Pub SAPO pushdown

Habemus Primark @Colombo

quinta-feira, outubro 10, 2013
Esta manhã foi a abertura da Primark no Colombo. Quando cheguei lá ainda faltavam umas duas horas para a loja abrir, mas vi uma fila tão gigantesca que pensei "pronto, estão a dar frango assado e vales de compras de 500€ e é por isso que está aqui tanta gente". Só me consigo lembrar de duas coisas que me fariam ficar numa fila tanto tempo e são estas. Frango assado e vales de compras. Sou uma pessoa pouco exigente. Mas não, nada de frango nem de vales, a malta estava lá só mesmo para ir às compras ou para ver a nova loja. Parece que é um fenómeno recorrente sempre que abre uma Primark, mas confesso que tenho alguma dificuldade em perceber a ideia. Assim como assim, a loja vai estar lá...sempre! Qual era a pressa de a ver já hoje e ficar ali horas a fio, em pé, a ganhar varizes? Mas pronto, cada um sabe de si. A convite da Primark, eu e algumas pessoas tivemos a sorte de poder visitar a loja ainda vazia, e tenho a dizer que é uma experiência muito agradável. Tudo super arrumado, a loja enorme só para nós, o paraíso na terra. Enquanto fazíamos a visita fui logo deitando olho a algumas peças que queria e que já estavam esgotadas na Primark do Dolce Vita. Depois, assim que a loja abriu ao público, foi só correr para a caixa, pagar e fugir dali antes de ser arrastada por aquele pequeno tsunami de gente. Havia duas zonas de caixas e eu fui a primeira pessoa a pagar numa delas o que, tecnicamente, me deveria conferir  o título de madrinha da Primark Colombo com direito a crédito ilimitado. Quando paguei ainda tive esperança que lançassem confettis, que abrissem uma champanha, qualquer coisinha que assinalasse este grande feito, mas nada. Enfim. A loja (sobretudo assim, sem gente) é muito bonita e enoooooorme (a maior de Portugal, 4350 m2). Hoje não consegui ver nem metade, mas tenho a certeza que voltarei muitas e boas vezes. Aliás, agora deixou de haver qualquer motivo para me deslocar ao Dolce Vita Tejo, visto que há Blanco no Chiado e Primark no Colombo. E eu que gostava tanto de ir à Amadora. Bom. Durante a visita fui publicando algumas fotos no Facebook e, claro está, gerou-se a "discussão" sobre a qualidade da Primark, com malta a dizer que é tudo péssimo, e tudo horrível, e tudo a cheirar a chinês. Pessoalmente, nunca tive o prazer de cheirar um chinês, por isso não sei se é ou não verdade. Quanto à qualidade... bem, vamos lá ver uma coisa, pelos preços praticados ninguém pode exigir peças para a vida, mas também não me parece que a Primark venda gato por lebre. A marca tem um conceito que está bem explícito: roupa actual, de tendência, a baixos preços. Se eu quero um bom casaco, uma boa carteira ou uns bons sapatos, é óbvio que não vou à Primark, prefiro investir em marcas que me garantam mais qualidade e durabilidade (se bem que essa coisa de que tudo o que é caro é bom e dura uma vida às vezes é um bocadinho enganadora). Agora, para peças tendência mais descartáveis, que se usam seis meses e depois passam de moda, a Primark é perfeita. Ou para pessoas que gostam de ter muita roupa e maior escolha na hora de vestir. E para pijamas e roupões maravilhosos e quentinhos, como eu gosto. Ou para pantufas. Ou para roupas de bebé, para andar por casa e que deixam de servir em duas semanas (o Mateus tem para aí 20 babygrows da Primark, óptimos para dormir). Ou para acessórios. É uma loja versátil, com coisas para todos os gostos e estilos. Mas acho que se gerou um preconceito um bocadinho tonto em torno da Primark, do género "Deus me livre e guarde de ser apanhada a usar alguma coisa de lá, antes ficar sem um rim". Uma tontice. Sobretudo nos tempos que correm, em que comprar coisas giras e baratas é uma dádiva. E se se souber conjugá-las com outras, mais caras, então é ouro sobre azul. Claro que se me derem a escolher eu também prefiro marcas mais caras - quem não prefere? -, mas a Primark cumpre a sua função na perfeição. Podem dizer-me que não conseguem mesmo, que preferem comprar menos e melhor, mas lá está, é uma opção. Como disse, acho que a Primark e outras lojas semelhantes são boas para as compras de estação, aquelas peças nas quais não se quer investir muito dinheiro por deixarem de estar na moda num instantinho. Enfim, sou fã e já fiz lá belíssimas compras, apesar de também não ter muita paciência para apertos e confusões. Pelas dimensões das lojas, acredito que haja quem se desoriente e não consiga comprar lá nada, mas é tudo uma questão de se ir com tempo e paciência. A melhor altura é aos dias de semana, assim que a loja abre e ainda está tudo na paz dos anjos. Deixo-vos algumas fotos que tirei hoje e aproveito para mandar daqui um beijinho ao menino simpático que me atendeu há algumas semanas na caixa da Primark do Dolce Vita Tejo e que disse ser fã do blog.

Com a loja (quase) só para mim
(Top H&M, colar Zara, Calções Bazaar Chiado, sandálias Zilian, carteira Coach)






Os botins que pus hoje aqui no blog. Aproveitei e trouxe os beges também.


Tudo a postos para receber a clientela

Com as primeiras compras



As caixas a postos. E eu só à espera que abrissem.


148 comentários:

  1. Nunca consegui comprar roupa de lá, para mim. Mas já comprei bijuteria e um porta-moedas. Comprei um casaco para o rapaz, em pele sintéctica, que custou 29 euros e, passados dois anos, continua como novo. ahahah E o meu rapaz é dos que usa sempre as mesmas coisas!

    Esta é a maior loja da Península Ibérica - mas isto é só um detalhe.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Pelo que ouvi é a maior de Portugal e a segunda maior da Península Ibérica : )

      Eliminar
    2. Pipoca sera sempre muito bem recebida na blanco do chiado!!!!!

      Eliminar
  2. Concordo contigo relativamente à Primark! É preciso é saber escolher e coordenar ;) Eu por acaso também estive hoje na Primark, mas do Porto! É engraçado que estive quase para ir hoje a Lisboa e nem sabia que a Primark ia abrir hoje no Colombo! Fiquei com curiosidade para conhecer a loja.

    R de Rita

    ResponderEliminar
  3. Bem, o que posso dizer é que tenho peças da Primark que comprei à 3 anos e que estão como novas, e que tenho peças bem mais caras de outras marcas que passados poucas semanas foram à vida. Tudo vai também de se saber escolher...

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. cuidado com a correcção ortográfica. LOL a Alcina tinha bem escrito. Tristes figuras...

      Eliminar
    2. Caro anónimo, tem a certeza disso? Eu se fosse você informava-me antes de atirar postas de pescada...

      Eliminar
    3. "Há três anos" é o correto.

      Eliminar
    4. é triste ver a língua portuguesa assim tratada
      "Ir à vida" não é o mesmo que "comprar há dois anos" É que "há dois anos" significa que existem dois anos, do verbo HAVER: eu hei, tu hás ele há, nos havemos vós haveis eles hão... ai essa gramática... esta gente precisava era de ir fazer novamente a quarta classe (ou o quarto ano)...

