouco e dormimos mal. Ou porque levamos uma vida a adormecer, ou porque acordamos uma data de vezes durante a noite, ou porque temos calor, ou porque temos frio, ou porque temos fome, ou porque há muita claridade, ou porque estamos stressados e ansiosos, ou porque sofremos de insónias, ou porque o colchão não é o mais adequado. Resultado? A má qualidade de sono reflecte-se de forma imediata na nossa vida, deixando-nos mal humorados, irritadiços, cansados, com pouca concentração e todo um conjunto de factores menos bons e pouco desejáveis. 

Tal como referi na altura, ter um bom colchão, adequado às nossas necessidades, é meio caminho andando para termos um sono de qualidade. Mas, claro, é preciso saber escolhê-lo. E foi assim que, a convite da ColchaoNet.com, fui a uma loja escolher o colchão dos meus sonhos. Pus-me a pensar no assunto, e nunca na vida tinha escolhido um colchão. Os que tive foram comprados pelos meus pais ou então herdados. Uma pena, porque descobri que tenho um talento nato para a coisa. Estive mais de uma hora a saltar de colchão em colchão, agora de barriga para cima, agora de barriga para baixo, agora de lado, e acho que podia fazer profissão daquilo. Entre os colchões de molas, os colchões de látex, os colchões de viscoelástico ou os de água (sim, também experimentei um, mas não é bem a minha cena), , mais flexíveis ou mais compactos, há todo um mundo por onde escolher. Eu ia com uma missão específica: encontrar um colchão que me fizesse sentir como naquelas camas de hotel, em que são sempre espectaculares e uma pessoa não tem vontade nenhuma de sair de lá.

O meu eleito - depois de muita indecisão, confesso - acabou por ser o Molaflex Orus Topper. Já estamos a conviver há um mês e posso dizer-vos que sou muito, muito, muito feliz com ele. Notei uma diferença brutal para o colchão que tinha anteriormente. Como sou pessoa que sofre ligeiramente das costas, a escolha do colchão acabou por estar ligada a isso. Escolhi um modelo firme, que se adapta perfeitamente ao corpo e, ao mesmo tempo, é do mais confortável que há.

Mas nisto da escolha dos colchões importa salientar que não há duas pessoas iguais, e que o que resulta para uns pode não resultar para outros. Deste modo, pedi à ColchaoNet.com que partilhasse algumas dicas importantes na hora de comprar um colchão. Podem não estar a precisar de um neste exacto momento, mas ficam já a saber.




Ora cá vai:

- Não deixem que vos seja imposto nenhum colchão, a decisão final tem sempre de ser vossa. Mas, claro, não deixem de fazer todas as perguntas e pedir o aconselhamento de quem percebe mais do assunto;

- É importante que saibam e que indiquem se têm problemas declarados de coluna (escoliose, hérnias etc). Nestes casos, e salvo indicação específica do médico,  o ideal  é sempre um colchão de molas com reforço lombar, com mais ou menos acolhimento;

- O colchão adequado deve garantir uma distribuição uniforme do peso e uma sustentação e adaptação ponto por ponto nas diferentes partes do corpo;

- Devemos ter sempre em atenção a anatomia do corpo humano, já que o homem tem os ombros mais definidos do que a mulher e, por outro lado, a mulher tem a zona do peito e as ancas mais salientes, pontos que podem sofrer mais pressão. Nestes casos, é sempre aconselhado um colchão com acolhimento em viscoelástico ou latéx;

- Outro factor importante na escolha do colchão é o facto de ser muito diferente dormir sozinho ou acompanhado. Logo à partida porque os gostos e a anatomia (peso e altura) do próprio corpo são diferentes. Se estão de acordo sobre o nível de firmeza e o tipo de colchão a adquirir, então devem ter em conta o peso mais elevado na escolha da firmeza e sustentação do colchão;

- A posição em que costumam dormir é outro factor a ter em conta. A posição ideal para dormir é de barriga para cima ou de lado. Estas são as posições mais recomendadas para evitar distúrbios de sono e dores nas costas. A posição de dormir de barriga para baixo parece confortável, mas é uma péssima opção para a coluna. Além de pressionar excessivamente a região lombar, o pescoço e toda a zona cervical ficam numa posição desconfortável. Dormir nesta posição provoca dores e deformações nas costas e afecta a respiração;

- Além de estarmos numa era de “espumas”, existem vários factores que inibem a escolha desta tecnologia, como o peso excessivo, problemas com transpiração e calor,  o estrado onde o mesmo vai ser colocado e a zona geográfica do país. Ou seja, deve evitar-se o uso de espumas em zonas muito húmidas e pouco ventiladas;

- Depois de escolhido o colchão, o cliente deve ser informado da manutenção do mesmo, para conseguir mais longevidade do mesmo, como virar e rodar o colchão com frequência (isto depende muito do modelo escolhido, mas se este hábito for regular, o cliente vai ter um colchão mais uniforme, durante mais anos).

