Pub SAPO pushdown

Fama a quanto obrigas

sexta-feira, fevereiro 21, 2014
No nosso hotel em Cabo Verde estava a ser gravada uma nova série da SIC. Andavam por lá algumas caras conhecidas, incluindo o Manzarra, que é uma jóia de moço. Não somos amigos, já nos cruzámos algumas vezes e, talvez por nos encontrarmos ali, num sítio improvável, acabámos por trocar meia dúzia de palavras um dia ou outro. Num desses dias, estava eu no bar à espera de uma bebida quando comecei a ouvir a conversa de um grupo de portugueses na mesa atrás. "Já viram? Na televisão é só sorrisos, sempre a arreganhar a tacha, depois aqui é isto, não fala a ninguém". Referiam-se ao pobre Manzarra, a comer alguma coisa sozinho, ao pé da piscina. Provavelmente estava só a descansar entre gravações, metido na vidinha dele. Mas bom, só pelo uso da expressão "arreganhar a tacha", já dá para imaginar o tipo de pessoa que tínhamos ali. O tipo de pessoa que, aparentemente, acha que uma figura pública tem de chegar a um restaurante e andar ali de mesa em mesa, de sorriso armado, a cumprimentar toda a gente, a perguntar-lhes pela saúde, pelo trabalho e pelos filhos. Lembrei-me de um sketch do Bruno Nogueira, em que ele dizia que entre ele e os espectadores havia um ecrã, um vidro, não dava para passar de um lado para o outro, não se podiam tocar, por isso não eram amigos. Lá em casa até podiam achar que sim, mas não. Um conceito que, ao que parece, é difícil de explicar para algumas pessoas. Se és conhecido e se eu estou fartinha de te ver na televisão, o mínimo que espero se nos cruzarmos na rua é que me cumprimentes com um abraço apertadinho. Coitado do Manzarra. É que ainda por cima é mesmo simpático. Mas da fama de fraco arreganhador de tachas já não se livra.

26 comentários:

  1. E viva os portugas que adoram falar mal! Isso é dor de cotovelo, é o que é!

    ResponderEliminar
  2. Este tema dava pano para mangas. Do meu ponto de vista existe a imagem que a pessoa quer passar enquanto famoso. Existe aquela que as pessoas recebem em casa. Existe aquela que têm quando estão com a imprensa. E, em alguns casos, existe aquilo que realmente são e que nada tem a ver com nenhuma das anteriores.

    Existem pessoas que são aquilo que mostram. Existem outras que são falsas em relação à imagem que tentam passar. Mas bem vistas as coisas, isso acontece com famosos e com anónimos.

    Neste caso, já o entrevistei e fiquei com boa impressão.

    homem sem blogue
    homemsemblogue.blogspot.pt

    ResponderEliminar
  3. Coitado mesmo...é triste não ter sossego sem ser em casa...Qto ao Bruno Nogueira, ele pode dizer o k quiser, mas a mim, ele deu dois beijinhos e um abraço... e eu não pedi nada!!! :)

    ResponderEliminar
  4. Eu também uso a espressão "arreganhar a tacha", isso faz de mim que tipo de pessoa Pipoca?

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Eu tbm uso :) Já sei que tipo de pessoa somos aos olhos d pdm da pipoca... Somos os "invejosos" ;)

      Eliminar
    2. Não sei se são invejosos(as) mas são um bocado tontos(as). Têm de analisar o uso dessa expressão no contexto em que foi dito e perceberem a intenção com que foi dita. O que faz das pessoas descritas no texto "esse tipo de pessoas" é o usam a expressão "arreganhar a tacha" com escárnio e maldizer.

      Eliminar
    3. "olhos d pdm da pipoca"? Oi?

      Eliminar
    4. Mas que comentários tão exagerados... Concordo com o anónimo que disse que as situações têm que ser analisadas de acordo com o contexto. Não vejo qual é a necessidade de ofender as pessoas... "pdm da pipoca"? Ainda bem que admite que é invejoso/a... Só uma pessoa assim invejosa é que entra aqui logo ao ataque!

      Eliminar
  5. "Arreganhar a tacha"?! Também nunca tal tinha ouvido. Mas achei piada ao verbo "arreganhar"! Eheheh

    http://agatadesaltosaltos.blogspot.pt/

    ResponderEliminar
  6. Então pois claro, e devia dar beijinhos ao maralhal todo!
    Tenho sempre tanta "pena" desta malta conhecida que nunca pode estar em paz. Lembro-me há uns anos estar num resort de férias. Como gosto de sossego ia sempre lá para um canto da praia. Vi cehgar um casal com 2 crianças e comecei a rogar pragas e a rezar que as crianças fossem sossegadas. Comecei a estranhar que do nada começa a juntar ali povo ao meu lado. E toda agente olhava e batia fotos. Comecei a ficar preocupada se tinha alguma coisa estranha. Até que o povo lá vai ter com o homem do casal. E os pobres nunca mais tiveram sossego. Era o Guti que na altura jogava no Real Madrid. Ele ate era simpatico, mas porra o povo ou não os largavam ou olhavam, olhavam, olhavam. Credo!

    ResponderEliminar
  7. Realmente as pessoas nâo tem discernimento de perceber que os "famosos" são pessoas normais, com uma vida normal? Ou então falam só por falar...enfim.