      Eliminar
  4. Agora, é "champanha", como se lá em casa, na infância ouvisse "champanha" em vez de champanhe".
    Para a próxima será omeleta, presidenta, aceita e outras tais. Mas é capaz de escrever abajur, em vez de quebra-luz, em bom português.
    Haja pachorra para estas novas-ricas.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Eu pensei "vou escrever champanha entre aspas ou em itálico para a malta perceber que é uma piada e que eu não digo mesmo champanha", mas depois pensei também "aaaaaah, é claro que a malta vai perceber que é uma piada". Pronto, pelos vistos não. Era uma piada. Infelizmente, não sou nem nova nem velha rica. Antes fosse!

      Eliminar
    2. A sério q não percebeu a piada?!?!?!?!?!

      Oh lord!

      Eliminar
    3. Eu gabo a paciência à Ana para ter que levar com estes comentários ridículos e completamente desnecessários e ainda lhes responder. Anyway... Estou ansiosa por ir a Primark para a semana!! :D

      Eliminar
    4. E por acso é mesmo omeleta que se diz xD ahahah

      Eliminar
    5. ahahahah Haja pachorra para estas pobres de espírito (e de carteira, muito provavelmente).

      Eliminar
    6. Omeleta é correctíssimo!

      Eliminar
    7. Por acaso é omelete.

      Eliminar
    8. corretíssimo...!!! sem "c" se não se importa...

      Eliminar
    9. Querida Mel é mesmo omeletA :)

      Eliminar
    10. Já agora... tanto omeleta como omelete são aceites na ortografia portuguesa. Basta ver o dicionário on-line da porto editora :).

      Eliminar
  5. Concordo a 100% com tudo o que disse!! Por acaso tive que ir hoje ao Colombo à hora de almoço e tentei dar um salto na loja, mas metade do Colombo estava bloqueado com seguranças e uma fila gigante para entrar. Claro que acabei por desistir! E uma coisa é certa: porquê tantaaaaa gente se a partir de agora a loja vai estar ali todos os santos dias?? Se calhar pensavam que era só hoje ou então que havia promoções de produtos que habitualmente já são super baratos! Enfim...

    Um beijinho,
    MySweetPearls

    www.mysweetpearls.blogspot.com

    ResponderEliminar
  6. Com a Primark tenho o eterno problema de pura e simplesmente perder a paciência. Não consigo comprar roupa para o dia a dia. Já comprei uns belos sapatunfos que são a minha quase jóia da coroa pq têm 15 cm de tacão e são os mais confortáveis do closet. Até eu fiquei abismada na primeira vez que os calcei (à espera de ficar descalça em frente a meio mundo). São lindos, simples, elegantes e muuuuito confortáveis. E o preço.... inacreditável!!! Também já comprei pijamas. De resto, pura e simplesmente não consigo. Perco o foco, admito. Já fiz muitos esforços mas não consigo.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Um dia destes organizo uma excursão com malta que não se entende na Primark e vamos lá assim em peso! =)

      Eliminar
    2. Mas organiza em Braga, sim? =)

      Eu levo a champanha! (Mas só a abro se de facto comprar lá alguma coisa)

      Eliminar
    3. Isso sim era de valor Pipoca... Raramente consigo comprar alguma coisa na Primark, não tanto pelas peças, mas por ser tão grande e com tanta coisa que me sinto perdida...Já para não falar do cheiro!

      Eliminar
    4. isso é que era :D

      Eliminar
    5. Ana, isso é que era de valor! Eu iria concerteza!
      Confesso q sou não consigo comprar nada na Primark. Assim que entro na loja começa a dar-me a fobia e fico saturada de ver tanta coisa. Não sei se é por ser grande ou ter muitas coisas... a verdade é q não consigo ter paciência. Pego numa peça e quando dou por mim estou a correr a loja a velocidade relâmpago desejosa de sair dali. Até o senhor meu homem consegue fazer compras lá... Eu não! E fico danada porque sei que se conseguem fazer boas compras e grandes achados ao preço da uva mijona!
      E admito q sou daquelas q diz q a Primark cheira a chinês. Não ao senhor de carne e osso e olhos rasgados, mas sim ao cheiro da loja chinesa! Não é preconceito é pura realidade, aquilo não cheira propriamente bem, mas acredito q tenha a ver com o facto de ter roupa e peças para a casa... e muito plástico.
      Quando às pessoas q dizem q Primark é para pelintras e para quem não tem apresso pela vida humana, cumpre-me informá-las que 80% das grandes marcas usam mão de obra terceiro-mundista! E não me refiro a marcas como Zara ou Mango... Refiro-me a GRANDES e caras marcas internacionais! Por isso é melhor que essas pessoas comecem a recorrer à D. Otilia lá do bairro pra fazer as suas roupinhas, porque vai ser muito difícil encontrar roupa que cumpra tantos requisitos! Ah! E não se esqueçam de pagar muito bem à senhora, afinal não podem explorá-la!
      Beijinhos pro Mateus
      Bárbara

      Eliminar
  7. A Primark do Colombo estava com essa fila imensa, enquanto a do Dolce Vita ás 19h estava toda arrumada e sem ninguém :)

    ResponderEliminar
  8. Pipoca a sua cabeça é mesmo assim tão grande? esses calções parecem de futebolista...

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Ora ai está uma novidade! Por aqui já disseram que tenho joelhos tortos, pernas gordas, pernas demasiado magras, nariz grande, pés feios, cabelos feios, cara feia, unhas feias, mãos feias, que tenho o pescoço esquisito, que tenho má postura (confere, é uma escoliose), que sou gorda, que tenho barriga... cabeça grande é uma novidade! Mas agora tenho a certeza que há-de vir alguém dizer "cabeça grande? A cabeça dela é ridícula de tão pequena".

      Eliminar
    2. Mijei-me a rir.

      Eliminar
    3. Pernas arqueadas e má postura, é evidente que tem.

      Eliminar
    4. Má postura é verdade e admite, por isso não descure, sim? Com costas e ossos não se pode brincar.
      Cabeça grande lol
      As penas são normais, como o resto do corpo. Bonito ou feio, depende de quem vê, naturalmente!

      Eu por exemplo, olhos os calções e detesto, mas gostos são assim mesmo!

      Eliminar
    5. Eu tenho a certeza que as pessoas que fazem estes tristes comentários são perfeitas.
      Tão perfeitas que deviam ficar fechadas num museu para exposição.
      É que assim de repente não me lembro de conhecer ninguém que seja perfeito.
      Tristeza de gente, completamente sem noção.

      Eliminar
    6. ahahahha e você é assim tão idiota?

      Eliminar
    7. Com os calções concordo, são tão feios. Alguém aí disse que eram de cabedal e as saias curtinhas de cabedal costumo gostar, mas esses realmente ficam com ar de calções de futebolista!

      Eliminar
    8. e cá por mim tem as costas largas :P
      de tanto que ouve/lê/tem de aturar..

      Eliminar
    9. A ideia é essa! ficarem largos!!!