Post escrito em parceria com a ColchaoNet.com

29 comentários:

  1. Tb tenho um Molaflex na minha casa aí em Portugal... é maravilhoso... ;)

    ResponderEliminar
  2. Agora o meu problema é contrario por melhor que seja o hotel, o colchao nunca é tao bom como o meu cá de casa um Climax tempumemory....
    Silvia

    ResponderEliminar
  3. Sempre levei imenso tempo a escolher colchões porque acho muito importante. Não permite apenas ter um sono melhor como também, para quem sofre das costas, pode fazer milagres!

    ResponderEliminar
  4. Boas dicas e por acaso ando a precisar de trocar de colcão.

    www.prontaevestida.com

    ResponderEliminar
  5. Têm página: https://www.facebook.com/colchaonetcom

    ResponderEliminar
  6. O meu colchão é COLUNEX e é OPTIMO!! 5*! Não trocava por nada e dura uma vida :) foi o melhor investimento que fiz.

    ResponderEliminar
  7. Adquiri há pouco o colchão Biolife da marca COLMED, e é o colchão dos sonhos de qualquer pessoa!! para além da marca ser 100% portuguesa!!

    http://www.colmed.pt

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Olhe teve mais sorte que eu.... O que comprei na colmed só me deu problemas :-(

      Eliminar
    2. Tive um na casa de férias, e só mesmo para dormir 2 dias, mais do que isso, é muito desconfortável!!!

      Eliminar
    3. Eu também comprei um outro modelo da marca Colmed e adorei, nunca tive problema nenhum, impecável :)

      Eliminar
    4. Para mim o Biolife é provavelmente o melhor colchão do mercado. Eu represento várias marcas de colchões há 10 anos e neste momento o meu colchão preferido é o biolife. Agora claro que depende de pessoa para pessoa ou não existiriam 20 modelos em cada marca. E claro que os Colunex, os Tempur e outros que tais são bons colchões mas na minha opinião são exagerados no preço. Ontem dei um orçamento de um tempur 200x200 de 4200€. Os molaflex são também bastante bons e uma coisa que diferencia a Molaflex de outras marcas Pikolin por exemplo é a assistência, o facto de ser uma ser uma empresa em Portugal e a em Espanha faz muita diferença quando há algum stress.

      Agora lembrem-se cada marca tem n modelos, o Biolife da colmed é bom mas o Viscosense não vale nada! O Adapt Plus da Molaflex é excelente mas o Divine é de fugir! Quando vejo comentários do género " ui comprei um Molaflex e é muito mau" ou qualquer outra marca parecem-me mais comentários da concorrência do que comentários de utilizadores reais. E quando são utilizadores reais na maioria dos casos foram mal aconselhados. Se querem comprar um colchão bom vão ter que experimentar, e sim os 5 min não iguais a uma noite inteira, mas se forem 5 min com alguém que perceba mesmo de colchões a coisa muda de figura. Não vou deixar o nome da minha empresa pq não quero que pareça que estou a fazer publicidade.

      Bons sonhos!

      Eliminar
    5. Bom dia Sr. Artur Lopes. Estava a pensar comprar um colmed posturepedic, o que acha? Muito obrigado

      Eliminar
    6. Se procuram o biolife ou o posturepedic - http://www.colshop.pt/?s=colchao+colmed

      Eliminar
  8. O meu colchão é de viscoelástico com molas ensacadas, uma maravilha!

    ResponderEliminar
  9. Eu também comprei um colchão da Molaflex mas é o modelo Yoga Adapt Plus. É muito muito bom. Fui a uma loja do comércio tradicional a confortstore // colchões. Fui muito bem atendida.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Mas sou só eu que odeio Molaflex?