    ResponderEliminar
  8. "Mas bom, só pelo uso da expressão "arreganhar a tacha", já dá para imaginar o tipo de pessoa que tínhamos ali."
    Por norma concordo a 100% com ss suas opiniões mas neste aspecto acho que foi rápida demais a classificar as ditas pessoas. Esta expressão é muito utilizada por pessoas de várias classes culturais. Não faz delas isto ou aquilo...
    Apesar de terem estado muito mal nesse momento e, coincidência, utilizardo essa expressão, não ponha todos no mesmo saco! Já utilizei essa expressão e no entanto não partilho da opinião de que um famoso tem obrigação de andar sempre sorridente e a falar com todos

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Tenho de concordar. As generalizações são sempre tramadas :)

      Eliminar
    2. Pois eu concordo a 100% com a Pipoca! E já vi que Cabo Verde não é para mim!

      Eliminar
  9. Uma vez vi a Rita Pereira em Évora, acompanhada por uma amiga. Estava irreconhecível, com roupas bastante simples, sem maquilhagem, cabelo apanhado. Parecia uma hippie. Eu reconheci-a porque calhou a ver.lhe a cara. Ainda assim ela olhava para as pessoas como se tivesse medo de ser reconhecida e foi o caminho todo de cabeça baixa.
    Isto fama é muito bonito, mas a falta de privacidade deve ser uma m****

    Quanto ao "arreganhar a tacha", já ouvi a expressão várias vezes e é bastante engraçada. Mas coitado do Manzarra!

    deliciasalareira.blogspot.pt


    ResponderEliminar
  10. Parece que os famosos não têm direito a ter privacidade, os seus momentos. Provavelmente até devem achar que não podem estar tristes ou chateados, têm de viver para o público.

    www.prontaevestida.com

    ResponderEliminar
  11. Adoro o Manzarra!!! E acho que ele é genuinamente simpático. Mas ser-se simpático não é igual a ser-se popular. Mas se a Pipoca pensa assim - que não é pelo facto de as pessoas serem conhecidas que têm de ir conversar com toda a gente -, então também devia lembrar-se que o sítio certo para os seus leitores a criticarem é aqui neste espaço e, logo, devia evitar comentários pouco inteligentes do género "dizer-me as coisas na cara é virem ter comigo quando me encontram na rua e dizerem o que têm para dizer". Porque, lá porque as pessoas gostam de acompanhar o seu blog, não quer dizer que queiram algum dia dirigir-lhe a palavra. O que têm a dizer dizem aqui, que é para isso que existe a caixa dos comentários!

    ResponderEliminar
  12. Eu adoro o Manzarra e não o conheço. :)

    Já fui a alguns programas de televisão e uma coisa garanto: os mais divertidos e simpáticos na tv são os menos simpáticos ao vivo, até nada sorridentes. Posso ter tido azar nos dias, vá, mas isso não interessa nada para o caso.
    Por outro lado, por exemplo sempre achei o Jorge Gabriel uma seca na tv. Já fui a 2 programas com ele e olha, amoroso, simpático, abraçou-me duas ou três vezes, divertido, "palhaço" porque andava sempre a brincar (com as cameras desligadas)... enfim, uma coisa é trabalho, que é disso que se trata, outra coisa é a sua vida pessoal. O facto de na tv estarem sempre a rir e aos saltos não significa que na vida real andem sempre a rir e aos saltos. :D

    ResponderEliminar
  13. Realmente, se são vistos na TV, têm obrigação de se rir e falar para toda a gente, qual político em campanha, e mais nada!
    Falando mais a sério, são pessoas como todas as outras, que por acaso têm uma profissão mediatizada, ok, mas caramba, têm direito ao descanso e à sua vida privada fora da ribalta!

    http://thelusofrenchie.blogspot.pt

    ResponderEliminar
  14. Pois eu acho que a Pipoca tem toda a razão quando falou no " arreganhar a tacha " ! Conheço bem a expressão e sempre a ouvi da boca de várias pessoas. Posso confirmar que em nenhuma das vezes foi dita num tom carinhoso ou inocente. Quem conhece esta expressão sabe que é usada para desdenhar ou fazer troça, não é certamente para elogiar ou apenas um simples sinónimo para " sorriso " ! É sempre dito com malícia e desdém !
    Desgraçado do Manzarra que tinha de ter os cantos dos lábios presos às orelhas para ser simpático para 10 milhões de portugueses 12 horas por dia 365 dias por ano! Ridículo. E logo ele que parece boa pessoa e simples , imagina se fosse um arrogante armado em importante ( se calhar aí já achavam que era vedeta e até lhe beijavam os pés! ) .

    ResponderEliminar
  15. Quanto ao Manzarra, ele é super simpatico, ja tive oportunidade de o conhecer. Agora pq ele é famoso não tem que sair por ai à abraçar e beijar à malta toda, pq ai ja seria crucificado
    de ser muito exibido...

    Lane

    ResponderEliminar
  16. Adoro o Manzarra 5 estrelas tem mesmo ar de ser bom moço
    Beijinhos

    uglyfashionexperience.blogspot.pt

    ResponderEliminar
  17. Pipoca o que eu entendi com a expressão que utilizaram é que deviam de ser uns" labregos de primeira apanha ". E quem não gostar tem bom remédio, não leia!!Beijinhos.

    Bela

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Sabe que para não gostar de alguma coisa é preciso ter conhecimento de causa e, por consequência, ler.....
      O seu comentário, por exemplo, não acrescentou nada, mas tive que o ler para perceber que não acrescentava nada....

      Eliminar
  18. Concordo com tudo isso que a pipoca disse. Só não concordo com o facto de a pipoca ter vindo espalhar aquilo que ouviu. Ninguém iria saber aquilo que disseram sobre o Manzarra. O que quero com isto dizer é que quem está a passar essa fama é a pipoca. Aquilo que ouviu sobre ele poderia ter ficado ali entre as duas amigas, mas agora já imensa gente sabe, tendo em conta as visitas diárias que a pipoca tem no seu blog que não são poucas.

    ResponderEliminar

Teorias absolutamente espectaculares

AddThis