      Eliminar
    10. Pipoca tu és mas é boa comó milho! Aposto que a maior parte destas gajas que te criticam ou lhes falta um dente à frente ou têm as virilhas cheias de pêlo ou cheiram a chulé

      Eliminar
  9. Por acaso estive lá a hora de almoço entre um empurrão e outro fiz as minhas compras e nem tive 5m na fila para pagar, sim pk roupinha para as crianças estragarem e levar para escolinha foi do melhor e tem la mt e notei k esta td mt separadinho por secções o k facilita bastante! Beijo

    ResponderEliminar
  10. Não podia estar mais de acordo com tudo o que escreveste!

    http://thatsthe-way.blogspot.pt/

    ResponderEliminar
  11. Pipocaaaa,
    SOS calções de napa/polipele da zara...
    são um "must have" de inverno mas e lá conjugá-los?
    ténis ou botins? camisola/blusa dentro ou fora dos calções? e casaco? ai o casaco... curto ou comprido? ganga?malha?
    help Pipoca :D

    beijinho

    ResponderEliminar
  12. Eu antes era daquelas que ia à Primark e nunca gostava de nada mas nos últimos tempos tenho encontrado peças bem giras. As camisas de lá para além de serem um básico que faz sempre falta, têm imensa variedade. As malhas, e vestidos também costumam ser interessantes. Agora quem quer qualidade acima de tudo, não é lá que vai.
    Rita

    ResponderEliminar
  13. Mas qual é o stress de abrir uma primark? É preciso filas e filas ?? Abrem zaras e nunca aconteceu isso.... Gentinha de quero ser a primeira a comprar um trapo de 5€!!!! Wow!!! É q pode esgotar e depois? Como vivo sem aquela peca?!!!! Enfim... É a crise... De valores!!!!! E de cabeça!!!!!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Concordo a 100%!! Filas para a Primark é só RIDÍCULO!!!
      Ainda pensei que estivessem a dar rebuçados.... lol

      Eliminar
  14. Falas assim das filas porque entraste a convite.... Como eu te percebo.

    ResponderEliminar
  15. quanto custaram os botins?:D dsc a pergunta
    adoro o teu blog :D
    Beijoca

    ResponderEliminar
  16. Será que ninguém se questiona o porquê destes preços?

    Eu não compro lá nada (e outras lojas semelhantes) por saber as condições em que estão empregues os funcionáriosda confecção desta empresa, para lá de explorados para minimizar os "custos".

    O caso mais mediático foi a "gaiola" no Bangladesh onde morreram quase 300 pessoas quando o edifício desabou no início do ano por falta de condições.

    Para o "primeiro mundo" comprar trapos a 5 e 10€, está o outro a passar fome e miséria. Tenham dó!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Concordo que haja pessoas no mundo inteiro a trabalhar sem condições, mas não precisa de viajar mentalmente até ao Bangladesh para verificar essa realidade. As grandes marcas, dos 100 e 200€ também exploram os trabalhadores, ou vive na utopia de que a exploração só é feita nas outras marcas onde não compra nada?
      Confesso que acho até uma certa piada ao falso moralismo que advém deste tipo de comentários como o seu e peço desde já desculpa se ofendo de algum modo, mas é a minha opinião, e já dizia algúem erudito que as opiniões são como as vaginas, cada um tem a sua e quem quiser dá-la, dá-la (mas depois fica sujeito ao escrutínio, isso já se sabe...)

      Eu compro trapos a 5 e 10€ e não ando a chorar por isso. Existe uma coisa que se chama vida. Por essa lógica de ideias, andava nua. E não comia carne. Porque não sei se sabe, os animais também não morrem de susto. Nem as plantas de falta de água. Há que ter consciência dessas situações, mas não ser extremista.

      Gosto muito da Primark, gosto de comprar lá coisas para mim e para os míudos. Para os preços praticados a qualidade é bastante boa. Compro trapos a 5€ e 10€ porque o meu rendimento não me permite comprar mais caro!

      Fiquem bem! :)

      Eliminar
    2. Tudo bem, mas olhe melhor para as etiquetas da Zara e H&M: Made in Bangladesh. Pois é! Os custos de fabrico são os mesmo, com a diferença que depois os custos para o consumidor final, são bem inferiores. Quem é que explora mais no final das contas?

      Eliminar
    3. A roupa que faziam nessa "gaiola" do Bangladesh também era para uma marca chamada Mango, que por acaso é bem capaz de ter a mesma peça de roupa da Primark mas por 5 vezes mais. Se calhar o melhor é não comprar mais roupa e fazer a sua em casa, assim tem a certeza que o empregado que a faz não é explorado.

      Eliminar
    4. Ter consciência das coisas sem ser extremista é o quê, exactamente? A mim parece-me agir como se não tivesse consciência das coisas. Irra, as pessoas adoram falar em 'extremismo' quando é apenas coerência.

      Eliminar
    5. Não me leve a mal, mas se fosse por essa lógica andavamos todos nus. Todas as senhoras/senhores da confecção, não importa em que país, são explorados, pois fazem peças a um custo mísero que depois são vendidas a preços muito mais altos nas lojas. A diferença é que em certos países existem mais preocupações com a segurança e ordenados mais "normais". Mas esses países mais "preocupados" (isto é muito relativo, porque ganham uma porcaria na mesma)têm menos clientes, enquanto países como o Bangladesh e a China têm a maioria do mercado. Se fossemos ver as etiquetas e excluíssemos coisas feitas nesses países estavamos bem tramados. É triste? É. Mas são as leis do chamado mercado global. Grande parte da população mundial não tem posses monetárias para escolher as opções moralmente correctas (se é que as existem).
      Além disso, em relação a esse caso do Bangladesh, a Primark foi uma das únicas empresas que se manifestou sobre o assunto, exigiu melhoria de condições e acho que até abriu um fundo de apoio às vítimas, enquanto que outras empresas continuaram na sua vidinha como se nada tivesse acontecido.

      Eliminar
  17. Pois eu já cheirei um chinês (vários aliás... vim há pouco tempo da China e eles são aos magotes por lá :P) e acho que esse preconceito relativamente à primark é parvo. Como a Pipoca diz, eles não enganam ninguém... roupa de tendência a baixo preço. Não me parece que sejam profundamente inferiores a uma Berska ou uma Stradivarius e relativamente a essas ninguém tem problemas. Eu tenho imensa roupa de lá, que bem conjugada fica um mimo. Dura uma eternidade? Não... mas a verdade é que também não paguei para isso ;).

    www.semjeitonenhum.com

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Eu acho também é uma questão de como depois a roupa é tratada, lavada. Se é uma roupa que não exige lixivias, não tem gorduras, basta lavar a frio, no máximo 30ºC. Assim não encolhe, as malhas não são agredidas, a roupa não deforma (muitas vezes também ajuda, seca-las penduradas em cabides e não na corda da roupa), não deixar secar demasiado, enfim...
      eu tenho roupa de lá e tem durado, com qualidade! Já a ultima camisola que comprei na Zara...poucas lavagens depois está meio debutada, a malha laça e custa nada mais nada menos do que 25,90€!!!

      Eliminar
  18. Primark só conheço a de Braga e, de facto, só conseguia lá ir à semana e de preferência logo de manhã, para não encontrar tudo em estado se sítio. E, sim, encontram-se por lá peças ótimas, é preciso é investir algum tempo a investigar. ;)

    gLiTtEr

    ResponderEliminar
  19. Eu também passei pelo Colombo era +ou- 12h e assustei-me com a quantidade de gente que queria entrar para a loja... ainda pensei que estariam a dar vales de desconto ou que os primeiro 50 cliente tivessem direito a uma prenda, mas não... segundo apurei eram só balões :P cruzes...