      Eliminar
    2. Odeia a Molaflex, espero que com razão! :D Ou comprou um colchão que não gosta e passou a odiar? Quer alguma ajuda?

      Eliminar
    3. Sr. Artur Lopes,

      Já agora, e aproveitando alguma consultoria grátis :), o Sr. fala no Molafelx Adapt Plus, mas a marca têm o Yoga Adapt Plus e o Essence Adapt Plus. Qual o melhor??
      Tenho andado a pesquisar o Molaflex 2020 Saúde, mas como Sr. falou no Adapt Plus e este tem molas ensacadas, que parece ser a melhor opção a nível de estrutura, fiquei indecisa.

      Desde já obrigada.

      Carla

      Eliminar
  10. excelente escolha :-)

    ResponderEliminar
  11. Na colchaonet. com são excelentes, comprei lá o meu

    ResponderEliminar
  12. Cláudia de Noronha06 julho, 2014 15:33

    Colchaonet.com? Aconselho e recomendo, desde as pessoas da loja, como a equipa de entrega. Tive um ligeiro problema e prontificaram-se de imediato a trocar.

    ResponderEliminar
  13. Colchaonet nunca mais... Comprei lá o meu Pikolin há 1 mês, não consigo dormir nele porque afunda de mais na zona da anca e acordo toda torcida.
    Já os contactei e ddisseram-me que não trocam o colchão porque eu o experimentei na loja e porque é considerado um artigo de higiene! Tenho de informar a ASAE que os hoteis não trocam os colchões quando so clientes mudam...
    Como se 10 minutos deitado na loja fosse igual a dormir uma noite nele...
    Quando o experimentei na loja pareceu-me bem, mas depois de dormir uma noite nele notei logo que era o ideial.
    Agora tenho um colchão novo em casa que não serve para mim!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Faco minhas as suas palavras. Comprei um colchao na Colchaonet horrivel, Pikolin que nao era pikolim, penas da mesma empresa... tambem nao queriam tocar porque tinha expeimentado, como se 5 min deitada fosse suficiente. Quando fui ver a factura e o proprio colchao, em lado nenhum dizia que era pikolin. Trocaram o colchao porque recorri a Advogados e tratava se de publicidade enganosa.
      Trocaram me por ouro da Lusocolcão - horrivel - molas ensacadas e viscose - pesadissimo e sem pegas laterais, horrivelmente quente, acordo toda a transpirar e nem suporto edredons. Colchaonet - NUNCA MAIS.

      Eliminar
  14. Eu de mim não tenho queixa andei a comparar preços em diversos sites e de todos fui ao da www.feiradoscolchoes.pt vi preços decidi ir a uma loja propriamente em Grijó, Vila Nova de Gaia tive quase 1 hora com o vendedor depois de muitas duvidas pois admito não saber de nada sobre colchões escolhi o Colmed Posturpedic "acho que é assim que se escreve" e ja vai a um ano e meio e não o troco por nada, até digo as minhas amigas que o meu marido anda menos rabugento. enfim só para dizer que ando menos cansada com menos dores de costas e que foi o melhor investimento que fiz pois está impecável e o preço faz jus ao conforto só espero é que dure os 10 anos que eles disseram. Espero ter ajudado quem tiver duvidas. :)

    ResponderEliminar
  15. Mas olha que colchões da Molaflex e mesmo da Colmed é na Colshop.pt, se tiveres dúvidas como eu tinha ligas e eles são um espetáculo! Não sentes aquela coisa de vendedor a vender o mais caro.
    Aliás a sra que me atendeu recomendou-me um modelo que era mais barato do que o que eu achava que queria, depois de lhe explicar as fisionomias cá de casa ;). Mas a verdade o tenho há 8 meses e nunca mais tive uma mão dormente, o meu marido então anda encantado, às vezes dava com ele sentado na cama a meio da noite a queixa-se das costas.

    ResponderEliminar
  16. Nada como dormir num eurosleep... Tem um mal, quando vou de férias demoro 2 ou três noites até me habituar a outro e sonho com a minha cama todas as noites!

    ResponderEliminar
  17. Artur Lopes e hoje em dia para um colchão de casal o que recomenda preço/qualidade?

    ResponderEliminar
  18. Sugiro uma vista de olhos em www.koalarest.com. O colchão é ótimo (mas eu sou muito suspeito:))

    ResponderEliminar

Teorias absolutamente espectaculares

AddThis