    ResponderEliminar
  20. É claro que o conceito deles é esse, barato e bonito. Mas a partir do momento em que a roupa que comprei para as minhas filhas não durou 12 horas, repito, 12 horas, decidi que mais vale gastar um pouco mais. E não, elas não são anormais que se arrastam pelo chão, simplesmente esticaram ambas o braço e o tecido do kispo rasgou-se na zona do sovaco. E sim, a roupa cheira mal, cheira a plástico. Eu não quero qualidade acima de tudo mas não quero qualidade abaixo de tudo.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Isso já me aconteceu com umas alpercatas da H&M. Usei-as por umas horas e os fios que unem o tecido à sola começaram a descoser. Voltei lá no dia seguinte e não mas queriam trocar porque já tinham sido usadas, tive de fazer uma reclamação para o Departamento de Qualidade, enviá-las pelo correio e aí finalmente enviaram-me um vale com o que paguei. No entanto, não vai ser isso que me vai demover de comprar na H&M, tenho outras peças de lá que duram há já bastante tempo. O mesmo vale para a Primark ou qualquer outra loja, não dá para generalizar!

      Eliminar
    2. Se calhar não seria um numero pequeno? Ás vezes na Primark o nosso numero habitual, não é o mesmo lá.
      E lavar a roupa antes de vestir? A da Bershka também tem sempre um cheiro estranho.

      Eliminar
    3. Há uns 3 anos comprei umas sandálias que, com 50% de desconto, custaram 75 euros. Usei-as pela primeira vez e ao fim de umas 2h estavam a descolar na zona da sola (as tiras que seguram o pé estavam a descolar-se). Assim de repente umas sandálias de 150 euros deviam ter uma durabilidade superior a horas e não tiveram. Mas não deixei de ir a essa loja, mas nos 2 ou 3 verões que se seguiram, quando vi o modelo desse ano extremamente idêntico ao tal, nem para ele olhava duas vezes.

      Eliminar
    4. A mim aconteceu-me uma coisa parecida mas com um casaco da Benetton que à primeira vez que o meu filho usou foi para o lixo e custou muito mais que o casaco que comprei no ano passado ao meu filho na Primark e que ainda parece novo :)

      P.ex já comprei um casaco por 125€ para mim (porque queria investir numa boa peça, de uma boa marca, etc) e no final durou 3 meses e tive que me desenrascar à pressa. Comprei outro por 25€ numa dessas "lojas sem qualidade" e ele dura-me já há 3 anos...

      Peças de fraca qualidade, com problemas de fabrico há em todo o lado - comprei um Iphone que teve que ser trocado porque vinha com defeito de fabrico - isto faz com que essa marca seja a coisa mais reles do mercado? Não me parece...
      Há que saber escolher. Quantas pessoas não dão 50/100€ ou até mais e acabam com peças que não prestam? A mim isso soa-me a preconceito puro mas se não quer lá ir também ninguém a obriga.

      Eliminar
    5. Sim, na Benetton tb tenho esse problema com as lãs. Duram nada. Não sei se é preconceito, comprei muitas coisas na Primark até dizer que não queria mais. Mas é como diz, ninguém me obriga :)

      Eliminar
  21. Mas dou a mão à palmatória, roupa de algodão de bebé, mantas, tapetes e toalhas de wc são boas.

    ResponderEliminar
  22. Pipoquinha, querida, estás muito gira!!! Os calções ficam-te a matar!! :) :) :)
    Só para que conste, à pergunta feita pela Pipoca ontem às 17:24 sobre quando é que ela disse que os pais não podem levar bebés a restaurantes, eu respondi que sim, disse, fundamentando com um post por ela publicado no dia 13 de Abril de 2010. Comentário que ela não publicou, vá-se lá saber porquê…

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Não se percebe nada do que quis dizer... Fala para a pipoca, depois fala dela para os que leem...

      Eliminar
    2. Porque contém um comentário para a Pipoca e depois, separada por parágrafo, tem uma informação para os leitores. Percebeu? Ou é assim tão complicado?

      Eliminar
  23. Pipoquinha
    Sempre que ia à primark ,ao dolce vita tejo, para além dos pijamas que são maravilhosos, nunca gostava de quase nada. Agora que moro no U.K. sempre que lá vou gosto de quase tudo, já me disseram que aqui as coisas são muito mais giras e há muito mais variedade... Será verdade???
    Adoro o seu Blog... Beijocas.
    Beta.

    ResponderEliminar
  24. Long live Primark!! :) Sou fã e não tenho preconceitos nenhuns, tem roupa gira e barata, além das maravilhosas roupas para dormir, básicos, desporto e para a casa (tem coisas giríssimas). Nas linhas de caixa também há sempre umas coisas originais e giras. Não se pode esperar que dure para sempre mas pelo preço fica-se contente se durar um ou dois anos. Devo dizer, no entanto, que tenho coisas de lá de há 3 ou 4 que estão impecáveis, e coisas de marcas conceituadas que comprei ao mesmo tempo que se estragaram entretanto e isso sim é um verdadeiro desgosto e mau investimento...

    ResponderEliminar
  25. Escapou-me alguma coisa!! Ontem foi a primark com esta roupa, no instagram tem fotos postadas ha 16h mas ja esta com outra roupa. Usou duas roupas diferentes no mm dia?

    Margarida

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Nunca usou duas roupas diferentes no mesmo dia? Mãe de bebé de dois meses por vezes muda duas ou três vezes de roupa, mas está bem...

      Eliminar
    2. Ui, que ultraje!!! Usar duas roupas diferentes? Quem se atreve, então a Pipoca não sabe que a água está cara? Se calhar não é ela que leva... Se calhar pede a alguém para lavar. Ou então nem lava. Talvez seja o anónimo das 10h28 que lava... Tal é a preocupação!! Apre!!

      Eliminar
  26. Olá Pipoca, deves ter visto umas bolachas em forma de gravata em azul foi a minha prima que fez da Cake Mania.Gosto muito ler o teu blog.bj

    ResponderEliminar
  27. Olá pipoca
    Gosto das lojas da primark e gosto das coisas das lojas.
    Sei que não é das mascas que tem mais qualidade mas não é por isso que deixo de gostar.
    Esta linda pipoca como sempre, amei esses sapatos.
    Beijos

    ResponderEliminar
  28. Eu, me, confesso, sou fã da Primark.
    Compro lá imensa coisa, básicos e algumas peças da estação.
    É obvio que ir durante a semana e de manhã, ajuda. Porque para confusões e apertos eu não tenho muito jeito! Mas, sabendo os nossos tamanhos, acho que as etiquetas de cor, ajudam muito.
    Em termos de qualidade preço, eu acho que tem uma excelente relação. Adoro, a feira de ar condicionado.

    nadinhadeimportante.blogspot.pt

    ResponderEliminar
  29. Eu volta e meia vou à do Porto e por vezes compro t-shirts para os miudos. Se duram? Duram como as outras que nunca "morrem de velhas" mas com umas valentes nodoas em cima lol

    ResponderEliminar
  30. Coisas boas para comprar na Primark - Botas giríssimas que havia no ano passado e pelos vistos este ano também ! Pijamas baratíssimos ( outras lojas com pijamas a 45 € ?? Seriously ? Aquilo é para dormir pelamordedeus, não é para nenhuma festa ! ), Um saco cheio de bolsas para mudar as malas com maior rapidez que lá custou 3 € e noutras lojas pediam 19 €. Tudo o que seja para arrumação. Quanto a roupa, tem umas coisas giras e também acho que cumpre bem o propósito da sua existência.

    Beijos

    Joana

    ResponderEliminar
  31. É verdade que não enganam ninguém, e só lá vai quem quer. Agora em relação ao cheiro, acho que só quem não tem "nariz". Cheira muito mal, cheira a plástico, a coisas de má qualidade.
    E não, não sou rica, mas sou das pessoas que preferem ter menos e de melhor qualidade. Tenho roupa com mais de 10 anos em ótimo estado. Fui uma vez à Primark no dolce vita e comprei algumas coisas para o meu garoto que duraram horas e depois de lavadas cresceram para o triplo.
    Mas, mais uma vez, cada um sabe de si.
    Maria M.

    ResponderEliminar
  32. Confesso que fui uma das pessoas com a pachorra de esperar na fila para entrar. Há muitos dias que tinha visto o anúncio de que a primark ia abrir no colombo e como não tenho carro, não me dá para ir até à Amadora para ir à Primark de lá. Então esperei para que o dia de ontem chegasse. E porquê? Porque desde que fui à Primark em Inglaterra, encontrei soutiens à minha medida, que me servem e que dão suporte (ou seja, posso correr para apanhar um autocarro que não tenho que ir a agarrar a peitaça). Ao fim dum tempo estes ficam estragados como é natural (o preço deles é 6e). Como os meus já estão mais para lá do que para cá, aproveitei o facto desta loja abrir mais perto e esperei até à inauguração.

    MAN, nunca tinha visto tanta gente numa loja. À parte disso, até achei engraçado. Esperei uns 10minutos para entrar. Lá dentro é que era o caos..os provadores estavam a apinhar! Minha nossa. Mas valeu pela experiência!

    Já agora, experimentei os botins mas achei super desconfortáveis! Primeiro que lá conseguisse pôr o meu pé! E se estivesse a falar só de mim ainda punha a hipótese de ser o meu pé que é largo mas não, vi imensas pessoas com o mesmo problema! - Como é que consegue calçar isso? Não lhe magoa na dobra da perna?

    Beijinhos!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. E tinha de ir comprar esses soutiens logo no dia da inauguração? Não podia abanar as mamas mais uns dias e esperar que a confusão passasse?

      Eliminar
    2. Ai o que eu me ri com este comentário ao comentário. Muito bom :D

      Eliminar
    3. e qal é o mal de ir nesse dia? nao pode simplesmente querer ir no dia da abertura? xina pá

      Eliminar
    4. "Xina pá" o que eu gosto de comentar a pipoca com expressões da pipoca.

      Eliminar
    5. Muito bom o primeiro comentário. Até já me engasgei de tanto rir! Este blog é bem mais entretainment a Casa do Pu... Segredos

      Eliminar
    6. Que comico o 1o comentario.. Chorei a rir!!!

      Eliminar
    7. *são bons , enganei-me

      Eliminar
  33. Olá,
    Aqui uma menina já com 34 anos e que anda nesta vida de comércio há anos, desde os 18 anos, para ser mais precisa. Já vendi de tudo, em muitas lojas 'boas' e outras menos 'boas'. Já vendi roupa, acessórios e etc. Gama alta e gama baixa e meninas, lamento desiludir toda a gente, mas... vem tudo do mesmo sítio. Tudo. Tudo. O que muda é o nome na etiqueta e o preço na mesma. Deixem se de merdas, por favor e cheiros e qualidade e coiso. É que irrita.
    Em todo os sítios que trabalhei há coisas boa e coisas menos boas a venda, nem sempre o preço corresponde à qualidade, é preciso ter sorte e olho, e com o tempo conseguimos usar coisas baratas e duráveis, ou caras se assim preferirmos, mas não me venham com tangas.
    Os preços da Primark são baixos e claro que há peças que não valem nada, mas minhas amigas acontece em todo o lado. Há que tem paciência e procurar. E não sei quanto a vocês mas eu não quero que as coisas durem para sempre, por favor, quero que durem enquanto me disserem alguma coisa.
    Já com a Ikea é a mesma conversa. Nunca comprei nada no Ikea que não durasse o estipulado, que não aguentasse o que tinha como missão aguentar e por isso, sou fã do Ikea.
    Sou fã da Primark e sou fã de muitas outras lojas que cheiram a chinês.
    Estou grávida, para não gastar muito dinheiro foi na Primark que procurei e encontrei vestidinhos e túnicas e etc que todos os dias me dão elogios até de estranhos, e pelo menos tenho roupa e a carteira intacta.
    Outra coisa, nessas fábricas que até desabam e matam imensa gente fazem coisa baratas para lojas baratas,, mas há muitas que fazem roupa de grandes marcas, estilistas e tudo.
    Ah! Já vendi relojoaria e ficavam parvas caras senhoras com os preços que vocês pagam por relógios de marca e na verdade cheira a chinês, fala chinês e na verdade são chinês, mas cala te boca.
    Cada um que compre aonde quiser e deixem se de coisas, por favor.
    Beijos Pipoca.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. E quem fala assim não é gago (pelo menos de escrita lol)

      Eliminar
    2. Até me apetece aplaudi-le. É mesmo assim. As Zaras e afins têm roupa feita no Bangladesh, na Turquia, na Tailândia. Assim como a H&M, e ninguém diz mal delas. Tudo depende dos tecidos usados.
      Comprem a roupa onde raio vos apetece e deixem-se de coisas.
      Quanta e quanta roupa deixamos de usar, porque nos deixou de servir ou porque já não gostamos e custou um dinheirão? Isso sim dá pena. Agora uma camisola de 3€ ao fim de 1 ano está assim para o mal jeitosa. Temos pena!

      Eliminar
    3. Ana Magalhães não é só na roupa nem em relógios que se pagam balúrdios pelo marca e "são" chineses. Também no campo da informática/hardware e peças de automóveis de marcas bem conhecidas e conceituadas que "falam" chinês.
      Mas a snobeira de ter uma sainha da marca XPTO e ficar com a carteira a tinir é tão grande, que vale tudo, mas cada um sabe de si.

      Eliminar
    4. Pois eu sei que não é só na roupa e relógios, mas é aonde tenho experiência. Mas obrigada na mesma, porque estou sempre pronta a aprender e a poupar, e deixar me de peneiras com marcas e coiso.
      Mas fico parva como em pleno século XXI com a Internet, as viagens ao preço da chuva e toda a a informação, há pessoas que preferem andar com uma etiqueta (colada na testa é que era bom) a verem o que é uma realidade. Sim. Acho incrível.
      Beijos

      Eliminar
  34. Eu acho a primark bem foleirota, mas são gostos (já estou mesmo a ver quem venha dizer q sou isto e aquilo)...
    Já agor, não foi a Arroja a primeira cliente?

    ResponderEliminar
  35. Citando: «a malta estava lá só mesmo para ir às compras ou para ver a nova loja. Parece que é um fenómeno recorrente sempre que abre uma Primark, mas confesso que tenho alguma dificuldade em perceber a ideia. Assim como assim, a loja vai estar lá...sempre!»

    É, vai lá estar sempre, mas as colecções e as peças, algumas esgotadíssimas, é que não!

    Por isso é que dizes 'Enquanto fazíamos a visita fui logo deitando olho a algumas peças que queria e que já estavam esgotadas na Primark do Dolce Vita».

    Tens aí a resposta ao fenómeno.

    ResponderEliminar
  36. Amigue, vi a foto e pensei "Rocky is in the town". É jeitosa sim, que é, mas o calçonito não é bonito não. Deixa pra pugilista usar.

    ResponderEliminar
  37. Concordo com quase tudo o que disse. Mas não me vai dizer que o cheiro de algumas lojas low cost é o mesmo que em lojas de gama alta. E concerteza que as fábricas que fazem para o barato também fazem para o caro. Mas a qualidade é outra, disso não tenho dúvidas. Que também existem coisas caras que não compensam o preço, estamos de acordo. Agora não vamos meter tudo no mesmo saco. Ou então todo o mundo era pouco inteligente. Então andava tudo a gastar dinheiro em peças iguais mas
    com preços muito diferentes? Tenho um pouco mais de idade que a senhora e já vi muita coisa. Já me recusei a comprar Ralph Lauren em Nova Iorque porque era feito na Indonésia (lembra-se de Timor?) e sei que infelizmente as marcas caras utilizam mão-de-obra escrava. Tem toda a razão. Só não concordo em que tudo é igual. E olhe que já são 50 verões no planeta terra.
    Bom fim de semana
    Maria M.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Aplaudo, de pé!

      Eliminar
    2. Ah! Só um pequeno aparte que se me varreu do cérebro (estou grávida, logo um pouco esquecida): As lojas 'mais caras' têm uma coisa maravilhosa que se chama ambientador!!!!!!!
      Pois é minhas amigas. Entramos e cheira bem ou nem bem nem mal (aqueles que disfarçam cheiros). É um segredito bem guardado, mas que existe em quase todas as lojas que têm orçamento para isso, existe.
      Beijos

      Eliminar
  38. Tenho comprado imensa roupa para o meu filho e para mim na Primark e não me arrependo!! Até agora, não houve uma única peça que me arrependesse de ter comprado. O meu filho é um calorento em exagero, mas como tem asma eu não o deixo andar com roupa transpirada, tenho de andar sempre a mudá-lo. Na creche é a mesma coisa, mudam-lhe a roupa pelo menos duas vezes ao dia. Tenho de ter roupa em quantidade industrial para ele! Não me safava a comprar-lhe roupa em lojas de marca até porque não tenho um ordenado por aí além... Só penso de maneira diferente em relação ao calçado e aos casacos de inverno.

    ResponderEliminar
  39. Ana, cada vez que a leio penso que no nosso país, você deve fazer comichão a mta gente.
    Estou desde Agosto a viver na Irlanda, onde a Primark (aqui Penneys) existe em todo o lado! E atenção ao lado de lojas de grandes criadores e estilistas, deste que por aqui tb a Ana mostra fotos. E na rua, ou no Centro Comercial é ver toda a gente com sacos das mais variadas lojas misturadas.
    Os preconceitos pelo que é barato têm custado muito aos portugueses.
    Lembro-me da situação do IKEA e do grande preconceito, a Primark... enfim tantas outras... ir ao chinês em Portugal vale... ir à Primark é para quem não dá valor à qualidade!!! LOL

    ResponderEliminar
  40. Tão, mas tão loja do chinês.

    Não compreendo como é que se mete nisto.

    ResponderEliminar
  41. Yap, verdade, verdadinha! Acabei de escrever um posto em que indico algumas destas ideias!

    ResponderEliminar
  42. Já comprei algumas peças de roupa e sandálias numa loja da Primark no Algarve, aquando de férias. Ou foi sorte minha ou escolhi muito bem, pois pelo preço e até agora não acho a qualidade assim tão má.

    ResponderEliminar
  43. na primark vale a pena:
    roupa para a praia,ténis básicos para a praia, pijamas e soutiãs básicos, decoração de casa, roupa básica de bebé, meias desporto. De resto, a qualidade fica muito a desejar mas em tempos de crise, vale mesmo muito a pena! Quem me dera aos 20 anos ter estas lojas!
    eu sou de Braga e vejo que desde que abriu a primark , determinadas lojas ficaram às moscas: h&m, Springfield, pull&bear, berska...

    ResponderEliminar
  44. E para quando loja online da Primark!? Isso sim, era ouro sobre azul! :)

    ResponderEliminar
  45. Alguém sabe quando abre a próxima loja Primark no Porto?
    Só existe a do Parque Nascente :(
    Bjnhs Pipoca

    ResponderEliminar
  46. Olá Pipoca! Ontem na Primark pedi para tirar uma fotografia contigo, foste super acessível e simpática! Sou mega fã do blog. Ao vivo es ainda mais gira, mesmoooo! Alta, vistosa, super bem vestida e maquilhada. Beijinhos e Felicidades :)

    ResponderEliminar
  47. Meu Deus!! Eu só penso "como é que esta santa gente compra roupa nas primarks, bershkas, h&m's, zaras e afins???". Além de ser tudo de péeeeeeeeeeessima qualidade e a cheirar a loja chinesa, sucede, como alguém aqui bem destacou, que essas roupas, a preços da chuva, são produzidas TODAS por mão-de-obra quase escrava, como no Bangladesh e afins. Por gente paupérrima!!!
    É por essas e por outras que eu só compro na Carolina Herrera. Tem coisas girissimas, de óptima qualidade e a preços fantásticos. Penso que todas vocês deviam fazer o mesmo. É uma obrigação social que todas temos, por um mundo melhor!! Claro que quem diz uma Carolina Herrera, diz uma Max Mara, uma Trussardi, etc. Abram os olhos de uma vez por todas, minhas queridas!!
    Beijokas
    Caetana

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. A preços fantásticos? Ahahahah

      Eliminar
    2. Dos outros não sei, mas muita da roupa da Zara é feita em Portugal, principalmente os algodões.

      Eliminar
    3. Este comentário é uma piada? Por favor diga-me que sim.
      Isabel

      Eliminar
    4. isto é para rir, certo?

      Eliminar
    5. Tenham vergonha! E entrem de óculos de sol, e não comprem marcas brancas, nem usem vales que cheiram a papel de jornal! Que nojo!
      Desculpem, agora vou perfumar o meu wc com prada, que me faltou hoje a minha criada a quem pago 3€ à hora!

      Eliminar
    6. Não é só na Zara que há peças feitas em Portugal, e sim, principalmente de algodão, ou seja, os básicos (como habitualmente se chamam), mas amigos, em Portugal trabalhar mais horas do que as regulamentadas em fábricas de vão de escada (caves, que as conheço) a ganhar 485€, não me parece que seja propriamente motivo de orgulho, mas sim, antes ganhar o salário mínimo que nada, mas continua sem ser motivo de orgulho e basta abrir os olhos e ouvidos e ouvir histórias assim para o muito mau, das condições de trabalho que há nessas fábricas portuguesas!!!

      Eliminar
    7. Que pessoa tão inculta para pensar assim Até nas lojas que referiu, Max Mara,Trussardi muitas das coisas são fabricadas nesses países onde como referiu as pessoas são paupérrimas! Você paga é a marca e claro tmb alguma qualidade pois os materias usados são outros! Há pessoas com muita falta de informação. Mas pronto cada um compra onde quer e pode! Agora essa teoria do cheira a chinês virem criticar quem compra barato e anda na moda é que é escusado. lol lol irra que esta gente irrita qualquer um

      Eliminar
    8. Esta é alguma com a mania que é tia de Cascais! Ou então este comentário é apenas uma piada!

      Eliminar
    9. Meu deus, ri aproximadamente 1 hora depois de ler o comentario das 01:59. LOLOL nao sei qual a pior parte, se esta: "Tenham vergonha! E entrem de óculos de sol" ou "Tenham vergonha! E entrem de óculos de sol" LOLOL morri

      Raquel

      Eliminar
    10. Ou então "tenham vergonha! E entrem de óculos de sol". Também está muito boa!

      Eliminar
  48. Não me digas que foi o Javi que te mandou esses calções de treinho como recordação dele e gostaste tanto que os levaste passear :) :)

    ResponderEliminar
  49. Não podia concordar mais! Viva à Primark! :D

    ResponderEliminar
  50. O que me apraz dizer que é tem sempre a mania do rim. Qualquer coisa e fica sem o rim. Podia ser o fígado, um pulmão, sei lá, mas não é o rim! :p
    *

    ResponderEliminar
  51. Pipoca, tenho almoçado ao lado de um chinês e ao contrário do que estava à espera, o moço cheira bem! O cheiro a chinês é mito! Boa? 😜

    ResponderEliminar
  52. Qual é o problema do Dolce Vita Tejo? Porventura é menos bem frequentado que o Colombo?

    ResponderEliminar
  53. Não poderia estar mais de acordo com tudo o que disse Pipoca! Acho que nos dias de hoje a Primark é uma óptima loja para quem quer andar na moda e a preços acessiveis! Tem coisas boas e menos boas como todas as lojas. E falando por mim não tenho razão nenhum de queixa de nada do que comprei la! Já comprei um pouquinho de tudo e posso dizer que lavei e usei e posso continuar a usar que as coisas estão como novas! Tenho camisas que comprei no ano passado e este ano continua impecáveis para usar e isto é apenas um exemplo! As pessoas falam tanto mas esquecem-se que não é por irem a uma salsa, lanidor, tiffosi, etc que as coisas não são fabricadas na china, bangladesh ou por ai fora! Só mesmo pessoas ignorantes para pensarem que por pagarem mais as coisas já não vêm da china onde custam dois euros e cá pagam 20 euros. Enfim Enfim! Minha gente há de tudo em toda a loja, é preciso é saber escolher!! Conseguir andar bem vestida e na moda a preços baixos não é para todos realmente mas sim para quem sabe e tem olho para a a coisa! :)

    ResponderEliminar
  54. Na altura em que a Primark começou a ser muito falada, não fazia ideia de que loja se tratava. Estava a estudar no Porto, até que uma amiga minha me levou à de lá. Só lá fui 1 ou 2 vezes, mas foram vezes suficientes para ficar fã já na altura. Uns anos depois, quando abriu aqui a de Braga fiquei bastante contente, entusiasmada e continuo fã. Já lá comprei várias peças de roupa, como blusas, vestidos, calças (adoro os vestidos e ao preço a que são, permite-me ter mais variedade), também já comprei malas, carteiras, artigos de casa, entre outros e até hoje estou bastante satisfeita. E um facto curioso, já usei vestidos da Primark em festas como comunhões, bodas, etc em que as pessoas me perguntavam quanto tinham custado e quando dizia que tinha sido apenas 10 ou 11 euros e que eram da Primark, ficavam de boca aberta! Dizem-me sempre que são lindos, e que parecem super caros, de lojas "chiques" ahahah Não tenho vergonha nenhuma de admitir que uso roupa acessível até mesmo para eventos mais importantes :) se gosto, se me sinto confortável e gosto de ver em mim, se me parece de qualidade razoável a boa, e se tem um bom preço, óptimo!!
    A carteira agradece e eu também :p
    Raquel P.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Concordo contigo e também já me aconteceu.

      E também me acontece e muito frequentemente é estar a usar determinados sapatos, botas, botins e afins e gabarem-mos e quando sabem o quanto dou por eles ficam de boca aberta. Porque eu recuso-me a dar mais de 20€ por um par, seja de quê, e tenho muito bons sapatos, alguns de pele, outros não e já tive sapateiros a dizerem-me que os meus sapatos de 10€ suplantam em muito a qualidade daqueles que algumas pessoas compram nas lojas "chiques", ou nas grandes lojas cá da cidade do calçado.
      Onde vou? À feira, a pequenas lojas de calçado pouco conhecidas, a lojinhas de rua e o mais importante, sei escolher.

      E se vos dissesse que já trabalhei numa loja do calçado e que sei que os preços que eram praticados de 40€ para cima, noutras lojas o MESMO sapato era vendido a 10/15€, e por aí fora? E que os sapatos vinham precisamente do mesmo revendedor? (sim sei mesmo porque isso eu vi)

      Deixem-se de tretas. Ainda recentemente estava uma senhora muito snob no meu sapateiro a dizer-lhe que era impossível aquelas sabrinas serem de plástico porque tinham sido compradas na loja X e tinham custado 60€... E o sapateiro disse-lhe que ela até os podia ter ido comprar a um castelo que aquilo era CHINÊS... Pois.

      Eliminar
  55. Fui hoje e estava tudo quase vazio! incrível como certas peças esgotaram num dia!!
    Eu não podia concordar mais.. A Primark não é nenhuma loja de luxo, mas cumpre o que promete.
    O que eu gosto de là comprar são meias, pijamas, velas, necessaires ou ainda t-shirts para usar no ginásio! Mas, de vez em quando, também trago uma peça de roupa, aquela que sei que vou apenas usar por 3meses o tempo de uma tendência e para a qual não quero gastar 100 euros noutra loja =)

    ResponderEliminar
  56. Também não sei qual será o problema de ir á Amadora ao Dolce Vita Tejo... ! Eu costumo ir á Primark do Forum Sintra, tem sempre mais artigos que no Dolce Vita.

    ResponderEliminar
  57. Por haver mentalidades assim é que o país está como está... O preconceito dos portugueses com o que é mais barato... Ah preferem comprar pouco e pagar mais! Acredito, pois até conheço quem deixe de comer para poder comprar roupas de marca, não me espanta nada! Se não querem comprar porque não acreditam na qualidade, ok! Mas porque fazem tanta questão de gozar com quem compra lá? Tanto preconceito com quem é pobre quando se calhar dentro de casa também o são, só que , lá está, poupam em comida para comprar roupa, já eu e outras pessoas é o contrário! Eu só compro roupa em lojas low-cost porque neste momento encontro-me desempregada e não posso me dar a luxos. Primark, C&A, e Lefties são as minhas lojas de eleição que descobri recentemente, gosto tanto que acho que mesmo que ganhe o euromilhões vou continuar a comprar lá! E não tenho vergonha nenhuma de dizer! Tenho um armário bem recheado, ando na moda, perguntam-me várias vezes onde comprei certas peças e elogiam-nas, e até agora não tenho razão de queixa no que toca à qualidade !

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Deve ser, deve...

      Eliminar
    2. Concordo e sublinho. Eu tenho dinheiro para comprar mais caro - mas acho que não compensa.
      Há basicos que prefiro dar mais porque sei que quero algo para durar mesmo (apesar que isso também me sai furado às vezes - uma pessoa dá 40/50€ por uma camisola, calças 60/70€ e de repente está tudo a parecer velho e acabado).
      Mas, por norma, prefiro gastar o meu dinheiro de outra forma.

      Quanto ao preconceito, claro que existe mas como não andamos com etiquetas à mostra, quantas vezes as peças "mais baratas" passam por ser as mais caras.

      Ainda recentemente dei 7,5€ por umas botas de cano alto, mesmo giras e uma amiga minha perguntou-me onde as tinha arranjado e quanto tinham custado. Ela disse-me que não encontraria iguais por menos de 50€.... e quando lhe disse quanto custavam e onde tinha comprado ficou logo fã do sítio :).
      As pessoas estão tão deslumbradas por marcas que nem se dão ao trabalho de verificar a qualidade... Já me aconteceu dar mais de 100€ por uma peça e não me durar nem uma única estação...-.-

      Eliminar
  58. concordo inteiramente com tudo o que disse no post Ana.
    a primark é sem dúvida uma optima loja para quem quer andar a par das ultimas tendências, mas sem gastar balúrdios...

    ResponderEliminar
  59. O problema é que este tipo de marcas representa o oposto de comércio justo. Para que as peças cheguem ao consumidor a estes preços, são produzidas em condições desumanas e de quase escravatura em países como Bangladesh e as empresa não deixam de ter lucros astronómicos. Não se esqueçam que não há almoços grátis! E os armariozinhos cheios de roupa têm um preço elevado, o sangue e muitas vezes a vida de homens, mulheres e crianças. Por outro lado, é esta indústria desumana que arrasou a indústria europeia, em particular a portuguesa e levou tanta gente ao desemprego. Porque em Portugal há salário minimo, horários máximos, proteção social, ou seja, condições minimas. Prefiro ter menos, mas produzido em condições dignas do que compactuar com esta selvajaria e usar roupa manchada de sangue! Pensem nisso!

    ResponderEliminar
  60. Diverti-me imenso a ler todos estes comentários. De facto quase tudo é fabricado na China, Bangladesh, etc... Mas também já começa a haver muita coisa fabricada em Portugal. Quanto à Primark, confesso que não sou uma cliente da marca, por mera casualidade. Ainda não a descobri convenientemente. Mas desengane-se quem pensa que Carolina Herrera e Ralph Lauren e outras marcas do género é que vale a pena. Por acaso têm noção que uma t-shirt de 50% elastano e 50% algodão na H&M pode custar uma bagatela, mas na RL custa 250€ ou coisa parecida? Claro que se paga a marca, estão a ver? Não o produto em si! E hoje em dia vivemos de marcas. Vejo que ainda há muita gente que tem muito dinheiro para gastar, e que a crise não afectou a todos, obviamente, senão a Av Liberdade, em Lisboa, não seria uma das mais caras do mundo, tb à custa dos estrangeiros, claro está. Porque no fundo, pela minha experiência, salvo algumas excepções, que as há, as peças duram mais ou menos consoante o tratamento que cada um lhes dá. Se lavam elastano a 40º ou 60º graus, sem virar a peça do avesso, aquilo desaparece num instante, independentemente de ser da feira, do chinês, ou da RL... , como alguém por aí dizia, as coisas não se querem para sp, mas para durar enqto nos apetecer usar as peças, não é verdade? senão o negócio ía à falência, não?

    ResponderEliminar
  61. Primeiro: 100% de acordo c o comentário q invoca o unfair trade: é uma vergonha, e devia ser uma preocupação de todos nós. Desenganemo-nos, porém, ao pensar q o dito n existe na alta costura, nomeadamente italiana (Cf. o magnífico Gomorra, de Roberto Bolano, que lhe valeu e creio q continua a valer uma implacável perseguição da camorra). Segundo: claro q a questão é tb de opção, cm refere a Pipoca, e de gosto. Isto é totalmente subjetivo, mas efetivamente as peças da Primark e da H&M (e várias da Zara/Mango, mas muito menos), deixam-me deprimida: acho realmente más e feias. Terceiro: comentários de gente mentalmente malformada melhor seria se nunca vissem a luz da arroba: qqer alma sensível fica afetada c tanta estupidez.

    ResponderEliminar
  62. Gosto imenso de ir à Primark. Já vi lá muita coisa terrível, é verdade, mas também já lá fiz óptimas compras!

    ResponderEliminar
  63. Alguém que seja do norte e me saiba dizer se esses botins existem na loja do Parque Nascente?

    Obrigada :)

    ResponderEliminar
  64. Alguém que seja do norte me sabe dizer se na Loja do Parque Nascente, existem aqueles botins que a Pipoca postou?

    Obrigada :)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Fui lá +/- a uma semana e sim ainda tinham lá os botins.

      Eliminar
  65. E para onde vai toda essa roupa que se compra para usar numa estação? E como é possível que essa roupa seja tão barata?
    E porque devemos nós preocupar-nos com isso quando só queremos comprar uma pecinha de roupa para desenfastiar?

    resposta 1 - Vai para aterros sanitários, encher o nosso subsolo de lixo, porque não há capacidade de reciclar tanta roupa que se deita fora.
    resposta 2 - essa roupa é tão barata porque além de ser de má qualidade, é produzida por operários que recebem salários miseráveis e que não chegam para terem uma vida digna, e além disso as marcas ainda enriquecem porque o peso da produção no preço é de apenas 1%
    resposta 3 - porque nós somos responsáveis pelos nossos actos, enquanto seres humanos e cidadãos, e por isso somos responsáveis por produzir lixo em quantidades que o planeta não aguenta e que o vão acabar por estourar e também por pactuar com um sistema industrial assente na miséria de pessoas como nós.

    E por tudo isso, por escreveres textos como este com essa frivolidade, devias pensar nisso. Já sei que blá blá blá escreve sobre o que queres, estamos num país livre, blá blá blá. Certíssimo, mas a liberdade de expressão não anula a nossa responsabilidade individual. Tu achas que está muito bem esse comportamento que descreves neste post, eu acho que estás errada e que devias procurar mais informação.
    Se quiseres ler alguns livros sobre o assunto, de gente que decidiu investigar o percurso da indústria da roupa de marcas como a Primark e outras, tenho todo o gosto em partilhá-los contigo. Gente como tu, e como eu, e como todas nós, que um dia decidiu questionar-se sobre a razão pela qual existe este paradigma de roupa barata, descartável e porque sentimos este impulso de estar sempre a compar roupa. E de como se instalou, no espaço de uma geração, esta mentalidade de que a roupa é para ter muita e para usar uma estação.

    ResponderEliminar
  66. Pipoca...
    Fui hoje á Primark do Colombo! Pela primeira vez e espero que seja a última!!
    Um horror! A loja é de facto enorme...muito maior do que estava á espera..o que causa uma sensação de que estou sempre perdida!!! Estava uma autentica feira..tudo ao monte, tudo desarrumado!!!!
    Milhares de pessoas com péssimo aspecto e a dar encontrões e nem desculpa pediam!
    O tempo que lá estive, estive sempre agarrada a minha carteira com receio de ser assaltada!
    Valerá a pena?! Não me parece...! A mim já não me apanham lá mais nenhuma vez, com toda a certeza!

    Vevé

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. A loja é enorme, é verdade, mas acho que o facto de se sentir perdida é só uma questão de tempo, porque a nível de organização parece-me estar muito bem conseguida.
      Agora vejamos, a loja é enorme e só por esse facto já deve ser complicado mantê-la arrumada. Mas deixe-me dizer-lhe que isso se deve muito ao facto de muitos clientes terem uma falta de carácter e de respeito extrema. Experimentam a roupa em público e em vez de colocarem novamente no cabide mandam para o chão. Estragam e deixam de lado e outras que tantas. Enfim, vejo os colaboradores a arrumar uma mesa e assim que viram costas as pessoas já mandaram os casacos todos ao ar. Pergunto-lhe... Seria a senhora capaz de manter uma loja daquelas arrumada?

      Eliminar
  67. Alguém me sabe dizer o que usam as lojas da salsa para ter um cheirinho tao agradável?

    ResponderEliminar

Teorias absolutamente espectaculares

AddThis